• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Água é saúde
 

Água é saúde

on

  • 2,888 views

Trata da importância da água e dos tipos de água potável; águas minerais e suas propriedades; como fazer água mineral caseira; a importância da água para a boa saúde

Trata da importância da água e dos tipos de água potável; águas minerais e suas propriedades; como fazer água mineral caseira; a importância da água para a boa saúde

Statistics

Views

Total Views
2,888
Views on SlideShare
2,888
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
13
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Água é saúde Água é saúde Document Transcript

    • 1 MARCOS GOMES ÁGUA É SAÚDEGuia de usos e tratamentos que curam
    • 2SUMÁRIO 2CHAVE DA VIDA 4 Causadora de guerras 4 Um ciclo vital 5 Tema de preocupação 5 Declaração Universal dos Direitos da Água 5 No Brasil tem muita, mas pode faltar 6AS DOENÇAS E A ÁGUA 6 O bom uso 7 Hotel não polui as cataratas 8 Criatividade e economia 8 O uso saudável da água 8 O que fazer 9 O que não fazer 10 Como economizar 11 Filtro medicinal 12 Montagem do filtro 13MINERAIS MUITO MEDICINAIS 14 Cuidado com a dose 15 Principais tipos de água mineral 15 Outras águas 18 Águas minerais artificiais 19 Receitas de água aromatizada 19 Principais empresas engarrafadoras 20 Crenoterapia, a cura pelas fontes 21 Estâncias hidrominerais: crise absurda 21 O exemplo de São Lourenço 22 Fontes de Cambuquira 23 Poços de Caldas, o poder das águas sulfurosas 24DUCHAS E BANHOS 25 Duchas 26 Quentes 26 Frias 26 Alternadas 26 Banhos de imersão contra o estresse 26 Banhos de tronco 26 Quentes 26
    • 3 Mornos 27 Frios 27 Alternados 27 Banhos de assento 27 Sais e ervas 28 Banhos de plantas medicinais 28 Banhos localizados 29 Pedilúvios 29 Manilúvios 30 Cabelos 30 Pele 31HIDROGINÁSTICA E FISIOTERAPIA NA ÁGUA 31 Benefícios da fisioterapia na água 32 Contra-indicações 32OUTROS USOS MEDICINAIS 33 Sauna 33 Suador caseiro 33 Suador de sol 34 Compressas quentes 34 Compressas frias 34 Inalações 34 Cristéis e lavagens 35APÊNDICE: CÓDIGO DE ÁGUAS DO BRASIL 35BIBLIOGRAFIA 38
    • 4CHAVE DA VIDAA água é o estofo de todos os seres vivos, que preenche suas estruturas ecélulas e permite as trocas e reações químicas dentro das células, ondeacontecem em meio aquático. O corpo humano, por exemplo, écomposto por 75% de água. Compostas cada uma por dois átomos dehidrogênio e um de oxigênio, as moléculas de água não são comuns nouniverso. Nosso próprio planeta não teve água durante parte de suahistória e existe uma teoria de que ele sofreu um bombardeio demeteoros de água para ficar coberto de água, ao ponto de atualmente esseelemento cobrir ¾ partes da superfície do planeta, o que corresponde a1,5 bilhão de km3.O problema é que a água potável é um recurso raro no mundo. Só cercade 2% das águas que cobrem a superfície do planeta não são salgadas e,dessa ínfima parcela, só 1,5% é constituído por água potável. Para tratara água em reservatórios cada vez mais poluídos, são usados sistemascada vez mais caros, que tornam o custo da água cada vez maior.Causadora de guerrasAlguns analistas já estão prevendo que o mundo enfrentará uma crisesem precedentes num futuro próximo: a falta de água potável. Cerca de30 dos quase 200 países do mundo já enfrentam problemas com falta deágua. E há uma estimativa de que, em 2025, dois em cada três habitantesdo planeta sejam afetados pela falta de água. Já está previsto que a águadeve ser o motivo de muitas guerras no futuro. Em 1967, por exemplo, aágua provocou uma guerra entre árabes e israelenses, depois que osprimeiros tentaram fazer uma obra para desviar o curso do rio Jordão,um dos principais da região. A obra foi bombardeada por Israel e osárabes acabaram desistindo.
    • 5Um ciclo vitalNa natureza, a água alterna seus estados físicos – do líquido nos rios,lagos e mares para o gasoso na atmosfera, resultante da evaporação dassuperfícies líquidas. O vapor de água que sobe para a atmosfera levadopelos ventos acaba atingindo alturas em que encontra ar frio, quecondensa esse vapor em pequenas gotículas. Essas gotículas se juntam,formando nuvens. Quando as gotículas aumentam de tamanho e vãoficando muito pesadas, acabam caindo e voltam para o solo sob a formade chuva. Uma parte dessa água penetra no solo e vai formar os lençóissubterrâneos. Outra parte corre para os rios, lagos e oceanos e volta aevaporar, retomando o ciclo.Tema de preocupação da ONUO dia 22 de março foi escolhido pela Organização das Nações Unidas(ONU) para celebrar o Dia Mundial da Água em todo o mundo. Oobjetivo da comemoração é chamar a atenção para a importância da águae buscar soluções para a poluição, a escassez e o desperdício. A ONUchegou até a emitir um documento assinalando os direitos da água noplaneta. A seguir, você lerá os principais tópicos desse documento.Box:Declaração Universal dos Direitos da Água. A água potável não é um dom gratuito da natureza, na maior parte dasvezes ela é processada pelo homem, com alto custo econômico, pois temde ser depurada e canalizada. A água é, portanto, rara e dispendiosa,podendo faltar em qualquer região do mundo. A proteção jurídica da água é obrigação dos grupos sociais que delafazem uso. O uso da água implica respeito à lei.. O ciclo da água, que depende da preservação de mares e oceanos, deveser preservado para que garanta a continuidade da vida no planeta.. Os recursos naturais para obtenção de água potável são lentos, frágeis elimitados, por isso a água deve ser encarada com racionalidade eprecaução.. A água é herança dos nossos predecessores e empréstimo aos nossossucessores, sendo sua preservação uma obrigação moral do homem paracom as gerações presentes e futuras. A água faz parte do patrimônio do planeta e por isso cada cidadão éresponsável por zelar por ela.. A água não pode ser desperdiçada, nem envenenada, nem poluída. Seu
    • 6uso deve ser consciente para que não haja esgotamento ou deterioraçãodas reservas.. A água é a alma do nosso planeta, e dela dependem a atmosfera, oclima, a vegetação, a agricultura.... O planejamento da água deve levar em conta a solidariedade e oconsenso racional, pois a distribuição desse bem é desigual pelo planeta.. A gestão da água implica num equilíbrio entre sua proteção e asnecessidades econômica, sanitária e socialNo Brasil tem muita, mas pode faltar...O Brasil tem 20% de toda a água do planeta e 80% das águas brasileirassituam-se na Amazônia. Maior bacia fluvial do mundo, a BaciaAmazônica tem 6 milhões de quilômetros quadrados (é quase dotamanho do Brasil, que tem 8 milhões de km2), estendendo-se pelospaíses vizinhos Bolívia, Peru, Equador e Colômbia. Também fica situadaem grande parte no Brasil a segunda maior bacia hidrográfica do mundo,que é a Bacia Platina, situada nas Regiões Sudeste e Sul. A maior reservasubterrânea de água também fica no Brasil: o Aquífero Botucatu ouAquífero Guarani, que cobre uma área subterrânea de quase 1,2 milhãode km2, 70% dos quais em território brasileiro.Apesar de o Brasil ter tanta água, a maior parte de seus grandes centrosurbanos fica distante dos maiores rios, São Francisco, Paraná eAmazonas. Isso quer dizer que ter grandes reservas não garante oabastecimento da população, que depende de represas menores e maisfrágeis.AS DOENÇAS E A ÁGUA A água é o principal vetor de doenças e epidemias nascomunidades humanas, animais e vegetais. Um dos sinais mais claros decivilização é justamente o tratamento da água, que impede a infestaçãoda população por verminoses e outras doenças graves, como diarréiainfecciosa, cólera e leptospirose. Por isso em antigas ruínas dos impériosromano e maia, por exemplo, podemos ver sistemas de água tratada.Nós, que já sabemos da experiência das grandes civilizações, sódevemos beber água tratada. Um dos sinais do envenenamento do meioambiente pelo homem nos nossos dias está sendo a extinção de algumasespécies de rãs, sensíveis aos pesticidas que chegam dos cinturõesagropecuários. Em viagens a lugares em que há suspeita de a água nãoser tratada, é preferível beber água mineral engarrafada de marcaconhecida ou apelar para refrigerantes, de preferência lights. A água tratada que chega a nossas casas deve de preferência passarpor outro tratamento no filtro doméstico, devendo transpirar por velas de
