0
Informação  e  Promoção  do  Produto  Turístico  “Férias”<br />JORDÂNIA<br />“A pérola do médio-oriente”<br />
Localização<br />
Principais Informações<br />Capital: Amã<br />Língua oficial: Árabe<br />Moeda: Dinar Jordaniano<br />Governo: Monarquia C...
História<br />O território que hoje é a Jordânia é parte de uma região historicamente rica. A sua história começou em 2000...
Geografia<br />A Jordânia é um país do Médio Oriente, limitado a norte pela Síria, a leste pelo Iraque, a sul pela Arábia ...
Atracções culturais /naturais<br />Castelo de Kerak:<br />O CastelodeKerak encontra-se a 140km a sul de Amã. O castelo pro...
Atracções culturais /naturais<br />Igreja de São Jorge (Amã):<br /> <br />Considerada como primeira igreja cristã do mundo...
Atracções culturais /naturais<br />O Tesouro “El-Khazneh” (Petra):<br /> <br />Considerado sem dúvida alguma o monumento m...
Atracções culturais /naturais<br />Shobak Castle:<br /> <br />O castelo de Shobak, a antiga fortaleza de Alexandre O Grand...
Atracções culturais /naturais<br />Mameluk Fort (Áqaba):<br /> <br />O Mameluk Fort é um dos principais marcos históricos ...
Atracções culturais /naturais<br />Qusair Amra (Amã):<br /> <br />Qusair Amra é o mais conhecido castelo do deserto na Jor...
Atracções culturais /naturais<br />Ajloun Castle:<br /> <br />Muito similar a uma fortaleza das Cruzadas o castelo foi con...
Atracções culturais /naturais<br />Umm Qays:<br /> <br />Umm Qays, fica situada a 110km a norte de Amã a 378 metros acima ...
Atracções culturais /naturais<br />Pella (Irbid):<br /> <br />Pella está localizada no Vale de Jordão, a norte de Irbid. P...
Atracções culturais /naturais<br />Umm al-Jimal:<br /> <br />Estas ruínas são um extenso assentamento rural construído de ...
Atracções culturais /naturais<br />Nimphaeum:<br /> <br />O Nimphaeum em Jerash, Jordânia foi construído em 191 DC. <br />...
Atracções culturais /naturais<br />Cidadela:<br /> <br />A Cidadela, localizada no meio de Amã foi ocupada logo após o per...
Atracções culturais /naturais<br />Mesquita do Rei Abdullah:<br /> <br />A mesquita está localizada no bairro El-Abdali e ...
Atracções culturais /naturais<br />Hippolytus Hall (Madaba):<br /> <br />HippolytusHall foi uma rica mansão bizantina onde...
Atracções culturais /naturais<br />Mar Morto:<br /> <br />O Mar Morto (que, na verdade, é um lago) está localizado a 400 m...
Atracções culturais /naturais<br />Monte Nebo:<br /> <br />Monte Nebo é local onde Deus se revelou a Moisés, e de onde Moi...
Atracções culturais /naturais<br />Deserto Wadi Rum:<br /> <br />O desertoWadi Rum também designado por “Vale da Lua”.<br ...
Atracções culturais /naturais<br />Mar Vermelho:<br /> <br />Formou-se há cerca de 55 milhões de anos, devido ao afastamen...
Atracções culturais /naturais<br />Golfo de Áqaba:<br /> <br />O golfo de Áqaba (Jordânia) também conhecido como golfo de ...
Atracções culturais /naturais<br />Rio Jordão:<br /> <br />Rio do sudoeste asiático, nasce no monte Hermon e apresenta, ao...
Atracções culturais /naturais<br />Siq:<br /> <br />O Siq é um longo desfiladeiro ondulado e estreito de 1,2 km de extensã...
Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Ajloun:<br /> <br />A Reserva Natural de Ajloun está localizada na r...
Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Aqaba:<br /> <br />O Golfo de Áqaba é famoso pela sua fauna marinha....
Atracções culturais /naturais<br />Azraq:<br /> <br />Azraq é a única zona húmida “Oásis” situada no coração do semi-árido...
Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Dana:<br /> <br />A Reserva Natural de Dana abrange 308 quilómetros ...
Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Mujib:<br /> <br />A Reserva Natural de Mujib é a menor reserva natu...
Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Shawmari:<br /> <br />A Reserva Natural de Shawmari foi criada em 19...
Atracções culturais /naturais<br />Área Protegida de Wadi Rum:<br /> <br />A paisagem lunar de Wadi Rum é única no mundo. ...
Eventos e Festivais<br />Jerash Festival of Culture and Arts:<br /> <br />Jerash é uma das mais famosas e bem conservadas ...
Eventos e Festivais<br />Amman International Theatre Festival:<br /> <br />O primeiro festival foi realizado em 1994, inic...
Eventos e Festivais<br /> <br />Teatro Romano:<br /> <br />O Teatro Romano de Amã é o mais impressionante legado romano da...
Eventos e Festivais<br /> <br />Jordan National Gallery of Fine Arts:<br /> <br />A Galeria Nacional de Belas Artes da Jor...
Eventos e Festivais<br /> Ramadão e o Eid al-Fitr:<br /> <br />O mês do Ramadão na Jordânia, como em todos os países muçul...
