• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Costa leste dos estados unidos
 

Costa leste dos estados unidos

on

  • 6,455 views

USA East Coast tour special class for Marc Apoio Rio de Janeiro

USA East Coast tour special class for Marc Apoio Rio de Janeiro

Statistics

Views

Total Views
6,455
Views on SlideShare
6,455
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
14
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • O atual território continental dos EUA data de 1850, acrescido do arquipélago que forma o estado do Hawaii e do atual estado do Alasca em 1959. A Costa Leste é considerada o “berço” da nação, pois a partir de 13 colônias inglesas (que estão simbolicamente representadas nas 13 listras vermelhas e brancas da bandeira nacional).
  • Os roteiros turísticos rodoviários mais comercializados para turistas brasileiros, na Costa Leste, seguem a rota da rodovia interestadual I 95.
  • Os modelos de ônibus mais comuns nos EUA são os MCI, cujo interiror é bem mais simples e funcional do que os ônibus de turismo operados no Brasil.
  • Dependendo do operador do tour, haverá necessidade de fixar os passageiros a determinada poltrona. O modelo de “seating plan” ajuda na organização dos nomes em cada poltrona numerada. Os ônibus modelo MCI da Greyhound têm (geralmente) 51 poltronas.
  • É preciso lembrar ao cliente que os apartamentos DOUBLE tem apenas 1 cama de casal grande (king-size ou queen size) e os apartamentos TWINS dispõem de 2 camas grandes. A acomodação em QUÁDRUPLO é feita com 4 paxs acomodados numa apartamento TWIN. O mesmo ocorre em acomodação TRIPLE, e em alguns casos é acrescida uma ROLL WAY BED (CAMA EXTRA) ou mesmo um CRADLE ou CRIB (BERÇO INFANTIL). Nas chegadas aos hotéis atente para a altura do ônibus nas manobras embaixo da cobertura da portaria.
  • O sistema de numeração de rodovias federais dos EUA foi projetado em 1924 e implantado a partir de 1927. O país tem a mais extensa malha de rodovias do mundo (cerca de 6,348 milhões de quilômetros de rodovias, sendo 3,732 de rodovias pavimentadas – quase 60% delas). Para cada 100 habitantes do país há 75 veículos (carros, caminhões e ônibus). Cerca de 25% de toda carga no país é transportada por rodovias, enquanto 35% das cargas são transportadas através de ferrovias, e 15% das cargas por hidrovias (lagos, rios, mares e oceanos). Durante o período da Grande Depressão econômica de 1929 a 1940, o governo incentivou a construção de rodovias usando a mão de obra de milhares de desempregados no país, ou em alguns casos com a ajuda de mão de obra de presidiários. Porém as estradas construídas até 1930 não estavam preparadas para receber o fluxo de modernos automóveis que passaram a ser construídos a partir da década de 1950, e portanto foram sendo ampliadas e alargadas. O modelo de auto-estrada norte-americano copiou o modelo já adotado nas Autobahns da Alemanha. Código básico de numerção das rodovias: Número pares nas rodovias norte-sul, sendo em numeração crescente do leste para o oste. Números ímpares nas rodovias leste-oeste, sendo a numeração crescente do norte para o sul. Toda a sinalização de distâncias são marcadas em milhas. 1 milha = 1,6 km aproximadamente. Um ônibus de turismo em velocidade de cruzeiro numa rodovia norte-americana percorre uma média de 55 milhas (cerca de 88 km) em 1 hora de viagem. Essas informações permitem calcular o tempo de viagem, horários de partida e chegada aos pontos de destino, assim como a duração de cada atividade nos locais de permanência.
  • Existem 66 rodovias inter-estaduais, complementadas por 43 inter-estaduais auxiliares. Numeração com 1 ou 2 dígitos. Número ímpares nas rodovias norte-sul, sendo em numeração crescente do oeste para o leste. (cresce ao inverso do Road System) Números ímpares nas rodovias leste-oeste, sendo a numeração crescente do sul para o norte. (cresce ao inverso do Road System) As saídas de rodovias são numeradas, indicando a sua milhagem em relação a divisa de estados, acrescidos das letras N (para Norte) e S (para Sul).
  • A rodovia Interstate 95 (ou simplesmente conhecida como I-95 – pronuncia-se “Ái Nine Five”) é a rota básica para se fazer turismo rodoviário na costa leste dos EUA. O guia de turismo rodoviário precisa conhecer as bases do sistema de rodovias para que possa se localizar nos mapas rodoviários e até mesmo entender as indicações propostas por sistemas de GPS, quando em viagem.
  • A numeração formada por 3 algarismos inclui a rota de uma rodovia Interstate principal. São rodovias importantes para a localização de acessos às grandes cidades até os pontos de vias locais.
  • A história dos EUA está intimamente ligada à história dos países europeus a partir do século XV. Há indícios da presença de navegadores vikings nas terras do Novo Mundo cerca de 1 mil anos da chegada de Cristovão Colombo nas Américas. A disputa comercial e política entre governos monárquicos da Espanha, Portugal, Inglaterra, Holanda, França e até Suecos expandiram as rotas de navegação marítima até as Américas, criando os meios que permitiram a colonização dos novos territórios pelos imigrantes europeus.
  • No entanto, o Novo Mundo que parecia tão “desconhecido” para os europeus colonizadores era o “lar” dos povos nativos (chamados genéricamente de “civilizações pré-colombianas”). E foram essas civilizações que “pagaram” (geralmente com a própria vida) o preço da colonização européia no mundo. Há de se notar que se os nativos pré-colombianos das Américas não serviram como “mão de obra” barata a ser explorada nas atividades agrícolas, implantadas pelos colonos europeus, a “solução” encontrada foi a “importação” de mão de obra escrava do continente africano para as Américas. Tal atividade (na época considerada como atividade mercantil lícita) perdurou por mais de 3 séculos e também marcou profundamente a formação dos países americanos, e muito especialmente os Estados Unidos da América.
  • O processo de consolidação da unidade dos EUA não foi tão fácil, como alguns livros de História fazem parecer. Apesar do nome adotado, os EUA eram tudo, menos unidos em todos os assuntos nacionais entre os séculos XVIII e XIX. E quase sempre as soluções para os “impasses” sócio-político e econômicos foram por caminhos tortuosos (dolorosos e também custosos). Na prática, os primeiros 65 anos do século XIX viram os EUA envolvidos em diversas guerras e conflitos (com países vizinhos – Cuba, Canadá e México) e até mesmo com uma guerra civil, que é considerado até hoje como o maior conflito bélico-militar que maisceifou vidas de cidadãos norte-americanos.
  • Do ponto de vista sócio-político, os EUA foram o primeiro país no mundo a implantar com sucesso os ideais do processo da Revolução Francesa no final do século XVIII. Foi o primeiro país a criar a figura do presidente da república como chefe de estado e chefe de governo da nação, sendo este escolhido pelo processo de voto entre seus cidadãos. É bem verdade, que inicialmente, a “democracia” norte-americana só era extendida aqueles que tinham posses e participavam diretamente do processo econômico do país. O processo de amadurecimento do respeito aos “direitos civis” de toda a população dos EUA , até hoje, ainda continua.
  • Um país com dimensões continentais como é os EUA, com uma formação étnica tão diversificada precisa construir uma “identidade nacional”. Daí a necessidade dos governos federais buscar meios de gerar desenvolvimento sócio-econômico em todo o território nacional, porém os custos de tais medidas nem sempre são suportáveis e o país precisa buscar novas formas de acumular recursos e de distribuí-los.
  • A Flórida é o típico caso de “anexação” de territórios espanhóis aos territórios ocupados por colônias inglesas. Inicialmente, o processo de ocupação se dá em nome da monarquia inglesa, aproveitando-se os recursos bélicos e militares pagos pela coroa inglesa. Num segundo momento, já no século XIX, são os próprios colonos (que de ingleses transformaram-se em norte-americanos) que criam seu próprio poderia bélico e passam a agir para ocupação dos territórios coloniais espanhóis.
  • Após a Guerra Hispano-Americana no século XIX é a Marinha dos EUA que despontará como novo poder emergente nas Américas e, após a II Guerra Mundial (no século XX) o poder político-militar dos EUA se fará sentir em todo mundo. As transformações sociais ocorridas após 1945 foram influenciando muito a sociedade dos EUA, tornando-o numa espécie de “estado –sol” na qual os demais países do mundo “sobrevivem” em sua órbita.
