Evangelho de Lucas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Evangelho de Lucas

on

  • 2,682 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,682
Views on SlideShare
2,630
Embed Views
52

Actions

Likes
0
Downloads
19
Comments
0

3 Embeds 52

http://www.mensagensvirtuais.xpg.com.br 33
http://www.mensagenspowerpoint.net 17
http://mensagensvirtuais.xpg.uol.com.br 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Evangelho de Lucas Presentation Transcript

  • 1. Evangelho de Lucas capítulo 1:26 a 80 e capítulo 2 Bíblia Viva (BV) Revista e atualizada (RA) Anunciação e nascimento de Jesus Leia a Bíblia
  • 2. 26(BV)- No sexto mês Deus mandou o anjo Gabriel a Nazaré, uma vila da Galiléia, 27(BV)- a uma virgem, Maria, prometida em casamento a um homem chamado José, da família do rei Davi. 26(RA)- No sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado, da parte de Deus, para uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, 27(RA)- a uma virgem desposada com certo homem da casa de Davi, cujo nome era José; a virgem chamava-se Maria. 28(BV)- Gabriel apareceu a ela e disse: “ Parabéns, jovem favorecida! O Senhor está com você!” 28(RA)- E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo. Lucas 1: 26 a 80 29(BV)- Confundida e perturbada, Maria tentava imaginar o que poderia ser que o anjo quis dizer. 29(RA)- Ela, porém, ao ouvir esta palavra, perturbou-se muito e pôs-se a pensar no que significaria esta saudação. 30(BV)- “Não se assuste, Maria”, disse-lhe o anjo, “porque Deus resolveu abençoá-la maravilhosamente! 30(RA)- Mas o anjo lhe disse: Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus. 31(BV)- Muito em breve você ficará grávida, terá um menino, e lhe dará o nome de ‘Jesus’ . 31(RA)- Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. 32(BV)- Ele será muito importante, sendo chamado o Filho de Deus, e o Senhor Deus lhe dará o trono do seu antepassado Davi. 32(RA)- Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; 33(BV)- Ele reinará sobre Israel para sempre, e o seu Reino nunca acabará!” 33(RA)- ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim.
  • 3. 34(BV)- Maria perguntou ao anjo: “ Mas como posso ter um filho? Eu sou uma virgem”. 34(RA)- Então, disse Maria ao anjo: Como será isto, pois não tenho relação com homem algum? 35(BV)- O anjo respondeu: “O Espírito Santo virá sobre você e o poder de Deus a cobrirá com a sua sombra; por isso a criança que vai nascer de você será completamente santa – o Filho de Deus. 35(RA)- Respondeu-lhe o anjo: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus. 36(BV)- Além disso, há seis meses sua prima Isabel – ‘a sem filhos’, como a chamavam – ficou grávida em sua avançada idade! 37(BV)- Sim, porque todas as promessas de Deus se cumprirão fielmente”. 36(RA)- E Isabel, tua parenta, igualmente concebeu um filho na sua velhice, sendo este já o sexto mês para aquela que diziam ser estéril. 37(RA)- Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas. Lucas 1: 26 a 80 38(BV)- Maria disse: “ Eu sou a serva do Senhor, e estou pronta a fazer tudo quanto for necessário. Que aconteça tudo o que o Senhor me disse”. Então o anjo desapareceu. 38(RA)- Então, disse Maria: Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra. E o anjo se ausentou dela. 39e40(BV)- Uns poucos dias mais tarde Maria foi às pressas às terras montanhosas da Judéia, ao lugar onde Zacarias morava, para visitar Isabel. 39(RA)- Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, 40(RA)- entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel.