Eventos e Festivais<br /> The Roman Army and Chariot Experience:<br /> <br />Este internacionalmente espectáculo é compost...
Eventos e Festivais<br /> Distant Heat:<br /> <br />O Distant Heat é um concerto anual e um festival de dança realizado em...
Gastronomia<br /> Na Jordânia as refeições não são meramente uma função biológica, mas sim um momento de celebração. Em te...
PETRA<br />
PETRA<br />
PETRA<br />
PETRA<br />
PETRA<br />
PETRA<br />
MAR MORTO<br />
MAR MORTO<br />
MAR MORTO<br />
ÁQABA<br />
ÁQABA<br />
ÁQABA<br />
ÁQABA<br />
JERASH<br />
JERASH<br />
AMÃ<br />
AMÃ<br />
AMÃ<br />
AMÃ<br />
AMÃ<br />
AMÃ<br />
RANIA  &  ABDULLAH II<br />
Programas de Viagem<br />
Circuito “Os Nabateus e Mar Morto”<br />Saída: 5 Julho 2009  (8 dias / 7 noites)<br />Itinerário<br />1º dia - Lisboa / Is...
Circuito “Rota dos Bizantinos”<br />Saída: 5 Julho 2009  (9 dias / 8 noites)<br />Itinerário<br />1º dia - Lisboa / Istamb...
                 Visite:   www.jordania.fastcbr.com<br />
Trabalho realizado por:  João Frederico  &  Alexandre Oliveira<br />
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Jordania

3,464

Published on

Published in: Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,464
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
26
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Jordania"

  1. 1. Informação e Promoção do Produto Turístico “Férias”<br />JORDÂNIA<br />“A pérola do médio-oriente”<br />
  2. 2. Localização<br />
  3. 3.
  4. 4.
  5. 5. Principais Informações<br />Capital: Amã<br />Língua oficial: Árabe<br />Moeda: Dinar Jordaniano<br />Governo: Monarquia Constitucional<br />Religião: Islão<br />Principais cidades: Amã, Áqaba, Jerash, Irbid, Karak<br />Documentação necessária: Os cidadãos portugueses necessitam de levar passaporte com validade mínima de 3 meses<br />Principais aeroportos: Queen Alia International Airport, Marka Airport, King Hussein International Airport<br />Principais companhias aéreas: Royal Jordanian Airlines, Royal Wings, Jordan Aviation, Arab Wings<br />Diferença horária: + 2 horas que Portugal Continental<br />População: +- 6.000.000 habitantes<br />Clima: Principalmente árido e desértico<br />
  6. 6. História<br />O território que hoje é a Jordânia é parte de uma região historicamente rica. A sua história começou em 2000 a.C., quando os Semitas formaram uma colónia à volta do rio Jordão numa área chamada Canaã. No fim da primeira guerra mundial, o território que agora compreende Israel, Jordânia, a Cisjordânia, a Faixa de Gaza e Jerusalém foi concedido ao Reino Unido, assim como o controle da Palestina e da Transjordânia. O domínio sob a Transjordânia acabou a 22 de Maio de 1946, três dias depois o país tornou-se o independente Reino Hashemita da Transjordânia. <br />Em 1950, o país tomou o nome de “Reino Hashemita da Jordânia” para incluir as porções da Palestina anexadas pelo Rei Abdullah. Enquanto reconhecia a administração jordaniana sobre a Cisjordânia, os EUA mantiveram a posição que a soberania definitiva era assunto para um futuro acordo. Em 1988, a Jordânia renunciou todas as reivindicações sobre a Cisjordânia, mas teve um papel administrativo sob uma colonização final, e o tratado com Israel permitiu a continuidade do papel jordaniano nos lugares sagrados dos muçulmanos em Jerusalém.<br />A Jordânia não participou da Guerra do Golfo de 1990-91. Em 1991, a Jordânia aceitou juntamente com representantes da Síria, Líbano e Palestina participar nas negociações de paz directas com Israel sendo estas mediadas pelos Estados Unidos e pela Rússia. Foi negociado o fim das hostilidades com Israel e assinado um tratado de paz em 25 de Julho de 1994. Desde então, a Jordânia procura ficar em paz com todos os seus vizinhos.<br />HiISTORY & CULTURE<br />
  7. 7. Geografia<br />A Jordânia é um país do Médio Oriente, limitado a norte pela Síria, a leste pelo Iraque, a sul pela Arábia Saudita e a oeste pelo Golfo de Aqaba (o qual faz fronteira marítima com o Egipto).<br />O país é assentado sobre os alicerces da antiguidade, sendo dominado pelo fértil Vale de Jordão, é uma ponte entre o mar e o deserto, o leste e o oeste. O rio Jordão é o mais importante rio do país, formando um profundo vale onde se encontram a maioria das principais cidades. A Jordânia não tem saída para o mar e o seu território é constituído maioritariamente por áreas desérticas. Na parte oeste do país, existe uma região montanhosa, e o Vale do Rift separa as margens leste e oeste do rio Jordão. O Mar Morto, que a Jordânia compartilha com Israel, é a região mais baixa de todo o planeta, situando-se a mais de 400 metros abaixo do nível do mar.<br />GEOGRAPHY<br />
  8. 8.
