Curso Para Guia Peregrinos

3,600 views
3,329 views

Published on

Published in: Spiritual
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,600
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
820
Actions
Shares
0
Downloads
36
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Curso Para Guia Peregrinos

  1. 1. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ PREPARAÇÃO FISICA DO PEREGRINO EQUIPA DIOCESANA MOVIMENTO DA MENSAGEM DE FÁTIMA COIMBRA Convidados: ORAÇÃO PENITÊNCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso 20 Fevereiro 2010
  2. 2. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ PREPARAÇÃO FISICA DO PEREGRINO ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso SUMÁRIO CUIDADOS A TER ANTES DA CAMINHADA CUIDADOS A TER DURANTE A CAMINHADA; CUIDADOS A TER APÓS A CAMINHADA: 1 – NA BOCA 2 – NA PELE 3 – NOS MÚSCULOS 4 – NOS PÉS 5 – NOS OSSOS E ARTICULAÇÕES 6 – NO SISTEMA CARDIOVASCULAR 7 – NO SISTEMA RESPIRATÓRIO 8 – NO SISTEMA URINÁRIO 9 – NO SISTEMA DIGESTIVO
  3. 3. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ PREPARAÇÃO FISICA DO PEREGRINO Caminhar é um desporto muitíssimo completo: melhora a respiração, a circulação sanguínea, a postura, previne o aparecimento de varizes e relaxa as pessoas hipertensas. Ajuda também a perder peso, aumenta a massa muscular, melhora a auto-estima e reduz o stress . São só vantagens ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  4. 4. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ <ul><li>O Corpo Humano </li></ul><ul><li>Cabeça </li></ul><ul><li>Tronco </li></ul><ul><li>Membros </li></ul>ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  5. 5. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Cabeça -Proteger do sol - Apanhar os cabelos compridos ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  6. 6. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ A Pele ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso Além de proteger todo o nosso corpo também tem a função excretora. <ul><li>Formação: </li></ul><ul><ul><li>Derme; </li></ul></ul><ul><ul><li>Epiderme; </li></ul></ul>
  7. 7. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Formação do suor ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso Produzido por glândulas sudoríparas. Processo de Formação: As glândulas sudoríparas estão envolvidas por vasos capilares que depositam nestas parte da água com produtos residuais, formando-se o suor ; O suor é armazenado e sai para o exterior pelos poros da pele ; A saída do suor beneficia o organismo por tirar dele substâncias tóxicas e também por ajudar a regular a temperatura do corpo.
  8. 8. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Cuidados a ter com a Pele: ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso <ul><li>Tomar banho e vestir roupa lavada com frequência, se possível diariamente; </li></ul><ul><li>Realizar uma boa hidratação da pele; </li></ul><ul><li>Proteger a pele da acção prolongada dos raios solares. </li></ul>
  9. 9. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  10. 10. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ A caminhada trabalha os glúteos, os músculos das coxas, pernas, abdómen e, se feito de maneira adequada, também fortalece os ombros e braços. Mas o principal músculo trabalhado na caminhada é o coração, aumentando o condicionamento cardiovascular ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso PREPARAÇÃO DOS MUSCULOS PARA A CAMINHADA
  11. 11. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ POSTURA E TÉCNICA ADEQUADA DURANTE A CAMINHADA - Mantenha os ombros e o pescoço relaxados. - A postura deve ser erecta e elegante. - Ande com o queixo para cima, olhando para frente e não para baixo. - Os movimentos dos braços contrabalançam os movimentos das pernas, movimentando-se de forma contrária. ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso PREPARAÇÃO DOS MUSCULOS PARA A CAMINHADA
  12. 12. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ POSTURA E TÉCNICA ADEQUADA DURANTE A CAMINHADA - Mantenha os cotovelos flexionados num ângulo de 90 graus. Para aumentar a intensidade dos braços, aumente o tamanho da braçada. - O tronco dá uma base forte para as pernas trabalharem rapidamente. Ele move-se pouco e mantém o abdómen sempre contraído. - Ao dar o passo, o calcanhar deve ser o primeiro a apoiar o chão com o peso do corpo, depois apoie todo o pé e por último os dedos. Quando o peso é transferido, a parte posterior da coxa impulsiona a passada. - Respire profundamente. Respire usando o abdómen, enchendo-o de ar na inspiração e soltando o ar na expiração.. Desta forma trabalha o diafragma. - Mantenha o quadril e os pés em linha recta e voltados para a frente. ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso PREPARAÇÃO DOS MUSCULOS PARA A CAMINHADA
  13. 13. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ <ul><li>Programas de caminhada </li></ul><ul><li>Para iniciantes Faça caminhadas em ritmo constante e velocidade de leve a moderada, de acordo com o seu nível de condicionamento. O tempo também deve estar adequado à sua condição física. Se conseguir caminhe pelo menos 20 minutos. Controle a freqüência cardíaca que deve estar entre 60% e 70% da F.C. máxima (220 – a sua idade). </li></ul><ul><li>- Para quem já está acostumado a caminhadas. F azer um treino intervalado, alternando a intensidade da caminhada entre moderada e forte. Exemplo: 3 minutos fortes (com subidas ou num ritmo forte), 2 minutos moderados (no plano, mas com velocidade rápida) alternadamente até completar o tempo total do exercício. Pode ainda correr 3 minutos, andar 2 minutos continuamente até completar o tempo total de pelo menos 30 minutos. </li></ul>ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso PREPARAÇÃO DOS MUSCULOS PARA A CAMINHADA
