Coord subordinacao

1,121 views
1,028 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,121
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
80
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Coord subordinacao

  1. 1. Coordenação e subordinaçãoCoordenação e subordinaçãoÍndiceÍndiceA coordenaçãoA coordenaçãoA subordinaçãoA subordinaçãoRoyaltyFreePeríodo simples e compostoPeríodo simples e composto
  2. 2. Período simples e período compostoPeríodo simples e período compostoPeríodo simples Período compostoO gênero novela tem público certo. O gênero novela é namorado por todasas emissoras, pois tem público certo.Quando a novela começa, as conversascessam.• apenas uma oração • duas ou mais orações• oração absoluta • orações justapostas erelacionadas semântica ousintaticamenteExemplos extraídos de: Telejornal. O Estado de São Paulo, SãoPaulo,14 mar. 2004. p. T2.
  3. 3. Período simples e período compostoPeríodo simples e período compostoA novela tem público certo.período simples – oração absolutaperíodo composto por coordenação – orações independentes justapostasperíodo composto por subordinação – orações sintaticamente ligadas uma a outraO gênero novela é namorado por todas as emissoras, pois tem público certo.oração oraçãoQuando a novela começa, as conversas cessam.oração principal(serve de suporteà oração subordinada)oração subordinada(desempenha função sintáticaem relação a outra oração)relação semânticarelação sintática
  4. 4. Quando a novela começa, as conversas cessam e todos ficam hipnotizados.Período simples e período compostoPeríodo simples e período compostooração subordinada oração principalQuando a novela começa, as conversas cessam e todos ficam hipnotizados.or.principal/or. coord. oração coordenadaperíodo composto por coordenação e subordinação –dois tipos de relações entre as oraçõesoração subordinada
  5. 5. A coordenaçãoA coordenaçãoOrações coordenadas sindéticas Orações coordenadas assindéticasEles partiram e eu fiquei.Chegue mais cedo, pois precisamos conversar.Eles partiram, eu fiquei.Chegue mais cedo, precisamos conversar.• apresentam conjunção (síndeto)• são classificadas de acordo com a relaçãosemântica explicitada pela conjunção• não apresentam conjunção• não comportam classificação
  6. 6. Classificação das orações coordenadas sindéticasClassificação das orações coordenadas sindéticas• Oração coordenada aditiva: sua ideia soma-se à ideia da oração anterior.Conjunções principais: e, nem.-Ex.: Wisnik compõe melodias intricadas e homenageia a MPB.Wisnik não gravou Jobim, nem musicou Bandeira.• Oração coordenada adversativa: sua ideia opõe-se à ideia da oração anterior.Conjunções principais: mas, porém, todavia, contudo, entretanto.-Ex.: Ele flerta com o jazz, mas ignora a guitarra.O artista faz sucesso no exterior; entretanto, é pouco conhecido no Brasil.A coordenaçãoA coordenação
  7. 7. Classificação das orações coordenadas sindéticasClassificação das orações coordenadas sindéticas• Oração coordenada alternativa: sua ideia indica alternância ou escolha.Conjunções principais: ou, ou... ou, ora... ora, nem... nem, quer... quer.-Ex.: Gravar um disco independente ou guardar as músicas na gaveta.Ora compõe, ora interpreta.Nem era pop, nem era rock.Ou toca ou dança.• Oração coordenada conclusiva: sua ideia estabelece uma relação deconclusão, resultado, efeito, consequência com a ideia da oração anterior.Conjunções principais: logo, portanto, pois (quando vem depois do verbo), assim, por isso.-Ex.: Canto, logo existo.Crio música, portanto sou compositor.O público está inquieto; é preciso, pois, cautela.A coordenaçãoA coordenação
  8. 8. • Oração coordenada explicativa: sua ideia explica a ideia da oração anterior.Conjunções principais: que, porque, pois (quando vem antes do verbo).-Ex.: O CD foi bem recebido porque tem qualidade.Não desliga o som que eu já volto.Não se desespere, pois eu volto.Classificação das orações coordenadas sindéticasClassificação das orações coordenadas sindéticasA coordenaçãoA coordenação
  9. 9. Orações coordenadasassindéticassindéticasaditivasadversativasalternativasconclusivasexplicativasA coordenaçãoA coordenação
  10. 10. A subordinaçãoA subordinaçãoOrações subordinadassubstantivasOrações subordinadasadjetivasOrações subordinadasadverbiaisCientistas deduziram que aágua formou pequenosburacos na rocha.Cientistas que trabalhamcom a Spirit deduziramisto.Depois de analisar omaterial, cientistasdeduziram isto.Oração principalA agência informou que o robô encontrou essessinais.• não é termo de outra oração (não desempenha funçãosintática em relação a outra oração)• funciona como suporte às orações subordinadas• exercem função típica desubstantivo• exercem função típica deadjetivo• exercem função típica deadvérbio• funcionam como termo de outra oração (estabelecem relação sintática com a oraçãoprincipal)Exemplos extraídos de : Zero Hora, Porto Alegre, 8 mar. 2004.