  9. 9.
  10. 10. Atracções culturais /naturais<br />Castelo de Kerak:<br />O CastelodeKerak encontra-se a 140km a sul de Amã. O castelo propriamente dito está construído sobre impressionantes muralhas numa colina de 930 metros acima do nível da água do mar. <br />O castelo foi começado a ser construído por volta de 1140 por ordem de Balduíno II, rei cristão de Jerusalém. Mais tarde, entre 1183 e 1189 Saladino cercou por 3 vezes o castelo até o conseguir conquistar, durante estes cercos os habitantes foram obrigados a vender as mulheres e os filhos em troca de comida.<br />Mais recentemente, durante o domínio otomano, o castelo desempenhou um papel importante por se encontrar na intersecção das rotas entre a Síria, Arábia e Egipto. Ainda hoje existem no local alguns canhões dessa época. O castelo é uma mistura de arquitectura bizantina, árabe e europeia e encontra-se actualmente em recuperação, estando aberto desde 2004, existe um interessante museu numa das partes recuperadas do seu interior que conta a história do castelo e das cruzadas.<br />
  11. 11. Atracções culturais /naturais<br />Igreja de São Jorge (Amã):<br /> <br />Considerada como primeira igreja cristã do mundo, foi construída entre os anos 33 e 70 de nossa Era e situa-se na localidade jordaniana de Rihab, a 40Km a nordeste da capital Amã.<br />Diz-se que foi o local que abrigou os discípulos de Jesus Cristo, tendo servido de abrigo para os cristãos fazerem a sua oração quando a sua religião era perseguida. A sua estrutura é circular e conta com vários assentos de pedra para os sacerdotes.<br />.<br />
  12. 12. Atracções culturais /naturais<br />O Tesouro “El-Khazneh” (Petra):<br /> <br />Considerado sem dúvida alguma o monumento mais importante da cidade de Petra.<br />Trata-se de um monumento com uma fachada em estilo helenístico com cerca de 43 metros de altura encravada na rocha.<br />O edifício da Câmara do Tesouro, em Petra, foi utilizado como cenário no filme Indiana Jones e a Última Cruzada.<br />
  13. 13. Atracções culturais /naturais<br />Shobak Castle:<br /> <br />O castelo de Shobak, a antiga fortaleza de Alexandre O Grande. Herói árabe que conquistou e uniu pela religião todo o povo árabe e tem como seu maior feito a vitória sobre os romanos e a sua cruzada.<br />A fortaleza em si, está em grande parte em ruínas, mas não deixa de ser um dos pontos turísticos da Jordânia, foi construída em 1115. O castelo sofreu inúmeros ataques por Saladino tendo sido restaurado no séc. XIV.<br />O castelo está empoleirado no topo de uma pequena colina a nordeste da vila de Shobak. Existem ruínas de casas de banho, cisternas, canais pluviais e outras obras que têm permanecido ao longo dos tempos.<br /> <br />
  14. 14. Atracções culturais /naturais<br />Mameluk Fort (Áqaba):<br /> <br />O Mameluk Fort é um dos principais marcos históricos de Áqaba e foi reconstruído pelos “Mameluks” no século XVI. Contém uma praça de forma semi-circular e flanqueada por torres, a fortaleza é marcada com várias inscrições o último período da dinastia islâmica.<br /> <br />
  15. 15. Atracções culturais /naturais<br />Qusair Amra (Amã):<br /> <br />Qusair Amra é o mais conhecido castelo do deserto na Jordânia dos dias de hoje. O castelo foi construído nos princípios do século VIII (provavelmente entre 711 e 715) pelo califa omíada Walid I. O castelo é um exemplo da primeira arquitectura e arte islâmica. O castelo era usado como retiro pelo califa ou pelos seus filhos para desporto e prazer, tem vários frescos que representam cenas de caça, de frutos e de mulheres nuas. O castelo também contém um complexo de banhos com um tecto tri-abobadado que mostra a influência romana.<br />Actualmente, Qusair Amra está num péssimo estado de preservação em relação a outros castelos do deserto, com graffiti danificando alguns frescos. No entanto, um projecto de recuperação já está a decorrer. O poço e o sistema de água já podem ser vistos.<br />A estrutura abandonada foi redescoberta por Alois Musil em 1898 e foi declarado Património Mundial da UNESCO em 1985<br />
  16. 16. Atracções culturais /naturais<br />Ajloun Castle:<br /> <br />Muito similar a uma fortaleza das Cruzadas o castelo foi construído em 1184-85 por muçulmanos como uma fortaleza militar de forma a proteger a região de serem invadidos pelas Cruzadas e como uma base para desenvolver e controlar as minas de ferro de Ajloun. <br />Foi mandado ser construído sobre as ordens do governador local, Ezz Eddin Osama bin Munqethe, um sobrinho do líder Saladino. Este magnífico exemplo da arquitectura árabe e islâmica foi construído como um rectângulo de quatro torres quadradas e uma entrada no lado sul dominando uma grande extensão do norte e do Vale do Jordão . O castelo de Ajloun protegia a comunicação entre as rotas da Jordânia e da Síria. O castelo é um dos melhores e mais completos castelos mais bem preservados da arquitectura militar árabe e islâmica. A vista do castelo na direcção do Vale do Jordão é um dos grandes atractivos deste local histórico. <br />Segundo a tradição no lugar do castelo existiu um mosteiro que era habitado por um monge cristão chamado Ajloun; quando a mosteiro caiu em ruínas, o castelo teve o seu lugar e o nome desse mesmo monge cristão.<br />