  • 4. 41(BV)- Ao soar a saudação de Maria, a criança de Isabel saltou dentro dela, e ela ficou cheia do Espírito Santo. 41(RA)- Ouvindo esta a saudação de Maria, a criança lhe estremeceu no ventre; então, Isabel ficou possuída do Espírito Santo. 42(BV)- Isabel deu um grito de alegria e exclamou para Maria: “ Você é abençoada por Deus acima de todas as outras mulheres, e o seu Filho também é bendito. 42(RA)- E exclamou em alta voz: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre! 43(BV)- Que grande honra é esta: Que a mãe do meu Senhor me visite! 43(RA)- E de onde me provém que me venha visitar a mãe do meu Senhor? 44(BV)- Quando você entrou e me cumprimentou, no momento em que ouvi sua voz, de alegria a minha criança moveu-se dentro de mim! 44(RA)- Pois, logo que me chegou aos ouvidos a voz da tua saudação, a criança estremeceu de alegria dentro de mim. 45(BV)- Você creu que Deus faria o que disse; e por isso é que Ele deu-lhe esta maravilhosa bênção”. 45(RA)- Bem-aventurada a que creu, porque serão cumpridas as palavras que lhe foram ditas da parte do Senhor. 46(BV)- Maria respondeu: “ Oh, como eu louvo ao Senhor! 47(BV)- Quanto me alegro em Deus, meu Salvador! 46(RA)- Então, disse Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, 47(RA)- e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador, 48(BV)- Porque Ele prestou atenção na sua humilde serva, e agora todas as gerações me chamarão bendita de Deus. 48(RA)- porque contemplou na humildade da sua serva. Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão bem-aventurada, 49(BV)- Pois Ele, o Santo e cheio de poder, fez grandes coisas comigo. 50(BV)- Sua misericórdia vai de geração em geração, a todos os que o respeitam. 49(RA)- porque o Poderoso me fez grandes coisas. Santo é o seu nome. 50(RA)- A sua misericórdia vai de geração em geração sobre os que o temem. 51(BV)- Como o seu braço é cheio de poder! Como Ele derrota os orgulhosos e arrogantes! 52(BV)- Derrubou príncipes dos seus tronos e exaltou os humildes. 51(RA)- Agiu com o seu braço valorosamente; dispersou os que, no coração, alimentavam pensamentos soberbos. 52(RA)- Derribou do seu trono os poderosos e exaltou os humildes. 53(BV)- Satisfez os corações famintos e despediu os ricos com as mãos vazias. 54(BV)- E como socorreu o seu servo Israel! Não esqueceu sua promessa de ser misericordioso, 53(RA)- Encheu de bens os famintos e despediu vazios os ricos. 54(RA)- Amparou a Israel, seu servo, a fim de lembrar-se da sua misericórdia 55(BV)- pois prometera aos nossos pais – Abraão e seus filhos – ser misericordioso com eles para sempre”. 55(RA)- a favor de Abraão e de sua descendência, para sempre, como prometera aos nossos pais. 56(BV)- Maria ficou com Isabel cerca de três meses e depois voltou para casa. 56(RA)- Maria permaneceu cerca de três meses com Isabel e voltou para casa. 57(BV)- Nisso a espera de Isabel chegou ao fim, porque veio a hora de a criança nascer – e era um menino. 57(RA)- A Isabel cumpriu-se o tempo de dar à luz, e teve um filho. Lucas 1: 26 a 80
  • 5. 59(BV)- Quando a criança estava com oito dias de idade, todos os parentes e amigos vieram para a cerimônia da circuncisão. Julgavam que o nome da criança seria Zacarias, como o pai. 59(RA)- Sucedeu que, no oitavo dia, foram circuncidar o menino e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 58(BV)- A notícia de como o Senhor havia sido bondoso com ela espalhou-se depressa pelos vizinhos e parentes, e todo mundo ficou alegre. 58(RA)- Ouviram os seus vizinhos e parentes que o Senhor usara de grande misericórdia para com ela e participaram do seu regozijo. 60(BV)- Mas Isabel disse: “ Não! Ele deverá chamar-se João!” 60(RA)- De modo nenhum! Respondeu sua mãe. Pelo contrário, ele deve ser chamado João. 61(BV)- “Quê! Exclamaram eles. “ Não há ninguém em toda a sua família com esse nome”. 