Protocolo de Pesquisa Word spam

  • 1,828 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,828
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
2
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PROTOCOLO DE PESQUISA PROTOC2.DOC OU ETICPROT .897(3) I.1. TÍTULO DO PROJETO: DIFERENÇAS ENTRE A MEMORIZAÇÃO DE PALAVRAS DISSÍLABAS E TETRASSÍLABAS EM ESTUDANTES DE PSICOLOGIA I.2. PESQUISADOR RESPONSÁVEL* Nome:Vitor Geraldi Haase Identidade: CPF: Endereço: Correspondência: Telefone: Fax: Correio eletrônico: Nome: Primeiro Período de Psicologia Identidade: CPF: Endereço: Correspondência: Telefone: Fax: Correio eletrônico: Nome: Isabella Starling Alves Identidade: CPF: Endereço: Correspondência: Telefone: Fax: Correio eletrônico: Nome: Juliana Nassau Fernandes Identidade: CPF: Endereço: Correspondência: Telefone: Fax: Correio eletrônico: I.3. INSTITUIÇÃO RESPONSÁVEL: UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS I.4. PROJETO APROVADO EM Diretor da Unidade
  • 2. Chefe do Departamento Recebido na Comissão de Ética da UFMG em Para o relator em Parecer avaliado em reunião de Aprovado: Diligência/pendências: Não aprovado: II. TÍTULO DO PROJETO DIFERENÇAS ENTRE MEMORIZAÇÃO DE PALAVRAS DISSÍLABAS E TETRASSÍLABAS EM ESTUDANTES DE PSICOLOGIA III. SUMÁRIO DO PROJETO (NÃO EXCEDA O ESPAÇO ABAIXO) A memória é conceituada como a capacidade do sistema nervoso de adquirir e reter habilidades e conhecimentos utilizáveis, o que permite aos organismos vivos beneficiar-se da experiência (Gazzaniga & Heatherton, 2005).. Foram propostos três tipos de armazenamento: sensoriais, de curto prazo e de longo prazo para a memória. A capacidade da memória de curto prazo tem sido avaliada em várias pesquisas, por suas medidas de alcance de apreensão e por sua capacidade limitada de armazenamento. Um desses estudos realizados sobre a memória de curto prazo, feito por Baddeley e seus colaboradores , em 1975, pode relacionar as tarefas da memória de trabalho (armazenamento de curto prazo) com o comprimento das palavras. A nossa pesquisa objetiva correlacionar essas duas variáveis em estudantes universitários de Psicologia, contribuindo para o desenvolvimento desse assunto no conhecimento da Psicologia. O resultado esperado é que memorização para palavras mais curtas, como por exemplo as dissílabas, é mais fácil do que para as palavras longas, como tetrassílabas. A pesquisa se justifica pela contribuição que será gerada ao conhecimento Neuropsicológico. No caso de se confirmar a hipótese de que o armazenamento da memória de curto prazo depende da amplitude das palavras percebidas durante a apresentação do material de aprendizagem, então haverá uma explicação para a maior dificuldade de fixação de palavras longas quando comparadas ao armazenamento de palavras curtas pela memória de curto
  • 3. prazo. Isso indica que a capacidade da alça fonológica é determinada pela duração temporal, e que a amplitude da memória é determinada pelo índice de recitação. Palavras-chave (8 palavras, no máximo): memória curto prazo, alça fonológica, word span Data prevista para o início do projeto: Aproximadamente dia 04 de maio de 2010 após aprovação do COEP. Data prevista para o encerramento: dia 08 de junho de 2010 Declaração de apoio institucional Eu confirmo ter lido este protocolo e, se a proposta for financiada, o trabalho será realizado e administrado pelo Departamento/Instituição, de acordo com as condições gerais do edital e das normas do Conselho Nacional de Saúde. Eu também confirmo que o Pesquisador Principal é funcionário desta instituição. Nome: Data: Cargo: IV. DESCRIÇÃO DA PESQUISA IV.1. Objetivos da pesquisa / Hipóteses a testar Esta pesquisa tem, como objetivo geral, verificar se há alguma diferença entre o tempo de memorização de palavras dissílabas e tetrassílabas. Os objetivos específicos se compreendem em: (1) Realizar testes de alcance de