Your SlideShare is downloading. ×
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Costa oeste dos estados unidos 2009
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Costa oeste dos estados unidos 2009

2,534

Published on

Bus tour to USA West Coast

Bus tour to USA West Coast

Published in: Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,534
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • As regiões norte-americanas reúnem os estados com as mesmas características geo-políticas e sociais. Embora os EUA seja uma federação de estados, cada um deles tem suas próprias leis e tiveram desenvolvimento social diferenciado ao longo de sua história. Grande parte do território continental dos EUA é fruto de acréscimo de territórios vizinhos às 13 colônias inglesas originais, seja por compra de terras ou simples ocupação de fato por população oriunda dos EUA. O Canadá, por exemplo, tem origens semelhantes, mas sua população inglesa original era formada em sua maioria por súditos leais à Coroa Britânica, que não apoiavam a idéia de serem cidadãos de um país independente como tornou-se os EUA.
  • O mapa apresenta de maneira geral as principais áreas de atrações turísticas de maior interesse para brasileiros na chamada Costa Oeste. Os roteiros de viagem, montados por empresas brasileiras, geralmente abrange uma ou duas das grandes cidades da Costa Oeste; Los Angeles, São Francisco, Las Vegas. As demais cidades de destaque: San Diego (CA), Phoenix (AZ) e Honolulu (HW) – que não aparece no mapa – quase sempre são incluídas como destinos acessórios aos 3 primeiros citados.
  • A partir da segunda metade do século XIX a Costa Oeste recebeu grande afluxo de migrantes da Costa Leste, inicialmente atraídos pela promessa de rápido enriquecimento proporcionado pelas minas de ouro da Califórnia, depois pelo desenvolvimento de indústrias de extração de petróleo (no final do século XIX e início do século XX) e após a segunda metade do século XX, pela expansão das indústrias de alta tecnologia e de entretenimento.
  • Assunto difícil de abordar, quando se trata de falar em turismo na região, o fenômeno dos grandes terremotos da Costa Oeste é uma realidade natural e de certa forma cotidiana na vida da população. Os micro-movimentos de terra, que resultam em terremotos de maior magnitude, são registrados a todo momento, sem que haja maiores interferências na vida cotidiana da população. As autoridades de lá criaram meios de amenizar as conseqüências dos terremotos: há programas de treinamento da população e de equipes de resgate para atendimento em caso de necessidade; há leis que regulam a construção de prédios e casas com tecnologia necessária para minimizar danos materiais e/ou provocar vítimas; há constante monitoramento dos fenômenos naturais que contribuem para a formação de terremotos.
  • Placas tectônicas existem em toda a crosta terrestre, e seus limites são como as costuras de gomos de uma bola de futebol. Como há grande pressão interna do globo terrestre (provocado pelo magma – formado por rocha incandescente a altíssimas temperaturas) as placas tendem a mover-se, criando energia acumulada nas extremidades das placas. Em determinados momentos, devido a diferença de capacidade de resistência de materiais entre as placas, essa enorme energia acumulada é libertada em forma de energia cinética (dinâmica) provocando a movimentação dos solos onde as placas estão formadas. Os terremotos são classificados cientificamente e mensurados pela escala Richter, onde a pontuação máxima é de nível 8, representando a sua força destrutiva potencial em relação ao que está em cima do solo. Quanto maior for o potencial de energia liberado para destruição, maior será a pontuação do fenômeno na escala Richter.
  • A expansão territorial dos EUA para a região Oeste do continente norte-americano é fruto direto da ideologia do enriquecimento rápido, proporcionado pela descoberta de Ouro na Califórnia na metade do século XIX. No século XVIII, uma das maiores regiões de mineração aurífera do mundo era no Brasil colonial (as Minas Gerais). A cidade de Ouro Preto (então chamada de Vila Rica) era na época, em termos populacionais, maior do que a cidade de Nova Iorque. O ouro do Brasil do século XVIII ajudou no crescimento de Portugal. As minas de prata do Perú foram a redenção da economia colonial da coroa espanhola no século XVI. O ouro da Califórnia, na visão ideológica do povo norte-americano seria a fonte de progresso e enriquecimento dos EUA nos anos seguintes. Porém o ouro californiano durará poucos anos, e na virada para o século XX é o petróleo californiano que fará uma radical mudança no eixo econômico dos EUA. O mundo industrializado precisa de fontes de energia e desenvolvimento de tecnologia (após a II Guerra Mundial), dois tipos de produtos que as empresas da California (e da Costa Oeste, em geral) passam a oferecer ao mercado.
  • A. Schwarnegger foi um ator de muito sucesso, chegando a ganhar USD 30 milhões num único filme – O Exterminador do Futuro III – um recorde que somente ele e o ator Tom Hanks já conseguiram obter.
  • Francis Drake (1540 – 1596) segundo alguns historiadores era filho bastardo da Rainha Isabel I (ou Elizabeth I, a rainha virgem) da Inglaterra e tornou-se comandante de navios aos 22 anos de idade. Foi corsário (o mesmo que pirata à serviço de um governo), traficante de escravos, navegador e político. Recebeu da rainha o título de Sir em 1581. Para os espanhóis, Drake (ou o Dragão) era simplesmente um dos mais audazes “piratas”, pois derrotou a sua marinha quando era vice-almirante (também chamada na época de “A invencível armada”) na Guerra das Caraíbas em 1588 entre outros ataques às colônias espanholas. Desde 1577, durante suas viagens, Drake fez “devastações” nas áreas coloniais espanholas no Atlântico e no Pacífico, trazendo grandes fortunas aos cofres da coroa inglesa. O rei espanhol da época, Felipe II, chegou a oferecer uma recompensa de 20 mil ducados de ouro (cerca de USD 8 milhões atuais) para quem o apanhasse, vivo ou morto. Drake morreu de desinteria aos 56 anos de idade a bordo de seu navio em Porto Bello no Panamá, e segundo a lenda seu corpo foi lançado ao mar em local incerto em Porto Bello, vestindo uma pesada armadura de ouro e com uma espada de ouro.
  • Os padres da Companhia de Jesus (ou Jesuítas) formaram uma poderosa instituição para apoio aos interesses do Papa e da Igreja Católica Romana, fundada por Inácio de Loyola (que era um cavaleiro, antes de tornar-se um religioso) em 1537. O termo companhia era entendido como um grupamento militar (infantaria). “Os Soldados de Cristo” foram reconhecidos pelo Papa Paulo III em 1537, e até hoje é a maior ordem religiosa masculina da Igreja Católica. O poder da Ordem e suas atividades chegaram a inúmeras regiões no mundo (até na China), mas a sua grande influência política nas missões que implantaram nas terras das três Américas levou aos governos monárquicos de Portugal e da Espanha a expulsá-los de seus territórios coloniais, numaclara tentativa de enfraquecê-los.
  • As missões jesuíticas foram implantadas nos territórios do Novo Mundo, nas antigas colônias espanholas e portuguesas, como forma de incentivo da catequese dos indígenas, mas também proporcionou muitas riquezas aos padres jesuítas (que eram acusados de explorar a mão de obra dos nativos). Os governos locais, representantes das coroas portuguesas e espanhola, cobiçavam a fama e fortuna dos jesuítas (que na época era uma ordem muito conceituada e prestigiada junto ao Papa – a quem os monarcas católicos da Europa Ocidental deviam obediência e respeito). Na Califórnia, os franciscanos irão substituir as missões jesuíticas (após a expulsão dos jesuítas dos reinos de Portugal e Espanha) por suas próprias missões, num território inóspito e praticamente inexplorado pelo homem europeu.
  • As Missões católicas foram a primeira tentativa organizada de colonização do território da Califórnia, e delas nasceram os primeiros núcleos populacionais no estado. O ciclo das missões franciscanas encerrará sua atuação no período da “Corrida do Ouro”, quando o território passa a receber grandes levas de imigrantes em busca de “enriquecimento rápido”. Toda espécie de pessoas migraram para a Costa Oeste, considerado na época como “Far West” (o Oeste longínquo), tamanha era a dificuldade de transporte e acesso ao território (falta de estradas, falta de infra-estrutura etc). Devido a escassez de água no sul da Califórnia, as roupas chegavam a ser enviadas de barco para a Espanha para serem lavadas lá.
  • A indústria petrolífera inseriu a Costa Oeste na economia de escala do mundo moderno. A primeira metade do século XX iria passar por 2 grandes guerras mundiais, e a globalização dos mercados será a tônica da segunda metade do século XX. A Costa Oeste, e em especial as cidades de Los Angeles e San Francisco, despontarão como referência deste novo padrão de exuberância econômica.