  11. 11. Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivasOs cientistas sabem uma coisa.objeto direto – função típica de substantivoA subordinaçãoA subordinação
  12. 12. Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivasOs cientistas sabem que existe água em Marte.objeto direto – função típica de substantivooração pode ser introduzida por conjunção integrante:• que – indica certezaA subordinaçãoA subordinação
  13. 13. Orações subordinadas substantivasOrações subordinadas substantivasOs cientistas sabem se Marte será povoado?objeto direto – função típica de substantivooração pode ser introduzida por conjunção integrante:• se – indica dúvidaA subordinaçãoA subordinação
  14. 14. Classificação das orações subordinadas substantivasClassificação das orações subordinadas substantivas• Oração subordinada substantiva subjetiva: exerce função de sujeito daoração principal.-Ex.: Aconteceu que os cientistas acharam água.Consta que se trata de uma descoberta revolucionária.• Oração subordinada substantiva objetiva direta: exerce função de objetodireto da oração principal.-Ex.: Todos desejam que as pesquisas tragam benefícios à Humanidade.Não sei se visitaremos Marte algum dia.Disseram que a descoberta de água é um grande trunfo.A subordinaçãoA subordinação
  15. 15. Classificação das orações subordinadas substantivasClassificação das orações subordinadas substantivas• Oração subordinada substantiva objetiva indireta: exerce função de objetoindireto da oração principal.-Ex.: Lembre-se de que a descoberta pode trazer grandes benefícios.A Nasa deu parabéns a quem trabalhou na missão.• Oração subordinada substantiva completiva nominal: exerce função decomplemento nominal de um termo da oração principal.-Ex.: Os cientistas tinham medo de que a missão fracassasse.A equipe da Nasa tinha certeza de que iria encontrar água.A subordinaçãoA subordinação
  16. 16. • Oração subordinada substantiva predicativa: exerce função de predicativodo sujeito da oração principal.-Ex.: A verdade é que todos se beneficiarão com a descoberta.O importante é que as pesquisas continuem.• Oração subordinada substantiva apositiva: exerce função de aposto de umtermo da oração principal.-Ex.: Os cientistas só queriam uma coisa: encontrar água.Os cientistas só queriam uma coisa: que o Spirit encontrasse água.Classificação das orações subordinadas substantivasClassificação das orações subordinadas substantivasA subordinaçãoA subordinação
  17. 17. • Oração subordinada substantiva na função de agente da passiva: designao ser que pratica a ação da oração principal na voz passiva.-Ex.: A pesquisa foi feita por quem trabalha na Nasa.A subordinaçãoA subordinaçãoClassificação das orações subordinadas substantivasClassificação das orações subordinadas substantivas
  18. 18. Orações subordinadas substantivassubjetivasobjetivas diretasobjetivas indiretascompletivas nominaispredicativasapositivasna função de agenteda passivaA subordinaçãoA subordinação
  19. 19. Os cientistas pesquisaram Marte, misterioso.adjunto adnominal – função típica de adjetivoA subordinaçãoA subordinação
  20. 20. Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivasOs cientistas pesquisaram Marte, que é um mistério para nós.adjunto adnominal – função típica de adjetivooração geralmente introduzida pelo pronome relativo queA subordinaçãoA subordinação