memória para palavras dissílabas e tetrassílabas; (2) Observar o alcance de memória dos estudantes do primeiro período de psicologia para palavras dissílabas; (3) Observar o alcance de memória dos estudantes do primeiro período de psicologia para palavras tetrassílabas; (4) Comparar os resultados entre os testes, verificando se há alguma diferença significativa entre a memorização de palavras dissílabas e tetrassílabas. Acredita-se que a memorização para palavras mais curtas, como por exemplo as dissílabas, é mais fácil do que para as palavras longas, como tetrassílabas. Assim, a hipótese alternativa a ser testada é a de que o alcance de memória no teste composto por palavras dissílabas será
  • 4. maior que no composto por palavras tetrassílabas. Na hipótese nula, temos que a memorização para palavras dissílabas e tetrassílabas é igual. IV.2. Antecedentes científicos, relevância e justificativa da pesquisa (explicitando as referências bibliográficas) Memória é a capacidade do sistema nervoso de adquirir e reter habilidades e conhecimentos utilizáveis (Gazzaniga & Heatherton, 2005), além de se configurar como o meio pelo qual mantemos e acessamos nossas experiências passadas para usar a informação no presente (Tulving & Craik, 2000). Como processo, a memória se refere aos mecanismos dinâmicos associados como armazenagem, retenção e acesso à informação sobre a experiência passada (Crowder, 1976). Os teóricos da memória, como Atkinson &Shiffrin (1968) propõem três tipos de armazenamento da memória, a saber: 1 – Armazenamento sensorial, que se refere, como o próprio nome sugere, às informações que captamos com os nossos sentidos, e que dura, mais ou menos, um terço de segundo. 2 – Armazenamento de curto prazo, que recebe as informações da memória sensorial através da atenção. A memória de curto prazo tem capacidade limitada e não mantém as informações por mais de 20 segundos. George Miller, psicólogo cognitivo, observou que a memória de curto prazo se limita a sete itens, mais ou menos dois, o que é comumente chamado de alcance de memória. 3 – Armazenamento de longo prazo, que tem a capacidade de retenção de informações relativamente ilimitada. A memória de curto prazo foi substituída pelo conceito de memória de trabalho por Baddeley e Hitch em 1974, (Baddeley e Hitch, 1974) mas esse conceito foi se tornando cada vez mais complexo. A memória de trabalho é comumente dividida em três componentes: o executivo central, que comanda as interações entre os subsistemas e a memória de longo prazo, a alça fonológica, que codifica e retém as informações auditivas e verbais e o bloco de notas ou esboço viso-espacial, que processa as informações visuais e espaciais. Quanto menor a palavra, maior a capacidade de armazená-la. Ou seja, a capacidade de armazenamento está relacionada ao comprimento da palavra, o que constitui o chamado efeito de comprimento de palavra. Caplan, Rochon & Waters afirmaram que, no que se refere à memória de trabalho, o efeito de comprimento de palavra é dependente da estrutura da sílaba e não de suas características articulatórias (Caplan, Rochon & Waters, 1992). A capacidade de armazenamento é medida através de listas de palavras, o que é comumente chamado de word span. Esse projeto justifica-se por formular um novo teste, que, caso tenha sua eficácia comprovada, poderá ser utilizado por outros pesquisadores, além de, ao verificar se o efeito do comprimento