  • Por volta de 1896, Miami era apenas uma região pantanosa onde se desenvolviam algumas fazendas de cítricos, em especial laranjas. Henri Flager estende suas ferrovias de Saint Augistine a Miami, dando início a uma cidade voltada para a exploração do turismo e do mercado imobiliário. Vale notar o estilo arquitetônico Art-Deco das suas construções do período 1926 a 1950, em especial nos prédios das regi~~oes costeiras de Miami South Beach.
  • Nos dias de hoje, Miami é um centro turístico consolidade dos EUA mas também um importante centro financeiro e comercial, cujas influências se ramificam por toda a América Latina, em especial a região do Caribe. O porto de Miami, assim como seu aeroporto, são fundamentais para garantir o fluxo de mercadorias e passageiros que passam ou chegam aos EUA, provenientes do mundo inteiro e em especial para a América Latina.
  • A Baía de Biscaine separa naturalmente a cidade de Miami de Miami Beach. A ligação entre as duas cidades é feita por pontes e canais navegáveis.
  • O porto de Miami é um dos mais movimentados do mundo, tanto em cargas como em navios de passageiros. A cidade é o portal de entrada para a navegação no Caribe e no Golfo do México.
  • É a cidade mais meridional dos Estados Unidos. Key West é a tradução literal do inglês para o nome espanhol das ilhas: Cayo Hueso (arquipélago dos Ossos). O navegador espanhol Ponce de Leon descobriu as ilhas em 1513 e tomou posse em nome da coroa espanhola. Ponce de Leon em controu ossadas de nativos no solo da ilha, que por ter um solo muito duro, não era fácil fazer enterros ali. Daí veio a origem do nome do arquipélago. Em 1763, os espanhóis chegaram a trocar toda a Florida pela ilha de Cuba com nos ingleses. Assim mesmo a região trocou de dono várias vezes até 1822.
  • Em 1912, o empresário Henry Flager investiu USD 500 milhões na construção da ferrovia entre Miami e Key West e construiu também no arquipélago o famoso hotel Casa Marina. O lugar se desenvolveu como região turística até que o furacão de 1935 danificou seriamente a ferrovia. As ruínas da ferrovia foi vendida ao governo federal que em 1938 construiu a Overseas Highway. Com a revolução cubana de 1959, o arquipélago serviu como porta de entrada de milhares de cubanos refugiados em fuga para Miami. Nas décadas de 1960 a 1970, o tráfico de drogas e pessoas exigiu a criação de barreiras na Overseas Highway, criando enormes filas que espantavam os turistas que iam à região. O problema agravou-se, e os comerciantes de Key West, prejudicados com a falta de clientes, deram apoio a uma forma criativa de protesto. Uma rádio local propos que o arquipélago declarasse sua independência política, declarasse guerra aos EUA, pedisse rendição imediata e solicitasse ajuda financeira dos EUA para recuperação econômica da cidade. Deu certo! As barreiras foram retiradas e os turistas voltaram. O episódio recebeu o nome de “A República das Conchas”.
  • A cidade é conhecida como a “Veneza da América” devido ao seu sistema intricado de canais navegáveis (Intercostal Waterway, construída em 1959 por motivos militares). A cidadce está apenas a 40 km de Miami e é também conhecida como a cidade dos iates. Tem 42 mil embarcações registradas na cidade em 100 marinas. A cidade conta com 4 mil restuarntes e 120 casas noturnas (no ano de 2006). O nome da cidae origina-se de um forte construído pelos norte-americanos durante a segunda guerra dos Seminoles (nativos da Florida) entre 1832 e 1845, que foi a mais cara guerra contra os nativos norte-americanos já custeada pelos EUA: cálculos da época apontam a estimativa de 30 a 40 milhões de dólares, em dinheiro da época. Fort Lauderdale é um balneário para “ricos e famosos” e sua rua mais badalada é “Las Olas”.
  • West Palm Beach surgiu como ponto final da ferrovia que Henry Flagler construiu em 1894, mas que resolveu estender até Miami em 1896. A cidade era uma espécie de “dormitório” para os funcionários que trabalhavam em dois grandes e luxuosos hotéis que Flager também construiu nas ilhas vizinhas de Palm Beach e Lake Worth. Era uma cidade de suporte ao seu empreendimento principal, formada básicamente por barracões e tendas. Nos anos 1920, a cidade acompanhou o “boom imobiliário” da Flórida e cresceu.
  • Cape Canaveral é também chamado de Cape Kennedy (em homenagem ao presidente dos EUA John F. Kennedy, cuja administração fez pesados investimentos governamentais para o desenmvolvimento de teconologia espacial através da Nasa – agência espacial dos EUA). No final dos anos 1950 e início dos anos 1960, foi criada no local o centro de lançamentos de foguetes aero-espaciais da Nasa (criada pelo presidente Eisenhower em 1959). A região era desde 1940 uma área isolada e utilizada pela Força Aérea dos EUA como base de testes militares, e a partir de 1947 começaram a ser feitos ali os primeiros testes com foguetes. Vivia-se a época do pós II Guerra Mundial (a chamada “Guerra Fria”) onde russos soviéticos disputavam com os norte-americanos pela hegemonia do poder político e tecnológico mundial, em especial na questão de armamentos. Os programas de pesquisas espaciais da então URSS e dos EUA eram baseados no programa de foguetes militares que a Alemanha desenvolvera durante a II Guerra Mundial, sob o controle de Adolf Hitler. Terminada a guerra, vários cientistas alemães imigraram para os EUA ou URSS (atual, Rússia) e lá receberam apoio oficial para dar continuidade a seus trabalhos, juntamente com cientistas locais. Em 1961, o cosmonauta russo Yuri Gagarin faz um vôo espacial num foguete ao redor da Terra. Os norte-americanos não queriam ficar atrás da conquista tecnológica soviética, e criam em 1964 o Centro Espacial John Kennedy, cujo objetivo era desenvolver tecnologia espacial para colocar um homem na Lua (projeto Gemini – Apolo, que em julho de 1969 alcança este objetivo no vôo da Apolo 11). A mais impressionante construção na área é o VAB (Vehicle Assembly Building), imenso prédio de 52 andares de altura, usado para a montagem dos foguetes Apolo.
  • Orlando era em 1836 uma pequena vila de caubóis, guarnecida com uma guarda de soldados voluntários do Exército americano, e vivia a época da da primeira guerra contra os nativos Seminoles. Num dos ataques desfechados à vila, o soldado Orlando Reeves morreu em 1836 e foi enterrado às margens do Lago Eola com uma placa escrita com seu nome. O lugar era inóspito e os criadores de gado da região passaram a se referir ao lugar com o nome do ex-soldado morto, por causa da placa. Oficialmente, a cidade de Orlando foi fundada em 1873. A cidade permaneceu como região de criação de gado e mais tarde como região de agricultura de cítricos (laranjas) até 1965, quando a empresa de entretenimento Walt Disney Co. anunciou planos de construção do seu maior parque temático de então Disneyworld (inaugurado em 1971), que mais tarde foi ampliado com outros empreendimentos semelhantes: Epcot, Animal Kingdom etc. O turismo deu projeção mundial à cidade, que conta hoje com mais de 40 mil apartamentos de hotéis, e recebe 2 milhões de turistas por ano.
  • Daytona Beach não passava de uma imensa praia isolada, com solo de areia dura, que nas décadas de 1930 e 1940 serviam como pista de corrida de carros e motocicletas. A partir de 1958 foi inaugrado o Daytona International Speedway e as provas da categoria Stockcar passaram a ser disputadas ali. O circuito é de altíssima velocidade (+ de 300 km por hora) com 4 km de extensão de curvas que chegam a 8 metros de altura e 31 graus de inclinação (um carro precisa estar a no mínimo 120 km/h para completar a curva correndo em segurança). A capacidade de Daytona é para 93 mil espectadores. Sua prova mais famosa é o Daytona 500 (as 500 milhas de Daytona, que duram 24 horas de corrida).
  • Saint Augustine é considerada a mais antiga cidade dos EUA, tendo sido fundada em 8/9/1565 pelo então governador geral indicado pelo rei Felipe da Espanha, o fidalgo Dom Pedro Menendez de Avilez. O forte espanhol servia como segurança ao porto onde os galeões espanhóis chegavam carregados de ouro e prata das possessões espanholas no Caribe e Golfo do México, e dali cruzavam o oceano Atlântico em direção à Espanha. O então Castillo de San Marcos, construído com coquina (material de alta resistência obtido de uma argamassa feita de conchas do mar), data de 1672 - 1695, e sua finalidade era manter a cidade protegida contra os ataques de piratas e corsários ingleses. Quando os EUA tomou posse da região, também mudou o nome da pequena fortaleza para Fort Marion. No século XIX, o magnata do petróleo Henri Flagler imaginou criar em Saint Augustine uma Riviera da Flórida, construindo uma ferrovia e um hotel na cidade.