    • 7cerâmica que existem tanto na torneira com filtro instantâneo como norecipiente de barro usado tradicionalmente como filtro e que goteja norecipiente debaixo a água que passa pelo filtro de vela do recipiente decima. Muitos micróbios, grandes moléculas orgânicas e sais indesejáveisficam presos nos poros finos da superfície da vela. O filtro de barroainda é a melhor opção para o fornecimento doméstico de água potável,pois permite evaporação do cloro e outros gases da água, o que melhoraseu sabor depois de algumas horas guardada no filtro. É possível tambémfazer um eficiente filtro caseiro de areia e carvão ativado (veja esquemana página 13) que elimina da água outras substâncias danosas à saúde.Providências tão simples como essa podem mudar o estado de saúde deuma pessoa, caso seus problemas advenham do consumo de águainapropriada, tanto a contaminada por micróbios como a que possuiquantidade exagerada de sais minerais que podem envenenar lentamentea pessoa. O bom usoCada brasileiro consome 300 litros de água por dia. Se o uso fosse maisracional, metade dessa quantidade já seria suficiente. Além dodesperdício, o brasileiro enfrenta outro problema: a contaminação dosmananciais de água potável. Grande parte dos reservatórios de água detodo o país está contaminada, especialmente nas regiões mais populosas.O crescimento desordenado das cidades expôs um problema a quenossos avós não estavam acostumados: o excesso de resíduos nos rios ecórregos que cortam as cidades. Infelizmente, eles viraram esgotos a céuaberto na maioria dos casos e só muito recentemente o Estado estácomeçando a tomar providências para o tratamento dos esgotosdespejados nos cursos de água. Essas providências são caras, masnecessárias, envolvendo a criação de estações de tratamento de esgoto.(Algumas iniciativas começam a ser tomadas por empresas, comoveremos logo depois.)Os principais contaminantes das águas são o lixo orgânico (adubos,restos de seres vivos, papel, excrementos, sabão, comida), o lixobiológico (água contaminada por excremento de doentes, por exemplo) elixo químico (formado por resíduos de pesticidas organoclorados do tipoDDT, metais pesados, como chumbo e mercúrio usados em algunsprocessos industriais)
    • 8 Hotel não polui as cataratas Um exemplo de bom uso da água e dos esgotos é o Hotel dasCataratas, na cidade paranaense de Foz do Iguaçu. Localizado na beirado lado brasileiro das Cataratas do Iguaçu, o hotel não podia fazer feio,jogando águas poluídas em uma das maravilhas do mundo. Por isso elepossui um sistema de tratamento de água subterrâneo capaz de atender auma cidade média de 100 mil habitantes. A água que sai dos esgotos e dalavanderia passa lentamente por uma série de tanques de cerca de dezmetros cada um, alguns com areia e outros com pedras, na superfície dasquais vivem grudadas bactérias que se alimentam das impurezas da água.Depois de passar algum tempo nesses tanques, a água é jogada de voltaao Rio Iguaçu, isenta de ingredientes tóxicos, como o sabão e a águasanitária da lavanderia, que foram decompostos por bactérias e viraramágua e gás carbônico. Criatividade e economia: regra geral As principais dicas para diminuir o consumo de água são oconserto imediato de qualquer vazamento nos encanamentos da casa e ouso racional das torneiras e do chuveiro. Se a pessoa fecha a torneiradepois de molhar a escova, pode aí escovar seus dentes de formacaprichada e demorada, como manda o dentista. A mesma coisa acontecequando a pessoa desliga o chuveiro para se ensaboar: pode capricharmais na limpeza e ainda economizar água. Na cozinha é a mesma coisa:fechar a torneira depois de molhar pratos e panelas a serem ensaboados émais racional do que deixá-la aberta durante todo o processo. Emboraainda sejam desprezados por alguns no Brasil, País de imensos recursoshídricos, esses macetes de economia já estão popularizados na Europa enos EUA, onde a água é mais cara. O uso saudável da águaA água é vital para o nosso organismo e beber água todo dia éfundamental para eliminar as toxinas do metabolismo que o corpoexcreta na urina, no suor e nas fezes, cujo ingrediente básico também éágua. Além de ser saudável, a água pode ser usada como aliada paramanter uma boa saúde. Pesquisas da Universidade de Washington, nos EUA, por exemplo,mostraram que o consumo de 1 copo de água à noite corta aquelasensação de fome que faz muitas pessoas avançarem na geladeira. Querdizer, a cura da forme noturna, terror de quem faz regime, pode resumir-se a um simples e estratégico copo de água!Constatou-se também que o consumo insuficiente de água é o principalresponsável pela fadiga diurna.
    • 9O consumo de 8 a 10 copos de água por dia pode aliviar ou eliminar asdores nas costas em 80% das pessoas que sofrem desses problemas. Issoacontece por causa do acúmulo de sais, que a água dilui e reduz.Beber, regularmente, por toda a vida, 5 copos de água por dia reduziria orisco de câncer no cólon em 45%, o de mama em 79% e o de bexiga em50%, apontam algumas pesquisas.O consumo de água, e principalmente de água ou bebidas geladas juntocom as refeições, é desaconselhado, pois pode provocar câncer. Issoaconteceria porque a água solidifica ou engrossa o óleo que foiconsumido, tornando a digestão mais lenta e aumentando a quantidadede gorduras que passam para o intestino grosso. Isso pode causar lesões asuas paredes internas, pois a gordura é irritante quando essas mucosasestão inflamadas.Tomar uma sopa ou um chá quente no fim das refeições é um hábitosaudável, que faz parte de muitas culturas orientais. Tomar água emjejum pela manha, antes de escovar os dentes, também é saudável,segundo médico naturopatas, porque aumentaria o número de bactériasintestinais que fazem bem para o organismo e que se multiplicariam namucosa da boca durante a noite.Entre os caboclos nas regiões rurais ainda existe o costume de tomar doiscopos de água morna por dia “para limpar as tripas”. O problema é que,se for ingerida rapidamente, a água quente pode provocar vômitos(melhor consumir aos poucos, sob a forma de chás quentes).O que fazer 1. Beba bastante água diariamente, longe das refeições e sempre aos pequenos goles (mínimo de 2 litros ou 8 copos americanos, sem contar a água que existe no leite, nos sucos e nas frutas e nos refrigerantes em geral). É importante que a água da casa seja tratada e filtrada. A caixa de água deve ser limpa regularmente, tanto para não ter aberturas que permitam a entrada de mosquitos transmissores de doenças como para ficar livre de algas e musgos. Se a água da região não for tratada, é preferível fervê-la e guardá- la em recipientes fechados, como filtros e moringas, limpando-os por dentro uma vez por semana com uma solução de água sanitária (1 colher de sopa para cada litro de água). 2. Beba água à temperatura ambiente ou água de moringa. Evite o costume de usar água gelada, principalmente em crianças, pois facilita inflamações nas vias aéreas superiores. A água da geladeira é um martírio para as amígdalas e os dentes, cuja superfície se trinca com o contraste de temperatura, abrindo caminho para as cáries. Além disso, água ou bebidas geladas
    • 10 ingeridas junto ou depois das refeições endurecem óleos e gorduras, dificultando sua digestão e facilitando a irritação do intestino, o que pode provocar câncer, segundo algumas teorias.3. Use outras fontes saudáveis de água. Tome, também à temperatura ambiente ou só um pouco gelados, leite, iogurte, sucos de frutas e chás (de preferência sem açúcar ou adoçados com mel), pois esses líquidos fazem bem e são constituídos por água de boa qualidade. Outra fonte saudável de água, calorias, proteínas, vitaminas e sais minerais são as sopas feitas com ingredientes naturais. Para uma pessoa obesa ou de mais idade, uma sopa com saladas e torradas pode substituir o jantar. O que não fazer1. O consumo de água não-tratada expõe as pessoas a 80% das doenças transmissíveis. Eis alguns exemplos corriqueiros de algumas doenças transmitidas pela água: a maioria das diarréias, a cólera, a hepatite, certas dores de garganta e alguns tipos de verminose.2. Beber água ou qualquer outro líquido nas refeições principais também considerado erro por muitos nutricionistas. A água dilui o suco gástrico e chega a engordar a pessoa, pois modifica seu processo de digestão, dizem alguns. O leite também causa problemas porque, tomado às refeições, diminui a absorção do ferro presente nos alimentos. Mas há quem diga que a água só ocupa o lugar dos alimentos, permitindo comer menos, e que não engorda nem altera a digestão de quem estiver adaptado a bebê-la acompanhando refeições.3. Beber refrigerantes, em lugar da água, para mater a sede, é outro mau hábito. Os refrigerantes contêm muito açúcar e sais minerais, além de substâncias químicas (como adoçantes, acidulantes, conservantes, aromatizantes e corantes) capazes de conservar até uma múmia egípcia. O consumo imoderado dos refrigerantes adoçados com açúcar têm o efeito agravante de estragar os dentes e poder causar obesidade e diabetes. Já no caso dos refrigerantes com adoçante, a vítima não são os dentes nem a silhueta da pessoa, mas continua sendo seu organismo, que sofre uma alteração no delicado equilíbrio dos sais minerais, principalmente
