Sem ese viseu16_3_2013

215 views
168 views

Published on

Intervenção convidada na ESE de Viseu

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
215
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • O processo acelerado de desenvolvimento e evolução das tecnologias da informação e da informação (TIC) e consequentes desafios que se colocam à Educação. Baixo impacte das iniciativas nacionais de integração das TIC em contextos educativos – exploração das TIC com os alunos em sala de aula muito reduzida (internacionalmente o panorama é idêntico) Barreiras à utilização – escassez de recursos em língua portuguesa, falta de estudos de impacte, em que sejam identificadas de forma clara as mais valias…, falta de instrumentos de avaliação. Oportunidade para aprofundar conceitos e áreas de relevo no contexto da reorganização curricular de 2001: competência, avaliação de competências, abordagens inovadoras ao processo de ensino/aprendizagem, … Metodologia – estudos de caso
  • Sem ese viseu16_3_2013

    1. 1. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Avaliação e Tecnologias Digitais Maria João Loureiro
    2. 2. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Tópicos Enquadramento conceptual Projecto TICCT Projectos desenvolvidos Margarida Água Virtual (Anabela, Ana Paula, Sara) EB1 de Vilarinho (Conceição) Avaliação das aprendizagens com recurso às Tecnologias digitais Conclusões e perspectivas para o futuro
    3. 3. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Motivação/Questões Motivação Escassez de investigação e de estudos sobre a utilização das TIC em contexto educativo e seu impacto “what works, for whom and under what conditions” Barajas et al. (2002) Como integrar as tecnologias digitais em contextos educativos e qual o seu impacto nas aprendizagens dos alunos/competências para o SécXXI? Explorar as potencialidades das tecnologias digitais Definição de referentes de avaliação Desenvolvimento de instrumentos
    4. 4. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Enquadramento conceptual Competência “Adopta-se um conceito amplo de competência, que integra conhecimentos, capacidades e atitudes, e que pode ser entendida como saber em acção ~ conceito de literacia, cultura geral” (DGIDE – C. Essenciais) “(…) a faculdade de mobilizar um conjunto de recursos cognitivos para resolver com pertinência e eficácia uma série de situações” (Perrenoud, 2001) “(…) doivent avoir un certain caractère interdisciplinaire” (Depover et al., 2007)
    5. 5. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Enquadramento conceptual Competência “Cet organizateur étrange” (Le Boterf) Competência = Saber agir validado = “saber para a acção” •Saber mobilizar •Saber combinar/integrar •Saber transpôr Recursos individuais incorporados e do ambiente Num conjunto de situações complexas e tendo em vista uma finalidade
    6. 6. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Enquadramento conceptual A Avaliação é um processo de procura e selecção de informação que, promovendo a compreensão de um determinado campo permita tomar as decisões que conduzam, ou sejam susceptíveis de conduzir, à ambicionada melhoria, ou seja, ao aperfeiçoamento do objecto avaliado (Figari, 1996; Perrenoud, 1999; Alonso, 2002) A Avaliação assenta numa relação bilateral entre o que se observa e um determinado sistema de referências que constitui uma perspectiva de análise privilegiada (Barbier, 1985; Ardoino et al.,1989; Hadgi, 1994; Figari, 1996)
    7. 7. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Enquadramento conceptual (adaptado de Costa, N.) Fases do processo de avaliação I - Procura de referentes (sobre o objecto de avaliação); definição de critérios de avaliação; negociação do seu significado com os diferentes actores envolvidos. II - Construção de instrumentos de recolha de informação; recolha de informação e sua análise. III - Reflexão sobre essa análise (conjuntamente com os actores envolvidos) e tomada de decisões sobre caminhos a prosseguir.
    8. 8. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Comp. Transversais (M.E., 1999) Métodos de trabalho e de estudo - participar em actividades individuais e colectivas, identificar e seleccionar métodos de trabalho e de estudo Pesquisa e tratamento de informação - pesquisa, organização, tratamento e produção de informação Comunicação - utilização de diferentes formas de comunicação adequando a utilização do código linguístico Resolução de problemas - identificação de elementos de um problema, escolha e aplicação de estratégias de resolução; Relacionamento interpessoal e de grupo - actuar de acordo com as normas, regras e critérios de actuação pertinente, responsabilização e sentido ético.
