Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
EUTANÁSIA
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

EUTANÁSIA

  • 12,504 views
Published

Um trabalho sobre a Eutanásia numa linguagem simples e eficaz !!

Um trabalho sobre a Eutanásia numa linguagem simples e eficaz !!

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
12,504
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
252
Comments
0
Likes
2

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Área de Integração 11º 8 Trabalho Realizado por : Andreia Paiva nº 3 Márcia Antunes nº 15 1
  • 2. Área de Integração 11º 8  Capa pág. 1  Índice pág. 2  Introdução pág. 3  Desenvolvimento pág. 4  Legal e ilegal pág. 6  Prós e Contras pag.7  Caso Verídico pag.8  Reflexão Crítica pag.9  Conclusão pag.10  Bibliografia pag11 2
  • 3. Área de Integração 11º 8 O nosso trabalho tem como tema polémico a eutanásia e tem como âmbito a disciplina de Área de Integração. A Eutanásia vem da palavra grega “Euthanasia” que significa boa morte. É a praticada por um paciente com uma doença terminal com o objectivo de abreviar a dor e o sofrimento, ou seja, quem a pratica pretende acabar a sua vida por inúmeras razões, principalmente quando o paciente se encontra num estado de inconsciência profunda, ou seja, quando o paciente encontra- se no estado de coma. 3
  • 4. Área de Integração 11º 8 A eutanásia de uma forma directa significa acabar com o sofrimento, mas existem muitos outros motivos para levar um paciente a levar em consideração a hipótese de praticar a eutanásia, como por exemplo:  Perda de interesse e prazer de viver – alguns imprevistos podem fazer com que o paciente pense nesta forma, como por exemplo os tetraplégicos.  Caso o paciente tenha uma doença terminal ou crónica, poderá resultar com que a pessoa perca a vontade de viver. Existem três tipos de eutanásia: A eutanásia activa, passiva ou indirecta e, eutanásia de duplo efeito:  Activa – o acto deliberado de provocar a morte sem sofrimento do paciente por fins misericordiosos;  Passiva ou indirecta – este tipo de eutanásia inclui medidas drásticas como retirar a alimentação, oxigenação, ou seja, meios que mantêm o paciente vivo, 4
  • 5. Área de Integração 11º 8 provocando a morte deste, isto inclui a decisão médica de não dar assistência médica básica ou o tratamento médico padrão;  Duplo efeito – quando a morte é acelerada tendo em vista aliviar o sofrimento de um paciente terminal, isto inclui a decisão médica de dar droga ou outro meio que ajude a cometer o suicídio e/ou administrar uma injecção letal, isto consiste em algo similar a anestesia geral, mas o que diferencia são as quantidades aplicadas de líquido; A eutanásia é um tema complexo e cheio de termos e definições.  Voluntária – é praticada a pedido do paciente;  Não-voluntária – O paciente encontra-se num estado em que não tem capacidade para decidir se quer continuar a viver ou não (coma);  Involuntária – o paciente tem capacidade para decidir mas outro o fez sem consentimento deste; 5
  • 6. Área de Integração 11º 8 Aqui encontram-se alguns países onde a eutanásia é ilegal e legal. Espanha, Hungria, Republica Checa e Noruega os pacientes podem optar por recusar os tratamentos. Luxemburgo está em processo de legalização. • Legal - Holanda, Austrália, Califórnia, Bélgica, Luxemburgo está em processo de legalização, Grã- Bretanha em alguns casos, Alemanha, Áustria. • Ilegal - Suíça, Itália, Inglaterra, Estados Unidos, Brasil, Portugal, Eslováquia, Grécia, Roménia, Bósnia, Croácia, Sérvia, Polónia. 6
  • 7. Área de Integração 11º 8 Supomos que não existe duas pessoas com a mesma opinião sobre a eutanásia visto que é um assunto muito frágil e polémico. Argumentos a favor • Evita a dor e o sofrimento de pessoas em fase terminal ou sem qualidade de vida; • Custo de manter vivo um paciente sem hipótese de voltar a ter uma vida normal; • Direito de morrer – todas as pessoas devem ter o direito de decidir se querem viver ou não; Argumentos contra • Religioso – violação do direito à vida, pois “só o Criador a pode tirar”; • Legalizar da eutanásia poderia resultar de uma utilização extrema, isto é, morte da pessoa sem o seu consentimento. • O diagnostico médico poderá estar em errado e como consequência mortes precoces. 7
  • 8. Área de Integração 11º 8 • Familiares e/ou herdeiros poderão incentivar a eutanásia. No dia 11 de Janeiro de 1983, Nancy Cruzan, de 25 anos, perdeu o controlo do carro e capotou. Nancy foi encontrada com rosto debaixo de água, sem respiração ou batimento cardíaco detectável. Depois de algum tempo os bombeiros recuperaram a respiração e o batimento cardíaco e Nancy foi levada para o hospital mas inconsciente, ficou em coma. Em Outubro de 1983, Nancy foi internada num hospital público, todas as tentativas de reabilitação tinham sido mal sucedidas, seus pais e o marido solicitaram ao hospital que retirassem a sonda de alimentação. Os médicos e a instituição negaram fazê-lo, só o faziam com autorização judicial. Os pais entraram na justiça para pedir autorização em Junho de 1989 e o tribunal em Junho de 1990 deu autorização para que se retirasse a sonda de alimentação, visto que, o diagnóstico era de um dano cerebral permanente e irreversível. No túmulo de Nancy Cruzan consta a seguinte indicação: 8
  • 9. Área de Integração 11º 8 Nascida em 20 de Julho de 1957 Partiu em 11 de Janeiro de 1983 Em paz em 26 de Dezembro de 1990 9
  • 10. Área de Integração 11º 8 Ambas temos a mesma opinião sobre a eutanásia concordamos que todos os pacientes têm o direito de morrer caso se encontrem num estado de sofrimento ou com uma doença terminal. Caso o paciente esteja num estado vegetativo cabe os familiares mais próximos meditarem sobre o destino do paciente. Com este trabalho concluímos que a eutanásia é um tema polémico porque estão envolvidos aspectos tais como sentimentos a religião a legalidade e a ética. Também ficamos a saber que existem 3 tipos de eutanásia . 10
  • 11. Área de Integração 11º 8 http://pt.wikipedia.org/wiki/Eutan%C3%A1sia http://www.facfil.ucp.pt/euthanasia.htm http://eutanasia.no.sapo.pt/ http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudan tes/filosofia/filosofia_trabalhos/eutanasia2.htm http://www.ifl.pt/main/Portals/0/dic/eutanasia.pdf http://afilosofia.no.sapo.pt/10nprobleticosEut.htm http://eutanasiaedistanasia.blogspot.com/2006/02/argume ntos-contra-eutansia.html http://eutanasiaedistanasia.blogspot.com/2006/02/razes- que-levam-pessoa-pedir-eutansia.html http://www.ufrgs.br/bioetica/nancy.htm 11