• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
geografia
 

geografia

on

  • 748 views

relevo brasileiro

relevo brasileiro

Statistics

Views

Total Views
748
Views on SlideShare
748
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
33
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    geografia geografia Presentation Transcript

    • Classificação do Relevo Brasileiro Professora: Lucinéia Hyrycena Orientadora: Sandra Carbonera
    • • Existem várias classificações do nosso relevo, porém algumas delas se tornaram mais conhecidas e tiveram grande importância em momentos diferentes da nossa história.
    • • Empregou termos geomorfológicos para denominar as divisões gerais (planalto e planícies) e critérios geológicos para classificar as subdivisões.
    • • Com base nisso, o Brasil dividia-se em oito unidades de relevo, sendo 4 planaltos, que ocupavam 59% do território e 4 planícies, que ocupavam os 41% restante
    • Aziz Ab´Saber: a segunda classificação – 1962 – usando o critério morfoclimático (que explica as formas de relevo pela ação do clima)
    • Classificação de Ab'Saber • O professor Aziz Nacib Ab'Saber, no final da década de 50, apresentou uma nova classificação que desprezava o nível altimétrico e dá ênfase aos processos geomorfólogicos, isto é, aos processos de erosão e sedimentação. • Assim, para ele: – planalto é uma superfície na qual predomina o processo de desgaste – planície (ou terras baixas) é uma área de sedimentação. • Por essa divisão, o relevo brasileiro se compunha de 10 unidades, sendo 7 planaltos, que ocupavam 75% do território, e três planícies, que ocupavam os 25% restantes.
    • • Jurandyr Ross, a exemplo de Ab'Saber, também utiliza os processos geomorfológicos para elaborar a sua classificação. • Destaca três formas principais de relevo:planaltos, planícies e depressões. Define cada macro-unidade da seguinte forma: – PLANALTO como sendo uma superfície irregular, com altitude acima de 200 metros e produto de erosão; – PLANÍCIE, como uma área plana, formada pelo acúmulo recente de sedimentos; – DEPRESSÃO, como superfície entre 100 e 500 metros de altitude, com inclinação suave, mais plana que o planalto e formada por processo de erosão.
    • • Sua classificação é bem detalhada chegando mais próximo da realidade; • Foi publicada em 1989 e é a mais aceita atualmente no campo acadêmico.
    • Unidades de Relevo de Ross • Suas pesquisas foram fundamentadas a partir do levantamento da superfície do território brasileiro, realizado através de sistema de radares do projeto Radambrasil, do Ministério de Minas e Energia, no qual o professor Ross apresenta uma subdivisão do relevo brasileiro em 28 unidades, sendo 11 planaltos,11 depressões e 6 planícies.
    • • PLANALTOS: – 1. Amazonas Oriental – 2. Planaltos e chapadas da Bacia do Parnaíba – 3. Planaltos e chapadas da Bacia do Paraná – 4. Planalto e chapada dos Parecis – 5. Planaltos residuais Norte-Amazônicos – 6. Planaltos residuais sul-amazônicos – 7. Planaltos e serras de leste-sudeste – 8. Planaltos e serras de Goiás-Minas – 9. Planaltos e serras residuais do alto Paraguai – 10. Borborema – 11. Sul-Rio-Grandense.
    • Unidades de Relevo de Ross • DEPRESSÕES: – – – – – – – – – – – 12. Amazônia Ocidental 13. Marginal Norte Amazônia 14. Marginal Sul Amazônia 15. Araguaia-Tocantins 16. Cuiabana 17. Alto Alto Paraguai-Guaporé 18. Miranda 19. Sertaneja e do São Francisco 20. Tocantins 21. Periférica da Borda Leste da Bacia do Paraná 22. Periférica Sul-Rio-Grandense.
    • Unidades de Relevo de Ross • PLANÍES: – 23. Rio Amazonas – 24. Rio Araguaia – 25. Pantanal do Rio Guaporé – 26. Pantanal Mato-Grossense – 27. Lagoas dos Patos e Mirim – 28. Planícies e Tabuleiros Litorâneos .
    • OBRIGADO PELA ATENÇÃO