    • 11 por causa do excesso de potássio. Pelas mesmas razões, evite os refrescos em pó e as sopas de pacote, com exceção das de vegetais desidratados sem aditivos químicos, que são consideradas uma boa indicação pelos nutricionistas. Geralmente as grandes empresas que fazem cereais em barra também industrializam sopas de vegetais e legumes desidratados. 4. Embora o cheiro de cloro da água tratada seja um bom sinal, é bom decantar um pouco a água para que o cloro evapore. Beber água que contém muito cloro acaba prejudicando a saúde. Isso sem falar na presença de outros sais minerais decompostos dos encanamentos ou provenientes de contaminação da rede de abastecimento. Para alguns médicos homeopatas, essas microdoses de substâncias químicas diluídas na água são dinamizadas pela agitação dentro dos encanamentos e acabam potencializando os venenos. Isso quer dizer que pequeníssimas doses de chumbo, até toleradas pelos padrões internacionais, poderiam, pela agitação da água, tornar-se uma espécie de venenos homeopáticos.Como economizar. Chuveiro – é o vilão no gasto de água, por isso não demore muitotempo tomando banho. Um chuveiro aberto durante cinco minutosconsome em média 70 litros de água, o que dá 25.550 litros por ano.. Mangueira – pode ser a grande vilã do desperdício de água se vocêestiver acostumado a lavar seu carro com mangueira e não com um balde(que inclusive o obriga a fazer mais exercício para espalhar a água).Varrer a calçada com jato de água, nem pensar: é muito mais sensatomolhar e usar uma vassoura.. Escovação de dentes – você economizará 16.425 litros de água por anose molhar a escova e depois fechar a torneira, só voltando a abri-la paraenxaguar a boca quando for escovar os dentes.. Vazamentos – podem ser os vilões da sua conta de água se você nãopestar atenção ao consumo mensal e não fizer testes, como fechar astorneiras. Filtro medicinal Os filtros domésticos ajudam a retirar da água as impurezas e oexcesso de cloro, retendo os micróbios, sais e outros elementos
    • 12prejudiciais, energizando-a. Um bom exemplo são os filtros caseiros deareia, pedras e carvão, que podem ser feitos com garrafões de águamineral, de preferência verdes ou pintados de verde para evitar aformação de algas na água. O carvão absorve os sais e gazes da água,purificando-a. E o melhor carvão é o ativado, isto é, o recém-feito e bemseco. O carvão deve ser picado em três diferentes tamanhos de grão:fino (como os grãos de arroz), grosso (do tamanho de uma azeitona) e“pedras maiores” de carvão (do tamanho de um ovo). Uma sugestão é envolver o carvão num pano limpo e usar ummartelo para picá-lo, separando os três tamanhos de grão. O pó muitofino de carvão deve ser desprezado porque turva a água e não é indicadopara esse tipo de filtragem. Esses critérios devem ser observados naescolha das areias e das pedras de rio. As areias (que podem ser de vários tipos) têm função medicinal,pois aleram o pH da água (índice químico de acidez). Geralmente tornama água mais alcalina, podendo, porém, torná-la mais ácida também.Além disso, liberam na água pequeníssimas quantidades de sais minerais(como o magnésio das areias magnesianas vendidas em lojas de produtospara aquários), que podem ser a chave da cura de muitas doenças. É conveniente esterilizar a areia (da qual já terão sidodescartadas as partículas muito finas, que turvam a água) e as pedras,fervendo-as por uma hora em bastante água e colocando-as no filtro sódepois de frias, com as mãos recém-lavadas. Esse filtro deve ser limpopor dentro e refeito com uma mistura nova a cada ano, recomendamespecialistas. É muito importante que o carvão não esteja contaminadopor pesticidas ou adubos, sendo preferível fazê-lo no quintal por causada pequena quantidade requerida. Preparados os ingredientes, coloque uma torneira na parte debaixo de um garrafão de plástico e com auxílio de funis e varetas, vádispondo as camadas do filtro: a debaixo deve ser de pedras grossas decarvão, seguida por carvão grosso e depois por areia grossa. Sobre elavai uma camada de carvão fino e outra de areia fina, com pedras nacamada de cima, de onde provém a água. Água temperada com... músicaO artesão Toni Marinho, que pinta estatuária sacra, conta que pôs umpequeno aparelho de som na cozinha, do lado do filtro que ele mesmofez, e que acoplou ao filtro da torneira, tornando a água duplamentefiltrada. “Eu deixo tocando música clássica todos os dias e sinto quebeber essa água melhora o meu estado de espírito”, diz o artesão, quevive num apartamento no Centro de São Paulo. Ele se refere a uma teoriaque aplica a música à água potável, alegando que a exposição ao som damúsica altera a ordenação das moléculas da água, tornando-a umaindutora de harmonia tanto física como psicológica.
    • 13 Duplamente filtradaO filtro de carvão ativado sugerido a seguir pode ser acoplado ao filtroda torneira, o que garantirá uma água duplamente filtrada, de melhorqualidade. Tanto o filtro da torneira como o filtro extra de carvãoativado devem ser trocados a cada seis meses.
    • 14 Montagem do filtro 1. Corte na parte de cima um garrafão plástico de água mineral com capacidade para 20 litros. Coloque uma torneira embaixo, vedando com cola própria. Encha-o com seis camadas simples ou 12 duplas, de 8 a 10 centímetros de espessura cada uma, de acordo com o garrafão. 2. Depois que o garrafão estiver cheio, tampe-o com um “chapéu” de alumínio, barro ou zinco, por onde deve passar a mangueira que sai o filtro da torneira. Quando for usar esse filtro pela primeira vez, deixe as duas torneiras abertas por duas horas. Depois, feche primeiro a torneira do filtro debaixo, até enchê-lo de água. A partir daí, regule as torneiras nos dois filtros para ter o de baixo sempre cheio.MINERAIS MUITO MEDICINAISAs águas minerais são aquelas que têm composição química oucaracterísticas físico-quimicas que recomendam seu uso como benéficopara a saúde. Devem conter um mínimo de 500 mg de sais minerais porlitro. Geralmente são águas subtârreas, encontradas a grandeprofundidade, sendo relativamente comuns em todos os países domundo. Como as águas subterrâneas, que percorreram maior quantidadede rochas e correm por debaixo do solo, as águas de superfície tambémpodem se tornar minerais, quando encontram fendas que as fazempenetrar mais fundo no solo e diluir mais sais minerais.Ao afundar no solo, a água não adquire apenas mais sais minerais, mastambém muda de pH, que em geral passa a ser mais alcalino. Em locaisprofundos, a temperatura da água sobe. Para que a água atinja essasprofundidades, entretanto, precisa encontrar descontinuidades nasrochas, como fendas, fraturas e falhas geológicas. Quanto maior for aprofundidade, mais quente fica a água e mais absorve sais, pois torna-semais solúvel à medida em que é aquecida. Em algumas áreas deatividade vulcânica extinta, como Caldas Novas, em Goiás, a fonte daságuas termais é a cratera de um vulcão, uma fenda cilíndrica que passapela cidade.
    • 15A percepção de que algumas fontes de água têm propriedades curativasvem desde a Antiguidade, pois egípcios, gregos e romanos erigiaminstalações termais e templos em áreas onde brotava água mineral.Certas cidades, como Vichy na França, ou São Lourenço e Araxá (MG),Caldas Novas (GO) ou Águas de Lindóia (SP) cresceram graças aoturismo de saúde, pois nelas surgiram hotéis que hospedam interessadosem desfrutar do clima e das águas dessas regiões privilegiadas.Os índios já conheciam as virtudes dessas águas e algumas cidadesdevem a elas seu nome, como Caxambu (MG), que na língua indígenasignifica “água que ferve”, “água que sai soltando bolhinhas”.A cidade de Caxambu, aliás, ficou conhecida por ser a preferida dafamília real portuguesa. No final de 1868, a princesa Isabel e seu marido,conde D’Eu, passaram um mês em Caxambu para tratamento de umproblema do casal. A princesa tinha problemas de fertilidade e curou-segraças às águas ferruginosas de uma fonte, que depois receberia o nomede Princesa Isabel e Conde d’Eu. Em agradecimento pela cura, o casalmandou erguer na cidade a Igreja de Santa Isabel da Hungria.Nos parques de águas de cidades como essa, é até possível encontrardezenas de fontes de águas minerais diferentes, uma próxima da outra,no trajeto de uma curta caminhada. O que caracteriza as águas minerais éo fato de terem sais dissolvidos. Os veios de água e o lençol freáticosubterrâneo encontram fendas e passam pelos mais diferentes tipos derocha (calcária, vulcânica etc.), acabando por diluir seus sais. Dentre ossais diluídos pela água, alguns deles ativos até em pequeníssimaquantidade, encontra-se até ouro. Os antigos imperadores chinesesbebiam água em recipientes de ouro, para supostamente assimilar aspropriedades do precioso metal. Há médicos homeopatas que recomendam cuidado com a águaproveniente das torneiras, pois segundo eles o cloro e outras substânciasusadas em seu tratamento, além dos sais diluídos das tubulações dascidades, mesmo em pequenas doses, seriam dinamizados pelomovimento da água nas tubulações, tornando-a venenosa ao longo dotempo.Pelo mesmo princípio, as águas minerais consideradas curativascostumam fazer mais efeito que a simples mistura de água e saisminerais que as constituem, o que se explicaria por essa dinamizaçãohomeopática nos próprios lençóis freáticos. Outro exemplo de água mineral é a água do mar. Embora puraseja concentrada demais, produzindo efeito danoso pelo excesso de sal,diluída em gotas na água potável comum, a água do mar pode ter efeitobenéfico no organismo.