61(RA)- Disseram-lhe: Ninguém há na tua parentela que tenha este nome. 62(BV)- Portanto, perguntaram ao pai da criança, falando-lhe por gestos. 62(RA)- E perguntaram, por acenos, ao pai do menino que nome queria que lhe dessem. 63(BV)- Ele pediu por sinais um pedaço de papel e, para surpresa de todo mundo, escreveu: “ O nome dele é João!” 63(RA)- Então, pedindo ele uma tabuinha, escreveu: João é o seu nome. E todos se admiraram. 64(BV)- Imediatamente Zacarias pôde falar novamente, e começou a louvar a Deus. 64(RA)- Imediatamente, a boca se lhe abriu, e, desimpedida a língua, falava louvando a Deus. 65(BV)- A admiração dominou toda a vizinhança, e a notícia do que havia acontecido espalhou-se pelos montes da Judéia. 65(RA)- Sucedeu que todos os seus vizinhos ficaram possuídos de temor, e por toda a região montanhosa da Judéia foram divulgadas estas coisas. 66(BV)- Cada um que ouvia isso ficava pensando demoradamente e perguntava: “ Que será que esse menino vai ser? Porque a mão do Senhor está de fato sobre ele de uma maneira especial”. 66(RA)- Todos os que as ouviram guardavam-nas no coração, dizendo: Que virá a ser, pois, este menino? E a mão do Senhor estava com ele. Lucas 1: 26 a 80
  • 6. 67(BV)- Então o seu pai Zacarias ficou cheio do Espírito Santo e fez esta profecia: 68(BV)- Louvai ao Senhor, o Deus de Israel, porque Ele veio visitar e libertar o seu povo. 67(RA)- Zacarias, seu pai, cheio do Espírito Santo, profetizou, dizendo: 68(RA)- Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo, 69a71(BV)- Ele nos está mandando um Poderoso Salvador da família real do seu servo Davi, tal como tinha prometido por meio dos seus santos profetas há muito tempo – alguém para nos livrar dos nossos inimigos, de todos os que nos odeiam. 69a71(RA)- e nos suscitou plena e poderosa salvação na casa de Davi, seu servo, como prometera, desde a antiguidade, por boca dos seus santos profetas, para nos libertar dos nossos inimigos e das mãos de todos os que nos odeiam; 72e73(BV)- Ele foi misericordioso com os nossos antepassados, sim, com o próprio Abraão, recordando-se da sagrada promessa feita a ele, 72e73(RA)- para usar de misericórdia com os nossos pais e lembrar-se da sua santa aliança e do juramento que fez a Abraão, o nosso pai, 76(BV)- E você, meu filhinho, será chamado profeta do glorioso Deus, porque preparará o caminho para o Messias. 76(RA)- Tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque precederás o Senhor, preparando-lhe os caminhos, 77(BV)- Você dirá ao seu povo como encontrar a salvação por meio do perdão dos pecados que praticam. 77(RA)- para dar ao seu povo conhecimento da salvação, no redimi-lo dos seus pecados, 78e79(BV)- Tudo isso será porque a misericórdia do nosso Deus é muito bondosa e a aurora celestial logo vai raiar sobre nós, para dar luz àqueles que se acham na escuridão e na sombra da morte, e para guiar-nos pelo caminho da paz”. 78e79(RA)- graças à entranhável misericórdia de nosso Deus, pela qual nos visitará o sol nascente das alturas, para alumiar os que jazem nas trevas e na sombra da morte, e dirigir os nossos pés pelo caminho da paz. 80(BV)- O menino amava muito a Deus e quando cresceu vivia afastado no deserto, solitário, até que começou a apresentar-se ao povo de Israel. 80(RA)- O menino crescia e se fortalecia em espírito. E viveu nos desertos até ao dia em que havia de manifestar-se a Israel. Lucas 1: 26 a 80 74e75(BV)- e concedendo-nos o privilégio de servir a Deus livres do medo, libertos dos nossos inimigos, fazendo-nos santos e aceitáveis, prontos para estar na sua presença para sempre. 74e75(RA)- de conceder-nos que, livres das mãos de inimigos, o adorássemos sem temor, em santidade e justiça perante ele, todos os nossos dias.