  • 5. de palavra ocorre nos estudantes, podermos comprovar ou refutar a teoria de Baddeley, o que é de importância científica. IV.3. Descrição detalhada e ordenada do projeto de pesquisa (material e métodos, casuística) A pesquisa a ser realizada será de delineamento transversal e quase-experimental. Testar-se-á o alcance de memória de palavras de longa duração e curta duração em estudantes universitários. A amostra a ser avaliada será composta por aproximadamente 64 estudantes do primeiro período, graduandos em psicologia na Universidade Federal de Minas Gerais. A idade irá variar entre 17 e 30 anos, a maioria da amostra será do sexo feminino e de classe média. A amostra foi calculada com base no poder estatístico que se espera possuir, utilizando uma tabela formulada a partir das conclusões de Cohen. Os alunos serão recrutados através de uma carta-convite. Isto é, através do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Os próprios pesquisadores formularão o teste, o qual verificará o alcance de palavras curtas e longas em alunos de psicologia do primeiro período. Para a definição das palavras a serem utilizadas, serão pré-selecionadas 426 palavras dissílabas e 426 palavras tetrassílabas, as quais serão sorteadas através da tabela de números aleatórios. Assim, ao fim, o teste será composto por 142 palavras dissílabas e 142 tetrassílabas. Com as palavras já selecionadas, o processo de avaliação se dará através de dois subtestes: um realizado na ordem direta de memorização (formado por 88 palavras), e um na ordem indireta de memorização (formado por 54 palavras). IV.4. Plano de coleta e análise dos dados A pesquisa será realizada durante o primeiro semestre do ano de 2010. A aplicação dos testes será realizada por 6 estudantes de psicologia, treinados e supervisionados por monitores competentes. As avaliações ocorrerão em salas vazias, arejadas e bem iluminadas da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG, no intervalo de aulas. Assim, os alunos não serão prejudicados nas suas matérias em curso. Para análise dos resultados, será utilizado um teste de comparação de médias (teste t, de Student). Também será feita a análise do poder estatístico dos resultados (teste d, de Cohen). IV.5. Análise crítica dos possíveis riscos e benefícios
  • 6. A pesquisa apresenta riscos mínimos, uma vez que não serão realizados procedimentos invasivos, como coleta de dados biológicos. Pode acontecer de os avaliandos se sentirem cansados, mas os aplicadores estarão treinados para amenizar essa sensação. Quanto aos benefícios, será possível, aos examinandos, conhecerem melhor suas capacidades de memorização. IV.6. Plano de divulgação dos resultados Os resultados encontrados, favoráveis ou não, serão divulgados em um blog on-line, de acesso irrestrito. Além disso, eles serão apresentados na sala de aula, em forma de seminários. É importante frisar que a identidade dos participantes será preservada. IV.7. Explicitação dos critérios para interromper ou suspender a pesquisa Uma vez que a pesquisa não irá envolver procedimentos de intervenção ou coleta de dados biológicos, não há critérios para que ela seja interrompida. Entretanto, todo participante poderá desistir a qualquer momento de sua participação. IV.8. Local da pesquisa (detalhar as instalações dos serviços, centros, comunidades e instituições nas quais se processarão as várias etapas da pesquisa; Demonstrativo da existência de infraestrutura necessária ao desenvolvimento da pesquisa e para atender os eventuais problemas dela resultantes): A pesquisa será realizada na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, localizada no campus da UFMG. O ambiente escolhido para a coleta de dados é calmo e arejado para que não proporcione desconforto no avaliando. IV.9. Orçamento financeiro detalhado (recursos, fontes e destinação, bem como a forma e o valor da remuneração do pesquisador) Para a realização da pesquisa, não serão necessários quaisquer orçamentos financeiros. IV.10. Explicitação de existência ou não de acordo preexistente quanto à propriedade das informações geradas (demonstrando a inexistência de qualquer cláusula restritiva quanto à divulgação pública dos resultados, a menos que se trate de caso de obtenção de patenteamento; neste caso, os resultados devem se tornar públicos tão logo se encerre a etapa de patenteamento).
