VIOLÊNCIA E ORDENSSOCIAISUm quadro conceitual para interpretar uma história humanaNorth, Wallis and WeingastCentro Univers...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaOs Autores...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaResumo“Vio...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaA Gestão d...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaINSTITUIÇÕ...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaCronologia...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaFormação d...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaFormação d...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaFormação d...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaFormação d...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaOs Acessos...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaAcesso Lim...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaAcesso Abe...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaO Desenvol...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaQuestões D...
Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaConclusão ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Violência e Ordens Sociais - Douglass C. North - Trabalho Prof.º Matheus Cozer/FEI Engenharia de Produção

315 views
254 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
315
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
14
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Violência e Ordens Sociais - Douglass C. North - Trabalho Prof.º Matheus Cozer/FEI Engenharia de Produção

  1. 1. VIOLÊNCIA E ORDENSSOCIAISUm quadro conceitual para interpretar uma história humanaNorth, Wallis and WeingastCentro Universitário da FEI2013Ana RamosMárcia BelloProfº Mateus Cozer
  2. 2. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaOs AutoresDouglass North (1920, Cambridge) - Professor da Universidadede Washington, em San Luis e membro sênior da Instituição Hooverda Universidade de Stanford.Economista paradigmático, analisa a relação com o desenvolvimentoeconômico, pesquisa direitos de propriedade, a organizaçãoeconômica da história, crescimento da ideologia do governo e da teoria damudança institucional;- Ganhador do Prêmio Nobel de economia em 1993.John Wallis - Professor de economia na Universidade de Maryland e da Schoolar - Instituto Hoover.Especialista em história econômica e contribuiu com obras importantes nas finanças dos governosestaduais e municipais.Barry Weingast - é membro sênior da Hoover e professor da Universidade Stanford.Especializou-se em pesquisas sobre a economia política, nova economia das organizações e dasinstituições e da política americana: federalismo.
  3. 3. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaResumo“Violência é o problema fundamental que toda sociedadehumana deve lidar”• Apresentar uma estrutura conceitual para a compreensão de como as sociedades têmcontrolado a violência por meio de ordens sociais durante os últimos dez mil anos.• Entender o porquê indivíduos juntam um grupo grande o suficiente para gerar economiasde escala, acreditando que as ameaças de violência dentro do grupo são mais baixas doque os benefícios decorrentes da formação.• Dois problemas foram identificados pelos autores na explicação:Mudança e Desenvolvimento Social dos países;
  4. 4. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaA Gestão da ViolênciaINSTITUIÇÕESORGANIZAÇÕES oumecanismos sociais quecontrolam o funcionamentoda SOCIEDADE e dosINDIVÍDUOSPROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO:tem como objetivo fazer umindivíduo tornar-se membro dasociedade, sob regras enormas.É a organização das interaçõessociais, analisa a evolução edesenvolve métodos queassociem a recursos e queotimizem a satisfação denecessidades.
  5. 5. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaINSTITUIÇÕESPolíticaÓrgãos e Partidos PolíticosReligiosaIgrejas, templos, Mesquitas eCentros EspíritasEducacionaisEscolas, Universidades,etc.Mecanismos sem base físicaCasamento, pressão social, linguagem, etc.Ordens Sociais – Padrões Instituicionais
  6. 6. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaCronologia das Ordens SociaisRevolução Agrícola Revolução Industrial Revolução da InformaçãoEstado Natural Acesso Limitado Acesso Aberto10 mil anos atrás 200 anos atrás Tempos Atuais• Agricultura – inovações técnicas;• Sociedade Hierárquica;• Surgimentos das elites – Landlords;• Nascimento de cidades atravésda reorganização dos terrenos.• Evolução tecnológica;• Consolidação dos Estados Nacionais;• Origem de sofisticadas organizações Políticase Econômicas;• Democracia e Desenvolvimento econômico.
  7. 7. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaFormação do Estado Natural• Império Asteca•Astecas - 1325 até 1521;•Governados por uma monarquia eletiva, e organizavam-se em diversas classes sociais,tais como nobres, sacerdotes, guerreiros, comerciantes e escravos;•A religião, que demandava sacrifícios humanos em larga escala;•Superioridade cultural e isso justificaria sua hegemonia política sobre as inúmerascomunidades nestas regiões.