  • 7. 4(BV)- E como José era da antiga família real, teve de ir a Belém, na Judéia, terra natal do rei Davi – viajando de Nazaré, na Galiléia, para lá. 4(RA)- José também subiu da Galiléia, da cidade de Nazaré, para a Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém, por ser ele da casa e família de Davi, Lucas 2 5(BV)- Ele levou consigo Maria, sua esposa, que estava grávida. 5(RA)- a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida. 1(BV)- Por esse tempo César Augusto, o imperador, decretou que se fizesse um recenseamento de toda a nação. 1(RA)- Naqueles dias, foi publicado um decreto de César Augusto, convocando toda a população do império para recensear-se. 2(BV)- (Este recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria.) 2(RA)- Este, o primeiro recenseamento, foi feito quando Quirino era governador da Síria. 3(BV)- Exigia-se que todo mundo voltasse à sua terra natal para se registrar. 3(RA)- Todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade.
  • 8. 6e7(BV)- Estando ali, chegou a hora de nascer o filho dela; e ela deu à luz seu primeiro filho, um menino. Enrolou-o num cobertor e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria da aldeia. 6e7(RA)- Estando eles ali, aconteceu completarem-se-lhe os dias, e ela deu à luz o seu filho primogênito, enfaixou-o e o deitou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria. Lucas 2
  • 9. 8(BV)- Naquela noite alguns pastores estavam nos campos, guardando seus rebanhos de ovelhas. 8(RA)- Havia, naquela mesma região, pastores que viviam nos campos e guardavam o seu rebanho durante as vigílias da noite. Lucas 2 9(BV)- De repente um anjo apareceu entre eles, e ficaram cercados do brilho da glória do Senhor. Eles ficaram muito atemorizados, 9(RA)- E um anjo do Senhor desceu aonde eles estavam, e a glória do Senhor brilhou ao redor deles; e ficaram tomados de grande temor. 10(BV)- mas o anjo os acalmou. “ Não tenham medo!” Disse ele. “ Eu lhes trago a notícia mais alegre que já se deu, e isso é para todo o mundo! 10(RA)- O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo: 11(BV)- O Salvador – sim, o Messias, o Senhor – nasceu esta noite em Belém! 11(RA)- é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor. 12(BV)- Como vocês vão reconhecê-lo? Vocês encontrarão uma criancinha enrolada num cobertor, deitada numa manjedoura!” 12(RA)- E isto vos servirá de sinal: encontrareis uma criança envolta em faixas e deitada em manjedoura. 13(BV)- De repente, juntou-se ao anjo uma grande multidão de outros anjos – o exército celestial – louvando a Deus: 13(RA)- E, subitamente, apareceu com o anjo uma multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo: 14(BV)- “ Glória a Deus nas maiores alturas”, Cantavam eles, “ e paz na terra para todos aqueles que o agradam”. 14(RA)- Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem. 15(BV)- Quando os anjos voltaram para os céus, os pastores disseram uns aos outros: “ Vamos! Vamos a Belém! Vamos ver esta coisa maravilhosa que aconteceu, a respeito da qual o Senhor nos falou”. 15(RA)- E, ausentando-se deles os anjos para o céu, diziam os pastores uns aos outros: Vamos até Belém e vejamos os acontecimentos que o Senhor nos deu a conhecer.
  • 10. 17(BV)- Os pastores falavam a todo mundo o que havia acontecido, e o que o anjo lhes havia dito a respeito daquela criança. 17(RA)- E, vendo-o, divulgaram o que lhes tinha sido dito a respeito deste menino. 16(BV)- Eles correram à aldeia, encontraram Maria e José, e lá estava a criancinha, deitada na manjedoura. 16(RA)- Foram apressadamente e acharam Maria e José e a criança deitada na manjedoura. Lucas 2 18(BV)- Todos os que ouviam a história dos pastores mostravam admiração. 19(BV)- Porém Maria tranqüilamente guardava estas coisas em seu coração e muitas vezes pensava nelas. 18(RA)- Todos os que ouviram se admiraram das coisas referidas pelos pastores. 19(RA)- Maria, porém, guardava todas estas palavras, meditando-as no coração. 20(BV)- Então os pastores voltaram aos seus campos e rebanhos, glorificando e louvando a Deus pela visita do anjo, e porque tinham visto a criança, assim como o anjo havia dito. 20(RA)- Voltaram, então, os pastores glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes fora anunciado.
