Apresentação rousseau

2,265 views
2,124 views

Published on

Análise do auto-retrato de Henri Rousseau

Published in: Education, Travel, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,265
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
304
Actions
Shares
0
Downloads
32
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação rousseau

  1. 1. AUTO-RETRATO HENRI ROUSSEAU « Eu Próprio, Retrato-Paisagem » ESCOLA SECUNDÁRIA DE PORTO DE MÓS Professora : Natércia Arqueiro
  2. 2. A - Identificação/Contextualização da obra. • Nome do artista: Henri Julien Félix Rousseau • Título da obra :«Eu Próprio, Retrato-Paisagem» • Data de produção: 1890 • Estilo/movimento/corrente a que pertence: Pintura NAÏF – começa-se a falar deste tipo de pintura, a partir de 1886, com o Salão dos Independentes e com a exibição das obras deste pintor autodidacta. O seu trabalho obteve o reconhecimento dos artistas de vanguarda daquela época: Gaugin, Picasso, Redon ….
  3. 3. BIOGRAFIA: 1844- Nasce a 21 de Maio em Laval, França. 1861- A família muda-se para Angers. 1863 -1867 – Trabalha num escritório de advo- cacia e vai para o exército. 1868 – Morre o pai e ele muda-se para Paris. 1869- Casa com uma costureira – Clémence Boitard. 1871- Trabalha na alfândega de Paris. Laval
  4. 4. 1872 – Primeiras tentativas na pintura. 1885 -1886 – Participa em vários Salões com as suas obras. 1888- Morre a mulher. 1893 – Retira-se da alfândega (reforma antecipada). 1903 – Morre a segunda mulher – Joséphine Noury. 1910 – Morre a 2 de Setembro, no hospital.
  5. 5. OUTRAS OBRAS: A Liberdade convida os artistas a participarem no 22º Salão dos Independentes - 1906 Auto- retrato – 1900-1903
  6. 6. Refeição do Leão-1907
  7. 7. Os Flamingos Nas Margens do Oise - 1908
  8. 8. - Rousseau pinta à primeira vista, de forma "ingénua" e "inculta", devido à falta de formação especializada. - Muitos dos seus temas parecem pueris e inocentes, mas ele é responsável por obras que mostram minuciosamente, de modo inédito, uma realidade ao mesmo tempo natural e fantasiosa. - As suas 145 obras estão espalhadas pelo mundo, estando a maioria nos Estados Unidos e em França. CARACTERÍSTICAS DO PINTOR:
  9. 9. B-Análise da obra. • aspecto dominante da personagem: Elegante, trabalhador
  10. 10. Enquadramento: – originalidade da composição que apresenta um barco de forma pouco habitual (só se vê o arco e o mastro); - a figura humana sobredimensio- nada no centro do quadro e de costas viradas para o cenário; - é uma composição estática, as formas são bidimensionais e não existe o conceito de perspectiva na obra deste pintor.
  11. 11. Cenário:  Paisagem citadina  No Porto de Saint Nicolas  Junto ao Rio Sena e à Ponte du Carrousel, em Paris  Estão representados: um barco, uma ponte metálica, o casario, um balão de ar quente e a Torre Eiffel.
  12. 12. Personagem:  Figura de corpo inteiro desproporcionada em relação ao cenário e situada no centro da obra  Está de frente para o observador do quadro.  Parece assumir uma atitude um pouco provocadora, elevando-se até às nuvens (que apresentam uma forma semelhante ao seu boné) até ao nível do balão de ar quente que está no céu.  Apresenta um aspecto cuidado, com uma barba cuidadosamente cortada, e um ar compenetrado, austero e sério.  Vestuário - O pintor está vestido com uma certa elegância, trajado de preto.
  13. 13. Objectos: – Aparecem duas invenções modernas: o balão de ar quente e a Torre Eiffel (1889). - Destacam-se as bandeiras que na sua maioria são inventadas, só a bandeira da França e da Inglaterra podem ser identificadas.
  14. 14.  O pintor vem acompanhado com um pincel, com um boné e com a sua paleta, onde estão escritos dois nomes: Clémence e Joséphine.
  15. 15. Cores .  As cores estão repartidas de modo uniforme, o que tem por consequência isolar os objectos.  Predomina o preto, que contrasta violentamente com as cores do céu, e nota-se a utilização do vermelho, que aparece sobretudo no fundo do pincel e nas bandeiras.  Neste quadro, tal como na sua obra, pode-se observar a preferência do pintor pelas cores – branco, verde, vermelho e preto e pelo contraste que elas proporcionam.
  16. 16. Relação elementos - mensagens/ideias a transmitir  O pintor encontra-se de costas viradas para o Porto de Saint Nicolas, o que anuncia a sua decisão de abandonar o seu emprego de inspector na Alfândega e de abraçar sem demora o mundo artístico.  O seu ar sério e austero mostra que essa mudança corresponde a uma grande alteração na vida do artista.  Na paleta do pintor, reconhecem-se o nome da primeira esposa - Clémence Boitard e o da segunda - Joséphine Noury.
  17. 17.  A sua atitude de se elevar até ao balão e a representação da ponte de ferro e da Torre Eiffel mostram o seu gosto pelo progresso e a sua grande ambição. Estes símbolos do modernismo e as bandeiras do barco, que podem ser comparadas a uma grinalda colorida, talvez representem o reconhecimento internacional que Rousseau tanto ansiava. Este artista queria ser “ o maior e mais rico pintor contemporâneo de França “ e ansiava desesperadamente por ser famoso. O aparecimento da bandeira francesa deixa transparecer o nacionalismo e as ideias republicanas que tanto agradam a este francês.
  18. 18. Conclusão: Nesta tela, aparecem elementos relacionados com a vida privada do pintor e outros que deixam transparecer a sua personalidade e a sua imagem como figura pública. Após a análise desta pintura, continuo a achar que este pintor procurou apresentar-se de forma elegante e que para ele a sua actividade artística era muito importante, já que ele aparece com um pincel e com a sua paleta.  Neste momento, consigo elaborar uma caracterização mais completa deste artista: sério, austero, determinado, criativo, moderno, ambicioso, etc.
  19. 19. Opinião sobre esta obra: Gostei muito deste quadro do pintor Henri Rousseau, porque ele conseguiu elaborar o seu retrato de uma forma inovadora, conjugando cores atractivas e um cenário convidativo.
  20. 20. Bibliografia http://le_douanier_rousseau.pagespersoorang e.fr/explications/explication_self.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Henri_Rousseau http://cultura.portaldomovimento.com/arte_naif .html - Cornelia Stabenow, Henri Rousseau, Taschen

×