  • San Diego é maior e mais importante cidade do sul da Califórnia, originada em 1769 pela primeira missão religiosa fundada na região pelo Frei Junípero Serra. Até a década de 1970, a imigração ilegal de mexicanos para os EUA era “tolerada” pelas autoridades norte-americanas, que buscavam manter na CA um grande contingente de mão-de-obra barata para trabalhar na agroindústria californiana. Com o aumento da mecanização da agricultura (e conseqüentemente diminuição do uso da mão-de-obra do imigrante mexicano) e as “pressões” de sindicatos de trabalhadores dos EUA para melhorias das condições e do pagamento de trabalho, as autoridades tem implantado diversas medidas de contenção de ingresso de “imigrantes ilegais” em especial pela fronteira terrestre MEX – EUA em San Diego. No entanto, o comércio fronteiriço da cidade ainda é bem intenso e importante.
  • A posição geo-política da cidade de San Diego (localizada ao sul da Califórnia) explica claramente as influências hispânicas na formação da cidade. San Diego faz fronteira com o México, e tornou-se o portão de entrada principal (por via terrestre) de acesso dos mexicanos ao estado mais rico dos EUA: Califórnia. Até os anos 1970, os EUA incentivavam a migração de mexicanos para trabalhar em campos agrícolas na Califórnia (os melhores exemplos dessa política são as cidades do vale central, Fresno e Bakersfield, onde o espanhol é na prática o idioma mais falado na região.
  • Palm Springs é uma cidade no deserto da Califórnia e reduto de milionários.
  • Los Angeles é uma megalópole internacional, mas sem dúvida a influência da cultura hispânica pode ser observada em todos os aspectos da vida da cidade.
  • Não há como estabelecer um só padrão de vida para a cidade de Los Angeles, pois cada uma de suas comunidades representa um pouco das inúmeras tendências e grupos sociais que ali co-habitam: judeus, russos, armênios, hispânicos, negros, anglo-saxônicos e asiáticos.
  • O cinema e o entretenimento é parte integrante da vida norte-americana, e embora não tenha sido nos EUA que a arte do cinema tenha sido inventada, sem dúvida, deve-se aos “gringos” as glórias de ter desenvolvido as técnicas cinematográficas a limites jamais imaginados. O cinema norte-americano cumpre também uma função ideológica muito importante: difundir no mundo o “american way of life”, e por conta disso vender os produtos e serviços que podem tornar isso possível. Hollywood é a marca indelével do padrão de usos e costumes que os EUA “exportaram” para o mundo.
  • Desde o primeiro e modesto estúdio de 1913 (Nestor Studio), passando pela construção do então suntuosos Teatro Chinês de Sid Grauman (nome do empreendedor que o construiu em 1927) e do tradicional Hotel Hollywood Roosevelt (construído em 1927 ao custo de USD 2,5 milhões, com 12 andares e 302 apartamentos, por Dougals Fairbanks, Mary Pickford e Louis B. Meyer – famosos empresários cinematográficos), a cidade de Hollywood construiu a fama mundial do cinema norte-americano. Da uma atividade vista socialmente como “imoral” para os padrões puritanos da América em 1920, o ofício de ator de cinema virou uma atividade de sucesso e glamour. Ronald Reagan, ator de filmes categoria B, foi governador da Califórnia e posteriormente presidente dos EUA. Outro ator, Arnold Scharznegger é o atual governador do estado da Califórnia.
  • A indústria do entretenimento, lazer e turismo é uma das que mais crescem na Costa Oeste dos EUA. O modelo de “divertimento” criado para os padrões dos hábitos norte-americanos extrapolou as fronteiras do país (já que as cidades de Orlando e Las Vegas também adotam o mesmo modelo de atrações turísticas) e são apreciados por públicos bem heterogêneos em todo mundo. A “fórmula” de diversão foi recriada em outros parques mundiais, tomando por base o modelo americano. As Disneylandias em Paris e Tóquio e os parques temáticos em construção na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, são a prova incontestável de que o modelo Hollywoodiano de diversão vai durar muito tempo.
  • A marca Disney é sinônimo de “excelência e qualidade” na programação infantil há mais de 50 anos, e até hoje os parques temáticos da empresa são líderes absolutos de mercado. Walt Disney soube aproveitar boas histórias infantis tradicionais e universais (Branca de Neve e os sete anões, Cinderela, entre tantos outros contos de escritores europeus como Hans Christien Andersen ou os Irmãos Grimm), e apresentá-las com uma nova roupagem estética: o mundo do desenho animado. Empresário e empreendedor, Disney não poupou recursos técnicos e financeiros para dar vida própria a seus personagens do mundo da Fantasia, e através de sua obra construiu um império da indústria do entretenimento que até hoje ainda não foi igualada.
  • Os laços de “amizade” entre o povo norte-americano e os automóveis, cuja popularização deu-se nos anos 1930, apesar da Depressão econômica, paracem inabaláveis com o tempo. Os primeiros modelos da Ford (o chamado Ford T ou Ford-Bigode) custavam apenas USD 500 (mas eram considerados relativamente caros para a época). A atual Histórica Rota 66 é um símbolo da cultura popular e rodoviária do país, sendo uma das mais extensas rodovias do país e a mais famosa da Costa Oeste. Cantada em prosa e verso (“Get your kiks on route 66”), para o norte-americano uma viagem pela Rota 66 é o equivalente americano de uma peregrinação pelo Caminho de Santiago da Compostela, na Espanha (guardada as devidas proporções, òbviamente). Cyrus Avery , que planejou o traçado da rodovia em 1923 iria batizá-la de Route 60, mas outros estados já haviam reivindicado este número, e ele optou pelo 66 (em inglês, sixty-six) por ser mais sonoro. Deu no que deu ...
  • A Rodovia A1 é uma estrada turística por excelência, que antes da abertura da rodovia 101 (que corta o interior da Califórnia) foi um dos poucos caminhos disponíveis para a ligação das cidades no estado. Antes dela, somente o “Caminho Real”, trilha aberta pelos frades franciscanos a partir de 1769, ligavam os antigos postos de transportes às 21 missões californianas (as únicas aglomerações urbanas que existiam no estado até então). O desenvolvimento das auto-estradas a partir da segunda metade do século XX aumentou sensivelmente a malha rodoviária dos EUA (é o país com maior quilometragem de estradas rodoviárias construídas no mundo), e a rodovia A 1 passou a ter importância secundária como via de transporte.
  • Santa Barbara surgiu da missão católica franciscana, do mesmo nome, que até hoje existe e está aberta à visitação pública. Seu centro histórico sobreviveu a diversos terremotos na área e foi restaurado, dando um ar bucólico na cidade. A cidade é quase toda construída com telhados em telhas coloniais (material pouco usado nas construções convencionais norte-americanas), no estilo hispânico, o que a torna mais “curiosa” para os visitantes anglo-saxônicos. Santa Barbara também é famosa pela UCLA, a Universidade de Los Angeles em Santa Brabara, considerado um dos mais prestigiados centros universitários da Califórnia.
  • A imigração estrangeira nos EUA criou focos culturais, da qual Solvang é um bom exemplo. O turista se sente numa pequena cidade dinamarquesa construída na Califórnia, cercado por produtos e objetos fabricados com a mesma técnica norueguesa. O local é bastante visitado por turistas da 3ª. idade dos EUA, pois a pequena cidade é praticamente um museu a céu aberto, podendo ser conhecida através de caminhadas de suas poucas ruas. A cidade está na região da cidade de Sant Barbara, outro reduto de ricos turistas norte-americanos.
  • O chamado Castelo Hearst é na verdade uma casa de campo também chamada de Casa da Costa Encantada. Hearst era filho único de uma família riquíssima (tinha um patrimônio de USD 18 milhões em 1891), que comprara a fazenda San Simeon em 1849. Ele herdou a propriedade em 1919, com a morte de sua mãe (seu pai já era falecido). Desde os 10 anos de idade, o menino Hearst passava ali os verões com a sua família, num acampamento. Na década de 1920, ele contratou a amiga de sua mãe e uma das primeiras arquitetas formadas na Califórnia, JULIA MORGAN, para construir a suntuosa casa, onde pudesse abrigar grande número das obras de arte que ele adquiriu em muitas das viagens que fez à Europa. A construção durou 28 anos e jamais foi completada, mesmo assim tornou-se na mais exótica e uma das mais caras residências do mundo. Até jardim zoológico e reserva de caça existiam lá.
  • Na década de 1920, Big Sur era uma das regiões mais desabitadas dos EUA, devido a sua geografia (montanhas íngremes, cercadas pelo mar). Muitos locais na região de Big Sur ainda não contam com energia elétrica até hoje. Após a década de 1940, muitos artistas de cinema de Hollywood procuram construir casas de veraneio na área.