  17. 17. Atracções culturais /naturais<br />Umm Qays:<br /> <br />Umm Qays, fica situada a 110km a norte de Amã a 378 metros acima do nível do mar com uma vista magnífica sobre o rio Yarmouk, os Montes Golan, e do Lago Tiberíades, a cidade era conhecida como Gadara, uma das mais brilhantes cidades da Decápolis. <br />Em tempos antigos, Gadara foi estrategicamente utilizada devido à sua localização para importantes rotas comerciais ligando Síria à Palestina.<br /> <br />
  18. 18. Atracções culturais /naturais<br />Pella (Irbid):<br /> <br />Pella está localizada no Vale de Jordão, a norte de Irbid. Pella era uma das cidades que compunham a Decápolis.<br /> A cidade foi local de uma das primeiras igrejas do cristianismo e foi um refúgio para os cristãos de Jerusalém que fugiam da grande revolta judaica. <br />A cidade foi destruída pelo terramoto no ano 749, apenas uma pequena aldeia permaneceu na área e pequenas porções das ruínas foram escavadas. <br />Pella é excepcionalmente rica em antiguidades e para além das escavações das ruínas greco-romanas, Pella oferece aos visitantes a oportunidade de ver os restos da Idade do Bronze e da Idade de Ferro nos muros da cidade, igrejas bizantinas e casas, um bairro residencial islâmico e uma pequena mesquita medieval.<br />
  19. 19. Atracções culturais /naturais<br />Umm al-Jimal:<br /> <br />Estas ruínas são um extenso assentamento rural construído de basalto preto, a leste de Mafraq, no nordeste de Amã, na Jordânia.<br />Está localizado na beira de uma série de fluxos de basalto vulcânico que estabelece a partir do declive de uma montanha.<br />O interior está mergulhado numa beleza misteriosa, muralhas executadas em todas as direcções sem aparente plano ou ordem. Empilhadas ordenadamente em cursos de pedra saliente, onde azul cinzento do basalto dá uma sensação de sombra contrariando a labareda de brilhantes provenientes do deserto.<br />Após sobreviver a um número de eventos catastróficos, incluindo a invasão persa, pragas, terramotos e menores, a cidade foi destruída por um grande terramoto em 747.<br />As ruínas de Umm al-Jimal agora conhecido como o “Oásis Preto” por causa da rocha de basalto preto que muitas das suas casas, igrejas, quartéis e fortalezas foram construídas. Umm al-Jimal pode ter tido qualquer coisa como 10.000 habitantes durante o seu apogeu.<br />.<br />
  20. 20. Atracções culturais /naturais<br />Nimphaeum:<br /> <br />O Nimphaeum em Jerash, Jordânia foi construído em 191 DC. <br />A fonte foi originalmente embelezada com mármore virada sobre o nível inferior, pintada de gesso sobre o nível superior e coberta com um telhado em cúpula, formando um gigantesco retiro<br />
  21. 21. Atracções culturais /naturais<br />Cidadela:<br /> <br />A Cidadela, localizada no meio de Amã foi ocupada logo após o período Neolítico, e durante a Idade do Bronze.<br />Desta antiga cidade, registam-se os vestígios do Templo de Hércules, uma cisterna, uma igreja bizantina e uma mesquita<br />
  22. 22. Atracções culturais /naturais<br />Mesquita do Rei Abdullah:<br /> <br />A mesquita está localizada no bairro El-Abdali e foi concluída em 1990, como um memorial para o falecido rei Hussein, é um exemplo de arquitectura islâmica moderna<br />O Museu Islâmico conta com uma colecção de cerâmica e fotografias de sua majestade o rei Abdullah I, está localizado no interior da mesquita.<br />
  23. 23. Atracções culturais /naturais<br />Hippolytus Hall (Madaba):<br /> <br />HippolytusHall foi uma rica mansão bizantina onde foram encontrados vários mosaicos em 1982, debaixo da actual Igreja da Virgem considerada um dos tesouros de Madaba.<br />
  24. 24. Atracções culturais /naturais<br />Mar Morto:<br /> <br />O Mar Morto (que, na verdade, é um lago) está localizado a 400 metros sob o nível do mar. As suas águas têm uma percentagem de sal que não tem comparação com nenhuma concentração de água salgada existente em qualquer outro lugar do mundo. Isso também determina a presença de outros minerais e a grande densidade da água que fica tão viscosa como óleo.<br />As margens do Mar Morto são o ponto seco mais baixo da superfície terrestre e sua alta salinidade contida na água impede a existência de quase todo o tipo de vida, apenas as bactérias sobrevivem.<br />A pressão atmosférica é a mais elevada do planeta e a sua taxa de oxigénio é 15% superior a do nível do mar.<br />
