Ameria platina
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Ameria platina

on

  • 1,014 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,014
Views on SlideShare
1,014
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Ameria platina Ameria platina Document Transcript

  • COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. SÉRIE: 7ª AMÉRICA PLATINA – 2013 Ocupando uma área de aproximadamente 3,3 milhões de quilômetros quadrados, a América Platina é uma região da América do Sul formada por três nações: Argentina (2,7 milhões de km²), Paraguai (406,7 mil km²) e Uruguai (177,4 mil km²). Esses três países são banhados pelos principais rios que compõem a Bacia Hidrográfica do Rio Prata – Paraná, Paraguai e Uruguai. A população platina é composta por cerca de 50,5 milhões de habitantes, dos quais 40,6 milhões residem na Argentina. Em razão do intenso fluxo migratório de espanhóis e italianos para a região, principalmente para a Argentina e Uruguai, a população branca de origem europeia é maioria nesses dois países. No Paraguai, predominam os habitantes de origem ameríndia e os mestiços. A economia local é bastante diversificada. Argentina, Paraguai e Uruguai desenvolvem atividades agropecuárias, com destaque para a criação de ovinos e bovinos e os cultivos de milho, trigo, soja, algodão e frutas. O setor industrial baseia-se nos segmentos alimentício, têxtil, eletroeletrônico, etc. Outros destaques são o turismo, a mineração e a produção de vinho, em especial na Argentina e Uruguai. A Argentina é a nação mais industrializada da América Platina. A indústria concentra-se em Buenos Aires, Córdoba e Rosário. Montevidéu, capital do Uruguai, abriga a maioria das indústrias no país, cujo setor se baseia na produção alimentícia e têxtil.
  • Características gerais da América do Sul A América do Sul compreende a área que se estende do sul do istmo do Panamá ao cabo Horn, perfazendo 7 mil quilômetros de extensão. Suas terras atingem a maior largura próximo à linha do equador e se afunilam no sul do continente americano. Por isso a América do Sul tem um formato triangular. Com uma área aproximada de 17 815 000 km², a América do Sul é atravessada pela linha do equador no sul da Colômbia e no norte do Brasil e do Equador. Cerca de três quartos de seu território localizam-se na zona intertropical, ou seja, entre os trópicos de Câncer e Capricórnio. No lado oeste, banhado pelo oceano Pacífico, ergue-se uma grande cordilheira com altitudes elevadas: os Andes. Duas grandes bacias hidrográficas, dentre as maiores do planeta, se destacam: a bacia Amazônica, situada ao norte, entre o planalto das Guianas e o planalto Brasileiro, formada pelo rio Amazonas e seus afluentes; e a bacia Platina, ao sul, constituída pelos rios Paraná, Paraguai e Uruguai, que se juntam entre a Argentina e o Uruguai, formando o rio da Prata. Observe o mapa ao lado. A constituição física da América do Sul é importante para entender sua divisão em grupos de países ou conjuntos regionais. São quatro os principais conjuntos geográficos do subcontinente americano: Guianas – Território que corresponde em boa parte às áreas planálticas e semi-montanhosas do planalto das Guianas.
  • Países andinos (Colômbia, Venezuela, Chile, Bolívia, Peru e Equador) - Conjunto de países caracterizados pela presença da cordilheira dos Andes. Países platinos (Argentina, Uruguai e Paraguai) - Conjunto de países cujo território é banhado em grande parte pelos rios formadores da bacia do Prata. Brasil - Além de abranger alguns trechos do planalto das Guianas e da bacia do Prata, possui características específicas constituindo a América Platina. As bases históricas dos conjuntos geográficos da América do Sul Os conjuntos regionais da América do Sul não são agrupados simplesmente pelos traços fisiográficos. Há também uma forte influência de traços humanos, principalmente históricos. As Guianas, por exemplo, tiveram um processo de formação diferente da maioria dos países sul-americanos, colonizados por espanhóis. Do ponto de vista histórico, o Brasil também, pois foi o único país da América do Sula ser colonizado por portugueses. Aqui, ao contrário de todas as demais nações sulamericanas – cuja língua oficial é o espanhol -, fala-se o português. Do ponto de vista da divisão política, a América do Sul é hoje constituída por doze Estados soberanos e um departamento francês de ultramar (Guiana Francesa).
