Conteúdo básico de lingua portuguesa

6,821 views
6,554 views

Published on

0 Comments
7 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
6,821
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
148
Comments
0
Likes
7
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Conteúdo básico de lingua portuguesa

  1. 1. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO
  2. 2. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. LÍNGUA PORTUGUESA – 1º ANO – 1º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos diversos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a organização e estruturação de textos (coesão e serem trabalhados, em conformidade com o coerência) de diferentes gêneros e tipos; contexto social e cultural de cada escola, turma e aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: Reconhecer os usos da norma padrão da língua - temática; portuguesa nas diferentes situações de - interlocutores; comunicação; - fonte (meio de publicação); - informações explícitas e implícitas; Relacionar as variedades linguísticas a situações - finalidade; específicas de uso social. - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Dimensão social da linguagem: norma culta e variação linguística.
  3. 3. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto A arte e a literatura; Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; o contexto histórico, social, político e cultural, Texto literário e não-literário; valorizando a literatura como patrimônio nacional. Ler, interpretar e reconhecer as características Textos em prosa e em verso; dominantes de um texto narrativo, lírico ou dramático, em prosa e em verso, e sua respectiva Gêneros literários: lírico, épico e dramático; espécie dentro dos gêneros literários; Relacionar informações sobre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário; Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção dos diversos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Empregar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Saber utilizar as variedades linguísticas sem situações específicas de uso social. Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralingüísticos: entonação,
  4. 4. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Paragrafação: tópico frasal, estrutura e tipos de desenvolvimento; Dimensão social da linguagem: norma culta e variação linguística. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Empregar as estruturas e usos lingüísticos visando à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Fonética e Fonologia; Ortografia: Mudanças ortográficas; Relacionar as variedades linguísticas a situações específicas de uso social; Variação linguística. Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas. COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. LÍNGUA PORTUGUESA – 1º ANO – 2º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Conhecer as diferenças decorridas do uso de palavras e/ou expressões no sentido conotativo e denotativo. Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia;
  5. 5. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Organização textual: assunto, tema, título, tese e argumento; Relações de sentido e progressão textual: estudo de coesão e coerência; Aspectos semânticos: denotação e conotação. EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Periodização Literária; Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; o contexto histórico, social, político e cultural, Era Medieval da literatura portuguesa: valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar, dentro de textos em prosa e em verso, Trovadorismo e Humanismo; figuras de pensamento, de palavras e fônicas; Identificar categorias pertinentes para a análise e interpretação do texto literário e reconhecer os procedimentos de sua construção; Figuras de linguagem, de pensamento e de construção. Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Empregar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e . diferentes gêneros e tipos; aluno. Empregar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos. Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação);
  6. 6. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralinguísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Organização textual: assunto, tema, título, tese e argumento; Mecanismo de coesão (coesão referencial, recorrencial e sequencial). Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Acentuação gráfica: novas regras; Aspectos semânticos: denotação e conotação; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Figuras de linguagem, de pensamento e de construção; Diferenciar a linguagem conotativa da denotativa; Vícios de linguagem. Conhecer, dentro de textos em prosa e em verso, figuras de pensamento, de palavras e fônicas. COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do LÍNGUA PORTUGUESA – 1º ANO – 3º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a
