0
Fundamentos de Logística
Abril/2014
Prof. Msc. Marcus Assunção – marcuvic@hotmail.com
1º BIMESTRE
TRABALHOS – 30 PONTOS
AVALIAÇÃO – 01/07/2014 – 70 PONTOS
2º BIMESTRE
TRABALHOS – 30 PONTOS
AVALIAÇÃO – 70 PONT...
Esses pensamentos...
O tempo total de
entrega pode ser
reduzido, de modo que
as operações sejam
otimizadas...
O transporte...
Um tímido início: 1942-1970
• O surgimento dos ideais da Logística se deu a partir do planejamento
estratégico americano, ...
Evolução
Fonte: Adaptado de BOYSON et al (1999)
Eficiência da
distribuição
física dentro
de atividades
como:
Transporte,
a...
Evolução
matemática da evolução .matemática da evolução .
Administração dos
Materiais
Estágio 1
Estágio 2
Estágio 3
Estági...
Elementos Básicos
Processo de planejar,
operar, controlar
Fluxo e Armazenagem
•Matéria-prima
•Produtos em processo
•Produt...
atores de pressão ...atores de pressão ...
... Mudanças... Mudanças
(Externas)(Externas)
Competição acirrada;
Redução do c...
atores de pressão ...atores de pressão ...
... Mudanças... Mudanças
(Internas)(Internas)
Esforços por processos mais
efici...
10
AFINAL...O QUE É LOGÍSTICA?
•Processo que agrega valor de:
Lugar
Tempo
Qualidade
Informação
À cadeia produtiva, atenden...
11
• Missão da Logística
Definições
• “A logística é responsável pelo planejamento, operação e controle de todo o
fluxo de mercadorias e informação...
Logística é:
– Right Material (materiais justo)
– Right Quantity (na quantidade justa)
– Right Quality (de justa qualidade...
1. Crescimento dos custos, particularmente dos relativos
aos serviços de transporte e armazenagem;
2. Desenvolvimento de t...
1. Crescimento do mercado global;
2. Avanço das técnicas de controle;
3. Necessidade de pessoas treinadas no ramo
logístic...
Ronald H. Ballou, que diz:
“Nível de serviço logístico é a
qualidade com que o fluxo de
bens e serviços é gerenciado”, “é
...
Literatura
Quais os mais importantes itens
de Serviço ao Cliente ?
Disponibilidade de Produtos
Tempo de Entrega
Freqüência de Entrega...
NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO
01 02 03 04
VendadoProduto
1.01- Introdução:
→ Grande disponibilidade;
→ Flexibilidade logístic...
Rapidez
Pontualidade
Disponibilidade de
Produto
Informação
Apoio na entrega
física
Local de entrega
• Tempo entre a coloca...
O profissional em Logística
A base de conhecimentos científicos e tecnológicos deverá capacitar o
profissional em logístic...
O profissional em Logística
• planejar, operacionalizar e ter domínio sobre as atividades de um
almoxarifado;
• gerenciar ...
Logística...
Atividades primárias
Atividades secundárias
Definições
Atividades LogísticasAtividades Logísticas
Logística
Gestão da
Info...
PROCESSAMENTO DE
PEDIDOS
TRANSPORTE ESTOQUES
PROGRAMAÇÃO DO PRODUTO
INFORMAÇÃO
MOVIMENTAÇÃO
EMBALAGEM
COMPRASARMAZENAGEM
B...
“Essas atividades são consideradas primárias porque ou elas
contribuem com a maior parcela do custo total da logística ou ...
3. PROCESSAMENTO DE PEDIDOS
a. Custos bem menores com relação aos de transporte e estoque;
b. Atividade inicial para movim...
1. ARMAZENAGEM
a. Localização:
b. Dimensionamento, Layout;
c. Administração de espaço para manutenção de estoques;
1. MOVI...
4. GESTÃO DA INFORMAÇÃO
a. Informação de custo e desempenho;
b. Base de dados atualizada (clientes, fornecedores, vendas, ...