  • Dom Pedro de Avilez (foto) fundou Saint Augustine em 1565 no mesmo local onde o navegador Ponce de Leon desembarcou na Florida em 1513. As correntes marinhas e de ventos facilitava a navegação nesta rota entre o Novo Mundo e a Espanha, e era usada pelos galeões que transportavam ouro e prata, obtidos nas minas das possessões espanholas no Novo Mundo. No entanto, estas embarcações precisavam parar no porto para se abastecer, antes de fazer viagem tão longa, cruzando o oceano. No porto, eram presas fáceis para os ataques de piratas e corsários, daí a preocupação dos espanhóis em ter ali um forte de defesa.
  • Juan Ponce de Leon (foto), considerado o primeiro europeu a chegar a Florida e seu descobridor em 1513, era também o governador geral de Puerto Rico, nomeado pelo rei da Espanha. Suas expedições marítimas (privadas ou patrocinadas pela coroa espanhola) descobriram minas de ouro nas Américas. Ele também esteve participando da segunda viagem de Cristovão Colombo ao Novo Mundo. Ponce de Leon, cuja lenda também afirma que buscava a “Fonte da Juventude” na Florida, esteve 2 vezes na Flórida. Na segunda viagem em 1521, foi ferido num ataque de nativos e acabou morrendo.
  • Jacksonville é a maior cidade do estado da Flórida e a 11ª. maior cidade dos EUA, com população de 1,345 milhão de habitantes, e é banhada pelo rio Saint Jonh. A região era povoada pelos nativos Timucuas e em 1564 ali foi construído pelos franceses o Forte Caroline. Depois a região passou ao domínio dos britânicos e posteriormente dos espanhóis, que finalmente venderam o território aos EUA em 1821. O nome da cidade é homenagem ao General dos EUA Andrew Jackson, que foi o primeiro governador militar do território da Flórida (de março a dezembro de 1821) e posteriormente o 7º. Presidente da República em 1822. Jackson ganhou fama na Guerra de 1812 - 1815 contra os britânicos em New Orleans, mas foi encarregado pelo governo dos EUA a comandar as tropas contra os nativos na primeira guerra dos Seminoles em 1817.
  • O atual estado da Geórgia guarda muito de suas tradições desde a sua criação. Em 1733, o general inglês James Edward Oglethorpe e mais 120 colonos ingleses (os chamados “pobres valorosos”) criaram a colônia da Georgia com a fundação da cidade portuária de Savannah (localizada às margens do rio de mesmo nome), que transformou-se em importante porto de exportação de produtos agrícolas da colônia (algodão, tabaco – basicamente produtos muito comercializados com a Inglaterra na época). Além disso, Savannah tornou-se também a primeira cidade planejada a ser construída nos EUA, cuja planta obedece ao desenho de um tabuleiro de xadrez. A colônia agrária da Georgia necessitava de muita mão de obra para a produção de algodão e tabaco. O porto de Savannah tornou-se também num movimentado centro de comércio de escravos negros da África, cuja população acabou influenciando profundamente a cultura, a gastronomia, a sociedade e a economia do atual estado. Os conflitos raciais entre brancos e negros marcaram bastante a história do estado, que é também o berço de movimentos sociais: Ku Klux Kan (KKK), Marthin Luther King (pastor batista de Atlanta).
  • A pequena cidade costeira de Brunswick, banhada pelo rio Turtle, surgiu da antiga fazenda de tabaco do capitão escocês Mark Carr (que integrava as tropas do general James Oglethorpe) que chegou à região em 1738. A fazenda de mais de 1 mil acres de área foi comprada pelo governo da colonia da Georgia em 1771 e ali construiu a cidade de Brunswick, (cujo nome é homenagem ao alemão Duque de Brunswick, um ancestral do rei da Inglaterra, George II). Os planos da cidade forma baseados no mesmo tipo de traçado já implantado em Savannah (tabuleiro de xadrez). Aqui os britânicos construiram o Fort Frederick, a maior e mais cara fortificação já construída pelos ingleses nas Américas. A cidade, assim como outras do sul dos EUA, foi praticamente abandonada no pós-guerra de secessão de 1861 a 1865 (a população recebeu ordens de evacuar a cidade durante a guerra), o que provocou sua derrocada econômica. Hoje, a cidade além da exploração do turismo e das atividades de construção naval durante a II Guerra Mundial, é conhecida como a “Capital Mundial do Camarão”. O porto de Brunswick é um dos mais ativos da costa leste, sendo centro exportador de automóveis Ford e General Motors. A produção de polpa de celulose, desde 1937, coloca a cidade como a maior fábrica mundial deste produto (capacidade de produção de 800 mil toneladas cúbicas anuais).
  • Savannah é cidade portuária banhada pelo rio do mesmo nome, fundada em 1773 pelo general James Oglethorpe, que deu origem à colônia da Geórgia e foi sua primeira capital. A cidade, em seu centro histórico, congrega belas e grandes mansões das antigas famílias aristocráticas da agricultura colonial. No centro histórico há 25 praças quadradas (squares) que criaram pela primeira vez a tradicional concepção de planejamento urbano das cidades norte-americanas, com ruas dispostas em traçado quadrado como um tabuleiro de xadrez. Por ser um porto importante na economia do sul, foi um dos principais alvos militares das tropas dos EUA contra as tropas confederadas na guerra de secessão de 1861 a 1865. Diz a lenda, que a cidade só foi poupada de destruição total pelas tropas do temido general nortista Sherman (que sitiou a cidade por 4 meses seguidos e depois destruiu 400 dos 3.600 prédios residenciais e comerciais que ali existiam), por que o general teria uma amante na cidade que lhe pediu que conservasse a cidade.
  • A atual cidade de Atlanta, capital do estado da Geórgia, foi fundada em 1837 no local onde existia até 1813 um vilarejo dos nativos Creek, e ali foi instalado um forte e um posto comercial. A cidade é conhecida por ser a sede mundial da Coca-Cola e da CNN, e seu aeroporto é um dos “hubs” mais movimentados do país e sede da Delta Airlines.
  • A colonia da Carolina foi colonizada por imigrantes ingleses que vieram de Barbados a partir de 1670, e por motivos políticos em 1729 foi dividida em 2: a Carolina do Norte e a Carolina do Sul. Basicamente, sua sociedade e desenvolvimento econômico foram semelhantes ao estado da Georgia. Charleston, sua principal cidade costeira e capital da colônia desde 1670, era o porto mais importante da região.
  • Charles Towne foi fundada em 1670 (homenagem ao rei inglês Charles II) e depois foi mudada sua localização em 1680 para o atual ponto e em 1690 já era a 5ª. maior cidade entre as colônias britânicas na América do Norte (e continuou entre as 10 maiores cidades do país até o censo de 1840). Em 1783 adotou o atual nome de Charleston. A cidade portuária tornou-se no maior e mais movimentado porto de recebimento de escravos negros, oriundos da África, que eram vendidos para os ricos proprietários de fazendas da colônia. A mão de obra escrava foi o motor da economia da região na época. Acredita-se que o comércio de escravos negros entre África e Américas tenha trazido entre 9 a 12 milhões de pessoas, através de navios negreiros (comércio esse que foi explorado pelos portuguêses durante mais de 200 anos e estes teriam trazido cerca de 6 milhões de pessoas).
  • No século XIX, os Estados Unidos da América (independentes da Inglaterra desde 1776) só eram unidos no nome. Social, economica e politcamente eram muitos os conflitos de interesses entre os estados do Sul (basidamente agrários e escravagistas) e do Norte (que já dispunham de fábricas e usavam mão de obra (mal) assalariada). O sul era produtor de matérias primas agrícolas (tabaco, milho, algodão etc) que comercializavam com os britânicos, através de seus portos na costa leste. A mão de obra escrava era considerada “patrimônio” dos proprietários de fazendas, portanto a idéia de abolir a escravatura (e os afro-descendentes já formavam uma substancial parcela da população total dos estados sulistas – 4 milhões de pessoas) resultaria em grande impacto econômico e social na região. Já os estados do norte e os territórios do meio-oeste norte americano viviam um momento de crescimento populacional, de industrialização de suas principais cidades,e necessitavam criar novos mercados de consumo para seus produtos (e a população escrava não se enquadrava neste tipo de projeto, por que não tinha como tornar-se consumidor destes produtos). Pregravam também a implantação de tarifas aduaneiras que evitassem a grande importação de produtos manufaturados (em especial da Inglaterra) para os EUA. Do conflito político, econômico e social entre as 2 regiões (sulitas e nortistas), o Estado da Carolina do Sul e mais 10 outros estados resolvem desligar-se da União e fundar a Confederação dos Estados da América, gerando o que se convencionou chamar de II Guerra de Independência dos EUA ou mais especificamente, a Guerra de Secessão dos EUA, que durou 4 anos e matou mais de 620 mil norte-americanos de ambos os lados. Os confederados, liderados pelo presidente Jefferson Davis, perderam a guerra, mas o presidente dos EUA na época, Abraham Lincoln, buscou unir o país para que outro conflito semelhante não voltasse a se repetir.