  14. 14. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ <ul><li>FREQUENCIA CARDIACA </li></ul><ul><li>F aça a seguinte conta para atingir a marca: subtrair a idade de aos 220 batimentos por minuto (P/m), que é o máximo estimado para qualquer pessoa. Multiplique o resultado por 70%. </li></ul><ul><li>Vejamos os exemplos : </li></ul><ul><li>uma pessoa de 30 anos: 220-30 = 190; 190 x 70% = 133 P/m. Isso quer dizer que o coração deve bater 133 vezes num minuto </li></ul><ul><li>uma pessoa de 60 anos 220-60 =160 ; 160x70 = 112 P/m </li></ul><ul><li>Isso quer dizer que o coração deve bater 112 vezes num minuto </li></ul>ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso PREPARAÇÃO DOS MUSCULOS PARA A CAMINHADA
  15. 15. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso PREPARAÇÃO DOS MUSCULOS PARA A CAMINHADA Antes e depois EXERCICIOS
  16. 16. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso OSSOS E ARTICULAÇÕES
  17. 17. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Antes de iniciarmos a caminhada é importante: que esteja hidratado e tenha feito ingestão de algum alimento pelo menos 1 horas antes da actividade. Deve-se iniciar com alguns exercícios de alongamento, (pescoço, braços, tronco, pernas e pés). O alongamento inicial é importante pois ajuda a preparar os ossos, as articulações e a musculatura para o início da actividade. Pode durar de 10 a 15 minutos. Após o alongamento, iniciar a caminhada lembrando-se que ainda está na parte de aquecimento, caminhar de 8 a 10 minutos leve, em seguida entrar no trabalho propriamente dito acelerando um pouco mais. Encerre a sua caminhada com mais 10 minutos de alongamento e com um copo de água. ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso OSSOS E ARTICULAÇÕES PREPARAÇÃO PARA A CAMINHADA PERIGO: entorses, distensões, fracturas, ruptura de ligamentos etc.
  18. 18. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  19. 19. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  20. 20. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ PERIGO: - acidente vascular-cerebral, enfarto agudo do miocárdio, arritmias etc; -    ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso ATENÇÃO ÀS EXTREMIDADES - MÁ CIRCULAÇÃO ELEVAÇÃO DOS MEMBROS INFERIORES DURANTE A PAUSA ELEVAÇÃO E MOVIMENTAÇÃO DOS BRAÇOS E MÃOS DURANTE A CAMINHADA……
  21. 21. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Não ultrapassar a amplitude máxima dos movimentos Não prolongar exercício na presença de dor Usar medicamentos Não levar à exaustão ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  22. 22. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  23. 23. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ APROVEITAR PARA FAZER A RESPIRAÇÃO CERTAS A 2 TEMPOS APROVEITAR O AR LIVRE ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  24. 24. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ 1- Fortalecimento do sistema respiratório e cardiovascular. O termo “sistema cardiovascular” refere-se a circulação do sangue no coração e todos os vasos. A pressão sangüínea –É a força que o sangue exerce na parede das artérias - ajuda a manter o fluxo do sangue. O acúmulo de placas nas artérias, causado pelo colesterol e outros produtos, pode interromper o seu fluxo sanguíneo e causar danos no sistema cardiovascular que levam ao risco de vida. · Evita o desenvolvimento de Hipertensão · Ajuda a controlar a pressão se tem Hipertensão. Exercícios regulares também beneficiam o sistema respiratório por promover respirações profundas. O pulmão aumenta sua capacidade de oxigenação. ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  25. 25. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Sistema Urinário O Sistema Urinário é constituído pelos órgãos: rins, ureteres, bexiga, uretra “ Se paras para urinar vais ver onde os vais apanhar” ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  26. 26. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso “ Se paras para urinar vais ver onde os vais apanhar”
  27. 27. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ A Função dos órgãos que constituem o Sistema Urinário O nosso Sistema Urinário tem dois rins . A Função dos rins é filtrar o sangue limpando-o de substâncias residuais e água fazendo assim um liquido amarelado com nome de Urina - Função depuradora. ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  28. 28. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Os rins também tem a função de regular a quantidade de água e sais minerais no nosso organismo - Função reguladora. ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  29. 29. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Como é constituída a urina ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso Água-95% Sais Minerais-2% Substâncias orgânicas-3%
  30. 30. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Os Cuidados a ter com o Sistema Urinário ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso Evitar comer alimentos que contenham muito sal porque a concentração desse é regulado pelos rins. Quando há muito no nosso organismo é eliminado para fora A carne dá origem a produtos de excreção difíceis de destruir pelos rins. Amontoando-se nos músculos ou nas articulações dando assim muitas dores.