  • Carmel é na Califórnia o que Campos do Jordão representa para o estado de São Paulo. Não há indústrias na cidade, somente lojas e residências de alto padrão de construção. Carmel não é propriamente um destino visado pelos grupos de turismo de massa (devido aos preços “salgados” que suas lojas oferecem), mas é bastante visitado em tours de curta duração.
  • Apesar de ter sido a capital da Califórnia na época da colonização espanhola, a cidade de Monterey se notabilizou pela indústria do pescado de sardinhas na segunda metade do século XX. Porém, devido à pesca predatória e sem maiores cuidados ambientais, os grandes cardumes de sardinhas não conseguiram renovar-se nos mares, ocasionando na década de 1970 o encerramento destas atividades pesqueiras na cidade. Monterey descobriu o caminho da exploração turística, utilizando a antiga fábrica de enlatados de sardinha, como atual museu e aquário da cidade (sendo considerado um dos melhores do mundo).
  • A cidade de San Francisco está localizada à beira da baía de mesmo nome, que dá acesso à bacia dos rios Sacramento e Americano, e por entraram os barcos que levaram pioneiros e aventureiros para às minas de ouro do vale central da Califórnia a partir de 1849. Como porto natural, SFO tornou-se ponto de apoio e local de comércio intenso para o grande número de migrantes que seguiram para buscar o seu “sonho dourado” na Costa Oeste. Não é por acaso que a principal ponte da cidade (e a mais conhecida também) tenha o nome de Golden Gate (o portão dourado), embora seja tradicionalmente pintada na cor vermelha, numa alusão histórica ao período pioneiro dos 49’s (forty-niners – pioneiros que chegaram ao estado com a Corrida do Ouro).
  • De todas as cidades norte-americanas, SFO é considerada a mais pacífica e tolerante com os movimentos sociais. O movimento Hippie da década de 1960 a 1970 (que implantou a chamada contra-cultura nos EUA , opôs-se à participação dos EUA na Guerra do Vietnã, e gerou novos padrões comportamentais na sociedade moderna – como o sexo livre, por exemplo) e as manifestações de apoio à comunidade Gay, tudo isso teve lugar em SFO – cidade tradicionalmente católica romana.
  • Sausalito desenvolveu-se como um pequeno porto de apoio ao porto de San Francisco, quando aqui chegaram os primeiros barcos ingleses com mercadorias para a cidade que também começou a crescer a partir de 1849. Ricos comerciantes foram se estabelecendo ali, e a navegação era constante entre os dois pontos da entrada da baía de SFO, até a construção da Golden Gate em 1937.
  • Napa Valley é um dos grandes centros produtores de uvas viníferas da CA. A produção de vinho na região começou com os frades franciscanos que utilizavam o vinho para missas, mas a região foi desenvolvendo técnicas de produção e hoje é respeitada pela excelente qualidade de seus vinhos. É sugestão de passeio one day tour a partir de SFO.
  • A Sierra Nevada é uma cadeia de montanhas que divide o lado leste da Califórnia com o estado de Nevada. Região de muita beleza natural e florestas de coníferas abundantes. Há diversos parques nacionais e estaduais espalhados na região de Sierra Nevada, onde se pode encontrar também diversas estações de esqui.
  • A política de preservação ambiental dos EUA é um conceito até hoje ambíguo no país, pois os governos estão sempre mais preocupados com as implicações econômicas que venham a surgir em função das medidas legais conservacionistas. A discussão é tão atual, que o ex-vice-presidente dos EUA do governo Bill Clinton, Al Gore, é o principal porta-voz de alertas conservacionistas para a sociedade norte-americana, tendo inclusive estrelado um filme documentário – “Uma verdade inconveniente” – e ganho um Oscar por seu trabalho. Al Gore mostra que o perigo de danificar o meio-ambiente é real na atual sociedade industrial, e sem medidas preventivas para conter tamanha destruição, não haverá condições ambientais para uma vida decente no planeta Terra.
  • Geralmente o turista confunde o Parque de Yosemite (na CA) com o Parque de Yellowstone (criado em 1872 no estado do Wyoming,e popularizado pelo desenho animado Zé Colméia). O urso cinzento da Califórnia (grizzly) foi extinto do estado e somente poucos deles vivem dentro do Parque Yosemite.
  • Após a I Guerra Mundial, as fazendas da Califórnia passaram a produzir mais frutas e verduras, para compensar a falta de produtos europeus, cujas fazendas tinham sido destruídas pela guerra. Fresno é uma das mais ativas áreas agro-pastoris da CA, e recebe grande número de imigrantes ilegais do México, que buscam trabalho de baixa remuneração no processo de colheitas de safras agrícolas. Talvez seja a maior “cidade mexicana” fora do México. Há consulado do México na cidade de Fresno, para atender às necessidades de uma população latina cada vez maior.
  • O Deserto de Mojave também é o local onde sediada a Base Aérea de Edwards, instalação de super segurança das forças militares dos EUA. Nos céus do deserto são realizados vôos de treinamento dos moderníssimos caças e operações secretas com novos equipamentos militares.
  • Apesar do ambiente inóspito, o chamado “Vale da Morte” (assim denominado em 1849 pelos imigrantes que passaram por ali a caminho da costa da Califórnia durante a Corrida do Ouro) é habitado por nativos da nação Timbisha há cerca de 1 mil anos. As eventuais chuvas na região são algumas vezes torrenciais e podem provocar inundações. A diversidade biológica e as condições ambientais extremas são os principais atrativos turísticos do lugar.
  • Calico como atração turística para brasileiros é bem rudimentar. O complexo é formado por poucas casas em madeira, que na época serviam como alojamento dos mineiros, restaurante e bar, e armazém de mantimentos. Durante os meses de verão, são realizados eventos com voluntários vestidos à carácter que revivem o dia a dia da antiga cidade. A visita ao local geralmente é feita em 1 hora.
  • Las Vegas, em 1885, era apenas um vale desértico, cercado de montanhas, que serviu como acampamento de passagem para mineradores imigrantes Mórmons que iam para a Califórnia na época da Corrida do Ouro. De 1862 a 1899, Las Vegas foi um rancho no Oeste. O nome em espanhol – Las Vegas – significa “as campinas”, mas os norte-americanos preferem chamá-la de Vegas. Por ser um lugar isolado, o jogo em Las Vegas começou clandestinamente nos pequenos saloons, e pouco a pouco passou a ser socialmente aceito em Nevada. Em 1905, a linha ferroviária chegou à cidade e foi construído em 1906 o primeiro hotel na Freemont Street – The Golden Gate. Na década de 1930, com a construção da barragem e hidrelétrica de Hoover Dam, Las Vegas viu sua população aumentar consideravelmente (hoje tem 1,8 milhões de habitantes). Em 1946, o gangster Bugsy Siegel inaugura o Hotel Flamingo (atual Flamingo Hilton), o primeiro hotel cassino da cidade, bastante luxuoso para o padrões da época. O jogo e o crime fizeram Las Vegas crescer até 1966, quando o empresário Howard Hughes investe cerca de USD 300 milhões, comprando a maioria dos terrenos da cidade (inclusive a àrea do atual aeroporto). A era do crime organizado se encerra na cidade dando lugar ao ciclo de grandes empreendimentos corporativos, que transformam a cidade numa “Disneyland” de adultos. Elvis Presley, cantor popular do meio-oeste dos EUA, foi o campeão de bilheterias nos shows da cidade, criando um mito até hoje insuperável.
  • O anfiteatro natural de Bryce Canyon tem 20 km de largura por 5 km de extensão, sendo uma das mais impressionantes obras naturais do deserto feita pela erosão da água, gelo e do vento. Passeio sugerido para “one day tour” a partir de Las Vegas.
  • Hoover Dam tem uma importância simbólica para a economia da Costa Oeste, pois permitiu a criação de múltiplas oportunidades de emprego numa região bastante inóspita. Las Vegas foi a cidade mais beneficiada com a criação e construção da usina, pois é uma das maiores consumidoras de energia elétrica e de água oferecida pelo sistema de Hoover Dam.
  • Kingman é bàsicamente um ponto de apoio na estrada rodoviária, assim como uma estação ferroviária. Típica cidadezinha do interior da Costa Oeste dos EUA, e seu atrativo turístico é a “nostalgia” dos anos 1920 e 1930, quando a região começou a ser ampliada e desenvolvida por pequenos negócios (restaurantes, postos de gasolina) que surgiram ao longo da rodovia Rota 66.
  • Tusayan é uma pequena vila com a mínima estrutura urbana e está mais próxima do parque nacional de Grand Canyon. Além do aeroporto e do cinema IMAX, conta com pequenos hotéis que são melhor estruturados do que os meios de hospedagem oficiais no parque do Grand Canyon.
