Qual é O Perfil Ideal Do Professor2

5,403 views
5,099 views

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
5,403
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
788
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Qual é O Perfil Ideal Do Professor2

  1. 1. Qual é o perfil ideal do Professor Pós-Moderno?
  2. 2. Um novo perfil de educadores está surgindo frente as novas tecnologias.
  3. 3. Veja quais são as características desse novo profissional da educação: <ul><li>a) profissionais atualizados, contextualizados no debate sobre o pós-modernismo e suas implicações para a educação; </li></ul><ul><li>b) usuários críticos da tecnologia, capazes de associar o computador às propostas ativas de aprendizagem; </li></ul><ul><li>c) cidadãos atentos aos desafios político-sociais que estão envolvidos no contexto pedagógico de hoje. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A escolha por uma linha de trabalho que associe a Internet com as pedagogias ativas solidificará a nova função do professor como orientador da pesquisa e facilitador da aprendizagem. </li></ul><ul><li>No entanto, se não houver uma preparação consistente do professor que lidar com </li></ul><ul><li>esses meios, muitas vezes tais atividades terão pouca validade pedagógica. A utilização da informática e da Internet na escola pode correr o risco de se fechar em si mesma, isto é, no uso do computador pelo computador. </li></ul><ul><li>“ A nova realidade escolar que associa palavra e imagem, máquina e ser humano, real e </li></ul><ul><li>virtual, comunicação presencial e em rede, exige um novo perfil dos educadores”. </li></ul><ul><li>Andrea Cecília Ramal , Internet e Educação </li></ul><ul><li>Revista Guia da Internet </li></ul>
  5. 6. A nossa realidade: <ul><li>Há relativamente poucos programas educativos e nem todos unem a qualidade técnica com a eficácia pedagógica. </li></ul><ul><li>Na Internet, às vezes é difícil encontrar sites criados especialmente com fins educacionais. </li></ul><ul><li>Está certo que uma homepage com hipertexto supera, de certo modo, as possibilidades de um livro didático comum. Mas ao lidar com a Internet os alunos são surpreendidos com a variedade de possibilidades que surgem no monitor, com o MSN, ORKUT e esquecem da real função das aulas nas STEs que é a construção do conhecimento relacionado a determinado conteúdo, projeto ou disciplina. </li></ul>
  6. 7. O Nosso Desafio: <ul><li>Mas como usar tudo isso em sala de aula? </li></ul><ul><li>Como obter benefícios didáticos desses recursos? </li></ul><ul><li>Afinal, de uma maneira geral os programadores de </li></ul><ul><li>home-pages e de softwares de navegação não têm </li></ul><ul><li>formação na área da Educação, e quando se </li></ul><ul><li>preocupam em produzir algo didático nem sempre </li></ul><ul><li>observam o campo educativo de uma </li></ul><ul><li>maneira crítica e atualizada. </li></ul>
  7. 8. Para isso precisamos: <ul><li>Unir professores regentes, professores </li></ul><ul><li>das STEs e coordenação pedagógica; </li></ul><ul><li>Planejar muito bem as aulas, projetos, preferencialmente, com o auxílio do professor de informática; </li></ul><ul><li>Prever a importância dos conteúdos a serem trabalhados nas STEs; </li></ul><ul><li>Interligar a pesquisa, a prática e o uso das novas tecnologias para instigar o interesse dos alunos por determinado conteúdo; </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Desenvolver atividades nas STEs que tenham um objetivo, resultado ou um produto final que possa ser vinculado ao uso dessas novas tecnologias: </li></ul><ul><li>Blogs; </li></ul><ul><li>Sites; </li></ul><ul><li>Vídeos; </li></ul><ul><li>Homepages; </li></ul><ul><li>Espaços virtuais como Wikispaces, you tube, slideshare, authorstream, etc; </li></ul><ul><li>Divulgar no mundo virtual todo e qualquer projeto, aula, evento que visem a participação dos alunos e professores na produção cultural, intelectual, etc; </li></ul>
