Motivação - SOCIOLOGIA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO.

9,419 views
9,288 views

Published on

Trabalho apresentado na FAI - FACULDADE DO VALE DO ITAPECURU, por IVANILDO LEAL GUIMARÃES, SOCIOLOGIA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO.

Published in: Business
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
9,419
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
164
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Motivação - SOCIOLOGIA APLICADA A ADMINISTRAÇÃO.

  1. 1. EQUIPE:FABIANA DOS SANTOSIVANILDO L. GUIMARÃESMARIA DO CARMOVERIDIANA
  2. 2. MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕESINTRODUCÃOA motivação é um aspecto intrínseco ás pessoas, pois ninguém pode motivar ninguém.Portanto, motivação é pessoal, mas pode ser influenciada por objetivos e interesses coletivos
  3. 3. “Para compreender o comportamento humano é fundamental o conhecimento da motivação humana. Motivo é tudo aquilo que impulsiona a pessoa a agir de determinada forma isto é, tudo aquilo que dá origem a alguma propensão a um comportamento específico”
  4. 4. diz que motivação é o “processo de estimular um indivíduo para que tome ações que irão preencher uma necessidade ou realizar uma meta desejada”.
  5. 5. Diante desta afirmativa, observa-se que a motivação é o insight para a ação e a partir daí o ser humano busca satisfazer suas necessidades. Pois, é notório que o estágio atual do ser humano conta com uma constante busca por tudo o que possa servir de melhoria de vida em relação a desempenho profissional, familiar, financeiro e tudo o que possa servir de melhoria contínua.
  6. 6. BREVE HISTÓRICO SOBRE A MOTIVAÇÃO:“Antes da revolução industrial a motivaçãotinha forma de medo, punição - físicafinanceira ou social.”
  7. 7. “existe uma tendência natural na qual o indivíduo se torna conscientes de cada uma delas? (atos de sentimentos de proteção e segurança, atos de pertencer, estima, e no final auto-realização), motivados por elas em ordem decrescente”.
  8. 8. Identifica-se que a motivação para a realização de qualquer necessidade se dá pelo fato de que o indivíduo tem consciência de cada uma das tendências naturais, isto é, de todos os sentimentos relativos às necessidades dos seres humanos, atingindo seu grau de motivação conforme o momento de sua vida.
  9. 9. Frederick Herzberg que também realizou um postulado sobre a Teoria Motivação-Higiene, que tratava de comportamentos humanos e as atitudes no trabalho avaliando sobre o aumento da produtividade, em relação ao funcionário motivado, diminuição do absenteísmo e melhores relações no ambiente da organização, baseado nestes ideais haveria a compreensão que elevam o moral trazendo a alegria com a auto- realização.
  10. 10. Os administradores devem estar cientes destes fatores, e ter conhecimento das teorias que influenciam o ser humano. As organizações para a sua funcionalidade mais efetiva estão sistematizadas em hierarquias, e os colaboradores devem estar cientes de seus papéis , assim como é sempre um grande desafio para os gerentes, tentarem compreender os colaboradores ali estão alocados, enfocando sempre no contexto, as razões de seus comportamentos, e qual a maneira melhor para motivá-las para serem mais produtivas e atenderem os apelos da organização.
  11. 11. SUGERE AS SEGUINTES MEDIDAS A SEREM USADAS PELAS EMPRESAS PARA ATINGIREM A MOTIVAÇÃO DESEUS COLABORADORES NO QUE TANGE A TEORIA DE MASLOW:
  12. 12. 1. Auto-realização; estimulo ao completo comprometimento, o trabalho como dimensão importante na vida do empregado;
  13. 13. 2. Auto-estima: cargos que permitam realização, autonomia, e responsabilidade, trabalho que valoriza a identidade;
  14. 14. 3. Sociais: estímulos á interação com os colegas no trabalho, possibilidade de atividades sociais e esportivas, e reuniões sociais que ocorram fora da organização;
  15. 15. 4. Segurança: seguro-saúde e planos de aposentadoria, segurança no trabalho, estabelecimento e divulgação do plano de carreira;
  16. 16. 5. Fisiológicos: salário e benefício; segurança e condições agradáveis no trabalho.
  17. 17. TEORIAS MOTIVACIONAIS* Teoria da Hierarquia das Necessidades deMaslow:Teoria das Relações Humanas no Trabalho:Teoria dos Fatores Higiênicos e Motivacionais de Herzberg:- Teoria Contigencial da Motivação, Victor Vroom:
  18. 18. 2.1-TEORIA DA HIERARQUIA DAS NECESSIDADES DE MASLOW: “a motivação é um estado interior que induz uma pessoa a assumir determinados tipos de comportamentos”. Spector (2002, p.198)
  19. 19. A motivação é uma ferramenta das mais importantes para o sucesso organizacional, pois afeta o desempenho funcional do colaborador, sendo a mola propulsora para que o processo de produção que é a funcionalidade da organização seja o responsável pelo processo de transformação, isto é, os processos de transformação são responsáveis pela geração de bens (produtos e serviços), e para que saia a contento do cliente é necessário que atinja seu grau de excelência.
  20. 20. TEORIAS MOTIVACIONAIS MAIOR VARIEDADE,SEMPRE EM BUSCA DE MAIOR SATISFAÇÃO NAVIDA.1.Auto-realização;2.Auto-estima:3. Sociais:4. Segurança:
  21. 21. 3. TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS NO TRABALHO:Georges Elton Mayo foi um cientista socialaustraliano responsável pelo ensaio teóricoque se fundamentava na necessidade dedemocratização e humanização que tinhapor objetivo primordial analisar a rotação dopessoal (turnover),
  22. 22. 4 - TEORIA DOS FATORES HIGIÊNICOS EMOTIVACIONAIS DE HERZBERG:A teoria dos dois fatores, ou seja, dos fatores higiênicos e motivacionais foi desenvolvida por Herzberg afirmava que “a motivação dos indivíduos depende destes dois fatores que tem ligações estritas”.
  23. 23. A expressão higiene serve exatamente para identificar o seu caráter preventivo e mostrar que se destinam simplesmente a evitar fontes de insatisfação. Ninguém trabalha com mais esmero, porque uma empresa decide incluir, por exemplo, um plano odontológico como benefício extra. Entretanto, há necessidade de se ter este plano, pois as pessoas precisam estar saudáveis, a falta dele gera insatisfação por parte dos colaboradores.
  24. 24. Sendo assim, os fatores motivacionais têm um aporte direto na influência da qualidade de vida das pessoas, e conseqüentemente na qualidade dos produtos e serviços oferecidos pelas mesmas.
  25. 25. 5 - TEORIA CONTIGENCIAL DAMOTIVAÇÃO, VICTOR VROOM:“é considerada uma teoria de processo, e não simplesmente de conteúdo, pois identifica relações entre variáveis dinâmicas, que explicam o comportamento das pessoas no trabalho”.
  26. 26. OS FATORES DESSA TEORIA DE ACORDO COMVICTOR VROOM SÃO:VALÊNCIA,EXPECTATIVAE INSTRUMENTALIDADE.
  27. 27. Partindo-se da análise da figura acima é possível afirmar que existem três fatores que determinam em cada indivíduo a motivação para produzir: os objetivos individuais, a relação que o indivíduo percebe entre produtividade e alcance dos seus objetivos, bem como a capacidade de o indivíduo influenciar seu próprio nível de produtividade.
  28. 28. 7 – TEORIAS MOTIVACIONAISDIFERENÇAS INDIVIDUAISO autor faz um comparativo das três teorias, e o enfoque de cada teórico no processo da motivação, Maslow fundamenta-se nas necessidades das pessoas, Herzberg condiciona dois fatores para que ela aconteça, e Vroom direciona a força da motivação na produtividade do homem.
  29. 29. TEORIA X E Y DE MCGREGOR:A teoria X, conhecida como visão tradicional, vem representar o controle existente sobre os recursos humanos da empresa. De acordo com esta teoria, as pessoas, em geral, não sentem vontade de trabalhar ou pretendem trabalhar o necessário, e devido a isso, a grande parte dos trabalhadores têm que ser coagidos, supervisionados insistentemente e ameaçados com penalidades, pois somente dessa forma conseguem atender os objetivos propostos pela organização.
  30. 30. A teoria Y é mais otimista, e mostra o fato de que a ampliação dos recursos humanos é muito mais otimizada e pode ser mais bem aproveitado. Nesta teoria o fundamento é o seguinte, quando um ambiente é favorável ao trabalho, tudo flui naturalmente e pode ser prazeroso. O colaborador é direcionado pela auto-orientação e autocontrole, desta forma ele faz parte dos objetivos da empresa, aliado a tudo isso o funcionário recebe recompensas e sente-se mais motivado na realização de suas tarefas.
  31. 31. TIPOS DE MOTIVAÇÃO:Motivação Instrumentale Motivação Integrada
  32. 32. FATORES QUE INFLUENCIAM NAMOTIVAÇÃO“a motivação é o processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos esforços de uma pessoa para o alcance de uma determinada meta”.
  33. 33. OS FATORES QUE INTERFEREM NOSMECANISMOS DA MOTIVAÇÃO1. SÁLÁRIO2. AUTO-ESTIMA E RECONHECIMENTO3. RELACIONAMENTO ENTRE OS COLABORADORES4. PROMOÇÃO, TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO5. BENEFÍCIOS6. SEGURANÇA7. CONDIÇÕES DE ESTRUTURA FÍSICA E FERRAMENTOS NOS LOCAIS DE TRABALHO
  34. 34. IMPORTÂNCIA DA MOTIVAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES:A teoria e a prática da motivação há muitofaz parte de nossa vida. Indivíduosaltamente motivados podem resultar emaumentos substancias na produtividade ena satisfação do trabalho, além deconsiderável redução do absenteísmo, doatraso, queixas e assim por diante.(MONTANA 2003. p. 227)
  35. 35. 7-MOTIVAÇÃO NO AMBIENTE ORGANIZACIONALO trabalho em qualquer tipo de organização norteia-se pela procura constante dos objetivos da organização, pertinente ao cargo que desenvolve, com suas tarefas, e com suas responsabilidades empresariais, já os objetivos de cada indivíduo decorrem das necessidades pessoais dos colaboradores.
  36. 36. CONCLUSÃOConclui-se que as organizações apresentam as suas propostas, e esperam no mínimo um bom desempenho dos colaboradores, está subtendido que conhecendo essas expectativas de seus funcionários e fazendo com que entendam os objetivos empresarias, e em virtude desta harmonia ocorrerá à ligação psicológica recíproca.
  37. 37. Sendo assim, esta importância da motivação no desempenho dos funcionários, está inserida no conjunto de fatores tais como: condições de trabalho, um bom clima organizacional, salários favoráveis, bonificações, participação nas decisões, capacitações, reconhecimento e outros, que vão aferir o sucesso ou o fracasso da organização.

×