  7. 7. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e estruturação de textos (coesão e coerência) de diferentes gêneros e tipos; serem trabalhados, em conformidade com o contexto social e cultural de cada escola, turma e aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Identificar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos. Relações de sentido e progressão textual: estudo de coerência e coesão; Recursos expressivos e efeitos de sentido (ironia ou humor decorrente de pontuação, do uso de determinada palavra, do uso de recursos ortográficos). EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Era Clássica da literatura portuguesa: Classicismo Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; e Barroco; o contexto histórico, social, político e cultural, valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar categorias pertinentes para a análise e Início da Literatura brasileira: Quinhentismo e interpretação do texto literário e reconhecer os Barroco; procedimentos de sua construção; Obras literárias e seu contexto de produção. Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Utilizar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a
  8. 8. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e estruturação de textos (coesão e coerência) de diferentes gêneros e tipos; serem trabalhados, em conformidade com o contexto social e cultural de cada escola, turma e aluno. Utilizar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos; Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralinguísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Utilizar em um texto os mecanismos linguísticos na construção de narrações, descrições e dissertações. Coerência textual (articulação, temática, não-contradição); progressão Sequência textual: modo de organização discursivo – narrativa, expositiva e argumentativa; Tipos de discurso: discurso direto, discurso indireto, discurso indireto livre. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. COMPETÊNCIAS EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas. Estrutura das palavras; Prefixos e sufixos; Formação de palavras. LÍNGUA PORTUGUESA – 1º ANO – 4º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS
  9. 9. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. Identificar aspectos referentes às situações de produção dos gêneros; Identificar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a organização e estruturação de textos (coesão e coerência) de diferentes gêneros e tipos; Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Analisar a função da linguagem predominante nos textos em situações específicas de interlocução; Analisar em um texto os mecanismos linguísticos na construção de narrações, descrições e dissertações. Na prática de leitura serão adotados como conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe ao professor realizar a seleção dos gêneros a serem trabalhados, em conformidade com o contexto social e cultural de cada escola, turma e aluno. Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Funções da linguagem: referencial, emotiva, conativa, fática, poética e metalinguística; Seqüência textual: modo de organização discursivo- narrativo, expositivo e argumentativo. EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Literatura brasileira e portuguesa: Arcadismo; Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; o contexto histórico, social, político e cultural, Literatura do Tocantins; valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar categorias pertinentes para a análise e interpretação do texto literário e reconhecer os Obras literárias e seu contexto de produção. procedimentos de sua construção; Reconhecer por meio de estudos comparativos, traços caracterizadores da literatura tocantinense (em todos os gêneros em que ela se manifesta); Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros.
  10. 10. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Utilizar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Empregar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos; Empregar os mecanismos construção de narrações, dissertações; linguísticos descrições na e Empregar em um texto os mecanismos linguísticos adequados para a argumentação (sustentação da tese e o convencimento do interlocutor). Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralingüísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Seqüência textual: modo discursivo- argumentativo; de organização Operadores argumentativos e seus efeitos de sentido. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Funções da linguagem: referencial, emotiva, conativa, fática, poética e metalinguística; Operadores argumentativos e seus efeitos de sentido; Sinônimos e antônimos; Saber utilizar a função da linguagem predominante nos textos em situações específicas de interlocução. Ambiguidade, polissemia, homonímia e paronímia.
  11. 11. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO
  12. 12. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. LÍNGUA PORTUGUESA – 2º ANO – 1º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Analisar em um texto os mecanismos linguísticos na construção de narrações, descrições e dissertações. Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Relações de sentido e progressão textual: estudo de coerência e coesão. Sequência textual: modo de organização discursivo – narrativa, expositiva e argumentativa. EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Romantismo no Brasil e em Portugal – Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; 1ª geração: literatura e nacionalidade; o contexto histórico, social, político e cultural, 2ª geração: idealização, morte e paixão; valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar categorias pertinentes para a análise e interpretação do texto literário e reconhecer os procedimentos de sua construção; Obras literárias e seu contexto de produção.