  • Myrtle Beach (a Praia da Murta – uma espécie de árvore que crescia na região) era desabitada até o começo do século XX. Em 1899, chegou ali a ferrovia e o lugar começou a despontar como área de desenvolvimento de empreendimentos imobiliários para pessoas de posses. Até ao anos 1920 não estava muito popularizado nos EUA os banhos de mar, e as pessoas banhavam-se praticamente vestidas. Nos anos 1930, com a construção do Intracostal Waterway pelo governo federal dos EUA, Myrtle Beach começa a despontar como destino turístico. Mas nos anos 1960, com a construção da rodovia US 17 Bypass e de um shopping center, o crescimento do turismo de classe média na cidade foi intensificado. Hoje tem cerca de 30 mil residentes fixos e recebe anualmente milhares de turistas nas temporadas do verão (de julho a setembro). Por mais de 50 anos a região da cidade abrigou 2 bases militares da Força Aérea dos EUA (de 1940 a 1993).
  • Em 1584, as duas Carolinas eram parte da colônia da Virginia e em 1710 dividiu-se em 3, criando então a Virgínia, a Carolina do Norte e a Carolina do Sul. Aqui, na Baía de Pamlico (Pamlico Sound), Sir Walter Raleigh estabeleceu 2 colônias pioneiras de imigrantes ingleses a partir de 1584, mas que fracassaram devido aos conflitos com os nativos da região. Ainda em 1567, o espanhol Juan Pardo tentou tomar posse da área para a coroa espanhola (e chegou a construir 6 fortes na região, mas todos forma destruídos por ataques de nativos em 1568). Entre 1660 e 1690, o rei Charles II da Inglaterra entrega direitos de exploração de terras para os “Lord Proprietors” (sistema de administração colonial semelhante ao de capitanias hereditárias adotado pela coroa portuguesa no Brasil - o rei é o dono da terra e nomeia nobres para serem os adminsitradores e exploradores de uma região colonial).
  • Havelock é uma das 8 cidades do mundo que recebem o nome em homenagem ao oficial britânico Sir Henry Havelock, que destacou-se em 1857 nas guerras britânicas na Índia (na época, uma colônia britânica). A história do lugar sempre esteve ligada aos militares, quando durante a guerra de secessão teria sido usada como ponto de desembarque de tropas na Batalha de New Bern, em março de 1862. Os grupos de excursão usam a cidade como opção de pernoite técnico (1 noite), por ser local que conta com razoável infra-estrutura hoteleira.
  • New Bern atualmente é uma região turística por excelência, a preferida de pescadores amadores.
  • Pamlico Sound é a foz de dois rios importantes na região, o Neuse e o Tar. Uma barreira natural de terra a separa do Oceano Atlântico, e esta região é conhecida como “Outter Banks” (Bancos de areia de fora), cujo solo é praticamente coberto de areia. É uma das mais belas paisagens naturais do litoral norte-americano.
  • A pequena cidade de Manteo ( cujo nome é dado em homenagem a um nativo Croatan) e recorda um dos dois nativos das Américas ( o outro era Wanchese) que as expedições de Thomas Harriot levaram em seus navios para a Inglaterra em 1585. O nativo havia ajudado o governador Jonh White e seu primeiros colonos ingleses a se instalarem na Ilha de Roanoke (Fort Raleigh), resolvendo questões de falta de alimentos. Na prática, Manteo teria sido o primeiro “guia turístico” para a primeira leva de colonos ingleses no Novo Mundo em 1584. Em sua viagem à Europa, os dois nativos causaram sensação em Londres, pois eram vistos como seres exóticos de um mundo absolutamente desconhecido na época.
  • A região dos Outter Banks era praticamente isolada do mundo em 1903 quando os dois irmãos Wright (mecânicos de bicicletas) testaram seu planador com motor a propulsão. O aparelho vôou, na melhor das 4 tentativas, por apenas 59 segundos, mas o que foi suficiente para comprovar que os príncipios científicos do experimento estavam indo no caminho esperado. Os irmãos Wright (que não eram ricos) sonhavam em fazer fama e fortuna com a venda de seus inventos para o Exército norte-americano (o que mais tarde realmente aconteceu). Na região há o museu em homenagem aos “inventores do avião”.
  • Elizabeth City é banhada pelo rio Pasquotank e está próxima à região metropolitana de Norfolk (já no estado da Virginia) que concentra as instalações da Base Naval da 6ª. Frota da Marinha dos EUA (a maior base naval do mundo).
  • O estado da Virginia é o berço de toda a legislação de formação dos EUA democrático, desde a sua Independência.
  • Norfolk e Virginia Beach são cidades que constituem a mesma área metropolitana, embora com administrações muncipais independentes. Norfolk é banhada pela baía de Chesapeake, e desde 1915 é sede da maior base naval norte-americana (sede da 6 a. frota) e do comando aliado naval do Tratado do Atlântico Norte (Nato) e abriga 129 embarcações, sendo 5 imensos porta-aviões, e 51 esquadrões aéreos. Em função destas atividades militares estratégicas, a região metropolitana de Norfolk e Virginia Beach tem uma ampla malha de rodovias e ferrovisas que permite a rápida movimentação de pessoas e equipamentos em casos de mobilização do aparato militar. O maior e mais caro exemplo disso é a ponte-túnel de Chesapeake Bay (considerada a maior do mundo) que se estende por 29 km, com 2 túneis sub-fluviais de 3 km de extensão cada um. Foi construída entre 1959 e 1964 ao custo na época de USD 200 milhões.
  • Além de ser uma obra de engenharia notável, a Chesapeake Bay Bridge teve forte influência no desenvolvimento da região leste do estado de Mariland, que tradicionalmente era mais isolado do continente e mais voltato a atividades rurais. A ponte integra um sistema complexo de rodovias e outras pontes túneis menores na chamada região de Hampton Roads, formada pela foz de rios que banham a região. O sistema atende a diversas cidades (pequenas e grandes), incluindo a capital dos EUA, Washington DC e cidades estratégicas (do ponto de vista militar e comercial), onde se localizam bases militares importantes. A ponte túnel dispõe de 2 canais navegáveis, justamente para evitar que algum bombardeio obstruísse a passagem de grandes navios que entram e saem na baía. O modelo de construção foi adotado no período pós II Guerra Mundial.
  • A partir de 1780, a cidade de Richmond (fundada em 1742) torna-se a capital do estado da Virginia (criado oficialmente em 1788). A cidade tinha na produção de tabaco o seu principal produto agrícola (a empresa Philip Morris, uma das principais fabricantes de cigarros, tem sua sede lá). Os líderes políticos aristocátricos da Virginia viram seu prestígio decair durante as discussões abolicionistas nos EUA e nos anos 1861 a 1865, junto com outros 10 estados formaram a Confederação dos Estados da América, fazendo de Richmond a sua capital confederada. A derrota na guerra de secessão trouxe também a derrocada econômica da região. Um dos lugares famosos é a antiga casa do General Robert Lee, famoso líder militar das tropas confederadas.
  • Colonial Williamsburg surgiu da iniciativa do então reverendo da Igreja de Bruton, Pastor Goodwin, de reformar a igreja em 1903. O trabalho foi feito até 1907, mas ele conseguiu o apoio do milionário J. D. Rockfeller Jr. para restaurar os demais prédios históricos da cidade, o que originou o projeto histórico-cultural de Colonial Williamsbrug entre 1937 e 1938. Williamsburg foi a primeira capital da colônia da Virginia, mas foi perdendo seu prestígio político após a Declaração da Independência dos EUA em 1776. A idéia básica era criar meios que permitissem a conservação permanente dos prédios históricos e o seu aproveitamento como parque histórico cultural. O bairro histórico da cidade de Williamsburg foi tombado e a fundação passou a administrar os prédios, oferecendo aos visitantes demonstrações temáticas sobre a vida de uma colônia inglesa no século XVIII. A “receita” foi um sucesso, sendo copiada em outras cidades históricas dos EUA e no mundo.
