Mooc - Esmeralda, Gloria, Manuel

685 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
685
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mooc - Esmeralda, Gloria, Manuel

  1. 1. MOOC Uma nova abordagem do ensino à distância Esmeralda Gomes, Glória Gomes e Manuel Tavares
  2. 2. Limitação das teorias da aprendizagem • A era digital veio revelar limitações nas teorias da aprendizagem vigentes na salas de aula - Behaviorismo, Cognitivismo e Construtivismo. • Embora a teoria Construtivista que focaliza o processo de aprendizagem no aluno que é incentivado a construir o seu próprio conhecimento, não se tem em conta que o conhecimento que ocorre fora do aluno isto é, a aprendizagem que é armazenada e manipulada através da tecnologia ou ainda a aprendizagem que é produzida nas organizações.
  3. 3. • O acesso democratizado às novas tecnologias mudou significativamente o acesso, a produção e a interconexão do conhecimento. • Siemens (2004) apresenta algumas questões que devem ser exploradas relativamente à aprendizagem e ao impacto que as novas tecnologias – rede e caos- tem na aprendizagem. Limitação das teorias da aprendizagem
  4. 4. Conectivismo Uma nova teoria da aprendizagem da era digital. SIEMENS (2004) define: Conectivismo é a integração de princípios explorados pelo caos, rede, e teorias da complexidade e auto-organização. A aprendizagem é um processo que ocorre dentro de ambientes nebulosos onde os elementos centrais estão em mudança – não inteiramente sob o controle das pessoas. A aprendizagem (definida como conhecimento acionável) pode residir fora de nós mesmos (dentro de uma organização ou base de dados), é focada em conectar conjuntos de informações especializados, e as conexões que nos capacitam a aprender mais são mais importantes que nosso estado atual de conhecimento.
  5. 5. Princípios do conectivismo - SIEMENS (2004). • Aprendizagem e conhecimento apoiam-se na diversidade de opiniões. • Aprendizagem é um processo de conectar nós especializados ou fontes de informação. • Aprendizagem pode residir em dispositivos não humanos. • A capacidade de saber mais é mais crítica do que aquilo que é conhecido atualmente. • É necessário cultivar e manter conexões para facilitar a aprendizagem contínua.
  6. 6. Princípios do conectivismo - SIEMENS (2004). • A habilidade de averiguar conexões entre áreas, ideias e conceitos é uma habilidade fundamental. • Atualização (“currency” – conhecimento acurado e em dia) é a intenção de todas as atividades de aprendizagem conectivistas. • A tomada de decisão é, por si só, um processo de aprendizagem. • Escolher o que aprender e o significado das informações que chegam é ver através das lentes de uma realidade em mudança. Apesar de haver uma resposta certa agora, ela pode ser errada amanhã devido a mudanças nas condições que cercam a informação e que afetam a decisão.
  7. 7. O conectivismo apresenta um modelo de aprendizagem que reconhece as mudanças tectônicas na sociedade, onde a aprendizagem não é mais uma atividade interna, individualista. O modo como a pessoa trabalha e funciona são alterados quando se utilizam novas ferramentas. O campo da educação tem sido lento em reconhecer, tanto o impacto das novas ferramentas de aprendizagem como as mudanças ambientais na qual tem significado aprender. O conectivismo fornece uma perceção das habilidades e tarefas de aprendizagem necessárias para os aprendizes florescerem na era digital.
  8. 8. MOOC “Um MOOC é um curso online com a opção de inscrição aberta e livre, um currículo compartilhado publicamente, e que geram resultados com finais imprevisíveis. MOOCs integram rede social, recursos online acessíveis e são facilitados por profissionais especialistas na área de estudo. Mais significativamente, MOOCs são construídos por meio do engajamento dos aprendizes, que auto-organizam sua participação de acordo com seus objetivos de aprendizado, conhecimento prévio e interesses comuns [...] MOOCs compartilham algumas das convenções de um curso regular, como um cronograma pré-definido e tópicos semanais para estudo. Geralmente não há cobrança de taxas, não há pré-requisito além do acesso à Internet e interesse, não há expectativas pré-definidas para participação e nenhuma acreditação formal (há várias instâncias de MOOCs que são afiliadas a uma universidade e provêm aos aprendizes uma opção de se inscreverem formalmente no curso e participar de avaliações para obter créditos)”. (MCAULEY, 2010, citado por Inuzuka & Duarte, 2012).
