AGES FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS BACHARELADO EM  ADMINISTRAÇÃO Monaliza de Souza Costa INTERNET:  novas perspe...
Resumo <ul><li>O presente estudo tem como objetivo apresentar o surgimento da Internet como plataforma de negócios e os im...
Metodologia <ul><li>De acordo com Marconi e Lakatos: </li></ul><ul><li>A pesquisa bibliográfica ou de fontes secundárias a...
Objetivo Geral <ul><li>Analisar o surgimento e a evolução da internet e conhecer as diversas ferramentas que ela oferece e...
Objetivos Específicos <ul><li>Compreender os aspectos mais significativos do surgimento da internet; </li></ul><ul><li>Con...
A Internet <ul><li>A internet é parte de um conjunto maior da tecnologia da informação (TI). Nesta, embora muitas vezes is...
<ul><li>Surgimento da Internet; </li></ul><ul><li>A Internet no Brasil; </li></ul><ul><li>Web  1.0; </li></ul><ul><li>Web ...
A Internet em números Fonte: Ibope/NetRatings
Comércio Eletrônico ( E-commerce ) Turban e King apud Giuliani (2006, p. 163) consideram o comércio eletrônico como o proc...
Características do Comércio Eletrônico <ul><li>Ubiquidade –  Está disponível em todos os lugares, em todos momentos.  </li...
<ul><li>Categorias de Comércio Eletrônico (B2B, B2C, C2C, G2B, G2C, B2E); </li></ul><ul><li>O Comércio Eletrônico no Brasi...
Página do Magazine Luiza na internet.
Marketing Digital Para Teles (2009, p. 16), marketing digital é uma nova terminologia do marketing para as estratégias vol...
<ul><li>Segundo Torres: </li></ul><ul><li>As mídias sociais são sites na Internet que permitem a criação e o compartilhame...
Youtube
Imagem da página do vídeo Pôneis Malditos, da Nissan, no site YouTube.
Blog <ul><li>Blog Pessoal; </li></ul><ul><li>Blog Profissional; </li></ul><ul><li>Blog Corporativo; </li></ul>
Imagem do Blog Vida de Mãe, da Nestlé .
Redes Sociais De acordo com Gabriel (2010, p. 196), rede social é uma estrutura social formada por indivíduos ou empresas,...
 
Página do Guaraná Antarctica no Facebook
 
Página da Avon Brasil no Twitter
 
Página da Comunidade Orkut Brasil, no Orkut.
 
Imagem do perfil de Martha Gabriel no LinkedIn
Questões Legais Para Ramos (2010, p. 104), é preciso sempre avisar que a  Web  2.0, por ser a terra de todo mundo, é també...
Crimes Digitais Segundo Laudon e Laudon (2007, p. 390), crimes digitais são atos ilegais cometidos com o uso de um computa...
<ul><li>Phishing ; </li></ul><ul><li>Estelionato; </li></ul><ul><li>Difamação, injúria, calúnia e discriminação; </li></ul...
<ul><li>Ao longo desse trabalho, pudemos observar as inúmeras transformações que o surgimento da Internet proporcionou ao ...
Conclusão <ul><li>O mundo virtual hoje faz parte da vida da maioria das pessoas e, em breve, praticamente toda a população...
“ A Internet não é uma nova ferramenta de negócios – mas uma nova caixa de ferramentas.” Frank Fiore
OBRIGADA! Monaliza de Souza Costa  E-mail: mscostta@hotmail.com Celular: (75) 9960 7895 Twitter: Twitter.com/AdmMonaliza F...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apresentação da monografia

881

Published on

Como o surgimento da Internet e as ferramentas por ela disponibilizadas estão mudando a maneira das empresas modernas fazer negócios e se relacionar com seus clientes.

