BIBLIOTECA ESCOLAR BRASILEIRA EM DEBATE: Neusa Dias de Macedo De uma  Memória Profissional  a um  Fórum Virtual  – vivênci...
BUSCA DE NOVOS HORIZONTES À BIBLIOTECA ESCOLAR Dirigida a educadores, governantes e à sociedade brasileira Bienal Internac...
E Q U I P E
Altair Pedro da Silva Brasilina Passarelli Daniela Melaré Vieira Barros Eliane Fioravante Garcez Elizabeth Márcia Martucci...
OBRA ABERTA   <ul><li>De um Projeto pessoal com Memórias da Classe  a um Fórum de Debates virtual multidisciplinar,  chega...
Divisão do trabalho   <ul><li>Memória Profissional   </li></ul><ul><li>Fórum de Debates   </li></ul>
MEMÓRIA PROFISSIONAL <ul><li>Quem é o Bibliotecário  </li></ul><ul><li>Papel do Bibliotecário: educador e cidadão (1950 – ...
FÓRUM VIRTUAL   <ul><li>Grupo multidisciplinar,  entre profissionais e docentes   </li></ul><ul><li>Debate em módulos, com...
Estruturação do Fórum <ul><li>Segmentos do Manifesto : </li></ul><ul><ul><li>Missão, Objetivos e Conceitos,  </li></ul></u...
FÓRUM VIRTUAL  intenções <ul><li>O que é a Biblioteca Escolar </li></ul><ul><li>Organização / Gerenciamento da BE, de modo...
Reflexões Finais dos Debatedores   <ul><li>Aos responsáveis, diretos e indiretos, pela Biblioteca Escolar </li></ul><ul><u...
Diagnósticos das Bibliotecas Escolares e sobre a situação <ul><li>Amplitude de Políticas para a biblioteca e  informação <...
Tipo de Políticas Públicas e Legislação para institucionalização da BE <ul><li>Diagnósticos das BEs e a situação nas redes...
Alternativas para suprir a falta de estrutura organizacional em BEs Falta de Políticas Públicas   Alunos com “necessidades...
Passos quanto à  informatização de acervos na BE   <ul><li>Ausência de Bibliotecários, o que torna o trabalho mais dificul...
Coordenação das Redes de BEs com as Atividades de Tratamento da Informação... <ul><li>Secretarias de Educação mantendo red...
Considerações Finais <ul><li>Biblioteca Escolar problematizada e equacionada </li></ul><ul><li>Alicerçada em documento ofi...
Finalizando... <ul><li>O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente... </li></ul><ul><li>Ghandy   </li></ul>Muito   ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Biblioteca Escolar Brasileira em Debate

5,021

Published on

De uma Memória Profissional a um Fórum Virtual – vivências, pontos técnicos e críticos

Published in: Education
1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
  • super importante esse debate... onde está o Governo e as politicas públicas de Educação que lancem um olhar para a Biblioteca e não para um amontoado anarquico de livros em estantes... uma Sala de Leitura, se é que é realmente isso, tem que ser devidamente organizada, administrada por bibliotecários que sabem atraves de seus estudos e experiencias a fazer isso com competencia, eficiencia e não usando esse espaço como um mero depósito de pessoas que não souberam suportar o peso e a responsabilidade da missao de Professor...



    Fçlávia S.Lobo
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
5,021
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
38
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Biblioteca Escolar Brasileira em Debate"