  • O Grand Canyon pode ser visitado também por vôos feitos a partir de Las Vegas. Há em Tusayan, próximo ao parque, o aeroporto de saída dos vôos locais de helicóptero para visitar o Grand Canyon.
  • No fim do século XIX o transporte em trens era usado por pessoas da alta classe, daí a construção de bons hotéis nas estações terminais para atender aos viajantes.
  • Sedona está no sopé de Oak Creek Canyon, sendo uma linda pequena cidade do interior do Arizona. Há influências dos nativos, cujo souvenir mais conhecido é o “Dreamcatcher” (o caçador de sonhos), dos espanhóis na Igreja da Santa Cruz, construída entre as pedras de Sedona, dos mexicanos (nas construções em adobe).
  • O parque de Montezuma Castle apresenta as habitações dos nativos SINÁGUA, o primeiro povo a desenvolver na região a agricultura com canais irrigáveis.
  • Phoenix, a capital do Arizona é a 8ª maior cidade dos EUA, com 2 milhões de habitantes. Foi colonizada por plantadores de algodão, mas atualmente destaca-se na produção de eletrônica de alta tecnologia.
  • Cidade geminada com Phoenix, Scottsdale é o paraíso de milionários e aposentados da classe A norte-americana. Básicamente, a cidade é um resort no deserto, com casas belíssimas, shopping centers sofisticados, e interessantes jardins com plantas exóticas da região.
  • O arquipélago do Hawaii, formado por 8 ilhas principais e outras adjacentes (na ilustração vemos apenas as 6 maiores) está no Oceano Pacífico, quase no meio do caminho entre os EUA e o Japão. Paraíso turístico tradicional pelas belezas de suas praias e natureza exuberante. Os EUA incorporou o Hawaii (50º. Estado) e o Alasca (49º. Estado) no ano de 1959. Na foto, a praia de Hanauma Bay na Ilha de Oahu. Na Oahu vivem 80% da população do Hawaii, de um total de 970 mil habitantes em todo o estado insular. Na maior das ilhs, Hawaii, ainda há vulcões em plena atividade (Parque dos Vulcões), com altitudes acima dos 1 mil metros: Mauna Loa e Mauna Kea são os mais conhecidos e ambos acima de 4 mil metros de altitude.
  • Honolulu é a capital do Hawaii, localizada na ilha de Oahu. Portão de entrada para as ilhas. Economicamente, além da exploração de atividades turísticas, sua agricultura produz café, cana de açúcar e abacaxis (vendidos cortados em latas pela companhia Dole).
  • O ataque japonês de Pearl Harbour em 7/12/1941 é lembrado nos destroços do USS Arizona, um túmulo sob a baía que banha Honolulu.
  • O Inside Passage (Passagem interna) é um fiord natural de 800km de extensão e 100 km de largura, com mais de 1 mil ilhas e 24 mil km de praias costeiras, além de centenas de baías e cavernas naturais. O fjod permite o acesso de navios ao National Glacier Park, um dos maiores glaciares do mundo, além de ser uma das mais belas paisagens naturais do planeta.
  • A capital do Alasca é também uma região de grandes glaciares, foco de estudos de muitos ambientalistas preocupados com o fenômeno do “aquecimento global”.
  • Sitka foi antigo porto pesqueiro e capital do Alasca, fundada em 1799 pelo então governador russo Alexander Baranov, que explorava uma empresa colonial russa na região. Hoje a cidade ainda mantém traços da cultura e da religião ortodoxa russa, num território dos EUA. O imenso abeto de Sitka (árvore centenária) é uma das atrações naturais da cidade no Parque dos Totens, onde também está a antiga residência do Bispo Ortodoxo Russo (construção em abeto de 1842, usada pelo bispo até 1859)
  • Transcript

    • 1. COSTA OESTE DOS ESTADOS UNIDOS Mauro Friedrich Guia de Turismo [email_address] Fone: (21) 8132-4766/ 2425-1588 Aula do Curso de Guia de Turismo Internacional Marc-Apoio Consultoria em Turismo Outubro 2009
    • 2. Regiões dos EUA (divisões atribuídas pelo Censo Bureau dos EUA)
      • New England – parte nordeste do país compreende as antigas primeiras colônias inglesas nos EUA.
      • Mid Atlantic – também chamada de Costa Leste com parte das antigas colônias inglesas nos EUA
      • Southeast – formadas pelas colônias inglesas do sul + Florida.
      • Midwest – formadas pelos territórios que formavam a colônia da Lousiana, quando esta era uma colônia francesa, tendo sido comprada pelo Pres. Thomas Jefferson ao Imperador Napoleão Bonaparte, da França, em 1803, ao custo na época de USD 15 milhões. Foram 2,147 milhões de km2 de terras (cerca de 23% do atual território dos EUA)
      • Great Plains – regiões de planícies, parcialmente também formavam a antiga província francesa da Lousiana.
      • Southwest – antigas regiões espanholas e depois mexicanas ocupada pelos EUA após a Guerra de 1848 com o México. Oficialmente, a história dos EUA afirnma que também pagou pelo território em acordos com o México.
      • West Coast – antigas regiões espanholas (California , Arizona, Nevada) também ocupadas por pioneiros do Leste (norte-americanos) a partir de 1849 (o chamado Golden Rush – Corrida do Ouro).
      Para efeitos de estudos turísticos a Costa Oeste de nossas aulas abrangerá estados do Southwest , Alasca e Hawaii
    • 3. Principais pontos turísticos (continentais) da Costa Oeste dos Estados Unidos
    • 4. Costa Oeste – Principais cidades População: 50 a 60 milhões de habitantes (2007)
      • Cidades litorâneas:
      • Los Angeles (CA)
      • São Francisco (CA)
      • San Diego (CA)
      • Seattle (Washington)
      • Anchorage (Alasca)
      • Juneau (Alasca)
      • Sitka (Alasca)
      • Honolulu (Hawaii)
      • Cidades do interior:
      • Sacramento (CA)
      • Fresno (CA)
      • Bakersfield (CA)
      • Las Vegas (NV)
      • Phoenix (AZ)
      • Scottsdale (AZ)
      • Portland (Oregon)
      • Salt Lake City (Utah)
    • 5. San Andreas Fault (falha geológica de 1300 Km de extensão nos EUA)
      • Placa tectônica entre o Platô do Pacífico e o Platô Norte-Americano, descoberto pelo professor Andrew Lawson, Universidade de Berkeley em 1895, que a denominou em função da Laguna de San Andreas (ao sul de SFO) formada pela falha.
      • Formadora dos terremotos da CA.
    • 6. Movimentos das placas tectônicas e os terremotos na Califórnia
      • Placas movimentam-se de 33 a 37 mm por ano nas direções assinaladas pelas setas.
      • Produz terremotos de magnitude acima de 6 pontos (Escala Richter) a cada 22 anos, e a cada 3 anos, movimentos sismícos de 4 a 6 pontos (Escala Richter).
      • Micro-quakes (pequenos tremores) menores que 3.5 pontos (Escala Richter)
      • 1857 – Terremoto de Fort Tejon – Escala 8
      • 1906 – San Francisco – Escala 7.8
      • 1989 – Loma Prieta (SFO) – 7.1
      • 1998 – San Juan Bauptista – 5.4
      • 2005 – Parkfield – 6.0 (era previsto para ocorrer em 1993)
      • 2005 a 2020 (?) – Previsão do terremto mais devastador, acima de 7 pontos – THE BIG ONE.
    • 7. Histórico da Costa Oeste
      • 4/07/1776 – Independência de 13 colônias inglesas da Costa Leste formam os EUA.
      • 1803 – O segundo presidente dos EUA, Thomas Jefferson compra da França o território da Louisiana, e dobra o tamanho do território continental dos EUA (na época).
      • 1804 – A coroa espanhola divide os territórios da Alta e Baixa California. Hoje, a Alta Califórnia é a Califórnia dos EUA e a Baja Califórnia pertence ao território mexicano.
      • 1810 – O México torna-se independente da Espanha e a Califórnia (Alta e Baja) fica sob a jurisdição do novo país.
      • 1826/ 1830 – Início de “ocupação” da Califórnia por cidadãos norte-americanos. Jedediah Strong Smith é considerado o primeiro deles a instalar-se na Califórnia. Os novos californianos “pressionam” o governo dos EUA para anexar o território aos EUA, praticamente desabitado.
      • 1848 - Guerra entre EUA e o México resulta na ocupação da Califórnia (antigo estado mexicano) pelos norte-americanos.
      • 2/02/1848 – Tratado de Guadalupe Hidalgo firmado entre o México e EUA, garante a posse da Califórnia para os norte-americanos.
