PROJETO MATO GROSSO
O Estado de Mato GrossoExtensos domínios climáticos e fito fisionômicosDiversidade geológica, pedológica e geomorfológicaF...
MANEJO DAS FLORESTAS NATURAIS•Avaliar o estoque atual de madeira das diferentes tipologias florestais;•Desenvolver sistema...
ATIVIDADES PROPOSTASO projeto usará com estratégia para atingir suas metas aelaboração de diferentes propostas abordadas c...
LEGISLAÇÃO AMBIENTALPESQUISAS EM APOIO À LEGISLAÇÃO AMBIENTALJustificativa (as)Antecipar-se às discussões contraditórias ...
LEVANTAMENTO MODULAR DE TIPOLOGIAS FLORESTAISNATURAIS NO ESTADO DO MTJustificativa (as)•Necessidade de conhecer as diferen...
ESTIMATIVA DE IDADE, RITMO DE CRESCIMENTO ECARACTERIZAÇÃO FÍSICA, QUÍMICA, MECÂNICA EANATÔMICA DA MADEIRA DE ESPÉCIES FLOR...
MODELO DE PLANO DE MANEJO PARA ÁREAS DEPEQUENA PROPRIEDADEJustificativa (as)Definir um modelo passível de replicação em r...
SILVICULTURA DE PRECISÃO EM MANEJO SUSTENTADOPARA PRODUÇÃO MADEIREIRA EM FLORESTAS NATURAISJustificativa (as)As estruturas...
CONSOLIDAÇÃO DA REDE DE PARCELASPERMANENTES NO ESTADO DO MTJustificativa (as)O estabelecimento, continuidade e manutenção...
PESQUISA FLORESTAL COM ESPÉCIES DEEUCALIPTOS PARA O ESTADO DE MATO GROSSOJustificativa (as)Desenvolvimento de pesquisas qu...
PESQUISA FLORESTAL COM ESPÉCIES NATIVAS PARA OESTADO DE MATO GROSSOJustificativa (s)Seleção e recomendação de espécies nat...
TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIACurso de manejo de plantações florestaisJustificativa (as)Necessidade de engenheiros de empres...
WORKSHOP DE ATUALIZAÇÃO SOBRE PLANTAÇÕES FLORESTAISCOMERCIAIS NO ESTADO DE MATO GROSSO.Encontro de trabalho com participaç...
LIVRO SOBRE EXPLORAÇÃO DAS FLORESTAS NATURAISTROPICAIS SOB MANEJO FLORESTAL MADEIREIRO, EMNÍVEL EMPRESARIALJustificativa (...
LEGISLAÇÃO AMBIENTALApresentação de palestras sobre legislação ambientalpertinente ao manejo Florestal SustentadoJustific...
PROJETOS PILOTO•Estratégia para a Conservação de Recursos Genéticos de EspéciesFlorestais Nativas do estado do Mato Grosso...
PLANEJAMENTO DO ESTADOEsta área visa das instrumentos aos tomadores de decisão para o balizamento dodesenvolvimento flores...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Florestando matogrossoembrapaestado

129

Published on

Palestra preparada por Moacir Jose Sales Medrado com apoio de vários pesquisadores da Embrapa Florestas para apresentação em evento onde se discutia o trabalho florestal da Embrapa Florestas no Estado de Mato Grosso. Elaborada no inicio da década da primeira década deste século.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
129
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Florestando matogrossoembrapaestado

  1. 1. PROJETO MATO GROSSO
  2. 2. O Estado de Mato GrossoExtensos domínios climáticos e fito fisionômicosDiversidade geológica, pedológica e geomorfológicaFlorestas (52%); Cerrado (41%) e Pantanal (7%)Diferentes atividades do ponto de vista dautilização da floresta que atingem questõesambientais e econômicasVárias demandas em manejo de florestas naturais,reflorestamento, plantações florestais e tecnologiada madeira
  3. 3. MANEJO DAS FLORESTAS NATURAIS•Avaliar o estoque atual de madeira das diferentes tipologias florestais;•Desenvolver sistemas de colheita e de transporte de madeira com baixo impacto ambiental;•Modelar o crescimento do estoque de madeira das espécies florestais potenciais emdiferentes condições ecológicas e sistemas silviculturais;•Desenvolver sistemas de manejo para os diferentes usuários da floresta.•Transferencia de tecnologia sobre o tema.REFLORESTAMENTO E PLANTAÇÕES FLORESTAIS COMERCIAIS•Introdução de espécies exóticas e nativas;•Zoneamento ecológico para espécies de rápido crescimento nativas e exóticas;•Desenvolver e adequar métodos de proteção das florestas;•Desenvolver sistemas silviculturais e agroflorestais baseados em espécies comerciais epotenciais.TECNOLOGIA DA MADEIRA•Características anatômicas e propriedades das madeiras da região;•Secagem de madeiras regionais;•Preservação das madeiras regionais;•Produção e Utilização de Resíduos das Indústrias Florestais Regionais.