  • 11. 22e23(BV)- Quando chegou o tempo de ser levado ao templo a oferta da purificação de Maria, como as leis de Moisés exigiam depois do nascimento de uma criança, seus pais o levaram a Jerusalém para apresentá-lo ao Senhor; porque as leis de Deus diziam: “Se o primeiro filho de uma mulher for um menino, ele será dedicado ao Senhor”. 22e23(RA)- Passados os dias da purificação deles segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentarem ao Senhor, conforme o que está escrito na Lei do Senhor: Todo primogênito ao Senhor será consagrado; 21(BV)- Oito dias depois, na cerimônia de circuncisão do menino, deram-lhe o nome de Jesus, como o anjo tinha dito, antes mesmo que Ele nascesse. 21(RA)- Completados oito dias para ser circuncidado o menino, deram-lhe o nome de JESUS, como lhe chamara o anjo, antes de ser concebido. Lucas 2 24(BV)- Nessa ocasião os pais de Jesus ofereceram também o sacrifício deles pela purificação: “ um par de rolinhas, ou dois filhotes de pombo”, era a exigência mínima legal. 24(RA)- e para oferecer um sacrifício, segundo o que está escrito na referida Lei: Um par de rolas ou dois pombinhos.
  • 12. 25(BV)- Naquele dia um homem chamado Simeão, morador de Jerusalém, estava no templo. Era ele um homem bom, muito devoto, cheio do Espírito Santo, e vivia esperando que o Messias viesse em breve. 25(RA)- Havia em Jerusalém um homem chamado Simeão; homem este justo e piedoso que esperava a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. Lucas 2 26(BV)- Pois o Espírito Santo lhe havia revelado que ele não morreria enquanto não visse o Cristo prometido por Deus. 26(RA)- Revelara-lhe o Espírito Santo que não passaria pela morte antes de ver o Cristo do Senhor. 27e28(BV)- O Espírito Santo o impulsionou a ir ao templo naquele dia; então, quando Maria e José chegaram para apresentar o menino Jesus ao Senhor, em obediência à lei, Simeão estava lá e tomou a criança nos braços, louvando a Deus. 27e28(RA)- Movido pelo Espírito, foi ao templo; e, quando os pais trouxeram o menino Jesus para fazerem com ele o que a Lei ordenava, Simeão o tomou nos braços e louvou a Deus, dizendo: 29a31(BV)- “Senhor”, disse ele, “agora eu posso morrer em paz! Pois eu o vi como o Senhor me prometeu que eu veria. Eu vi o Salvador que o Senhor prometeu dar ao mundo. 29a31(RA)- Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra; porque os meus olhos já viram a tua salvação, a qual preparaste diante de todos os povos: 32(BV)- Ele é a luz que dará iluminação espiritual às nações, e será a glória do seu povo Israel”. 32(RA)- luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo de Israel.
  • 13. 34e35(BV)- Simeão os abençoou, mas disse depois a Maria: “Uma espada atravessará a sua alma, porque esta criança será rejeitada por muitos em Israel, e isto para própria destruição deles. Ele será motivo de contradição, mas uma grande alegria para outros. E os pensamentos mais profundos de muitos corações serão revelados.” 34e35(RA)- Simeão os abençoou e disse a Maria, mãe do menino: Eis que este menino está destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição (também uma espada traspassará a tua própria alma), para que se manifestem os pensamentos de muitos corações. 33(BV)- José e Maria, parados ali juntos, admiravam-se do que se dizia a respeito de Jesus. 33(RA)- E estavam o pai e a mãe do menino admirados do que dele se dizia. 36e37(BV)- Ana, uma profetisa, também estava ali no templo naquele dia. Ela era filha de Femuel, da tribo judaica de Aser, e estava muito idosa, porque havia sido viúva durante 84 anos, depois de sete anos de casamento. Ela nunca saía do templo, mas permanecia lá, dia e noite, adorando a Deus com orações, muitas vezes ficando sem comer. 36e37(RA)- Havia uma profetisa, chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser, avançada em dias, que vivera com seu marido sete anos desde que se casara e que era viúva de oitenta e quatro anos. Esta não deixava o templo, mas adorava noite e dia em jejuns e orações. 38(BV)- Chegando naquela hora, também começou a dar graças a Deus e a proclamar publicamente a chegada do Messias a todos aqueles de Jerusalém que haviam estado esperando a vinda do Salvador. 38(RA)- E, chegando naquela hora, dava graças a Deus e falava a respeito do menino a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém. 39(BV)- Quando os pais de Jesus acabaram de cumprir todas as exigências da lei de Deus, voltaram para Nazaré da Galiléia. 39(RA)- Cumpridas todas as ordenanças segundo a Lei do Senhor, voltaram para a Galiléia, para a sua cidade de Nazaré.
