0
FAVASC- OFICINA PEDAGÓGICA

AUTOPOIÉSIS NO CONTEXTO
SÓCIO-EDUCACIONAL
NOVEMBRO de 2013
• "Dizem que nós, seres humanos, somos animais
racionais. Nossa crença nessa afirmação, nos leva a
menosprezar as emoções ...
CONCEITUANDO...
• Autopoiese ou autopoiesis (do grego auto
"próprio", poiesis "criação") é um termo cunhado
na década de 7...
• Acoplamentos estruturais
• Objetividade sem parenteses

• Objetividade entre parenteses
Histórias/analogias
•Onde está sua vaquinha?
A conservação da autopoiese e da adaptação de um
ser vivo ao seu meio são condições sistêmicas para a
vida. Por tanto um s...
• Origem
• Foi empregada inicialmente para designar os
elementos característicos de um sistema vivo e
sua estrutura. As pe...
• A proposta da teoria autopoiética,
diferentemente da postura analítica, parte da
observação de determinado objeto pela
i...
Eu caçador de mim
Zé Ramalho - Caçador de Mim.mp3

• 1) Quem eu sou?
• 2) Aonde pretendo ir?
• 3) Uma história de vida/ale...
"Vocês riem de mim por eu ser
diferente, e eu rio de vocês por
serem todos iguais."
Bob Marley
Leituras recomendadas
•
•
•
•
•
•

MATURANA R., Humberto; VARELA, Francisco J.. Autopoiesi e cognizione:
la realizzazione ...
Valeu!!!
Márcia Moreira de Araújo
marbio2@hotmail.com.br
www.recea.org.br
Blog
Pesquisandocommarciaaraujo.blogspot.com
Autopoiésis no contexto sócio educacional
Autopoiésis no contexto sócio educacional
Autopoiésis no contexto sócio educacional
Autopoiésis no contexto sócio educacional
Autopoiésis no contexto sócio educacional
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Autopoiésis no contexto sócio educacional

702

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
702
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
24
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Autopoiésis no contexto sócio educacional"

  1. 1. FAVASC- OFICINA PEDAGÓGICA AUTOPOIÉSIS NO CONTEXTO SÓCIO-EDUCACIONAL NOVEMBRO de 2013
  2. 2. • "Dizem que nós, seres humanos, somos animais racionais. Nossa crença nessa afirmação, nos leva a menosprezar as emoções e a enaltecer a racionalidade, a ponto de querermos atribuir pensamento racional a animais não-humanos, sempre que observamos neles comportamentos complexos. Nesse processo, fizemos com que a noção de realidade objetiva, se tornasse referência a algo que supomos ser universal e independente do que fazemos, e que usamos como argumento visando a convencer alguém, quando não queremos usar a força bruta." (extraído do livro "A Ontologia da Realidade" de Humberto Maturana - Ed. UFMG, 1997)
  3. 3. CONCEITUANDO... • Autopoiese ou autopoiesis (do grego auto "próprio", poiesis "criação") é um termo cunhado na década de 70 pelos biólogos e filósofos chilenos Francisco Varela e Humberto Maturana para designar a capacidade dos seres vivos de produzirem a si próprios. Segundo esta teoria, um ser vivo é um sistema autopoiético, caracterizado como uma rede fechada de produções moleculares (processos), onde as moléculas produzidas geram com suas interações a mesma rede de moléculas que as produziu.
  4. 4. • Acoplamentos estruturais • Objetividade sem parenteses • Objetividade entre parenteses
  5. 5. Histórias/analogias •Onde está sua vaquinha?
  6. 6. A conservação da autopoiese e da adaptação de um ser vivo ao seu meio são condições sistêmicas para a vida. Por tanto um sistema vivo, como sistema autônomo está constantemente se autoproduzindo, autorregulando, e sempre mantendo interações com o meio, onde este apenas desencadeia no ser vivo mudanças determinadas em sua própria estrutura, e não por um agente externo. De origem biológica, o termo passou a ser usado em outras áreas por Steven Rose na neurobiologia, por Niklas Luhmann na sociologia, e por Gilles Deleuze e Antonio Negri na filosofia. ....PicturesUm diálogo sobre infância, ética e amor -
  7. 7. • Origem • Foi empregada inicialmente para designar os elementos característicos de um sistema vivo e sua estrutura. As pesquisas sobre tal objeto de estudo apontaram uma definição de vida como sendo a autonomia e a constância de uma determinada organização, ou das relações em um dado sistema entre os elementos constitutivos desse mesmo sistema, organização essa que é auto-referencial no sentido de que a sua ordem interna é gerada a partir da interação dos seus próprios elementos e auto-reprodutiva no sentido de que tais elementos são produzidos a partir dessa mesma rede de interação circular e recursiva.
  8. 8. • A proposta da teoria autopoiética, diferentemente da postura analítica, parte da observação de determinado objeto pela interação de seus elementos, possibilitando, assim, a construção de um arcabouço científico embasado nas relações entre os elementos e as funções exercidas no todo comunicativo dos sistemas. A autopoiese vem sendo utilizada como marco teórico dos Direitos Fundamentais. • A Consciencia da Sua Missão.pps
  9. 9. Eu caçador de mim Zé Ramalho - Caçador de Mim.mp3 • 1) Quem eu sou? • 2) Aonde pretendo ir? • 3) Uma história de vida/alegria ou mesmo , de tristeza? • 4)Qual a contribuição que quero dar a sociedade? • 5)Uma crítica • 6)Uma sugestão • 7) Em que e onde preciso mudar? • 8) O que é e quem é o outro para mim?
  10. 10. "Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais." Bob Marley
  11. 11. Leituras recomendadas • • • • • • MATURANA R., Humberto; VARELA, Francisco J.. Autopoiesi e cognizione: la realizzazione del vivente. 3. ed. Venezia: Marsilio Editori, 1992 205 p ISBN 8831747789 (enc.) MATURANA R., Humberto; VARELA, Francisco J.. Autopoiesis and cognition : the realization of the living. Dordrecht: D. Reidel Publishing Company, c1980. 141p. v.8) ISBN 9027710155 (enc.) MATURANA R., Humberto; VARELA GARCIA, Francisco J; ACUÑA LLORENS, Juan. De maquinas e seres vivos: autopoiese: a organização do vivo. 3.ed. Porto Alegre: Artes Medicas: 1997. 138 p ISBN 8573073020 (broch.) MATURANA R., Humberto; MAGRO, Cristina; GRACIANO, Miriam; VAZ, Nelson. TRINDADE, André. Para entender Luhmann e o Direito como sistema autopoiético. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2008. TRINDADE, André. Os direitos fundamentais em uma perspectiva autopoiética. Porto Alegre: Livraria dos Advogados. 2007
  12. 12. Valeu!!! Márcia Moreira de Araújo marbio2@hotmail.com.br www.recea.org.br Blog Pesquisandocommarciaaraujo.blogspot.com
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×