  4. 4. ATIVIDADES PROPOSTASO projeto usará com estratégia para atingir suas metas aelaboração de diferentes propostas abordadas comoencontros técnicos/científicos, palestras, projetos piloto,projetos de pesquisa, levantamentos e elaboração depublicações como livros, boletins de pesquisa e cartilhastécnicas.
  5. 5. LEGISLAÇÃO AMBIENTALPESQUISAS EM APOIO À LEGISLAÇÃO AMBIENTALJustificativa (as)Antecipar-se às discussões contraditórias preparando informações paraqualificá-lo.Instituição (ões) proponente (es)Embrapa Florestas e Universidade Federal de Mato GrossoInstituição (ões) executora (as) potencial (ais)Embrapa Florestas; Universidade Federal de Mato Grosso; Embrapa MeioAmbiente – IBAMA - FEMA - ONGs
  6. 6. LEVANTAMENTO MODULAR DE TIPOLOGIAS FLORESTAISNATURAIS NO ESTADO DO MTJustificativa (as)•Necessidade de conhecer as diferentes tipologias florestais do estado, de formamodular e regionalizada;•Ação básica para o Zoneamento Agro-Ecológico do estado de Mato Grosso•Facilitará a análise dos planos de manejo realizada pelo IBAMA ou órgãocompetente e dará subsídios para órgãos de planejamento como o INCRA. Serápoderoso instrumento de decisão do Ministério do Meio Ambiente nas áreascríticas do ponto de vista ambiental.Identificará as espécies regionais, espécies raras e endêmicas, bem como opotencial econômico florestal das áreas consideradas.Instituição (ões) proponente (es)UFMTInstituição (ões) executora (as) potencial (ais)Universidade Federal de Mato Grosso, Embrapa Florestas, IBAMA, FEMA.,GEF/UNDP, Ministério do Meio Ambiente.
  7. 7. ESTIMATIVA DE IDADE, RITMO DE CRESCIMENTO ECARACTERIZAÇÃO FÍSICA, QUÍMICA, MECÂNICA EANATÔMICA DA MADEIRA DE ESPÉCIES FLORESTAISNATIVAS DO ESTADO DE MATO GROSSO.Justificativa (as)Ferramenta essencial para determinar o seu potencial de uso.Fatores ambientais influenciam a taxa de crescimento das espécies arbóreasImportantes para a elaboração de planos de manejo de florestas naturais ouplantações florestaisNecessidade de conhecimento de espécies nativas quanto a característicasfísicas, químicas, mecânicas e anatômicas e estimativa de idade e ritmo decrescimento das árvores determinando potencial de uso para cada espécie.Instituição (ões) proponente (es)Embrapa FlorestasInstituição (ções) executora (as) potencial (ais)Embrapa Florestas, Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC) eSecretaria de Industria e Comercio, Minas e Energia do Estado do Mato Grosso.