    9. 9. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Saberes Básicos (Cachapuz et al., 2004) Aprender a aprender (relacionada com o tratamento de informação e as estratégias cognitivas anteriores) Comunicar adequadamente Cidadania activa (engloba aplicação de regras e normas e o desenvolvimento de atitudes para agir responsavelmente e com sentido ético) Espírito crítico (desenvolvimento de uma opinião pessoal com base em argumentos. É pelo uso desta competência que se pode adequadamente apreciar a plausibilidade de uma situação, resultado ou argumento) Resolver situações problemáticas e conflitos (a tomada de decisões, processos de pesquisa de soluções, transferência e integração da informação. Mobiliza ainda capacidades como a mediação, a negociação e a assunção do risco)
    10. 10. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro QEP (Québec Educational Program) Competências de ordem intelectual e metodológica resolução de problemas, pesquisa e tratamento de informação, trabalho autónomo e em grupo, … Competências comunicativas utilização dos meios de comunicação apropriados, utilização da sua língua correctamente, comunicação e expressão clara, … Competências de ordem pessoal e social conhecimento de si, dos outros e do seu meio ambiente, adopção de comportamentos preventivos e de segurança, sensibilidade estética, …
    11. 11. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro DeSeCo (OCDE) Usar ferramentas interactivamente: 1) usar linguagem, símbolos e textos; 2) usar conhecimento e informação; 3) usar as TIC. Interagir em grupos heterogéneos: 1) relacionar-se bem com os outros; 2) cooperar, trabalhar em equipa; 3) gerir e resolver conflitos Autonomia: 1) “Act within the big picture”; 2) conceber e conduzir planos e projectos pessoais; 3) defender direitos, deveres, limites e necessidades
    12. 12. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Impacto da utilização das TIC Favorece a interactividade (explorar, rever ideias e hipóteses, feedback imediato) Facilita a transferência das aprendizagens entre contextos Permite respeitar diferentes ritmos de aprendizagem Desenvolve as competências de análise da informação e de credibilidade das fontes Aumenta o nível de motivação, a autonomia, as competências de comunicação, o pensamento crítico e o desenvolvimento social dos alunos Altera o papel do professor (dentro e fora da sala de aula) Permite a utilização de materiais actuais e autênticos
    13. 13. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Impacto da utilização das TIC Apelo para a: natureza dos projectos em que se integram as TIC; capacidade para criar contextos de aprendizagem abertos à informação e comunicação e a competências necessárias para aceder ao conhecimento no séc. XXI; necessidade de orientar os alunos; criar contextos que reduzam o isolamento dos alunos.
    14. 14. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro DeSeCo (OCDE)
    15. 15. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Projeto TICCT Margarida Batista (diss) Água Virtual Paula Quaresma EB1 de Vilarinho
    16. 16. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro para aprender a aprender de resolução de problemasde colaboraçãoepistemológicas em Ciências As TIC e o desenvolvimento de competências Competências Transversais Competências Tecnológicas
    17. 17. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro EB1 Vilarinho Projectos Avaliação de competências de colaboração Metodologia - “tracing method” entrevistas em grupos de enfoque aos alunos reflexões da professora que dinamizou os projectos
    18. 18. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Projeto TICCT – conclusões/perspetivas Exploração das TIC favorece o desenvolvimento das competências em estudo se utilizados em contextos de ensino inovadores Adaptação de referentes Aplicabilidade dos instrumentos noutros contextos - generalização Informatização dos instrumentos desenvolvidos tendo em vista facilitar o processo de avaliação
    19. 19. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Avaliação com recurso às T.Digitais Carla Lopes (doutoramento) Trabalho colaborativo com três Práticas de avaliação (mudança) Ambientes exteriores à sala de aula Marlene Sampaio avaliação formativa RP – visita a dunas Rita Gonçalves (prezi) avaliação para a aprendizagem, questionamento, vis.virtual
    20. 20. ESE-Viseu, 16 de março de 2013 Avaliação e Tecnologias Digitais CIDTFF, DE, Universidade de Aveiro Obrigada pela vossa atenção mjoao@ua.pt

    ×