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
881
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação da monografia

  1. 1. AGES FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO Monaliza de Souza Costa INTERNET: novas perspectivas para as organizações nos dias atuais. Orientador: Prof. Esp. Thales Brandão Ferreira Paripiranga 2011
  2. 2. Resumo <ul><li>O presente estudo tem como objetivo apresentar o surgimento da Internet como plataforma de negócios e os impactos que causou no cenário empresarial. Através dele procuraremos conhecer os novos modelos de negócio que surgiram e de que forma a web modificou os negócios já existentes, a fim de mostrar como empresas e profissionais do mundo contemporâneo podem utilizar essa ferramenta para se destacar entre seus concorrentes. </li></ul>
  3. 3. Metodologia <ul><li>De acordo com Marconi e Lakatos: </li></ul><ul><li>A pesquisa bibliográfica ou de fontes secundárias abrange toda bibliografia já tornada pública em relação ao tema de estudo, desde publicações avulsas, boletins, jornais, revistas, livros, pesquisas, monografias, teses de material cartográfico etc. até meios de comunicação orais: rádios, gravações em fita magnética ou audiovisuais: filmes e televisão (MARCONI; LAKATOS, 2005, p.183) </li></ul>
  4. 4. Objetivo Geral <ul><li>Analisar o surgimento e a evolução da internet e conhecer as diversas ferramentas que ela oferece e de que forma estas podem melhorar o desempenho das organizações, sobretudo no que se refere a um melhor relacionamento com seu público-alvo. </li></ul>
  5. 5. Objetivos Específicos <ul><li>Compreender os aspectos mais significativos do surgimento da internet; </li></ul><ul><li>Conhecer as principais ferramentas que ela disponibiliza para as organizações; </li></ul><ul><li>Entender quais as possibilidades de crescimento que esses novos modelos de negócios oferecem para as organizações; </li></ul><ul><li>Analisar as melhores práticas adotadas pelas organizações dentro dessa perspectiva de negócio on-line ; </li></ul><ul><li>Conhecer as tendências que se apresentam para um futuro próximo. </li></ul>
  6. 6. A Internet <ul><li>A internet é parte de um conjunto maior da tecnologia da informação (TI). Nesta, embora muitas vezes isso seja esquecido, o que mais importa não são os circuitos impressos e os equipamentos diversos, mas, sim, o que se pode fazer com eles e o valor que podem gerar para a empresa (CATALANI, 2006, p. 21). </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Surgimento da Internet; </li></ul><ul><li>A Internet no Brasil; </li></ul><ul><li>Web 1.0; </li></ul><ul><li>Web 2.0; </li></ul><ul><li>Web 3.0; </li></ul>
  8. 8. A Internet em números Fonte: Ibope/NetRatings
  9. 9. Comércio Eletrônico ( E-commerce ) Turban e King apud Giuliani (2006, p. 163) consideram o comércio eletrônico como o processo de compra, venda e troca de produtos, serviços e informações por rede de computadores ou pela Internet. São as transações comerciais desenvolvidas através de ferramentas das tecnologias de comunicação e informação.
  10. 10. Características do Comércio Eletrônico <ul><li>Ubiquidade – Está disponível em todos os lugares, em todos momentos. </li></ul><ul><li>Alcance Global – Permite que transações comerciais atravessem fronteiras físicas e culturais com melhor custo-benefício. </li></ul><ul><li>Padrões Universais - Permite que qualquer computador se conecte a outro independentemente da plataforma tecnológica que cada um utilize. </li></ul><ul><li>Interatividade - À exceção do telefone, o comércio eletrônico é a única tecnologia comercial capaz de interagir com o consumidor, numa comunicação de mão dupla entre vendedor e cliente. </li></ul><ul><li>Personalização/Customização - Permite que os vendedores direcionem seus produtos e serviços a indivíduos ou grupos específicos, de acordo com seus interesses e histórico de compras. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Categorias de Comércio Eletrônico (B2B, B2C, C2C, G2B, G2C, B2E); </li></ul><ul><li>O Comércio Eletrônico no Brasil; </li></ul><ul><li>E-Business ; </li></ul><ul><li>Mobile-Commerce ; </li></ul><ul><li>Social-Commerce ; </li></ul><ul><li>Compras Coletivas. </li></ul>
