Your SlideShare is downloading. ×
KNX Automatica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

KNX Automatica

1,418
views

Published on

Published in: Education, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,418
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
56
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. KNX Automatica Plataforma Móvel de Visualização e Gestão para um Sistema Domótico Baseado na Norma KNX 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 03/06/2011 Orientador: Prof. Doutor Tiago Camilo Pedro Pinto Co-Orientador: Prof. Mestre Fernando Melo ppinto (at) ipg.pt@2011 Instituto Politécnico da Guarda
  • 2. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Agenda  Domótica  Arquitecturas de gestão técnica/domótica  Protocolo KNX  Plataforma KNX Automatica  Trabalho Futuro@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 2
  • 3. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Domótica  Domótica – “domus”: palavra latina que significa casa – robótica: associado ao controlo automatizado  Funcionalidades – Conforto e Comodidade – Eficiência Energética – Segurança – Comunicações@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 3
  • 4. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Arquitecturas de gestão técnica/domótica  Arquitectura centralizada  Cablagem até controlador  Ponto de falha único  Arquitectura descentralizada X  Ultrapassa problema do único ponto de falha  Necessidade de BUS de comunicação@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 4
  • 5. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Arquitecturas de gestão técnica (2)  Arquitectura distribuída  Necessidade de BUS de comunicação  Comportamento idêntico ao das instalações tradicionais@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 5
  • 6. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Tecnologias Domóticas@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 6
  • 7. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Protocolo KNX@2011 Instituto Politécnico da Guarda 7
  • 8. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Protocolo KNX  Fusão de três protocolos europeus – European Instalation Bus (EIB) – European Home System (EHS) – Batibus  Propriedade da Associação Konnex – Certificação dos produtos – Formação – Normalização da protocolo  Sistema aberto – Qualquer fabricante pode desenvolver produtos KNX@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 8
  • 9. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Modelo KNX  Arquitectura do sistema KNX@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 9
  • 10. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Estrutura de uma rede KNX  Segmento de Linha – Máximo de 64 dispositivos  Linha – Até 256 dispositivos  Área – Agrega até 15 linhas – Linha principal  Domínio – Agrega até 15 áreas – Linha de área ou backbone@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 10
  • 11. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Endereçamento KNX  Endereços individuais – Endereço (físico): Identifica univocamente um dispositivo no bus (ex. 1.2.30)  Endereços de grupo – Endereço (lógico): Ligação de objectos de comunicação dos dispositivos (ex. 1/1 ou 1/2/1) Endereço de grupo (nível 2) Endereço de grupo (nível 3)@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 11
  • 12. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Comunicação  Acesso ao meio de forma livre  Tecnologia de acesso ao meio – CSMA/CA  Telegrama  Tipos de dados (DPT)@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 12
  • 13. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 KNX - Meio de transmissão  Par entrançado – Duas versões TP0 e TP1 – Comunicação assíncrona, half-duplex – Usa tecnologia CSMA/CA – Taxa de transmissão de 9600 bits/s (TP1)  PowerLine – Duas versões PL-110 e PL-132 – Comunicação assíncrona, half-duplex – Modelação transmissão em 110kHz e 132kHz respectivamente – Taxa de transmissão de 1200 bits/s (PL-110) e 2400 bits/s (PL- 132)@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 13
  • 14. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 KNX - Meio de transmissão (2)  Rádio frequência – Desenvolvido especificamente para o standard KNX – Frequência de uso livre 868.3 MHz – Taxa de transmissão de 16 kbits/s  Tecnologia Ethernet (IP) – Especificação no meio físico KNXnet/IP – Encapsulamento dos telegramas em pacotes UDP@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 14
  • 15. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Engineering Tool Software (ETS)  Ferramenta que permite planificar, projectar e configurar instalações baseadas na norma KNX@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 15
  • 16. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Plataforma KNX Automatica@2011 Instituto Politécnico da Guarda 16
  • 17. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Plataforma KNX Automatica Objectivo: Integrar e simplificar um conjunto de serviços Modelo de Comunicação@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 17
  • 18. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Plataforma KNX Automatica - Testbed@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 18
  • 19. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Plataforma KNX Automatica Interface Lights Interface Shutters@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 19
  • 20. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 Trabalho Futuro  Desenvolvimento para outras plataformas móveis (iOS, Wphone,…)  Módulo para monitorização e alertas  Sistema centralizado para visualização e análise de resultados@2011 IPG | 1º Simpósio do Mestrado em Computação Móvel 20
  • 21. KNX Automatica | Pedro Pinto@2011 QUESTÕES?@2011 Instituto Politécnico da Guarda 21