Your SlideShare is downloading. ×
Lean Kanban
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Lean Kanban

5,402
views

Published on

Apresentação realizada na Semana Acadêmica da FTEC Caxias do Sul - RS

Apresentação realizada na Semana Acadêmica da FTEC Caxias do Sul - RS

Published in: Technology

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,402
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
245
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Eduardo Bobsin e Lucas Toniazzo
  • 2. Metodologia Tradicional Engenharia de Software x Metodologias Ágeis Artesanato de Software
  • 3.
    • Crise do Software
      • 1968, conferência da OTAN
      • Cunhado o termo Engenharia de Software
    • Grandes Projetos
      • Defesa
      • Aeroespacial
    • Baixa confiança, alto risco
      • Alto “controle”
  • 4.
    • Era da Internet
    • Nascimento de pequenas aplicações
    • Empresas iniciantes (startups)
    • Alta confiança e baixo risco
      • Baixo “controle”
    • Artesanato de Software
      • Software Craftsmanship, 2001 (Pete McBreen)
  • 5. Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas Software em funcionamento mais que documentação abrangente Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos Responder a mudanças mais que seguir um plano
  • 6.
    • eXtreme Programming
    • Scrum
    • FDD
    • Crystal
    • DSDM
    • Lean Software Development
    • Kanban Software Development
    • OpenUP
  • 7.
    • Lean é o termo ocidental para o Sistema Toyota de Produção
      • James Womack (The Machine that Changed the World)
    • Lean é sobre melhoria de qualidade, eficiencia e redução de custos e desperdícios
  • 8.
    • Teares no Japão com a família Toyoda
    • Os melhores engenheiros criando maquinários mais resistentes às falhas e com maior automação
      • Menos pessoas para operar as máquinas
      • 520 teares para 20 operadores (26 por operador)
    • Com os lucros, criaram a montadora de automóveis
  • 9.
    • No pós guerra, decidiram que iriam competir com os EUA
      • Recursos escassos
      • Não adotariam o modelo de produção em massa
    • Criaram os conceitos
      • Just-in-Time (Kiichiro Toyoda)
      • Stop-the-line (Taiichi Ohno)
      • Zero inspection (Shigeo Shingo)
  • 10.
    • Lean Supply Chain
    • Lean Product Development
    • Lean Software Development
      • Tom & Mary Poppendieck
  • 11.
    • Princípios são verdades fundamentais que não mudam com o tempo
    • Lean é um conjunto de princípios e NÃO é um processo
      • Por isso não é fácil ou muito menos simples replicar usando um passo-a-passo
  • 12.
    • Eliminar desperdícios
    • Embutir qualidade dentro do processo
    • Criar conhecimento
    • Postergar o comprometimento
    • Entregar rapidamente
    • Respeitar as pessoas
    • Otimizar o todo
  • 13.
    • Manufatura
    • Estoque entre processos
    • Super-produção
    • Processamento “extra”
    • Transporte
    • Movimentação
    • Espera
    • Defeitos
    • Software
    • Trabalho parcialmente concluído
    • Features “extra”
    • Reaprendizado
    • Transferência de trabalho
    • Alternar tarefas
    • Atrasos
    • Defeitos
    Desperdícios
  • 14.
    • Literalmente, cartão sinalizador
      • Kan = sinal ou visual
      • Ban = cartão ou placa
  • 15.
    • Limitar o WIP (Work in Process)
    • Puxar valor através do fluxo (usando limite WIP)
    • Tornar visível (controle visual)
    • Aumentar a vazão
    • Qualidade está embutida (e não inspecionada)
  • 16.
    • O foco é ser bem sucedido. Agilidade pode ser uma conseqüência!
    • Não construir features que ninguém precisa agora
    • Não escrever mais especificações do que se pode codificar
    • Não escrever mais código do que se pode testar
    • Não testar mais código do que se pode entregar
  • 17.
    • Passos para entregar um produto ou valor para o cliente através de um fluxo “suave”
      • Da matéria-prima à solução
  • 18.
    • Puxar unidades de trabalho individualmente através das atividades que adicionam valor
      • Rapidamente
      • Sem interrupção
    • É o oposto de mover lotes de trabalho entre grandes estágios
  • 19.
    • Fila de unidades de trabalho que passam por uma seqüência de estágios até a conclusão
    • Unidade de trabalho concluída “desce” para o próximo estágio
    • Nova unidade de trabalho é puxada do estágio acima
  • 20.
    • Limitar o trabalho simultâneo nos estágios
    • Se estágio está abaixo do limite
      • Puxa um item do estágio anterior
    • Se estágio está no limite
      • Aguardar um item ser concluído no estágio seguinte
      • Aguardar um item ser puxado pelo estágio seguinte
  • 21.
    • Filas antes de cada estágio podem ser usadas para absorver a variação natural do processo
    • A fila também deve ter um limite
    • Diferencia trabalho não iniciado (pronto para ser puxado) de trabalho em processo
    • O tamanho ideal de fila é 1
  • 22.
    • Começar com o que se tem
    • Modificar o necessário para transformar o sistema em “puxado”
    • Dar visibilidade do trabalho
    • Limitar o WIP
    • A partir daí, evoluir, encontrando gargalos, desperdícios e variâncias que afetam o desempenho
  • 23.
    • Qualidade é a regra maior, todos devem primar por ela, porém, sem a necessidade de uma equipe de inspeção.
    • Cada membro da equipe busca desenvolver sua atividade com o máximo de atenção focado na qualidade, evitando retrabalho no fluxo de desenvolvimento.
  • 24.
    • Proporcione seções técnicas dentro da equipe
    • Instigue a busca pelo conhecimento evitando o débito técnico
    • Desenvolvimento em duplas, TDD e reviews são ótimas fontes para se compartilhar conhecimento e proporcionar crescimento técnico e pessoal da equipe
  • 25.
    • Proporcione feedback para a equipe
    • Veja sempre o todo e não a unidade
    • Reconheça o esforço de cada um, mostrando o ganho para todos
    • Proporcione o melhor ambiente possível para sua equipe, ultrapasse qualquer impedimento que comprometa a produtividade dos mesmos
  • 26.
    • Funcionalidade entregue é empresa competindo mais cedo. (time-to-market)
    • Diminui o tempo para incertezas e proporciona uma visão mais clara do produto pelo cliente
    • Possibilita um ritmo mais cadenciado para a equipe de desenvolvimento
    • Proporciona uma verificação mais rápida da capacidade produtiva da equipe
  • 27.
    • Agilemanifesto.org, 2001
    • Implementing Lean Software Development
      • Mary and Tom Poppendieck, 2007
    • Software Craftsmanship
      • Pete McBreen, 2001
    • Scrumban
      • Corey Ladas, 2008
  • 28.
    • Eduardo Bobsin Machado
      • [email_address]
    • Lucas Toniazzo
      • [email_address]