Walking dead

1,082 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,082
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Walking dead

  1. 1. Prometheus – ‘space jockey’Em Alien (1979), operáriosda nave de mineraçãoNostromo encontram osescombros de outraembarcação, ao leme daqual um humanoidegigantesco jazmorto, fossilizado, com osossos do peito rompidos dedentro para fora – spacejockey.
  2. 2. Toca do coelho "O momento peculiar criou uma lacuna ou um buraco que os espectadores queriam preencher. Nos casos mais gerais, a audiência busca sua própria “capacidade negativa” para discorrer sobre o que deve ter ocorrido. Esse é dos processos nucleares que geram o fanfiction (nos casos mais formalizados) ou simplesmente conversas e especulação (nos casos mais informais).” (Jenkins, 2011)
  3. 3. Capacidade negativa “É quando o homem é capaz de permanecer num estado de incertezas, mistérios, dúvidas, sem qualquer busca irritante por fatos e razão.” (KEATS, John, Carta em 1817 appud LONG, 2007, p.53)
  4. 4. Franquia de AliensOrigem nas HQ`s e expandida através de videogames e filmes
  5. 5. Manual de ‘sobrevivencialismo’ Franquia com origens nos videogames e expandida através das HQ`s, livros e filmes
  6. 6. Personagens secundárias “Extensões transmidiáticas, por razões contratuais e de verba, acabam trabalhando mais com personagens secundários do que os principais. Isso é normal se os personagens são os que nos importamos e se tem uma função no jogo da série. Na verdade, introduzir pontos de vistas alternativos da ação podem ser uma das mais valiosas contribuições que o transmídia pode fazer.” (JENKINS, 2011)
  7. 7. Mapa do quadrinhos http://goo.gl/maps/5VPb
  8. 8. Mapa do seriado:http://goo.gl/maps/0cnr
  9. 9. The Wire “Uma série que fez esse direito foi The Wire, onde eles produziram apenas alguns poucos websódios altamente memoráveis ​e significativos, cada um centrado em torno de personagens e relacionamentos que eram de caráter significativo e memorável, no contexto da série original. ” (Jenkins, 2011)
  10. 10. Novas formas de distribuição do seriado televisivo: lançamento mundial “Uma das razões de terem lançado The Walking Dead globalmente é devido à natureza da(s) comunidade(s) de fãs, e o entendimento de que se algo é lançado em algum lugar, será simultaneamente disponível no mundo todo; e enquanto os fãs querem fazer a coisa certa e não assistir a programas pirateados, eles também não querem esperar meses para que o programa esteja disponível de modo legal para eles. (o seriado foi lançado em 130 países no mesmo dia).” (Jenkins, 2011)
  11. 11. Filmes B: origens do cinema de zumbisZumbi Branco (1932), de Victor e Edward Halperin; A Morta-Viva (1943); A noite dos mortos-vivos (1968), Despertar dos Mortos (1978) e Dia dos Mortos (1985), Terra dos Mortos (2005), de George Romero;Extermínio, de Danny Boyle;
  12. 12. Universo paralelo - Zumbis MarvelUniverso paraleloonde quase todosos super heróisforam infectadospor um vírus que os transforma em zumbissanguinários, mas que mantém quase todasua consciência e seus poderes.
  13. 13. Franquia e consumo de mídias Trajetória de um grupo de sobreviventes liderados pelo policial Rick-HQs de Robert Kirkman e desenhos Grimes em umde Tony Moore e Charlie Adlard mundo pós(2003, Image Comics, edição #98). apocalíptico- Série de tv (2010, ACM). dominado por zumbis.
  14. 14. Extensões transmídia “Extensões transmídia devem adicionar alguma introspecção na narrativa maior e elas devem ser integradas através de diferentes formas de migração. Mas neste ponto, defendo que as extensões transmídia devem ser entendidas como experiências individuais, e não apenas as fontes para obter mais informações da narrativa central.” (Aaron Michael Smith )
  15. 15. Novos episódios- Definição: novos episódios de série de TV em uma forma diferente de mídia: Exemplos: Graphic novels (Heroes), videogames (Alias: Underground), websódios (The Walking Dead), mobsódios (Battlestar Galáctica: a resistência), e funcionam como spin- offs, continuações ou prequels.