  • 7. Esta é uma pesquisa de caráter experimental, sem cláusula restritiva quanto à propriedade das informações geradas. Os resultados serão divulgados em forma de seminário na sala de aula e em um blog on-line de acesso irrestrito. IV.11. Declaração que os resultados da pesquisa serão tornados públicos, sejam eles favoráveis ou não. Os resultados da pesquisa serão divulgados na sala de aula dos alunos do primeiro período de psicologia da UFMG, além de serem publicados em um blog on-line de acesso a toda comunidade. É importante frisar que nenhum dado pessoal dos alunos envolvidos na pesquisa será divulgado. IV.12. Declaração sobre o uso e destinação do material e/ou dados coletados Declaramos que a coleta do material para pesquisa será utilizada somente para os fins já explicitados no projeto. Alegamos também que o seu resultado tem como finalidade ampliar o conhecimento através de um debate entre os alunos de psicologia. IV. INFORMAÇÕES RELATIVAS AOS SUJEITOS DA PESQUISA V.1. Descrição das características da população a estudar (tamanho, faixa etária, sexo, cor (classificação do IBGE), estado geral de saúde, classes e grupos sociais, etc. Caso se trate de pesquisa em grupos vulneráveis, justificar as razões para o envolvimento destes grupos). A pesquisa terá, como amostra, estudantes de psicologia do primeiro período da UFMG. Maioria de gênero feminino, cor parda e classe social média,com idade entre 17 e 30 anos. São alunos saudáveis. V.2. Descrição dos métodos que possam afetar diretamente os sujeitos da pesquisa
  • 8. A pesquisa compreende-se num teste de memorização de palavras dissílabas e tetrassílabas, o qual não requer a coleta de qualquer material biológico. Os avaliandos poderão, no máximo, sentir certo cansaço devido ao número de palavras a memorizar. V.3. Identificação das fontes de material para a pesquisa (tais como espécimens, registros e dados a serem obtidos de seres humanos), com indicações se esse material será usado especificamente para os propósitos da pesquisa ou se será usado para outros fins Os dados obtidos ficarão sob a responsabilidades do professor Vitor Geraldi Haase e só poderão ser utilizados por outrem se aprovados pelo COEP. V.4. Descrição do plano de recrutamento de indivíduos e os procedimentos a serem seguidos Os indivíduos envolvidos nessa pesquisa serão recrutados através de uma carta-convite, a qual explicará o objetivo do teste, assim como os seus riscos e benefícios. V.5. Anexar o formulário de consentimento livre e esclarecido (de acordo com o item IV da Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde), específico para a pesquisa, para a apresentação do Comitê de Ética em Pesquisa, com informações sobre as circunstâncias nas quais o consentimento será obtido, quem irá tratar de obtê-lo e a natureza das informações a serem fornecidas aos sujeitos da pesquisa Termo de Consentimento Livre e Esclarecido Título da Pesquisa: “Diferenças entre memorização de palavras dissílabas e tetrassílabas em estudantes de psicologia” Prezado (a) estudante, Este é um convite para você participar voluntariamente em uma pesquisa que irá avaliar uma possível correlação entre a memória de trabalho e o comprimento das palavras. Estamos à disposição para esclarecer quaisquer dúvidas em relação à pesquisa antes e durante a execução da mesma. Leia as informações abaixo antes de expressar ou não o seu consentimento para participar da pesquisa. 1. Objetivos do estudo A pesquisa objetiva testar a capacidade de memorização de palavras e a possível influência do comprimento das mesmas nesse processo. Acreditamos que esses dados irão contribuir para a compreensão do funcionamento da memória de trabalho. 2. Procedimento da avaliação
  • 9. Caso você participe dessa pesquisa, será submetido a um teste muito simples, com duração aproximada de 20 min., denominado Word Span. Esse teste consiste em ouvir e repetir algumas palavras que foram selecionadas previamente. O procedimento será feito com uma listagem de palavras dissílabas, na ordem direta e inversa de memorização, e com outra de palavras tetrassílabas, também direta e inversamente. 3. Realização da pesquisa A pesquisa está sendo conduzida pelos estudantes de Psicologia do primeiro período da Universidade Federal de Minas Gerais. 4. Participação voluntária e sem compromisso financeiro Como sua participação é voluntária, não implica nenhum compromisso financeiro entre você e a equipe de estudantes de Psicologia do primeiro período da Universidade Federal de Minas Gerais. 