    • 16 Cuidado com a dose Ao contrário do que muita gente pensa, as águas minerais nãodevem ser consumidas em grande quantidade, como se fossem águacomum. Quando se chega numa estação de águas, a pedida não é sairtomando água a torto e a direito. É comum pessoas que visitam parquesde estâncias hidrominerais ficarem experimentando águas de diversasfontes e acabarem o dia com cólicas e diarréia. Embora seja importantebeber grande quantidade de água por dia (um litro pelo menos), deve-seingerir no máximo meio litro de água mineral por dia, complementandoa hidratação do organismo pela ingestão de água potável comum duranteo tratamento com água mineral. Principais tipos de água mineral Existem águas minerais em praticamente todos os recantos doPaís, bastando que os habitantes de cada cidade as procurem. Por causada maior concentração de certos sais, as águas minerais são geralmenteclassificadas em acídulo-gasosas, alcalinas, sulfatadas, ferrosas,sulfurosas e salinas. Veja a seguir as propriedades de cada um dessestipos de água mineral. Acídulo-gasosas São aquelas em que predomina o gás carbônico. São tambémchamadas carbônicas. Surgem já com gás nas fontes, o que lhes dá osabor picante e ácido. Elas entretanto perdem grande parte desse gás noprocesso de engarrafamento. Muita gente diz que o sabor de uma águagasosa na fonte é inigualável e não pode ser imitado pelas águasartificialmente gaseificadas. São indicadas para combater as dores deestômago e problemas renais, ativar o sistema imunológico e estimular amenstruação. Uso interno (meio litro por dia) e externo (banhos).Exemplos de fontes: Lambari, Três Lagoas, Campanha, Caxambu,Cambuquira e Contendas (MG), e Pajeú de Flores (Pernambuco). Alcalinas Ricas em bicarbonato de sódio, são um pouco salobras eespumam levemente. O bicarbonato combate a acidez no estômago,tornando-as digestivas Tonificam o sistema digestivo em geral,combatendo úlceras, gastrites e problemas do fígado. Têm açãoligeiramente laxante. Uso interno (meio litro por dia) e externo (banhos).Exemplos: Caxambu (MG), Caldas Novas (GO), Águas da Prata (SP) e
    • 17Vichy (França). Sulfatadas As águas minerais sulfatadas podem ser cálcicas, sódicas,mistas ou magnesianas, de acordo com a concentração desses diferentessais. Aumentam a vitalidade geral e estimulam o sistema imunológico.As águas minerais sulfatadas cálcicas ou calcíficas são purgativas eempregam-se nos processos de desintoxicação do organismo e paracombater problemas de fígado, gota, vesícula e rins. Fontes brasileiras:São Lourenço (MG). Ferrosas Indicadas para tratamento de anemia e amenorréia (falta demenstruação), as águas minerais ferrosas não devem, porém, seringeridas em excesso (um copo por dia durante uma semana um mês,com intervalos de mesma duração). Fontes: Tijuca, Andaraí, LagoaRodrigo de Freitas, Laranjeiras, Morro de São Lourenço (RJ),Cambuquira e Lambari (MG), Monte Serrat (Santos, SP), São Borja eSão Gabriel (RS). Sulfurosas O cheiro e o sabor desagradáveis das águas sulfurosas se devemà diluição de pequenas quantidades de enxofre. São indicadas parareumatismo, problemas nas articulações, bronquite, sinusite, além deproblemas de garganta e pele. São atribuídas a essas águas propriedadesdesintoxicantes e estimulantes do metabolismo. Devido ao fato deestimularem o sistema imunológico, desincham gânglios, dissolvemcatarros dos pulmões e combatem a asma. Para uso interno (façainalações e beba poucas colheres por dia), mas principalmente externo(banhos). Fontes: Poços de Caldas, Caxambu, Monte Sião e SãoLourenço (MG), São João da Boa Vista, Serrito e Itapetininga (SP),Santarém (PA), Colônia Teresa (PR) e Apodi (RN). Salinas As águas salinas têm sabor amargo ou picante, por causa dadiluição de pequenas quantidades de magnésio, cloreto de sódio e cloretode cálcio. Indicadas para uso interno (algumas colheres por dia) eexterno (banhos). São purgativas e combatem a icterícia, os catarros dospulmões, os cálculos biliares e outros problemas do fígado, além dealiviarem as doenças de pele e gastrite crônica. Radioativas
    • 18Possuem radônio, um gás nobre que tem ação estimulante sobre ometabolismo e fortalece os sistemas digestório e respiratório. Indicadapara inalações para asmáticos. Podem ser ingeridas, pois a radiatividadedo radônio é de curta duração. MagnesianasTêm sais de magnésio. Estimulam o funcionamento do estômago e dointestino, agindo como laxantes e desintoxicantes. Ingeridas em excesso,provocam diarréia.. OligomineraisAs águas oligominerais têm uma mistura de sais em sua combinação,sem predominância de um tipo de sal. Podem ser uma combinação desódio, cloro, alumínio, magnésio , manganês e lítio, por exemplo. Se aconcentração desses sais for muito alta, esse tipo de água pode fazer mal. Termais ou termomineraisTêm temperatura superior à do meio ambiente. Ótimas para tratarproblemas de pele. A quantidade de sais minerais nelas dissolvidoscostuma ser maior que nas águas comuns. Outras águas Água do mar É altamente mineral, mas muito carregada de sais. Possuivariadas concentrações de ácido carbônico, cloreto de sódio, cloreto depotássio, cloreto de magnésio, ioduretos e brometos. Deve ser colhidaem praias não-poluídas. Indicada para problemas de úlcera, fígado,problemas de pele, combate a fraqueza geral dos órgãos pelo estímulo dosistema imunológico. Sem diluição, é muito indicada para uso externo,proporcionando excelentes banhos medicinais. Juntamente com os raiosultravioleta do sol, a que devemos nos expor com moderação e sempreusando filtros solares tendo como fator mínimo de proteção o 15, a águado mar é muito eficaz para combater problemas de pele, como apsoríase. Chuva Como acontece com a água destilada, a água da chuva não étotalmente neutra, pois dilui substâncias da atmosfera e geralmentetorna-se carbonatada. Indicada para alergias e processos dedesintoxicação, se for colhida no campo, em áreas não poluídas. Beber 1
    • 19litro por dia e fazer banhos mornos. Águas taninosas Freqüentemente confundidas com as águas ferrosas, porcausa da cor, as águas de nascentes e riachos situados no alto das serras echapadões brasileiros, (como as usadas para matar a sede peloscaminhantes que percorrem as trilhas da Chapada Diamantina, na Bahia,ou da Chapada dos Veadeiros, em Goiás), são na verdade águastaninosas, isto é, que possuem grande quantidade de tanino diluída. Otanino é fornecido à água pela mata ciliar que acompanha os riachos epelos musgos que recobrem as pedras (turfa). São na verdade folhassecas que vão se decompondo na água e a purificam, a ponto de elapoder ser bebida, isto é, ser potável, durante seu trajeto pelas serras.Além de potável, a água taninosa das fontes de serra, possui aspropriedades medicinais proporcionadas pelo tanino, que é antioxidantee adstringente, combatendo diarréias e má-digestão. É preciso,entretanto, ter cuidado de só consumir essa água tirada de rios fervidapor causa do risco da contaminação por vermes ou micróbios. Águas minerais artificiais É possível também obter águas minerais artificiaisencomendando sais de água minerais em farmácia de manipulação,diluindo-o em água destilada, para melhor efeito. Uma fórmula muitousada em águas minerais artificiais é a mistura de pitadas de bicarbonatode sódio com sulfato de sódio ou de magnésio. O bicarbonato, empequenas doses, tem efeito cicatrizante nas mucosas digestivas, podendoser usado no tratamento de gastrites, úlceras e doenças de pele. Mas ossais das águas minerais podem fazer mal à saúde, se estiverem em doseserradas. Por isso a pessoa que faz tratamento com águas minerais deveprocurar um médico que entenda do assunto. Água de flores Embora seja terapêutica, não é propriamente mineral, poispossui diversas substâncias orgânicas diluídas, como é o caso das águastaninosas (veja). As águas de flores caracterizam-se pelos óleos,essências e resinas perfumadas nelas diluídas. É o caso da água de rosasusada na cosmética e na culinária em todo o Oriente Médio há milênios,e que é obtida da diluição dos óleos essenciais de pétalas de rosas persasna água. Também é possível fazer água de flores de laranjeira oualfazema, e de folhas e flores de melissa, hortelã e menta. Também é