  12. 12. Página do Magazine Luiza na internet.
  13. 13. Marketing Digital Para Teles (2009, p. 16), marketing digital é uma nova terminologia do marketing para as estratégias voltadas às chamadas novas mídias, ou new medias , cujo público principal é essa nova geração de consumidores, a geração digital.
  14. 14. <ul><li>Segundo Torres: </li></ul><ul><li>As mídias sociais são sites na Internet que permitem a criação e o compartilhamento de informações e conteúdos pelas pessoas e para as pessoas, nas quais o consumidor é ao mesmo tempo produtor e consumidor da informação. Elas recebem esse nome porque são sociais, ou seja, são livres e abertas à colaboração e interação de todos, e porque são mídias, ou seja, meios de transmissão de informações e conteúdos. (TORRES, 2009, p. 113) </li></ul>Mídias Sociais
  15. 15. Youtube
  16. 16. Imagem da página do vídeo Pôneis Malditos, da Nissan, no site YouTube.
  17. 17. Blog <ul><li>Blog Pessoal; </li></ul><ul><li>Blog Profissional; </li></ul><ul><li>Blog Corporativo; </li></ul>
  18. 18. Imagem do Blog Vida de Mãe, da Nestlé .
  19. 19. Redes Sociais De acordo com Gabriel (2010, p. 196), rede social é uma estrutura social formada por indivíduos ou empresas, chamados de nós, que são ligados por um ou mais tipos específicos de interdependência, como amizade, parentesco, afinidade, relacionamento de crença etc. Segundo Nogueira (2010) redes sociais são o meio onde as pessoas se reúnem por afinidades e com objetivos em comum, sem barreiras geográficas e fazendo conexões com dezenas, centenas e milhares de pessoas, conhecidas ou não.
  20. 21. Página do Guaraná Antarctica no Facebook
  21. 23. Página da Avon Brasil no Twitter
  22. 25. Página da Comunidade Orkut Brasil, no Orkut.
  23. 27. Imagem do perfil de Martha Gabriel no LinkedIn
  24. 28. Questões Legais Para Ramos (2010, p. 104), é preciso sempre avisar que a Web 2.0, por ser a terra de todo mundo, é também a terra de ninguém. Essa característica possibilita todos os tipos de delitos que podem ocorrer entre dois seres humanos, da calúnia ao roubo (sem falar do assassinato virtual, quando um cracker mal-intencionado apaga todos os arquivos essenciais de uma pessoa).
  25. 29. Crimes Digitais Segundo Laudon e Laudon (2007, p. 390), crimes digitais são atos ilegais cometidos com o uso de um computador ou contra um sistema central de computadores.
  26. 30. <ul><li>Phishing ; </li></ul><ul><li>Estelionato; </li></ul><ul><li>Difamação, injúria, calúnia e discriminação; </li></ul><ul><li>Pirataria; </li></ul><ul><li>Vírus de Computador; </li></ul><ul><li>Pedofilia </li></ul>
  27. 31. <ul><li>Ao longo desse trabalho, pudemos observar as inúmeras transformações que o surgimento da Internet proporcionou ao mundo dos negócios. Ao contrário do que se imaginava, a Internet superou a crise da bolha, evoluiu e conseguiu se consolidar de tal maneira que hoje a maioria dos profissionais busca uma maneira de ingressar nessa rede, de forma a criar um negócio lucrativo e sustentável. </li></ul>Conclusão
  28. 32. Conclusão <ul><li>O mundo virtual hoje faz parte da vida da maioria das pessoas e, em breve, praticamente toda a população do planeta estará on-line . Dessa forma, para alcançar o sucesso e a sobrevivência no longo prazo, além de comprar e vender, as organizações podem dispor das diversas ferramentas que a Internet oferece para o suporte e a alavancagem do negócio. </li></ul>
  29. 33. “ A Internet não é uma nova ferramenta de negócios – mas uma nova caixa de ferramentas.” Frank Fiore
  30. 34. OBRIGADA! Monaliza de Souza Costa E-mail: mscostta@hotmail.com Celular: (75) 9960 7895 Twitter: Twitter.com/AdmMonaliza Facebook: Monaliza de Souza LinkedIn: Monaliza de Souza
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×