Your SlideShare is downloading. ×
0
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Servidores linux
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Servidores linux

637

Published on

Apresentação fala sobre servidores linux.

Apresentação fala sobre servidores linux.

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
637
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
56
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. Servidores Linux Marcelo Gomes de Paula marcelogomesrp@gmail.com
  2. Marcelo Gomes Mais de 10 anos de experiência, em redes Linux. Certificação Microsoft 70-290 Formado em Ciência da Computação. Pós Graduação em Desenvolvimento de Software para Web. Atualmente Prof. na UNIP no curso ADS. Mantenedor do projeto EMU Administrador do cluster da i2Bio Administrador da cluster do LGMB. Autor do blog http://marcelogomesrp.blogspot.com
  3. O que é um servidor? Em informática, um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece serviços a uma rede de computadores. Esses serviços podem ser de natureza diversa, como por exemplo, arquivos e correio eletrônico. Os computadores que acessam os serviços de um servidor são chamados clientes. As redes que utilizam servidores são do tipo cliente-servidor.
  4. Arquitetura Cliente-Servidor
  5. O que é Linux Linux é um termo utilizado para se referir a sistema operacional que utilizem o núcleo Linux. O núcleo Linux foi desenvolvido pelo programador finlandês Linus Torvalds, inspirado no sistema Minix. O seu código fonte está disponível sob a licença GPL (versão 2) para que qualquer pessoa o possa utilizar, estudar, modificar e distribuir livremente de acordo com os termos da licença.
  6. O que é uma distribuição linux Uma Distribuição Linux (ou simplesmente distro) é composta do núcleo Linux e um conjunto variável de software, dependendo de seus propósitos. Essa coleção de software livre e não-livre, é criada e mantida por indivíduos, grupos e organizações de todo o mundo. Indivíduos como Patrick Volkerding (Slackware), companhias como a Red Hat, a SuSE, a Mandriva e a Canonical, bem como projetos de comunidades como o Debian ou o Gentoo, compilam softwares e fornecem a usuários diversos sistemas completos, prontos para instalação e uso em Computador doméstico, laptops, computadores servidor conforme a utilização da licença de software.
  7. Meu notebook com linux pode ser um servidor?
  8. Meu desktop pode ser um servidor.
  9. Meu Raspberry Pi pode ser um servidor
  10. Meu Raspberry Pi pode ser um servidor Raspberry Pi é um computador do tamanho de um cartão de crédito desenvolvido no Reino Unido pela Fundação Raspberry Pi. Todo o hardware é integrado em uma única placa. O computador é baseado em um system on a chip (SoC) Broadcom BCM2835,7 que inclui um processador ARM1176JZF-S de 700 MHz, GPU VideoCore IV,8 e 512 MB de memória RAM em sua última revisão.
  11. Tudo pode ser um servidor ? ● Integridade Meus dados não podem ter sido modificados ● Acessibilidade Sempre que precisar, tenho que ter acesso aos meus dados/serviço ● Privacidade Nenhuma pessoa não autorizada pode ter acesso aos meus dados/serviço
  12. Servidores Fonte redundantes Memória ECC Discos Hotswap HDs Enterprise Suporte a múltiplos processadores Controladora com suporte a RAID
  13. RAID Redundant Array of Independent Drives - Conjunto Redundante de Discos Independentes Seriam um conjunto (agrupamento) de dois ou mais discos (HD) trabalhando simultaneamente para um mesmo fim. Seu funcionamento vária de acordo com o seu tipo que pode ser tipo 0, tipo 1, tipo 5, tipo 10 ou ainda outros tipos.
  14. RAID 0 - Striping Espaço total = 20GB Se um disco falhar, todos os dados são perdidos. Ganho de velocidade no acesso (leitura e escrita) Menor custo de implantação 10GB 10GB
  15. RAID 1 - Mirror Espaço total = 10GB Se um disco falhar, nenhum dado é perdido. Ganho de velocidade na leitura, velocidade de gravação é igual a do disco mais lento. Maior custo de implantação quando comparado ao RAID0 pois requer mais discos para ter a mesma capacidade de armazenamento. 10GB 10GB
  16. RAID 5 Espaço total = 20GB (o espaço de um disco é destinado a paridade) Se um disco falhar, nenhum dado é perdido (trabalha com paridade). Ganho de velocidade na leitura, e gravação. Maior custo de implantação. 10GB 10GB 10GB
  17. RAID 5 Imagine que eu queira gravar o número 15. O meu algorítimo para calcular a paridade é somar os valores de cada digito. O algorítimo para recalcular o valor de um digito caso um HD falhe pode ser, subtrair o valor conhecido, do valor da paridade, neste exemplo se perdemos o HD do meio, conseguimos fazer 6 - 5 e inferir que o valor do outro digito é 5. 1 digito 5 digito 6 paridade
  18. Raid 1 RAID 10 Espaço total = 20GB Se um disco falhar, nenhum dado é perdido, se dois disco falhar, com sorte nenhum dado é perdido. Ganho de velocidade na leitura é gravação. Maior custo de implantação. 10GB 10GBRaid 1 10GB 10GB