    • 20possível usar algumas gotas de laranja, limão e raspas de casca de limãoou cascas como a canela para fazer água ligeiramente aromatizada.Misture 2 xícaras (chá) cheias de ingredientes recém-picados em 5 litrosde água filtrada e deixe de molho por dois dias. Depois coe e guarde emrecipiente escuro e tampado (de preferência moringa de barro colocadaem lugar fresco). Faça banhos e tome até meio litro por dia. Água gasosa artificial Dissolva 3,12 gramas de bicarbonato de sódio, 0,23 grama debicarbonato de potássio e 0,35 g de sulfato de magnésio e 0,08 grama decloreto de sódio em 650 ml de água gasosa simples. Primeiro, misture ossais numa pequena parte da água e, depois, introduza a solução numagarrafa, tampando com rolha amarrada (o gás formado faz estourar arolha comum). Boa para tratamento de úlceras e outros problemasdigestivos, além de combater inflamações. Tome 1 litro por dia nomáximo. Água digestiva Dissolva 1 g de ácido cítrico em 100 mililitros de água. Emoutro recipiente, dissolva 1 grama de bicarbonato de sódio. Tome asduas soluções juntas: 1 colher de sopa de cada mistura de hora em hora.Serve para combater vômitos, enjôo e mal-estar de origem estomacal. Limonada gasosa purgativa Dissolva 0,80 grama de ácido cítrico, 1,5 grama de ácidotartárico (pó) e algumas gotas de alcoolatura de limão (para dar aroma)em 90 mililitros de xarope de açúcar. Coloque numa garrafa e completecom água gasosa simples. Segure a rolha com barbante, pois haveráformação de gás carbônico na água. Tome uma ou duas colheres de sopaà noite. Indicada para desintoxicar o organismo e estimular o fígado. Principais empresas engarrafadorasEm 2003, a produção brasileira de água mineral foi de 4.132 bilhões delitros. A região Sudeste liderou, sendo naquele ano responsável por 55%de toda a água engarrafada no País. O Estado de São Paulo produziu1.694 bilhão de litros (41% da produção nacional), seguido por MinasGerais (368 milhões de litros) e Rio de Janeiro (223 milhões de litros). ARegião Nordeste ficou em segundo lugar, com quase 860 milhões delitros produzidos em 2003. Os principais produtores do Nordeste sãoBahia e Pernambuco.As vinte maiores empresas engarrafadoras de água mineral do Brasil
    • 21responsáveis por cerca de 40% do total da água engarrafada são o GrupoEdson Queiroz, com unidades de engarrafamento localizadas nosEstados de Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, MaranhãoMinas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, RioGrande do Norte e Sergipe, por meio da Indaiá Brasil Águas Minerais eda Minalba Alimentos e Bebidas de Campos do Jordão (SP) ; a Águasde Sant’Anna, de Magé (RJ); a Águas Ouro Fino, de Campo Largo(PR); a Dias D’Avila (BA); a Padre Manoel (MG); o GrupoSupergasbras, por meio das unidades produtoras da Superágua Empresade Águas Minerais, em Caxambu, Araxá, Lambari e Cambuquira (MG);Grupo Perrier/Nestlé, por meio das unidades da Empresa de Águas SãoLourenço, situadas em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina; aIjuí, responsável pela água Ijuí em Ijuí (RS); a Flamin Mineração,responsável pela água Lindóia Bio-Leve em Lindóia (SP); a MineraçãoHotelaria e Turismo, de Águas de Santa Bárbara (SP); a Mantovani,responsável pela água Lindoya Vida, em Lindóia (SP); a PrimoSchincariol, de Itu (SP); a Spal (Indústria Brasileira de Bebidas), deMogi das Cruzes (SP); a Áurea, de São Paulo; a Aquanova de São Paulo;a Francisco Ullmann de Minas Gerais; a Sarandi, do Rio Grande do Sul;a Lindoyana Água Mineral, de São Paulo; a Comercial Zullu Multi, deSão Paulo; a Vale das Brotas de Lindóia, de São Paulo.Crenoterapia, a cura pelas fontesO tratamento com banhos e ingestão de águas minerais nas fontes étambém chamado crenoterapia e tem adeptos no mundo todo. A palavravem do grego, em que crenós quer dizer “fonte”. Seria então a terapiapelas fontes. Cada estância hidromineral costuma ter seus métodos detratamento, adaptados às circunstâncias e à matéria-prima local. Emcidades como São Lourenço, em Minas Gerais, por exemplo, os hotéiscostumam ter serviços de massagista e fontes minerais próprias, o quepermite que os hóspedes sejam tratados com muita mordomia. Osmédicos de São Lourenço enfatizam também o papel do ar norestabelecimento, pois se comprovou que as mesmas substâncias úteisdas águas também estão presentes no ar de estâncias como aquela, emque as águas afloram, vindas de grandes profundidades.A moderna sociedade de massas democratizou as estações de águas.Viagens a São Lourenço, por exemplo, antes reservadas a ricos, para osquais foram construídos hotéis suntuosos com grandes salões de jogos,agora são feitas pela classe média, que compra pacotes em agências deturismo, a preços convidativos. Hoje é até possível obter informaçõessérias sobre cada estância hidromineral e a propriedade de suas águasconsultando sites das prefeituras, associações ou blogueiros locais na
    • 22internet, através de mecanismos de pesquisa como o siteWWW.google.com.br.Estâncias hidrominerais: crise absurdaJustamente agora que os tratamentos naturais estão ressurgindo, grandeparte das tradicionais cidades-estâncias de águas minerais do Brasil estádecadente no começo desta década de 2010, como acontece com Águasde Lindóia em São Paulo, e está começando a acontecer com Poços deCaldas, em Minas. “Muitas prefeituras absurdamente ainda nãoperceberam que, se houver investimento e boa administração, o retornodas estações de água é garantido”, diz a psicoterapeuta Maria LibâniaLeonel, que gosta de freqüentar estações de águas. “Na Europa asestações hidrotermais se modernizaram e são hoje lugares lotados ecaríssimos.”No Brasil, algumas prefeituras perceberam seu potencial como agentesde desenvolvimento e obtiveram uma grande recuperação com aterceirização dos serviços. Foi o caso, por exemplo, de Águas de SãoPedro (SP). Agora as massagens e os banhos estão melhores eincrementados, o atendimento é melhor e mais atualizado.O melhor exemplo, segundo Libânia, vem de São Lourenço (MG),graças à atuação da prefeitura e aos investimentos e inovaçõesadministrativas proporcionados pela multinacional Nestlé. As terapiassão atualizadas e a infra-estrutura é muito boa no Centro Hidroterápico-Balneário de São Lourenço, construído em 1935, época em que erafreqüentado pelo então presidente Getúlio Vargas e pela maisendinheirada elite do País. Depois de passar por reforma, foireinaugurado em 2008, preservando o estilo clássico. Veja a seguir asprincipais fontes do Centro Hidroterápico de São Lourenço e suasaplicações. Fontes de São LourençoFonte 1 – Oriente – GasosaTrata distúrbios renais, digestivos e certos tipos de intoxicações. A águadessa fonte é engarrafada e industrializada sob a marca Água MineralSão Lourenço, a mais tradicional do Brasil.Fonte 2 – Andrade Figueira – MagnesianaTrata problemas do fígado e da vesícula biliar, além de certas alteraçõesno intestino grosso. É contra-indicada em caso de úlcera péptica.Fonte 3 – Vichy – Alcalina
    • 23É uma água alcalino-gasosa, ferrobicarbonatada mista. Só existe outrafonte desse tipo no mundo: fica em Perrier, na França. Trata problemasgástricos, dos rins e da vesícula biliarFonte 4 – FerruginosaTrata anorexia, anemia e astenia. Deve ser usada com cautela, pois podeproduzir cólicas.Fonte 5 – AlcalinaTrata úlceras duodenais, alivia enormemente a hiperclorídia, é indicadapara tratar uricemia, auxiliando na eliminação de ácido úrico e cálculosrenais.Fonte 6 – Jaime Sotto Mayor – SufurosaÉ laxativa e indicada para tratar colites crônicas e pós-infecciosas,diabetes, alergias e doenças do colágeno. O gás expelido por essa fonte éusado para tratar sinusite e problemas respiratórios.Fonte 7 – Bis – Parque IITem as mesmas propriedades da Fonte 6.Fonte 9 – José Carlos de Andrade – CarbogasosaÉ usada no tratamento de hipertensão, depressão e estresse.Fonte 10 – PrimaveraUtilizada no tratamento de anorexia e astenia. Seu uso deve sercauteloso, pois pode causar cólicas.Cambuquira, as melhores águasOutra cidade importante por causa de suas águas, mas com infra-estrutura turística menos atualizada é Cambuquira. As águas da regiãosão consideradas por muitos especialistas as melhores do Brasil. Só paradar uma idéia, eis as indicações terapêuticas das fontes do Parque dasÁguas de Cambuquira.Fontes de CambuquiraFonte Gasosa (Regina Werneck)Indicada para o tratamento de nefrite aguda ou crônica, diurese, gastriteshepatismo e inflamação dos canais bilares, angiocolite, colocistite,desordem intestinal, dermatoses por intoxicação, eczemas. Suas águassão estimulantes da secreção e da motricidade gástrica, nos casosatômicos ou hipotônicos.