  • Guiana. Maior e mais populosa das três Guianas. Tem cerca de 215 000 km² e 751 mil habitantes e renda per capita de 900 dólares. Conquistou sua independência em 1966 e até hoje faz parte da Commonwealth, a Comunidade Britânica das Nações. Suriname. Com uma área de 163 265 km² e uma população de 449 mil habitantes, possui um padrão de vida melhor que a vizinha Guiana: cerca de 2 280 dólares de renda per capita. Guiana Francesa. É um departamento de ultramar da França, ou seja, uma espécie de colônia, conta uma área de 90 000 km² e uma população inferior a 200 mil habitantes. A Guiana e o Suriname tentam timidamente estreitar suas relações comerciais com os demais países da América do Sul, porém sem grandes avanços até o momento. O relevo caracteriza-se pela presença de extensas planícies e planaltos. Apenas no oeste da Argentina há a cordilheira dos Andes, onde se encontra o Aconcágua – com 6.959 m de altitude, é o pico sul-americano mais alto. PARAGUAI
  • Paraguai O Paraguai, oficialmente República do Paraguai, é um país do centro da América do Sul, limitado a norte e oeste pela Bolívia, a nordeste e leste pelo Brasil e a sul e oeste pela Argentina. Sua capital é a cidade de Assunção. Capital: Assunção Moeda: Guarani Presidente: Federico Franco Hino nacional: Paraguayos, República Muerte Línguas oficiais: Língua castelhana, Língua guarani População: 6.568.290 (2011) Banco Mundial O Paraguai assim como a Bolívia não tem saída para o mar; No entanto, grande parte das exportações paraguaias é feita pelo Porto de Paranaguá, no Brasil; A COLONIZAÇÃO DOS PAÍSES PLATINOS FOI TARDIA A mão de obra escrava e africana quase não foi utilizada por causa da inexistência de atividades coloniais lucrativas; Apresentam assim características étnicas marcantes; É muito grande a presença de europeus e seus descendentes; A população indígena ou seus descendentes e a população negra é quase inexistente; ARGENTINA E URUGUAI – nesses países mais de 85% da população é originária de povos europeus, principalmente espanhóis e italianos; Porém no PARAGUAI - cerca de 95% da
  • população é constituída de indígenas ou de indivíduos originados da miscigenação de indígenas com espanhóis; URUGUAI A economia uruguaia conheceu um período de grande desenvolvimento do fim do século XIX a meados do século XX; Baseada na pecuária ovina, na exportação de lã e de carnes, sua economia passou por um processo de industrialização; Nesse período o padrão de vida do uruguaio foi bem superior ao dos demais países da América Platina; Devido ao baixo índice de analfabetismo, a boa alimentação, as cidades limpas e bonitas; Ou seja, crescimento econômico aliado a crescimento social; ARGENTINA
  • Argentina, oficialmente República Argentina, é o segundo maior país da América do Sul em território e o terceiro em população, constituída como uma federação de 23 províncias e uma cidade autônoma, Buenos Aires. Capital: Buenos Aires Moeda: Peso argentino Presidente: Cristina Kirchner Língua oficial: Língua castelhana População: 40.764.561 (2011) Banco Mundial Governo: República federal, Presidencialismo, Democracia representativa, Federação Principais características da economia da Argentina: A Argentina possui a segunda maior economia da América do Sul, ficando atrás apenas do Brasil. Apresenta como pontos positivos uma grande quantidade e variedade de recursos naturais, boa infraestrutura, população alfabetizada, trabalhadores qualificados e base industrial diversificada. A região mais industrializada fica na capital (Buenos Aires). Destaque para as indústrias de produtos alimentícios, tecidos e de automóveis. A Agricultura é outro destaque econômico da Argentina, sendo voltada principalmente para o mercado externo. A pecuária, voltada principalmente para a produção de carne, também é uma importante atividade da economia do país. Atualmente o grande desafio econômico da Argentina é enfrentar a fuga de capitais e reduzir a inflação, em alta nos últimos anos. O país participa ativamente do Mercosul, tendo o Brasil como principal parceiro econômico na região. A Argentina faz parte do G20, grupo formado pelas vinte maiores economias do mundo. A Argentina é considerada