4. GESTÃO DA INFORMAÇÃO
a. Informação de custo e desempenho;
b. Base de dados atualizada (clientes, fornecedores, vendas, ...
Atividades primárias
Atividades secundárias
Atividades
Logística
Gestão da
Informação
Embalagem
Processamento
de pedidos
M...
Atividades primárias
Atividades secundárias
Processamento de pedidos
Logística
Gestão da
Informação
Embalagem
Processament...
Comunicações lentas e imprecisas podem...
• Custar caro para a organização;
• Gerar consumidores insatisfeitos e
conseqüen...
Processamento rápido e exato dos pedidos
• Diminuir custos;
• Minimiza o tempo de resposta
ao cliente;
• Suaviza o comport...
Ciclo do Pedido
Processamento de pedido
Processamento de pedido
Processamento de pedido
Atividades primárias
Atividades secundárias
Atividades
Logística
Gestão da
Informação
Embalagem
Processamento
de pedidos
M...
Atividades primárias
Atividades secundárias
Estoques
Logística
Gestão da
Informação
Embalagem
Processamento
de pedidos
Mov...
40
“Estoques são acumulações de matérias-primas,
suprimentos, componentes, materiais em
processo e produtos acabados que s...
fornecedores
consumidores
ESTOQUESESTOQUES
42
• Armazéns
• Pátios
• Chãos de fábrica
• Equipamentos de transporte
• Armazéns da rede de varejo
Onde está o Estoque?
•...
43
• Melhoram o nível de serviço;
• Incentivam economias na produção;
• Maior disponibilidade de produtos;
• Agem como pro...
44
• Ocupam grandes espaços, gerando gastos;
• Estoques podem encobrir problemas de qualidade;
• Isolamento entre os canai...
45
• Guarda dos produtos;
• Movimentação de materiais;
Funções do sistema de estocagem
A estocagem é simplesmente
o acúmul...
46
Funções do sistema de estocagem
Quais políticas devemos adotar?
47
• Manutenção
• Proporcionar proteção e manutenção ordenadas dos
estoques.
Funções de estocagem
48
• Consolidação
Funções de estocagem
49
• Fracionamento de volumes
Funções de estocagem
50
• Combinação
Funções de estocagem
51
• Determinar “o quê” se estocar. Número de itens;
• Determinar “quando” se devem reabastecer. Periodicidade;
• Determin...
Tipos de Estoque
Matérias - primas
Produtos acabados
Produtos em
processo
Peças de
Manutenção
São os materiais básicos e
n...
Por que manter Estoques?Tipos de Estoque
• Consumo proporcional ao volume de produção;
• Todos os materiais agregados ao P...
Por que manter Estoques?Tipos de Estoque
• Produtos em estágio intermediário de produção;
• Material que já foi processado...
Por que manter Estoques?Tipos de Estoque
• Produtos sob encomenda tem baixos estoques de produtos
acabados;
• Nível de est...
Como prever Consumo?
1. Variáveis Quantitativas
• Evolução das vendas no passado;
• Influência da propaganda;
• Aumento de...
Fonte: DIAS (2008)
Previsão para estoques
Fonte: DIAS (2008)
Previsão para estoques
Fonte: DIAS (2008)
Previsão para estoques
Métodos Quantitativos para calcular a previsão de
consumo:
1.Método do último período
2.Método da média móvel
3.Método da ...
Métodos Quantitativos para calcular a previsão de
consumo:
1.Método do último período – Este método mais simples e sem bas...
Exercício
Uma casa de shows teve nos últimos 6 meses o seguinte volume de vendas para
seu produto “Bebida Tonner Beer” em ...
PP = C x TR + EM
Onde: PP = Ponto de pedido
C = Consumo Médio Mensal
TR = Tempo de reposição
EM = Estoque mínimo
Níveis de...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.