  • 14. 41e42(BV)- Quando Jesus estava com 12 anos, acompanhou seus pais a Jerusalém para a festa anual da Páscoa, à qual eles assistiam todos os anos. 41e42(RA)- Ora, anualmente iam seus pais a Jerusalém, para a Festa da Páscoa. Quando ele atingiu os doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume da festa. 40(BV)- Ali a criança começou a ficar um menino forte e sadio, conhecido pela inteligência acima de sua idade; e Deus derramava suas bênçãos sobre Ele. 40(RA)- Crescia o menino e se fortalecia, enchendo-se de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele. Lucas 2 43(BV)- Depois que terminou a comemoração, eles tomaram o caminho de volta para Nazaré, mas Jesus ficou para trás em Jerusalém. Seus pais não notaram a falta dele no primeiro dia, 43(RA)- Terminados os dias da festa, ao regressarem, permaneceu o menino Jesus em Jerusalém, sem que seus pais o soubessem. 44(BV)- porque pensavam que estivesse com amigos entre os outros viajantes. Mas quando notaram sua falta, começaram a procurá-lo entre seus parentes e amigos; 44(RA)- Pensando, porém, estar ele entre os companheiros de viagem, foram caminho de um dia e, então, passaram a procurá-lo entre os parentes e os conhecidos; 45(BV)- não o encontrando, voltaram a Jerusalém para procurá-lo ali. 45(RA)- e, não o tendo encontrado, voltaram a Jerusalém à sua procura. 46e47(BV)- Três dias depois eles finalmente o descobriram. Estava no templo, sentado entre os mestres da lei, discutindo com eles questões profundas e deixando todo mundo admirado com a sua inteligência e suas respostas. 46e47(RA)- Três dias depois, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os. E todos os que o ouviam muito se admiravam da sua inteligência e das suas respostas. 48(BV)- Seus pais não sabiam nem o que pensar quando o viram sentado ali tão calmamente. “Filho!” disse-lhe sua mãe. “Por que você fez isso conosco? Eu e seu pai estávamos desesperados, procurando você por toda parte”. 48(RA)- Logo que seus pais o viram, ficaram maravilhados; e sua mãe lhe disse: Filho, por que fizeste assim conosco? Teu pai e eu, aflitos, estamos à tua procura. 49(BV)- “Mas por que me procuraram?” Perguntou Ele. “ Não sabiam que Eu deveria estar aqui no templo, na casa do meu Pai?” 49(RA)- Ele lhes respondeu: Por que me procuráveis? Não sabíeis que me cumpria estar na casa de meu Pai? 50(BV)- Porém eles não entenderam o que Ele quis dizer. 50(RA)- Não compreenderam, porém, as palavras que lhes dissera. 51(BV)- Então Ele voltou para Nazaré, e era obediente a eles; sua mãe guardava todas estas coisas no coração. 51(RA)- E desceu com eles para Nazaré; e era-lhes submisso. Sua mãe, porém, guardava todas estas coisas no coração. 52(BV)- Assim Jesus crescia, tanto em estatura como em sabedoria, e era amado por Deus e pelos homens. 52(RA)- E crescia Jesus em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e dos homens.
  • 15. 3(BV)- Ele sempre esteve vivo e Ele mesmo é Deus. Ele criou tudo o que há – não existe nada que Ele não tenha feito. 3(RA)- Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.
