Your SlideShare is downloading. ×
0
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Pos Oficina Ii[1] Simone
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Pos Oficina Ii[1] Simone

909

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
909
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Oficina II Recursos Tecnológicos na Educação Superior
  • 2. Ementa <ul><li>Tecnologia e educação. </li></ul><ul><li>O uso de softwares pedagógicos como instrumento de apoio ás atividades de ensino. </li></ul><ul><li>Emprego de recursos da tecnologia nas aulas: desenvolvimento de vídeos, filmes, páginas de internet e pequenos softwares. </li></ul>
  • 3. Tecnologias na Educação x Informática Educativa
  • 4. Informática Educativa <ul><li>A informática é mais uma disciplina integrada ao currículo. </li></ul><ul><li>Ensina-se, por exemplo, linguagens de programação e a utilizar os softwares do Office. </li></ul>
  • 5. <ul><li>A informática é utilizada como um recurso, uma ferramenta para a construção de conhecimento. </li></ul><ul><li>A principal forma de trabalhar é através de projetos, webquests, webgincanas, projetos colaborativos entre escolas geograficamente separadas. </li></ul>Tecnologias na Educação
  • 6. Histórico da Tecnologia na Educação <ul><li>1975 - A Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP , iniciou cooperação técnica com o LAB do Massachussets Institute of Technology - MIT , criando um grupo interdisciplinar para pesquisar o uso de computadores com linguagem LOGO na educação de crianças. </li></ul>
  • 7. Histórico da Tecnologia na Educação <ul><li>“ LOGO ” é, ao mesmo tempo, uma linguagem de programação de alto nível , uma metodologia de ensino e uma filosofia educacional , ela propõe o uso do computador como ferramenta no processo educacional, permitindo que as pessoas dominem conceitos mais profundos de Matemática, Ciências, Linguagem e em muitas outras áreas do conhecimento. (PAPERT, 1985). </li></ul>
  • 8. Histórico da Tecnologia na Educação <ul><li>Algumas versões do LOGO </li></ul><ul><li>SuperLogo </li></ul><ul><li>MswLogo </li></ul><ul><li>TinyLogo </li></ul><ul><li>NetLogo </li></ul><ul><li>Mais informações: </li></ul><ul><li>http://omnis.if.ufrj.br/~carlos/infoenci/logo.html </li></ul>
  • 9. Histórico da Tecnologia na Educação <ul><li>A cultura nacional de informática na educação teve início nos anos 80, a partir dos resultados de dois seminários internacionais (1981 e 1982) sobre o uso do computador como ferramenta auxiliar do processo de ensino-aprendizagem. </li></ul><ul><li>Fonte:História da Informática Educativa no Brasil do Site do MEC/SEED/PROINFO </li></ul>
  • 10. Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC´s)
  • 11. Tecnologias da informação e comunicação (TIC´s) <ul><li>Principais tecnologias da informação e comunicação- Projetos </li></ul><ul><li>Projeto Praia - Projeto realizado a distância por Multiplicadores, Professores e Especialistas </li></ul><ul><li>Resolução de Problemas no Ensino Médio - Exemplo de atividade, realizada a distância </li></ul><ul><li>Projeto Brasil/Argentina - Projeto realizado entre alunos do Ensino Fundamental do Brasil e Argentina </li></ul><ul><li>Aprender Juntos - Projeto Brasil/Canadá </li></ul><ul><li>LTNet-Brasil - Espaço virtual aberto para trocas entre escolas e construção de projetos </li></ul>
  • 12. <ul><li>Clube Virtual de Matemática - Clube virtual destinado a profissionais de educação, independente da área do conhecimento, que queiram contribuir para a desmistificação da Matemática como disciplina isolada </li></ul><ul><li>Artes, usando planilha </li></ul><ul><li>Desafios sugeridos pelos Multiplicadores Djalma Hermenegildo Giovanelli do NTE de Gurupi/TO e Denise Arakaki Takemoto do Centro Municipal de Tecnologia Educacional Campo Grande/MS </li></ul><ul><ul><li>Peixe no Excel </li></ul></ul><ul><ul><li>Ambiente aquático </li></ul></ul><ul><ul><li>Mosaico </li></ul></ul><ul><li>Oficina Excel: Criando propostas de projetos - Diversas atividades e projeto do trabalho, enviados pelo Prof. Adalto Dias Soares, CAIC Santa Maria/DF. Trabalho com alfabeto, sílabas, cruzadinhas e muito mais. </li></ul>
  • 13. Papéis dos aprendizes e dos educadores em ambientes de aprendizagem baseados nas TICs <ul><li>Analisar e debater as mudanças nos papéis de aprendizes e educadores a partir da introdução das novas TICs </li></ul><ul><li>http://www.portalensinando.com.br/ensinando/principal/principal.asp </li></ul>
  • 14. Impacto das TICs em diferentes contextos educacionais <ul><li>Analisar e debater o impacto das TICs nos ambientes offline, online e à distância, envolvendo exemplos de ensino e aprendizado nos níveis superior, médio e básico. </li></ul>
  • 15. Educação à distância mediada pelas TICs <ul><li>Desenvolver a habilidade de estruturar ensino e aprendizado utilizando sistemas de ensino à distância. </li></ul>
  • 16. Termos Educacionais <ul><li>Educação on line: A educação acontece através de uma rede, porém, não existe uma mediação por parte de um docente, além do material ficar disponível de forma linear, bastando apenas o aluno avançar até o final do curso. </li></ul><ul><li>Educação a distância: Ao contrario da “ educação on line ”, essa sim é mediada por um docente e por uma equipe de profissionais que utiliza diversos recursos que podem ser através de chat, fórum ou utilizando diferentes outros formatos tecnológicos. </li></ul>
  • 17.  
