Slideology pencils
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Slideology pencils

on

  • 1,290 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,290
Views on SlideShare
1,268
Embed Views
22

Actions

Likes
2
Downloads
44
Comments
0

4 Embeds 22

http://cygnusprojetos.com 17
https://www.google.com.br 3
http://marcelodmnzs.com 1
http://crediacsc.org.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Slideology pencils Presentation Transcript

  • 1. Slide:ologyA arte e a ciência paracriar apresentações queimpressionam - Parte 1Preparado por Marcelo de Menezes baseado no livro de Nancy Duarte
  • 2. Introdução Como criar ideias, traduzi-las em figuras, ordená-las corretamente, e então exibi-las de um modo natural e personalizado.
  • 3. Use a ferramenta certa do modo certo Um slide com mais de 50 palavras é um teleprompter e com mais de 75 palavras é um documento. Documento Teleprompter Apresentação
  • 4. Encontre sua inspiraçãoO melhor processo criativorequer o afastamento datecnologia e confiança nosinstrumentos de expressão –canetas, lápis e giz de cera.
  • 5. Gere ideias criativas explorando o mapeamento de palavras
  • 6. BrainstormingOs lembretespermitem que asideias sejamcapturadas,classificadas erearranjadasconformenecessário.
  • 7. Qualquer que seja seu método de brainstorm.Lembre-se das seguintes orientações:
  • 8. Classificação de Diagramas Hoje é quase impossível se comunicar sem usar formas para simbolizar diversos tipos de relacionamentos e suas interações.
  • 9. Tipos de Diagramas 1. Fluxo 2. Estrutura 3. Agrupamento 4. Radial 5. Pictórico 6. Gráfico
  • 10. Fluxo Linear: Construção em fluxo ilustra o processo com um ponto inicial e final. O diagrama pode seguir uma linha reta ou ser uma série de etapas ao longo da linha.
  • 11. Fluxo Circular: Fluxo que representa um processo contínuo sem ponto final. Qualquer formato circular fechado pode funcionar.
  • 12. Fluxo Divergente e Convergente: Fluxo que ocorre quando dois ou mais elementos ou colidem ou se separam um do outro como uma bifurcação.
  • 13. Fluxo Multiderecional: Fluxo que expressa relacionamentos complexos – fluxogramas, por exemplo. Muitas vezes esses fluxos resultam de uma combinação dos tipos anteriores.
  • 14. Estrutura Matrizes: Estruturas que comparam os dados com pelo menos dois conjuntos de dados diferentes. Um conjunto de dados pode inclusive ser do tipo sim/não, como uma lista.
  • 15. Estrutura Árvores: Estruturas que indicam hierarquia claras. As relações podem ser expressas entre qualquer número de objetos.
  • 16. Estrutura Camadas: Estruturas que mostram elementos que se amontoam ou são colocados um sobre o outro. Elas podem descrever tanto hierarquia quanto sequência.
  • 17. AgrupamentoSobreposição: Agrupamentos que se sobrepõem eindicam conjuntos, interesses ou responsabilidadescompartilhadas. Às vezes, eles geram um novoformato ou área da sobreposição.
  • 18. Agrupamento Fechamento: Agrupamentos que surgem quando os formatos se combinam para criar outros formatos. Quando se quer expressar que o todo é maior do que as partes.
  • 19. Agrupamento Cercado: Agrupamentos que são cercados e contêm pelo menos um elemento que envolve outro. Agrupar assim indica quais elementos fazem parte de uma ordem superior, e quais se mantêm sozinhos.
  • 20. Agrupamento Vinculado: Agrupamentos que são vinculados com um elemento unificante ao grupo de itens.
  • 21. Radial De um ponto: Ocorre quando um feixe direcional surge de um gráfico ou de um local que possui um claro ponto de origem.
  • 22. Radial Com um centro: Cria uma relação de pai-filhos. Os elementos externos conectam com um elemento central que mantém a familiaridade deles.
  • 23. Radial Sem centro: Sugere que os elementos se conectam pela proximidade ou atração mútua. Eles estão ligados a uma área central.
  • 24. Pictórico Processo: Um instantâneo de como as coisas funcionam sequencialmente como um produto ou sistema.
  • 25. Pictórico Revelação: Uma ilustração da informação oculta apresentada em fatias, camadas ou de outro modo expondo coisas que funcionem internamente.
  • 26. PictóricoDireção: Mostra onde ir ou como chegar emalgum lugar.
  • 27. Pictórico Localização: Apresenta onde alguma coisa está no contexto geográfico, topográfico, sistema ou forma. Esses diagramas chamam a atenção para uma localização específica.
  • 28. Pictórico Influência: Demonstra o impacto resultante de diversos elementos que interagem entre si.
  • 29. Gráficos Comparação: Justaposição de dois ou mais conjuntos de informação para ilustrar diferenças.
  • 30. Gráficos Tendência: Um parâmetro de dados representa tempo, para indicar uma tendência. A mudança durante o tempo é o aspecto mais importante desses diagramas.
  • 31. Gráficos Distribuição: Expressão de um padrão em aparente desigualdade de dados.
  • 32. Expondo Dados Slides de dados não são realmente sobre dados. Eles dizem respeito ao significado dos dados. Apenas mostre dados na sua apresentação se eles o ajudarem a ilustrar melhor suas conclusões.
  • 33. Cinco Regras do Slide de Dados 1. Diga a verdade 2. Vá direto ao ponto 3. Pegue a ferramenta certa para o trabalho 4. Destaque o que é importante 5. Mantenha-o simples
  • 34. 1. Diga a verdade Evite adornar seus dados com detalhes desnecessários ou adornos. Platéias analíticas, científicas ou de engenharia tendem a supor que seus dados não são substancias o suficiente.
  • 35. Que gráfico torna mais fácil a visualização dos dados?
  • 36. 2. Indo Direto ao Ponto Responda a pergunta: Qual a mensagem a ser assimilada? É nela que você tem que focar seus dados.
  • 37. 3. Pegando a Ferramenta CertaGráficos em Barra são visualmente mais precisospodem acomodar maiores conjuntos de dados.
  • 38. 3. Pegando a Ferramenta Certa Gráficos em Pizza funcionam apenas para mostrar grandes diferenças em proporção.
  • 39. D!ca • Sempre insira seu primeiro dado para o gráfico de pizza na posição 12h. • Limite um gráfico de pizza em oito seções. • Porcentagens no gráfico de pizza devem totalizar 100%.
  • 40. 4. Destacando o que é Importante Fundo: O fundo deverá empregar cores neutras. Dados: Deverá ter contraste suficiente para permitir que o diferencie claramente. Ênfase: Existe no primeiro plano e deve destacar de maneira enfática a mensagem principal dos dados.
  • 41. Fundo Dados Ênfase ResultadoO gráfico final contém todos os dados, mas usa ocontraste para atrair o olho para a informação queé de fato crucial.
  • 42. 5. Mantenha-o Simples Evite todas as distrações visuais desnecessárias e a mensagem se tornará muito mais clara.
  • 43. Remoção de Gráficos A remoção de efeitos 3D faz com que os dados apareçam mais precisos visualmente.
  • 44. Fim da Parte 1 Esse material didático é a parte 1 de 2 sobre o livro Slide:ology de Nancy Duarte. Obrigado! Críticas e sugestões escreva para marcelodmnzs@gmail.com Follow em: @MarceloDMnzs