  • pelo Banco Mundial como sendo um país emergente secundário. OS PAMPAS Chamamos Região Central às províncias de Buenos Aires e La Pampa. É a zona que define o espírito do "gaúcho" argentino: grandes e extensas planícies de grande riqueza para a produção agrícola e de gado. É a tão conhecida "pampa" que com seu horizonte sem limite, convida a ser percorrida livremente como o fazem ainda hoje estes "homens a cavalo". É o coração produtivo do país e onde reinam as "fazendas", com seus cascos -antigos casarios de finais do século XIX e começos dos XX- que ultimamente se abriram ao turismo para que todos possam desfrutar das atividades própias do campo. CHACO Chaco (do quechua chaku: território de caça) é uma região de aproximadamente 1.280.000 km² e compreende partes dos territórios paraguaio, boliviano, argentino e brasileiro (ao sul do Pantanal). Caracteriza-se por muitos ecossistemas e climas distintos que variam do semi-árido ao norte, próximo à fronteira com a Bolívia, ao úmido no sul próximo ao Brasil. As temperaturas oscilam entre -7°C no inverno a 47°C no verão. O regime de chuvas também é bem diversificado, indo de 400mm ao ano na região oeste até atingir 1600mm já próximo a Assunção, Paraguai.
  • Exibe grande pluralidade de espécies animais e vegetais, algumas delas ameaçadas de extinção. A intervenção humana também tem acelerado o natural processo de salinização dos solos. Dentre as espécies encontradas destacam-se a onça pintada, o puma, o lobinho (popularmente chamado), antas, porcos selvagens, dentre outros. Uma das espécies endêmicas é o javali do Chaco.
  • PATAGÔNIA A Patagônia é uma região natural que se localiza no sul da América do Sul, abrangendo quase um terço dos territórios da Argentina e do Chile. São quase 800.000 quilômetros quadrados de território virgem, pouco explorado e de escassos habitantes. Uma região riquíssima em recursos naturais de incomparável beleza, fazendo deste lugar um dos mais belos do planeta. Começa perto do paralelo 37 e estende-se até a ilha da Terra do Fogo, cuja capital é Ushuaia - conhecido como o fim do mundo, com suas paisagens contrastantes: para oeste está o mar do pacífico, de norte a sul corta a Cordilheira dos Andes, no centro da região, a Patagônia extra-andina, desértica, formando pedregosas mesetas e grandes extensões de campo, para o leste encontra-se a Costa Atlântica . E para o sul, chegase até a Ilha Grande da Terra do Fogo. A Patagônia é um vasto território cheio de mistério, que tem um forte magnetismo, e um incrível poder de sedução, capaz de apaixonar todo aquele que se aproximar destas terras deixando-se abraçar pela imensidão de seus horizontes, até se
  • entregar rendido frente a tão contundente demonstração da insignificância do ser humano diante de tamanha grandeza da natureza. Uma delas associa o nome à observação, por parte do navegante, de grandes pegadas realizadas pelos Tehuelches, um povo nativo da região, que se caracterizavam por serem altos e terem uma forte contextura. Outra, diz que Magalhães utilizou o termo "Patagón", fazendo alusão a um monstro literário, personagem de uma famosa novela medieval.