    • 24Fonte Férrea (Dr. Fernandes Pinheiro)Tônica por excelência, trata anemia, caquexias, linfatismo, astenia,convalescença de moléstias agudas. Fonte Magnesiana (Comendador Augusto Ferreira)Estimula a função renal, trata reumatismo, obesidade, uricemia, litíase,colite, pialite e pielonefrite.Fonte Sulfurosa (Dr. Sousa Lima)Trata distúrbios urinários, colite, gastrite e acidez. Estimula operistaltismo dos intestinos.Fonte do MarimbeiroTrata distúrbios do aparelho digestivo, colites rebeldes, litíase edisfunções hepáticas.Poços de Caldas, o poder das águas sulfurosasO site de medicina ortomolecular http://www.mega21.com.br/site/ trazum importante artigo sobre as águas minerais de Poços de Caldas (MG),mostrando os tratamentos de crenoterapia que podem ser feitos com essetipo de água. As análises da região mostram que “todas as as águastermais são alcalinas, mineralizadas, sulfurosas, sódicas, contendo gássulfídrico. Denominam-se águas sulfurosas ou sulfuradas aquelas quequimicamente contém enxofre em quantidade superior à 1mg/litro. Suasprincipais características são: (1) odor típico, caracterizado pela presençade ácido sulfídrico; (2) a untosidade (leve viscosidade) proporcionadapela matéria orgânica nela contida; (3) a temperatura (a maioria sãoáguas hipertermais).”O site recomenda as formas de administração adequados às águassulfurosas características de Poços de Caldas: administração oral,banhos, duchas locais com ou sem massagem, analação e irrigações. Asoutras fontes de água mineral terão propriedades diferentes, masigualmente importantes, que deverão ser conferidas pelas pessoas queconhecem os benefícios da crenoterapia. Viajar para essas fontes é uma grande pedida e as agências de turismocostumam ter pacotes adequados a cada caso (família, idosos etc.) Veja
    • 25a seguir as principais indicações das fontes de Poços de Caldas, comdados do site de medicina ortomolecular.Indicações das águas sulfurosas- doenças reumáticas juvenis e de adultos- espondilite anquilosante- esclerose sistêmica progressiva- osteoartroses e espendiloartroses- febre reumática não ativa- síndrome microcristalinas (gota e pseudo-gota)- artropatias infecciosas e parainfecciosas em fase não aguda- esofagites- gastrites- úlceras- duodenites- bronquites catarrais- asma brônquica- bronquiectasias- laringotraqueites- faringites- adenoidites- rinites catarrais e hipertróficas- eczema crônico- processos urticariformes- ezemátides circunscritos- liquen plano e hipertrófico- eczema seborréico- úlceras varicosas- psoríases- moléstias do sistema nervoso central e periférico, do sistemacardiovascular, afecções genitais e urinárias altas e baixas, doençasmetabólicas e nutricionais etc. Fonte: Poços na Rede DUCHAS E BANHOS
    • 26 Os médicos do Renascimento consideravam a hidroterapia umaciência magna e colecionavam receitas vindas desde a Antiguidade.Afinal, a água, além de ser um solvente que absorve toxinas, tanto retiraimpurezas do nosso organismo, pela urina, fezes e suor, como trazremédios para dentro dele por meio de chás e substâncias medicinais deque pode ser veículo.Além disso, a água serve também para levar frio ou calor a qualquerparte do organismo, podendo ser usada para regular desequilíbrios detemperatura entre os órgãos. Com isso, a água opera em três esferas doorganismo: nervosa, circulatória e térmica.Para saber a temperatura da água usa-se um termômetro comum defarmácia, desses empregados para avaliar febre, pois a temperatura daágua para banhos ou ingestão deve ser no máximo de 42º C. A seguir, alguns exemplos de tratamentos com água para usoexterno. Duchas As duchas são jatos de água fria ou quente sobre o corpo todo ouparte dele. Podem ser feitos em casa, deitando-se numa esteira deplástico debaixo do chuveiro e mudando a temperatura na chave elétrica. . Quentes: aliviam as dores, têm efeito calmante, combatem ainsônia e fortalecem o fígado (acompanhe com chá de boldo, caapeba,zedoária ou alcachofra e com compressas de água quente sobre o órgão).A temperatura não deve ultrapassar 42º C e o tempo deve ser de 3minutos. Repita mais duas ou três vezes, alternando com banhos de águamorna (3 minutos a 25º C ou 30º C). . Frias: são estimulantes, têm a fama de “cortar” o efeito doálcool, ativam a circulação e energizam o corpo. Diminuem a febre e asensação de frio. Deixe todo o corpo debaixo da água, virando-se paraatingir o rosto, o peito e as costas e permanecendo por 30 segundos.Esfregue o corpo com esponja ou bucha macia. Repita algumas vezes.São ótimas como banho matinal (O sabonete só deveria ser usado naducha quente à noite, porque dissolve a vitamina D natural da pele). . Alternadas: combatem a má-circulação, artrites, artroses, doresdos nervos e dos músculos, e reumatismos. Começando com águaquente, alterne com água fria em banhos de 30 segundos cada. Períodosmaiores de água quente alternados com períodos curtos de água friaservem para estimular a circulação, aliviar dores e combater úlceras eanemias: fique 4 minutos debaixo de água quente e, em seguida, tome
    • 27ducha fria durante meio minuto, retomando o ciclo umas cinco vezes. Banhos de imersão contra o estresse Os banhos de imersão são aqueles em que mergulhamos o corpotodo ou grande parte dele (como tronco e quadris). A imersão total(banho de banheira até o pescoço) pode cansar o coração por causa dapressão da água, não sendo indicada para cardíacos. Os banhos deimersão podem ser feitos com sais e ervas (ver tabela). Banhos de tronco Os banhos de tronco são feitos em bacia funda ou tina. A águadeve cobrir as coxas, as nádegas e as parte debaixo das costas, onde selocalizam os rins. Podem ser quentes, mornos, frios ou alternados. . Quentes: para combater crises de hemorróidas, menstruaçãoatrasada, dores vaginais, problemas no fígado e nos rins, ciática, cistite,aumento da próstata e cólicas em geral. Fique 10 minutos em água a 42ºC, abastecendo com água quente a cada 3 minutos para manter atemperatura. Ao mesmo tempo, aplique compressas frias na testa. . Mornos: contra cólicas e febre. Fique durantes 15 minutos emágua com temperatura em torno de 32º C. . Frios: combatem prisão de ventre, dores de cabeça, corrimentovaginal, urina solta, problemas de próstata e de vesícula. Faça de manhãpor 10 minutos, massageando o corpo com esponja ou bucha macia.Mantenha os pés quentes, mergulhando-os em água a 42º C. . Alternados: no tratamento de controle de hemorróidas (nãonas crises), doenças da bexiga, fraqueza sexual e barriga inchada. Useduas tinas: uma com água a 42º C e outra a 15º C. Permaneça durante 4minutos na água quente e 1 minuto na água fria, alternando seis vezes. Banhos de assento Os banhos de assento podem ser feitos em bacia de alumínioou plástico, de forma a mergulhar apenas a região pélvica, parte dascoxas e o baixo ventre. Podem ser quentes, frios ou alternados e otratamento deve durar 20 dias. . Quentes: combatem cólicas, doenças venéreas (comocoadjuvantes do tratamento com antibióticos sob acompanhamentomédico, que é obrigatório), corrimentos vaginais (acrescentar algumascolheres de sopa rasas de bicarbonato de sódio à água), crise dehemorróidas ou ejaculação precoce, pois atuam como calmantes.Facilitam a recuperação pós-parto (feitos a partir de uma semana depois
    • 28do parto). Use chás de nabo branco japonês, cascas de barbatimão, folhasde Artemísia ou raízes de gengibre. Acrescente água quente para mantera temperatura em 42º , permanecendo por 20 minutos. . Frios: soltam os intestinos, funcionam como estimulantes ecombatem a febre e infecções genitais. Permaneça durante 5 minutoscom a água em torno dos 12º C. . Alternados: para controle das hemorróidas (não fazer nascrises), inflamações crônicas ou doenças malignas do baixo ventre. Useduas bacias – uma com água a 12º C e outra a 42º C -, alternando 4minutos de água quente com 1 minutos de água fria por dez vezes. Sais e ervas Água do mar O banho de água do mar é indicada no tratamento de úlcera,gastrite, males do fígado e doenças de pele. Estimula o metabolismo.Entrar no mar várias vezes, ficando pelo menos 15 minutos na água edepois deixando a pele secar ao vento. Em casa, fazer banho de banheirade 20 minutos a meia hora em água morna (36º C a 38º C), despejando 4ou 5 litros de água do mar (recolhida em praias limpas e guardada emgarrafas escuras, limpas e arrolhadas). Sais alcalinos Os banhos de água mineral alcalina são indicados para tratare combater reumatismo, gota e processos inflamatórios. Dissolver meioquilo de bicarbonato de sódio numa banheira com água morna e ficarimerso por 20 minutos. Sulfurosos Os banhos de água sulfurosa fazem bem para o cabelo e paraa pele, por causa da ação do enxofre. Salinos As águas de sais “salinos” são indicadas para banhosmornos para tratar paralisias provocadas por derrame, contraçõesmusculares e reumatismo crônico.
    • 29 Banhos de plantas medicinais Como regra geral, os banhos com chás de plantas devem serfeitos na seguinte proporção: ferva 500 gramas de planta em 4 litros deágua por 5 minutos e despeje na banheira quente ou morna, imergindopor 20 minutos). . Contra bronquite: use folhas de eucalipto em banhosmornos de 20 minutos. . Para combater o desânimo: alecrim, alfazema, menta,hortelã. Pela manhã, fazer 20 minutos de ducha alternada e depois tomaresse banho de imersão frio ou levemente morno por 5 a 10 minutos. . Contra celulite: ferva 500 gramas folhas e galhos de hera-trepadeira (Hedera helix) em 4 litros de água durante uma hora em fogobrando. Coe e misture ainda quente na água da banheira. Faça banhos deimersão. Quem não tiver banheira pode adaptar um saco de estopa oualgodão ao bocal do chuveiro e fazer passar a água quente pela mesmaquantidade de folhas picadas para um banho de 10 a 15 minutos,esfregando bem o corpo com bucha ou escova macia. . Para emagrecer: ferva por 10 minutos 2 xícaras de chá deuma alga chamada fucus, acrescentando 1 kg de sal marinho no final.Faça banhos quentes e alternados. . Contra hemorróidas: faça banhos quentes de tronco ouassento num chá forte de galhos, folhas e sementes de erva-de-bicho. Obanho de assento também pode ser feito com chá forte de folhas deconfrei ou tintura de hamamélis. . Para combater a má-circulação: banhos alternados comcasca de castanheira-da-índia ou folhas de uva. . Nos casos de nervosismo e insônia: faça chás fortes defolhas de melissa, maracujá ou malva, flores de marmeleiro, camomilaou laranjeira ou raízes de valeriana. Tome banhos quentes ou mornos decerca de 20 minutos. . Para ajudar no tratamento de reumatismo: faça cháforte com rizomas de samambaia-domato, também conhecida como feto-macho, folhas de manjericão, flores de aquiléia (também conhecida pormil-folhas ou cibalena). Para banhos quentes e alternados.