      • 24/1/1848/ 1864 – Descoberta de minas de ouro na região de Sacramento na Califórnia por James Marshal gera um grande fluxo de migração para a Costa Oeste – fenômeno conhecido como Golden Rush (a Corrida do Ouro) de 1849 que durou cerca de 15 anos. A população local chegou a 750 mil habitantes.
      • 1853 – Compra de Gadsden – EUA compra do México a região sul dos atuais estados do Arizona e Novo México (“saída honrosa”)
      • 1861 – 1865 – Guerra de Secessão entre os estados nortistas e sulistas dos EUA.
      • 10/05/1869 – Golden Spike – é inaugurada a ligação ferroviária de 1776 milhas entre a Costa Leste e Costa Oeste.
    • 8. Califórnia (CA)
      • Área territorial: 411 mil Km2 (3º. Maior estado dos EUA, atrás do Alasca e do Texas)
      • População: 36,4 milhões ( 1º. Estado dos EUA em número de habitantes – são 12% da população nacional)/ Densidade populacional de 82,4 hab/km2 (12º. Estado dos EUA mais denso)/ 4 das 20 maiores cidades do país estão na CA: Los Angeles, San Jose, San Diego e San Francisco.
      • Etnias: Brancos 47,4%; Hispânicos 32,4 %; Asiáticos 11%; Afro-americanos (negros) 6,5%; Nativos 1,9%; Outras 0,8%
      • Idiomas: Inglês (oficial), espanhol (Fresno), chinês (São Francisco)
      • Ingresso na Federação: 31º. Estado dos EUA em 9/SET/ 1850.
      • Capital: Sacramento (local onde descobriu-se ouro em 1849)
      • Atual governador (desde 2003): Arnold Schwarznegger (Partido Republicano) ( fisiculturista e ator austríaco, nascido em Graz em 1947, naturalizado norte-americano em 1983, casado com Maria Shriver, sobrinha do ex-presidente dos EUA John Kennedy).
      • Condados (municípios): 58
      The Golden State
    • 9. Histórico da California - 1
      • Origem do nome: California era o nome de uma ilha paradisíaca mencionada na novela literária espanhola “ Las Sergas de Espladián ” (As aventuras de Espladián), escrita no século XVI pelo autor espanhol Garci Rodriguez Montalvo.
      • Em 1539, o navegador Francisco de Ulloa explorava o Golfo da Califórnia e descobriu que a tal ilha era a península da Califórnia (atual estado de Baja California, no México), mas o erro cartográfico perdurou nos mapas europeus até o século XVIII
      • 1542 – O navegador português João Rodrigues Cabrilho (foto acima), a serviço da coroa espanhola, desembarca no litoral da Baía de San Diego em Ponta Loma ( foto acima à direita ). Na região da atual CA viviam cerca de 350 mil nativos. A região reivindicada pela Espanha fica 3 décadas inexplorada pelos europeus.
      • 1579 – O corsário e almirante inglês Francis Drake (foto abaixo) explora a região e lhe dá o nome de New Albion . Gera no México (então uma colônia espanhola) movimentos de exploração para tentar conter os avanços dos ingleses e outros exploradores europeus.
    • 10. Histórico da Califórnia - 2 Missões Franciscanas
      • 1602 – O navegador Sebastian Vizcaíno explora a região da California e recomenda ao rei de Espanha que inicie na região a colonização espanhola, sob pena de perder o controle da California para outros exploradores europeus.
      • 1768 - o padre Junípiero Serra assume a administração de missões jesuíticas na Baixa Califórnia, após o Rei da Espanha, Carlos III, decretar a expulsão dos padres Jesuítas da Nova Espanha (províncias nas Américas).
      • 1769 – Junípiero Serra (foto), frade franciscano espanhol (canonizado em 1988 pelo Papa João Paulo II) funda a missão religiosa de San Diego de Alcalá (atual cidade de San Diego), dando origem a outras 21 missões religiosas franciscanas na Califórnia (que tornaram-se nas principais cidades do atual estado).
      • 1770 – Padre Serra funda a missão de San Carlo de Boroméo de Carmelo em Monterrey, e a desloca em 1771 para Carmel, que tornou-se seu “quartel general” e local de falecimento em 1784 após ser picado por uma serpente.
      • 1812 - A missões franciscanas foram os únicos traços de colonização européia na Califórnia até 1812, quando tropas russas fundam na costa da Califórnia (ao norte de São Francisco) o Forte Ross.
    • 11. “ El Camino Real” e as 21 Missões
    • 12. As 21 Missões Franciscanas na Califórnia
      • 1769 – San Diego de Alcalá, ao sula da atual cidade de San Diego.
      • 1770 – San Carlo de Borroméo de Carmelo (em Monterrey, então capital da California espanhola). Será a sede de todas as demais missões e considerada a mais bela de todas.
      • 1771 – Santo Antonio de Pádua (foi abandonada e comprada pela família do então milionário W.R. Hearst).É hoje um clube de oficiais militares do Forte Hunter Liggert.
      • 1771 – San Gabriel Arcanjo , onde o padre Serra cultivou as primeiras uvas viníferas da Califórnia.
      • 1772 – San Luis Obispo de Tolosa, na atual cidade de Obispo, tendo sido mal restaurada em 1880. Aqui foi usado pela primeira vez telhas de cerâmica na cobertura dos prédios, substituindo o telhado em sapê.
      • 1776 – San Francisco de Assis (Dolores) – que deu origem a cidade de San Francisco
      • 1776 – San Juan Capistrano , que está em ruínas devidos a terremotos de 1812 e 1918.
      • 1777 – Santa Clara de Assis , foi onde mais nativos foram batizados e deu origem a Universidade de Santa Clara.
      • 1781 – Nossa Senhora Rainha dos Anjos de Porciúncula , que deu origem a cidade de Los Angeles.
      • 1782 – San Buena Ventura , sendo a última das missões fundadas pessoalmente pelo padre Serra.
      • 1786 – Santa Bárbara (foto) , a maior de todas as missões e a única construída com 2 torres pelos índios Chumash, e destruída no terremoto de 1812. A atual missão data de 1829.
      • 1787 – La Puríssima Concepción ; é atualmente um parque estadual
      • 1791 – Nossa Senhora da Soledade
      • 1791 – Santa Cruz
      • 1797 – San Juan Bauptista: é a única que atende serviços religiosos desde a sua fundação.
      • 1797 – San Fernando Rey de Espanha
      • 1798 – San Luis de França
      • 1804 – Santa Ignês; na atual cidade de Solvang.
      • 1817 – San Rafael Arcanjo
      • 1823 – San Francisco Solano
      • 1824 – San Miguel Arcanjo; é um mosteiro franciscano até hoje.
    • 13. O ciclo do Petróleo, após a “Corrida do Ouro” e o século XX
      • 1850 – 1900 – período do auge e derrocada da chamada “Corrida do Ouro”. Cidades surgiram e “desapareceram” na Califórnia.
      • 1865 – Descoberta do poço e início da exploração comercial de petróleo nos campos da Califórnia (a oeste de San Francisco, no Vale Central), apenas 6 anos depois que o primeiro poço de petróleo dos EUA foi aberto no estado da Pensylvannia.
      • 1892 – Descoberta de novos e maiores poços petrolíferos na região de Los Angeles.
      • 1897 – Foram abertos 500 poços de petróleo na região de Los Angeles.
      • 1900 – A Califórnia produz 4 milhões de barris de petróleo.
      • 1910 – A produção petrolífera do estado da CA atinge o marco de 77 milhões de barris.
      • 1920 – Indústria cinematográfica inicia suas atividades em Hollywood. Início da era da “sociedade de consumo nos EUA”.
      • 1930 Campo petrolífero de Signal Hill, em Long Beach – Los Angeles (foto) é uma “floresta” de poços.
      • 1940 – 1950 – Período da II Guerra Mundial (antes e depois da guerra) provoca aumento de mercado de produtos industrializados e de consumo, que começam a ser produzidos na Costa Oeste dos EUA. A agroindústria dos EUA começa a ser um dos maiores produtores mundiais de alimentos.
    • 14. San Diego
      • População: 1,1 milhão de habitantes (2ª. Maior cidade da CA e 6ª. Dos EUA).
      • Cidade próxima à fronteira com o México.
      • 1846 – Navios da Marinha Americana atracaram em San Diego pela primeira vez, durante a Guerra contra o México. Desde então a cidade tornou-se importante Base Naval dos EUA.
      • 1925 - Surgiu em San Diego a Ryan Airlines, a primeira companhia aérea de transporte de passageiros dos EUA, com vôos de San Diego a Los Angeles.
    • 15. San Diego – principais atrações
      • Bairro histórico Hispânico (onde iniciou-se o Pueblo de San Diego, no período colonial espanhol).