  • Uma conjunção perfeita de lagos, rios, montanhas, vales e estepe infinito, uma eterna sucessão de imponentes paisagens, o contato com a natureza na sua máxima expressão e a possibilidade de praticar uma enorme quantidade de atividades que satisfazem as expectativas tanto das almas mais intrépidas como das mais contemplativas, fazem da Patagônia um destino inesgotável, um lugar único onde a natureza desvenda seus segredos e manifesta sua grandeza em todo o seu esplendor. MERCOSUL O MERCOSUL (Mercado Comum do Sul) é um processo de integração econômica entre Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai constituído em 26 de março de 1991, com a assinatura do Tratado de Assunção. Evoluiu a partir do programa de aproximação econômica entre Brasil e Argentina de meados dos anos 80, o Tratado de Iguaçu, precursor do Mercosul, e tem dois grandes pilares: a democratização política e a liberalização econômico-comercial. Os processos de integração classificam-se em diversos tipos, segundo o grau de profundidade dos vínculos que se criam entre os países envolvidos. Temos primeiro a chamada Zona de Preferência Tarifária, que assegura níveis tarifários preferenciais para o conjunto de países que pertencem à Zona. Um segundo modelo é a Zona de Livre Comércio (ZLC), que consiste na eliminação das barreiras tarifárias e não-tarifárias que incidem sobre o comércio entre dois ou mais países. Em terceiro há a União Aduaneira, que é uma ZLC dotada também de uma Tarifa Externa Comum, ou seja, um único conjunto de tarifas para as importações provenientes de países
  • não-pertencentes ao bloco. O quarto tipo de integração é o Mercado Comum, em que circulam livremente não só bens, mas também serviços e os fatores de produção - capitais e mão-de-obra. O Mercado Comum pressupõe ainda a coordenação de políticas macroeconômicas. Dentro da classificação acima, o MERCOSUL é, desde 1º de janeiro de 1995, uma União Aduaneira. Ou melhor, é um projeto de construção de um Mercado Comum cuja execução se encontra na fase de União Aduaneira. Os objetivos primordiais do MERCOSUL são: Eliminação das barreiras tarifárias e não-tarifárias no comércio entre os países membros; Adoção de uma Tarifa Externa Comum (TEC); Coordenação de políticas macroeconômicas; Livre comércio de serviços; Livre circulação de mão-de-obra, e Livre circulação de capitais. Segundo o Protocolo de Ouro Preto, de 17 de dezembro de 1994, a estrutura institucional básica do MERCOSUL é constituída por: Conselho do Mercado Comum (CMC) - instância decisória máxima, composto pelos Ministros das Relações Exteriores e da Economia ou seus equivalentes dos Estados Partes. A Presidência do CMC será exercida por votação dos Estados Partes, em ordem alfabética, por um período de 6 meses Grupo Mercado Comum - principal órgão negociador e executivo do MERCOSUL - Implementa medidas concretas para a integração; Comissão de Comércio - órgão técnico encarregado de administrar os instrumentos da política comercial comum
  • (verificar sua correta aplicação, propor ajustes examinar pleitos nacionais relacionados a casos comerciais específicos); Comissão Parlamentar Conjunta - composta por 16 parlamentares de cada país, tem a função de buscar acelerar os procedimentos legislativos necessários para a entrada em vigor, em cada país, das normas do MERCOSUL e auxiliar o processo de harmonização de legislações, e Foro Consultivo Econômico e Social - reúne representantes empresariais e sindicais, bem como entidades da sociedade civil, para discussão de temas vinculados ao MERCOSUL e formulação de propostas específicas. Há, ainda, órgãos temáticos no MERCOSUL, como as Reuniões de Ministros de áreas específicas, os Subgrupos de Trabalho e os Grupos ad hoc de assessoria técnica ao GMC, e o Comitê de Cooperação Técnica. O Protocolo de Ouro Preto também dotou o MERCOSUL de personalidade jurídica internacional, habilitando o CMC a firmar acordos com outros países em nome do MERCOSUL, o que já foi feito com o Chile, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela e com a União Européia. O sistema de solução de controvérsias do MERCOSUL, adotado em 1991 pelo Protocolo de Brasília, permite julgar alegações de incumprimento das normas do MERCOSUL feitas por um Governo contra outro Governo, ou por um agente privado, que acionará seu Governo o qual por sua vez levará o caso ao Governo do país objeto da reclamação - se considerar a demanda justificada. O mais novo integrante do Mercosul, é a Venezuela que ingressou e 2012.