  1. 1. BIBLIOTECA ESCOLAR BRASILEIRA EM DEBATE: Neusa Dias de Macedo De uma Memória Profissional a um Fórum Virtual – vivências, pontos técnicos e críticos (Idealizadora e Organizadora ) Bienal do livro FEBAB : São Paulo, © 2004 Assessora especial da FEBAB [email_address]
  2. 2. BUSCA DE NOVOS HORIZONTES À BIBLIOTECA ESCOLAR Dirigida a educadores, governantes e à sociedade brasileira Bienal Internacional do Livro, São Paulo, 16 de abril de 2004
  3. 3. E Q U I P E
  4. 4. Altair Pedro da Silva Brasilina Passarelli Daniela Melaré Vieira Barros Eliane Fioravante Garcez Elizabeth Márcia Martucci Fernando Modesto Margarita Victoria Gómez Maria Christina Barbosa de Almeida Maria do Carmo M. Kobayashi Marilucia Bernardi Regina Célia Baptista Belluzzo Regina Keiko Obata Amaro Ursula Blattmann Walda de Andrade Antunes Debatedores Colaboração especial Graça Maria Fragoso Assessoria Técnica : Gerenciamento técnico Helena Gomes de Oliveira Leitura crítica e revisão Inês Imperatriz Indexação Regina Keiko Obata
  5. 5. OBRA ABERTA <ul><li>De um Projeto pessoal com Memórias da Classe a um Fórum de Debates virtual multidisciplinar, chegando a uma obra impressa..... </li></ul><ul><li>e mais tarde disponibilizada eletronicamente </li></ul>
  6. 6. Divisão do trabalho <ul><li>Memória Profissional </li></ul><ul><li>Fórum de Debates </li></ul>
  7. 7. MEMÓRIA PROFISSIONAL <ul><li>Quem é o Bibliotecário </li></ul><ul><li>Papel do Bibliotecário: educador e cidadão (1950 – 2004) </li></ul><ul><li>Preocupações : </li></ul><ul><ul><li>Falta de memórias da classe </li></ul></ul><ul><ul><li>Inexistência de BE </li></ul></ul><ul><ul><li>Descaso ao estudante </li></ul></ul><ul><li>Exemplificando contexto </li></ul>
  8. 8. FÓRUM VIRTUAL <ul><li>Grupo multidisciplinar, entre profissionais e docentes </li></ul><ul><li>Debate em módulos, com protótipo da organizadora </li></ul><ul><li>Texto base: Manifesto da UNESCO / IFLA para Biblioteca Escolar </li></ul><ul><li>A Biblioteca no Projeto Político-Pedagógico </li></ul>
  9. 9. Estruturação do Fórum <ul><li>Segmentos do Manifesto : </li></ul><ul><ul><li>Missão, Objetivos e Conceitos, </li></ul></ul><ul><ul><li>Financiamento e Legislação, </li></ul></ul><ul><ul><li>Projeto Bibliotecário e Casos Especiais </li></ul></ul><ul><ul><li>Recursos Informativos, </li></ul></ul><ul><ul><li>Recursos Humanos, </li></ul></ul><ul><ul><li>Gestão e Políticas aos Serviços </li></ul></ul><ul><li>Suporte para: </li></ul><ul><ul><li>Manual da Biblioteca Escolar. </li></ul></ul><ul><ul><li>Cartilha da Biblioteca Escolar. </li></ul></ul>
  10. 10. FÓRUM VIRTUAL intenções <ul><li>O que é a Biblioteca Escolar </li></ul><ul><li>Organização / Gerenciamento da BE, de modo adequado. </li></ul><ul><li>Interação bibliotecário / professor no processo ensino / aprendizagem. </li></ul><ul><li>Contribuição multifacetadas: experiências, práticas e conhecimentos em prol da modernidade da BE, como alerta à sociedade e aos governantes. </li></ul><ul><li>Biblioteca Escolar Comunitária. </li></ul>
  11. 11. Reflexões Finais dos Debatedores <ul><li>Aos responsáveis, diretos e indiretos, pela Biblioteca Escolar </li></ul><ul><ul><li>Escolas </li></ul></ul><ul><ul><li>Associações e Instituições nas áreas: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Biblioteconomia </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Educação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Comunicação </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>E outras </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Governos </li></ul></ul><ul><li>Trabalho em perspectiva exploratória </li></ul><ul><li>Questões finais para discussão </li></ul>
  12. 12. Diagnósticos das Bibliotecas Escolares e sobre a situação <ul><li>Amplitude de Políticas para a biblioteca e informação </li></ul><ul><li>Revisão da Legislação </li></ul><ul><li>Criação, manutenção e expansão das BEs em redes regionais </li></ul><ul><li>Contemplar intenções e conteúdos não explícitos na LDB, no PNE e nos parâmetros nacionais curriculares </li></ul><ul><li>Posicionamento da Sociedade, Entidades, ONGs etc. </li></ul><ul><li>MEC, Tribunais de Conta </li></ul>
  13. 13. Tipo de Políticas Públicas e Legislação para institucionalização da BE <ul><li>Diagnósticos das BEs e a situação nas redes de ensino </li></ul><ul><li>Capacitação de bibliotecários; professores; técnicos em biblioteconomia </li></ul><ul><li>Capacitações em forma de conhecimentos e práticas para atos de leitura, pesquisa e produção do conhecimento </li></ul>
  14. 14. Alternativas para suprir a falta de estrutura organizacional em BEs Falta de Políticas Públicas Alunos com “necessidades especiais” – Exclusão Social Adequação do acervo e o provimento de pessoal treinado Biblioteca Pública com interface escolar Técnico em Biblioteconomia” Estagiário de Biblioteconomia e de Educação supervisionados por bibliotecário Programa de seleção de materiais para evitar o “lixo livresco” Programa Nacional de Bibliotecas Escolares
  15. 15. Passos quanto à informatização de acervos na BE <ul><li>Ausência de Bibliotecários, o que torna o trabalho mais dificultado e difuso </li></ul><ul><li>Implantação da automação nos serviços, com redes internas e uso da Internet, implica conhecimentos técnicos </li></ul><ul><li>A doção de formatos de intercâmbio de registros bibliográficos </li></ul>
  16. 16. Coordenação das Redes de BEs com as Atividades de Tratamento da Informação... <ul><li>Secretarias de Educação mantendo redes regionais de Biblioteca Escolar </li></ul><ul><li>Redes regionais responsáveis pela implementação das políticas de capacitação e das logísticas técnicas e informativas </li></ul><ul><li>Divisão de Catalogação Centralizada incumbida da seleção, aquisição e preparação de coleções </li></ul><ul><li>Disponibilidade de bases de dados e de espaços para estudo </li></ul><ul><li>Procurar conhecer iniciativas que apresentem resultados positivos </li></ul>
  17. 17. Considerações Finais <ul><li>Biblioteca Escolar problematizada e equacionada </li></ul><ul><li>Alicerçada em documento oficial: Manifesto da UNESCO e IFLA. </li></ul><ul><li>Fórum - repositório de idéias, informação, experiências e ideais – uma Obra Aberta. </li></ul><ul><li>Dificuldades no compartilhamento de um trabalho multidisciplinar. </li></ul><ul><li>Trabalhos similares devem ser continuados, pelas quatro regiões do País. </li></ul><ul><li>Comprometimento maior de vários focos para criação de Políticas Públicas e Legislação específica à Biblioteca Escolar </li></ul>
  18. 18. Finalizando... <ul><li>O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente... </li></ul><ul><li>Ghandy </li></ul>Muito Obrigada
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×