• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Série Aprendendo com Outros: Lider do futuro
 

Série Aprendendo com Outros: Lider do futuro

on

  • 519 views

Palestra preparada por Moacir José Sales Medrado com base em resumo de suas leituras visando melhorar sua compreensão sobre relacionamento humano no trabalho e socializá-las com quem tiver ...

Palestra preparada por Moacir José Sales Medrado com base em resumo de suas leituras visando melhorar sua compreensão sobre relacionamento humano no trabalho e socializá-las com quem tiver interesse

Statistics

Views

Total Views
519
Views on SlideShare
519
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Série Aprendendo com Outros: Lider do futuro Série Aprendendo com Outros: Lider do futuro Presentation Transcript

    • LÍDER DO FUTUROERGONCONSULTORIA E EDUCAÇÃO CONTINUADAEXTRAÍDODAFUNDAÇÃO PETER DRUCKER
    • "Organização sem cargos: A empresa precisa ser vista como um time devôlei: "são três toques para levantar a bola sobre a rede. Não importaquem a tocou".Liderando pela base: Os funcionários que atuam no ponto de interseção como cliente têm cada vez maior importância. Eles precisam de autonomia esuporte.Criando organizações com muitos líderes: As propostas vindas da cúpula nãogeram necessariamente compromisso. É preciso pensar organizações commuitos líderes
    • Organizações voltadas para a aprendizagem: Os programas de mudançaprecisam despertar a visão compartilhada, a capacidade de compreenderem ainterdependência e aumentar a inteligência das linhas de frente.Liderança e cultura: Se a organização é bem sucedida, a personalidade doempresário incorpora-se à cultura da organização. Se ele gera conflitos queprejudicam o consenso e o processo decisório, criam-se organizaçõesneuróticas, com padrões desiguais de desempenho.Dirigindo uma força de trabalho diversificada: O líder veio para substituir oherói e a liderança para substituir o heroísmo. A verdadeira liderança deveconduzir à mudanças que resultem em melhores condições sociais.
    • Virando ao contrário a pirâmide organizacional: O líder do futuro deveráestar disposto a virar a pirâmide, colocando no topo as pessoas de contatodireto com o cliente.Líderes de classe mundial: Líderes do passado levantavam muros, os dofuturo têm que destruí-los e construir pontes.Lições para guiar a viagem para o futuro: As pessoas esperam que os líderesenxerguem na frente, tenham senso de direção e visão de futuro. A visão e osvalores dos líderes devem ser coerentes com as aspirações daqueles que elerepresenta.
    • Moldar e manter cultura voltada para o desempenho: Os líderes efetivossão treinados para ouvir mais que falar, praticam política de "portas abertas",observam números de desempenho, conversam diretamente com osempregados. Vivem os valores que disseminam, empenham-se em praticá-losde forma concreta, visível, trabalhando lado a lado com os empregados. Seupoder deriva da dignidade.O líder voltado para "Como Ser": Os três maiores desafios que os líderesenfrentarão têm muito a ver com monitorar a qualidade da liderança, a forçade trabalho e os relacionamentos. O líder do futuro será focado em comodesenvolver caráter, mentalidade, valores, princípios e coragem.
    • Sobre os líderes do futuro: A explosão tecnológica, a crescente consciênciadas pessoas exigem do líder além da firmeza de um ego elevado, acapacidade de pensar estrategicamente, orientação para o futuro, crença emdeterminados princípios. São empáticos, sabendo se colocar no lugar dooutro. Protegem o meio ambiente, procurando criar uma sociedade maisjusta.Gerência em tempo de paz e liderança em tempo de guerra: Quando aspessoas estão satisfeitas, seguras, elas não precisam de líderes: basta agerência. Quando os acontecimentos são imprevisíveis, onde há pouco sensode conforto, de controle é que a liderança se faz necessária.
    • Uma receita de cola: É necessário um adesivo interno que tenha como base oauto gerenciamento e que substitua a antiga "cola" externa, aplicada de cimapara baixo, centrada na burocracia, esbanjamento, e hierarquia. A liderançaé muito diferente quando a força de trabalho não está sobrecarregada demedo, expectativas falsas de promoção, atitudes para impressionar o chefe.Funções do líder no novo paradigma: O líder do futuro será alguém capaz dedesenvolver uma cultura ou um sistema baseado em princípios, mostrando acoragem e a humildade de aprender e crescer continuamente. A efetividadeda liderança decorre da sintonia da vida pessoal e vida profissional, fazendotudo para criar em casa um ambiente agradável, estimulando e apoiando otalento dos filhos e incentivando o seu compromisso em servir a suacomunidade.