1,054

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,054
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
69
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. "

  1. 1. Fundamentos de Logística Abril/2014 Prof. Msc. Marcus Assunção – marcuvic@hotmail.com
  2. 2. 1º BIMESTRE TRABALHOS – 30 PONTOS AVALIAÇÃO – 01/07/2014 – 70 PONTOS 2º BIMESTRE TRABALHOS – 30 PONTOS AVALIAÇÃO – 70 PONTOS Avaliação
  3. 3. Esses pensamentos... O tempo total de entrega pode ser reduzido, de modo que as operações sejam otimizadas... O transporte internacional é dominado por operadores marítimos, os quais movimentam 70% do comércio mundial. A gasolina baixou! Como a diferença entre a gasolina e o álcool está inferior a 30%, usarei dela! Preciso guardar grãos para vender no período pós-safra...Os preços estarão mais altos! Precisamos fazer pesquisas de preços, pois o mercado está bastante oscilante. Para que eu chegue mais rápido a Porto Alegre, irei de avião! Normalmente não encontro o que desejo no início do mês, o que gera compras desnecessárias e produtos vencidos! ...todos são Logística.
  4. 4. Um tímido início: 1942-1970 • O surgimento dos ideais da Logística se deu a partir do planejamento estratégico americano, em meados de 1942, para vencer a 2ª Guerra Mundial; “Mais de uma década antes de o mundo dos negócios interessar-se pelo assunto, os militares haviam executado aquela que foi chamada de mais sofisticada e mais bem planejada operação logística da história – a invasão da Europa”. (BALLOU, 1993 p. 54) • Nos anos 50... • 1950 – 1970: Alterações nos padrões da demanda dos consumidores, Pressão por custos nas indústrias, Avanço na tecnologia dos computadores, Influências da logística militar; Presidente Marketing ManufaturaFinanças Controle de estoques, distribuição Armazenagem e Transporte Custos, informação
  5. 5. Evolução Fonte: Adaptado de BOYSON et al (1999) Eficiência da distribuição física dentro de atividades como: Transporte, armazenagem, inventário, pedidos, expedição. Integração das funções logísticas – maximizar eficiência. Busca de competitividade através da adoção de métodos quantitativos de controle de qualidade, serviços, equipes multifuncionais, TI. Aprimoramento de previsão de demanda e planejamento entre os elos da cadeia. Investimento maciço em sistemas de informação e gestão do conhecimento. Logística Virtual Logística Colaborativa
  6. 6. Evolução matemática da evolução .matemática da evolução . Administração dos Materiais Estágio 1 Estágio 2 Estágio 3 Estágio 4 Adm. Materiais Distribuição Física Logística Empresarial+ = Adm. Materiais DF+ Gestão da Informação Supply Chain Management + Logística Integrada =
  7. 7. Elementos Básicos Processo de planejar, operar, controlar Fluxo e Armazenagem •Matéria-prima •Produtos em processo •Produtos acabados •Informações •Dinheiro do ponto de origem ao ponto de destino de forma econômica, eficiente e efetiva Satisfazendo as necessidades e preferências dos clientes
  8. 8. atores de pressão ...atores de pressão ... ... Mudanças... Mudanças (Externas)(Externas) Competição acirrada; Redução do ciclo vida dos produtos; Clientes mais exigentes e informados; Avanços na tecnologia, comunicação e informática; Necessidade de redução de Custos. Evolução
  9. 9. atores de pressão ...atores de pressão ... ... Mudanças... Mudanças (Internas)(Internas) Esforços por processos mais eficientes = redução dos lead times; Adoção sistemas gestão integrados; Formatos organizacionais abertos; Eliminação de barreiras entre áreas; Necessidade de sincronizar produção e demanda (just-in-time). Evolução
  10. 10. 10 AFINAL...O QUE É LOGÍSTICA? •Processo que agrega valor de: Lugar Tempo Qualidade Informação À cadeia produtiva, atendendo ao Cliente Final
  11. 11. 11 • Missão da Logística
  12. 12. Definições • “A logística é responsável pelo planejamento, operação e controle de todo o fluxo de mercadorias e informação, desde a fonte fornecedora até o consumidor” (MARTINS e ALT 2002, p. 252) “A logística empresarial trata de todas as atividades de movimentação e armazenagem, que facilitam o fluxo dos produtos desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável.” BALLOU (1993, p. 24) “logística é a arte de administrar o fluxo de materiais, da fonte de matérias- primas ao usuário”. MAGEE (1997 apud CASAROTTO FILHO, 2002, p. 142) “logística é o processo de planejamento, implementação e controle eficiente e eficaz do fluxo e armazenagem de mercadorias, serviços e informações relacionadas desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o objetivo de atender às necessidades do cliente” (BOWERSOX e CLOSS 2001, p. 20).
