Psp programa -du pont-completo gestao sms 14-02-03 dp

7,966 views
7,636 views

Published on

Psp programa -du pont-completo gestao sms 14-02-03 dp

  1. 1. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSO Descrição Geral Objetivo Abrangência Plano Desenvolvimento Bases Detalhamento do Projeto Acompanhamento do ProjetoAtualizado em 14/02/03 Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  2. 2. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSO - PSPObjetivando o aprimoramento do SISTEMA DE GESTÃO DE SMS, o Programa deSegurança de Processo tem forte enfoque no Comportamento Humano,desenvolvendo aspectos relativos à mudança de atitude e compreende aimplementação da Política e operacionalização das 15 Diretrizes de SMS (com seus79 requisitos) na PETROBRAS, visando o alcance de padrões de excelência emnível internacional dessas funções.Devido ao porte e complexidade do PSP, que abrange todo o Sistema PETROBRAS- incluindo Internacional, TRANSPETRO e BR - foi assinado um contrato com aempresa DuPont do Brasil S.A. após um processo licitatório. O atingimento daexcelência no desempenho organizacional em SMS não acontece por acaso. Osaltos níveis de performance são resultados de Sistemas de Gerenciamentoestruturados que enfatizam a responsabilidade da organização de linha e ocompromisso visível para atingir objetivos de desempenho com fundamento emcrenças básicas. Neste processo de melhoria contínua, a contratada estarádedicando um número médio de 88 consultores ao longo dos 4 anos, atingindo umpico de 104 consultores. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  3. 3. SISTEMA DE GESTÃO DE SMSO Sistema de Gestão de SMS tem como estrutura central as 15Diretrizes de SMS aprovados pela Diretoria Executiva em Março2001. 1- LIDERANÇA E RESPONSABILIDADE 2- CONFORMIDADE LEGAL Missão, 3- AVALIAÇÃO E GESTÃO DE RISCOS Visão, Valores, 8- CAPACITAÇÃO, EDUC. E CONSCIENTIZAÇÃO Comportamentos e Objetivos 9- GESTÃO DE INFORMAÇÕES Política de SMS AÇÃO PARA 10- COMUNICAÇÃO MELHORIA ORGANIZAÇÃO E PLANEJAMENTO LIDERANÇA 4- NOVOS EMPREENDIMENTOS AVALIAÇÃO 5- OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO IMPLEMENTAÇÃO 6- GESTÃO DE MUDANÇAS 7- AQUISIÇÃO DE BENS E SERVIÇOS 11- CONTINGÊNCIA13- ANÁLISE DE ACIDENTES E INCIDENTES 12- RELACIONAMENTO COM A COMUNIDADE14- GESTÃO DE PRODUTOS 14- GESTÃO DE PRODUTOS Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  4. 4. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOPor Que DuPont? Histórico - Como proprietária/operadora, a Companhia DuPont e as suas subsidiárias operam 187 plantas industriais de processamento e de manufatura em todo o mundo, incluindo a Consolidation Coal Company, 38 laboratórios de pesquisa e desenvolvimento e 97 escritórios, distribuídos em 70 países. A DuPont sempre foi reconhecida desde a sua fundação em 1802 pela sua excelência operacional na indústria de processos químicos. O desempenho da Companhia nas áreas de segurança, saúde e meio ambiente é um indicador-chave do seu sucesso em gerenciar o desempenho organizacional em um nível elevado. De acordo com as estatísticas de segurança de 1997, em média, uma planta da DuPont com 370 funcionários passa pela experiência de ter menos do que 2 ferimentos por ano e 1 único acidente que leve a afastamento do trabalho a cada 40 anos para cada grupo de 100 funcionários. VEJA O DESEMPENHO DE SEGURANÇA AO LONGO DOS 200 ANOS Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  5. 5. HISTÓRICO SEGURANÇA DuPont O desempenho histórico de segurança da DuPont é cerca de 60 vezes melhor do que a média de todas as indústrias de todos os segmentos. Desempenho de Segurança da DuPont (Perda de dia por 1.000.000 Horas) 45 40 35 30 DUPONT NO MÉDIA DA INDÚSTRIA 25TFCA ( P/ 106 Horas de Expos TRABALHO AMERICANA 20 15 DUPONT FORA-DO- 10 TRABALHO 5 0 19 0 0 19 2 0 19 4 0 19 6 0 19 8 0 2000 Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  6. 6. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOCrenças Básicas - Fundamentos Compromisso Visível da Liderança Responsabilidade da Liderança e Linha Organizacional Foco nas Pessoas Administração de Desvios Aprendizado Contínuo Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  7. 7. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOCompromisso Visível da Liderança As ações da Alta Gerência demonstram o significado operacional da Política Corporativa e dos Padrões Operacionais; A liderança é visivelmente comprometida com os mais elevados padrões de desempenho e demonstra esse compromisso, sendo a organização capaz de assimilar os valores culturais que sustentam altos níveis de desempenho de SMS; A eficácia e o nível do desempenho organizacional, na gestão de SMS, são determinados pelo compromisso visível das pessoas em todos os níveis e o engajamento da liderança.Conceito: Liderar por atitude e decisões que demonstrem o comprometimento e o valor por SMS “comprometimento percebido”. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  8. 8. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOResponsabilidade da Liderança e Linha Organizacional A responsabilidade pela execução da política de SMS e pelos objetivos organizacionais recai sobre a organização de linha; A Liderança precisa manter cada indivíduo na organização de linha responsável pela performance de SMS, à qual deve ser dado o mesmo valor que à produção, aos custos, à qualidade e aos prazos.Conceito: Responsabilidade sobre SMS não é delegada. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  9. 9. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOFoco nas Pessoas Componentes importantes para atingir altos padrões de SMS são o comportamento e a atitude das pessoas em todos os níveis e áreas de atuação. O gerenciamento eficaz do desempenho de SMS tem como foco as pessoas e as suas ações em relação à conformidade aos procedimentos, regulamentos, aos processos mecânicos, às condições físicas e à capacidade das pessoas em continuamente identificar, analisar e minimizar a exposição dos riscos.Conceito: Por experiência, a maior incidência das causas das perdas está na componente Pessoas, em comparação com Sistemas e Equipamentos. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  10. 10. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOAdministração de Desvios Administração de Desvios através de Auditoria são meios pelos quais a Gerência confirma o cumprimento dos padrões estabelecidos e identifica eventuais desvios a serem corretamente administrados. Programas de auditoria eficazes incorporam auditorias gerenciais, auditorias do grupo de suporte de SMS e outras técnicas para identificar comportamentos e condições que se desviam dos parâmetros esperados. Os resultados das auditorias e das auto-avaliações provêm uma base para a melhoria contínua e para o fortalecimento da cultura de SMS. As auditorias devem ser consideradas como ferramentas, não só para identificar desvios, mas também como meio de passar padrões, mostrar compromisso e identificar cultura e comportamento.Conceito: Fomentar uma cultura de permanente busca e correção de desvios. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  11. 11. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOAprendizado Contínuo O aprendizado contínuo das pessoas e da organização é peça vital para se atingir a excelência em SMS. Ferramentas e conceitos de melhoria contínua devem fazer parte do sistema de gestão.Conceito: Busca da Excelência com a aplicação do Ciclo de Melhoria Contínua – PDCA – em todos os processos que compõem o Sistema de Gestão de SMS. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  12. 12. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOObjetivo do Projeto Levar a PETROBRAS aos níveis de referência internacional em SMS no seu segmento de atuação visando alcançar os padrões de excelência em 2005. Este projeto visa aprimorar o atual Sistema de Gestão de SMS, operacionalizando as Diretrizes de SMS através de Políticas e Princípios e a implementação de processos e ferramentas de gestão utilizando-se das melhores práticas reconhecidas internacionalmente. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  13. 13. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOAbrangência do Projeto O programa abrange o Sistema PETROBRAS, incluindo a BR Distribuidora, Internacional e TRANSPETRO, alcançando toda a força de trabalho. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  14. 14. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOPlano de Desenvolvimento do ProjetoO desenvolvimento do projeto tem 4 fases distintas que são – Sensibilização,Padronização, Implementação em Vetores e Expansão para as demais UN`s.As duas primeiras fases identificadas previamente como prioritárias são asensibilização da Alta Liderança nos aspectos técnicos do Sistema de Gestãode SMS, nas auditorias comportamentais e na Investigação de Acidentes /Incidentes / Desvios e a padronização das normas e procedimentos de SMS.A fase de aprimoramento e integração do Sistema de Gestão de SMS inicioucom um diagnóstico utilizando-se como referência as 15 Diretrizes e toda aexperiência de 200 anos da DuPont, estabelecendo-se assim um plano deimplementação que iniciou em unidades vetores definidas pelas áreas denegócio e serviço da PETROBRAS. As unidades vetores servirão tanto parademonstração da eficácia do Sistema de Gestão de SMS proposto, como paraajustes no processo de implementação e/ou aprimoramento nas demaisunidades. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  15. 15. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOBases para o Desenvolvimento do ProjetoO Sistema de Gestão de SMS da PETROBRAS deverá: Ter enfoque no comportamento humano; Ser compatível com os sistemas de gestão de SMS existentes ou em fase de implementação em todas as áreas de Negócio e Serviços da Companhia, os quais atendem aos requisitos das Normas ISO 14001 (meio ambiente), BS 8800 ou OHSAS 18001 (segurança e saúde) e ISO 9001:2000 (qualidade); Assegurar que a PETROBRAS alcance, até 2005, padrões internacionais de excelência em SMS; Estar alinhado com o planejamento estratégico e programas corporativos já existentes na PETROBRAS; Cont. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  16. 16. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSOBases para o Desenvolvimento do Projeto (cont.) Considerar os diferentes contextos culturais e geográficos em que se encontram as unidades de negócio e unidades de serviços da PETROBRAS; Contemplar a gestão em âmbito corporativo e seu desdobramento nos níveis das áreas de negócio, unidades de negócio e unidades de serviços da PETROBRAS; Considerar a interface do sistema de gestão de SMS com os processos de gestão de pessoas, suprimento de materiais e serviços, pesquisa e desenvolvimento e implementação de empreendimentos de engenharia; Incluir a abordagem específica relativa às empresas prestadoras de serviços e suas subcontratadas, englobando, dentre outras, questões relativas à qualificação, treinamento e comprometimento. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  17. 17. DETALHAMENTO DO PROJETO PLANEJAMENTO IMPLEMENTAÇÃO UN’s / AN’s Fluxograma Geral do Projeto Conceito / Metodologia Fluxo Controle de Atividade Rating Model Fluxo Validação Atividade Formulário de Validação Cronograma Geral do Projeto Marcos Contratuais Recursos ÍTENS EMERGENCIAIS VETORES Diagnósticos AN’s Vetores Manual de SMS PROGRAMA TREINAMENTO Sist. Gestão Contratadas Palestras, Cursos e Seminários Atuação Liderança-Seminários Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  18. 18. FLUXOGRAMA GERAL DO PROJETO Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dez/2002 Janeiro/2003 Fevereiro Março Planejamento Planejamento Escopo Escopo Cronograma Cronograma Inicial Inicial 1 Divulgação do Desenvolvimento de Plano de projeto Processo Contínuo de comunicação Comunicação da Gestão de SMS para as áreasDiagnóstico Avaliação Alinh. e Validação Expansão Relatório Conclusões Pl.Ação ANs/ Vetores AN/Corp. de Campo demais UNs 3 Início Ativ. Corp. ANs Avaliação 2 Plano Desempenho Diagnóstico Implem. Sistema 2 UNs Início Ativ. ANs/ Vetores (Rating Model) 1 UNs Vetores EmissãoManual Definição Definição de Elaboração Procedimentos 1° Versãode SMS Estrutura Prioridades Estratégicos e Operacionais Manual 3 Alinhamento Implementação Gestão de Avaliação da Gestão de Proposição de Procedimentos Corporativos com esforços Planos de AçãoContratadas Contratadas na PETROBRAS Gestão de Contratadas em andamento via Áreas Estruturação Seminários Formação Seminário Técnicas para Liderança Comitê SMS de Gestão em SMS Estruturação do Estabelecimento Capacitação Seminários Programa AuditoriaPrograma de Auditoria Grupo SMS para Liderança para Liderança Corporativa Programa Revisão Definição de Consolidação TreinamentoInvestigação Histórico Padronização Processo Corp. Liderança de Desvios (3 anos) e Classificação de Investigação Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  19. 19. FLUXO CONTROLE DE ATIVIDADES Planejamento Acompanhamento Ação Corretiva Frequência Responsabilidade Documentação Suporte Desvios Relatório de Ocorrência Cronograma (RDO) (RDO) do Projeto Plano de Execução Lideres AN`s MS Project AçãoDU PONT Semanal Planejamento Evidências Documentais Adm. Contrato (ata de reunião, Programação Boletim de planejamento atividades, Semanal Medição materiais, listas de presenças, etc) SMS Monitora o Aceitação dos ServiçosPETROBRAS acompanhamento e faz Corporativo Fiscalização Medições Mensais avaliações Semanal SMS Corporativo RDO Desvios Evidências Documentais RDO Sistema PB de Toda 2a. Planejamento da Acompanhamento Feira Du Pont e PBCONTROLES Reunião Reunião Relatório Semanal Todo dia 27 Mensal Reuniões de Mensal Relatórios emitidos e por AN cada mês Alinhamento Alinhamento Alinhamento Diretoria e Gerência aceitos Relatório Mensal DP/PB DP/PB Du Pont do Projeto Detalhado por AN Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  20. 20. FLUXO VALIDAÇÃO ATIVIDADE - PROPOSTAPlanejamento Atualizar Controle Emitir Rever e Preparação Cronograma Desvios Relatório PlanoAçãoAdm.Contrato BMedição Físico/Financ. Semanal Cronogr. Alinhamento Prepara e Gerencia Apresenta e Aprovação Negocia Projeto Relatório Mensal Avaliação Replan. Relatório Lider AN Informação Atividade Divulgação Lider Emitir Regional Info Lider Gerar Ajuste Consultor Atualização Implement. UN/Vetor Semanal Petrobras Informa UN/Vetor Fisc.Valida Alteração Petrobras AN Valida AN Emite AprovaPetrobras Fisc.Valida Aprova BMedição RelatórioCorporativo Gerência SMS Aprova Circulação Petrobras BMedição Petrobras Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  21. 21. CRONOGRAMA GERAL DO PROJETO 2002 2003 2004 2005 2006 Cronograma Geral do Projeto abr/02 M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M abr/02 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48Implementação e/ou Aprimoramento do Sistemade Gestão de SMSGestão dos ServiçosDiscussão de Coordenação, Estrutura eCronogramaRelatório Mensal de Acompanhamento dosEventos p/ PETROBRÁSItens Emergenciais - Planejamento eDesenvolvimentoDiagnóstico da Situação AtualSeminário "Técnicas de Gestão de SMS -Gerência"Elaboração do Manual do Sistema de Gestão deSMS p/ a PETROBRASRevisão dos Critérios de SMS para a Seleção,Contratação e Gestão dos ContratosSeminário "Investigação de Desvios e Perdas"Seminário "Técnicas de Auditoria Gerencial comEnfoque Comportamental"Implementação PETROBRAS e Todas UnsImplementação nos VetoresExpansão para demais UNPrincipais Marcos Anos de Implementação Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  22. 