5. Liberdade de recusa e de desistência Você poderá negar o consentimento ou mesmo retirar-se em qualquer fase da pesquisa, sem que isso lhe cause nenhum tipo de prejuízo. Sua liberdade de recusa e desistência será preservada durante toda a pesquisa. 6. Riscos A participação na pesquisa não envolve nenhum tipo de risco biológico, nem moral. Os participantes poderão sentir algum cansaço durante a aplicação dos testes, mas acreditamos que isso não lhes causará nenhum tipo de dano. 7. Garantia do sigilo A divulgação da pesquisa será exposta de acordo com o cronograma pré- definido através da publicação dos resultados em um blog na internet e também em paper durante a Semana de Iniciação Científica na instituição responsável, Universidade Federal de Minas Gerais. Os participantes por serem colegas de classe, terão acesso aos resultados da pesquisa durante apresentação em sala de aula. 8. Benefícios em participar da pesquisa Ao final, você obterá o benefício de contribuir com a pesquisa e de adquirir conceitos e informações sobre ela, além de ter ciência de habilidades neuropsicológicas próprias. Agradecemos a sua atenção e valiosa colaboração, subscrevendo-nos. Atenciosamente, _____________________________________________ Prof. Dr. VITOR GERALDI HASSE CRM-MG 29960-T Coordenador da Pesquisa Professor Adjunto do Departamento de Psicologia da UFMG Av. Antônio Carlos 6627, FAFICH-UFMG, Sala 4060 Tel 0xx31/34996295, 0xx3191059589, e-mail: haase@fafich.ufmg.br Para maiores esclarecimentos você pode consultar também o Comitê de Ética em Pesquisa (COEP-UFMG)
  • 10. Av. Antônio Carlos, 6627- Unidade Administrativa II- 2º andar- Campus Pampulha-UFMG tel. 34994592 Tel. 0xx31/3499-4592, e-mail: coep@prpq.ufmg.br Eu,.................................................................................................................................., declaro ter sido informado sobre os procedimentos e propostas da pesquisa “Diferenças entre a memorização de palavras dissílabas e tetrassílabas em estudantes de psicologia”e concordo em participar voluntariamente na mesma. Belo Horizonte, ......... de ......................... de .............. _________________________ Assinatura V.6. Descrição de quaisquer riscos, com avaliação de sua possibilidade e gravidade A participação neste projeto, para os voluntários à aplicação de testes, é de risco mínimo. As etapas desse projeto não requerem quaisquer coletas de material biológico. Os avaliadores serão treinados de forma a deixarem os avaliandos à vontade. Os avaliandos serão procurados em seus horários livres para a realização da pesquisa, a qual, no máximo, poderá lhes causar um certo cansaço devido ao exercício de memorização de uma série de palavras dissílabas e tetrassílabas. V.7. Descrição das medidas para proteção ou minimização de quaisquer riscos eventuais (quando apropriado, descrever as medidas para assegurar os necessários cuidados à saúde, no caso de danos aos indivíduos; e os procedimentos para monitoramento de coleta de dados para prover a segurança dos indivíduos, incluindo as medidas de proteção a confidencialidade das informações obtidas) Os avaliadores passarão por um treinamento, o qual visa instruí-los a deixar os participantes da pesquisa à vontade, a interromper a avaliação quando necessário, assim como identificar o cansaço de ambos. Os dados coletados serão guardados com sigilo, sendo usados, mais tarde, somente para os fins já explicitados no projeto. V.8. Explicitar se há previsão de ressarcimento de gastos (quais) aos sujeitos da pesquisa (a importância referente não poderá ser de tal monta que possa interferir na decisão do indivíduo ou responsável de participar ou não da pesquisa) Não há previsão de ressarcimento de gastos aos envolvidos na pesquisa.
  • 11. TERMO DE COMPROMISSO Termo de Compromisso do pesquisador responsável em cumprir os termos da Resolução 196, de 10 de outubro de 1996, do Conselho Nacional de Saúde que aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. IV. QUALIFICAÇÃO DOS PESQUISADORES Curriculum vitae simplificado (modelo Lattes) do pesquisador responsável e de cada um dos demais participantes Vitor Geraldi Haase: http://lattes.cnpq.br/2208591466035438 Referências bibliográficas: Eysenck, M. W. & Keane, M. T., Manual de psicologia cognitiva, 5ª Ed., São Paulo, Artmed, 2007 GAZZANIGA, M. S & HEATHERTON, T. F., Ciência psicológica: mente, cérebro e comportamento, 2ª Ed., Porto Alegre, Artmed, 2007. STENBERG, R. J., Psicologia cognitiva, 5ª ed., São Paulo, Cengage Learning, 2009 BADDELEY, Alan, Working Memory, Science, vol. 255, pp. 556-559, 1992. WOOD, Guilherme Maia de Oliveira, Validação da Bateria de Avaliação da Memória de Trabalho (BAMT-UFMG), Psicologia: reflexão e crítica, vol. 14, pp. 325-341, 2001