  25. 25. Atracções culturais /naturais<br />Monte Nebo:<br /> <br />Monte Nebo é local onde Deus se revelou a Moisés, e de onde Moisés teria visto Canaã, a terra prometida. A vista panorâmica do local chega a parecer um desenho ou um quadro perfeito.<br />Trata-se de um lugar de peregrinação, que foi visitado pelo papa João Paulo II no ano 2000. O Monte Nebo fica a cerca de 10 minutos de Madaba de carro.<br />
  26. 26. Atracções culturais /naturais<br />Deserto Wadi Rum:<br /> <br />O desertoWadi Rum também designado por “Vale da Lua”.<br />Local onde se desfrutar o fascínio e a beleza do deserto, onde vales e torres de pedra se destacam da areia branca e rosa.<br />Deserto de paisagens de feição lunar onde se pode percorrer as fantásticas dunas e os acampamentos beduínos.<br />
  27. 27. Atracções culturais /naturais<br />Mar Vermelho:<br /> <br />Formou-se há cerca de 55 milhões de anos, devido ao afastamento progressivo das placas da Arábia e de África. Desde então, está em expansão contínua e aumenta cerca de 1,5 cm por ano. Actualmente tem apenas 1.932 km de comprimento e 362 km de largura máxima, no entanto, pensa-se que poderá vir a ser um novo oceano dentro de muitos milhões de anos.<br />As suas águas são de um verde azulado intenso, são invadidas por grandes surtos de algas microscópicas que depois de morrerem, estas conferem à água um forte tom castanho avermelhado, que está na origem do seu nome Mar Vermelho.<br />A água do Mar Vermelho é uma das mais quentes e salgadas do mundo, factores como a sua localização geográfica e as poucas fontes de água doce, contribuem para que isto aconteça. Nenhum rio desagua nas águas deste mar, que se situa numa zona com pouca chuva e caracterizada por temperaturas elevadas (que faz com que aumente a evaporação). Estas condições únicas fazem com que o Mar Vermelho seja particularmente rico em espécies endémicas.<br />
  28. 28. Atracções culturais /naturais<br />Golfo de Áqaba:<br /> <br />O golfo de Áqaba (Jordânia) também conhecido como golfo de Elat (Israel) está situado entre a península de Sinai e Arábica. Além da Jordânia, também são banhados pelo golfo Israel, Egipto e Arábia Saudita, num total de quatro países.<br />O golfo de Áqaba é um dos dois golfos criados pela bifurcação, na parte norte do Mar Vermelho, que forma o Sinai: O de Áqaba está situado a leste da península e o de Suez a oeste.<br />O golfo de Áqaba chega a ter até 24 km de largura e 160 km de comprimento. Nesta região cada país conta com uma cidade importante, Elat em Israel e Áqaba na Jordânia.<br />As águas são óptimas sendo possível admirar corais fantásticos (cerca de 140 espécies, das quais 40 são autóctones), além de inumeráveis peixes exóticos. Toda a área do golfo de Áqaba não é somente rica em corais, mas oferece uma ampla biodiversidade e no fundo do mar descansam numerosos restos de naufrágios.<br />Geologicamente o golfo de Áqaba faz parte da área setentrional da Rift Valley, que se estende do vale onde se encontra o Mar Morto e continua até o Triângulo de Afar, na costa da África Oriental. O golfo é muito estreito e profundo.<br />
  29. 29. Atracções culturais /naturais<br />Rio Jordão:<br /> <br />Rio do sudoeste asiático, nasce no monte Hermon e apresenta, ao longo de todo o seu percurso, cerca de 270 km.<br />Percorre a região do vale do Grande Rift até ao Mar Morto constituindo a fronteira natural de Israel com a Jordânia.<br />Forma, a leste de Galileia um lago, outrora chamado mar de Tiberíades&quot;, designado agora por mar da Galileia. Sendo uma das mais valiosas fontes de água daquela região, é também considerado um dos rios mais sagrados do mundo.<br />Na Bíblia constitui o cenário de diversos milagres, segundo o Evangelho, terá sido nas suas margens que Jesus Cristo foi baptizado por S. João Baptista e que Naaman terá sido curado da lepra após ter mergulhado no rio Jordão sete vezes.<br />
  30. 30. Atracções culturais /naturais<br />Siq:<br /> <br />O Siq é um longo desfiladeiro ondulado e estreito de 1,2 km de extensão e 100 metros de altura que forma a entrada da antiga cidade de Petra.<br />Trata-se de um desfiladeiro de arte natural tendo sido criada há milhões de anos, graças à maleabilidade do arenito. A rocha sedimentária é geralmente composta de minúsculos grãos de quartzo e feldspato, dois dos minerais mais comuns na superfície da Terra. As diversas camadas são finalmente cimentadas entre elas pela penetração de outros minerais nos espaços entre os grãos de areia. Assim como acontece com as areias, o arenito chega a nossos olhos com as mais diferentes cores.<br />Aqui neste desfiladeiro a variação é imensa e pode-se encontrar todas as tonalidades quentes desde do vinho ao amarelo claro, as transições do vermelho ao azul passando pelo roxo e violeta e diferentes tons de castanhos, beges e cinzas sem esquecer as cores neutras como o branco e o negro.<br />A 6 de Dezembro de 1985 esse desfiladeiro foi protegido como Património Mundial da UNESCO.<br />.<br />