  16. 16. Condições dos novos episódios Extensões de novos episódios devem preencher dois requisitos:- a) Devem ser tematicamente coerentes com o programa de televisão e;- b) devem ser um modo transparente de contar histórias.- Ao contrário da narrativa diegética e o ARG, um novo episódio deve manter a fronteira entre o mundo ficcional a vida cotidiana.
  17. 17. Garota da bicicleta “Ela é uma figura emblemática (...) A personagem é originada na graphic novel e apesar de aparecer em poucas páginas, é lembrada constantemente como figura “que assombra”. Ela é a primeira zumbi que conhecemos quando Rick sai do hospital e toma a decisão, de fato, de cometer mortes piedosas em zumbis e criar uma richa entre os humanos e os zumbis.” (JENKINS, 2011)
  18. 18. Lançamento da série de TV:‘motion Comic’ da 1º edição da HQ
  19. 19. Lançamento da série de TV:‘motion Comic’ da 1º edição da HQ
  20. 20. Produção para web “Havia restrições de produção, em termos de orçamento e tempo, o que tornava difícil atingir a mesma qualidade nas produções da web como poderiam ser alcançados na série em si, e isso se torna um problema quando o que acontece na web se destina a ser lido como "parte" da série de televisão, um problema que os produtores transmídia de todos os tipos terão de resolver.”
  21. 21. Hannah – HQ’s / Série de TV / Web
  22. 22. Migração de audiência“O nível e o tipo deinteratividade oferecidonum episódio de TVserá diferentedaquele oferecido nosjogos e, portanto, o nível de atividade oupassividade da audiência é complexa e varia aolongo dos diferentes elementos do textotransmídia global.”(EVANS, E.J. Character, audience agency and transmedia drama. pp. 2)
  23. 23. Personagens migratórias>Daryl DixonA personagem Daryl Dixon,não existe nas HQ`s, masvai fazer parte do arco daHQ „Something to Fear’
  24. 24. Personagens migratórias Os personagens são o centro, se não o ponto central de acoplamento para a audiênça de uma ficção televisiva. Os personagens fornecem um limite entre a identidade dos telespectadores e o mundo de Spooks; eles são o portal através do qual o público acessa a delicia da alteridade„.(EVANS, E.J. Character, audience agency and transmedia drama. pp.15)
  25. 25. Personagens migratórias>MichonneA revista Playboy Americana publicou umamini-história de seis páginas que conta aorigem da personagem Michonne, famosa nosHQ‟s e que irá estrear na próxima temporada.
  26. 26. Migração de audiência “Existe a necessidade de desenvolver uma visão alternativa do prazer da narrativa transmídia que leve em consideração os valores específicos de um meio, como os do drama televisivo, quando são aplicados em outro meio, como os videogames.” (Elizabeth Jane Evans. Character, audience agency and transmedia drama. p. 2)
  27. 27. Migração de audiência1) Desejo de novas formas de engajamento que estão disponíveis no drama televisivo, quando este se expande para o potencial meio interativo da internet.2) Embora os jogos permitem que os jogadores tornem-se o personagem e se coloquem dentro do mundo fictício da série... os participantes não querem que a sua própria identidade torne-se parte do texto. (EVANS, E. J. Character, audience agency and transmedia drama. pp. 13)
  28. 28. Canonicidade e...“No caso de The Walking Dead, o criador, Robert Kirkman, estava a bordo como produtor executivo e escritor. Esta informação foi importante para aliviar o medo dos fãs e para lhes dar a confiança de que a adaptação permaneceria fiel.” (Jenkins, 2011)
  29. 29. ...migração de audiência “Nos momentos em que público reconhece a sua falta de controle sobre a diegese da série, quando há um desenvolvimento que se choca com suas próprias percepções do que o série é e quem são seus personagens; nestes momentos a audiência começa a abandonar o programa.”( EVANS, E. J. Character, audience agency and transmedia drama)
  30. 30. Rise of the Governor Escrito em parceria com Jay Bonansinga, conta o passado do principal vilão da história, o Governador, focando em como ele tornou-se o governante da cidade de Woodbury. O livro é o primeiro de uma trilogia que pretende expandir o universo da série.