    • 1e2(BV)- Antes de existir qualquer coisa, Cristo já existia, e estava com Deus.
    • 1e2(RA)- No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.
        • Ele estava no princípio com Deus.
    João 1:1a18 4(BV)- Nele está a vida eterna, e esta vida traz luz a toda a humanidade. 5(BV)- A vida dele é a luz que brilha no meio da escuridão, e nunca pode ser apagada pela escuridão. 4(RA)- A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. 5(RA)- A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela.
  • 16.
    • 6e7(BV)- Deus enviou João Batista como testemunha do fato de que Jesus Cristo é a verdadeira Luz.
    • 6e7(RA)- Houve um homem enviado por Deus cujo nome era João.
        • Este veio como testemunha para que testificasse a respeito da luz, a fim de todos virem a crer por intermédio dele.
    João 1:1a18 8(BV)- João mesmo não era a Luz; ele era apenas uma testemunha para identificá-la. 8(RA)- Ele não era a luz, mas veio para que testificasse da luz, 9(BV)- Mais tarde, aquele que é a verdadeira Luz, chegou para brilhar sobre todos os que vêm ao mundo. 9(RA)- a saber, a verdadeira luz, que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem. 10(BV)- Embora Ele tenha feito o mundo, não foi reconhecido pelo mundo, quando veio. Só uns poucos o acolheram e receberam. Mas a todos que o receberam, Ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus. Tudo o que eles precisavam fazer era confiar nele como Salvador. 10(RA)- O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu. 11e12(BV)- Mesmo em sua própria terra e entre seu próprio povo, os judeus, Ele não foi aceito. 11e12(RA)- Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome;
    • 13(BV)- Todos os que crêem nisto nascem de novo!
    • não um novo nascimento físico, resultado do desejo humano – mas da vontade de Deus.
    • 13(RA)- os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.
    14(BV)- Cristo tornou-se um ser humano, e morou aqui na terra entre nós, e era cheio de perdão amoroso e da verdade. E alguns de nós vimos a glória dele – a glória do Filho único do Pai celeste! 14(RA)- E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai. 15(BV)- João mostrou Cristo ao povo, dizendo às multidões: “Este é aquele a respeito de quem eu estava falando quando disse: ‘Está para chegar alguém que é muitíssimo mais importante do que eu – porque Ele já existia muito antes de mim!’” 15(RA)- João testemunha a respeito dele e exclama: Este é o de quem eu disse: o que vem depois de mim tem, contudo, a primazia, porquanto já existia antes de mim. 16(BV)- Todos nós temos tirado proveito das ricas bênçãos que Ele nos trouxe, bênção sobre bênção amontoadas sobre nós! 16(RA)- Porque todos nós temos recebido da sua plenitude e graça sobre graça. 17(BV)- Porque Moisés só nos deu a Lei, com suas exigências rígidas e sua justiça sem misericórdia, enquanto Jesus Cristo nos trouxe, além disso, o perdão amoroso. 17(RA)- Porque a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo. 18(BV)- Ninguém jamais viu realmente a Deus, porém o seu Filho único, certamente o viu, porque Ele vive com o Pai, e nos contou tudo a respeito dele. 18(RA)- Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou.