  9. 9. http://www.educause.edu/library/massive-open-online-course-mooc
  10. 10. Nos MOOCs, a aprendizagem será realizada em torno de quatro tipos de atividades: • Agregação – acesso aos diversos recursos, para ler, assistir e utilizar/interagir; • Relação – relacionar os conhecimentos prévios com a nova informação; • Criação – criar algo próprio a partir do que se aprendeu; • Partilha – partilhar o seu trabalho com os outros.
  11. 11. Nos MOOCs, o papel do professor é o de facilitador ou orientador das aprendizagens e tende a ser diminuído à medida que o curso avança, mas, Kop (2012) refere, ainda, que existe a necessidade de colaboração e feedback por parte dos participantes como numa sala de aula normal, para que possa haver empenho, participação e capacidade crítica. Assim, todos os participantes do MOOC serão responsáveis pelo feedback e colaboração prestada.
  12. 12. Downes (2009), mencionado por Kop (2012), refere também a necessidade do estudante se responsabilizar na orientação e crítica da sua aprendizagem, ou seja, necessidade de existir literacia crítica para que a aprendizagem seja significativa. Assim, o estudante de um MOOC, deve ter como pré-requisito a literacia crítica, apesar de, MOOC ser um tipo de curso onde não há número limite de participantes ou restrições de participação, e, supostamente, não teria pré-requisitos.
  13. 13. MOOC Vantagens e Desvantagens De acordo com Dias Figueiredo (2012) http://moocead.blogspot.com.br/2012/10/moocs-virtudes-e-limitacoes.html VANTAGENS: • São exploratórios : ciclos de tentativa-erro-reflexão, mais próximo das práticas do design do que das ciências tradicionais; • São disruptivos: porque estão à margem das metodologias tradicionais e se afirma pela conquista gradual de utentes que toleram as suas imperfeições iniciais e contribuem para a sua superação; • São desconstrutivos : põe em questão as grandes ideias instaladas;
  14. 14. VANTAGENS (continuação): • São incubadores: são postas à prova as mais variadas ideias sobre práticas pedagógicas, métodos de avaliação da aprendizagem e, o potencial da inteligência coletiva na educação; • São contextuais : co-construídos pelos que estão a aprender; DESVANTAGENS: • Ausência de modelo do negócio: a validade de um curso apenas assenta na sua reputação; • Acreditação problemática: problemática de uma avaliação fidedigna de grandes grupos de participantes
  15. 15. DESVANTAGENS (continuação): • Elevadas taxas de abandono • Escalabilidade reduzida: devido á dificuldade em adaptar processos educativos e avaliativos em sistemas sociais adaptativos das redes sociais; • Dificuldade de autenticação dos estudantes: para se poder adotar sistema de acreditação válidos será necessário uma autenticação fidedigna dos estudantes.
  16. 16. EduMOOC o conceito No final da primavera de 2011, o Center for Online Learning, Research and Service at the University of Illinois Springfield tomou a iniciativa de aprender mais acerca dos MOOCs. Para tal, desenvolveu um curso MOOC acerca de ensino online. Desta iniciativa resultou o primeiro eduMOOC (Schroeder, 2011) que contou com 2,700 participantes de70 países. Sebastian Thrun, com o curso “Introduction to Artificial Intelligence” ultrapassou os 100,000 participantes (Thrun & Norvig, 2011). Este curso representa a passagem para uma maior organização e institucionalização dos Moocs que se veio a verificar a partir de 2012. https://www.youtube.com/watch?v=5tqdf1x1Omo
  17. 17. EduMOOC SCHROEDER EmergingOpen OnlineDistance Education Environment In CONTINUING HIGHER EDUCATION REVIEW, Vol. 76, 2012
  18. 18. A próxima geração de cursos online • Com o sucesso obtido com as iniciativas desenvolvidas pelos MOOC entre elas a de Sebastian Thrun, muitas outras iniciativas se desenvolveram envolvendo outras instituições do ensino superior interessadas em dar certificação. Muitas destas iniciativas de topo estão em curso ou a ser planeadas com o intuito de criar, através da competição entre elas, um novo modelo online para o ensino superior. Cada uma tem uma abordagem diferente, mas certamente contribuíram para um modelo no futuro.