  • 18. EAD <ul><li>Conceitos e Características Aspectos tecnológicos </li></ul><ul><li>Uso de recursos básicos da Internet para o Ensino a Distância </li></ul><ul><li>Videoconferência: requisitos ambientais, </li></ul><ul><li>de rede, computacionais ,Compressão de vídeo, formas de transmissão e padrões </li></ul>
  • 19. Conceitos e Características Aspectos tecnológicos - EAD <ul><li>O termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância . </li></ul><ul><li>Ambas modalidades convergiram para a educação on-line e para o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e-Learning. </li></ul>
  • 20.  
  • 21. Exemplos de E-learning Moodle TelEduc
  • 22. Ferramentas de EAD <ul><li>Teleconferência </li></ul><ul><li>Videoconferência </li></ul>
  • 23.  
  • 24.  
  • 25. Definições em EAD <ul><li>E-Learning </li></ul><ul><li>Sistemas LMS </li></ul><ul><li>BLOG </li></ul><ul><li>Twitter </li></ul><ul><li>WEB 2.0 </li></ul><ul><li>Wikipédia </li></ul><ul><li>FAQ´s </li></ul>
  • 26. E-Learning <ul><li>O termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância . </li></ul><ul><li>No e-Learning , as etapas de ensino são pré-programadas, divididas em módulos e são utilizados diversos recursos como o e-mail, textos e imagens digitalizadas, sala de bate-papo, links para fontes externas de informações, vídeos e teleconferências, entre outras.  </li></ul>
  • 27. Sistemas LMS <ul><li>A fim de apoiar o processo de e-Learning , foram desenvolvidos os LMS’s ( Learning Management System ), sistemas de gestão de ensino e aprendizagem na web. Softwares projetados para atuarem como salas de aula virtuais, gerando várias possibilidades de interações entre os seus participantes. </li></ul>
  • 28. A diferença entre o Jornal, Blog e o Twitter <ul><li>Jornal: &quot;Lennon foi assassinado ontem&quot;. </li></ul><ul><li>Blog: &quot;Lennon acaba de ser assassinado&quot;. </li></ul><ul><li>Twitter: &quot;Lennon está dando autógrafo p/ um esquisitão&quot; </li></ul><ul><li> </li></ul>
  • 29. BLOG <ul><li>Um blog ( contração do termo &quot; Web log &quot;), é um site cuja estrutura permite a atualização rápida a partir de acréscimos dos chamados artigos , ou &quot;posts&quot;. </li></ul><ul><li>Muitos blogs fornecem comentários ou notícias sobre um assunto em particular; outros funcionam mais como diários online . </li></ul><ul><li>Um blog típico combina texto , imagens e links para outros blogs, páginas da web e mídias relacionadas a seu tema. A capacidade de leitores deixarem comentários de forma a interagir com o autor e outros leitores é uma parte importante de muitos blogs. </li></ul>
  • 30. BLOG <ul><li>Muitos sites oferecem gratuitamente serviço de hospedagem de blog com ferramentas que ajudam na configuração da página na web. </li></ul><ul><li>http:// www.fazerblogs.com </li></ul><ul><li>https ://www.blogger.com/start </li></ul><ul><li>http://srsregina.blogspot.com </li></ul>
  • 31. Twitter
  • 32. Twitter <ul><li>Twitter é uma rede social e servidor para microblogging que permite aos usuários que enviem e leiam atualizações pessoais de outros contatos (em textos de até 140 caracteres , conhecidos como &quot;tweets&quot;), através da própria Web , por SMS e por softwares específicos instalados em dispositivos portateis como o Twitterberry desenvolvido para o Blackberry . </li></ul>
  • 33. Web 2.0 <ul><li> &quot;Web 2.0 é a mudança para uma internet como plataforma, e um entendimento das regras para obter sucesso nesta nova plataforma. Entre outras, a regra mais importante é desenvolver aplicativos que aproveitem os efeitos de rede para se tornarem melhores quanto mais são usados pelas pessoas, aproveitando a inteligência coletiva &quot; — Tim O'Reilly </li></ul>
  • 34. Wiki <ul><li>Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. </li></ul><ul><li>A palavra &quot;wiki&quot; é muitas vezes associada ao acrônimo &quot;what I know, is, &quot; (&quot;o que sei é&quot;). A palavra é também associada a &quot;wiki&quot; que, na linguagem indígena havaiana, significa rápido ou acelerado.. </li></ul><ul><li>Muitos wikis são criados por grupos de pessoas com afinidades sobre determinados assuntos, que se reúnem e trocam pensamentos e ideias. </li></ul>
  • 35. FAQ´s <ul><li>Frequently Asked Questions- FAQ significa questões frequentemente perguntadas. É um recurso muito útil no atendimento aos clientes pela Internet. </li></ul>
  • 36.  