  • EXERCÍCIO DE REVISÃO 1- Sobre os aspectos físicos da América Platina, é correto afirmar que: a) O relevo platino é caracterizado por áreas planas e altitudes que atingem, no máximo, 300 metros acima do nível do mar. b) A América Platina possui vários rios, entre os principais estão: Paraná, Paraguai, Colorado e Amazonas. c) O clima da América Platina apresenta diferentes características conforme cada região: na porção norte, o clima predominante é o seco; ao sul, região do pampa, o clima é temperado. d) A Área ocupada pela América Platina compreende mais de 50% do território da América do Sul. e) A América Platina é formada pelos países da Argentina, Paraguai e Uruguai. Essas nações são banhadas pelos rios que formam a Bacia Hidrográfica do Rio Prata, e estão localizadas na porção norte do território da América do Sul. 2- Os blocos econômicos têm por objetivo a redução e/ou eliminação das tarifas alfandegárias. Sua formação proporciona maior dinamismo nas relações comerciais entre os países integrantes. Nesse sentido, os países da América Platina, juntamente com o Brasil, integram um bloco econômico visando maior flexibilidade nas importações e exportações de produtos. Esse bloco é: a) APEC – Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico. b) CAN – Comunidade Andina. c) Mercosul – Mercado Comum do Sul. d) Nafta – Acordo de Livre Comércio da América do Norte. e) Caricom – Mercado Comum e Comunidade do Caribe
  • 3- A América Platina é uma subdivisão da América do Sul. Essa região é composta por três países que são banhados pelos rios que integram a Bacia Hidrográfica do Rio Prata. Essas três nações que formam a América Platina são a) Peru, Chile e Bolívia b) Argentina, Paraguai e Uruguai c) Argentina, Brasil e Paraguai d) Colômbia, Equador e Venezuela e) Peru, Brasil e Paraguai 4- O país da América Platina que possui a maior extensão territorial, além de ser o mais populoso, é: a) Argentina b) Brasil c) Uruguai d) Paraguai e) Colômbia 5-Observe a área pontilhada no mapa e aponte a alternativa que melhor caracteriza a região:
  • a) Nessa área, encontram-se os Países Platinos: Argentina, Paraguai e Uruguai. b) Essa área é denominada Região Andina. c) O sul dessa área é conhecido como região da Patagônia, onde os solos são férteis e a agricultura é bastante mecanizada. d) O norte dessa área é conhecido como a Região dos Pampas, que se caracteriza pelos climas secos e frios. e) Nessa área, há grande concentração populacional. 6- A região geoeconômica mais importante da Argentina é o Pampa, que tem: a) Exclusivamente atividades pecuárias. b) Solos férteis e agricultura com alta produtividade. c) Clima úmido e intensa atividade extrativa. d) Clima seco favorável à produção vinícola. e) Pecuária extensiva de ovinos e fruticultura desenvolvida. 7-Assinale a afirmativa INCORRETA em relação às sub-regiões da Argentina: a) "OÁSIS" SUBANDINOS - Área de planaltos de piemonte, bem irrigados e que constituem um dos centros de produção frutícola argentina. b) CHACO - Zona seca (sobretudo a oeste), vizinha ao Paraguai, e que registra produção de algodão. c) MISSÕES - Área úmida, encravada entre o Brasil e o Paraguai, e que produz cana-de-açúcar, mate e frutas cítricas. d) PATAGÔNIA - Vastos planaltos do sul, de clima frio e onde o elevado potencial hidráulico vem permitindo rápida industrialização e adensamento demográfico.