  • 17. 44(BV)- Jesus disse às multidões: “ Se vocês confiarem em mim, estarão verdadeiramente confiando em Deus. 44(RA)- E Jesus clamou, dizendo: Quem crê em mim crê, não em mim, mas naquele que me enviou. João 12:44 a 50 45(BV)- Pois quando vêem a mim, estão vendo aquele que me enviou. 45(RA)- E quem me vê a mim vê aquele que me enviou. 46(BV)- Eu vim como uma luz para brilhar neste mundo escuro, para que todos aqueles que ponham sua confiança em mim não fiquem mais na escuridão. 46(RA)- Eu vim como luz para o mundo, a fim de que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas. 47(BV)- Se alguém me ouvir e não me obedecer, não sou Eu o juiz dele – pois Eu vim salvar, e não julgar o mundo. 47(RA)- Se alguém ouvir as minhas palavras e não as guardar, eu não o julgo; porque eu não vim para julgar o mundo, e sim para salvá-lo. 48(BV)- Mas todo aquele que me rejeita e despreza a minha mensagem, será julgado no dia do juízo pelas verdades que Eu tenho falado. 48(RA)- Quem me rejeita e não recebe as minhas palavras tem quem o julgue; a própria palavra que tenho proferido, essa o julgará no último dia. 49(BV)- Porque estas não são minhas próprias idéias; pelo contrário, Eu tenho falado o que o Pai me disse para falar a vocês. 49(RA)- Porque eu não tenho falado por mim mesmo, mas o Pai, que me enviou, esse me tem prescrito o que dizer e o que anunciar. 50(BV)- E Eu sei que os ensinos dele conduzem à vida eterna; por isso, tudo o que Ele me manda dizer, Eu digo!” 50(RA)- E sei que o seu mandamento é a vida eterna. As coisas, pois, que eu falo, como o Pai mo tem dito, assim falo.
  • 18. 14e15(BV)- E como Moisés, no deserto, levantou numa estaca uma serpente de bronze, assim também Eu devo ser levantado numa cruz, para que todo aquele que crer em mim, tenha a vida eterna. 14e15(RA)- E do modo por que Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado, para que todo o que nele crê tenha a vida eterna. 16(BV)- Porque Deus amou tanto o mundo que deu seu Filho único, para que todo aquele que crer nele não pereça, mas tenha a vida eterna. 16(RA)- Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 17(BV)- Deus não enviou o Filho dele para condenar o mundo, mas para salvá-lo. 17(RA)- Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. 18(BV)- Não há condenação eterna reservada para aqueles que confiam nele como Salvador. Mas aqueles que não confiam nele já foram julgados e condenados por não crerem no Filho único de Deus. 18(RA)- Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. 19(BV)- A sentença deles está baseada neste fato: A luz do céu veio ao mundo, porém eles amaram mais a escuridão do que a luz, porque as obras deles eram más. 19(RA)- O julgamento é este: que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz; porque as suas obras eram más. 20(BV)- Eles odiaram a luz celeste porque queriam pecar na escuridão. Ficaram longe daquela luz, com medo de seus pecados serem revelados e eles castigados. 20(RA)- Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem argüidas as suas obras. 21(BV)- Mas aqueles que se comportam bem, têm prazer em vir para a luz, a fim de que todo mundo veja que eles estão fazendo o que Deus quer”. 21(RA)- Quem pratica a verdade aproxima-se da luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque feitas em Deus. Evangelho de João, capítulo 3
  • 19. 35(BV)- O Pai ama esse homem porque Ele é seu Filho, e Deus entregou tudo o que existe a Ele. 35(RA)- O Pai ama ao Filho, e todas as coisas tem confiado às suas mãos. João 3:35 e 36 36(BV)- E todos os que confiam nele – o Filho de Deus – como Salvador, têm a vida eterna; aqueles que não crêem nem obedecem a Ele nunca verão o céu; pelo contrário, a ira de Deus permanece sobre eles”. 36(RA)- Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.
  • 20. É A PALAVRA DE DEUS LEIA A BÍBLIA DEUS É APAIXONADO POR VOCÊ ENVIE ESTE TEXTO BÍBLICO AOS DA TUA LISTA O verdadeiro sentido do Natal é convidar Jesus para nascer dentro de nós É crer que Jesus, sendo Deus, desceu de sua glória vindo a nós como homem, para nos resgatar das trevas para a sua maravilhosa luz Para que possamos nascer de novo, da água e do Espírito Para que tenhamos a vida eterna com Ele Para que tornemos realidade o maior sonho do Pai, de ter uma grande família de filhos semelhantes a Seu Filho Jesus Cristo. Para acessar a outros textos bíblicos da Bíblia Viva acesse o link: http :// cid -a4febf73018ad203. skydrive . live .com/ browse . aspx /B%c3% adblia %20Viva%20em%20power%20point%20-%20lindos clique sobre o texto pretendido, depois com o botão direito, em “salvar destino como”
  • 21. www.mensagensvirtuais.com.br