22. PLANEJAMENTO DE RECURSOS A estrutura de recursos da DuPont no projeto está formada por recursos administrativos, líderes por áreas de negócios, líderes regionais e consultores, os quais refletem nas atividades apresentadas na proposta e no cronograma físico de implementação. Conforme previsão no cronograma, os recursos da DuPont terão uma evolução aproximada conforme seguem: Até o 2º mês do contrato 33 pessoas Do 3º ao 9º mês do contrato 44 pessoas Do 10º ao 12º mês do contrato 45 pessoas Do 13º ao 14º mês do contrato 93 pessoas Do 15º ao 22º mês do contrato 100 pessoas Do 23º ao 28º mês do contrato 103 pessoas Do 29º ao 39º mês do contrato 104 pessoas Do 45º ao 48º mês do contrato 100 pessoas Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  23. 23. DIAGNÓSTICOObjetivo: obter informações atuais do estágio de evolução do Sistema de Gestão deSMS da PETROBRAS e de cada uma das Áreas de Negócio / Serviços / Controladas,usando como base o atendimento às 15 Diretrizes Corporativas para se desenvolver umplano de aprimoramento que atenda as necessidades e características da empresa.Metodologia: o desenvolvimento do diagnóstico tem a seguinte sequência deatividades: - entrevistas com pessoas chave da organização segundo um roteirodefinido; - reunião de abertura e alinhamento de agenda; - revisão de documentaçãosobre Controle de Qualidade, Procedimentos de RH, Engenharia, Serviços, Operação,Manutenção, Inspeção e Contratação; - avaliação dos programas de SMS emandamento; - revisão de investigações e análises de tendências dos indicadores; -avaliação de campo focalizando as 15 diretrizes buscando-se evidências de falhassistêmicas e pontuais e suas causas.O processo é concluído com uma apresentação prévia das conclusões seguido de umrelatório detalhado com recomendações por diretriz, destacando-se aquelas comcaracterísticas de risco grave e iminente e prioritárias.Critério de seleção das UNs: o diagnóstico foi desenvolvido por amostragem e oscritérios de seleção das UN`s diagnosticadas foram: - tamanho da unidade; -representatividade das operações da AN, sendo a definição final feita em conjunto coma liderança da AN. Para complementar as conclusões definiram-se unidades a seremvisitadas para confirmar as conclusões. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  24. 24. MANUAL SMSObjetivo: ser o guia e a referência utilizada como base para gerenciareficazmente o Sistema de Gestão de SMS. Este manual contémorientações técnico-legais, operacionais e sistêmicas para elaboraçãode normas, regras, instruções e procedimentos e redirecionamentoe/ou alinhamento de comportamento humano e atitudes, bem comotreinamento.Metodologia: É desenvolvido com base nas referências nacionais einternacionais, experiências e melhores práticas da PETROBRAS.Divulgação: O desdobramento deste manual será feito pelaorganização da PETROBRAS, através da sua linha hierárquica, com aassessoria da DuPont, de forma que todos os empregados econtratados sejam devidamente treinados e/ou informados e/ouconscientizados sobre seu conteúdo e aplicabilidade. Fluxograma Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  25. 25. MANUAL SMS - FLUXOGRAMA Pesquisar Necessidade Necessidade Referências Técnico-legais Sim O conteúdo Existe padrão é aplicável ? PETROBRAS ? Não Não Ajustar e/ou Desenvolver Padrão Sim Não Teste de aplicação efetivo ? Sim Confecção Aprovar Aprovar Gráfica - Manual Treinar gupos e Divulgar e Treinar gupos e desenvolver multiplicadores Comunicar desenvolver multiplicadores Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  26. 26. SISTEMA GESTÃO DE SMS PARA CONTRATADASObjetivo: Aprimorar e padronizar o sistema de gestão de contratados da PETROBRAScom plano de divulgação e desdobramento para as AN`s / Serviços / Controladas.Conceito de Gestão de Contratadas: O sistema terá os seguintes passos: Seleção daContratada, Seleção do Contrato Vencedor, Orientação e Capacitação, Auditoria eSupervisão e Avaliação Pós- Contrato.Metodologia: O aprimoramento do sistema existente seguirá uma sistemática que visaidentificar pontos de melhorias nas práticas existentes, incorporar o que de bom já existe etambém alinhar os esforços de melhoria em desenvolvimento. Desta maneira, as etapas dedesenvolvimento do trabalho serão:  Avaliação e interpretação dos resultados dos diagnósticos;  Auditorias específicas em algumas contratadas;  Planejamento de auditorias e inspeções para garantir a realização de um contrato dentro dos padrões de SMS;  Implementação de medidas organizacionais, técnicas e administrativas para adequar o gerenciamento eficaz dos aspectos de SMS das contratadas;  Treinamento nos quesitos de SMS;  Estabelecimento de metas e objetivos, reativos e pró-ativos, para contratadas;  Diretrizes para contratação usando sistema de consequências;  Elaboração de um plano de implementação. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  27. 27. CONCEITUAL DOS SEMINÁRIOSProgramação SemináriosOs seminários “Técnicas de Gestão em SMS”, “Investigação de Perdas Reais ePotenciais” e “Técnicas de Auditoria Gerencial com Enfoque Comportamental” têm oobjetivo de preparar a Liderança da PETROBRAS para iniciar o processo de melhoria doSistema de Gestão focado no comportamento das pessoas, dando os fundamentosaplicáveis às ações prioritárias no processo de implementação.Desta forma, a implementação destas melhorias já terá a Liderança dirigindo o processo edemonstrando Participação, Compromisso Visível e Responsabilidade de Linha Estrutura de Comunicação para Seminários Técnicas de Corporativa Time DuPont Gestão em SMS E&P AN e Planej. Organização, Abastecimento Estruturação Investigação de Perdas Refino E Condução Reais e Potenciais SMS Corp. Serviços Suporte e BR Universidade Intermediação Auditoria Gerencial c/ Corporativa Enfoque Comportamental Transpetro Def. logística Fronape Internacional Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  28. 28. PROGRAMA DE SEGURANÇA DE PROCESSO AN VETORES ENGENHARIA CORPORATIVO CENPES EDISE REDUC ABAST- REFINO RECAP REGAP FRONAPE Terminal São Sebastião TRANSPETRO Terminal da Ilha Dágua Terminal de São Francisco UN-SEAL E&P UN-ES Refinaria Bahia Blanca INTERNACIONAL 3 Estações de Serviços - EG-3 BR GROL – TEDUC (Campos Elíseos) DISTRIBUIDORA GOPA – GARIO (Galeão) Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  29. 29. CONCEITO E METODOLOGIAConceito: a implementação deste projeto nas UNs/ANs se dará em duas fases, iniciando-se por algumas UNs denominadas “vetores” e na sequência a expansão para todas asdemais UNs. A primeira fase com vetores visa possibilitar o aprimoramento do processopara a segunda fase de implementação corporativa, focalizando não só as atividadesadministrativas e normativas, mas também as técnicas e operacionais.Metodologia: a implementação será efetuada através da atuação de consultores DuPontnas UNs (vetores e gerais) assessorando a aplicação dos planos de ação oriundos docronograma e diagnósticos, junto à liderança da UN/AN. Além de orientar a organizaçãoquanto às ferramentas a serem implementadas e sua padronização, estes consultoresauxiliarão nos ajustes que se fizerem necessários para adequar estes padrões à realidadede cada AN e/ou UN.Uma vez desenvolvida e aplicada a ferramenta aos vários vetores, haverá um processo deexpansão integrado destas práticas às demais UN`s.Sistema de Acompanhamento (Rating Model): Para acompanhamento da implementaçãoserá utilizado um processo de avaliação do sistema de gestão (“rating model”) que seráconduzido periodicamente ao longo dos 4 anos do projeto onde, através de um sistema depontuação, será possível identificar o progresso desta implementação corporativamente etambém por AN. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  30. 