  • e) PAMPA - Região vital do país. A mais povoada (abriga a capital) e que produz trigo, carne bovina e o essencial das indústrias. 8-Localizado no centro da América do Sul, é um país interior que abriga uma pequena população, em sua maior parte composta por elementos indígenas e mestiços. Na sua porção oriental, concentra-se a atividade econômica, baseada na lavoura de soja e de algodão e na pecuária extensiva. O texto refere-se: a) Ao Paraguai. b) Ao Uruguai. c) Ao Peru. d) À Argentina. e) Ao Chile. 9- O Mercosul foi criado em 1.991, através do Tratado de Assunção, sendo formado pelo Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, congregando uma população de 200 milhões de habitantes e um PIB de 1,1 trilhão de dólares. Sobre este bloco econômico é correto afirmar que a) O Mercosul constitui uma união aduaneira, estágio da integração econômica onde além de não serem cobrados impostos no comércio entre os países membros, há uma tarifa externa comum. b) O bloco sul-americano é, dentro da nova ordenação em blocos de poder e de grandes corporações econômicas, aquele que apresenta o maior fluxo de mercadorias e pessoas. c) Os países que compõem o Mercosul apresentam o mesmo patamar de desenvolvimento industrial, pois todos são
  • capitalistas, com a presença marcante de transnacionais. d) Os objetivos do Mercosul estão centrados na coordenação das políticas macroeconômicas, no intercâmbio de bens, serviços e pessoas, e na cooperação científico-tecnológica. 10- O Brasil mantém relações relativamente frágeis com os países latino-americanos. No sentido de fortalecer as relações econômicas, recentemente constituiu-se uma organização congregando vários países: a) A ALADI - Brasil, Colômbia, Venezuela, Peru, Argentina, Chile e Uruguai. b) O Mercosul - Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. c) O Pacto Andino - Brasil, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia. d) O Mercado Comum da América Central - Brasil, Nicarágua, El Salvador, México e Costa Rica. 11- "Um protesto de sacoleiros, políticos e sindicalistas fechou ontem, por três horas a PONTE DA AMIZADE." ("O POVO", 12/11/95). Esse acontecimento ocorreu entre: a) Ponta Porã (Brasil) e Puerto Juan Caballero (Paraguai) b) Foz do Iguaçu (Brasil) e Ciudad de Leste (Paraguai) c) Uruguaiana (Brasil) e Passos de los Libres (Argentina) d) Santana do Livramento (Brasil) e Rivera (Uruguai) 12- As altas escarpas do seu relevo permitem o aparecimento de uma área totalmente árida, onde a vegetação quase não existe. Esta situação é explicada pela presença da corrente de
  • Humboldt, impedindo a passagem das massas úmidas provenientes do oceano Pacífico. Como consequência desse fato podemos afirmar que: a) Afeta no clima dos países encontrados na parte oriental da América do Sul. b) Afeta no clima dos países encontrados na parte ocidental da América do Sul. c) Afeta no clima dos países encontrados na parte ocidental da América do Norte. d) Afeta no clima dos países encontrados na parte oriental da América do Sul. 13- Relacione as colunas indicando as características dos países citados. Em seguida assinale a sequência correta: a) Argentina b) Paraguai c) Colômbia ( ) País de clima temperado ( ) País que construiu com o Brasil a hidrelétrica de Itaipu. ( ) É um país andino. A SEQUÊNCIA CORRET É: a) C,B,A. b) B,C,A. c) A,C,B. d) A,B,C. 14- "Cortada pela linha do Equador, essa região geográfica corresponde a cerca de 30% da América do Sul, abrangendo parte do território do Brasil, Guiana Francesa, Suriname, Guiana, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia. Há
  • grandes vazios populacionais, a densidade demográfica é estimada em apenas dois habitantes por quilômetro quadrado e o clima predominante é quente e úmido." Identifique a região referida no texto: a) Região dos Lhanos. b) Região Amazônica. c) Região dos Dobramentos Modernos da América do Sul. d) Região dos Escudos Guiano e Brasileiro de idade cenozóica. GABARITO: 1-C 2-C 3-B 4-A 5-A 6-B 7-D 8-A 9-A 10-B 11-B 12-B 13-D 14-B