Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Aula de hemostase e coagulação sanguínea Dr Augusto 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Aula de hemostase e coagulação sanguínea Dr Augusto 2013

  • 5,143 views
Published

Aula de Fisio II: Hemostase e coagulação sanguínea

Aula de Fisio II: Hemostase e coagulação sanguínea

Published in Health & Medicine
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
5,143
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
96
Comments
0
Likes
1

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Augusto C Manuel, MD Esp. Luanda, Agosto 2013 HEMOSTASE E COAGULAÇÃO SANGUÍNEA
  • 2. 1.  Introdução 2.  Objectivos 3.  Conceito 4.  Mecanismos de ocorrência da hemostase 5.  Coagulação sanguínea 6.  Alguns aspectos clínicos de realce 7.  Conclusões 8.  Bibliografia SUMÁRIO:
  • 3. INTRODUÇÃO
  • 4. QUE NO FINAL DAAULA, OS ESTUDANTES SAIBAM: Ø Abordar os conceitos fisiológicos de hemostase e coagulação, sanguíneas.  Descrever a importância fisiológica da hemostase e coagulação na manutenção da homeostasia.  Abordar, alguns aspectos clínicos relacionadas com o tema em estudo. OBJECTIVOS:
  • 5. CONCEITOS: q Hemostase: É o mecanismo fisiológico por meio do qual se detém um processo hemorrágico. Ø Expontânea Ø Artificial q Coagulação: é a gelificação do sangue pela conversão de uma proteína plasmática solúvel, o fibrinogénio, noutra insolúvel, a fibrina, por acção da trombina e de outros factores plasmáticos.
  • 6. 1. Vasoconstrição 2. Adesão e agregação plaquetária 3. Formação do coágulo sanguíneo no vaso lesado: Ø Aderência plaquetária Ø Produção da fibrina Ø Trombo/coágulo de fibrina Ø Retracção do coágulo 4. Eventual crescimento de tecido fibrótico MECANISMOS DE OCORRÊNCIA DA HEMOSTASE
  • 7. Vasoconstrição 1.  Reflexos nervosos ««----- Dor 2.  Espasmo miogénico local 3.  Factores humorais ««----- tecidos lesados // Plaquetas Plaquetas: Tromboxano A2 -----»» pequenos vasos
  • 8. Adesão e agregação plaquetária q Plaquetas ou Trombócitos: Ø Actina Ø Miosina Ø Trombostenina Ø Enzimas: Prostaglandinas, factor estabilizador da fibrina, factores de crescimento (cells endoteliais, músculo liso e fibroblastos) Ø Produção de ADP e ATP Ø Reservam grandes quantidades de Cálcio Ø Possuem glicoproteínas membranárias de aderência Ø Fosfolípidos
  • 9. Adesão e agregação plaquetária q Plaquetas / Trombócitos: 1.  Contacto com área lesada 2.  Tornam-se espalmadas e irregulares (Pseudópodes) 3.  Contrações forçadas e liberação de grânulos 4.  Tornam-se pegajosas aderindo ao colágeno e factor de Von Willebrand 5.  Aumenta a produção de ADP e Tromboxano A2 6.  Maior activação plaquetária 7.  Trombo plaquetário
  • 10. Três fazes: 1. Ø formação de um complexo de substâncias activadas, que são os Activadores da protrombina. 2. Ø A conversão da protrombina em trombina, 3. Ø A conversão do fibrinogéneo em fibras de Fibrina. MECANISMOS DE OCORRÊNCIA DA COAGULAÇÃO SANGUÍNEA:
  • 11. São formados por duas vias diferentes, que interagem entre si: v VIA EXTRÍNSECA – começa com o trauma da parede vascular e ou tecidos adjacentes. v VIA INTRÍNSECA – que começa no próprio sangue. FORMAÇÃO DOS ACTIVADORES DA PROTROMBINA: Integrando os Factores de coagulação
  • 12. VIA EXTRÍNSECA DA COAGULAÇÃO:
  • 13. VIA INTRÍNSECA DA COAGULAÇÃO
  • 14. Produção de TROMBINA, FIBRINA E FORMAÇÃO DO COÁGULO SANGUÍNEO:
  • 15. COÁGULO SANGUÍNEO q Malha de Fibrina q Células sanguíneas q Plaquetas q Plasma retido Processo de Feedback positivo
  • 16. ALGUMAS DIFERENÇAS ENTRE AS DUAS VIAS 1.  Cite as diferenças existentes entre as duas vias da coagulação? PAPEL DOS IÕES CÁLCIO 1.  Fale sobre o papel do cálcio no processo da coagulação?
  • 17. q ± 20 à 60 minutos q As plaquetas ---» trombostenina plaquetária// moléculas de actina // moléculas de miosina (proteínas contrácteis) ---» a comprimir a malha de fibrina numa massa menor RETRACÇÃO DO COÁGULO E FORMAÇÃO DO SORO:
  • 18. q 1º -- Invasão pelos fibroblastos ----»» Tecido conectivo q 2º -- Dissolver-se ----»» Processos enzimáticos DESTINO FINAL DO COAGULO
  • 19. ↑ Plasminogénio/profibrinolizina ↑ t.P.A. ↑ plasmina/fibrinolizina (enzima proteolítica) LISE DOS COÁGULOS SANGUÍNEOS: O EFEITO DA PLASMINA Ø Plasmina – Digere: Ø  Fibras de fibrina, Fibrinogénio, Factores V, VIII, XII e Protrombina
  • 20. 1.  Factor da superfície endotelial: /Suavidade /A matriz de glicocálix / trombomodulina corta a trombina. O complexo trombomodulina – trombina, activa a proteína C anticoagulante que inactiva os factores V e VIII. 2.  Fibrina e a antitrombina III: 85 à 90% da Trombina combina com a Fibrina e o resto é inactivado de 12 à 20 seg pela antitrombina III. 3.  Heparina: Poderoso anticoagulante. Combina-se também com a antitrombina III. A PREVENÇÃO DA COAGULAÇÃO SANGUÍNEA NO SISTEMA VASCULAR NORMAL
  • 21. HEMORRAGIAS EXCESSIVAS NO CORPO HUMANO:  Déficit de Vit. K  Hemofilia  Trombocitopénia CONDIÇÕES TROMBOEMBÓLICAS DO SER HUMANO Ø Trombo Ø Êmbolo Ø CID ALGUNS ASPECTOS CLÍNICOS DE REALCE
  • 22. Ø  Heparina/ Fraxiparina ---»» remove a Trombina, factores IX, X, XI e XII, activados. Ø  Cumarínicos: warfarina - diminuição da protrombina, factor VII, IX e X, competindo com a Vitamina K. Anticoagulantes para uso clínico
  • 23. Ø No vidro: é de até 6 minutos. Ø Silicone: é de até 1 hora (previne activação do factor XII e plaqueta por contacto). Ø O uso de Heparina Ø  Oxalato (tóxico para o organismo humano), pela diminuição da concentração do cálcio. Ø O Sódio, amónio e o citrato de potássio, igualmente pela diminuição da concentração de cálcio. Prevenção de coagulação sanguínea fora do organismo:
  • 24. Ø  CONTAGEM PLAQUETÁRIA Ø  TEMPO DE HEMORRAGIA Ø TEMPO DE COAGULÇÃO Ø TEMPO DE PROTROMBINA TESTES SANGUÍNEOS DE COAGULAÇÃO:
  • 25. CONCLUSÕES
  • 26. Fig.3. Sistema Fibrinolítico ACTIVADORES INIBIDORES Activadores Tecidulares Activadores Lábeis do Sangue Estreptokinase Urokinase Trypsina Inibidores Urokinase EACA AMCA Plasminogénio Plasmina α 2 – M a c r o g l o b u l i n a α 1 - A n t i t r i p s i n a Produtos Degradação Fibrinogénio Fibrinogénio Fibrina Factor V Factor VIII Outras Proteinas Inibição da Polimerização da Fibrina Actividade Antitrombina HMWS ED SISTEMA FIBRINOLÍTICO
  • 27. BIBLIOGRAFIA 1.  Guyton A. C. & Hall j. R., Tratado de Fisiologia Médica, 12ª edição, Guanabara Koogan, RJ, 2011, 827 – 840. 2.  Guyton AC & Hall JR; Tratado de Fisiologia Médica; 11ª edição; Elsevier; RJ; 2006 3.  Schmidt,R.F.; Thews,G.: Sangre e circulación sanguínea – Funciones de la sangre, hemostase e coagulación sanguínea, in: Fisiología Humana, 24ª. Ed., Cáp. V, Madrid, Interamericana, Mac Graw – Hill, 1993, 452:460 4. Diccionario Terminológico de Ciencias Médicas, 13ª. Edição, Barcelona, Masson, 1995. 5.  h t t p : / / w w w . ge o c i t i e s . c o m / ge p s a u d e / t e x t o s / hemostase.html