Vinho

826 views
755 views

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
826
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
7
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vinho

  1. 1. 26 arial www.agenciaglobal.org 17 de Abril de 2009 black 120pt small caps 90pt myriad pro bold 60pt NUTRIÇÃO c: 100% c: 0% c: 0% m: 50% m:100% m:0% y: 0% y: 100% y: 0% K: 0% K: 0% K:100% Vinho Os Prós e os Contras do Vinho Contras: ção (oxidação, avinagrado). O ideal é manter a garrafa - 1 Grama de álcool fornece na posição horizontal, para cerca de 7Kcal; que o vinho fique em con- - O excesso de álcool pode afec- tacto com a rolha, evitando tar o crescimento e o desenvolvi- que esta resseque e permita a mento do Recém- Nascido no entrada de ar; período pós-natal - A temperatura deve ser o - O consumo abusivo de bebi- mais constante possível, não sof- das alcoólicas poderá compro- t a ç a d e rendo mudanças bruscas de tem- meter a saúde óssea, porque o vinho peratura. A ideal é aquela que vinho efectivamente, poderá au- tinto. ronda os 14-18ºC A história do vinho está in- timamente ligada à histó- ria do homem e as descobertas foi verificado para o efeito anti- oxidante. - O teor alcoólico do vinho mentar a absorção de cálcio, po- tássio, fósforo, magnésio e zinco, contudo o álcool existente tam- - A ingestão de álcool pode induzir a diferentes padrões - Humidade ideal é de 75%. Muita Humidade pode causar recentes apontam o vinho como (10%) aumenta a biodisponibili- bém promove a excreção desses de lesão hepática, como a este- aparecimento de bolores no rótu- aliado no combate a diversas do- dade dos flavanóides. minerais pelo corpo. atose, hepatite alcoólica e cirrose. lo e na rolha. Pouca poderá secar enças, contudo o seu consumo Em média 20% dos homens que e encolher a rolha, aumentando o deverá ser moderado e regular - Paradoxo Francês: “Com- - O consumo de bebida alcoóli- ingerem de 80 a 100 g de álcool/ contacto com o ar, o que poderá para que se obtenha uma dose patibilidade aparente de uma ca pode contribuir para o agra- dia por mais de 10 anos desen- estragar o vinho; saudável. dieta rica em gordura com baixa vamento da hipertensão arterial. volvem cirrose, em 200ml de Prós: incidência de aterosclerose”. In- Ingestão acima de 30 ml de etanol vinho, há 24 g dessa substância, - A luminosidade acelera o pro- divíduos franceses (consumo por dia corresponde a uma varia- a tolerância diária estimada para cesso de degradação, sendo ideal de vinho tinto) sujeitos a in- ção de 5 a 6 mmHg na Tensão ar- homens e mulheres é de 30g e 20 mantê-lo no escuro e dever-se-á - Os vinhos são importantes gestão de ácidos gordos satura- terial sistólica e de 2 a 4 mmHg g, respectivamente. Acima desses evitar locais com alta vibração. fontes de nutrientes antioxi- dos (+/-15% das calorias), com na Tensão arterial diastólica. O valores, considera-se suficiente dantes, em especial os polifenóis, factores de risco semelhantes consumo habitual e excessivo de para a formação da doença. - Os defeitos mais frequentes presentes nas cascas e nas grain- e elevados níveis de colesterol, álcool duplica a probabilidade de encontrados no vinho são: a ox- has da uva; mostram uma incidência muito o indivíduo tornar-se hipertenso, - O consumo crónico de vinho idação, principalmente, de vinhos menor, que indivíduos america- em relação ao que não consome e a cirrose per si têm um impacto brancos; a acidez volátil, particu- - O vinho tinto maduro é rico nos sujeitos a ingestão equiva- álcool. negativo na ingestão alimentar e larmente dos tintos, raro gosto a em autocianinas um potente an- lente de gordura. no metabolismo, contribuindo ovo estragado e produtos sulfura- tioxidante com capacidade para - O limite máximo de consumo para a desnutrição proteico- dos, causado por substâncias à neutralizar os radicais livres, - Actua como auxiliar diges- de álcool permitido para