  19. Outros RAIDs Existem diversos outros RAIDs, mas a ideia de todos se baseiam destes que acabamos de ver, por exemplo o RAID 6 é similar ao RAID 5, porém ele tem 2 discos de paridade.
  20. Servidores...Torre, Rack, Blade
  21. Qualquer S.O. pode ser um servidor? No Windows XP Professional, o número máximo de outros computadores permitidos para conexão simultânea sobre a rede é 10. Para o Windows XP Home Edition, o número máximo de outros computadores com permissão para se conectar simultaneamente na rede é de 5. Fonte: http://support.microsoft. com/kb/314882/pt-br
  22. Instalar o Linux - CentOS Faça o download gratuitamente no site http: //www.centos.org/ Grave seu DVD com seu programa preferido. Inicie o computador com o boot no DVD. Siga as instruções na tela.
  23. Opções de boot
  24. Testar a mídia do DVD
  25. Boas vindas
  26. Escolhendo o idioma da instalação
  27. Configurando o teclado
  28. Instalando um servidor LAMP LAMP = Linux, Apache, MySQL e PHP
  29. MySQL - Introdução O MySQL é um SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados), que utiliza a linguagem SQL.
  30. Instalando o MySQL Como root digite o comando yum install mysql mysql-server
  31. Iniciando o MySQL service mysqld start
  32. Definindo a senha do root no MySQL mysqladmin -u root -password ‘senha’
  33. MySQL Entrar no MySQL mysql -u root -p Exibir os databases show databases; Criar um database create database agenda; selecionar um database use agenda;
  34. MySQL Criar uma tabela CREATE TABLE contatos( id int(6) not null auto_increment, nome char(50) not null, fone char(50) not null, primary key(id) ); Listar as tabelas do database atual show tables;
  35. MySQL Inserir dados em uma tabela INSERT INTO contatos (nome,fone) VALUES (‘Marcelo Gomes’, ‘16 5555-5555’); Exibir os valores de uma tabela SELECT * FROM contatos;
  36. Introdução ao PHP PHP é uma linguagem de script embutida no HTML. Muito da sua sintaxe é emprestada de C, Java e Perl com algumas características específicas do PHP juntas. O objetivo da linguagem é permitir que desenvolvedores web escrevam páginas geradas dinamicamente rápido.
  37. Introdução ao PHP Olá mundo em PHP <?php echo “Olá mundo”; ?> Definir uma variável $identificador = “Valor”
  38. Instalar o PHP com suporte ao MySQL yum install php php-mysql
  39. Instalar o Apache http yum install httpd
  40. Iniciando o Http Apache service httpd start
  41. Testando o PHP crie uma arquivo chamado info.php em /var/www/html com o seguinte conteúdo <?php phpinfo(); ?> em seguida entre no site http://localhost/info. php
  42. Agora você pode instalar
  43. Desenvolver sua própria aplicação Exemplo agenda Web em PHP com MySQL
  44. Inserir.html
  45. Inserir.php
  46. Todos.php
  47. Telnet Telnet oferece aos usuários a capacidade de executar programas remotamente e facilita a administração remota. O Telnet está disponível para praticamente todos os sistemas operacionais e facilita a integração em ambientes heterogêneos de rede.
  48. SSH O SSH (Secure Shell) é, ao mesmo tempo, um programa de computador e um protocolo de rede que permitem a conexão com outro computador na rede de forma a permitir execução de comandos de uma unidade remota. O SSH faz parte da suíte de protocolos TCP/IP que torna segura a administração remota de servidores do tipo Unix. O SSH possui as mesmas funcionalidades do TELNET, com a vantagem da criptografia na conexão entre o cliente e o servidor.
  49. Instalação do OpenSSH #Cliente yum install openssh -y #Servidor yum install openssh-server -y Iniciar o servidor service sshd start
  50. Putty - Cliente SSH para Windows Download http://www.chiark.greenend.org. uk/~sgtatham/putty/download.html
  51. NFS NFS - Network File System é um sistema de arquivos distribuídos desenvolvido inicialmente pela Sun. O NFS permite compartilhar arquivos e diretórios entre computadores conectados em rede, formando assim um diretório virtual.
  52. NFS Exemplo para compartilhar o diretório /data com a rede 192.168.0.0/24, com permissão de leitura e gravação, deve editar o arquivo /etc/exports e adicionar a entrada /data 192.168.0.0/255.255.255.0(rw) Para montar o diretório /data no cliente mount -t nfs 192.168.0.1:/data /data
  53. Samba O SAMBA é uma suíte padrão de interoperabilidade capaz de interligar redes heterogênea Windows e Linux. O SAMBA é servidor e um conjunto de ferramentas que permite que máquinas Linux e Windows se comuniquem entre si, compartilhando serviços (arquivos, diretório, impressão) através do protocolo SMB (Server Message Block)/CIFS (Common Internet File System), equivalentes a implementação NetBEUI no Windows.
  54. Alguns outros serviços
  55. Criar seu próprio servidor Exemplo: Um servidor que recebe dois número do cliente e em seguida calcule a soma dos dois valores informados, e retorne para o cliente o valor calculado.
  56. Obrigado!!!

×