  9. 10. Papel do Professor da Sala de Tecnologias Educacionais
  10. 11. Papel do Professor Regente :
  11. 12. Desafios burocráticos, necessários ou importantes? <ul><li>Agendar com antecedência o uso da Sala de Tecnologias Educacionais e também dos aparelhos como dvds, vídeo, data-shows, notebook, rádios, retoprojetores; </li></ul><ul><li>Checar com antecedência métodos e aparelhos que serão utilizados durante as aulas (cds, pen-drives, dvds, notebooks); (dependendo do formato e de como foi gravado não funciona) </li></ul><ul><li>Preencher relatórios, projetos, planos de aula antes de realizar as práticas na STE; </li></ul><ul><li>Pedir auxílio de recursos para planejamento das aulas; </li></ul>
  12. 13. Produto Final, objetivo, resultado: <ul><li>O Núcleo de Tecnologias cobra os resultados das práticas educacionais desenvolvidas em todas as disciplinas nas STEs e evidencia os projetos interdisciplinares. </li></ul><ul><li>Como atender a essas exigências? </li></ul><ul><li>Às vezes projetos excelentes ficam engavetados, </li></ul><ul><li>escondidos. </li></ul><ul><li>Então o que devemos fazer? </li></ul>
  13. 14. Divulgação <ul><li>Projetos; </li></ul><ul><li>Escola; </li></ul><ul><li>Professores; </li></ul><ul><li>Trabalhos; </li></ul><ul><li>Alunos; </li></ul><ul><li>Comunicação virtual (Internet, </li></ul><ul><li>blog, wikispaces, vídeos, etc); </li></ul><ul><li>Imprensa (jornais, revistas, periódicos) </li></ul><ul><li>Participação em concursos, eventos, etc; </li></ul>
  14. 15. Um problema foi detectado <ul><li>Alguns professores de determinadas áreas não conseguiram utilizar como deveriam a STE. </li></ul><ul><li>Motivo: Concorrência, agenda lotada </li></ul><ul><li>Proposta da STE: </li></ul><ul><li>OBSERVAÇÃO: O professor responsável pelo STE deve administrar o horário de forma que todos os professores em todas as áreas de conhecimento possam utilizá-la dentro do período de um Bimestre. </li></ul><ul><li>Propostas de Horário Rotativo para a Utilização da Sala de Tecnologias Educacionais por semana envolvendo todas as áreas e disciplinas durante um Bimestre. </li></ul>
  15. 16. <ul><li>Exemplo 1: 1º Bimestre Início: 09/02/09 Término: /04 </li></ul><ul><li>1º semana – 09 a 13/02 – Língua Portuguesa/ Literatura </li></ul><ul><li>2º semana – 16 a 20/02 – Matemática/ Física </li></ul><ul><li>3º semana – 23 a 27/02 – Língua Inglesa </li></ul><ul><li>4º semana – 02 a 06/03 – Educação Física - Artes </li></ul><ul><li>Exemplo 2: Sistema de cotas </li></ul><ul><li>Cada professor terá direito a um percentual de aulas na STE, de acordo com a quantidade de aulas semanais. </li></ul><ul><li>Ex: Ciências: 3 aulas semanais- Na STE 3 aulas mensais não cumulativas. </li></ul><ul><li>Exemplo 3: O agendamento das aulas na STE poderão ser feitos apenas com uma semana de antecedência. </li></ul><ul><li>Observação: Os modelos acima são uma mera proposta, podendo ser aceitas ou não e ainda alteradas; </li></ul><ul><li>Os professores poderão agendar suas aulas na STE de acordo com o horário proposto e se não estiverem de acordo com a disposição das aulas,deverão negociar a troca com as respectivas disciplinas. </li></ul>
  16. 17. Velhos valores para um Novo Ano <ul><li>Que este ano letivo de 2009, nos traga força e determinação para transformar nossos sonhos em realidade. Que a fé, a solidariedade, a união e o trabalho norteiem nossos passos rumo ao sucesso. </li></ul><ul><li>Que cresçamos como profissionais, mas principalmente, como seres humanos. Cultivemos o otimismo, não nos permitamos perspectivas sombrias, pois, tudo é possível quando há determinação, confiança e fé. </li></ul><ul><li>Que possamos nós hoje, transformar nossos alunos na mudança que desejamos para o mundo de amanhã! </li></ul><ul><li>Professores da STE </li></ul><ul><li>Escola Estadual Prof. a Nair Palácio de Souza </li></ul>

×