Uploaded on

 

More in: Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,398
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
11
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. TEXTO
    Todo texto tem que ter alguns aspectos formais, ou seja, tem que ter estrutura, elementos que estabelecem relação entre si. Dentro dos aspectos formais temos a coesão e a coerência, que dão sentido e forma ao texto. "A coesão textual é a relação, a ligação, a conexão entre as palavras, expressões ou frases do texto”. A coerência está relacionada com a compreensão, a interpretação do que se diz ou escreve. Um texto precisa ter sentido, isto é, precisa ter coerência. Embora a coesão não seja condição suficiente para que enunciados se constituam em textos, são os elementos coesivos que dão a eles maior legibilidade e evidenciam as relações entre seus diversos componentes, a coerência depende da coesão,
  • 2. CLASSIFIQUE O TEXTO
    Não tenho sentimento nenhum político ou social. Tenho, porém, num sentido, um alto sentimento patriótico. Minha pátria é a língua portuguesa. Nada me pesaria que invadissem ou tomassem O BRASIL, desde que não me incomodassem pessoalmente. Mas odeio, com ódio verdadeiro [...] a página mal escrita, a sintaxe errada [...] Sim, porque a ortografia também é gente. A palavra é completa vista e ouvida. E O PRAZER da transliteração veste seu vero manto régio, pelo qual é senhora e rainha.
  • 3. 1) Leia atentamente os textos abaixo e indique D quando prevalecer a denotação e C quando prevalecer a conotação: a) (d ) “O ano de 1948, em Pernambuco, foi marcado por um processo revolucionário, liderado por um Partido Liberal radical.”b) (c ) “Nem mesmo o Recife que aprendi a amar depois – Recife das revoluções libertárias – Mas o Recife sem história nem literatura – Recife sem mais nada – Recife da minha infância” c) (d ) “ depois de analisar os prontuários de 964 pessoas operadas np Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, no Recife, o médico Cláudio Moura Lacerda de Melo, 31 anos, concluiu que seus colegas exageraram na requisição de exames radiológicos e de laboratório, ao mesmo tempo em que dão pouca atenção ao exame direto do paciente e a uma conversa com ele sobre o seu histórico de saúde”.
  • 4. d) (d ) “Em todo triângulo, o quadrado de qualquer lado é igual a soma dos quadrados dos outros dois, menos o duplo produto destes dois lados pelo co- seno do ângulo que eles formam. e) (c )“ A ciência que se constituiu em torno dos fatos da língua passou por três fases sucessivas antes de reconhecer seu verdadeiro e único objeto’’ f) (c ) “Tantas palavras / Que eu conhecia / E já não falo mais, jamais/ Quantas palavras/ Que ela adorava/ Saíram de cartaz” g) (c ) “ Abriu os olhos devagar. Os olhos vindos de sua própria escuridão nada viram na desmaiada luz da tarde. Ficou respirando. Aos poucos recomeçou a enxergar, após poucos as formas foram se solidificando, ela cansada, esmagada pela doçura de um cansaço” h) (d ) “Na literatura brasileira de hoje, talvez seja o conto o gênero de maior destaque, em termos de vigor e criatividade”.
  • 5. Exercícios de coesão e coerência
    Um dos problemas encontrados com mais frequência nos textos é a falta de coesão e de coerência. É comum encontrarmos textos que iniciam com um tema e terminam com outro, mostrando falta de unidade, falta de coerência. Além da falta de coerência, há falta de coesão, o que torna, muitas vezes, os períodos ininteligíveis.Mas, o que é coerência e o que é coesão?Comecemos pela organização textual. Todo texto é composto por uma macroestrutura e uma microestrutura.A macroestrutura refere-se à coerência, ou seja, à manutenção da mesma referência temática em toda extensão. Para que ela exista é necessário:
  • 6. a) harmonia de sentido de modo a não ter nada ilógico, nada desconexo;b) relação entre as partes do texto, criando uma unidade de sentido.c) as partes devem estar inter-relacionadas;d) expor uma informação nova e expandir o texto;e) não apresentar contradições entre as ideias;f) apresentar um ponto de vista, uma nova visão de mundo.
  • 7. Mas, a coerência é uma característica textual que depende da interação do texto, do seu produtor e daquele que procura compreendê-lo. Muito depende do receptor, de seu conhecimento de mundo, da situação de produção do texto e do grau de domínio dos elementos linguísticosconstantes do texto. Veja no exemplo abaixo a falta desse domínio, o que parece tornar o texto incoerente. Essa incoerência, proposital neste caso, torna o texto uma piada.- Eu gosto tanto de frango, mas tenho medo de gripe aviária.- Ah, mas só dá na Ásia, responderam.- Justo na parte de que eu mais gosto?
  • 8. - Nas frases a seguir, cada espaço pontilhado corresponde a uma conjunção retirada.1. “Porém já cinco sóis eram passados…… dali nos partíramos…”2. ……estivesse doente faltei à escola.3. ……haja maus nem por isso devemos descrer dos bons.4. Pedro será aprovado…… estude.5. …… chova sairei de casa.As conjunções retiradas são, respectivamente:a) quando, ainda que, sempre que, desde que, como.b) que, como, embora desde que, ainda que.c) como, que, porque, ainda que, desde que.d) que, ainda que, embora, como, logo que.
  • 9. A ausência de conectivos no texto abaixo acarreta problemas de coesão sequencial.
    O destino do aluno será discutido no Conselho de Classe ________ o aluno possa participar. Os pais que pagaram todo ano letivo ________do filho não ter estudado nada, gostariam de um resultado favorável.
