Your SlideShare is downloading. ×
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Vigitel 2011 I Diabetes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Vigitel 2011 I Diabetes

3,230

Published on

Dados sobre Diabetes no Brasil, obtidos por meio da Vigitel 2011 - Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico.

Dados sobre Diabetes no Brasil, obtidos por meio da Vigitel 2011 - Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico.

Published in: Health & Medicine
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,230
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
59
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Com o “Saúde Não Tem Preço”, a população brasileira que sofre com hipertensão ou diabetes passa a ter acesso gratuito aos medicamentos para o tratamento destas doenças.  A gratuidade dos medicamentos foi anunciada durante lançamento da campanha, no dia 03 de fevereiro de 2011, pela Presidenta da República, Dilma Roussef, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). Esta oferta de medicamentos gratuitos na rede “Aqui Tem Farmácia Popular” é resultado de um acordo entre o Ministério da Saúde e sete entidades da indústria e do comércio. O acordo beneficia 33 milhões de brasileiros hipertensos e 7,5 milhões de diabéticos. Além de ajudar no orçamento das famílias mais humildes, que comprometem 12% de suas rendas com medicações.
  • Transcript

    • 1. Dados sobre Diabetes
    • 2. Introdução Plano de Ações estratégicas para o enfrentamento das Doenças Crônicas NãoTransmissíveis (DCNT) no Brasil 2011 – 2022  Define e prioriza ações e investimentos necessários para o enfrentamento das DCNT nos próximos 10 anos Objetivos  Promover o desenvolvimento e implementação de políticas públicas efetivas, integradas e sustentáveis para a prevenção e o controle das DCNT e seus fatores de risco  Fortalecer os serviços de saúde voltados para cuidados crônicos
    • 3. Introdução Diabetes é considerado problema de saúde pública prevalente, emascendência, oneroso do ponto vista social e econômico;Grande impacto na morbimortalidade - complicaçõescardíacas, cerebrovasculares, vasculares periféricas, oculares,renais, neuropáticas, acelerar a morte e incapacidadesPrincipais fatores de risco:  excesso de peso  sedentarismo  tabagismo  alimentação inadequada
    • 4. Introdução Estima-se que a proporção de diabetes não diagnosticada emdiversos países no mundo está entre 30% e 60% VIGITEL* Argentina¹ Chile²** EUA³* Prevalência (2011) * % % % % Diabetes 5,6 9,6 6,3 8,7 * Autoreferido ¹ Encuesta Nacional de Factores de Riesgo 2009 (25 a 64 anos) ** Aferido ² Encuesta Nacional de Salud 2009-2010 (≥15 anos) ³ BRFSS, 2009/2010 (≥18 anos)
    • 5. VIGITEL 2011 Sistema de Monitoramento de Fatores de Risco e Proteção paraDoenças Crônicas Não Transmissíveis, por meio de Inquérito TelefônicoObjetivos: Medir a prevalência de fatores de risco e proteção para doenças não-transmissíveis na população brasileira Subsidiar ações de promoção da saúde e de prevenção de doençasPeriodicidade: anual - 2006 a 2011População monitorada: adultos (≥ 18 anos) residentes em domicílios comtelefone fixo nas capitais dos 26 estados brasileiros e DF.Parceria: SVS/MS, NUPENS/USP
    • 6. VIGITEL 2011 Avaliação do desempenho, VIGITEL 2006-2011Desempenho 2006 2007 2008 2009 2010 2011Entrevistas (N) 54.369 54.251 54.353 54.367 54.339 54.144Recusa (%) 9,1 7,7 5,8 3,0 2,3 2,2Duração (min) 7,4 8,5 10,3 11 9,5 9,5 02/8/06 Jan a Jan a Jan a 16/7 a 01/04 aPeríodo a dez dez dez 30/12 12/12 08/1/07 2009 2010 2011
