Avaliação emcontexto educativo “Avaliação de software educativo”            MME, UA        Maria João Loureiro e Lúcia Pom...
ÍndiceO que é avaliar;Funções da avaliação;Processo de avaliação;Envolventes da avaliação;Indicador e critério;Ciladas da ...
O que é avaliar?A Avaliação, nas palavras de Vilar (1992) e com asquais nos identificamos:“(…) é o único procedimento que ...
O que é avaliar?Por outras palavras, um pouco mais operacionais …A Avaliação é um processo de procura e selecção deinforma...
Juízo de valor?É, na verdade, um balanço dos pontos fortes e dospontos fracos da acção avaliada, das suas vantagens eincon...
Palavras associadas à avaliaçãoAferição/Aferir           CritériosAnálise/Análise cuidadosa Dificuldades e complexidadeApr...
Funções da AvaliaçãoFunção Social: associa-se, por um lado, a necessidades sociais de certificação eselecção e, por outro,...
COMPONENTES DO PROCESSO DE AVALIAÇÃODeterminar objectivos pertinentes    Determinar objectivos pertinentes             Det...
Referente x Referido?   A dupla articulação na operação da avaliação                                                      ...
Envolventes da AvaliaçãoHadji (1994) refere a avaliação como um processo queenvolve a elaboração de um referente e a deter...
Referente x Referido?Contudo, a avaliação não de deve, nem pode, reduzirapenas a uma medida de desvio entre referentes e r...
Transparência na subjectividade                      AVALIAÇÃOSUBJECTIVIDADE                         OBJECTIVIDADE        ...
Indicador e CritérioCritério: característica ou propriedade de um objecto que permiteatribuir-lhe um juízo de valor. O que...
Fases do processoFase IProcura de referentes (sobre o objecto de avaliação); definição decritérios de avaliação; negociaçã...
Questões técnicas da AvaliaçãoA todas as situações de avaliação podem ser colocadas as seguintes questões:Para quê esta av...
Ciladas a que se expõe o avaliador   A armadilha do objectivismo“Considero que a avaliação é um processo subjectivo e que ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Avaliação conceitos

617 views
522 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
617
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Avaliação conceitos

