Your SlideShare is downloading. ×
0
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentação1

441

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
441
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Direitos humanos -A vida humana em plenitude manifesta como a liberdade -Os direitos humanos fundamentam-se na preservação da vida e sua integridade física, moral e social.
  • 2. Direitos fundamentais A União Europeia atribui uma importância especial ao respeito pelos direitos humanos com base nos artigos 6.°, 7.° e 13.° do Tratado que institui a União Europeia e da Carta dos Direitos Fundamentais. A Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia retoma, num texto único, pela primeira vez na história da União Europeia, o conjunto dos direitos cívicos, políticos, económicos e sociais dos cidadãos europeus, assim como de todas as pessoas residentes no território da União. Estes direitos encontram-se reagrupados em seis grandes capítulos: 1. Dignidade 2. Liberdade 3. Igualdade 4. Solidariedade
  • 3. violação dos Direitos humanos O problema das violações de direitos humanos. Caracteriza como uma violação de leis criminais que vigoram dentro dos Estados Membros, incluindo aquelas leis que proscrevem criminalmente o abuso de poder. Também caracteriza àqueles actos e omissões [imputáveis ao Estado] que não constituem ainda violações de leis penais nacionais, mas de normas internacionalmente reconhecidas relativas a direitos humanos.
  • 4. DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS A presente Declaração Universal dos Directos Humanos como o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações, com o objectivo de que cada indivíduo e cada órgão da sociedade, tendo sempre em mente esta Declaração, se esforce, através do ensino e da educação, por promover o respeito a esses direitos e liberdades, e, pela adução de medidas progressivas de carácter nacional e internacional, por assegurar o seu reconhecimento e a sua observância universais e efectivos, tanto entre os povos dos próprios Estados-Membros, quanto entre os povos dos territórios sob sua jurisdição.
  • 5. Organização de defesa dos direitos humanos ONU organização das nações unidas  Manter a paz no mundo,  Proteger os Direitos Humanos  promover o desenvolvimento económico e social das nações  Estimular a autonomia dos povos dependentes  reforçar os laços entre os estados soberanos
  • 6. AMI assistência médica internacional A AMI é uma Organização Não Governamental (ONG) portuguesa, privada, independente, apolítica e sem fins lucrativos. Desde a sua fundação, a 5 de Dezembro de 1984, pelo médico-cirurgião urologista Fernando Nobre, a AMI assumiu-se como uma organização humanitária inovadora em Portugal, destinada a intervir rapidamente em situações de crise e emergência e a combater o subdesenvolvimento, a fome, a pobreza, a exclusão social e as sequelas de guerra em qualquer parte do Mundo. Com o Homem no centro de todas as suas preocupações, a AMI criou doze equipamentos Sociais em Portugal e já actuou em dezenas de países de todo o Mundo, para onde enviou toneladas de ajuda (medicamentos e equipamento médico, alimentos, roupas, viaturas, geradores, etc.) e centenas de voluntários.
  • 7. Unesco ( organização das nações unidas para a educação, a ciência e a cultura). A UNESCO trabalha com o objectivo de criar condições para um Genuíno diálogo fundamentado no respeito pelos valores Compartilhados entre as civilizações, culturas e pessoas. Este papel é primordial, particularmente em face do terrorismo, que constitui a negação dos princípios e valores da Carta das Nações Unidas e um ataque contra a humanidade. O mundo requer urgentemente visões globais de desenvolvimento sustentável com base na observância dos direitos humanos, no respeito mútuo e na erradicação da pobreza. Temas esses que estão no cerne da missão da UNESCO e em suas actividades.
  • 8. UNICEF A UNICEF é a única organização mundial que se dedica especificamente às crianças. Em termos genéricos, trabalha com os governos nacionais e organizações locais em programas de desenvolvimento a longo prazo nos sectores da saúde, educação, nutrição, água e saneamento também em situações de emergência para defender as crianças vítimas de guerras e outras catástrofes. Actualmente, trabalha em 158 países de todo o mundo.
  • 9. Amnistia Internacional Amnistia Internacional forma uma comunidade global dos direitos humanos, regidos pelos princípios de solidariedade internacional, acção efectiva no caso das vítimas individuais, cobertura global, a universalidade dos direitos Humanos, imparcialidade e independência e democracia e respeito mútuo.
  • 10. Vamos respeitar os direitos Humanos

×