    Bancar a educação de um filho não é fácil ________ brincar no horário de aula é um desrespeito ao suor de qualquer pai, seja ele rico ou pobre. A direção do Colégio adverte: o aluno precisa estudar sempre ________ não queira jogar tempo e dinheiro fora.
    A coordenação não abrirá mão de suas normas. Não se facilitará ________aconteceu no passado.
    Indique a alternativa na qual estão listados os conectivos que preenchem, respectivamente, as lacunas do texto.
    a) embora, Devido a, então, assim que, já que
    b) a menos que, Embora, logo, caso, conforme
    c) sem que, Devido a, pois, desde que, porque
    d) sem que, Apesar de, portanto, caso, como
    e) embora, Apesar de, portanto, uma vez que, visto que
  • 10. A) Observe primeiro a imagem para responder as perguntas.
    Aparecem personagens que encarnam tipos: quais são esses tipos? Que significação tem a posição dos tipos na imagem?
    Analise agora o texto verbal.
    I) Normalmente, a charge tem texto verbal curto. Essa poderia apresentar texto longo?
    II) Comente o humor.
    · Originalidade, verdade e intencionalidade.
    A situação social e política retratada alterou-se no Brasil?
  • 11. Aparecem personagens que encarnam tipos: quais são esses tipos? Que distinções você pode fazer na apresentação física dos dois tipos? Que significação tem a posição dos tipos na imagem?
    B) Analise agora o texto verbal.
    As falas das personagens são muito diferentes. Compare-as quanto a:
    · Linguagem utilizada (formal/informal; culta/popular).
    ATENÇÃO
  • 12. A) Observe primeiro a imagem para responder as perguntas.Aparecem personagens que encarnam tipos: quais são esses tipos? Que distinções você pode fazer na apresentação física dos dois tipos? B) Analise agora o texto verbal. I). Por que a coluna 1 apresenta apenas um tipo e a coluna 2 tantos cartões? II) Os cartões são bem diferentes. Compare-as quanto a: · Originalidade, verdade e intencionalidade.
  • 13. Fazer justiça com as próprias mãos
    No Brasil, você pode assassinar alguém, sumir 2 dias que responde em liberdade. Cumpre 1/6 da pena e já tá livre. E mais, se você for menor, tem licença para matar e roubar à vontade. Justiça é bom, mas só quando feita pelos homens da lei.
    A) Localize, no texto, o trecho em que há um problema de coerência.
    B) Reescreva o trecho de modo a torná-lo coerente.
    O USO DO BRASILEIRISMO
    Usando a locução a gente: "O natal que a gente sonha. O natal que a gente quer. O natal que a gente deseja. O natal que a gente vive é TUDO. O natal que a gente quer TEM na Yamada. Tudo tem na Yamada". (Negrito nosso).
    Passando o texto para a linguagem padrão, temos: O natal que sonhamos. O natal que queremos. O natal que desejamos. O natal que vivemos é TUDO. O natal que queremos TEM na Yamada. Tudo tem na Yamada.
  • 14.
  • 15.
  • 16. AS VARIAÇÕES DA LÍNGUA  “Minha vó contava uma história quandu a família tava reunida , sobri um tiu... achuqui é tiu avô, num sei... bom, essitiu, chamava Zuardo, mais u nomi deli era pá sê Osvaldo! “. É quiquandufôruregistráeli, disséru “Osvardo”, tão rápidu, cum um ô qui nem dava pra ouví e cum um érri nu lugar di éli, qui u iscrivãointendeuZuardo! I intão, ficou assim...”  Ana Cláudia, 04 de maio de 1999  “Pois é. U purtuguêis é muito fáciu di aprender, purqui é uma língua qui  a gentiiscreviixatamenticumu si fala. Num é cumuinglêisqui dá até vontadi di ri quandu a gentidiscobricumu é qui si iscrevi algumas palavras. Importuguêis, é só prestátenção. U alemão purexemplu. Qué coisa mais doida? Num bate nada cum nada. Até nu espanhol qui é parecidu, si iscrevi muito diferenti. Qui bom qui a minha lingua é u purtuguêis. Quem soubéfalá, sabiiscrevê.” Jô Soares, revista veja, 28 de novembro de 1990
  • 17. O ensino de Língua Portuguesa tem por objetivo o desenvolvimento da competência comunicativa, mas antes, quando o aluno realizava as provas para avaliar a matéria “Português”, percebia-se que a escola não conseguia atingir esse objetivo. A escola tem o papel de ensinar a língua padrão sem ensinar principalmente gramática. Alguém já lhe perguntou se o objeto é direto sem ser numa avaliação para nota ?01. A clara intenção do autor desse texto é:a) mostrar sua ignorância.b) elogiar quem faz a crônica .c) criticar a inutilidade de algo.d) valorizar as mudanças das provas.e) perceber a capacidade que o aluno tem sobre língua padrão.
  • 18. Para responder à questão leia os textos 2, 3 e 4. Cada um, a sua maneira, apresenta elementos que compõem a cultura de PE.Sabemos que não há cultura pura. A Fusão cultural, nos textos 1, 2, 3 e 4, é expressa na ordem pela:
    Ariano VillarSuassuna - Em 1947, escreveu sua primeira peça teatral, "Uma mulher vestida de sol", e ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno. Continua escrevendo para teatro, sempre elogiado, até que, em 1955, escreve um de seus inúmeros sucessos, "Auto da Compadecida", texto baseado em três narrativas do Romanceiro nordestino.
  • 19. a arquitetura, comida e novela.b comida, língua e novela.c arquitetura, comida e língua.d arquitetura , comida e Internet.e comida, Internet e novela.