Your SlideShare is downloading. ×
Historia de butterfly
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Historia de butterfly

132
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
132
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. História de Butterfly. Autoria Desconhecida (história)
  • 2. Durante a Primeira Guerra Mundial, em missão no Japão um Oficial da Real Marinha Inglesa, conhece e se apaixona por uma Gueixa e ela por ele.
  • 3. Os dois sabem que essa paixão não tem futuro e mesmo assim se entregam a essa paixão avassaladora.
  • 4. Tudo é feito escondido, pois ele sendo um Alto Oficial, não poderia dar-se ao luxo a esse tipo de fraqueza.
  • 5. Acontece que,  o que eles viam como uma aventura, tornou-se amor.
  • 6. Um amor puro, onde a paixão deu lugar a placidez, a calma que só um amor puro e desinteressado pode dar quando é correspondido.
  • 7. Chega o dia que ele tinha que retornar a Inglaterra e não poderia leva-la.
  • 8. Ela por ser uma gueixa não seria aceita pela Corporação e muito menos pela família dele.
  • 9. (Lembrando que vulgarizaram a profissão de Gueixa, igual faziam no Brasil nos anos 50 que uma artista ou cantora era sinônimo de prostituta. Gueixa quer dizer simplesmente uma moça que dança, canta e servem chá para distrair os fregueses).
  • 10. Eles se despedem comprometendo-se a fazerem o impossível para se reencontrarem sem saberem que ela estava grávida.
  • 11. Ele volta a Inglaterra e quando chega, é obrigado a casar-se com uma jovem, casamento engendrado pelas famílias. Ele casa, mas nunca esquece Butterfly.
  • 12. Ela por conseguinte, saudosa, carente prefere amargar a solidão sozinha.
  • 13. Os anos passam e muitos anos depois, ele assume como Diplomata no Japão e embora tendo uma esposa dedicada sai a procura de Butterfly e não consegue localiza-la.
  • 14. Um dia, o seu filho junto com outras figuras de destaques mundial, vão a um balé onde ele conhece Butterfly.
  • 15. Ela era a figura principal desse clássico. O rapaz fica embevecido pela graça e beleza dela.
  • 16. Após o show ele envia com um buquê de rosas um convite para que ela fosse jantar com o grupo dele.
  • 17. Enfim se apaixonam e quando o pai dele conhece a moça fica estarrecido, pois ela era a sua Butterfly, para quem os anos estacionaram.
  • 18. Aí se descobre que eles eram irmãos, o rapaz de desgosto vai para um Mosteiro e ela se suicida.
  • 19. Aí concretiza-se que a Borboleta não pode ter uma paixão, ela é muito frágil e perderá a sua beleza ao queimar as asas.
  • 20. Texto enviado por: R.S.Lopes Formatação: Gi Manteli E-mail: [email_address] Imagem: Internet Para receber Mensagens: http://br.groups.yahoo.com/group/nanymanteli_slides/ www.mensagensvirtuais.com.br Respeite meu trabalho, repasse s/ retirar os créditos