  13. 13. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às seguintes situações Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua de produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Empregar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Empregar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos; Utilizar em um texto os mecanismos linguísticos na construção de narrações, descrições e dissertações. Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralingüísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Paragrafação: tópico frasal, estrutura e tipos de desenvolvimento; Organização textual: assunto, tema, título, tese e argumento; Sequência textual: modo de organização discursivo – narrativa, expositiva e argumentativa. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Novas regras ortográficas; Relações morfossintáticas;
  14. 14. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO análise crítica. Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; CLASSE DE PALAVRAS: Substantivo, Adjetivo, Artigo, Numeral, Pronomes e Advérbios; Relacionar classe funcionalidade; A pontuação e seus efeitos de sentido no texto. de palavras a sua Reconhecer o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. LÍNGUA PORTUGUESA – 2º ANO – 2º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Identificar em um texto os mecanismos linguísticos adequados para a argumentação (sustentação da tese e o convencimento do interlocutor). Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Identificação do argumento principal e dos argumentos secundários; Operadores argumentativos e seus efeitos de sentido. EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Identificar em um texto literário as relações entre Romantismo: 3ª geração: a poesia social;
  15. 15. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Compreender as relações entre o texto literário e o contexto histórico, social, político e cultural, valorizando a literatura como patrimônio nacional. tema, estilo e contexto histórico de produção; Realismo e Naturalismo; Identificar categorias pertinentes para a análise e interpretação do texto literário e reconhecer os procedimentos de sua construção; Obras literárias e seu contexto de produção. Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Empregar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Empregar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos; Empregar, na construção do texto, estratégias argumentativas para a sustentação da tese e o convencimento do interlocutor. Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralingüísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Mecanismo de coesão recorrencial e sequencial); (coesão Coerência textual (articulação, temática, não-contradição); referencial, progressão Operadores argumentativos e seus efeitos de
  16. 16. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO sentido. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Operadores argumentativos e seus efeitos de sentido; CLASSE DE PALAVRAS: Verbos, suas flexões e casos especiais; Vozes Verbais: Ativa e Passiva sintética e analítica. Relacionar classe funcionalidade. COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. de palavras à sua LÍNGUA PORTUGUESA – 2º ANO – 3º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Identificar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos; Reconhecer os usos da norma padrão da língua portuguesa nas diferentes situações de comunicação; Relacionar as variedades linguísticas a situações específicas de uso social. Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade.
  17. 17. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Recursos expressivos e efeitos de sentido (ironia ou humor decorrente de pontuação, do uso de determinada palavra, do uso de recursos ortográficos); Dimensão social da linguagem: norma culta e variação linguística. EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; Parnasianismo e Simbolismo; o contexto histórico, social, político e cultural, valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar categorias pertinentes para a análise e interpretação do texto literário e reconhecer os Obras literárias e seu contexto de produção. procedimentos de sua construção; Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Empregar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Empregar, na construção do texto, estratégias argumentativas para a sustentação da tese e o convencimento do interlocutor; Utilizar da norma padrão da língua portuguesa nas diferentes situações de comunicação; Relacionar as variedades linguísticas a situações específicas de uso social; Produzir textos de forma sintética e com análise Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade;
  18. 18. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO crítica. - intertextualidade; - elementos extralingüísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Estratégias argumentativas de desenvolvimento – causa e conseqüência, comparativos, exemplificações, pós e contra; Paráfrases de textos; Dimensão social da linguagem: norma culta e variação linguística. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Relacionar as variedades linguísticas a situações específicas de uso social; Relacionar classe funcionalidade. COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. de palavras à CLASSE DE PALAVRAS: Preposição, Conjunção e Interjeição; Sintaxe: Frase, Oração e Período; Sujeito e Predicado – tipos de verbos; Termos sintáticos da oração; Variação linguística. sua LÍNGUA PORTUGUESA – 2º ANO – 4º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, Para a interpretação textual é necessário atentar-
  19. 19. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO marcas de variação linguística; Identificar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos. se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Recursos expressivos e efeitos de sentido (ironia ou humor decorrente de pontuação, do uso de determinada palavra, do uso de recursos ortográficos). EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Literatura Regional; Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; o contexto histórico, social, político e cultural, Introdução da Literatura Afro-Brasileira; valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar categorias pertinentes para a análise e interpretação do texto literário e reconhecer os Obras literárias e seu contexto de produção. procedimentos de sua construção; Reconhecer por meio de estudos comparativos, traços caracterizadores da literatura regional (em todos os gêneros em que ela se manifesta); Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às seguintes situações Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua de produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Empregar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Saber utilizar os diferentes discursos da linguagem Para a produção de texto oral e escrita é
  20. 20. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO escrita necessários para construção do texto; Utilizar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos. necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralingüísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Tipos de discursos (vozes do discurso, discurso direto, discurso indireto, indireto livre) necessários à construção do texto. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Conhecer, dentro de textos em prosa e em verso, figuras de pensamento, de palavras e fônicas. Sintaxe: Termos sintáticos da oração; Figuras de linguagem, de pensamento e de construção; Ambiguidade, polissemia, homonímia e paronímia; Uso da crase.