  19. 19. Vários Cursos on-line eduMOOCs Coursera • Coursera é uma empresa de tecnologia educacional com sede em Mountain View e fundada pelos professores de ciência da computação Andrew Ng e Daphne Koller da Universidade Stanford. com a colaboração de cinco universidades: Universidade de Princeton, Universidade de Stanford, Universidade da Califórnia em Berkeley, Universidade de Michigan-Ann Arbor, e da Universidade da Pensilvânia. São Cursos on-line de alta qualidade ministrados por membros do corpo docente dessas instituições e estão disponíveis gratuitamente online. As primeiras turmas estão a atrair dezenas de milhares de inscritos. A acreditação académica não foi oferecida nas primeiras classes; no entanto os certificados são emitidos para aqueles que concluam todos os testes e exames nas aulas (Coursera, 2012).
  20. 20. Vários Cursos on-line eduMOOCs Coursera
  21. 21. Vários Cursos on-line eduMOOCs edX • Harvard University and MIT uniram-se recentemente numa iniciativa aberta online chamada edX. Esta iniciativa está projetada para oferecer a milhões de pessoas em todo o mundo, aprendizagens online. A partir desta parceria as duas universidades pretendem construir uma comunidade global de alunos online e melhorar a educação para todos "(edX, 2012). • A iniciativa sem fins lucrativos edX é financiada pelas duas universidades. Ao anunciar a edX, os fundadores disseram que "nunca irá substituir o modelo tradicional de ensino", mas que "vai servir para melhorar e complementar o ensino e a aprendizagem experiente em ambas as universidades" (edX, 2012). O diretor da MIT’s Computer Science and Artificial Intelligence Labl, e o presidente do edX, Anant Agarwal, disseram que o objetivo da combinação destas iniciativas é poder formar mais de um bilhão de pessoas na próxima década (Darrow, 2012). A edX é baseado em MITx, que foi iniciada em Dezembro de 2011.
  22. 22. Vários Cursos on-line eduMOOCs edX
  23. 23. Vários Cursos on-line eduMOOCs Udacity • Após seu grande sucesso com o MOOC artificial-intelligence realizado na final de 2011, Sebastian Thrun renunciou ao cargo de professor na Universidade de Stanford e criou um novo conceito de formação superior aberto a todos e com fins lucrativos, a Udacity. A página de promoção online, adverte todos os interessados de que os cursos são muitíssimo exigentes e rigorosos, dizendo: “aulas Udacity vão faze-lo “suar as estupinhas” até conseguir completar um curso Udacity é tão exigente como numa qualquer universidade. Em troca do trabalho duro, Udacity oferece uma gama de opções de certificação, que são reconhecidos por grandes empresas de tecnologia estando estas a recrutar activamente alunos Udacity "(Udacity 2012). Neste modelo de negocio as receitas deste serviço serão para pagar despesas e bolsas que são atribuídas aos melhores alunos.
  24. 24. Vários Cursos on-line eduMOOCs Udacity
  25. 25. Vários Cursos on-line eduMOOCs Portugal UP2U e UC http://up2u.ipleiria.pt/ http://www.ed.uc.pt/educ/cursos
  26. 26. MobiMOOC Baseado num documento da UNESCO, podemos tirar algumas ideias/conclusões sobre os MobiMOOC. Estes podem assumir diferentes: • arquiteturas – unidimensionais ou como uma ramificação de um MOOC • métodos de ensino/aprendizagem • durações. De alguns MobiMOOC já concluídos do mesmo documento pode-se concluir que existiu mais interação entre os utilizadores que levou a mais reflexão, e que a possibilidade de o curso ser realizado em qualquer lugar foi vantajoso. http://www.unesco.org/new/fileadmin/MULTIMEDIA/HQ/ED/ICT/pdf/de_Waard.pdf
  27. 27. Coursera • Curso que faz um breve apanhado acerca do desenvolvimento histórico dos MOOCs. • Discussões acerca das oferta de cursos, MOOCs e dos benefícios para as instituições que os proporcionam e os alunos que os frequentam. MOOCMOOC
  28. 28. MOOCMOOC https://docs.google.com/document/d/1GQsiSnXP6bWf_c0sMPrpLHed9msNo_y02T7BAoMO5dg/edit
  29. 29. https://www.canvas.net/courses/academia-and-the-mooc Curso de 4 semanas que faz um breve apanhado acerca do desenvolvimento histórico dos MOOCs. Debate acerca das oferta de cursos MOOCs e dos benefícios para as instituições que os proporcionam e os alunos que os frequentam.
  30. 30. http://www.educause.edu/library/massive-open-online-course-mooc

×