      • Jardim zoológico de San Diego (famoso mundialmente e um dos mais modernos e completos)
      • Sea World San Diego (parque aquático)
      • Base Naval de San Diego ( do início do século XX)
      • Missão de San Diego de Alcalá (1769)
    • 16. Palm Springs - CA
    • 17. Los Angeles
      • 2 ago 1769 - A expedição de GASPAR DE PORTOLÁ (então governador espanhol da Alta e Baja Califórnia) (foto acima) chega à região de Los Angeles e o frei franciscano JUAN CRESPI (1721- 1782) (foto ao lado) batiza o rio com o nome de Nossa Senhora dos Anjos de Porciúncula (cujo jubileu havia sido festejado no dia anterior).
      • 4 set 1781 – Fundação do primeiro Pueblo de Los Angeles, que começou na Olvera Street (Calle Olvera) com 11 homens, 11 mulheres e 22 crianças recrutados voluntariamente no México (então colônia espanhola). Hoje Los Angeles tem uma população de 8,5 milhões de habitantes na cidade e 13,5 milhões de habitantes na região metropolitana.
      • 1841/ 1884 – Los Angeles é uma das melhores produtoras de laranjas nos EUA.
      • 1847 – Chegam os primeiros “gringos” a Los Angeles.
      • 1849 a 1854 - Cidade fico conhecida como “Los Diablos”, tantos eram os “fora da lei” que ali se estabeleceram por conta da Corrida do Ouro.
    • 18. “ The Gringos”
      • O termo Gringo surgiu entre o séculos XVIII e XIX na região entre o atual México e EUA, denotando expressão popular para os norte-americanos da raça branca e de fala inglesa.
      • Acredita-se que surgiu da expressão “Grego”, cujo idioma era indecifrável para os de fala hispana. O mesmo que acontecia entre os povos de idioma espanhol e inglês.
      • A expressão popular “isto é grego para mim”, usada nas línguas hispânicas, significa dizer que não se compreende o que está sendo falado ou escrito.
      • Há porém diversas versões popularescas do termo:
      • Green go – alusão a cor dos uniformes militares das tropas dos EUA na Guerra contra o México em 1848.
    • 19. Los Angeles - Hoje
      • Porto de San Pedro – porto da cidade de Los Angeles
      • Los Angeles metropolitana é formada por 88 cidades com governos independentes
    • 20. Hollywood (land)
      • 1883 – O empresário do mercado imobiliário H.H. Wilcox lança um loteamento de 120 acres de terra com o nome de Hollywoodland (1887), adotando a sugestão de sua esposa, DAEIDA, de dar o mesmo nome de sua casa de campo ao empreendimento, e abandonando a idéia de chamá-lo originalmente de CAHUENGA VALLEY. A esposa Daeida promove a urbanização de Hollywood(land) até 1914.
      • 1911 – O nova-iorquino DAVID HORSELY abre o primeiro estúdio de cinema em Hollywood e no ano seguinte outros 5 abrem as portas lá. Diversão barata para o povo, o cinema era patenteado em NYC. Graças a terras baratas em Hollywood, boas condições de luz (os filmes eram feitos com iluminação natural e sem som), os produtos optaram por criar uma alternativa para não pagar os royalties do negócio cinematográfico.
      • 1915 – O empreendedor alemão CARL LAEMMLE instala 2 sets de filmagem no interior de sua granja de frangos em Hollywood. Caso o negócio de cinema não prosperasse, sua propriedade teria a renda da venda de frangos. O cinema propsperou (e muito) e o lugar tornou-se no famoso Universal Studios (atualmente um dos maiores centros de entretenimento e produção de filmes no mundo). Os frangos foram comidos, obviamente.
      Famoso letreiro foi construído em 1920, tendo sido abandonado em 1939. Em 1949, as letras LAND foram retiradas. Tem 9 metros de altura e 15 metros de larugura. A atriz Peg Enthislte saltou para a morte da letra H em 1932.
    • 21. Cinema em Hollywood
      • 1920 – O cinema torna-se uma incipiente indústria nos EUA, competindo com os teatros.
      • 1927 – Filmes sonoros revolucionam a cinematografia e as técnicas da arte cinematográfica. All that Jazz , com Al Johnson (foto abaixo), foi o primeiro filme sonorizado.
      • 1930/ 1950 – Período áureo do cinema norte-americano (ícones das telas tornam-se mundialmente famosos), num mundo onde a TV ainda estava começando no mercado em 1947. Os astros das telas são homenageados na “Calçada da Fama”, na Hollywood Boulevard.
    • 22. Parques temáticos – Universal Studios Hollywood
      • Centro de produção cinematográfico, o Estúdio da Universal evoluiu como centro de entretenimento familiar, na linha de parques temáticos. Foi um dos primeiros estúdios de cinema a franquear suas instalações à visitas públicas, ainda no tempo em que os filmes não eram sonorizados (portanto o “barulho” dos visitantes não interferia nas filmagens a céu aberto).
      • Em 1915, o visitante da US também recebia um lanche de frango junto com o tíquete da visita que custava USD 0,25, por que o terreno do estúdio era uma granja de criação de frangos.
      • Os parques temáticos da Costa Oeste tem no turista de países asiáticos seu principal mercado.
    • 23.
      • 1955 – A Disneyland é inaugurada em Anenhein, Los Angeles, pelo gênio do desenho animado, Walt Disney.
      • De desenhista publicitário falido em Chicago, Disney soube vislumbrar as oportunidades que o cinema traria ao mundo. Mudou-se para Hollywood na década de 1920, e com um personagem simples, Mickey Mouse, e em cerca de 30 anos de trabalho construiu um império empresarial do ramo do entretenimento, respeitado até hoje.
    • 24. Santa Monica & Route 66 1926 – É inaugurada a rodovia 66 ( Route 66 ), ligando Chicago a Los Angeles (terminando na Praia de Santa Mônica). Durante a Depressão econômica dos anos 1930 foi o caminho que levou muitos migrantes à Costa Oeste. Rodovia de 3.940 km de extensão, ícone da cultura norte-americana nos anos 1950 e 1960. Oficialmente extinta em 1985. Até a década de 1960 era a única rodovia que existia, cortando 8 estados e ligando o meio-oeste à costa oeste do país.
    • 25. Pacific Scenic Route A 1
      • 1919/1937- Construída em muitos pontos com mão de obra de presidiários, ao longo da Costa do Pacífico, a Route A1 (no mapa em vermelho ) é uma das mais panorâmicas rodovias dos EUA. No trecho entre Carmel e San Luis Obispo tem apenas 2 pistas e é muito estreita para tráfego de grandes veículos.
    • 26. Santa Barbara – de Missão Jesuítica a centro universitário e turístico
    • 27. Solvang - CA
      • SOLVANG – CAMPOS ENSOLARADOS
      • 1911 – Fundação de Solvang por imigrantes dinamarqueses numa fazenda espanhola.
      • 1914 – Colégio dinamarquês
      • 1936 – Visita à Solvang dos futuros sobernaos do Reino da Dinamarca. Cidade surge para o turismo na CA.
      • 1946 – Destino turístico consolidado.
    • 28. Hearst Castle – San Simeon
      • O multimilionário e excêntrico (e influente) editor de jornais e produtor de cinema, WILLIAM RANDOLPH HEARST (1853 – 1951) (foto) , não mediu esforços para construir, nas décadas de 1920 a 1950, em sua imensa fazenda de lazer em San Simeon um castelo de arquitetura eclética, com 4 edifícios separados e 165 cômodos. Tudo isso com o único objetivo de entreter seus convidados (políticos, banqueiros, artistas de cinema, intelectuais etc) nos chamados “anos do Ragtime” nos EUA.
      • Hearst perdeu grande parte sua fortuna na Grande Recessão de 1930, e o castelo foi doado por sua família (após a sua morte) ao Governo da California como parte de pagamento dos impostos, tendo sido tranformado em museu, e aberto ao público com visitas guiadas.
    • 29. Big Sur (região costeira da CA)
      • Trecho litorâneo que abrange 145 km da costa do Pacífico entre Carmel e San Carpoforo Creek (CA), e onde levantam-se a cadeia de montanhas Santa Lúcia.
      • 1830 – Dois grandes proprietários de terras mexicanos eram os donos de vastas extensões de florestas costeiras ao sul de Monterey – EL SUR GRANDE . Porém o lugar era praticamente desabitado, inóspito e de difícil acesso por vias terrestres. Com a chegada dos americanos, misturou-se os dois idiomas e o lugar passou a ser chamado de BIG SUR.
      • 1889 – 1972 – Farol do Ponto Sul, em cima do monte (distante apenas 19 milhas ao sul de Carmel) era um dos mais isolados faróis de navegação marítima do país.