  21. 21. Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivasOs cientistas pesquisaram Marte, que é um mistério para nós.adjunto adnominal – função típica de adjetivooração geralmente introduzida pelo pronome relativo quepronome que:• é anafórico (retoma um termo antecedente)• desempenha função sintática na oração subordinadaOs cientistas pesquisaram Marte, que é um mistério para nós.que é um mistério para nós.Marte é um mistério para nós.sujeitoA subordinaçãoA subordinação
  22. 22. • Oração subordinada adjetiva restritiva: limita, especifica, restringe osignificado do termo antecedente.-Ex.: A expedição que detectou a presença de água no planeta vermelho é importante.Os astronautas que pisaram o solo da Lua entraram para a História.• Oração subordinada adjetiva explicativa: acrescenta uma informação aotermo antecedente; é isolada por vírgulas.-Ex.: O Spirit, que é um robô da Nasa, envia sinais de Marte.função semelhante à de um aposto:O Spirit, robô da Nasa, envia sinais de Marte.A subordinaçãoA subordinaçãoOrações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
  23. 23. Compare as adjetivasA expedição que detectou a presença de água no planeta vermelho é importante.• Aqui, somente a expedição responsável pela detecção da presença de água éimportante. Pode haver outras expedições no contexto, mas essa e apenas essa éimportante.Os astronautas que pisaram o solo da Lua entraram para a História.• Aqui, somente os astronautas que foram até a Lua entraram para a História. Podehaver outros astronautas no contexto, mas esses e apenas esses entraram para aHistória.A expedição, que detectou a presença de água no planeta vermelho, é importante.• Aqui, dá-se uma informação sobre a expedição que lhe é conhecida: o fato dehaver detectado a presença de água. Não há outras expedições no contexto.Os astronautas, que pisaram o solo da Lua, entraram para a História.• Aqui, dá-se uma informação sobre os astronautas que lhes é conhecida: o fato dehaverem ido até a Lua. Não há outros astronautas no contexto.restritivaexplicativaA subordinaçãoA subordinação
  24. 24. Orações subordinadas adjetivasrestritivasexplicativasA subordinaçãoA subordinação
  25. 25. Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiaiscientistas deduziram que a água formou buracos na rocha.Ontem,adjunto adverbial – função típica de advérbioA subordinaçãoA subordinação
  26. 26. Orações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiaiscientistas deduziram que a água formou buracos na rocha.adjunto adverbial – função típica de advérbioA subordinaçãoA subordinação
  27. 27. cientistas deduziram que a água formou buracos na rocha.Depois de analisar o material,adjunto adverbial – função típica de advérbiooração é introduzida por conjunção subordinativaa denominação da oração é a mesma da conjunçãoDepois de analisar o material,conjunção temporaloração subordinada adverbial temporalA subordinaçãoA subordinaçãoOrações subordinadas adverbiaisOrações subordinadas adverbiais
  28. 28. Classificação das orações subordinadas adverbiaisClassificação das orações subordinadas adverbiais• Oração subordinada adverbial causal: exprime causa, motivo da declaração daoração principal.Conjunções principais: porque, que, pois, visto que.-Ex.: Não comunicaram nada porque ainda não tinham certeza.• Oração subordinada adverbial comparativa: constitui o segundo membro deuma comparação (o primeiro é a oração principal).Conjunções principais: que, do que, qual, quanto, como.-Ex.: A descoberta de água em Marte é tão importante hoje quanto foi a chegada à Luaem 1969.A subordinaçãoA subordinação