homens calórica. base de enxofre; herbáceo, devido elimina-os ou torna-os menos re- tivo; é de 30 ml de etanol/dia, o que cor- aos taninos de má qualidade e activos; responde a 240 ml de vinho. Para - O consumo de bebidas al- uvas verdes. - Regulador da tensão arterial mulheres ou homens magros, o coólicas durante a gestação pode - Os flavanóides são encontra- (quando ingerido com modera- consumo deve cair para metade, trazer consequências para o re- - O gosto a rolha em geral, dos no vinho e são considerados ção) devido ao alto teor em po- ou seja, 15 ml de etanol/dia. cém-nascido, sendo que, quanto causado pelo tricloroanisol que é os super antioxidantes tássio e baixo em sódio; maior o consumo, maior a hipó- definida pelos especialistas como - Os bioflavanoides (OPC’s) - No caso dos diabéticos o con- tese de prejudicar o feto. Dessa sabor e cheiro a cartão molhado. têm propriedades detoxificadores - Diminui as hipóteses de pe- sumo de bebida alcoólica sem forma, é recomendável que toda a e efeito antioxidante no fluido do dras nos rins. Investigações efec- a presença de alimentos pode grávida evite o consumo de álcool. - À luz da Legislação Nacio- olho, ajudando a proteger contra tuadas em Inglaterra e EUA em provocar hipoglicemia (baixa de Bebés de mães dependentes do ál- nal pessoas que conduzam so- os raios U.V. 1998 demonstraram que pessoas glicose no sangue), recomenda- cool são afectados pela síndrome bre o efeito de álcool poderão que bebem uma taça de vinho se para o efeito observar o com- alcoólica fetal e podem apresentar ser gravemente penalizadas, em - O vinho tinto, em particular, por dia têm uma redução de 59% portamento do organismo com problemas físicos e mentais que que níveis acima dos 0.50-0.79 g possui alto teor em revestarol no risco de formação da primeira o consumo do álcool, realizando variam de acordo com a intensi- de álcool/litro de sangue é con- (polifenóis antioxidantes), e seu pedra; o controlo da glicemia antes e 2 dade e gravidade do caso. siderada uma contra-ordenação consumo está associado a efeitos horas depois, com o objectivo de grave, entre 0.80-1.19 g de álcool/ benéficos sobre o metabolismo - No geral, o vinho actua como avaliar e adequar a dose de insu- - As substâncias que compõem litro de sangue é considerada dos Lípidos, ao aumento da ac- um diurético, vasodilatador peri- lina a ser administrada, baseada o vinho podem degradar-se natu- uma contra-ordenação muito tividade antioxidante, a redução férico, para além de actuar como na recomendação médica; ralmente com o tempo ou mesmo grave e, ainda acima de 1.20 g de da oxidação da fracção LDL - antidepressivo, desinibidor, re- em condições inadequadas de álcool/litro de sangue é conside- mau colesterol laxante e grande promotor do op- - A recomendação segundo a As- conservação. É uma bebida muito rado crime, levando à aplicação timismo. sociação Americana de Diabetes delicada, pois é extraída da natu- da moldura penal em vigor. | - Estudos científicos revelam Mellitus (2006) para o público em reza que o vinho tinto possui maiores - O diabético poderá consumir geral é de que este não deve ultra- Drª Jacqueline Dias Fer- quantidades de polifenóis quando esporadicamente bebidas alcoóli- passar 1 dose para mulheres adul- - O oxigénio é o inimigo nº 1 do nandes - Nutricionista comparado ao vinho branco e o cas sobre avaliação e autorização tas e 2 doses para homens adultos, vinho. Na sua presença, aceleram- do Grupo SLYou vinho rosé e o mesmo resultado médica. sendo que 1 dose equivale a uma se todos os processos de degrada- www.nutricionista.com.pt INDIQUE-NOS AQUELES QUE SE DESTACARAM GALA MAIS OESTE EM ÓBIDOS NO ANO 2008: Personalidade ÓBIDOS Colectividade Evento Envie para: HOTEL MANSÃO DA TORRE Rua de Huila, lt3 nº7-b r/c, Quinta-feira, 30 ABRIL - 21:30H Casal Belver 2500 -275 C. da Rainha sms 916 922 970 geral@94.8fmradio.com www.maisoeste.pt

×