  8. 8. MODELO DE PLANO DE MANEJO PARA ÁREAS DEPEQUENA PROPRIEDADEJustificativa (as)Definir um modelo passível de replicação em regiões semelhantes parautilização sustentável dos produtos madeireiros e não madeireiros emassentamento rural nas características do polo noroeste do estado do MatoGrossoAtrair o pequeno produtor para as oportunidades da floresta nativa, estimulando-oa preservá-la.Instituição (ôes) proponente (es)Embrapa FlorestasInstituição (ôes) executora (as) potencial (ais)Universidade Federal do Mato Grosso - Embrapa Florestas - Unidade de Execuçãode Pesquisa da Embrapa em MT - Embrapa Amazônia Oriental – Embrapa Acre
  9. 9. SILVICULTURA DE PRECISÃO EM MANEJO SUSTENTADOPARA PRODUÇÃO MADEIREIRA EM FLORESTAS NATURAISJustificativa (as)As estruturas das florestas naturais são sempre vistas como extremamentecomplexas. Entretanto, muito pouco tem sido considerado na busca de eficientesprocessos que racionalizem as intervenções, considerando suas condições decomplexidade tais como, dispersão das espécies, tipologia florestal, relevo, etc.Atualmente, compartimentos anuais de manejo são demarcados como se fossemde igual produtividade, comprometendo a produção final.Instituição (ôes) Proponente (es)Embrapa FlorestasInstituição (ões) executora (as) potencial (ais)Embrapa Florestas – Universidade Federal de Mato Grosso – Embrapa Acre
  10. 10. CONSOLIDAÇÃO DA REDE DE PARCELASPERMANENTES NO ESTADO DO MTJustificativa (as)O estabelecimento, continuidade e manutenção de uma Rede de ParcelasPermanentes no estado do MT é extremamente importante para se avaliar ocomportamento da floresta em diferentes situações de manejo;Consolidar no estado os estudo das florestas naturais no estado.Instituição (ôes) proponente (es)Ministério do Meio Ambiente – PNF e Embrapa FlorestasInstituição (ões) executora (as) potenciail (ais)UFMT, IBAMA, Governo do estado de Mato Grosso (SICME), Unidade deExecução de Pesquisa da Embrapa, no Mato Grosso.
  11. 11. PESQUISA FLORESTAL COM ESPÉCIES DEEUCALIPTOS PARA O ESTADO DE MATO GROSSOJustificativa (as)Desenvolvimento de pesquisas que visem a recomendação de espécies deeucaliptos melhor adaptadas às condições de clima e solo das regiões aptasàs atividades silviculturais e que apresentem bom potencial produtivo.Instituição (ões) proponente (es)Embrapa FlorestasInstituição (ões) executora (as) potencial (ais)AREFLORESTA, UFMT, Governo do estado de Mato Grosso (SICME),Unidade de Execução de Pesquisa da Embrapa, no Mato Grosso.
  12. 12. PESQUISA FLORESTAL COM ESPÉCIES NATIVAS PARA OESTADO DE MATO GROSSOJustificativa (s)Seleção e recomendação de espécies nativas para reflorestamento para umprograma de P&D&I voltado à viabilização de plantios comerciais com autilização de espécies nativas potenciais para produção intensiva de madeira dereconhecido valor econômico para a região.Instituição (ões) proponente (es)Universidade Federal de Mato Grosso – Embrapa FlorestasInstituição (ões) executora (s) potencial (ais)Universidade Federal de Mato Grosso; Embrapa Florestas; UEP – MT; EMPAER
  13. 13. TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIACurso de manejo de plantações florestaisJustificativa (as)Necessidade de engenheiros de empresas florestais treinados nos Softwares SisPinus eSisEucalipto.•Curso de manejo de floresta natural à nível empresarial com ênfase emplanejamento da exploração com critérios ambientais e financeirosJustificativa (as)Necessidade de treinamento de pessoal para: 1. controle de produção e custos; 2.Planejamento das operações de exploração.Curso sobre Sistema SilvipastorilJustificativa (as)Atualização técnica em arborização de pastagem através do conhecimento de experiênciasem sistemas silvipastoris bem como de sua fundamentação, capacitando o participante paraintervenção física de conversão de pastagens convencionais em pastagens arborizadas.Instituição (ões) proponente (es)Embrapa Florestas e Univiersidade Federal de Mato GrossoInstituição (ões) executora (as) potencial (ais)Embrapa Florestas; Universidade Federal de Mato Grosso; Embrapa Amazônia Oriental