  31. 31. Trilogia sobre o personagem do Governador – HQ‟s e TV 11/10/2011 8/04/2012 pré venda ?“Eu sempre gostei da ideia de fazer romances isolados de The Walking Dead.Acho que é bem divertido trabalhar assim, e é algo que eu sempre quis fazer.Eu tenho regras bem restritas sobre não querer criar muitas histórias paralelasem The Walking Dead e, para mim, foi uma saída fazer uma história paralela emum formato diferente. O Governador é um personagem bem interessante nosquadrinhos; ele é muito amado como um vilão perverso. Eu sempre tive todauma história para ele e eu nunca pensei em divulgar isso, mas a possibilidadede fazer isso em um livro me pareceu uma boa ideia.” Robert Kirkman
  32. 32. Jogo online Dead ReckoningO jogador assumeo papel de Shane,e precisa descobrir oque está acontecendo na cidade ao mesmo tempo em que tentamanter a paz. O design do jogo remete aosquadrinhos, mas a fisionomia dopersonagem Shane remete à série..
  33. 33. The Walking Dead (2012) Adventure da Telltale GameHistória em 5 episódios de um novopersonagem, o criminoso Lee Everett. EnquantoRick tenta chegar emAtlanta, Lee e Clementineprocuram fugir dali epoderão se encontrarcom Glenn, que estátambém na cidade.Seus caminhos podem e devem se cruzar...
  34. 34. The Walking Dead: Atlanta Run Jogo online disponível no site do canal Fox, tinha como objetivo levar Glenn até um shopping, pegar suprimentos e ir para o acampamento. O sistema de recordes compartilhados no Facebook permitia conhecer lugares que não foram apresentados nas HQ`s e na série televisiva.
  35. 35. The Walking Dead Social GameJogo social para o Facebook (ainda sem data delançamento) permitirá interação dos jogadores socialmentedentro do mundo da série de TV. Os jogadores precisarãosobreviver junto com seus amigos da rede enquantopercorrem cenários baseados na série de TV e podemencontrar alguns personagens que compõem a trama.
  36. 36. Campanha publicitária na Africa do SulUma das ações publicitárias de divulgação da segundatemporada da série, ocorreuem Johannesburg: umzumbi invadiu a sala durante a exibição de um falsotrailer de um filme decomédia romântica einteragiu com seus personagens.
  37. 37. Talking Dead Presença de atores, produtores e diretores de filmes do gênero. Robert Kirkman responde perguntas e discute o futuro da série de TV e das HQ‟s.Talk-show sobre a série que foi exibido aovivo, logo após cada episódio da 2º temporada.Cada talk-show teve meia hora de duração e trouxediscussões sobre asérie, curiosidades, enquetes, bastidores e cenasinéditas dos episódios futuros!
  38. 38. Story Sync – 2º temporada Experiência com tablet permitiu durante exibição do programa, os fãs votarem em enquetes-relâmpago, rever videoclipes do episódio, participar de seções como Enquete de Julgamento; Escala Gore e contato com outros fãs; comentários em tempo real sobre o episódio do dia.
  39. 39. Jogos de tabuleiroSérie de TV - O jogo da HQ - O jogo da Z -ManCryptozoic, pode ter até 4 Games é baseado nosjogadores e existe a personagens e o jogadorescolha de ser um tenta sobreviver em umsobrevivente ou zumbi. mundo infestado de zumbis.
  40. 40. Action Figures – Walking DeadA coleção foilançada em duasfases: a primeirausa como base osprincipais personagensdas HQ`s e a segunda os da série televisiva,sem contar os zumbis de ambas as séries, quetem partes do corpo destacáveis.
  41. 41. Considerações finais Franquia transmídia é o lugar de emergência do „cosmopolismo pop‟ na contemporaneidade, motivo da pressão exercida para que os indivíduos se tonem cidadãos do mundo, globalizados, além de portadores de sua cidadania local.
  42. 42. ReferênciasEVANS, Elizabeth J. Character, audience agency and transmedia drama.(<http://eprints.nottingham.ac.uk/551/1/Character_Audience_Agency_and_Trans- Media_Drama_ _Pre_publication_version.pdf>)JENKINS, H. Making My Peace with The Bicycle Girl: Reflections on The Walking Dead Web Series.(<http://henryjenkins.org/2011/10/a_conversation_about_transmedi.html>)ROCHA, Thiago. Além dos quadrinhos: Apocalipse zumbi transmídia. Monografia de Curso, 2011.(<http://www.guiadosquadrinhos.com/monografiaview.aspx?cod_mono=60>)

×