  8. 8. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaFormação do Estado Natural• Carlos Magno•Rei dos francos entre 768 e imperador do Ocidente entre 800;•Incorporou a maior parte da Europa Ocidental e Central;•Conquistou o Reino da Itália e foi coroado Imperator Augustus pelo papa Leão III;•Os mais poderosos cargos entre os francos, eram apontados através de eleição popular,conforme a necessidade aparecia de eleger oficiais - "a quem os assuntos de estadoeram pertinentes".•Executou uma reforma na educação: escolas sob a responsabilidade dos mosteiros;catedrais, junto à sede dos bispados; e palatinas, junto às cortes.•Essa reforma ajudou a preparar o caminho para o Renascimento do Século XII
  9. 9. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaFormação do Estado Natural• França e Inglaterra – Século XVI e XVIII•Anarquismo e Modernidade;•França em rivalidade colonial com a Inglaterra e excessivos privilégios do clero e danobreza quebraram as finanças da monarquia e uma crescente insatisfação popularculminou na Revolução Francesa (1789);•No século XVI, no contexto das Reformas Religiosas, o rei inglês Henrique VIII rompeucom a Igreja Católica e fundou a Igreja Anglicana;•No século XVII - Revolução Inglesa: a monarquia inglesa perdeu poder para oParlamento, tendo inicio o regime parlamentarista;•Século XVIII – Revolução Industrial na Inglaterra.
  10. 10. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaFormação do Estado Natural• Lei dos Cercamentos – Inglaterra•Época da Revolução Inglesa – Dinastia Stuart;•Lei dos Cercamentos: as terras destinadas ao uso do campesinato foram confiscadaspara a criação de ovelhas (produção de lã para a indústria têxtil inglesa). As camadaspopulares inglesas já se colocaram contra o novo poder estabelecido;•Pequenos proprietários (auto sustento) foram retirados de suas terras, dando lugar aosgrandes proprietários (abasteciam a indústria);•Estímulo do fortalecimento de uma classe de investidores que explorava aspropriedades inglesas – conduzir a economia britânica ao capitalismo agrário.
  11. 11. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaOs AcessosAcesso Social Limitado x Acesso Aberto• Diferença entre os acessos é dada pelo acesso aos organismos Econômicos e Políticos;• O acesso determina o social, e explica as diferenças entre as sociedades.ACESSOLIMITADOACESSO ABERTO• “Natural” – forma da organização de 10 mil anos;• Relações Hierárquicas entre indivíduos poderosos;• Relações Particularistas entre as elites;• Base da organização política e econômica;•Necessitam de incentivo o tempo todo.• Surge cerca de 200 anos atrás;• Violência controlada por terceiros(exército, polícia, tribunais);• Economia é competitiva e a experiência decrescimento econômico menos negativa;• Mercado e sistema político aberto e competitivo.
  12. 12. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaAcesso LimitadoCaracterísticas• Menos organizações e capital social;• Menor crescimento e padrão de vida;• Elites;• Acesso limitado ao sistema político;• Política baseada em privilégios edesigualdades;ViolênciaDistribuída, nãocontrolada.
  13. 13. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaAcesso AbertoCaracterísticas• Padrão elevado e crescente de vida;• Sociedade civil rica e vibrante commuitas organizações;• Governo maior, porém maisdescentralizado;• Igualdade sobre o domínio da lei;• Criação de fortes e consolidadasorganizações Militares e Policiais àserviço do sistema político.ViolênciaDistribuída econtrolada.
  14. 14. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaO Desenvolvimento Político e Econômico“ Andam lado a lado – nutrem um ao outro”O desenvolvimento Político-Econômico:•Ajustes institucionais, fiscais e jurídicos necessários;•Incentivos para inovações, empreendedorismo e investimentos;•Fornece condições para um sistema eficiente de produção, circulação e distribuiçãode bens e serviços à população.
  15. 15. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaQuestões Discutidas• Há possibilidade de evolução ou regressão das Ordens?• Em 2009, North afirmou que 15% dos países são de AcessoAberto e 85% estão no Estado Natural;• North cita Inglaterra, França e Estados Unidos comoprincipais países de ordem de Acesso Aberto, e coloca oBrasil como de Estado Natural. Por que?
  16. 16. Centro Universitário da FEI2013Violência e Ordens SociaisUm quadro conceitual para interpretar a história humanaConclusão Segundo NorthA análise e explicação da trajetória históricainterfere no quadro geralInvestimento de capitalMelhorar a Educação e as reformas de EstadoCrescimento ocorre através da divisão dotrabalhoEstado Natural  Acesso AbertoLigado com as OrganizaçõesEvitar ameaças de Violência deGrupoGrupos que geram Economia de escala Global

×