  • O processo de dicussão da Independência dos EUA deu-se de 1776 a 1783 em 9 cidades diferentes (todas na costa leste), que eram os centros de poder mais representativos das colônias inglesas da época. Havia grande conflito de interesses, e os estados do norte e do sul pleitevam sediar a nova capital do país. Em 1790, o Congresso decidiu que o presidente da república poderia escolher o local, e George Washington assim o fez em 1791, decidindo pela área às margens do rio Potomac (com terras dos estados de Mariland e da Virginia), que também era próximo a sua residência em Mount Vermon, na Virginia. O presidente contratou o engenheiro francês Pierre Charles L’Engfant para fazer o projeto da cidade, cuja construção também enfrentou grandes obstáculos (solo pantanoso, resistência dos proprietários das terras na região em vendê-las à União etc). A cidade foi construída por mãos escravas, pois a abolição total da escravatura em Washington deu-se apenas em 1850 e nos EUA em 1862. Na Guerra de 1812 a 1814, tropas britânicas do Canadá invadiram a cidade e queimaram muitos de seus prédios. A cidade passou por reconstrução em 1819, incluindo a residência do presidente que fora chamuscada pelos incêndios e foi pintada de branco, passando a ser conhecida como “White House”.
  • A questão religiosa protestantes X católicos permeou (e ainda hoje influência) a vida política dos EUA. Nos tempos coloniais dos EUA o rei da Inglaterra era também o líder religioso do Anglicanismo (movimento protestante até hoje em vigor no Reino Unido). Neste sistema nenhum líder político norte-americano estava dissociado das questões religiosas do Anglicanismo, liderado pelo próprio soberano inglês. Os católicos se sentiam discriminados pelos protestantes, e os conflitos de interesses acabavam sendo inevitáveis. Daí a busca de regiões para colonização separando os colonos protestantes dos católicos. Até hoje essas influências permanecem na sociedade norte-americana. Um exemplo conhecido e popular se pode encontrar no o dólar norte-americano, onde se lê no anverso das notas: “In God we trust” (Acreditamos em Deus).
  • Baltimore é uma cidade portuária na baía de Chesapeake criada em 1706 para exportação da produção de tabaco. A fundação da cidade data e 1729 e o nome é homenagem ao primeiro governador da colônia, Cecilius Calvert, que foi o segundo Lord de Baltimore (e filho do primeiro Lord de Baltimore, George Calvert). Devido a sua localização geográfica, a apenas 1 hora de viagem rodoviária de Washington DC, a cidade é muito ligada às atividades da capital federal.
  • Um dos motivos da autonomia polítca do Delaware (que tornou-se o primeiro estado a assinar a Constituição dos EUA) era que suas terras não eram cobiçadas para a agricultura dos produtos da época (arroz, tabaco, milho, algodão) e também não tinha nenhum porto de projeção econômica.
  • A Guerra Civil americana contribuiu para o desenvolvimento da cidade, pois várias indústrias locais contribuiam para produção de equipamentos bélicos também. Foi o maior produtor de navios de cascos metálicos (que foram sendo introduzidos nas marinhas dos EUA e dos estados confederados) e era o primeiro produtor de pólvora do país (a cidade é sede da indústria Dupont desde 1802, um dos maiores conglomerados de empresas de produtos químicos, em especial a pólvora da qual era produtor único de 1802 a 1907). A cidade cresceu e lucrou bastante com as guerras que envolviam as forças armadas norte-americanas: Guerra de 1812 a 1814 contra os Britânicos, Guerra Civil de 1861 a 1865 e a Guerra Hispano-Americana de 1898, e a I Guerra Mundial de 1914 a 1918. Os lucros da Dupont permitiram a diversificação da produção de substâncias químicas e até mesmo automóveis (criou a General Motors). Um ponto curioso foi a Dupont ter financiado as primeiras 100 escolas públicas do Delaware, numa época em ainda se discutia a implantação ou não do ensino público no estado. Existem 5 cidades com o mesmo nome nos EUA nos estados de Vermont, New York, Ohio, Carolina do Norte e em Delaware.
  • A região da colônia da Pennsylvania começou a ser colonizada em 1631 por holandeses que detinham a possa da região do atual estado do Delaware. Sete anos depois, em 1638, imigrantes suecos foram se estabelecendo no atual território do Delaware. Em 1664 com a criação da colônia britânica da Virginia, começaram os conflitos de terras entre britânicos e holandeses sobre os territórios da atual Pennsylvania. Tratados de paz foram firmados em 1672 e em 1674 os britânicos delnearam os limites territoriais entre a Pennsylvania e o Delaware. Em 28/02/1681 o rei britânico Charles II entrega o território à William Penn, como forma de pagamento de uma dívida real com seu pai William Penn ( o débito na época era de 16 mil libras esterlinas – cerca de 2,100 milhões de libras esterlinas em moeda atualizada). Foi uma das maiores concessões de território a uma só pessoa em toda a história. O território tomou o nome de Pennsylvania, e William Penn viajou para suas novas terras e lá fundou a cidade de Philadelphia em 1682, com um pequeno grupo de imigrantes ingleses. Penn era um líder “Quaker” (“sacudidor” – termo usado para os membros da Igreja dos Amigos), filósofo e político que contestava muitos princípios e idéias da monarquia inglesa de seu tempo. Em sua colonia, ele implantou a liberdade religiosa, permitindo a convivência entre imigrantes de credos religiosos diferentes. Algo absolutamente impensável no sistema político inglês na época.
  • A Philadelphia (do grego, “cidade do amor fraterno”) atual é 5ª. maior cidade dos EUA (com quase 6 milhões de habitantes), e foi um dos principais portos do país nos séculos XVII e XVIII. No século XIX sua economia era pujante e de base industrial. A cidade tornou-se o porto de referência para imigrantes de todas as partes do mundo. Devido a sua localização geográfica em relação à demais colônias inglesas, a cidade foi escolhida como sede das reuniões e congressos realizados entre representantes políticos durante o período de debates para a declaração de Independência e da Constituição dos EUA no século XVIII. De 1790 a 1800 foi a capital federal dos EUA, até a sua mudança para Washington DC.
  • A cidade é banhada por 2 rios: Delaware (que também serve de divisa entre os estados de PA e DE) e Schuylkill. Devido a seu crescimento econômico, a cidade também é um dos maiores centros culturais do país. O museu de arte da Philadelphia é um dos mais famosos dos diversos museus que a cidade oferece.
  • New Jersey, nos tempos coloniais, era parte dos territórios ocupados pelos holandeses (que incluia parte do atual estado de New York, Pensylvannia e Delaware). Durante o período de industrialização, o estado viou crescer muitas cidades indutriais como Newark (a maior do estado), Trenton (a capital), Patterson e Elizabeth. O nome do estado homenageia a ilha britânica de Jersey (a maior das ilhas localizada no Canal da Mancha e local de nascimento de Sir George Cateret, um dos dois primeiros proprietários de terras coloniais inglesas na região).
  • Atlantic City surgiu de uma área de exploração do mercado imobiliário na segunda metade do século XIX. Nesta época a maioria das pessoas viajavam somente de trem ou de barco, e as férias de verão eram passadas pelas famílias de classe média ou ricas nas regiões de balneários. Não existiam ainda o automóvel, o avião, o ar condicionado, até mesmo a popularização de piscinas nas casas e outras facilidades da vida moderna. O costume de tomar banho na praia só começou a se tornar popular a partir da década de 1930, com a invenção da roupa de banho (literalmente um maiô para homens e mulheres). Após a II Guerra Mundial, os EUA experimentaram um grande crescimento econômico e diversas “revoluções culturais e sociais”. Atlantic City tornou-se um local de turismo decadente e pobre, e precisava se “reinventar” como destino turístico. Os anos 1980 e 1990 foram relativamente bem sucedidos, com a inaugração de mega-hotéis cassinos da rede do multi-milionário nova-iorquino Donald Trump, mas as crises econômicas dos anos 2000 embotaram projetos mais arrojados da indústria hoteleira.
  • O território do atual estado de Nova York era inicialmente conhecido como “Nova Nederland” (Novos Países Baixos) por ter sido colonizado por holandeses a partir de 1609, mas durante a segunda (das quatro que houve) guerra entre ingleses e holandeses (entre 1665 e 1667), o território passou ao domínio dos britânicos, que mudou o nome para colônia de New York. Em 1625, os holandeses constroem na ilha de Manhatan o Fort Amsterdam, que daria origem a vila de Nova Amsterdam e atualmente conhecida como cidade de Nova York. Outro marco do desenvolvimento do estado foi a construção do Canal do Rio Hudson ligando-o ao Lake Erie (1817 a 1825), que possibilitou a navegação e o transporte de mercadorias para o interior do estado. A navegação entre o Lake Erie ao rio São Lourenço é impossibilitada pelas Cataratas do Niagara, no rio do mesmo nome que liga os dois grandes lagos.