  21. 21. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. LÍNGUA PORTUGUESA – 3º ANO – 1º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Identificar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos; Reconhecer os usos da norma padrão da língua portuguesa nas diferentes situações de comunicação; Relacionar as variedades linguísticas a situações específicas de uso social. Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Relações de sentido e progressão textual: estudo de coerência e coesão; Dimensão social da linguagem: norma culta e variação linguística.
  22. 22. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Pré-Modernismo; Vanguardas Europeias; Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; Semana de Arte Moderna; o contexto histórico, social, político e cultural, valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar categorias pertinentes para a análise e Obras literárias e seu contexto de produção. interpretação do texto literário e reconhecer os procedimentos de sua construção; Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elaborar textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Empregar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Empregar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos; Utilizar da norma padrão da língua portuguesa nas diferentes situações de comunicação; Relacionar as variedades linguísticas a situações específicas de uso social; Utilizar em um texto os mecanismos linguísticos na construção de narrações, descrições e dissertações. Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralingüísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Paragrafação: tópico frasal, estrutura e tipos de desenvolvimento; Organização textual: assunto, tema, título, tese e argumento;
  23. 23. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Sequência textual: modo de organização discursivo – narrativa, expositiva e argumentativa; Dimensão social da linguagem: norma culta e variação linguística. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Novas regras de Ortografia; Variação Linguística; Aspectos semânticos: Denotação e Conotação; Morfossintaxe; Relacionar as variedades linguísticas a situações específicas de uso social; Período Composto: Coordenação nas orações do texto. Diferenciar a linguagem conotativa da denotativa; Reconhecer as classificações de orações e seus sentidos na construção do texto. COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. LÍNGUA PORTUGUESA – 3º ANO – 2º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e
  24. 24. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO diferentes gêneros e tipos; aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade. Identificar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos. Relações de sentido e progressão textual: estudo de coerência e coesão; Recursos expressivos e efeitos de sentido (ironia ou humor decorrente de pontuação, do uso de determinada palavra, do uso de recursos ortográficos); EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Figuras de linguagem, de pensamento e de Compreender as relações entre o texto literário e histórico-cultural da época; construção; o contexto histórico, social, político e cultural, valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar categorias pertinentes para a análise e Modernismo no Brasil: 1ª Geração Modernista – interpretação do texto literário e reconhecer os ousadia e inovação; procedimentos de sua construção; Obras literárias e seu contexto de produção. Identificar, dentro de textos em prosa e em verso, figuras de pensamento, de palavras e fônicas; Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elabore textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados
  25. 25. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Ser capaz de empregar os diferentes gêneros textuais presentes em situações de interação social, respeitando as diferentes manifestações da linguagem. produção dos gêneros; Identificar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a organização e estruturação de textos (coesão e coerência) de diferentes gêneros e tipos; Utilizar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos. Produzir textos de forma sintética e com análise crítica. como conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe ao professor realizar a seleção dos gêneros a serem trabalhados, em conformidade com o contexto social e cultural de cada escola, turma e aluno. Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralinguísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Organização textual: assunto, tema, titulo, tese e argumento; Mecanismo de coesão recorrencial e seqüencial); (coesão Coerência textual (articulação, temática, não-contradição); referencial, progressão Paráfrase. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Figuras de linguagem, de pensamento e de construção; Vícios de linguagem (revisão); Pontuação e Acentuação (revisão); Período Composto: Subordinação nas orações do