  31. 31. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Não beber líquidos que contenham álcool, porque danificam as estruturas filtrantes dos rins Consumir água em quantidade suficiente (mais ou menos um litro e meio por dia ) ajudando assim o funcionamento dos rins. (de cada vez cerca de 150 cc) ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  32. 32. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ Sistema Digestivo ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso O sistema digestivo ou gastrointestinal inclui o tubo digestivo (que é constituído por: boca, faringe, esófago, estômago , intestino delgado, intestino grosso e recto), e órgãos glandulares (glândulas salivares, glândulas estomacais, fígado e pâncreas) que segregam Substâncias que lançam no desse tubo.    
  33. 33. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ A função deste sistema é transferir as moléculas orgânicas, água e sais minerais que constituem a alimentação para o meio interno do organismo, de modo a que os átomos e moléculas que os constituem possam ser distribuídos pelas células através do sistema circulatório.  ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso Sistema Digestivo
  34. 34. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ <ul><li>Cuidados a ter: </li></ul><ul><li>Fazer refeições ligeiras e várias vezes ao dia </li></ul><ul><li>Comer alimentos de fácil digestão ( legumes, peixe, iogurtes …) e ricos em fibra </li></ul><ul><li>Mastigar bem e devagar os alimentos </li></ul><ul><li>Conservar os dentes limpos e em bom estado, evitando as cáries dentárias </li></ul><ul><li>Realizar um período de repouso após as refeições principais </li></ul>ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  35. 35. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ <ul><li>Conservar os dentes limpos e em bom estado, evitando as cáries dentárias </li></ul>ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  36. 36. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ <ul><li>Mastigar bem e </li></ul><ul><li>devagar os </li></ul><ul><li>Alimentos </li></ul><ul><li>Promessas de pão e água: </li></ul><ul><li>Pode beber: </li></ul><ul><li>Água; leite e sumos. </li></ul>ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  37. 37. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ <ul><li>Manter o </li></ul><ul><li>funcionamento </li></ul><ul><li>intestinal </li></ul>ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  38. 38. PARA ONDE NÃO NOS LEVAM OS PÉS…
  39. 39. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso PORQUE SÃO TÃO IMPORTANTES OS PÉS? Os pés são o único ponto básico do aparelho locomotor Que assegura a posição bípede. Os pés são a base de sustentação do organismo humano, são eles que suportam o peso do corpo, ficando sujeitos a uma enorme tensão. OS PÉS ESTÃO SUJEITOS A UM ENORME DESGASTE. Os pés de uma pessoa de 70 anos fizeram um percurso Equivalente a 3 vezes a volta ao mundo
  40. 40. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ   O movimento do pé - a marcha          a) - Há uma flexão do pé, que se apoia sobre o calcanhar, sustentando então todo o peso do indivíduo. b) - Seguidamente o pé apoia-se por completo no chão, onde passa a haver uma divisão do peso do corpo por ambas as extremidades deste; o joelho dobra-se e dá o impulso: em paralelo, os ossos da bacia inclinam-se para encurtar a outra perna, levantando portanto o outro pé do solo. c) - Dado que o nosso corpo é então empurrado para a frente, devido ao impulso da articulação do joelho, o peso sobre os pés, vai-se deslocar para os dedos, e em paralelo o calcanhar levanta--se.  d) - Então, nesta altura imediata, todo o peso do corpo vai ser apoiado pelos dois primeiros dedos; o dedo grande do pé empurra então o solo para trás e a articulação do joelho levanta o pé do chão; o outro pé entretanto, já está em posição de flexão e apoiado no calcanhar: será então um novo passo.   ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso
  41. 41. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso São os pés que mais sofrem com as duras e longas caminhadas. São os muitos quilómetros feitos em pouco tempo. Suportam microtraumatismos repetitivos, com a sobrecarga de longas caminhadas. OS PÉS QUANDO ESTÃO CANSADOS PODEM APRESENTAR: excesso de transpiração, maceração, edema, flictenas, queimaduras, entorses, rupturas ligamentares, dores, incapacidade de marcha
  42. 42. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso FUNÇÕES DOS PÉS: - Apoio - Equilíbrio - Impulsão - Absorção de impacto - Postura COMANDAM: - 26 ossos - Dezenas de articulações - Ligamentos - Musculos - Tendões
  43. 43. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso QUANDO O EQUILÍBRIO ENTRE AS ESTRUTURAS É ROMPIDO A QUALQUER NÍVEL: por falha; insuficiência muscular; Trauma; alterações anatómicas. Aparecem lesões frente ao esforço repetitivo que podem impedir a caminhada. LESÕES CALOSIDADES DOLOROSAS (agudas ou crónicas) FRACTURAS DE STRESS TENDINETES CONTRACTURAS SINOVITES NEURITES EDEMA ENTORSES
  44. 44. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso CALOSIDADES DOS PÉS CALO DO BORDO EXTERNO DO QUINTO DEDO - mais frequente Consequência do posicionamento. CALO DO JOANETO – Resultado da pressão sobre a cabeça do Primeiro metatarso, originando o desvio lateral do pé. CALO DA REGIÃO PLANTAR – É um dos calos mais doloroso
  45. 45. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso MALFORMAÇÕES DOS PÉS PÉ RASO OU CHATO – Deformação congénita ou adquirida, caracterizada pelo excessivo achatamento do arco plantar, é na maioria bilateral, a dor acentua-se após os esforços. PÉ CAVO – Curvatura acentuada do arco plantar, devido a um desiquilibrio entre os musculos anteriores do pé Ou factores traumáticos.
  46. 46. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ALTERAÇÕES DAS UNHAS ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso Unhas encravadas Micóticas (onicomicose) Engrossadas (onicogrifoses)
  47. 47. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ UNHAS MICÓTICAS (ONICOMICOSE)          ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso . Infecção das unhas causada por qualquer tipo de fungo Adquirida por contacto com o solo, animais, objectos e pessoas. SINTOMAS: Normalmente a primeira unha a infectar é a do halux; Inicia com uma mudança de cor na ponta; Espessamento, unhas duras e grossas; Quebradiça Dedo deformado e inflamado
  48. 48. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          UNHAS MICÓTICAS (ONICOMICOSE ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso PREVENÇÃO Depende dos cuidados de higiene pessoal ►► Não andar descalço em ambientes húmidos (saunas, piscinas) ►► Não trabalhar na terra descalço ►► Usar material de manicura esterilizado ou próprio ►► Evitar calçar sapatos fechados ►► Meias de algodão, trocando-as frequentemente ►► Usar desodorizante para os pés.
  49. 49. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          UNHAS MICÓTICAS (ONICOMICOSE) ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso . TRATAMENTO ANTES DE INICIAR A CAMINHADA: Medicação tópica (cremes, soluções, 12 meses) Medicação sistémica (via oral, 3 a 4 meses) A duração do tratamento é prolongada, o fungo deve ser totalmente eliminado, deve ser substituída por uma nova unha sem infecção crescimento da unha é lento (6 meses da mão e 12 meses do pé)
  50. 50. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso Principais Cuidados a ter com os pés: Lavar os pés diariamente; Secar muito bem os pés, especialmente nos espaços entre os dedos; Hidratar com creme hidratante diariamente; Usar meias de fibra naturais (algodão, seda, ou lã) e trocá-las todos os dias; Cortar as unhas de forma recta (não arredondar os cantos); Usar calçado de acordo com as dimensões do seu pé (em comprimento e largura) O calçado deve ser de formas largas e os materiais que os compõem deverão ser maleáveis e flexíveis; -Mudar de sapatos diariamente; -Verificar sempre o interior do calçado, antes de colocá-lo (alguma pedra, dobra no forro); -O contraforte deverá ter alguma contenção; -Os tacões não deverão ser muito altos (entre 2 a 4 cm) e finos: -Manter actualizada a vacina contra o tétano.