    • 7. Diabetes - morbidade referida por sexoPercentual de adultos (> 18 anos) com diagnóstico médico referido para diabetes, em 26 capitais do Brasil e Distrito Federal segundo sexo, VIGITEL 2011 6,0 5,6 5,2 %
    • 8. Diabetes - morbidade referida por faixa etária Percentual de adultos (> 18 anos) com diagnóstico médico referido para diabetes, em 26 capitais do Brasil e Distrito Federal segundo faixa etária, VIGITEL 2011 21,6% 15,2%% 0,6% Faixa etária (anos)
    • 9. Diabetes - morbidade referida por escolaridade Percentual de adultos (> 18 anos) com diagnóstico médicoreferido para diabetes, em 26 capitais do Brasil e Distrito Federal segundo escolaridade, VIGITEL 2011 7,5 % anos de estudo
    • 10. Diabetes - morbidade referida por regiãoPercentual de adultos (> 18 anos) com diagnóstico médico referidopara diabetes, em 26 capitais do Brasil e Distrito Federal , segundo região do Brasil. VIGITEL 2011. Região Total (%) Masculino (%) Feminino (%) Norte 4.1 4.1 5.2 Nordeste 5.5 5.5 6.0 Centro-Oeste 4.0 4.0 5.5 Sudeste 5.8 5.8 6.1 Sul 4.3 4.3 6.4 Total 5.6 5.2 6.0
    • 11. Diabetes - morbidade referida por capital Percentual de adultos (≥ 18 anos) com diagnóstico médico referidopara diabetes, segundo as capitais dos estados brasileiros e Distrito Federal. VIGITEL, 2011.
    • 12. Diabetes – série históricaEvolução da prevalência de diagnóstico médico referido para diabetes entre adultos (≥ 18 anos), VIGITEL 2006 a 2011. ** p<0,05
    • 13. Diabetes – número de internações 148.452 131.734 Média de permanência:Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS). ~ 6 dias1. Situação da base de dados nacional em 25/01/2012.2. Dados de 2011 (até dezembro) sujeitos a retificação.3. IBGE - Estimativas elaboradas no âmbito do Projeto UNFPA/IBGE (BRA/4/P31A)
    • 14. Diabetes – valor das internações 87,9 mi Ano de processamento Valor Médio AIH (2011): R$ 603,28Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS).1. Situação da base de dados nacional em 25/01/2012.2. Dados de 2011 (até dezembro) sujeitos a retificação.
    • 15. Diabetes - mortalidade Mortalidade (óbitos/100.000) Fonte: MS/SVS/DASIS - Sistema de Informaçõessobre Mortalidade - SIM
    • 16. Excesso de peso**Evolução da frequência de excesso de peso, VIGITEL 2006 a 2011 ** p<0,05 **IMC> 25
    • 17. Transição demográficaFonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Projeção da População do Brasil porSexo e Idade para o período 1980-2050 – Revisão 2008.
    • 18. Acesso a medicamentosAcesso gratuito aos medicamentos“Saúde Não Tem Preço” - “ Aqui tem Farmácia Popular”Abril/2012: 1.078.195 usuários atendidosCerca de 20.000 farmácias conveniadasMedicamentos: insulina, hipoglicemiantes
    • 19. Avanços DCNT Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) 2011- 2022 Programa Academia da Saúde – 4000 unidades Semana Programa Saúde Escola – obesidade infantil Fortalecimento e qualificação da rede de atenção básica de saúde Acordos voluntários com indústria para redução do sal Tabaco: Lei 12546/ 14 nov. 2011 (ambientes livres tabaco, taxação, propaganda), regulamentação da ANVISA proibição aditivos do tabaco
    • 20. Taxa de internação hospitalar por doenças crônicasselecionadas, Brasil 2000 a 2009SIH – Sistema de Informação Hospitalar – cobre 80% das internações (hospitaispúblicos e conveniados ao SUS).
    • 21. Muito obrigada!cgdant@saude.gov.br

    ×