  26. 26. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Conhecer, dentro de textos em prosa e em verso, figuras de pensamento, de palavras e fônicas; texto. Reconhecer as classificações de orações e seus sentidos na construção do texto. COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. LÍNGUA PORTUGUESA – 3º ANO – 3º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Conhecer as diferenças decorridas do uso de ao professor realizar a seleção dos gêneros a palavras e/ou expressões no sentido conotativo e serem trabalhados, em conformidade com o denotativo; contexto social e cultural de cada escola, turma e aluno. Identificar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a organização e Para a interpretação textual oral e escrita é estruturação de textos (coesão e coerência) de necessário atentar-se para os seguintes aspectos: diferentes gêneros e tipos; - temática; - interlocutores; Identificar os recursos expressivos na construção - fonte (meio de publicação); de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido - finalidade; produzidos; - intencionalidade; - ideologia; Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, - informatividade; marcas de variação linguística; - situacionalidade; - temporalidade; Reconhecer, na construção do texto, estratégias - intertextualidade. argumentativas para a sustentação da tese e o convencimento do interlocutor. Aspectos semânticos: denotação e conotação; Operadores argumentativos e seus efeitos de sentido; Estratégias argumentativas de desenvolvimento – causa e consequência, comparativos, exemplificações, pós e contra. EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo
  27. 27. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Compreender as relações entre o texto literário e o contexto histórico, social, político e cultural, valorizando a literatura como patrimônio nacional. Associar texto literário a estilo e a contexto histórico-cultural da época; 2ª Geração Modernista - misticismo e consciência social (poesia e prosa); Identificar categorias pertinentes para a análise e interpretação do texto literário e reconhecer os procedimentos de sua construção; Literatura do Tocantins; Obras literárias e seu contexto de produção. Reconhecer por meio de estudos comparativos, traços caracterizadores da literatura tocantinense (em todos os gêneros em que ela se manifesta); Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elabore textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção do gênero; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Empregar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. progressão temática e para a organização e serem trabalhados, em conformidade com o estruturação de textos (coesão e coerência) de contexto social e cultural de cada escola, turma e diferentes gêneros e tipos; aluno. Utilizar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido produzidos; Empregar, na construção do texto, estratégias argumentativas para a sustentação da tese e o convencimento do interlocutor. Para a produção de texto oral e escrita é necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; - interlocutores; - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralinguísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Operadores argumentativos e seus efeitos de sentido;
  28. 28. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Estratégias argumentativas de desenvolvimento – causa e consequência, comparativos, exemplificações, pós e contra. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; Aspectos semânticos: denotação e conotação; Operadores argumentativos e seus efeitos de sentido; Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Concordância verbal e nominal; Diferenciar a linguagem conotativa da denotativa; Regência verbal e nominal. Saber utilizar os conectivos argumentativos. COMPETÊNCIAS Ser capaz de compreender e usar a Língua Portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. LÍNGUA PORTUGUESA – 3º ANO – 4º BIMESTRE EIXO: Leitura e Interlocução HABILIDADE CONTEÚDOS BÁSICOS Identificar aspectos referentes às situações de Na prática de leitura serão adotados como produção dos gêneros; conteúdos básicos os gêneros discursivos conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a organização e estruturação de textos (coesão e serem trabalhados, em conformidade com o coerência) de diferentes gêneros e tipos; contexto social e cultural de cada escola, turma e aluno. Reconhecer, em textos de diferentes gêneros, marcas de variação linguística; Para a interpretação textual é necessário atentarse para os seguintes aspectos: Reconhecer, na construção do texto, estratégias - temática; argumentativas para a sustentação da tese e o - interlocutores; convencimento do interlocutor. - fonte (meio de publicação); - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade.
