0
   Nesta apresentação vamos falar sobre as    toxicodependências. Mais aprofundadamente o    tabaco.
   O tabaco surgiu no ano 1000 a.C., na América Central. Era    utilizado para rituais mágicos com o objetivo de    purif...
   No século XIX, em Espanha, iniciou-se o uso do charuto, de    seguia expandiu-se pela Europa, os Estados Unidos e outr...
   Quando o fumador dá uma “snifadela”, o fumo é logo absorvido    pelos pulmões, chegando ao cérebro em 9 segundos.   O...
 O tabaco produz um aumento no batimento cardíaco, na  pressão arterial, na frequência respiratória e na atividade  motor...
   O fumo do cigarro leva muitas substâncias tóxicas ao    organismo. Dentro dessas as mais importantes são a    nicotina...
   Quando uma grávida fuma o feto também “fuma”, recebendo    todas as substâncias do cigarro através da placenta. As    ...
   Os fumadores não são os únicos expostos à fumaça do    cigarro, sendo agredidos por ele também os não    fumadores, to...
   O hábito de fumar é muito frequente na população. A    associação do cigarro com imagens de pessoas bem    sucedidas, ...
   http://oficina.cienciaviva.pt/~pw020/g/tabaco.htm
 Ana Cristina Ribeiro, nº1 Carla Maria Ribeiro, nº6 Juliana Cristina Gonçalves, nº17 Juliana Lima Gonçalves, nº18     ...
Toxicodependências
Toxicodependências
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Toxicodependências

1,148

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,148
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Toxicodependências"

  1. 1.  Nesta apresentação vamos falar sobre as toxicodependências. Mais aprofundadamente o tabaco.
  2. 2.  O tabaco surgiu no ano 1000 a.C., na América Central. Era utilizado para rituais mágicos com o objetivo de purificar, contemplar, proteger e fortalecer os guerreiros. O seu uso foi introduzido na Europa no século XVI, por Jean Nicot, um diplomata francês que lhe cicatrizou uma úlcera na perna que era incurável. Com fins curativos e através do cachimbo, expandiu-se para Ásia e África. No século XVI surgiu a moda de aspirar o rapé, tendo sido atribuídas a esta substância qualidades medicinais pela Rainha de França, Catarina de Médicis, uma vez que a aliviava das enxaquecas.
  3. 3.  No século XIX, em Espanha, iniciou-se o uso do charuto, de seguia expandiu-se pela Europa, os Estados Unidos e outros Continentes. Por volta de 1840 e 1850 começaram a aparecer os primeiros homens e mulheres a fumar cigarros. Apos a Iª Guerra Mundial é que o seu consumo se expandiu. No séc. XX, com a ajuda de publicidade e marketing que se desenvolveram nesta época. Na década de 60, começaram a surgir relatórios médicos comprovando que tanto os fumadores e não fumadores apresentavam doenças devido ao seu consumo. O tabaco é fabricado em todo o mundo e envolve milhões de euros e é uma das drogas mais consumidas do mundo.
  4. 4.  Quando o fumador dá uma “snifadela”, o fumo é logo absorvido pelos pulmões, chegando ao cérebro em 9 segundos. Os principais efeitos da nicotina no sistema nervoso são: elevação no humor e diminuição do apetite. A nicotina é um estimulante leve, embora os fumadores digam que é mais um relaxante quando fumam. Esse relaxamento é provocado pela diminuição do tónus muscular. Quando o tabaco é utilizado a longo prazo, faz com que as pessoas consumam cada vez mais. Os fumadores quando deixam o consumo de cigarros, podem sentir desejo incontrolável por cigarro, irritabilidade, agitação, prisão de ventre, dificuldade de concentração, diurese, tontura, insónia e dor de cabeça.
  5. 5.  O tabaco produz um aumento no batimento cardíaco, na pressão arterial, na frequência respiratória e na atividade motora. Quando uma pessoa fuma um cigarro, o tabaco é imediatamente distribuído pelos tecidos. No sistema digestivo provoca queda de contração do estômago, dificultando a digestão. Há também um aumento da vasoconstrição e na força das contrações cardíacas.
  6. 6.  O fumo do cigarro leva muitas substâncias tóxicas ao organismo. Dentro dessas as mais importantes são a nicotina, o monóxido de carbono e o alcatrão. O uso constante de cigarros leva a ocorrência de doenças como pneumonia, câncer(pulmão, laringe, faringe, esófago, boca, es tômago, entre outros), enfarte miocárdio, bronquite crónica, enfisema pulmonar, derrame cerebral, úlcera digestiva, etc.. Outro dos efeitos são náuseas, dores abdominais, diarreia, vómitos, cefaleia, tontura, bradicardia e fraqueza.
  7. 7.  Quando uma grávida fuma o feto também “fuma”, recebendo todas as substâncias do cigarro através da placenta. As substâncias provocam o aumento do batimento cardíaco, redução do peso, menor estatura e alterações neurológicas, no feto. Corre o risco de abortamento espontâneo, entre outras complicações. As substâncias são também absorvidas durante a amamentação através do leite materno.
  8. 8.  Os fumadores não são os únicos expostos à fumaça do cigarro, sendo agredidos por ele também os não fumadores, tornando-se fumadores passivos. O fumo do cigarro dispersa-se pelo ambiente, fazendo com que os não fumadores, próximos ou distantes, inalem as substâncias tóxicas. Estudos comprovam que os filhos de fumadores apresentam indícios de 3 vezes mais infeções respiratórias (bronquite, pneumonia, sinusite) do que os filhos de não fumadores.
  9. 9.  O hábito de fumar é muito frequente na população. A associação do cigarro com imagens de pessoas bem sucedidas, jovens desportistas, é uma constante nos meios de comunicação social. Este tipo de propaganda é dos principais fatores que estimulam o uso do cigarro. Por outro lado, os programas de controlo do tabagismo têm vindo a receber um destaque cada vez maior em diversos países, ganhando apoio de grande parte da população.
  10. 10.  http://oficina.cienciaviva.pt/~pw020/g/tabaco.htm
  11. 11.  Ana Cristina Ribeiro, nº1 Carla Maria Ribeiro, nº6 Juliana Cristina Gonçalves, nº17 Juliana Lima Gonçalves, nº18 º
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×