• Like
Crase e as placas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Crase e as placas

  • 6,349 views
Published

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
6,349
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
41
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.
  • 2. Você já deve ter visto alguma placa de sinalização com erros de português como “à 100 metros” (com crase antes de um numeral) ou “de segunda à sábado” (novamente um erro de crase).  
    Na foto ao lado, flagramos outro erro. Descubra e justifique.
  • 3. Crase com números - De 1 a 10 / de segunda a sexta / da 1ª à 4ª
    Crase com números:
    "Lombada a 100 metros ou lombada à 100 metros?
    Ocorre crase antes de números?”
    A rigor não. A forma correta, no seu exemplo, é a primeira, porque o a que se encontra na frente do número é uma simples preposição. O que pode ocorrer é você visualizar uma crase – correta – diante de um numeral em casos como estes:
    Li da página 1 à 10. Caminhou da rua Augusta à 7 de Setembro. Na verdade o a craseado se refere aí a um substantivo feminino subentendido, que não se repete por questão de estilo: Li da página 1 à página 10. Caminhou da rua Augusta à rua 7 de Setembro.
    BBAY: da (coloque crase) , de (não coloque).
    Ex: Estude da página 5 à 9.
  • 4. Se a expressão adverbial for formada por palavra masculina ou se a preposição que introduz a expressão adverbial for outra diferente de "a", não ocorrerá a crase. Observem:
    Trazia a bolsa a tiracolo.
    Atravessou o rio a nado.
    Escreveu a resposta a lápis.
    Fez tudo a toque de caixa.
    A cor fica a critério do cliente.
    Chegou após as dez horas.
    Ele não vê o irmão desde a semana passada.
    A reunião ficou marcada para as cinco da tarde.
    Venda A prazo ≠ Venda Á vista.No primeiro caso não há crase, pois a locução é uma palavra masculina.Mas, quando a locução for feminina, como no segundo caso, ocorre a fusão da preposição A + o artigo A, logo a crase deve ser marcada.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. Aplique o BIZU.
  • 9. "Entidades assistenciais" é plural, então, o artigo que acompanha tem de ser plural também.
  • 10. Não existe crase antes de palavra masculina.
    A segunda está correta
  • 11.
  • 12. Achei que o preço fosse único! Além dessa crase horrorosa...
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16. 01. Após a leitura dos fragmentos abaixo, percebe-se que estes estão desordenados, sem obedecerem a uma sequência lógica. É preciso, portanto, para que a mensagem gere resultados satisfatórios, que haja coesão entre eles. Observeos. I. O PSAI cria metodologias adequadas para o envolvimento da indústria.II. Aproximadamente 10% da população brasileira têm deficiência (dados da Organização Mundial de Saúde).III. A ação mobiliza esforços para a melhoria da qualidade de vida, o aumento da empregabilidade e a formaçãoda cidadania.IV. O Programa SENAI de Ações Inclusivas-PSAI promove o acesso de pessoas com necessidades especiais aoscursos profissionalizantes da Instituição.V. O trabalho envolve desde a eliminação de barreiras arquitetônicas até a capacitação de docentes em libras ebraile.VI. Em Pernambuco, são cerca de 751 mil. Ordenando-se os textos, de tal forma que exista coesão entre eles, a sequência CORRETA está contida na alternativaA) III, V, II, I, IV e VI.B) II, VI, IV, V, I e III. D) I, IV, III, II, V e VI.C) VI, I, II, IV, III e V. E) II, I, IV, V, III e VI.
  • 17. 02. Sobre os itens abaixo:
    Em Pernambuco, são cerca de 751 mil – o termo sublinhado poderia ser substituído por aproximadamente, sem causar qualquer prejuízo semântico.
    II. O PSAI cria metodologias adequadas para o envolvimento da indústria – o termo sublinhado tem como umdeseus sinônimos o vocábulo benéficas.
    III. O Programa SENAI de Ações Inclusivas - PSAI promove o acesso de pessoas com necessidades especiais aoscursosprofissionalizantes da Instituição. – se o termo sublinhado fosse substituído por impossibilita, a mensagem não sofreria prejuízo em termos de significado.
    IV. O trabalho envolve desde a eliminação de barreiras arquitetônicas até a capacitação de docentes em libras e braile – o termo limita poderia substituir o vocábulo sublinhado, sem alterar o sentido da mensagem.
    Somente está CORRETO o que se afirma em
    A) I. B) II e III. C) I, III e IV. D) II e IV. E) I e II.
  • 18. A crase
    Embalagem à vácuo; Descontos à partir de R$ 50; Obras à 50 metros. Os erros não negam: a crase, para a imensa maioria, é uma ilustre desconhecida. A razão disso basicamente são duas: ensino ruim e a pronúncia igual de “a” e “à”. Sobre o ensino, a falha está em inculcar na cabeça do aluno a ideia de que a crase tem várias regras e exceções. Não é bem assim.
    LUTIBERGUE, Laércio. Com todas as letras. Caderno Cidades. JC, 30 de setembro de 2009. p. 5. Adaptado.
    04. O tema central do texto recai sobre o emprego da crase.
    Sobre esse assunto,
    A) percebe-se que grande parte das pessoas não demonstram qualquer dificuldade.
    B) fica evidente que um dos motivos para dificultar a assimilação desse conteúdo gramatical se deve ao fato de não haver diferença de pronúncia tanto em relação à preposição a quanto ao determinante a bem como à fusão da preposição a com o determinante a.
    C) os exemplos iniciais de crase contidos no texto não apresentam quaisquer erros, uma vez que, em todos, existe a presença da preposição a e do determinante a.
    D) a qualidade do ensino tende a facilitar a sua aprendizagem, uma vez que os professores procuram sempre tecer comentários práticos e adequados ao cotidiano de seus alunos.
    E) deve-se sempre conscientizar o aluno do quantitativo elevado de regras e exceções, razão por que esse conteúdo se torna de fácil compreensão e aquisição.