  14. 14. WORKSHOP DE ATUALIZAÇÃO SOBRE PLANTAÇÕES FLORESTAISCOMERCIAIS NO ESTADO DE MATO GROSSO.Encontro de trabalho com participação de empresas reflorestadoras de MT, trazendo suasexperiências e de cursos de engenharia florestal apresentando resultados de suas pesquisase trabalhos de campo. Outras instituições do estado deverão ser convidadas. Deverão serdiscutidos rumos e perspectivas do reflorestamento no estado. Os principais trabalhos serãopublicados em Anais.WORKSHOP DE ATUALIZAÇÃO SOBRE O MANEJO DASFLORESTAS NATURAIS DO MTEncontro de trabalho com participação de empresas locais que apresentarão resultados einiciativas em bom manejo, bem como a UFMT, o IBAMA e FEMA que mostrarão o resultadodos últimos anos de monitoramento. Especialistas serão convidados. Deverão ser discutidosrumos do manejo, implicações da certificação, etc. Os resultados serão publicados emdocumentos.Instituição (ões) Proponente (es)Embrapa Florestas/UFMT/IBAMAInstituição (ões) Executora (as) Potencial (ais)Embrapa Florestas – Universidade Federal de Mato Grosso – Embrapa Amazônia Oriental –Embrapa Rondônia – Embrapa Acre
  15. 15. LIVRO SOBRE EXPLORAÇÃO DAS FLORESTAS NATURAISTROPICAIS SOB MANEJO FLORESTAL MADEIREIRO, EMNÍVEL EMPRESARIALJustificativa (as)O livro abordará técnicas de planejamento da exploração de florestas naturais considerandoplanejamento das estradas florestais (rede ideal e construção), planejamento da derruba,planejamento do arraste (ciclo ideal da máquina, carga ideal, custo hora máquina), análisese seleção de métodos de extração, produção e custos de exploração florestal, otimização deatividades e ciência do trabalho, adequados as condições do MT.PALESTRAS SOBRE ESPÉCIES ARBÓREAS NÃOTRADICIONAIS PARA O MATO GROSSO: SILVICULTURA EUSOJustificativa (as)Divulgação de conhecimentos sobre espécies arbóreas não tradicionais, tanto nativas doestado, como exóticas.Instituição (ões) proponente (es)Embrapa Florestas – Universidade Federal de Mato GrossoInstituição (ões) executora (as) potencial (ais)Embrapa Florestas – Unoiversidade Federal de Mato Grosso – Embrapa Amazônia Oriental –Embrapa Acre – Embrapa Rondônia
  16. 16. LEGISLAÇÃO AMBIENTALApresentação de palestras sobre legislação ambientalpertinente ao manejo Florestal SustentadoJustificativa (as)Divulgar a legislação florestal para técnicos responsáveis pela elaboração eimplementação de Planos de manejo Florestal Sustentado, empresários eproprietários do setor florestal.Instituição (ões) proponente (es)Embrapa FlorestasInstituição (ões) executora (as) potencial (ais)Embrapa Florestas; Universidade Federal de Mato Grosso; IBAMA; SecretariaEstadual do Meio Ambiente, ONGs
  17. 17. PROJETOS PILOTO•Estratégia para a Conservação de Recursos Genéticos de EspéciesFlorestais Nativas do estado do Mato Grosso no Âmbito da AgriculturaFamiliar com ênfase em: 1) Torresia acreana Ducke (cerejeira); 2) Schizolobiumamazonicum (pinho cuiabano/paricá); 3) Trattinichia burserifolia (amescla); 4) Erismauncinatum (cedrilho/cedrinho); 5) Tabebuia serratifolia (Vahl) Nich (Ipê-amarelo).Justificativa (as)Identificação de árvores matrizes - coleta de sementes - instalação de pequenospovoamentos, como partes produtivas nas propriedades rurais.Orientação aos proprietários para manejo dos povoamentos visando exploração econômicae transformação em áreas de produção de sementes (APS)Destinação das sementes produzidas para uso em programas locais de recomposição dacobertura florestal (por exemplo, recuperação de ambientes degradados, matas ciliares eoutros).Instituição (ões) Proponente (es)Embrapa FlorestasInstituição (ões) executora (as) potencial (ais)Embrapa Florestas; Embrapa Recursos Genéticos; Embrapa Amazônia Oriental –Universidade Federal de Mato Grosso
  18. 18. PLANEJAMENTO DO ESTADOEsta área visa das instrumentos aos tomadores de decisão para o balizamento dodesenvolvimento florestal no estado.Zoneamento EcológicoIdentificação de regiões e espécies florestais compatíveis para o reflorestamento•Diagnóstico de atividades florestais no Estado De Mato GrossoLevantamento da localização, qualidade e potencial econômico de plantiosflorestais (iniciativa independente, incentivo fiscal ou reposição)•Plano para o desenvolvimento florestal do Estado do Mato GrossoDesenhar cenários futuros para a atividade florestal em MTDefinição de linhas de pesquisa futura para seleção de spp. para plantios florestaisconsiderando objetivo de produto e mercado.Institiuição (ões) Proponente (es): Associação de Reflorestadores do Estadode Mato Grosso (AREFLORESTA)Instituição (ões) executora (as) potencial (ais)Embrapa Meio Ambiente; Embrapa Solos; Embrapa Florestas; UEP – MT;Embrapa Agropecuária Oeste – Embrapa Acre – Embrapa Rondônia

×