      • 1937 – Construção da rodovia A1 e a ponte Bixby (foto ao lado) permite maior acesso a região, tornando-se ponto turístico.
      • Há na região a Henry Miller Memorial Library em homenagem a obra do artista Henry Miller.
      • 2000 – Menos de 1 mil habitantes vivem em Big Sur.
    • 30. Carmel - CA
      • Carmel foi a missão franciscana sede do Padre Junípero Serra, construída próxima à cidade de Monterrey. Apesar da missão ainda existir em pé, a cidade é hoje um reduto de milionários, com shopping centers bucólicos, lojas de griffe e restaurantes sofisticados.
      • Ricos e famosos buscam a tranqüilidade de Carmel e curtem uma das mais bonitas paisagens costeiras do Pacífico. De Carmel a Monterrey há uma rodovia costeira (17 MILE DRIVE) com uma paisagem espetacular .
      • O ator Clint Eastwood (foto), famoso pelos seus filmes de western na década de 1960, foi prefeito de Carmel a partir de 1986, com 72% do votos de uma comunidade de cerca de 4 mil habitantes (a maioria de artistas).
    • 31. Monterey (com um “r” é cidade da CA, com duplo “rr” é a capital de Nuevo Leon, no México)
      • Foi capital da Califórnia, durante o período de colonização espanhola.
      • 1827 – construção do prédio da ALFANDEGA, o mais antigo prédio governamental da Califórnia.
      • Cannery Row & FISHERMAN WHARF – famosa área de cultura e lazer, construída a partir de antigas instalações industriais de enlatamento de sardinhas, e onde está o Aquário de Monterey (foto)
    • 32. San Francisco
    • 33. San Francisco – The city by the bay
      • População da cidade : 750 mil habitantes
      • Área metropolitana : 6 milhões de habitantes
      • 1542 – O explorador português João Cabrillo, a serviço da coroa espanhola, descobre a Baía de San Francisco.
      • 1776 – Fundação da Missão Dolores pelo frei Junípero Serra, que vai dar origem à cidade de SFO.
      • 1825 - Yerba Buena (nome espanhol da Hortelã, que existia na região) foi o nome do pueblo fundado pelo capitão inglês William Richardson, atual núcleo da cidade de SFO. Muda de nome para San Francisco em 1847.
      • 18/4/1906 – Terremoto de intensidade de 8,25 na escala Richter destrói 4/5 dos prédios da cidade de SFO. A cidade então com 500 mil habitantes perde 28 mil casas (foto) num incêndio que durou 3 dias, provocado pelos danos que o terremoto provocou nas tubulações de gás.
      • 1933/1963 – Operação da prisão de segurança máxima na Ilha de Alcatraz, no meio da baía de San Francisco.
      • 1936 – Inaugurada a Bay Bridge.
      • 1937 – Inaugurada a Golden Gate.
    • 34. Sausalito
      • O nome Sausalito deve-se às árvores de salgueiro pequenas em língua espanhola.
      • A cidade de Sausalito está logo abaixo de uma das extremidades da ponte Golden Gate.
      • Surgiu do Rancho del Sausalito antes de 1846.
      • População: 7 mil habitantes.
      • Casas de excelente padrão de arquitetura estão espalhadas pelo morro, mostrando que seus moradores são de alta-classe média.
    • 35. Napa Valley - CA
    • 36. Sierra Nevada
      • Monte Whitney (foto acima) , ponto culminante da Sierra Nevada e dos EUA continental (4.421 metros de altitude), no Parque Nacional das Sequóias (Tulare –CA), foi escalado pela primeira vez em 1873.
      • Sequóias (red wood) , árvores coníferas com média de 3 a 4 mil anos de existência. São os seres vivos mais antigos do planeta. Árvores robustas e muito altas. Fósseis de 180 milhões de anos.
      • Calaveras Big Tree State Park, descoberta em 1852 pr um caçador de ursos: grandes sequóias.
    • 37. Yosemite National Park
      • 1851 – O Batalhão Mariposa do Exército dos EUA entra no Vale do Yosemite para dar fim à guerra contra os nativos da tribo Mariposa.
      • 1850 a 1860 – Apenas 650 exploradores haviam se estabelecido no vale do Yosemite.
      • 30/06/1864 – O presidente dos EUA, Abraham Lincoln decreta demarcação do vale do Yosemite e Mariposa Grove que fariam parte do estado da Califórnia.
      • 1890 – John Muir (1838-1914) (foto acima), naturalista escocês , inicia campanha para criação do Parque nacional de Yosemite, tentando evitar a destruição ambiental das florestas do vale do Yosemite.
      • 1903 – 1906 – John Muir e o presidente dos EUA Theodore Roosevelt (foto ao lado) implantam o primeiro parque florestal dos EUA: Yosemite.
    • 38. Vale do Yosemite
    • 39. Fresno (CA)
      • População: 500 mil habitantes (2000), sendo 40% deles latinos provenientes do México.
      • É a sexta maior cidade californinana e está localizada no vale central da CA, no vale do Rio São Joaquim, uma das mais produtivas regiões agrícolas da CA e do país (em especial de uvas).
      • Fresno é o nome espanhol da árvore nativa da região chamada pelos ingleses de Ash tree, (freijó, em português). A árvore símbolo está em sua bandeira.
    • 40. Bakersfield (CA)
      • 1863 – O ex-coronel da milícia de Iowa e ex-senador do estado da Califórnia, Coronel Thomas Baker estabeleceu-se com uma fazenda de alfafa na região, e começou a colonizar a região. Os campos de Baker (Bakersfield, em inglês) tornaram-se famosos pela boa qualidade da alfafa para alimentar os cavalos de viajantes que seguiam para SFO.
      • 2008 – Bakersfield é uma das cidades vizinhas a Fresno, também de grande crescimento populacional (tem 780 mil habitantes na área metropolitana), graças a suas fazendas e às indústrias que ali se estabeleceram, junto ao vale central da CA.
      • Dispõe de boa rede de hotéis, usados para convenções e locais de pernoite técnico de grupos de excursão.
    • 41. Deserto de Mojave
      • Tem esse nome em homenagem a tribo de nativos da nação Mojave.
      • Deserto que cobre áreas em 4 estados dos EUA: Califórnia, Nevada, Utah e Arizona.
      • Ambiente natural da Árvore de Joshua ( Joshua Tree ) – foto ao lado, no meio.
      • O Deserto de Mojave tem um dos mais baixos índices de umidade (menos de 250 mm de chuvas por ano) e altas temperaturas (já registrou 57 graus Centígrados), o que o torna o local ideal para preservação de equipamentos eletrônicos e motores (em especial de aviões que não estejam operando de forma freqüente).
      • Edwards Air Force Base tem suas instalações no deserto de Mojave.
      • Devido a grande insolação na região, foram criadas pela General Electric (GE) em 1980 nove estações de captação de energia solar, como esta na cidade de Barstown (foto ao lado) gerando 354 megawatts de potência elétrica (o maior sistema do mundo no genêro)
    • 42. Death Valley National Park - CA
      • É a região mais mais seca, mais quente dos Estados Unidos (dentro do meio-ambiente do Deserto de Mojave). Tem a menor altitude do país (85,5 metros abaixo do nível do mar).
      • Furnace Creek , pequena vila de menos de 50 habitantes, é o centro administrativo de Death Valley National Park. No verão, os meios de hospedagem local fecham as portas, devido aos poucos visitantes que lá chegam. As temperaturas médias na região chegam a 52 graus Celsius. Na vila há apenas um restaurante e um posto de gasolina, além de vários campings e um resort de golfe.
      • Para turistas brasileiros, o local é usado apenas para pernoites técnicos em viagens rodoviárias pela Costa Oeste.
    • 43. Barstow - CA
      • 1882 a 1890 – Centro de mineração de borax e prata em Calico.
      • 1880 – Ferrovia Santa Fé chega a cidade.
      • 22/02/1911 – Entroncamento rodoviário da Route 66, onde uma das primeiras lanchonetes Casa del Desierto (foto abaixo) (das 84 que criou) do imigrante inglês Fred Harvey (foto ao lado) se estabeleceu na Costa Oeste (e tornou-se na cadeia Harvey House). Eram restaurantes elegantes servidos por senhoras uniformizadas (uma das primeiras empresas a contratar mulheres na Califórnia).
    • 44. Calico Ghost Town CA
      • 1881 – 1896 - Calico foi uma pequena e próspera vila de mineiros de borax e prata, já no final da chamada Corrida do Ouro na Califórnia. As três minas da pequena cidade empregavam 200 homens e retiraram do fundo das minas USD 9 milhões em bórax e USD 90 milhões em minério de prata.