    • Desenvolvendo líderes tridimensionais: Os métodos tradicionais de treinar eeducar executivos não acompanharam o ritmo monumental das mudanças nomundo e, portanto, não produziram a liderança que as organizaçõesprecisam.Novas habilidades para novos papéis de liderança: O nível médio quesupervisiona a burocracia está sendo substituído por terminais interligados einúmeros disquetes. Cargos estão ficando obsoletos e não serão retomados, osníveis hierárquicos estão sendo reduzidos, serviços estão sendo terceirizadospara profissionais temporários ou de meio expediente mas a profissão persisteenquanto contribuir para a viabilidade da organização.
    • Autoliderança: Pessoas não podem ser reestruturadas. Toda mudança é umamudança de si mesmo. A Autoliderança requer coragem; a unidade de umaequipe requer engajamento. Mudança organizacional requer mudançaindividual.O Aspecto seguidor da liderança: As organizações eram máquinas e liderarsignificava tomar decisões. Hoje, empregados são todos os que trabalham nasorganizações e as organizações requerem redes rápidas e flexíveis de pessoascompromissadas e autônomas, não robôs humanos. Os desafios vêm dodesempenho, não do cargo. É preciso saber quando seguir e quando liderar.
    • Aprendendo com os líderes do passado: Os aspirantes a líderes devemestudar os líderes eficazes do passado, analisando a constituição intelectual,moral e comportamental deles, acrescentar os ingredientes comuns à própriamistura e com o tempo tornar suas qualidades de liderança na extensão dasqualidades combinadas de milhões daqueles que foram líderes antes.Indagar, aprender , acompanhar e crescer: O mundo está mudando comtanta rapidez que ninguém é tão esperto para se manter totalmenteatualizado. O líder do futuro solicitará idéias e opiniões de clientes atuais epotenciais, fornecedores, membros de equipe e outros membros daorganização, pesquisadores, apoiando-se naqueles que têm a coragem dedizer duras verdades e obter maior resultado com maior rapidez e com menosapoio administrativo.
    • O Líder servidor: "Líderes servidores" são compromissados e não atuam comomeros detentores de cargos. Não caem na cilada que muitos líderes bemsucedidos experimentam: a ignorância arrogante.Um modelo constitucional da liderança: Líderes que procuram fazer,buscam cumprir metas e realizam. São éticos, abertos e fidedignos. Os líderesde sucesso incentivam a equipe não só com elogios sinceros ereconhecimento, mas também fazendo críticas construtivas, apoiandotentativas corajosas e vitórias verdadeiras.
    • A teoria da ambivalência: "Estamos vivenciando uma grande transformaçãona civilização e a produção se tornará cada vez mais personalizada,micromercados, e uma infinidade de canais de comunicação".Metade das exportações dos EUA é produzida por empresas com 19empregados ou mais.Desafios da liderança para executivos do presente e do futuro: Aslideranças precisam garantir sistemas adequados de monitoramento eacompanhamento para assegurar que as pessoas desenvolvam o seu potencial.
    • Energia e liderança: O líder, desde o início de sua carreira, deve voltar-separa os empregados de linha de frente a fim de aprender os trabalhosinternos da organização, confiar nas percepções dos profissionais deatendimento a clientes da empresa.Os Enigmas da liderança: Liderança é um processo intencional e baseado nainfluência, muito diferente do poder posicional, da manipulação e dacoerção. Diferentes dúvidas preocupam os diferentes níveis organizacionais.Os líderes eficazes devem trabalhar na solução de suas próprias dúvidas .Poder e desempenho são inversamente proporcionais ao nível de dúvida.
    • Uma visão "de fora" da liderança: Aqueles que não tem oportunidade deexercitar ou desenvolver habilidades de liderança, mesmo que possuamcaráter e qualidades, não se tornam líderes. Por isto, os líderes do futurodevem entender que existem diferenças culturais nos estilos de comunicaçãoe que todas as pessoas devem ser capazes de serem elas mesmas.Desenvolvendo os líderes de amanhã: Além das aptidões tangíveis, outrasintangíveis como integridade, honestidade, lealdade aos princípios,autoconfiança, auto-estima, tenacidade, altos níveis de energia,tranqüilidade em situação de tensão, aproveitar o potencial dos outros eestimular a sua criatividade. Será necessário um trabalho árduo esensibilidade, acreditar no valor humano, estudar incessantemente meios deagregar valor à sua organização, ao seu pessoal e a todos que busca servir.
    • “A liderança positiva está focada noestímulo de trabalho construtivo, baseadoem valores, possibilitando o crescimentosustentado da organização em que atua eo desenvolvimento das pessoas.”“A negativa está centrada na manipulaçãoda estrutura em proveito próprio, visandoa projeção do líder e resultados a curtoprazo, desvinculados aos valores éticos emorais.“