  • A pequena vila de New Amsterdam, que surgiu com o forte Amsterdam construído pelos holandeses em 1625, tornou-se na pujante New York City a partir de 1665. Já no século XIX tornou-se num dos principais portos dos EUA, qu serviu como porta de entrada para centenas de milhares de imigrantes do mundo inteiro. Conhecida como “The Big Apple”, a cidade é importante centro cultural, e sócio-econômico. Exemplo disso é que 25% dos grandes bancos mundais estão sediados em NYC.
  • Embora ocupe uma área bem extensa, com 5 distritos distintos, é no distrito da ilha de Manhatham (o nome deriva da tribo de nativos, Mahatanies, que ali vivia antes da colonização holandesa) que concentra-se a maioria das atrações turísticas e culturais da cidade.
  • Os estados do Maine, New Hampshire, Vermont, Massachusetts, Connecticut e Rhode Island também estão na Costa Leste, mas para efeitos de turismo são reconhecidos como região da “Nova Inglaterra”. As origens destas colônias remontam à colonização francesa (no Vermont, que faz fronteira com o Canadá) e também aos ingleses que desde 1620 deram início ao processo efetivo de colonização da região. Roteiros turísticos de brasileiros para esta região são geralmente complementares a viagens à New Yor City, em especial para Boston (MA).

Costa leste dos estados unidos Costa leste dos estados unidos Presentation Transcript

  • COSTA LESTE DOSESTADOS UNIDOSMauro Friedrich – Guia deTurismomaurofriedrich@gmail.comAula para o Curso deGuia Internacional daMarc Apoio – Rio deJaneiro.Junho 2012
  • Regiões dosEUA New England – parte nordeste do país compreende as antigas primeiras colônias inglesas nos EUA. Mid Atlantic – também chamada de Costa Leste com parte das antigas colônias inglesas nos EUA Southeast – formadas pelas colônias inglesas do sul + Florida. Midwest – formadas pelos territórios que formavam a colônia da Lousiana, quando esta era uma colônia francesa. Great Plains – regiões de planícies Southwest – antigas regiões mexicanas ocupada pelos EUA após 1848. West Coast – antigas regiões espanholas (California , Arizona, Nevada)
  • Principais pontos turísticos da Costa Oeste dos Estados Unidos(de Miami a Nova Iorque + Costa Leste Canadense + Nova Inglaterra)
  • USA-EastCoast
  • O ônibus
  • Modelos deUS Bus Seating Plan
  • Modelos de US Bus Seating Plan Modelo 40 assentos (com WC) - acima Modelo 44 assentos (sem WC) - abaixo
  • Típico hotel dosEUA
  • Costa Leste – Principais cidadesvisitadas (do sul para o norte) - 1 Flórida State Miami Key West (opcional de Miami) Fort Lauderdale  Georgia State Palm Beach  Brunswick West Palm Beach  Savannah Cape Canaveral (ou  Atlanta Cape Kennedy) Orlando  South Carolina State Daytona Beach  Charleston Saint Augustine  Myrtle Beah Jacksonville
  • Costa Leste – Principais cidadesvisitadas (do sul para o norte) - 2  North Carolina State  Havelock  Virginia State  New Bern  Virginia Beach  Washington  Norfolk  Pamlico Sound (baía de Pamlico)  Cheasapeake Bay Bridge  Manteo  Portsmouth  Cape Hatteras (ou Cape Fear)  Hampton  Kill Devil Hills  Richmond  Elizabeth City  Colonial Williamsburg
  • Costa Leste – Principais cidades visitadas(do sul para o norte) - 3  Washigton DC (District of Columbia)  Alexandria (VA)  Delaware State  Georgetown  Wilmington (DC)  Pennsylvania State  Mariland State  Philadelphia  Annapolis  Lancaster  Baltimore  Gettysburg  Harrisburg (capital)
  • Costa Leste – Principais cidadesvisitadas (do sul para o norte) - New Jersey State Cherry Hill Trenton Atlantic City  New York State Jersey City  New York City (conglomerado urbano  Albany ao lado de NYC)  Saratoga Springs  Gleen Falls  Platsburg  Cornwall  Champlain (fronteira US/CAN)
  • USA Road SystemNorte – Oeste – Leste – Sul Números ParesNúmerosímpares
  • USA Interstate Road SystemNorte – Oeste – Sul Leste – NúmerosNúmeros Paresímpares
  • I - 95 •É a principal rodovia interestadual que corta os EUA de norte a sul (15 estados), desde 1957. •Tem pouco mais 3.090 quilômetros de extensão. •No sul, sua extremidade é na rodovia US 1 na Flórida e no norte, conecta-se à rodovia US 2 com a fronteira do Canadá com o estado do Maine.
  • USA Interstate AuxiliaryRoad System Rodovias de by-pass nos grandes centros urbanos.
  • Histórico dos Estados Unidos -1 12/10/1492 – Cristovão Colombo  1578 – Duas primeiras tentativas de descobre o Novo Mundo, depois ocupação do território dos EUA por denominado de América (em imigrantes ingleses, por iniciativa do homenagem ao cartógrafo e nobre inglês, Sir Humphrey Gilbert, navegador Américo Vespúcio). que desembarcam na região de 1562 a 1578 - Embora a Espanha já Pamlico Sound (atual estado da tivesse tomado posse das áreas do Carolina do Norte). Gilbert morreu atual México (incluindo a Califórnia) na segunda tentativa e seu meio- e da Flórida, embarcações inglesas irmão, Sir Walter Raleigh, dará navegavam na costa leste continuidade a seus planos. explorando o rentável mercado de  13/07/1584 – A expedição escravos e saqueando os galeões exploratória de Sir Raleigh chega a espanhóis. mesma região de Pamlico Sound,e informa a rainha da Inglaterra, Elizabeth I, das possibilidades de explorar riquezas na região. .
  • Histórico dos Estados Unidos - 2 1584 a 1586 – Primeira colônia na  1587 – Nasce a neta do governador Ilha de Roanoke (em Pamlico John White, Viriginia Dare, a Sounds) na época denominada de primeira criança inglesa a nascer no Virgínia (em homenagem à rainha solo do Novo Mundo. Elisabeth I, “considerada” virgem  1607 – Jamestown, nas proximidade pelos seus súditos.) de Norfolk, tornou-se a primeira 1586 a 1590 – Segunda Colônia de colônia inglesa a crescer na América Virginia, no mesmo local, com o do Norte. nome de City of Raleigh (ou Fort  1620 – Imigrantes ingleses e Raleigh). Incluiam-se no grupo holandeses a bordo do navio famílias de imigrantes ingleses (17 Mayflower desembarcam em mulheres, 9 crianças e 110 colonos), Plymouth, Massachusets, dando e não apenas homens ou forças origem a Colônia de Nova Inglaterra. militares.
  • Histórico dos Estados Unidos - 3 4/07/1776 – Independência de 13  1849 – Descoberta de minas de colônias inglesas da Costa Leste ouro na região de Sacramento na formam os EUA. Califórnia gera um grande fluxo de 1803 – O segundo presidente dos migração para a Costa Oeste – EUA, Thomas Jefferson compra da fenômeno conhecido como Golden França o território da Louisiana, e Rush (a Corrida do Ouro) dobra o tamanho do território do  1853 – Compra de Gadsden – EUA então EUA. compra do México a região sul dos 1848 - Guerra entre EUA e o atuais estados do Arizona e Novo México resulta na ocupação da México. Califórnia (antigo estado mexicano)  1861 – 1865 – Guerra de Secessão pelos norte-americanos. entre os estados nortistas e sulistas 2/02/1848 – Tratado de Guadalupe dos EUA. Hidalgo firmado entre o México e  10/05/1869 – Golden Spike – é EUA, garante a posse da Califórinia inaugurada a ligação ferroviária de para os norte-americanos. 1776 milhas entre a Costa Leste e Costa Oeste.