30. RATING MODELMETODOLOGIAO RATING MODEL tem o propósito de estabelecer uma metodologia de comparaçãodo sistema de gestão SMS da PETROBRAS às normas e aos padrões selecionadoscomo Benchmarking. Trata-se de uma metodologia de avaliação qualitativa equantitativa da qualidade da implementação e operacionalização dos elementos decontrole e suas ferramentas suporte constituintes do Sistema de Gestão de SMS daDuPont, adaptada às 15 DIRETRIZES corporativas da PETROBRAS e seus 79REQUISITOS.Para cada critério associa-se um número de pontos, atribuído pelo avaliador emrelação a uma contagem máxima, em função do grau de efetividade do atual estágiode implementação dos requisitos, apoiando-se em evidências comprobatórias. Ométodo considera que o reconhecimento da melhor performance em SMS, irácorresponder ao score máximo de 10.000 pontos, correspondendo, pois, a 100%.Considera-se efetivamente operacionalizada a implementação e/ou aprimoramentoem que no mínimo 80% dos pontos do score máximo são obtidos através deverificações pontuais e amostrais em cada UN.A equipe do Rating Model aplicará os itens de verificação para cada requisito,pontuando a performance evidenciada. Para a emissão do relatório, é realizada umarevisão cruzada inter-consultores nos resultados obtidos, com o objetivo deuniformizar o score aplicado.Anualmente será enviado relatório de evolução do processo de implementação porunidade e em âmbito corporativo.Está programada, de acordo com o cronograma físico, a realização do Rating Modelpara: setembro de 2003, março de 2004, março de 2005 e março de 2006. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  31. 31. PLANEJAMENTO, ACOMPANHAMENTO E CONTROLEFORMULÁRIO DE VALIDAÇÃO DAS ATIVIDADES - PROPOSTA APROVAÇÃO E VALIDAÇÃO DAS ATIVIDADES CONCLUÍDAS Título do Cronograma Físico-Financeiro: ........................................................................................................... Área de Negócio:................................................................................................................................................. Unidade Vetor/Expansão:.................................................................................................................................... Seguem abaixo as atividades e serviços concluídos no período de ......../........./......... a .........../........../.........., relativos aos ID’s do cronograma físico-financeiro: ID Descrição da Atividade Data de Código Término Atestamos que as atividades identificados acima listadas estão 100% realizados e aprovados pela Unidade de Negócio / Serviços. _____________________ ______________________ PETROBRAS DuPont Nome: N° Matrícula: Nome: N° Registro: Código Atividade Concluída 10 Completado como planejado. 20 Completado como previsto, mas requereu esforços adicionais. 30 Completado, mas atividade replanejada pela DuPont / PETROBRAS. 40 Completado, mas atividade replanejada pela PETRBRAS / Dupont. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  32. 32. IMPLEMENTAÇÃOMARCOS CONTRATUAISOs marcos para acompanhamento de implementação e/ou aprimoramentotêm como base no cronograma físico apresentado e na estratégia deimplementação e/ou aprimoramento do “Sistema de Gestão de SMS comEnfoque no Comportamento Humano” da PETROBRAS, objeto destaproposta, e também considerando as ações prioritárias estabelecidas noescopo de fornecimento, estamos apresentando no uma relação de marcosimportantes que deverão ocorrer ao longo dos 4 (quatro) anos do projeto.Entendemos como marcos os eventos concretos, de fácil visualização,medição e avaliação que indiquem que determinadas atividades, bemdeterminadas e detalhadas, tenham sido operacionalizadas, ficandoclaramente demonstrada a eficácia da evolução das ações deimplementação.Esses marcos estão listados em blocos de 6 (seis) meses, e têm seu iníciona data zero do início efetivo das atividades de implementação. 6 Meses 12 Meses 18 Meses 24 Meses 30 Meses 36 Meses 42 Meses 48 Meses Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  33. 33. IMPLEMENTAÇÃO MARCOS PARA 6 MESES1. Diagnóstico inicial das AN’s / AS’s e controladas por amostragens dos vetores e apresentação de relatório por AN e em âmbito Corporativo.2. Plano típico detalhado de implementação de cada um dos Vetores.3. Divulgação e alinhamento dos objetivos do projeto e escopo de trabalho até o nível de gerência das UN´s Vetores.4. Criação de comitê central em âmbito corporativo e por AN - início de processo de padronização das ações em SMS enfocando nos conceitos de Responsabilidade de Linha e Compromisso Visível.5. Revisadas, alinhadas e divulgadas as funções macro do grupo de SMS Corporativo e das UNs.6. Política Corporativa de SMS definida com plano de divulgação efetivo (usando-se o conceito de comunicação em cascata).7. Plano formal de auditorias gerenciais com participação dos membros da alta gerência da PETROBRAS.8. Apresentadas as conclusões macro da análise crítica dos acidentes pessoais, ambientais e materiais ocorridos na PETROBRAS, nos últimos 03 anos, criando e/ou aprimorando um plano de ação corporativa e o respectivo banco de dados.9. Proposta de ações emergenciais para aprimorar o controle de desempenho de SMS das empresas contratadas. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  34. 34. IMPLEMENTAÇÃO MARCOS PARA 12 MESES10. Auditorias Gerenciais expandidas para o segundo nível de gerência das unidades de negócio.11. Apresentada proposta para a administração do sistema de classificação / investigação / comunicação / tratamento de desvios e perdas potenciais e reais.12. Apresentada e aprovada a proposta de metas e objetivos de índices pró- ativos e reativos em SMS, a nível corporativo e por AN.13. Proposto um programa de motivação e reconhecimento baseado no desempenho individual e das equipes.14. Estabelecida política corporativa para gerenciamento de contratadas e plano macro para implementação desta política para toda a organização.15. Manual de SMS e plano de divulgação aprovados em âmbito corporativo.16. Estabelecido um processo de comunicação em SMS a ser seguido por toda a corporação para eventos críticos, tais como: índices pró-ativos e reativos, programas corporativos, acidentes e perdas reais ou potenciais, emergências e suas consequências, etc.. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  35. 35. IMPLEMENTAÇÃOMARCOS PARA 18 MESESPara os vetores:17. Apresentado o resultado da situação de evolução da implementação e/ou aprimoramento do sistema de gestão de SMS nos vetores segundo critérios do “Rating Model” da DuPont.18. Sedimentado um programa de auditorias comportamentais estendido a todos os níveis gerenciais.19. Realizado um simulado do PAE/PC de complexidade progressiva com avaliação e retroalimentação dos planos.Geral:20. Desenhado e iniciado um plano de atividades detalhado, para desdobramento do processo de implementação e/ou aprimoramento do sistema de gestão de SMS para as demais UN’s de cada AN. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  36. 36. IMPLEMENTAÇÃOMARCOS PARA 24 MESESPara os vetores:21. Estabelecido um sistema para gerenciar mudanças de instalações para as unidades vetores.22. Implementados os critérios para definição e identificação dos processos de alto e baixo risco e equipamentos/ tarefas críticas para a segurança do processo para os vetores.23. Estabelecido programa periódico de estudos de risco de processo em todas as unidades vetores.24. Ter na média todas as unidades vetores com pelo menos 50% da pontuação segundo “Rating Model” da DuPont, nos elementos implementados.Geral:25. Sedimentado um programa de auditorias comportamentais, estendido a todos os níveis gerenciais das UNs. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  37. 37. IMPLEMENTAÇÃO MARCOS PARA 30 MESESPara os vetores:26. Estabelecido um sistema para gerenciar mudanças de pessoal para as unidades vetores.27. Desenvolvidos os procedimentos de SMS para manutenção de equipamentos críticos segundo "melhores práticas".28. Desenvolvidos/ revisados os processos de inspeção e testes de equipamentos críticos de processo segundo "melhores práticas".29. Implementado um sistema de qualidade assegurada para equipamentos críticos á segurança dos processos. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  38. 38. IMPLEMENTAÇÃO MARCOS PARA 36 MESESPara os vetores:30. Todas as unidades vetores com pelo menos 80% da pontuação segundo “Rating Model” da DuPont.31. Estabelecido sistema para gerenciar mudanças de tecnologia para as Unidades Vetores.32. Estabelecido um programa de garantia de qualidade em suporte ao Gerenciamento de Segurança de Processo (GSP).33. Redefinido todo o programa de treinamento de pessoal em suporte ao GSP.Geral:34. Implementado sistema organizacional com comitês centrais e os necessários subcomitês em todas as unidades da PETROBRAS.35. Estabelecido um sistema para gerenciar mudanças das instalações para todas as Unidades36. Implementados os critérios para definição e identificação dos processos de alto e baixo risco e equipamentos/tarefas críticas para a segurança do processo.37. Ter na média todas as unidades da PETROBRAS com pelo menos 50% da pontuação segundo “Rating Model” da DuPont, nos elementos implementados. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  39. 39. IMPLEMENTAÇÃO MARCOS PARA 42 MESESGeral:38. Desenvolvidos os procedimentos de SMS para manutenção de equipamentos críticos, segundo "melhores práticas".39. Desenvolvidos / revisados os processos de inspeção e testes de equipamentos críticos de processo segundo "melhores práticas".40. Estabelecido um sistema para gerenciar mudanças de pessoal para as demais unidades.41. Implementado um sistema de qualidade assegurada para equipamentos críticos à segurança dos processos.42. Estabelecido um sistema para gerenciar mudanças de tecnologia para todas as Unidades43. Conduzida pelo menos uma análise de risco nos processos considerados de alto risco, das unidades mais importantes.44. Realizada uma segunda avaliação completa dos planos de contingência e emergência de cada uma das unidades.45. Atualizados o “Plano de Ação Emergencial” e respectivos “Planos de Contingência”, com base no resultado dos exercícios simulados semestrais e outros acontecimentos devidamente registrados (Perdas Potenciais e Reais, na Petrobras e no Mundo). Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  40. 40. IMPLEMENTAÇÃOMARCOS PARA 48 MESESGeral:46. Ter na média todas as unidades da PETROBRAS com pelo menos 80% da pontuação segundo “Rating Model” da DuPont.47. Consolidação do processo de análise crítica e planejamento dos ajustes necessários.48. Início de um programa corporativo e estruturado de Segurança Fora-do- Trabalho (Off-the-Job).49. Definidos os requisitos, critérios e procedimentos de SMS para projetos, construções, montagens,inspeções de pré-partida, pré-partidas, comissionamentos, partidas e descontinuidade de equipamentos/unidades.50. Definidos os treinamentos requeridos para as atividades de projeto, construção, montagem, inspeções de pré-partida, pré-partidas, comissionamentos, partidas, manutenção e descontinuidade de equipamentos/unidades. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  41. 41. PROGRAMA DE TREINAMENTOPALESTRAS, CURSOS E SEMINÁRIOS Técnicas de Gestão de SMS - Distinguindo sua empresa através Treinamento em Auditoria (SMAT) Gerentes de Operações (OMGR/A) do desempenho de SMS (CSC) Técnicas de Gestão de SMS - Programa de Administração Análise de Riscos de Processos Supervisores 1ª Linha (LSUP/A) de Desvios (PAD) (ARP) Técnicas de Gestão de SMS – Amb. de Trab. Seguro: Ações que Gerenciamento de Profissionais de SMS (SPRO) funcionários podem tomar (AECT) Segurança Processos (PSM)Treinam. em Investigação de Perdas Administração e Gestão Gerenciamento da Segurança: Reais e Potenciais ( INC.INV) de Contratos (CSO) Disciplina Operacional (DO) Verificação de Rotina Segurança fora do trabalho Auditoria Ambiental (AA) de Trabalho (JCC) (Off-the-job) Quando o Trabalho Legislação de SMS Padrões de SMS se torna um risco Estratégia para Gestão Ambiental Qualidade de Vida Excelência em Segurança (ELW) Identificação e Administração de Desenvolvimento de Desenvolvimento de Política Aspectos e Impactos Ambientais Política e Princípios (P&P) e Princípios (P&P) Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  42. 42. PROGRAMA DE TREINAMENTOÍNDICE – PALESTRAS, CURSOS E SEMINÁRIOSTécnicas de Gestão em SMS - Gerentes de Técnicas de Gestão em SMS - SupervisoresOperações (OMGR/A) de Primeira Linha (LSUP/A)Este seminário explora os sistemas-chave para o Neste seminário os participantes exploram egerenciamento eficiente em SMS. O enfoque é o praticam as habilidades-chave de supervisão,papel da liderança numa organização de SMS, o necessárias para reconhecer e resolverpapel do profissional de SMS, o gerenciamento problemas no local de trabalho. O semináriode contratados, auditorias para incrementar o enfatiza as responsabilidades individuais docontrole de SMS e investigação de incidentes. supervisor para com seus subordinados, com ênfase em auditoria.Técnicas de Gestão em SMS - Profissionais Treinamento em Investigação de Perdasde SMS (SPRO) Reais e Potenciais ( INC.INV)Neste seminário os participantes exploram e Neste seminário os participantes exploram epraticam as habilidades-chave de um praticam as técnicas para entrevistar pessoasprofissional de SMS na identificação, análise e envolvidas em acidentes de SMS, determinandocorreção de problemas de segurança causas dos acidentes e desenvolvendoorganizacional. A ênfase é para o papel do recomendações eficazes para a ação deprofissional de segurança como conselheiro da prevenção. O seminário é baseado em princípiosorganização e consultor do gerente de linha. de aprendizagem em grupo, na qual cada participante interage na discussão, análise e aplicação das informações coletadas, casos discutidos e a análise da situação. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  43. 43. PROGRAMA DE TREINAMENTOÍNDICE – PALESTRAS, CURSOS E SEMINÁRIOSTreinamento em Auditoria (SMAT) Programa de Administração de Desvios : (PAD)Neste seminário a ênfase está na observação da Este curso objetiva transmitir aos participantes,ação das pessoas e na motivação positiva. As membros da liderança, especialistas em SMS,auditorias práticas com um consultor da DuPont formadores de opinião e membros dono local de trabalho proporciona uma percepção subcomitê “Administração de Desvios” osreal do esforço atual de segurança. É conceitos teóricos e práticos do PAD de talconsiderado um curso básico para o PAD – sorte que os instruendos aprendam comoPrograma de Administração de Desvios. Identificar, Medir, Avaliar, Controlar e Corrigir Desvios de ordem comportamental e ambiental, real e potencial, antevendo a sua ampliação e consequentemente a ocorrência de uma perda.Tornando o Ambiente de Trabalho Seguro: Segurança para Contratados: AdministraçãoAções que os funcionários podem tomar e Gestão de Contratos (CSO)(AECT)Este seminário destina-se a ajudar os Este seminário destina-se a ajudar os gerentes defuncionários a tornarem-se uma peça ativa na contratos/compras a criação de um sistema demelhoria da segurança no ambiente de trabalho. gerenciamento efetivo de SMS através daTem como foco o desenvolvimento de duração do projeto. O processo enfatiza afuncionários qualificados para a prevenção de responsabilidade mútua. Elevar a elegibilidade doacidentes e para que trabalhem juntos de forma contratado, estabelecer acesso e alinhamentoque sempre sejam feitos atos seguros. com o gerenciamento do contratado, e determinar o comprometimento do contratado com SMS. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  44. 