    • 30 . Contra transpiração excessiva: banhos desodorantes eligeiramente antitranspirantes podem ser feitos com alecrim, alfazema,limão-siciliano (1,5 kg de frutos picados em 3 litros de água fervente,tampar e deixar amornar, coando antes de misturar na água do banho.Também podem ser feitos excelentes banhos desodorantes com nogueira,cavalinha e sálvia. Esses banhos devem ser mornos ou frios. Banhos localizados Pedilúvios Quente Mergulhar os pés numa bacia ou tina de água quente éuma forma de hidroterapia muito eficaz contra câimbras nas pernas,insônia e prisão de ventre (aplicar compressas frias simultaneamente),cólicas menstruais, problemas de garganta, torcicolo, reumatismo, gota,gripes e resfriados. Mergulhe as pernas num balde ou tina funda comágua a 36º C e vá acrescentando água quente até chegar a 45º C (calorsuportável). Fique pelo menos meia hora e acrescente água quente a cadadez minutos para manter a temperatura. Para eliminar certos tipos de dorde cabeça é só aplicar simultaneamente compressas frias na cabeça e nopescoço. Frio O pedilúvio frio combate cansaço, varizes, catarro e sinusite.Mergulhe os pés em água fresca e massageie-os levemente durante 15minutos. Alternado A alternância de água fria e quente, em dois baldes, servepara combater dor de cabeça, dor de dente, pés frios, varizes enevralgias. Também tonifica o coração, ativando a circulação. Usam-sedois baldes: um com água a 12ºC e outro a 45ºC. Mergulhe, primeiro, ospés na água quente durante cinco minutos e, depois, na água fria pormeio minuto. Repita cinco vezes, terminando com água fria. Manilúvios (banhos de mãos e braços) Os braços são uma das zonas reflexas do coração. Médicosnaturopatas recomendam que as pessoas que sofrem de insuficiênciacardíaca devem ficar com os dois braços debaixo de uma torneira deágua fria por cinco minutos, três vezes ao dia durante três semanas pormês. As pessoas que sofrem de insuficiência coronariana, entretanto,devem usar água quente: mergulhar os braços numa bacia com água a
    • 3137º C e ir acrescentando água quente até chegar a 45º C. Toda pessoacom problema cardíaco deve tratar-se com um médico. Seria interessantea presença de um médico naturopata no primeiro banho para avaliar osefeitos das diferentes temperaturas da água sobre o coração. Outraspropriedades do manilúvio frio: calmante, regulador do intestino einibidor da excitação sexual. Cabelos Os tratamentos cosméticos para melhorar os cabelos incluem banhos ecompressas com toalha embebida em água ou chá quente, durante 20minutos por dia, renovando a compressa a cada cinco minutos paramanter a temperatura. Algumas sugestões de banhos cosméticos queafinam e suavizam os cabelos são os de água de cauim (caolim) ouenxofre: dissolva 1 colher de café dos ingredientes em pó em 5 litros deágua e banhar os cabelos, massageando por cinco minutos e abafandocom toalha quente por mais dez minutos. Para combater queda decabelos use chá de folhas de jaborandi (1 xícara de ingredientes secospara cada 2 litros de água, ferva por cinco minutos e coe depois deamornado. Para eliminar a caspa, recomenda-se o banho de limão, que éfungicida: despeje um quilo e meio de limões sicilianos picados em 4litros de água fervente, apague o fogo, deixe amornar tampado e coe. Pele Cataplasmas frios de farinha de sementes de mostarda misturada comágua podem ser usados para amadurecer furúnculos e abscessos, fazendocom que exsudem o pus. Para combater cravos e espinhas, usecompressas quentes de chá de pétalas de calêndula ou folhas de sálvia.HIDROGINÁSTICA E FISIOTERAPIA NA ÁGUAOs antigos egípcios já usavam piscinas de água quente com finalidadesterapêuticas, 2 mil anos antes de Cristo. Em Merano, na Itália, algumasfontes de água mineral mostram evidências de terem sido usadas porseres humanos há 5 mil anos.Também conhecida como fisioterapia aquática, piscina terapêutica outerapia física aquática, a fisioterapia na água tem se mostrado eficaz paratratamento de dores reumáticas em idosos, pois recupera movimentos.A fisioterapia associa o menor impacto da água, que diminui a força dagravidade, e seu poder relaxante a movimentos específicos, que tratamcom mais eficácia de certos problemas. A fisioterapia na água tambémpermite tratar com mais rapidez e eficácia os convalescentes. Exercícios
    • 32na água permitem que pessoas com fraturas, por exemplo, recuperemrapidamente sua musculatura. Pessoas acima do peso, com dor crônicaou com problemas ortopédicos também se beneficiam da maiorsuavidade do meio aquático, que permite fazer movimentos e exercícioscom menos impacto.A terapia na água facilita o tratamento de pessoas com problemasortopédicos nos pés e membros inferiores, pois facilita a caminhada.Pessoas com artrite também se beneficiam e sua recuperação é maisrápida se fizerem hidroginástica ou fisioterapia na água.A fisioterapia na água pode ser usada em ortopedia, neurologia,reumatologia, pediatria, clínica respiratória e clínica psicológica.O vestuário mais adequado para hidroginástica e fisioterapia na água sãoos maiôs ou sungas que permitam amplos movimentos, roupão paraentrada e saída, chinelos antiderrapantes, touca de plástico. Nunca useacessórios como relógio, pulseira, anéis, brincos e colares.Benefícios da fisioterapia na água- Reduz a atuação da forca gravitacional;- Acelera o efeito curativo dos tratamentos;- Relaxa os músculos;- Poupa os ossos de peso e tensão;- Diminui espasmos;- Diminui a sensação de dor;- Facilita o movimento das articulações;- Aumenta a circulação periférica;- Reduz os edemas;- Fortalece os músculos em geral;- Fortalece os músculos respiratórios;- Melhora a autoconfiança;- Trata distúrbios do sono;- Diminui a ansiedade;- Estabiliza as articulações;- Estimula equilíbrio e coordenação;- Previne contraturas musculares errôneas e deformidades;- Favorece o aumento das amplitudes de movimento;- Relaxa os músculos (diminui o tônus);- Favorece o retorno venoso;- Auxilia a ação de músculos fracos;
    • 33- Aumenta a força muscular;- Aumenta a capacidade respiratória e favorece a expiração;- Estimula os movimentos;- Reeduca os padrões centralizados de movimento;- Reeduca os padrões recíprocos de movimento;- Trabalha padrões funcionais de movimento;- Aumenta o condicionamento cardiovascular;- Auxilia na higiene brônquica;- Diminui as forças compressivas intra-articulares;- Melhora a qualidade da rotina diária;- É uma oportunidade de recreação e socialização.Contra-indicações- Estados febris;- Infecções em geral;- Dificuldade ou insuficiência respiratória aguda;- Pressão descontrolada;- Cardiopatia grave;- Úlceras ou grandes feridas abertas;- Pessoa com queimaduras na pele;- Incontinência fecal e ou urinária imprevisível. OUTROS USOS MEDICINAIS Embora os tratamentos com água sejam lentos (precisam serfeitos durante um mês, pelo menos), eles têm se mostrado bastanteeficientes nos casos crônicos, como reumatismo, resfriados constantesetc. Abordaremos a seguir os banhos de vapor (suadores) e algunstratamentos locais, como compressas, inalações e cristeres. Sauna
    • 34 Feita uma ou duas vezes por semana, é ótima para desintoxicaro organismo, limpar a pele e ativar a circulação; também previne gripes eresfriados. Tomar um banho morno, e, sem se enxugar, ficar dez minutosna câmara da sauna (seca ou a vapor). Sair para uma rápida ducha fria evoltar para a sauna por mais dez minutos. Continuar por cerca de umahora. O calor da sauna traz o sangue para a superfície da pele e estimulaas glândulas sudoríferas, que eliminam toxinas. Como a ducha fria leva osangue de volta para dentro do corpo, a alternância tem um efeito demassagem nos nervos e pequenos músculos das veias e artérias, pois elasse relaxam com o calor e, depois, se contraem com o frio. A sauna, porém, não é indicada para cardíacos e pessoas comproblemas de pressão ou pacientes muito debilitados, para os quais sãomais recomendáveis as duchas segundo alguns naturopatas. Suador caseiro Faça um pedilúvio quente e tome, simultaneamente, uma xícarade chá quente de sabugueiro, alfavaca ou carqueja. Em seguida, deite-senum colchonete forrado com plástico e enrole-se num lençol recém-molhado em água quente. Em seguida, coloque uma bolsa de águaquente enrolada numa toalha fina nos pés e cubra todo o corpo com umplástico, pondo sobre ele alguns cobertores. Permaneça meia hora. Parabaixar a febre, molhe o lençol em água fria. Suador de sol Passe em todo o corpo, inclusive ombros e rosto, um protetorsolar fator 30 ou maior, coloque roupa de banho e leve um balde de águafria e um cobertor a um local onde bata bastante sol. Esfregue água friano corpo com uma bucha macia e deite-se no sol por cinco minutos,enrolando-se em seguida no cobertor por mais cinco minutos. Emseguida, levante-se e esfregue mais água fria no corpo, repetindo o cicloumas cinco vezes. Compressas quentes Dobre um pano, de algodão ou flanela, em forma de tira emergulhe o meio numa panela com água quente e tintura de arnica (umacolher de sopa por litro) ou chá de raízes de gengibre bem quente. Torçaaté parar de pingar e aplique sobre o local, cobrindo com uma bolsa deágua quente. Receita para tratar reumatismo, problemas de fígado, doresem geral e espasmos musculares: aplique compressas quentes de arnicaou gengibre nos locais afetados. Depois de dez minutos, cubra acompressa com uma bolsa de água quente enrolada numa toalha e deixepor mais 20 minutos. Para combater problemas respiratórios, apliquebolsa de água quente envolta em toalha sobre o peito durante meia hora,renovando o calor depois de 15 minutos.