  • Colonização do Novo MundoCorôa Espanhola Corôa Inglesa A Espanha passou 7 séculos sob dominação  Já os ingleses, que também almejavam as dos mouros árabes. Em 1492, os reis riquezas das novas terras, tinham objetivos católicos da Espanha retomaram a península comerciais de longo prazo. Ibérica, e a descoberta do Novo Mundo por  O território do Reino Unido é pequeno e as Colombo no mesmo ano abriu uma nova possibilidades de enriquecimento dos cofres opção de “enriquecimento da coroa da coroa mostrou-se viável através da espanhola” com a exploração de novos expansão das navegações marítimas dos territórios. séculos XV e XVI a outros territórios ainda Para os espanhóis, colonizar era também inexplorados por outros reinos cristãos e difundir a fé católica nos novos territórios, europeus. pregada pelo Papa em Roma. Era preciso  No século XVI a atividade de pirataria “civilizar” os novos povos nativos nos (pilhagem de navios por navios ingleses padrões aceitos pela sociedade da época. bancados de forma privada [piratas] ou de Os navegadores portugueses do século XV já forma oficial [corsários]) e o comércio de haviam descoberto e estavam explorando as escravos e seu transporte (das regiões rotas comerciais navais para as Índias. O fornecedoras para os locais onde se usava tal comércio de especiarias e de ouro tornava a mão de obra) eram considerados atos coroa portuguesa cada vez mais rica, e os “perfeitamente legais” e socialmente aceitos espanhóis queriam “participar” desta riqueza na época. também.
  • Costa Oeste e Costa Leste dos EUACosta Oeste Costa Leste Resulta da ocupação do território do meio-  É a região onde haverá a influência anglo- oeste à costa oeste dos EUA a partir do início saxônica a partir do final do século XVI, com do século XIX, pelos colonos ingleses que a formação das 13 primeiras colônias da tornaram-se cidadãos dos Estados Unidos Nova Inglaterra. após a Guerra de Independência das  Toda a história de formação dos EUA e do primeiras 13 colônias (chamadas de Nova Canadá inicia-se em episódios históricos na Inglaterra) em 1776. região da Costa Leste. O governo dos EUA compra da França em  Até a Guerra de Secessão (1861 a 1865), os 1803, pagando a Napoleão, o chamado EUA não se sentia como um país unificado. Território da Lousiana (atual meio-oeste dos As tradições coloniais locais eram mais EUA) para atender as demandas de expansão respeitadas do que as decisões tomadas pelo da população do país para exploração de âmbito federal. novos territórios na América do Norte.  1869 – Com a inauguração da ferrovia Após a Guerra em 1848 com o México, os ligando a Costa Oeste a Costa Leste, o país EUA “compra” o território da Califórnia, inicia uma fase de maior integração nacional. Arizona e Novo México.  No entanto, os estados sulistas da Costa Os EUA viverá entre 1861 e 1865 uma Leste (agrários) jamais se recuperaram guerra civil (Guerra de Secessão) por conta sócio-economicamente dos efeitos da Guerra dos conflitos sociais e econômicos entre a de Secessão, até os dias de hoje. parte rural do país e as regiões mais industrializadas.
  • Florida - 1The Sunshine State 2/4/1513 – O navegador espanhol Ponce de Leon desembarca pela primeira vez no território que ele dá o nome de Florida (em homenagem à festa da Páscoa das Flores, mas acabou prevalecendo a pronúncia inglesa; Flórida). O local do desembarque é a atual cidade de Saint Augustine, considerada a mais antiga dos EUA. 8/9/1565 - O rei espanhol Dom Felipe, nomeia governador geral do território o fidalgo espanhol Dom Pedro Menendez de Avilez, que funda nesta data e no mesmo local onde Ponce 1821 a 1880 – A Espanha vende o território da Flórida aos EUA, Leon desembarcara no território (52 anos antes) que inicialmente recebeu colonização de fazendas de algodão e o forte de Saint Augustine (em homenagem ao frutas tropicais com uso de mão de obra escrava dos negros africanos, como no estado vizinho da Geórgia. dia de Santo Agostinho). 1845 - O território inexplorado da Florida torna-se oficialmente o 1513 a 1821 – Nesta época, navegadores 27º. Estado dos EUA. Tallahasse tornou-se sua capital. 1885 - Dois milionários norte-americanos; Henry Flagler e espanhóis, portugueses, franceses e ingleses Henry Plant, donos de ferrovias e de luxuosos hotéis, disputam disputavam a posse de novos territórios no Novo entre si quem constrói o mais opulento hotel no estado. Flagler Mundo. Os nativos Seminoles dominavam a constrói em 1885 o luxuosíssimo Hotel Ponce de Leon em Saint Augustine. Florida, mas foram forçados pelos colonizadores 1891 – Plant investe USD 3 milhões (fortuna incalculável na espanhóis a irem viver na região dos Everglades época) e constrói o Tampa Bay Hotel nas costas do Golfo do (sul da Florida), numa região pantanosa e sem México. 1894 a 1896 – A viúva Julia Turtle, após o inverno de 1894, uso para agricultura. consegue convencer Flagler (que era sócio do também milionário J. Rockfeller) a estender a ferrovia até Miami, o que foi feito em 1896 com a inauguração de mais um mega hotel do empresário:Royal Palm Hotel.
  • Florida - 2 O Século XX1920 a 1926 - Depois da I Guerra Mundial, a região de Miami tornou-se foco de grande especulação imobiliária, até que um grande furacãoassolou a região e danificou bastante a cidade.1926 a 1959 – Miami e o estado da Flórida viu crescer a indústria dahotelaria. A cidade foi reconstruída e após os anos 1940, com ainvenção do sistema de ar condicionado, tornou-se possível ter grandeconforto ambiental dentro das casas, mesmo na inóspita e quentíssimaFlórida. O estado tornou-se o preferido dos aposentados de classemédia dos Estados Unidos.1959 – A Revolução Socialista que o ditador Fidel Castro empreendeuna Ilha de Cuba (a apenas 90 milhas da costa da Florida) levou mais de200 mil cubanos a buscarem refugio e asilo em Miami. A cidadetransformou-se num misto de cultura hispana e anglo-saxônica e atéhoje, mais de meio século depois, os cubanos formam a maiorcomunidade expatriada, com população superior a ilha de Cuba. Vivemem Miami cerca de 5,5 milhões de habitantes no total.
  • Miami – Flórida(Miami = Myami = “água doce”) Palácio de Vizcaya i Miam h t Sou h Beac
  • Porto de MiamiMiami - FlóridaKey Biscaine (Baía de Biscaine) Downtown Miami
  • Miami - FlóridaKey Biscaine (Baía de Biscaine) vista do Porto de Miami
  • Miami - FlóridaPorto de Miami e o centro financeiro da cidade
  • Key West -Florida
  • Key West - Florida 42 pontes sobre o mar ligam a Florida a Key West. Foram construídas das ruínas da ferrovia de Flagler. Overseas Highway
  • Fort Lauderdale -Florida
  • West Palm Beach -Florida
  • Cape Canaveral- Florida
  • Orlando- Florida
  • Daytona Beach- Florida
  • Saint Augustine- Florida
  • Saint Augustine- Florida
  • Saint Augustine- Florida O último porto antes das viagens atlânticas para a Espanha no século XVI
  • Jacksonville - FloridaAndrew Jackson, general e1º. Governador da Flórida e 7º. Presidente dos EUA
  • Georgia The Peach StateO território do estado da Geórgia foi o últimodas 13 colonias inglesas que deram início aformação dos EUA. A colonia de Georgia foifundada pelo general inglês JAMESOGLETHORPE em 12/02/1733, e seu nomehomenageia o rei da Inglaterra na época,George II.Foi o 4º. Estado a ratificar a Declaração deIndependência dos EUA em 2/01/1788.Capital: AtlantaFoi um dos 7 estados Confederados queratificou sua saída da União em 21/01/1861e foi o último estado a retornar à UniãoFederal em 15/07/1870.A mais sangrentas batalha da Guerra Civildos EUA ocorreram no estado.Atualmente é 9º. Estado mais povoado dosEUA com 9,8 milhões de habitantes, sendo30% de afro-descendentes.
  • Brunswick- Georgia
  • Savannah- Georgia
  • Atlanta- Georgia Atlanta destaca-se pela seus aspectos culturais, bastanteligados a a culura dos afro-descendentes, assim como na divulgação dosmovimentos religiosos batistas.
  • Carolina do Sul The Palmeto StateA Carolina do Sul foi criada em 1788 com capital nacidade de Columbia e fazia parte da grande coloniada Carolina, nome dado em homenagem ao reiCharles I ( Carolus, em Latim).Capital: ColumbiaFoi o 8º. Estado a assinar a declaração deindependência dos EUA e o primeiro a declarar-seconfederado em 20/12/1860. Retornou à União em 25/06/1868.É um dos mais pobres dos estados do país,ocupando a posição 47ª. Entre os 50 estados.É um estado agrícola até hoje e conta com grandeexpressiva parcela de população de afro-descendentes.
  • Charleston – South CarolinaA cidade portuária estána confluência dos riosASHLEY e COOPER.No Fort Sumter foi dadoo primeiro tiro daGuerra de Secessão dosEUA em 12/04/ 1861.