  31. 31. Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Ajloun:<br /> <br />A Reserva Natural de Ajloun está localizada na região alta de Ajloun (a norte de Amã), trata-se de uma reserva dominada por bosques de carvalhos, alfarrobeiras. A Reserva foi criada em 1988, quando um programa de reprodução em cativeiro foi iniciado. <br />Estas árvores têm sido importantes para a população local, devido à sua madeira, beleza cénica e muitas vezes para a medicina e alimentação.<br />.<br />
  32. 32. Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Aqaba:<br /> <br />O Golfo de Áqaba é famoso pela sua fauna marinha. É o braço oriental do Mar Vermelho, medindo uma extensão de 180 quilómetros e uma largura de 25 quilómetros, com uma orla costeira partilhada pelo Egipto, Arábia Saudita, Israel e Jordânia.<br />O Golfo de Áqaba tem o maior ecossistema de corais do mundo setentrional. A temperatura da água é de 23°C, a ausência de tempestades e de correntes cria um ambiente acolhedor para o crescimento de corais.<br />O golfo é o lar de mais 110 espécies de corais moles e de 120 espécies de corais duros. Os recifes possibilitam o acolhimento de mais de 1000 espécies de peixes, corais, crustáceos e mamíferos que vivem nas suas águas. Tem como exemplos de animais os seguintes, o caranguejo, o camarão, a lagosta, como também aparecem sazonalmente espécies como as tartarugas, golfinhos e os inofensivo tubarão baleia, todas estas espécies em busca de alimento. <br />
  33. 33. Atracções culturais /naturais<br />Azraq:<br /> <br />Azraq é a única zona húmida “Oásis” situada no coração do semi-árido deserto da Jordânia, uma das várias belas reservas naturais gerida pela Real Sociedade para a Conservação da Natureza (RSCN). As suas atracções incluem várias piscinas naturais. Grandes variedades de aves param na reserva para um descanso durante as suas árduas rotas migratórias entre a Ásia e a África. <br />
  34. 34. Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Dana:<br /> <br />A Reserva Natural de Dana abrange 308 quilómetros quadrados e é um mundo de tesouros naturais. É composto por uma cadeia de montanhas e vales que se estendem desde o início do Vale do Jordão até ás planícies do deserto. <br />A reserva contém uma notável diversidade de paisagens, que variam de florestas altas, encostas rochosas, planícies de cascalho e de dunas de areia. Além disso, Dana apoia fauna diversificada, que inclui uma variedade de espécies raras de plantas e animais.<br />
  35. 35. Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Mujib:<br /> <br />A Reserva Natural de Mujib é a menor reserva natural do mundo, com uma variedade de paisagens espectaculares perto da costa leste do Mar Morto. A reserva está localizada dentro da garganta profunda de WadiMujib que penetra no Mar Morto a 410 metros abaixo do nível do mar.<br />A reserva estende-se até ás montanhas de Karak e de Madaba, chegando a 900 metros acima do nível do mar em alguns lugares. Mais de 300 espécies de plantas, 10 espécies de carnívoros e numerosas espécies de aves migratórias permanentes têm sido registadas. Algumas das áreas remotas da montanha e do vale são difíceis de atingir, e, portanto, oferecem refúgio para espécies raras de gatos, cabras e outros animais de montanha. As areias e as falésias da montanha são um habitat ideal para um dos mais belos caprinos do mundo, o Ibex.<br />
  36. 36. Atracções culturais /naturais<br />Reserva Natural de Shawmari:<br /> <br />A Reserva Natural de Shawmari foi criada em 1975 pela RSCN como um centro de reprodução de espécies extintas ou ameaçadas da fauna. Hoje, com os seguintes programas de criação de alguns dos principais do mundo selvagem parques e jardins, Esta pequena reserva com cerca de 22 quilómetros quadrados constituem um próspero ambiente protegido para algumas das mais raras espécies de animais no Médio Oriente, tais como avestruzes, gazelas e onagers, que são representadas em muitos mosaicos bizantinos do séc.VI. Esta reserva é um autêntico habitat protegido da caça.<br />
  37. 37. Atracções culturais /naturais<br />Área Protegida de Wadi Rum:<br /> <br />A paisagem lunar de Wadi Rum é única no mundo. O seu deserto é pontilhado com enormes montanhas, coloridas em tons de vermelho, amarelo e laranja.<br />O ecossistema de Wadi Rum possui muitas plantas endémicas raras. A Primavera revela centenas de espécies de flores silvestres. Cerca de 120 espécies de aves foram registadas na área, incluindo o Grifo, outros animais como o lobo cinzento, o gato da areia, o Ibex já foram vistos nesta área. Uma actividade que continua a atrair os turistas a Wadi Rum é o alpinismo.<br />
  38. 38.