  29. 29. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO Estratégias argumentativas de desenvolvimento – causa e consequência, comparativos, exemplificações, pós e contra. EIXO: A Literatura e o Conhecimento de Si mesmo e do Mundo Associar texto literário a estilo e a contexto Pós-Modernismo; Compreender as relações entre o texto literário e o histórico-cultural da época; Literatura Afro-Brasileira; contexto histórico, social, político e cultural, valorizando a literatura como patrimônio nacional. Identificar categorias pertinentes para a análise e Intertextualidade; interpretação do texto literário e reconhecer os procedimentos de sua construção; Obras literárias e seu contexto de produção. Sistematizar oralmente e por escrito textos descritivo-analíticos sobre obras literárias de diversos gêneros. EIXO: A Prática de Produção de Texto: Da oralidade à Escrita Elabore textos atendendo às situações de Na prática de escrita e oralidade serão adotados Ser capaz de compreender e usar a Língua produção dos gêneros; como conteúdos básicos os gêneros discursivos Portuguesa como língua materna, geradora de conforme suas esferas sociais de circulação. Cabe significação e integradora da organização do Identificar os elementos que concorrem para a ao professor realizar a seleção dos gêneros a mundo e da própria identidade. organização e estruturação de textos (coesão e serem trabalhados, em conformidade com o coerência) de diferentes gêneros e tipos; contexto social e cultural de cada escola, turma e aluno. Utilizar os recursos expressivos na construção de um texto, reconhecendo os efeitos de sentido Para a produção de texto escrita e oral é produzidos; necessário atentar-se para os seguintes aspectos: - temática; Empregar, na construção do texto, estratégias - interlocutores; argumentativas para a sustentação da tese e o - fonte (meio de publicação); convencimento do interlocutor. - finalidade; - intencionalidade; - ideologia; - informatividade; - situacionalidade; - temporalidade; - intertextualidade; - elementos extralinguísticos: entonação, expressões corporais, faciais, gestuais, pausas. Estratégias argumentativas de desenvolvimento –
  30. 30. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO causa e consequência, exemplificações, pós e contra. Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica. EIXO: Análise Linguística: Usos da Língua Reconhecer as estruturas e usos linguísticos com vistas à ampliação da capacidade de leitura e escrita; comparativos, Colocação pronominal; Uso da crase. Utilizar-se da norma padrão da língua portuguesa em situações de comunicação adequadas; Reconhecer o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação e de outras notações. (*) SUGESTÕES DE GÊNEROS DISCURSIVOS PARA O ENSINO MÉDIO: textos dramáticos, romance, novela fantástica, crônica, conto, poema, memórias, contos de fada contemporâneo, fábulas, diários, testemunhos, biografia, debate, artigos de opinião, editorial, classificados, notícia, reportagem, entrevista, anúncio, carta de leitor, carta ao leitor, carta de reclamação, tomada de notas, resumo, resenha, relatório científico, dissertação escolar, seminário, conferência, palestra, pesquisa e defesa de trabalho acadêmico, mesa redonda, instruções, regras em geral, leis, estatutos, lendas, mitos, piadas, histórias de humor, tiras, cartum, charge, caricaturas, paródia, propagandas, placas, outdoor, chats, e-mail, folder, blogs, fotoblog, orkut, fotos, pinturas, esculturas, debate, depoimento, folhetos, mapas, croqui, explicação, horóscopo, provérbios, e outros... ALGUMAS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO. Proposta Curricular do Ensino Médio. Pernambuco, 2009. ABAURRE, Maria Luiza M. e PONTARA, Marcela. Gramática - texto: análise e construção de sentido: volume único (ensino médio). São Paulo: Moderna, 2006. ABAURRE, Maria Luiza M.; PONTARA, Marcela. Literatura brasileira: tempos, leitores e leituras, volume único (ensino médio). São Paulo: Moderna, 2005. NICOLA, José de. Painel da literatura em língua portuguesa: teoria e estilos de época do Brasil e Portugal. São Paulo: Scipione, 2006. SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO. Diretrizes Curriculares da Educação Básica. Pernambuco: 2008. ABAURRE, Maria Luiza e MARQUES ABAURRE, Maria Bernadete. Produção de texto: interlocução e gêneros. São Paulo: Moderna, 2007. BRASIL, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira - MEC. Matriz de Referência para o ENEM 2009. Brasília: 2009. Disponível em <http://www.enem.inep.gov.br/Enem2009_matriz.pdf>
  31. 31. EREM – JOAQUIM NABUCO - EJA - ENSINO MÉDIO FERREIRA, Mauro. Aprender e Praticar Gramática. São Paulo: Moderna, 2003. SARMENTO, Leila Lauar. Gramática em textos. 2. ed.rev. São Paulo: Moderna, 2005.

×