    • 35 Compressas frias Mergulhe uma tira de pano em água fria e aplique durante20 minutos, renovando a cada cinco minutos. Serve para tratar asma eoutros problemas pulmonares. Inalações Uma receita dos naturopatas para acabar com a sinusite éfazer saunas semanais e inalações diárias com folhas de eucalipto.Receita para inalações: coloque água e dois punhados de folhas deeucalipto numa panela no chão, na frente de uma cadeira, mergulhe porcima um ebulidor e ligue-o na tomada. Logo que começar a ferver,sente-se na cadeira e cubra a cabeça com uma toalha ou cobertor,formando uma tenda sobre os vapores. Faça inalações de meia hora,evitando tomar friagem depois. Desligue o ebulidor da tomada antes detirá-lo da água. Atenção: tome muito cuidado ao lidar com água aquecidae com o ebulidor elétrico. Idosos e crianças precisam sersupervisionados. Cristéis e lavagens A água também serve para lavagens vaginais eintestinais (cristéis). No primeiro caso, pode ser feita em banho deassento ou com ducha ginecológica, usando chás de casca de barbatimão,flores de camomila ou beijo-branco (balsamina). Banhos quentes ealternados aliviam as inflamações locais. Já as lavagens intestinais sãofeitas com água morna e bisnaga de plástico ou aparelho de cristel,lubrificando a ponta com vaselina. Deve-se pedir orientação a médicosou profissionais de saúde, para evitar ferimentos no ânus. Esses cristéisajudam a desintoxicar o organismo e podem ser feitos, de manhã e ànoite, em tratamentos de uma semana por mês. Use 2 litros de chá mornode camomila ou cavalinha para fazer os cristéis.APÊNDICECÓDIGO BRASILEIRO DE ÁGUASSegundo o Código de Águas do Brasil (decreto-lei 7.841, de 8/08/45),em seu artigo 1°, águas minerais naturais “são aquelas provenientes defontes naturais ou de fontes artificialmente captadas que possuam
    • 36composição química ou propriedades físicas ou físico-químicas distintasdas águas comuns, com características que lhes confiram uma açãomedicamentosa”.O código classifica as águas minerais naturais segundo suascaracterísticas permanentes e segundo as características das fontes.1 - CARACTERÍSTICAS PERMANENTESQuanto à composição química, as águas minerais naturais são assimclassificadas:I - Oligominerais: aquelas que contêm diversos tipos de sais, todos embaixa concentração.II - Radíferas: quando contêm substâncias radioativas dissolvidas, quelhes atribuam radioatividade permanente.III - Alcalino-bicarbonatadas: as que contêm, por litro, uma quantidadede compostos alcalinos equivalentes a, no mínimo, a 0,200g debicarbonato de sódio.IV - Alcalino-terrosas: as que contêm, por litro, uma quantidade dealcalinos terrosos equivalentes a, no mínimo, 0,120g de carbonato decálcio, distinguindo-se:IVa - Alcalino-terrosas cálcicas: as que contêm, por litro, no mínimo,0,048g de cátion Ca, sob a forma de bicarbonato de cálcio.IV.b - Alcalino-terrosas magnesianas: as que contêm, por litro, nomínimo, 0,030g de cátion Mg, sob a forma de bicarbonato de magnésio.V - Sulfatadas: as que contêm, por litro, no mínimo, 0,100g do ânionSO4, combinado aos cátion Na, K e Mg.VI - Sulfurosas: as que contêm, no mínimo, 0,001g do ânion S.VII - Nitratadas: as que contêm, por litro, no mínimo, 0,100g de ânionNO3 de origem mineral.VIII - Cloretadas: as que contêm, por litro, no mínimo, 0,500g de NaCl.IX - Ferruginosas: as que contêm, por litro, no mínimo. 0,005g de cátionFe.
    • 37X - Radioativas: as que contêm radônio em dissolução, obedecendo aosseguintes limites:Xa - Fracamente Radioativas: as que apresentam, no mínimo, um teorem radônio compreendido entre 5 e 10 unidades Mache, por litro, a 20°Ce 760mm de Hg de pressão;Xb - Radioativas: as que apresentam um teor em radônio compreendidoentre 10 e 50 unidades Mache por litro, a 20° C e 760mm de Hg depressão;Xc - Fortemente Radioativas: as que possuírem um teor em radôniosuperior a 50 unidades Mache, por litro, a 20°C e 760mm de Hg depressão.XI - Toriativas: as que possuem, por litro, no mínimo, um teor emtorônio em dissolução equivalente, em unidades eletrostáticas, a 2unidades Mache.XII - Carbogasosas: as que contêm, por litro, 200ml de gás carbônicolivre dissolvido, a 20°C e 760mm de Hg de pressão.2 - CARACTERÍSTICAS DAS FONTES:As fontes de água mineral são classificadas segundo os gases presentese segundo a temperatura:2.1 - Quanto aos gases:I - Fontes radioativas:Ia - Fracamente Radioativas: as que apresentam, no mínimo, uma vazãogasosa de 1 litro por minuto com um teor em radônio compreendidoentre 5 e 10 unidades Mache, por litro de gás espontâneo, a 20°C e760mm de Hg de pressão;Ib - Radioativas: as que apresentam, no mínimo, uma vazão gasosa de 1litro por minuto, com um teor compreendido entre 10 e 50 unidadesMache, por litro de gás espontâneo, a 20°C e 760mm de Hg de pressão;Ic - Fortemente Radioativas: as que apresentam, no mínimo, uma vazãogasosa de 1 litro por minuto, com teor em radônio superior a 50 unidadesMache, por litro de gás espontâneo, a 20°C e 760mm de Hg de pressão.
    • 38II - Fontes Toriativas: as que apresentam, no mínimo, uma vazão gasosade 1 litro por minuto, com um teor em torônio, na fonte, equivalente, emunidades eletrostáticas, a 2 unidades Mache por litro.III - Fontes Sulfurosas: as que possuírem, na fonte, desprendimentodefinido de gás sulfídrico.2.2 - Quanto à temperatura:I - Fontes frias: quando sua temperatura for inferior a 25°C;II - Fontes hipotermais: quando sua temperatura estiver compreendidaentre 25 e 33°C;III - Fontes mesotermais: quando sua temperatura estiver compreendidaentre 33 e 36°C;IV - Fontes isotermais: quando sua temperatura estiver compreendidaentre 36 e 38°C.BIBLIOGRAFIAACHARÁN, MANUEL LAZAETA, A Medicina Natural ao Alcancede Todos, SP, Hemus, 2003BONTEMPO, MÁRCIO, Livro de Bolso da Medicina Natural, SP,Ground, 1981CASCUDO, Luís Camara, História da Alimentação no Brasil, SãoPaulo, Editora Itatiaia/Editora da Universidade de São Paulo, 1983.CASTELL, GEMMA SALVADOR., Larousse da Dieta e da Nutrição,Rio de Janeiro, Editora Larousse, 2004.KNEIPP, SEBASTIAN, Como se Deve Viver, Typographia eStereotypia Moderna, Lisboa, 1896KUHNE, LOUIS, A Cura pela Água, a Nova Ciência de Curar. SP,Hemus, 1982PANIZZA, SYLVIO, Entrevistas nos anos 1980 e 1990 e orientaçõespessoais
    • 39WALZBERG, CATHARINA, Você Pode Ter Saúde, Basta Querer,Rio de Janeiro, Editora Rocco, 2004.CASTELL, GEMMA SALVADOR., Larousse da Dieta e da Nutrição,Rio de Janeiro, Editora Larousse, 2004.SITESPesquisas genéricas: WWW.google.com.br; WWW.altavista.com;WWW.wikipedia.com.br; site de medicina ortomolecularhttp://www.mega21.com.br/site/ ; pesquisas acadêmicas:WWW.google.academico.com; lattes.cnpq.br