  39. 39. Eventos e Festivais<br />Jerash Festival of Culture and Arts:<br /> <br />Jerash é uma das mais famosas e bem conservadas cidades romanas no mundo, e desde 1980 tem vindo a organizar este grande festival internacional.<br />Os Teatros norte e sul, o Templo Artemis, o Arena Hall e outros locais, localizados na antiga cidade, a uma curta distância da moderna Jerash, são utilizados para festivais performances de dança, música, teatro e poesia por artistas de 30 países. <br />
  40. 40. Eventos e Festivais<br />Amman International Theatre Festival:<br /> <br />O primeiro festival foi realizado em 1994, iniciado por membros de Amã. O objectivo é encorajar as alternativas ao actual ambiente no qual os artistas trabalham no mundo árabe, bem como aumentar a sua exposição a um mais amplo espectro de actividade artística. Os oito dias de actividades são confeccionados com performances do (Egipto, Síria, Líbano, Suíça, Itália, Palestina, Jordânia, Suécia e Turquia), oficinas, filmes e três workshops (técnicas de som, improvisação e dança). Além disso, uma reunião sobre a documentação artística e a sua história, de uma forma oral, e na parte final do festival está prevista uma reunião de forma a discutir as relações entre a Comunidade Europeia e os dirigentes árabes.<br />
  41. 41. Eventos e Festivais<br /> <br />Teatro Romano:<br /> <br />O Teatro Romano de Amã é o mais impressionante legado romano da Filadélfia e foi construído por Antonius Pio (138-161AD). Cortado na rocha de uma colina, tem uma capacidade para 6.000 pessoas sentadas.<br />O Teatro Romano nos dias de hoje ainda é utilizado hoje para produções teatrais e musicais. Na área em redor do anfiteatro é também a casa de dois pequenos, mas bastante interessantes museus: o Museu da Tradição Popular e o Museu doFolclore.<br />
  42. 42. Eventos e Festivais<br /> <br />Jordan National Gallery of Fine Arts:<br /> <br />A Galeria Nacional de Belas Artes da Jordânia, em Amã apresenta aos seus anfitriões uma soberba colecção de pinturas, esculturas, fotografias e de cerâmica contemporânea. Destina-se a encorajar a diversidade cultural, artística aumentando o conhecimento e promovendo o desenvolvimento da arte do mundo islâmico.<br />Desde que foi fundado pela Sociedade Real de Belas Artes em 1979, a galeria tem grandiosamente ampliado e agora possui cerca de 2000 peças de trabalho de mais de 800 artistas de vários países. Palestras, seminários, workshops e outras actividades, como concertos, leituras e poesias também são realizadas aqui.<br />
  43. 43. Eventos e Festivais<br /> Ramadão e o Eid al-Fitr:<br /> <br />O mês do Ramadão na Jordânia, como em todos os países muçulmanos de todo o mundo, é comemorado com jejum e com o espectacular banquete, festa de Eid-al-Fitr e no final as famílias reúnem-se para celebrar o fim de jejum e suspirar de alívio o facto de se poder comer novamente. <br />O mês do Ramadão é, em teoria, uma oportunidade para que os religiosos muçulmanos possam mostrar o seu empenho e privando-se do prazer sensual dos alimentos e orientando o seu pensamento unicamente para Deus. É uma altura para exercícios espirituais de oração e de comunhão espiritual, seja em casa ou nas mesquitas. Na prática, para muitos muçulmanos na Jordânia, bem como em outros países o Ramadão significa passar fome grande parte do dia. <br />Segundo a tradição, os méritos acumulados através de manter o jejum pode ser destruído pelos cinco seguintes actos (que são proibidas durante o resto do ano também, mas que são especialmente condenados durante o Ramadão): dizer uma mentira, caluniar, denunciar alguém por trás das costas, um falso juramento e a ganância ou cobiça. Estes actos reflectem a ética e o carácter moral do jejum, um facto que não é tortura ou punição, mas um instrumento para serve para aguçar a percepção do indivíduo do Divino e organizar os pensamentos dispersos no quotidiano da vida mundana.<br />
  44. 44. Eventos e Festivais<br /> The Roman Army and Chariot Experience:<br /> <br />Este internacionalmente espectáculo é composto por cerca de 40 totalmente equipados gladiadores envolvidos na antiga batalha táctica, lutando e competindo em corridas de carruagem.<br />Realizada no recém restaurado Jerash Hippodrome, também conhecido como Circo Gerasa, o evento oferece aos visitantes uma autêntica réplica do espectáculo que costumava ter lugar há cerca de 2000 anos atrás. A participação da audiência é esperada, decidindo o destino do perdedor colocando o polegar para cima ou para baixo.<br />
  45. 45. Eventos e Festivais<br /> Distant Heat:<br /> <br />O Distant Heat é um concerto anual e um festival de dança realizado em dois locais na Jordânia. <br />A diversão começa com uma festa de música e de dança electrónica toda a noite no magnífico deserto Wadi Rum. A festa continua no dia seguinte com partes de praia e de piscina no Mar Vermelho, no resort de Áqaba apenas a 40 quilómetros de distância.<br />As taxas de entrada incluem um número de bebidas, jantar e café da manhã. Por uma pequena taxa adicional, os visitantes podem alugar barracas e acampar durante a noite. O transporte entre as duas localidades é prestado.<br />