  51. 51. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ          ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso Principais Cuidados a ter com os pés: EM CAMINHADAS <ul><li>Tratar previamente os pés </li></ul><ul><li>Usar meias de algodão/lâ e sem costuras </li></ul><ul><li>Em caso de meias com costuras, estas devem ser calçadas do avesso </li></ul><ul><li>Usar calçado que permita a respiração do pé </li></ul><ul><li>Calçar um sapato que permita a dilatação do pé </li></ul><ul><li>Trocar regularmente de calçado de dia para dia </li></ul><ul><li>Em períodos de descanso, manter as pernas elevadas </li></ul><ul><li>Não furar as bolhas, nem aplicar pomadas ou medicamentos </li></ul><ul><li>sem aconselhamento de um especialista. </li></ul><ul><li>NOTA: SEMPRE QUE NÃO CONSIGA CAMINHAR RECORRA </li></ul><ul><li>A UM POSTO DE APOIO AO PERIGRINO, NÃO CONTINUE… </li></ul><ul><li>PODE PROVOCAR LESÕES MUITO GRAVES </li></ul>
  52. 52. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ - - ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso COM TRATAR AS BOLHAS 1 – Não fure a bolha 2 - Aplique vaselina ou creme hidratante 3 - proteja com compressas de algodão/penso higiénico não são normais Bolhas vermelhas com sangue.... Bolhas com pus,.... Lave o pé e desinfecte a superfície da bolha com Betadine dérmico ou água oxigenada Sem dor Com dor 1 - Fure a bolha com agulha esterilizada 2 – Não corte a pele da bolha 3 - Pressione levemente para remover o líquido 4 - Aplique betadine ou pomada cicatrizante por cima da área afectada (vit A, halibut ou pele artificial ). que ira aliviar a dor e acelerar o processo de cicatrização. 5 - Proteja toda a área com compressas fazendo pressão 6 - Após a bolha secar e se já houver a formação de nova pele, proteja a área, para evitar recidivas
  53. 53. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso QUANDO TIVER BOLHAS O QUE NÃO DEVE FAZER Técnica da &quot;costura&quot; - Trata-se de pegar na agulha e linha de coser, atravessar a bolha com a agulha e prosseguir até a linha ficar no interior da bolha. Corte a linha deixando um centímetro de cada lado para fora da bolha. Pressione delicadamente a região lesionada até sair toda a água da bolsa e deixe a linha. Ela servirá como dreno evitando que a bolha se encha novamente de água, voltando a crescer e incomodar. Não utilize esta técnica, ao caminhar, irá pisar directamente na linha, causando atrito constante na região lesionada. Evite sofrimentos desnecessários e até mesmo uma possível inflamação E uma infecção PERIGO
  54. 54. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso QUANDO TIVER BOLHAS Pode utilizar a técnica da costura antes de dormir, deixando a linha de fora em ambos os lados, para servir como dreno. A dor desaparecerá por completo. Pela manhã retire o dreno. Não ande com o dreno para não traumatizar a derme. Não tome banho com o dreno.
  55. 55. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso QUANDO TIVER BOLHAS O QUE NÃO DEVE FAZER Mesmo com todos os cuidados e com o curativo, vão andar e vai doer. No primeiro dia vai sentir mais dor justamente quando parar de andar. No segundo dia, vai sentir o pé inchado e vai doer mais ainda. A dor é a maneira como o organismo reage a elementos estranhos. A epiderme que existia ali esta ocupada contendo líquido. Sem a epiderme, a região ficou sem protecção e as terminações nervosas estão mais expostas e excitadas. Vão insistindo em caminhar e o organismo mantém o protesto. Lá pelo terceiro ou quarto dia aquela pele externa da bolsa começa a secar.
  56. 56. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso QUANDO TIVER BOLHAS O QUE NÃO DEVE FAZER PERIGO A bolha esvazia e resta apenas uma pele amarelada e grossa. A dor já passou, venceram mais uma etapa. Esta bolha que acaba de ser curada provocou uma outra, pois fugindo da dor, o peso do corpo foi colocado no outro pé e apareceu uma zona sensível e dolorosa, são a marca registrada de quem anda. Se a situação ficar feia, pare e descanse um ou dois dias. Se sentir sintomas de febre ou inflamação, procure o posto de atendimento. Lembre-se daquele ditado que diz que o &quot;peregrino anda quando pode, não quando quer&quot;.
  57. 57. CURSO PARA GUIAS DE PEREGRINOS A PÉ - ORAÇÃO PENITENCIA CONVERSÃO Enfª Carla Santos Enfª Célia Mota Dr. Luís Manso FIM OBRIGADO

×