Integração de Aplicações

296 views

Published on

Fala sobre integração de aplicações citadas nos artigos lidos

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
296
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Integração de Aplicações

  1. 1. Integração de AplicaçõesMichel M. CandidoMetodologia da PesquisaProf: Mauricio Henning
  2. 2. Sumário• Artigo 1 - Um Ambiente para Integração de AplicaçõesColaborativas:– Objetivos; Cenário de Integração; Tecnologias; Comentário.• Artigo 2 – WS Middlewares em Ambientes Heterogêneos:– Objetivos; WS Camadas; Comentário.• Artigo 3 – Integração de Sistemas de Informação Universitáriosvia WS:– Objetivos; Processos; Comentário.• Artigo 4 – WS na Integração Interna de Sistemas de Gestão deProjetos De I&DI:– Objetivos; Processos; Comentário.• Conclusão
  3. 3. ARTIGO 1
  4. 4. Um Ambiente para Integração deAplicações Colaborativas• OBJETIVOS:Integrar diferentes aplicações corporativas através deum único sistema que foi nomeado de LEICA (Loosely-coupled enviroment for integranting collaborativeapplications), uma aplicação fracamente acoplada onde asaplicações não dependem uma das outras.
  5. 5. Um Ambiente para Integração deAplicações Colaborativas• CENÁRIO DE INTEGRAÇÃO:Ferramenta de navegação web colaborativaintegrada a um chat(Babylon Chat).
  6. 6. Um Ambiente para Integração deAplicações Colaborativas• FRAMEWORK DE INTEGRAÇÃO– Associação de um WRAPPER a aplicação. CadaWRAPPER associado a um servidor de aplicaçãoapresenta uma interface de serviços web permitindoassim o acesso a aplicação.– Para integrar aplicação ao ambiente LEICA é necessárioque a aplicação possua uma API.– API deve ser o mais flexível possível.
  7. 7. Um Ambiente para Integração deAplicações Colaborativas• FRAMEWORK DE INTEGRAÇÃO:
  8. 8. Um Ambiente para Integração deAplicações Colaborativas• FRAMEWORK DE INTEGRAÇÃO:
  9. 9. Um Ambiente para Integração deAplicações Colaborativas• TECNOLOGIAS:A semântica das regras de colaboração eram definidaspor tradução de redes de Petri.Apache jUDDI – Implementação do UDDI Registry.UDDI4J de IBM – Implementação das interações entreo WS Inteface wrapper e o UDDI RegistryApache Tomcat 5.0 - SOAP 2.3Scribe – Sistema de notificação
  10. 10. Um Ambiente para Integração deAplicações Colaborativas• Comentário:Integrar sistemas de uma forma simples é algo muitoútil hoje em dia e principalmente uma ferramenta onde vocêpode definir isso visualmente e ja obter uma interface parautilização do sistema.
  11. 11. ARTIGO 2
  12. 12. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• OBJETIVOSApresentação de webservices com protocoloSOAP.
  13. 13. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• WS CAMADAS:Os web services são divididos em 5 camadas.– Publicação– Descrição– Formato da mensagem– Codificação– Transporte
  14. 14. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• WS CAMADAS - PUBLICAÇÃO:Camada responsável por fazer a exposição doserviço e concentrar em um único local para facilitara distribuição. Exemplo de concentradores desteserviço é o UDDI (Universal Description Descoveryand Integration)
  15. 15. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• WS CAMADAS - DESCRIÇÃO:Local onde deve conter toda a documentaçãosobre o caminho, serviços, parâmetros de entrada esaída.Fica armazenada no arquivo WSDL(Web ServiceDescription Language)
  16. 16. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• WS CAMADAS – FORMATO DE MENSAGEM:SOAP (Simple Object Access Protocol) utilizadopara a comunicação do servidor(web service) com aaplicação cliente.
  17. 17. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• WS CAMADAS – CODIFICAÇÃO:Transmissão de dados entre cliente e servidorpor XML.
  18. 18. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• WS CAMADAS – TRANSPORTE:Utiliza o protocolo HTTP para transporte dosdados.
  19. 19. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• CHAMADA A UM WS:
  20. 20. Web Services Middlewares emAmbientes Heterogêneos• COMENTÁRIO:Web services são fantásticos para integração dediferentes aplicações pois basta criar a regra uma veze a mesma vai servir para diferentes aplicações ex:web, mobile.
  21. 21. ARTIGO 3
  22. 22. Integração de Sistemas de InformaçãoUniversitários via WS• OBJETIVO:Integrar sistemas heterogêneos de duasUniversidades.
  23. 23. Integração de Sistemas de InformaçãoUniversitários via WS• PROCESSO ANTIGO:
  24. 24. Integração de Sistemas de InformaçãoUniversitários via WS• PROCESSO NOVO:
  25. 25. Integração de Sistemas de InformaçãoUniversitários via WS• PROCESSO NOVO:
  26. 26. Integração de Sistemas de InformaçãoUniversitários via WS• Comentário:Com esta integração entre os sistemas dasuniversidades foi obitido uma melhora no processo eagilidade dos serviços.
  27. 27. ARTIGO 4
  28. 28. WS na Integração Interna de Sistemasde Gestão de Projetos de I&DI• OBJETIVO:Disponibilizar dados sobre o desempenhofinanceiro e administrativo dos projetos I&DI(Investigação e Desenvolvimento e Inovação) comdiferentes base de dados.
  29. 29. WS na Integração Interna de Sistemasde Gestão de Projetos de I&DI• PROCESSO ANTIGO:
  30. 30. WS na Integração Interna de Sistemasde Gestão de Projetos de I&DI• PROCESSO NOVO:
  31. 31. WS na Integração Interna de Sistemasde Gestão de Projetos de I&DI• Comentário:Qualquer pessoa / tecnologia pode acessar oWS tanto para consultas como para integração comoutras ferramentas.
  32. 32. ConclusãoMuitas vezes não precisamos refazer sistemaspara que se tornem um, podemos criar umaintegração ganhando tempo e obtendo o mesmoresultado.
  33. 33. REFERÊNCIAS• Roberta Lima Gomes, GJH Hoyos-Rivera, and Jean Pierre Courtiat. Um ambiente para integração deaplicações colaborativas. Simp osio Brasileiro em Sistemas Colaborativos, 2006.• esar Barbosa, Fernanda Michelini, Iara Montes Ferreira, Robson Pereira Mendonça, and ThiagoGrecco Rolli. Web services: Middlewares em ambientes heterogêneos. Revista de InformáticaAplicada/Journal of Applied Computing, 2(1), 2010.• Carlos Costa, Ana Cristina Melo, An ıbal Fernandes, Luís Mendes Gomes, and Hélia Guerra. Integraçãode sistemas de informação universitários via web services. In Actas da 5a Conferencia Ibérica deSistemas y Tecnolog ıas de Informacíon, pages 290–295, 2010.• Carlos Costa, Ana Cristina Melo, Aníbal Fernandes, Luís Mendes Go- mes, and Hélia Guerra. Integraçãode sistemas de informação universitários via web services. In Actas da 5a Conferencia Ibérica deSistemas y Tecnologías de Informacíon, pages 290–295, 2010.
  34. 34. FIM

×