  46. 46. Gastronomia<br /> Na Jordânia as refeições não são meramente uma função biológica, mas sim um momento de celebração. Em termos culinários, a Jordânia tem muitas influências da Síria, Líbano e Palestina, e, como tal, goza de uma das mais sofisticadas e elaboradas cozinhas. Os ricos alimentos jordanianos juntamente com a sua famosa hospitalidade originam uma atmosfera de festa cada vez que uma refeição é servida.<br />A autêntica cozinha jordaniana pode variar desde grelhados (shishkababs, shish taouks), produtos hortícolas (uva, beringela), carne e aves para enchimento. Também é muito comum na Jordânia assar e/ou preparar alimentos com molhos especiais.<br />A alimentação é um aspecto muito importante dentro da cultura jordaniana. Na maioria das aldeias as refeições são eventos muito importantes, que fazem questão que a família e a comunidade estejam presentes. Além disso, o alimento é utilizado por jordanianos exprimirem a sua hospitalidade e generosidade.<br />Os alimentos mais populares na cozinha árabe, em geral, são os petiscos, também conhecidos como mezze ou muqabalat.<br />O mais comum e popular dos aperitivos são o hummous, que é um puré de grão-de-bico misturado com tania (gergelim, sementes), limão e alho. Moudames é outro aperitivo bem conhecido.<br />Koubba é uma bola oval de carne, trigo, ervas aromáticas e pinhões profundamente frito. Claro que quando falamos em alimentos jordanianos temos de referir o mais distintivo prato típico, o Mansaf. O Mansaf é um prato beduíno que muitas vezes simboliza uma ocasião, consiste em arroz árabe num rico caldo feito de leite azedo seco de cordeiro<br />Não importa qual seja a sua preferência, a cozinha jordaniana vai oferecer-lhe algo para agradar o seu paladar. Existe uma história de hospitalidade e ricas tradições culturais que vêm com cada prato jordaniano. Bom apetite…<br />.<br />
  47. 47.
  48. 48. PETRA<br />
  49. 49. PETRA<br />
  50. 50. PETRA<br />
  51. 51. PETRA<br />
  52. 52. PETRA<br />
  53. 53. PETRA<br />
  54. 54. MAR MORTO<br />
  55. 55. MAR MORTO<br />
  56. 56. MAR MORTO<br />
  57. 57. ÁQABA<br />
  58. 58. ÁQABA<br />
  59. 59. ÁQABA<br />
  60. 60. ÁQABA<br />
  61. 61. JERASH<br />
  62. 62. JERASH<br />
  63. 63. AMÃ<br />
  64. 64. AMÃ<br />
  65. 65. AMÃ<br />
  66. 66. AMÃ<br />
  67. 67. AMÃ<br />
  68. 68. AMÃ<br />
  69. 69. RANIA & ABDULLAH II<br />
  70. 70. Programas de Viagem<br />
  71. 71. Circuito “Os Nabateus e Mar Morto”<br />Saída: 5 Julho 2009 (8 dias / 7 noites)<br />Itinerário<br />1º dia - Lisboa / Istambul / Amã<br />2º dia – Amã / Deserto / Mar Morto / Amã<br />3º dia – Amã / Madaba / Umm Qais / Amã<br />4º dia – Amã / Monte Nebo / Kerak / Petra<br />5º dia - Petra<br />6º dia – Petra / Wadi Rum / Mar Morto<br />7º dia – Mar Morto<br />8º dia – Mar Morto / Istambul / Lisboa<br />O Preço incluiPassagem aérea Lisboa / Amã e vice-versa em classe turística e com transporte de 20 kgs de bagagem; transporte do aeroporto ao hotel e vice-versa; guia Português de Lisboa a Lisboa; estada nos hotéis indicados no itinerário ou outros de categoria similar; 6 jantares e 4 almoços durante todo o itinerário; visitas panorâmicas com guia local: Panorâmica de Amã, Taxas de aeroporto, hoteleiras, turismo, serviço e Iva.O Preço não incluiBebidas às refeições, gratificações e/ou outras despesas de carácter pessoal<br />Preço final p/pessoa: 1.519€<br />Informação completa do programa em anexo<br />
  72. 72. Circuito “Rota dos Bizantinos”<br />Saída: 5 Julho 2009 (9 dias / 8 noites)<br />Itinerário<br />1º dia - Lisboa / Istambul / Damasco<br />2º dia – Damasco<br />3º dia – Damasco / Palmira<br />4º dia – Palmira / Hama / Alepo<br />5º dia – Alepo<br />6º dia – Alepo / Maaloula / Damasco<br />7º dia – Damasco / Jerash / Amã<br />8º dia – Amã / Kerek / Petra<br />9º dia – Petra / Amã / Lisboa<br />O Preço incluiPassagem aérea Lisboa / Damasco / Amã e vice-versa em classe turística e com transporte de 20 kgs de bagagem; transporte do aeroporto ao hotel e vice-versa; guia Português de Lisboa a Lisboa; estada nos hotéis indicados no itinerário ou outros de categoria similar; 6 jantares e 4 almoços durante todo o itinerário; visitas panorâmicas com guia local: Panorâmica de Amã, Taxas de aeroporto, hoteleiras, turismo, serviço e Iva.O Preço não incluiBebidas às refeições, gratificações e/ou outras despesas de carácter pessoal<br />Preço final p/pessoa: 2.139€<br />Informação completa do programa em anexo<br />
  73. 73. Visite: www.jordania.fastcbr.com<br />
  74. 74. Trabalho realizado por: João Frederico & Alexandre Oliveira<br />
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×