  • 37. Moodle <ul><li>Para se instalar a plataforma é necessário ter alguns pré-requisitos: </li></ul><ul><li>Um servidor de páginas – preferencialmente Apache – http://apache.org </li></ul><ul><li>O pré-interpretador de textos PHP - http://php.net </li></ul><ul><li>Um servidor de Bancos de Dados – preferencialmente MySQL - http://mysql.com </li></ul><ul><li>Isso é o que chamamos de tríade ou AMP – Apache, MySQL e PHP – e qualquer combinação desses três elementos em qualquer plataforma é capaz de rodar o Moodle sem problemas adicionais. </li></ul>
  • 38. Moodle <ul><li>Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment - Moodle é um software livre , de apoio à aprendizagem , executado num ambiente virtual. </li></ul><ul><li>Em linguagem coloquial, o verbo to moodle descreve o processo de navegar despretensiosamente por algo, enquanto fazem-se outras coisas ao mesmo tempo. </li></ul><ul><li>O programa é gratuito (ver licença GNU-GPL ) e pode ser instalado em diversos ambientes ( Unix , Linux , Windows , Mac OS ) </li></ul><ul><li>Muitas instituições de ensino (básico e superior) e centros de formação estão adaptando a plataforma aos próprios conteúdos, com sucesso, não apenas para cursos totalmente virtuais, mas também como apoio aos cursos presenciais. A plataforma também vem sendo utilizada para outros tipos de atividades que envolvem formação de grupos de estudo, treinamento de professores e até desenvolvimento de projetos. Muito usado também na Educação a distância . </li></ul>
  • 39. Moodle <ul><li>Plataformas similares </li></ul><ul><li>Amadeus lms </li></ul><ul><li>Ambiente Virtual SOLAR </li></ul><ul><li>AVA-UNISINOS </li></ul><ul><li>Blackboard </li></ul><ul><li>Desire2Learn </li></ul><ul><li>DeskEaD </li></ul><ul><li>Dokeos </li></ul><ul><li>TelEduc (Unicamp) </li></ul><ul><li>WebCT </li></ul><ul><li>Eureka (PUCPR) </li></ul><ul><li>AVA (UNITINS) </li></ul>
  • 40. Lista de mitos <ul><li>Você precisa ter conhecimentos avançados em informática para usar o Moodle : Aqui o ponto é interessante fazer uma comparação, assim como fez o Tomaz Lasic. Você sabe usar um e-mail? Anexar arquivos? Caso saiba, esse é o conhecimento necessário para usar o Moodle! Só isso? Sim, na maioria das situações é apenas um trabalho de gerenciar uma interface na internet, voltava para educação. </li></ul><ul><li>Com o Moodle, você precisa estar o tempo todo na frente do computador : Tudo vai depender de como você planejou o seu curso ou disciplina. Por exemplo, um curso assíncrono é projetado para que os alunos possam participar independente da hora em que o tutor esteja online. Agora, se o curso for síncrono, em todos os sistemas e não só no Moodle o tutor precisa ficar online no computador. Portanto, o mito é infundado. </li></ul><ul><li>Os alunos adoram o Moodle, por ser uma rede social para educação : Esse é um dos mitos mais perigosos, pois o Moodle sozinho não resolve um curso. A instituição precisa investir em conteúdos e na capacitação de tutores. Nos primeiros momentos, os alunos podem até ficar empolgados com a novidade, mas depois perdem o interesse e deixam de acessar o sistema. </li></ul><ul><li>O Moodle é próprio para jogos educativos e atividades recreativas na internet : O sistema até permite a utilização desse tipo de conteúdo, mas o foco dele é na interação entre alunos e tutores. Os jogos são apenas mais uma ferramenta. </li></ul><ul><li>O Moodle é apenas mais uma das ferramentas necessárias para ensinar na internet, com o tempo ele será superado : Essa é uma meia verdade. No curto prazo não acredito que o Moodle venha a desaparecer, mas evoluir. O que aprendemos hoje será defasado em pouco tempo? Essa é uma afirmação que se aplica em todos os campos do conhecimento e não apenas ao uso do Moodle. </li></ul>
  • 41. Avaliação <ul><li>Sistema de Avaliação: </li></ul><ul><li>As avaliações comporão 3 notas parciais, sendo a primeira oriunda das notas de Participação em Fóruns e Chats debatendo assuntos relacionados a EAD, a segunda criação de um Portifólio ou Blog elaborado pelo aluno a partir de suas atividades no laboratório e a terceira oriunda da avaliação de um Projeto a ser desenvolvido durante a disciplina. </li></ul><ul><li>A nota final será calculada da seguinte forma: MF = (2xNPart + 2xPortOnLine+ 6xNProj )/10 </li></ul>

×