Your SlideShare is downloading. ×
Relatório do filme "No quarto da Vanda"
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Relatório do filme "No quarto da Vanda"

602

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
602
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Relatório do Filme “No Quarto da Vanda”Data do visionamento do filme: 2 de abril de 2013Local: Santo TirsoRazões do visionamento: O que me levou a visionar este filme foram as boasreferências que pesquisei sobre ele, pois este filme valeu a Pedro Costa o prémioFrance Culture para o Cineasta Estrangeiro do Ano, no Festival de Cannes de 2002. A suaobra é maioritariamente divulgada em eventos especiais, festivais e retrospetivas de váriospaíses.Título do filme: No Quarto da VandaRealizador: Pedro CostaAno de lançamento: 2000Personagens principais: Vanda Duarte, Zita Duarte, Lena DuarteMúsica: Philippe MorelBreve síntese da história: Vanda Duarte é uma jovem toxico-dependente que vive numbairro de lata, ao norte da cidade de Lisboa. É uma pessoa simples e sensível que nãoconsegue superar o problema da droga. Isolada do mundo exterior, fechada no seu quartopobre, vive com mágoa o seu desconforto e o seu desencanto, que partilha com algunsfamiliares e amigos. O bairro das Fontaínhas, onde ela vive, começa gradualmente a serdestruído pelos buldozeres da Câmara de Lisboa e ela inquieta-se em relação ao seu futuro.Momento do filme considerado mais importante: Para mim o momento mais marcante nofilme foi quando Vanda estava no seu quarto a conversar com um amigo de infância cabo-verdiano e vanda diz a ele que “É triste, não é? A vida que a gente quer é essa”. Este foi omomento que mais me marcou pois ela, diz estas palavras depois de o rapaz cabo-verdianodizer que não tem mais nada na vida a não ser a roupa que tem na mochila.Opinião pessoal sobre o filme: Na minha opinião o filme retrata lições de vida para qualquerpessoa. Tal como o plano sombrio sobre a malvadez do “mundo deles”, a violência que sepassa, o vício (droga) deles ou ainda em último plano do filme, em que mostra tudo emruínas. Estas são realidades que servem de lição e mostra-nos a realidade no mundo em quevivemos.

×