  • A Guerra de Secessão dos EUA de de 12/04/1861 aCharleston – South Carolina 18/04/1865 obrigou o presidente Abraham Lincoln a bloquear miltarmente portos da costa leste.
  • A Guerra de Secessão dos EUA deMyrtle Beach – South 1861 a 1865Carolina Balneário turístico da Carolina do Sul
  • North Carolina•A Carolina do Norte é um dos 10 mais populosos estados do país, com 9,6 milhões de habitantes.•Capital: Raleigh•Nos últimos 50 anos , a economia do estado passou da agricultura de tabaco para odesenvolvimento de indústrias de alta tecnologia.
  • Havelock –Carolina do Norte Havelock é uma pequena cidade de apoio à maior base aérea de Fuzileiros Navais dos EUA, Cherry Point, e nas proximiodades de Camp Le Jeune, a maior base de treinamentos militares dos Marines.
  • New Bern – Carolina do NorteBanhada pelos rios Trent e Neuse, New Bern foicapital da colônia em 1770, quando o GovernadorWilliam Tryon mandou construir seu belo palácio.Na cidade foi criada em 1898 o “Brad’s Drink”que atualmente é a conhecida mundialmentecomo Pepsi.
  • Pamlico Sounds – Carolina do NorteÉ a maior lagoa da costa leste dos EUAcom 129 km de comprimento e de 24 a 48km de largura.Uma das regiões de exploração de pescaamadora no país.
  • Manteo – Carolina do NorteO ElizabethGardenshomenageia as2 primeirascolônias inglesasque tentaramfixar-se nacolônia a partirde 1584.Fort Raleigh étambémconhecido como“Lost Colony”,jamais se soubecomo toda apequena cidadedesapareceu,sem deixarvestígios desobreviventes.
  • Cape Hatteras – Carolina do NorteTambém conhecido como Cabodo Medo (Cape Fear), pois aregião é de dificil navegação.Mais de 1 mil barcosafundaram na área desde1526, incluindo o mais famosodeles o USS Monitor, o primeironavio de guerra dos EUA a tercasco de metal (afundou em31/12/1862 numatempestade).
  • Outter Banks & Kill Devil Hills –Carolina do Norte Outter Banks foi a região escolhida pelos Irmãos Wright para testar seus inventos (protótipos de planadores a motor) em 1903. São considerados pelos norte-americanos como os “inventores do avião”. Kill Devil Hills é nome da cidade que ali existe desde 1953, e não propriamente o nome do monte onde está o monumento aos Irmãos Wright.
  • Elizabeth City –Carolina do Norte Elizabeth City é a cidade onde está a Base Aérea da Guarda Costeira. É considerada como uma das 100 melhores pequenas cidades dos EUA.
  • Virginia StateA colônia da Virginia foi criada em 1584, dividindo-se em 1710 em mais 2 colônias:as Carolinas do Norte e do Sul.Capital: Richmond (entre 1861 e 1865 foi capital da Confederação da América)Os anos 1700 foi o período áureo de formação política da socidade da Virginia. Oestado foi local de nascimento de 8 presidentes dos EUA, incluindo o primeiro,George Washington.
  • Virginia Beach & Norfolk - VirginiaNorfolk é um centro portuário com mais de 300 anos de tradição. Desde 1736 a cidade (entãouma vila) era considerada a maior da colônia da Virginia (hoje tem 1,5 milhão de habitantes).Algodão e carvão eram os principais produtos comercializados no porto com mercados das ÍndiasOcidentais. A partir de 1870, com a construção de ferrovias, a cidade passou a crescer.Virginia Beach, a cidade vizinha a Norfolk, está na região de Cape Henry, onde desembarcaram osprimeiros colonos ingleses de Jamestown em 1607. Porém a cidade data de um empreendimentoimobiliário de julho de 1883, nas cido as margens da ferrovia, por iniciativa do Coronel MarshallParks. A cidade tornou-se um centro de turismo de luxo.
  • Richmond - VirginiaRichmond é também um “celeiro” de idéias republicanas no século XVIII, onde líderes políticoscomo Patrick Henry (foto) defenderam a criação e independência dos EUA contra o sistemacolonialista inglês. Tais idéias eram reflexos dos ideais da Revolução Francesa, mas que surtiramefeito mesmo nos EUA, o primeiro país do mundo a adotar o presidencialismo como forma degoverno.
  • Colonial Williamsburg - VirginiaColonial Williamsburg é um museu-parque que abrange o distrito histórico da cidade deWilliamsburg. Atores mostram aos visitantes como era a vida de uma colônia inglesa na Américano século XVIII.
  • Washington DCA região da atual capital federal dos EUA marcava a divisão entre o Norte e o Sul do país (rioPotomac) nos anos 1780. Foi decisão pessoal do primeiro presidente dos EUA, GeorgeWashington, para construir ali a capital do país a partir de 1800.
  • Mariland StateA colonia de Mariland (homenagem à rainhaHenriqueta Maria da França, esposa do reiCarlos I da Inglaterra foi criada paraabrigar os imigrantes católicos ingleses em1631, pelo nobre inglês Cecilius Calvert (2º.Lord de Baltimore). Em 1649 o governo dacolonia adotou o princípio da liberdadereligiosa.A questão religiosa entre católicos eprotestantes durou até 1715.Capital: Annapolis.
  • Baltimore -Mariland
  • Delaware StateDelaware era o nome do Barão de De Lawar, Thomas West (3º. Governador daVirginia de 1610 a 1618) e também do rioque banha o estado.Entre 1631 e 1655, houve tentativas deholandeses e suecos em colonizar a área. Ossuecos construiram Fort Christina (atualcidade de Willmington). Mas em 1682, aregião passou ao governo da Pennsylvania,que organizou os 3 condados até hojeexistentes.Foi o primeiro estado a assinar aConstituição dos EUA em 1787 e é o 2ºmenor estado do país (atrás de RhodeIsland)Capital: Dover
  • Wilmington - DelawareWillmington é a maior cidade do estado do Delaware, situada nas confluências dos riosChristina e Brandwyne.Sua colonização foi feita por suecos (1638), holandeses (1655) e posteriormente porbirtânicos (1664) e mudou de nome de Willington a partir de 1739, me homenagem aThomas Willing (o primeiro explorador de terras da região que adotou os planos de umacidade com o traçado quadrado de ruas) para Wilmington (homenagem ao Conde deWilmington, Spencer Compton).A partir de 1837 com a instalação de ferrovias entre Philadelphia e Baltimore a cidadecomeçou a crescer industrialmente.
  • Pennsylvania StateO estado surgiu em 1787 das terras que o rei inglês Charles II concedeu ao nobre inglês WilliamPenn, como pagamento de uma dívida a seu pai em 1680. Penn opunha-se a monarquia porquestões políticas e religiosas, e fundou em 1862 a vila de Philadelphia (do latim, “cidade doamor fraterno”), onde apoiava a liberdade religiosa para seus colonos.Capital : Harrisburg
  • Philadelphia -PAA cidade é considerada o “Berçodos EUA”, tendo sido a suaprimeira capital após adeclaração da independencia em1776, também assinada nacâmara da cidade, e aConstituição de 1787.A Philadelphia reuniu osprincipais expoentes dopensamento político que deuorigem aos EUA moderno eatual.Benjamin Franklim e WilliamsPenn foram patriotas e filósofosque deram base ao atual sistemapolítico dos EUA.
  • Philadelphia-PA
  • New Jersey StateO estado de New Jersey é um dos maisdensamente povoados dos EUA, facilitado pelofato de estar localizado entre os estados deNew York , Pensylvannia e Delaware.Desde a década de 1950 as cidades do estadotornaram-se uma espécie de subúrbios dasprincipais cidades dos estados vizinhos.Durante a II Guerra Mundial o estado liderou aprodução de navios de guerra no paCapital: Trenton
  • Atlantic City - NJAtlantic City tornou-se um balneário famoso a partir do início do século XX e capital do jogo legalna Costa Leste dos EUA a partir de 1978. O primeiro hotel comercial da cidade abriu as portas em1853, e no ano seguinte, 1854, a primeira ferrovia ligava a cidade de Camdem à Atlantic City.Donald Trump (foto) construiu mega-hotéis –cassino na cidade nos anos 1980 e 1990.
  • New York StateNew York State é conhecido como “The Empire State” ecomeçou em 1609 como uma colônia de holandeses,desde quando em 1609 o explorador Henry Hudsonalcançou a baía de New York em busca do “caminho paraas Índias”.Capital: Albany
  • New York City- NY
  • The NYC5 boroughs = 8,2 milhões de habitantes
  • New England
  • Obrigado a todos e boaviagem!Guia: Mauro FriedrichMobile: 5521 8167-8300maurofriedrich@gmail.com