  29. 29. • Oração subordinada adverbial concessiva: exprime aceitação da declaraçãoda oração principal, mesmo que haja restrições a ela.Conjunções principais: embora, ainda que, se bem que, conquanto.-Ex.: Embora haja indícios, ainda não se comprovou a existência de água em Marte.• Oração subordinada adverbial condicional: indica condição ou hipótese.Conjunções principais: se, desde que, salvo se, caso, contanto que.-Ex.: Se existiu água em Marte, existiu vida.Desde que as pesquisas continuem, saber-se-á mais sobre a possível existência devida em Marte.Classificação das orações subordinadas adverbiaisClassificação das orações subordinadas adverbiaisA subordinaçãoA subordinação
  30. 30. • Oração subordinada adverbial final: indica finalidade.Conjunções principais: para que, a fim de que, de modo que.-Ex.: Para que se constate a existência de vida em Marte, é necessário pesquisar mais.• Oração subordinada adverbial consecutiva: exprime consequência dadeclaração da oração principal.Conjunções principais: que, de forma que, de modo que, de maneira que.-Ex.: Foi tão esperada a notícia do Spirit que todos aplaudiram.Era tão boa a novidade que os cientistas comemoraram.A subordinaçãoA subordinaçãoClassificação das orações subordinadas adverbiaisClassificação das orações subordinadas adverbiais
  31. 31. • Oração subordinada adverbial temporal: exprime circunstância de tempo.Conjunções principais: quando, logo que, antes que, depois que, sempre que.-Ex.: Quando o Spirit se comunicou com a Terra, os cientistas comemoraram.Logo que informaram a existência de água em Marte, todos os olhos se voltarampara o planeta vermelho.• Oração subordinada adverbial proporcional: indica concomitância,simultaneidade.Conjunções principais: enquanto, ao passo que, à medida que.-Ex.: Os cientistas comunicavam informações da Spirit à imprensa, à medida que iamsendo recebidas.Classificação das orações subordinadas adverbiaisClassificação das orações subordinadas adverbiaisA subordinaçãoA subordinação
  32. 32. • Oração subordinada adverbial conformativa: exprime concordância,conformidade.Conjunções principais: conforme, segundo, consoante.-Ex.: Conforme informaram à imprensa, há vestígios de água em Marte.Segundo afirmaram os cientistas da Nasa, a descoberta de água no planetavermelho foi um dos fatos mais importantes dos últimos tempos.A subordinaçãoA subordinaçãoClassificação das orações subordinadas adverbiaisClassificação das orações subordinadas adverbiais
  33. 33. Orações subordinadas adverbiaiscausaiscomparativasconcessivascondicionaisfinaisconsecutivastemporaisproporcionaisconformativasA subordinaçãoA subordinação
  34. 34. Orações subordinadas desenvolvidas e reduzidasOrações subordinadas desenvolvidas e reduzidasDesenvolvidas ReduzidasLeia o jornal para que saiba as últimasnotícias.Leia o jornal para saber as últimasnotícias.• apresentam o verbo no modo indicativo,subjuntivo ou imperativo• apresentam o verbo em uma dasformas nominais (infinitivo, gerúndio ouparticípio)• apresentam conjunção ou pronomerelativo• podem apresentar preposição, mas nãoconjunção ou pronome relativoA subordinaçãoA subordinação
  35. 35. Exemplo de reduzida de infinitivo:Leia o jornal para saber as últimas notícias.Exemplo de reduzida de gerúndio:Mesmo só existindo indícios, a existência de água em Marte se dá como fato.Exemplo de reduzida de particípio:Terminada a missão do Spirit, todos os dados serão analisados novamente.oração subordinadaadverbial final reduzidade infinitivooração subordinadaadverbial concessivareduzida de gerúndiooração subordinadaadverbial temporalreduzida de particípioA subordinaçãoA subordinação
  36. 36. Orações subordinadasdesenvolvidasreduzidasde infinitivode gerúndiode particípioA subordinaçãoA subordinação

×