  1. 1. Avaliação emcontexto educativo “Avaliação de software educativo” MME, UA Maria João Loureiro e Lúcia Pombo (adaptado de Costa e Pereira, s.d.,LAQE)
  2. 2. ÍndiceO que é avaliar;Funções da avaliação;Processo de avaliação;Envolventes da avaliação;Indicador e critério;Ciladas da avaliação
  3. 3. O que é avaliar?A Avaliação, nas palavras de Vilar (1992) e com asquais nos identificamos:“(…) é o único procedimento que dá garantias de que umprojecto (…) social e humano não se desenvolva ao sabor doacaso e/ou da apregoada intuição humana, que constituem aliás,factores impeditivos ou obstáculos epistemológicos de qualqueracção consequente. (…) a “avaliação” não pode ser encaradacomo uma questão meramente técnica. Trata-se, efectivamente,de algo muito complexo que exige grande preparação daquelesque são chamados a avaliar (…)” (ps. 7 e 8)
  4. 4. O que é avaliar?Por outras palavras, um pouco mais operacionais …A Avaliação é um processo de procura e selecção deinformação que, promovendo a compreensão de umdeterminado campo permita tomar as decisões que conduzam,ou sejam susceptíveis de conduzir, à ambicionada melhoria, ouseja, ao aperfeiçoamento do objecto avaliado (Figari, 1996;Perrenoud, 1999; Alonso, 2002, entre outros)A Avaliação assenta numa relação bilateral entre o que seobserva e um determinado sistema de referências queconstitui uma perspectiva de análise privilegiada (Barbier, 1985;Ardoino et al.,1989; Hadgi, 1994; Figari, 1996)
  5. 5. Juízo de valor?É, na verdade, um balanço dos pontos fortes e dospontos fracos da acção avaliada, das suas vantagens einconvenientes, das suas qualidades e defeitos, dos seusvalores e insuficiências. [Barbier, 1990]
  6. 6. Palavras associadas à avaliaçãoAferição/Aferir CritériosAnálise/Análise cuidadosa Dificuldades e complexidadeAprendizagem Formativa e sumativaClassificação JulgarCoerência Justiça/Necessidade de fazer justiçaDesempenho Medição (quantitativa e qualitativa)Competência (s) Objectividade e subjectividadeComplexidade(s) Conhecimentos, Valores e Atitudes
  7. 7. Funções da AvaliaçãoFunção Social: associa-se, por um lado, a necessidades sociais de certificação eselecção e, por outro, a expectativas sociais. Função Pedagógica: associa-se, à regulação e monitorização do processo conducente à melhoria do objecto de avaliação. Função Político-Administrativa: associa-se, à prestação de contas, como modo, por exemplo, de obter apoio. [Correia, 2001]
  8. 8. COMPONENTES DO PROCESSO DE AVALIAÇÃODeterminar objectivos pertinentes Determinar objectivos pertinentes Determinar critérios operacionais e indicadores Determinar as informações a recolher e a estratégia apropriada Recolher a informação RECOLHA DE MEDIDA e codificá-la INFORMAÇÃO Confrontar a informação CONTROLE com os critérios AVALIAÇÂO Formular juízos de valorTomar uma decisão [Rodrigues, 1992]
  9. 9. Referente x Referido? A dupla articulação na operação da avaliação (o que se observou) REALIDADE Dados de facto Utilização de a partir de REFERIDO l indicadores a ão re ituaç s uma Comparação Aplicação um valor Campo da realidade concretaAVALIAR = atribuir ao confrontar um sentido da Campo das expectativas sociais seja (o que se espera/desaja) de Dados do dever-ser ão PROJECTO situaç a Produção de um em função de REFERENTE normas/critérios [Hadji, 1994]
  10. 10. Envolventes da AvaliaçãoHadji (1994) refere a avaliação como um processo queenvolve a elaboração de um referente e a determinaçãode um referido: Referente – o que serve de norma e critério, o ideal, o modelo, o correcto. Referido – o que é constatado, o que serve para ajuizar sobre um desempenho, uma representação de facto.
  11. 11. Referente x Referido?Contudo, a avaliação não de deve, nem pode, reduzirapenas a uma medida de desvio entre referentes e referidospois:“(…) A acção avaliativa insere-se num processo dinâmico queintegra nomeadamente a produção de sentido e de ajuda àdecisão. Dialógica, por natureza, ela é explicitação econfrontação, no interior de um processo de negociação. (…)”(Roullier, 2004)
  12. 12. Transparência na subjectividade AVALIAÇÃOSUBJECTIVIDADE OBJECTIVIDADE DEFINIÇÃO RIGOROSA: - DOS CRITÉRIOS - DO OBJECTO -…
  13. 13. Indicador e CritérioCritério: característica ou propriedade de um objecto que permiteatribuir-lhe um juízo de valor. O que permite segmentar (porexemplo; integrar numa categoria). [Hadji, 1994]Indicador: característica particular que é um testemunho daexistência de um fenómeno predeterminado. Signo no qual sereconhece a presença de um efeito esperado. [Hadji, 1994]
  14. 14. Fases do processoFase IProcura de referentes (sobre o objecto de avaliação); definição decritérios de avaliação; negociação do seu significado com osdiferentes actores envolvidos.Fase IIConstrução de um instrumento de recolha de informação edificadosobre os referentes escolhidos, em particular, provenientes deindicadores emergentes dos critérios estabelecidos; recolha deinformação e sua análise.Fase IIIReflexão sobre essa análise (conjuntamente com os actoresenvolvidos e tomada de decisões sobre caminhos a prosseguir.
  15. 15. Questões técnicas da AvaliaçãoA todas as situações de avaliação podem ser colocadas as seguintes questões:Para quê esta avaliação? Ex: para regular? Para controlar?Para quem se destinam os Ex: Aos formandos? Aos formadores?seus resultados? Ao Ministério?Qual(is) o(s) objecto(s) desta EX: Aprendizagem? Processos? Produtos?avaliação? Serviços? Sistemas?Quem avalia? EX: Os formandos? Os formadores? Pais? Especialistas?Quando se avalia? Antes do processo, durante ou após?Como se avalia? Pela observação? Testes? Inquéritos?
  16. 16. Ciladas a que se expõe o avaliador A armadilha do objectivismo“Considero que a avaliação é um processo subjectivo e que está inerente à definição dos próprios critérios de avaliação, que são estabelecidos pelo ser humano”. A armadilha do autoritarismo“Ao termo avaliação associo uma análise ponderada de determinado objecto ou acontecimento, por um sujeito que segue determinados critérios previamente definidos.” A armadilha do tecnicismo“…não encaro a avaliação como uma grelha predefinida mas sim como um esquema que, seguindo umas linhas mestras, se vai gradualmente definindo.” A armadilha embriaguez interpretativa“O conceito de avaliação é tão subjectivo como a própria acção de avaliar. ” [Hadji, 1996]

×