44. PROGRAMA DE TREINAMENTO ÍNDICE – PALESTRAS, CURSOS E SEMINÁRIOS Distinguindo a sua empresa dos concorrentes Análise de Riscos de Processos (ARP) através de melhor desempenho de SMS (CSC) O foco principal deste seminário é treinar pessoas nos métodos utilizados para conduzir um análise Este seminário destina-se a ajudar os gerentes de riscos de processos. Ensina habilidades que de contratadas na criação de um sistema de permitem aos participantes assumir a liderança no gerenciamento efetivo de SMS. O processo estabelecimento e manutenção de um programa enfatiza a responsabilidade mútua. Elevar a contínuo de análise de riscos de processos. Ele elegibilidade do contratado, estabelecer acesso e cobre as técnicas e a organização necessárias alinhamento com o gerenciamento do para incluir tanto projetos novos como operações contratante, e determinar o comprometimento existentes. Fornece aos participantes noções sobre com SMS. análise de consequências. Os participantes atuam em exercícios baseados em acidentes reais da indústria. Aborda as seguintes principais técnicas: What If ?, Hazop, FMEA e FTA. Gerenciamento de Segurança Processos Gerenciamento da Segurança: Disciplina(PSM) Operacional (DO) O propósito deste seminário é de revisar e discutir o comprovado Sistema de Gerenciamento de O propósito deste seminário é de rever e discutir o Segurança de Processos da DuPont, utilizando a processo de Disciplina Operacional, de forma a abordagem discovery learning em que os assegurar que as operações sejam realizadas participantes irão perceber e aprender, através de correta e consistentemente através de um envolvimento nos estudos de “casos” baseados processo de verificação de: disponibilidade de em incidentes industriais reais. Os participantes procedimentos, qualidade e conteúdo dos irão desenvolver habilidades de implementação procedimentos, comunicação e entendimento de programas que assegurem a excelência na adequados, rigorosa aderência de sua execução Segurança de Processos, atendendo de forma nas áreas e sistemas de avaliação de disciplina simultânea à legislação vigente. operacional. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  45. 45. PROGRAMA DE TREINAMENTOÍNDICE – PALESTRAS, CURSOS E SEMINÁRIOSVerificação de Rotina de Trabalho (JCC) Legislação de SMSO propósito deste seminário é o de efetuar uma O propósito deste seminário é de revisar asverificação de rotina de trabalho, através de legislações referentes a Saúde, Segurança euma análise conjunta, realizada pelo funcionário Meio Ambiente de forma que os participantese supervisor. Os participantes irão aprender discutam e tenham o mesmo padrão detécnicas para a realização deste trabalho. A informações, conhecimentos pertinentes àfinalidade de uma verificação de Rotina de legislação e suas tarefas e sobretudo entendamTrabalho é: abordar aspectos de segurança, a extensão conceitual destas leis, no que semanter práticas e procedimentos atualizados, refere ao espírito e objetivo da abrangência.garantir que os funcionários conheçam aspráticas e procedimentos e fornecer treinamentode atualização aos funcionários.Planejado e desenvolvido pela DuPont.Gestão Ambiental Identificação e Administração de Aspectos e Impactos AmbientaisO objetivo deste seminário é divulgar e elucidar a O objetivo deste curso é divulgar e praticar asabrangência dos requisitos mínimos de várias técnicas de administração dos aspectos eGerenciamento Ambiental, de forma integrada impactos ambientais considerando a metodologiacom o Gerenciamento de Saúde, Segurança e ICMAC – Identificar, Controlar, Medir, Avaliar edemais valores de um negócio. Corrigir, de modo sistêmico. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  46. 46. PROGRAMA DE TREINAMENTOÍNDICE – PALESTRAS, CURSOS E SEMINÁRIOSAuditoria Ambiental (AA) Padrões de SMSO objetivo deste curso é divulgar e praticar as O objetivo deste curso é divulgar em detalhes osvárias técnicas de Auditoria Ambiental exigidas vários padrões legais e técnicos de SMSpor lei, de terceira parte e aquelas de aplicáveis às várias atividades da PETROBRAS,autogestão. buscando não só a adequação e conformidade, como também a melhoria da qualidade e produtividade.Estratégia para Excelência em Segurança-ELW Desenvolvimento de Política e Princípios (P&P)Esta palestra informa aos executivos o seu Esta palestra desenvolve junto com a gerênciapapel no gerenciamento de segurança. executiva políticas e princípios, à partir dosA liderança em gerenciamento de segurança valores individuais e corporativos. Toda política etem que iniciar no nível de gerência executiva. princípios é discutida e entendida pela gerência executiva de forma a ser divulgada e usada nas ações do dia-a-dia da organização. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  47. 47. PROGRAMA DE TREINAMENTOÍNDICE – PALESTRAS, CURSOS E SEMINÁRIOSSegurança fora do trabalho (Off-the-job) Quando o Trabalho se torna um riscoO propósito desta palestra é estender o valor Objetiva sensibilizar os assistentes para ada segurança às atividades fora do ambiente reflexão antes, durante e após uma determinadade trabalho, de forma a obter a mesma postura tarefa associando os riscos intrínsicos ede segurança e comportamento dentro e fora extrínsicos, endógenos e exógenos. Utiliza comodo ambiente de trabalho. suporte os ensinamentos do Seminário AST (Análise de Segurança do Trabalho).Qualidade de Vida Desenvolvimento de Política e PrincípiosEsta palestra motivará os assistentes e lhes (P&P)mostrará os vários caminhos e alternativas Esta palestra desenvolve junto com a gerênciapara a busca, manutenção e aprimoramento executiva políticas e princípios, à partir doscontínuos de um melhor padrão de qualidade valores individuais e corporativos. Toda política ede vida, estendendo os conceitos princípios é discutida e entendida pela gerênciaprevencionistas adquiridos “on the job” para os executiva de forma a ser divulgada e usada nasdemais momentos da vida do funcionário, ações do dia-a-dia da organização.envolvendo a família e a comunidadeperiférica. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  48. 48. ACOMPANHAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DO PROJETO Principais Atividades Realizadas e Próximas Etapas Sem.Técnicas de Gestão em SMS Gestão ContratadasSem. Audit.Ger. Enfoque Comport. Investigação Perdas e DesviosSem. Invest. Perdas Reais e Potenciais Auditoria Gerencial - Liderança Corporativo Manual de SMS Exploração e Produção Serviço Compartilhado Abastecimento - Refino CENPES BR Distribuidora Engenharia Transpetro Internacional Relatório Gerencial Marcos Contratuais Cronograma do Projeto Consultores Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  49. 49. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOMANUAL DE SMS Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Desenvolvido pelo grupo da DuPont a formação básica do conteúdo do Manual: parte  Ajustar e/ou desenvolver o estratégica e operacional. conteúdo da parte estratégica, Confeccionados 15 procedimentos do sistema formatar, avaliar o conteúdo e de Gestão de SMS da PETROBRAS, baseados aprovar. nas 15 Diretrizes.  Ajustar e/ou desenvolver o Aprovado o grupo de trabalho da parte conteúdo da parte operacional, Estratégica. formatar, avaliar o conteúdo e Desenvolvido um modelo básico do PPRA para aprovar. a PETROBRAS pelo Grupo de Trabalho de  Conseguir o aval dos grupos de Higiene Ocupacional. ANs / Serviços / Contratadas para Revisado o escopo do Manual, considerando a dar prioridade à confecção da execução do conteúdo estratégico parte operacional. antecipadamente ao do conteúdo operacional.  Continuar o processo de Revisado do cronograma de atividades de aprovação dos demais padrões execução do Manual, considerando o início das Diretrizes. das atividades a partir da formação do GT  Revisar designado para fazer o Manual de SMS. os conteúdos das Diretrizes 1, 2, 3 e 4 e continuar a Aprovação e validação do item IE-MAN-1-EE, pesquisa de modelo existente na Planejamento e Assessoria na proposta de estrutura do Manual de SMS, conteúdo PETROBRAS e das fontes de estratégico. referência técnico-legais. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  50. 50. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOSISTEMA GESTÃO CONTRATADAS Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Visita às 2 obras OSVATE/22 e ESFERA-FAFEN  Planejamento de auditorias e e preparação e entrega do relatório de inspeções visando assegurar a avaliação das visitas efetuadas. efetiva operacionalização do Foi feita a apresentação do diagnóstico de contrato. SMS dos prédios administrativos da  Retomar o programa proposto de PETROBRAS para o forum de terceirização. treinamento de Fiscais de Realizado o workshop de Alinhamento Contrato, com o agendamento de Estratégico Corporativo de Contratadas. novas turmas. Interação com o comitê de coordenação da  Formar um GT de Contratadas Engenharia para a área de contratadas. estabelecido pelo Comitê de Realizado workshop para a área da BR. Negócios e/ou pelo Comitê Executivo de SMS, com Concluído o material de treinamento de fiscais representantes de todas as ANs, a de contrato. fim de agilizar o processo em Revisado o PAD – Programa de Administração todos os desvios observados. de Desvios.  Desenvolver um sistema de pré- Conduzido seminário “Treinamento em qualificação de Empreiteiras / Auditoria Gerencial com Enfoque Contratadas. Comportamental” para 4 turmas.  Assistir na criação e Conclusão do treinamento das 5 primeiras desenvolvimento no elenco de turmas de Fiscais de Contrato. referências e requisitos mínimos Revisado o cronograma da Gestão de para a capacitação das Contratadas, para atender suas necessidades. contratadas. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  51. 51. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO Sem. Liderança - TÉCNICAS DE GESTÃO EM SMS REALIZADO PREVISTO PÚBLICO TOTAL TURMAS ÁREA DE NEGÓCIO NO TURMAS PARTICIPANTES PREVISTO AGENDADASPresidente, Diretores, DG`s e 55 2 30 1 GE`sSERVIÇOS (SMS, OUTROS) 59 2 37 1 CENPES 67 3 66 CONCLUÍDAS ENGENHARIA 34 2 36 CONCLUÍDAS ANI 150 11 210 CONCLUÍDAS BR 50 2 34 CONCLUÍDAS ABAST-REF 206 10 188 CONCLUÍDAS E&P 198 8 146 EM AGENDAMENTO TRANSPETRO 80 4 71 CONCLUÍDAS SERVIÇOS 46 EM AGENDAMENTO COMPARTILHADOS TOTAL 945 39 701 2 Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  52. 52. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOSem. Liderança – TREINAM. AUDITORIA GERENCIAL REALIZADO PREVISTO PÚBLICO TOTAL ÁREA DE NEGÓCIO NO TURMAS PRESENTES TURMAS AGENDADAS PREVISTOPresidente, Diretores, DG`s 55 2 37 1 e GE`sSERVIÇOS (SMS, OUTROS) 59 2 37 1 CENPES 67 3 54 CONCLUÍDAS ENGENHARIA 34 2 45 CONCLUÍDAS ANI 150 3 22 1 BR 50 3 31 CONCLUÍDAS ABAST-REF 206 11 245 CONCLUÍDAS E&P 198 8 122 EM AGENDAMENTO TRANSPETRO 80 3 38 1 SERVIÇOS 46 1 6 EM AGENDAMENTO COMPARTILHADOS TOTAL 945 33 556 4 Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  53. 53. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOSem. Liderança – INVESTIG. PERDAS REAIS E POTENCIAIS REALIZADO PREVISTO PÚBLICO TURMAS ÁREA DE NEGÓCIO TOTAL NO TURMAS PARTICIPANTES AGENDADAS PREVISTOPresidente, Diretores, DG`s e 55 EM AGENDAMENTO GE`s CENPES 109 3 63 2 ENGENHARIA 221 6 149 CONCLUÍDO ANI 502 EM AGENDAMENTO BR 200 EM AGENDAMENTO ABAST-REF 1144 7 177 EM AGENDAMENTO E&P 1445 4 TRANSPETRO 800 2 38 EM AGENDAMENTO SERV.COMPARTILHADOS 135 EM AGENDAMENTOSERVIÇOS (SMS, OUTROS) 310 2 37 EM AGENDAMENTO TOTAL 4921 20 464 Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  54. 54. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOINVESTIGAÇÃO PERDAS REAIS E POTENCIAIS Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Conduzido o seminário sobre Critérios para Classificação de Acidentes de Processo  Obter aprovação do procedimento através de Pontuação. de “Análise de Acidentes com e sem Lesão” e “Classificação e Continuidade na elaboração do procedimento Reporte de Acidentes e de Investigação de Acidentes levando em Processos, Meio Ambiente, conta os resultados do seminário. Transporte e Incêndio”.  Continuidade nos treinamentos Emitido procedimento, para avaliação da em Investigação de Perdas Reais PETROBRAS, de “Análise de Acidentes com e e Potenciais. sem Lesão” e “Classificação e Reporte de  Revisão e adaptação, no Acidentes e Processos, Meio Ambiente, seminário, do Manual do Transporte e Incêndio”. Participante e da apresentação. Realizados treinamentos em Investigação de  Completar a pesquisa sobre os Perdas Reais e Potenciais. acidentes que devem ser reportados aos órgãos Realizadas 4 reuniões de trabalho para revisão governamentais. da proposta, tendo como objetivo escrever um procedimento que leve em conta definições e órgãos reconhecidos que sejam compatíveis com as UNs certificadas e que sejam mais simples do que a proposta apresentada. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  55. 55. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOAUDITORIA GERENCIAL - Liderança Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas  Aprovação do Programa de Treinada mais de 50% da alta liderança em auditorias. Auditoria.  Completar treinamento da Proposto um Programa de Auditoria para a alta liderança. liderança.  Expandir programa para as ANs, Desenvolvido modelo de cartão para auditoria. Serviços e Controladas. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  56. 56. RELATÓRIO GERENCIALO objetivo deste relatório é permitir o acompanhamento do andamento doprojeto com uma visão macro de suas atividades e também fornecerdetalhes sobre as atividades relevantes executadas, por Áreas de Negócio e(AN’s) e Unidades de Negócio (UN’s), bem como um sumário das atividadesprioritárias, como Manual de SMS, Gestão de Contratadas, Investigação eSeminários.Este relatório apresenta um resumo da evolução do projeto e das principaisatividades realizadas, referente ao contrato 055.2.008.02-7, de assessoria noaprimoramento do Sistema de Gestão de Segurança, Meio-Ambiente eSaúde (SMS) com base nas 15 (quinze) Diretrizes Corporativas daPETROBRAS.Constam também deste relatório um resumo dos resultados alcançados epróximas etapas. Ano 2002 Ano 2003 Ano 2004 Ano 2005 Ano 2006 Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  57. 57. IMPLEMENTAÇÃO 2002 2003 2004 2005 Cronograma Geral do Projeto Apr-02 M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N D J F M A M J J A S O N Apr-02 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44Implementação e/ou Aprimoramento doSistema de Gestão de SMSGestão dos ServiçosDiscussão de Coordenação, Estrutura eCronogramaRelatório Mensal de Acompanhamento dosEventos p/ PETROBRÁSItens Emergenciais - Planejamento eDesenvolvimentoDiagnóstico da Situação AtualSeminário "Técnicas de Gestão de SMS -Gerência"Elaboração do Manual do Sistema de Gestãode SMS p/ a PETROBRASRevisão dos Critérios de SMS para a Seleção,Contratação e Gestão dos ContratosSeminário "Investigação de Desvios e Perdas"Seminário "Técnicas de Auditoria Gerencialcom Enfoque Comportamental"Implementação PETROBRAS e Todas UnsImplementação nos VetoresExpansão para demais UNPrincipais Marcos Anos de Implementação Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  58. 58. •Atividades SegurançaSISTEMA DE ACOMPANHAMENTO •Atividades Meio AmbienteCORPORATIVO PETROBRAS •Atividades Saúde Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Conclusões dos primeiros 6 (seis) meses dos  Aprovação por parte da Marcos Contratuais. PETROBRAS do Sistema de Apresentado o Relatório Corporativo para Gestão de SMS proposto. validação pelo SMS Corporativo da  Condução da primeira reunião PETROBRAS. estruturada de SMS do Comitê de Proposto um Sistema de Gestão de SMS. Negócios. Acompanhamento e controle da implementação do projeto. Revisão dos treinamentos do Sistema de Gestão de SMS. Apresentação do andamento do projeto preparada para o Diretor de Serviços da PETROBRAS. Apresentação do Relatório Avaliativo dos Seminários. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  59. 59. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOSMS CORPORATIVO – Atividades de Segurança Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Publicado na edição de dezembro de 2002 no  Preparar um programa de “Notícias Compartilhadas” um convite aberto auditoria para os profissionais de para todos os empregados a se engajarem nas SMS. questões de SMS conforme o PSP. Criado o Comitê Central de SMS e seus respectivos sub-comitês regionais. Aprovado o planejamento inicial de implementação do Sistema de Gestão de SMS. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  60. 60. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOCORPORATIVO – Atividades de Meio Ambiente Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Análise de Programas / Projetos abordados no  Dar continuidade às reuniões com os coordenadores dos período: de Efluentes e Recursos Hídricos, de Programas / Projetos Corporativos Desenvolvimento Sustentável, de para avaliação do status dos Monitoramento Ambiental, de Resíduos e mesmos. Áreas Impactadas e de Emissões  Estabelecer reunião com a Atmosféricas. Gerência da área de Meio Ambiente e coordenadores de Realizada a análise preliminar, através de Programas / Projetos entrevistas com 5 gestores, para proporcionarf Corporativos, para conhecimento da Estratégia de Elaboração de a integração das atividades dos Programas / Programas / Projetos para 2003. Projetos Corporativos de Meio Ambiente ao  Promover, através do Comitê PSP. Executivo de SMS, a inserção do acompanhamento do Desempenho / Andamento dos Programas / Projetos Corporativos, na pauta do Comitê de Negócios.  Estabelecer junto às ANs processos para inserção das questões ambientais durante a implementação do PSP. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  61. 61. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOCORPORATIVO – Atividades de Saúde Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Ergonomia: Realizado workshop de Ergonomia com a participação de um consultor americano, o qual discorreu sob sua experiência na implantação do programa de Ergonomia e estruturação de Comitês de Ergonomia. Levantados dados para a palestra “Ergonomia nas Indústrias de Processo Contínuo” em visita e entrevistas com operadores e coordenador de turno da CIC na REDUC. PRAT: Concluído e apresentado para o GT de médicos da PETROBRAS o PRAT para implantação nas ANs / Serviços / Controladas. Cont. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  62. 62. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOCORPORATIVO – Atividades de Saúde Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas PCMSO: Concluído e apresentado para o GT de médicos da PETROBRAS o PCMSO para implantação nas ANs / Serviços / Controladas. Elaborado e concluído folheto de informações ao empregado da PETROBRAS sobre PCMSO, para distribuição a todos os empregados das ANs / Serviços / Controladas. Iniciadas atividades na assessoria de elaboração e implantação de um programa equivalente ao PCMSO Corporativo para a ANI. Programa de Promoção à Saúde: Apresentados subsídios para a elaboração de seminário sobre promoção à saúde a ser realizada no mês de maio de 2003. Cont. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  63. 63. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOCORPORATIVO – Atividades de Saúde Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Programa de Vigilância Epidemiológica: Dada continuidade à assessoria para implantação de indicadores corporativos para vigilância epidemiológica. PPRA: Elaborado documento base do PPRA para o grupo de Higiene Ocupacional. Preparados documentos de trabalho de APR- HO (Análise Preliminar de Riscos – Higiene Ocupacional) para a reunião do Grupo de Higiene Ocupacional. Revisão de comentários recebidos das ANs / Serviços / Controladas e redação do padrão de elaboração do PPRA APR-HO (Documento de Trabalho). Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  64. 64. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOSERVIÇOS COMPARTILHADOS Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas EDISP:  Revisar/criar Comitê de Gestão de Realizado um programa de atualização e SMS.  Revisão/Confirmação/Divulgação integração dos programas PPRA e PCMSO. da Política, Princípios e Diretrizes Implementado Sub-Comitê de SMS. de SMS.  Assessorar na revisão de Implementado o procedimento de controle de fumo no prédio. responsabilidade em SMS – Liderança e Linha Organizacional. Implementado o procedimento de  Assistir no desenvolvimento de acondicionamento das lâmpadas Programa de Auditorias fluorescentes. Comportamentais (Gerência/ Revisão do Planejamento Inicial de Supervisão). Implementação. ESBRAS: Apresentação do diagnóstico. Conjunto PITUBA: Ministrado seminário de “Técnicas de Gestão em SMS com Treinamento em Auditoria Comportamental”, para 26 pessoas nível G2, com a presença do GG. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  65. 65. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO Vetores: • UN-SEAL •UN-BSOL • UN-ES •UN-BCE&P CORPORATIVO AN Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Apresentado relatório do Diagnóstico para líderes  Dar continuidade na programação regionais de SMS e Diretores da AN e o relatório dos seminários de Técnicas de de Diagnóstico das UNs avaliadas (UN-SEAL e Gestão de SMS. UN-ES).  Prover seminários de Auditoria Visita à UN-BC e 4 plataformas e elaboração do Gerencial com Enfoque relatório. Comportamental. Treinamentos de Técnicas de Gestão em SMS e  Prover seminários de Investigação Auditorias Comportamentais para os níveis de de Perdas Reais e Potenciais. diretoria, GG e G1.  Customizar o material dos Preparação e condução de dois workshops de treinamentos para profissionais Gestão de Mudanças (Natal e Rio de Janeiro) de SMS. Definido plano de ação para implementação do  Reforçar junto ao SMS procedimento de Gestão de Mudanças da E&P. Corporativo da PETROBRAS a agilização da emissão dos Oficializada e comunicada a formação dos GTs procedimentos gerenciais de de Gestão de Mudanças e Investigação de “Investigação e Análise de Perdas Perdas. Reais e Potenciais”. Apresentação do cronograma para o SMS da AN.  Elaborar e implementar plano de Apresentação do status do projeto para os treinamento em Auditorias gerentes do E&P corporativo. Comportamentais, garantindo a participação dos representantes Aprovado o programa de auditorias das UNs ES e SEAL ainda não comportamentais e visitas às áreas pelos treinados. diretores-gerentes. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela
  66. 66. SISTEMA DE ACOMPANHAMENTOE&P VETOR UN-SEAL Resumo Principais Atividades Realizadas Próximas Etapas Apresentado o relatório de Diagnóstico da UN–  Promover e agilizar o workshop SEAL. para instalação do Comitê Central Discutido cronograma dos primeiros 6 meses. de SMS e sub-comitês.  Revisão/Confirmação/DivulgaçãoO Comitê Funcional de Normas e da Política, Princípios e Diretrizes Procedimentos definiu seu cronograma de de SMS. trabalho e já foi elaborado o primeiro piloto de padrão de SMS para ser incorporado aos  Assessorar na revisão de padrões operacionais. responsabilidades em SMS – O Comitê Funcional de Segurança Elétrica Liderança e Linha Organizacional. estabeleceu o plano de ação para as  Assistir no desenvolvimento de atividades referentes à segurança elétrica para programas de auditorias 2003. comportamentais (gerência/ O Comitê Funcional de Perdas Reais e supervisão). Potenciais desenhou a primeira versão do  Programar para fevereiro uma procedimento da AN. turma extra para o Seminário de O Comitê Funcional de Diagnóstico Gerencial “Técnicas de Gestão com Treinamento em Auditoria concluiu o trabalho de definição das Comportamental” de modo a ferramentas (software de registro e cartão). atingir 100% do público-alvo. Foram definidas do nível GG e Supervisores. Realizados treinamentos de “Técnicas de Gestão em SMS com Treinamento em Äuditoria Comportamental” para os níveis de Gerência Setorial e Supervisores. Menu Principal Menu Detalhamento Menu Acompanhamento Última tela

×