      • 1896 – 1904 – Técnicas de mineração antiquadas levaram as minas a completa exaustão de seus veios minerais. Calico começa a perder negócios e conseqüentemente sua população vai debandando da cidade, até tornar-se completamente desabitada. Vem daí o apelido de “Cidade Fantasma”, um dos muitos exemplos em que ocorreram debandadas em pequenas cidades californianas com o fim da Corrida do Ouro.
      • 1951 – Restaurada e transformada em museu vivo pelo proprietário da Knott Berry Farm (parque temático). Há 22 km dali, foi encontrado um sítio arqueológico com mais de 12 mil peças da Idade da Pedra com mais de 300 mil anos de idade. São os mais na tigos objetos já encontrados que provam a existência do homem ocidental.
    • 45. Estado de Nevada (NV)
      • População: 2,5 milhões de habitantes (2007)
      • Território: 286 mil km2, sendo 86% das terras do estado propriedade do Governo Federal (usado para testes nucleares nos anos 1940 a 1960). 7º. maior estado do país em área.
      • Capital: Carson City
      • Maior cidade: Las Vegas (1,8 milhões de habitantes na área metropolitana)
      • 1864 – Nevada tornou-se o 36º. Estado dos EUA.
      • Nevada situa-se no deserto de Mojave, e sua colonização foi feita por mineradores e aventureiros.
      • Foi o primeiro estado norte-americano a legalizar o jogo em 1931 e a ter uma legislação sobre matrimônios muito flexível (casamento por tempo determinado, divórcio etc) e prostituição legalizada. Pode-se quase tudo em Nevada, o que geralmente é proibido na Califórnia.
    • 46. Las Vegas - NV Bugsy Siegel Howard Hughes Elvis Presley
    • 47. Bryce Canyon - Utah
    • 48. Lake Mead - NV
      • Lake Mead é um reservatório artificial de água de 35km2 de área, construído na década de 1930, no rio Colorado, o maior dos EUA, e está a 50Km de Las Vegas, na divisa de estados NV/AZ. Fornece água para Hoover Dam e as cidades de Las Vegas e parte da Califórnia.
    • 49. Hoover Dam – NV/AZ
      • Hoover Dam, ou também chamada pelo antigo nome Boulder Dam, construída entre 1931 e 1935 (em pleno período de Depressão Econômica dos EUA) e inaugurada em 1936.
      • Sua barragem em concreto tem 200 metros de altura (uma das mais altas do mundo). Atualmente é a 35ª. maior hidrelétrica do mundo.
      • Gera 4 bilhões de quilowatts/hora e abastece com energia elétrica vários estados da Costa Oeste.
      • A idéia original era construir 7 usinas ao longo do rio Colorado (o mesmo que banha o Grand Canyon), mas questões ambientais e financeiras na época restringiram o projeto a construção de uma só grande usina.
    • 50. Arizona (AZ)
      • População: 3,7 milhões de habitantes. Cerca de 2 milhões vivem em Phoenix, a capital do estado.
      • AZ tem a maior população indígena dos EUA e áreas desérticas.
      • 1539 – Expedição espanhola liderada por Coronado, saiu da cidade do México com 336 soldados, 1 mil índios aliados e 1.500 cavalos em busca de minas de ouro no Arizona. Só encontraram índios hostis.
      • 1848 – EUA assume o território da antiga colônia espanhola do México.
      • 1912 – AZ torna-se o 48º. Estado dos EUA, deixando de ser território.
    • 51. Kingman - AZ
      • Cidade de 25 mil habitantes a 130 km da divisa de estados NV/AZ, construída em 1880 por Lewis Kingman , que fazia pesquisas para construção da ferrovia na região.
      • Em 1926, a cidade tornou-se num entroncamento rodoviário da Rota 66, e também é chamada de “Coração da Rota 66”.
    • 52. Tusayan - AZ
      • Vila indígena próxima ao portão de entrada do Parque Grand Canyon e onde está localizado o aeroporto para aviões e helicópteros que fazem passeios aéreos na região.
      • Teatro Imax apresenta filme 360 graus sobre a história do rio Colorado e do Grand Canyon.
    • 53. Grand Canyon - AZ
      • Um dos maiores monumentos naturais do mundo (349 km de extensão por 29 km de largura), o Grand Canyon é o vale do rio Colorado (que tem em média 443 km de extensão, 100 metros de largura e 15 metros de profundidade), resultado da erosão do solo por milhares de anos.
      • Os espanhóis liderados por Coronado aqui chegaram em 1539, e ajoelharam-se imaginando terem chegado às portas do céu, ao verem tamanha e impressionante paisagem
    • 54. Hotel El Tovar
      • 1890 – Foi construída uma linha ferroviária entre a cidade de Williams (o portal do Grand Canyon) e o interior do parque Grand Canyon.
      • 1905 – O famoso empreendedor dos restaurantes do Oeste, Fred Harvey , constrói o suntuoso hotel em pedra e madeira, El Tovar, no topo do South Rim do Grand Canyon, na estação terminal de trem dentro do parque.
      • Até hoje é um hotel (atualmente de padrão 3 estrelas), sendo administrado pelo Departamento de Parques Nacionais.
    • 55. Flagstaff - AZ
      • Flagstaff AZ tem 55 mil habitantes e está aos pés do pico Humphrey (foto acima)(o mais alto do estado do Arizona, na foto), sendo a maior cidade mais próxima do parque do Grande Canyon (-130 KM - cerca de 2 horas de viagem rodoviária). Por estar na borda de um imenso platô geológico, Flagstaff tem áreas bem planas, circundadas pelo imenso território de Oak Creek Canyon (foto ao lado ) , na floresta de COCONINO, local sagrado para os nativos das nações HOHOKAN e SINGÁGUA, que habitaram aquela região.
      • Geralmente há pernoite na cidade de grupos que estejam indo ou vindo de Grand Canyon por via rodoviária, pois é lá que estão os melhores e mais modernos hotéis da região. Em Grand Canyon, devido a escassez de água potável, há poucas opções de hospedagem de alta qualidade.
    • 56. Sedona - AZ
    • 57. Montezuma Castle (Verde Valley)
    • 58. Phoenix - AZ
    • 59. Scottsdale - AZ
    • 60. Hawaii
    • 61. Honolulu - Hawaii
    • 62. USS Arizona Memorial Museum
    • 63. Alasca (Alaska) The Last Frontier
      • Alyeska = “a grande terra” em idioma aleute, usado pelos índios esquimós (em 1995 somente 305 deles falavam este idioma).
      • População: 663 mil (o 48º. Estado mais populoso dos EUA). Densidade populacional de 0,42 hab/km2.
      • Capital: Juneau (foto)
      • Área territorial: 1,7 milhões de km2 (o maior estado dos EUA). Se fosse um país independente, seria o 17º maior do mundo em área territorial. É maior que o estado do Amazonas.
      • O Alasca é uma península e faz fronteira terrestre apenas com o Canadá. O Arquipélago das Aleutas já está no Hemisfério Oriental.
      • Monte Mackinley (6.194 metros de altitude) – ponto culminante dos EUA.
      • 1784 – Primeiro assentamento europeu no Alasca.
      • 30/03/1867 – Os EUA compram o território do Alasca do Império da Rússia por USD 7,2 milhões (USD 0,05 por hectare), por idéia do Secretário de Estado dos EUA, William Henry Seward. A Rússia, debilitada em suas finanças pela Guerra da Criméia de 1853 a 1856, aceitou o negócio e vendeu o imenso território gelado. Criticada pela opinião pública dos EUA na época, que chamavam o território de “O Congelador de Seward”, a medida mostrou-se um grande acerto, tendo sido descoberta no território importantes jazidas de petróleo e outro minerais de alto valor (ouro de 1880 a 1890).
      • 3/01/1959 – O território torna-se o 49º. Estado dos EUA.
      • 1968 – Descoberta o maior poço de petróleo dos EUA (foto).
      • 1977 – Inaugurado o Alasca Pipeline , um oleoduto de 1.300 km de extensão.
    • 64. Inside Passage
    • 65. Juneau - Alasca
    • 66. Sitka - Alasca
    • 67. Costa Oeste Canadense
      • Vários roteiros turísticos podem incluir extensões de viagem a cidades na Costa Oeste canadense, e de lá para cruzeiros na região do Alasca.
      • As principais cidades canadenses visitadas são:
      • Vancouver (foto), a cidade mais importante na província da Columbia Britânica (BC), na costa do Pacífico do Canadá. Cidade portuária com 2,2 milhões de habitantes.
      • Calgary e Edmonton, ambas cidades da província de Alberta, que são centros industriais importantes e que ainda cultivam o estilo “country-side” da cultura canadense. Na foto ao lado, o famoso rodeio “ Calgary Stampede ”, com disputas e competições de peões de todo mundo.

    ×