  13. 13. Logística é: – Right Material (materiais justo) – Right Quantity (na quantidade justa) – Right Quality (de justa qualidade) – Right Place (no lugar justo) – Right Time (no tempo justo) – Right Method (com o método justo) – Right Cost (segundo o custo Justo) – Right Impression (com boa impressão) Fonte: Sole (Society of Logistics Engineers) Definições e uma forma mais prática .e uma forma mais prática .
  14. 14. 1. Crescimento dos custos, particularmente dos relativos aos serviços de transporte e armazenagem; 2. Desenvolvimento de técnicas matemáticas e computacionais; 3. Complexidade crescente da administração de materiais e do transporte; 4. Disponibilidade de maior gama de serviços logísticos; 5. Mudanças de mercado e de canais de distribuição, especialmente para bens de consumo; 6. Tendência de varejistas e atacadistas transferirem às responsabilidades de administração de estoques para os fabricantes; Fonte: DIAS (2007 p.13) Definições azões de interesse pela Logísticaazões de interesse pela Logística
  15. 15. 1. Crescimento do mercado global; 2. Avanço das técnicas de controle; 3. Necessidade de pessoas treinadas no ramo logístico; 4. Escassez de mão-de-obra qualificada o que leva às empresas a contratarem pessoas externas à organização logística e sem treinamento formal na área; 5. No futuro, às atividades com Transporte poderão significar de 15 a 20% do PNB; 6. Nenhuma organização pode operar sem executar atividades logísticas em algum grau; Definições or quê devemos estudar Logísticaor quê devemos estudar Logística
  16. 16. Ronald H. Ballou, que diz: “Nível de serviço logístico é a qualidade com que o fluxo de bens e serviços é gerenciado”, “é o tempo necessário para se entregar um pedido ao cliente”. Nível de serviço
  17. 17. Literatura
  18. 18. Quais os mais importantes itens de Serviço ao Cliente ? Disponibilidade de Produtos Tempo de Entrega Freqüência de Entrega Flexibilidade Sistemas de Informação Sistema de Remediação de Falhas Apoio na Entrega Física Apoio Pós-Entrega Cumprimento do Prazo 2o Ordem de importância 1o 3o 4o 5o 6o 7o 8o 9o Maisimportantes Todas as Classes de Produtos Nível de serviço
  19. 19. NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO 01 02 03 04 VendadoProduto 1.01- Introdução: → Grande disponibilidade; → Flexibilidade logística; → Rapidez na reposição; → Remessas pequenas; → Pedidos irregulares (imprevisibilidade); → Atendimento a qualquer custo. •O Conceito de valor para o cliente. •O Ciclo de Vida do produto e o Nível de Serviço: 2.02- Crescimento: →Fornecer a disponibilidade ideal →Pedidos mais regulares; →Busca do equilíbrio entre o custo e o serviço prestado, objetivando o lucro; →Expansão da cobertura de mercado; →As condições de venda são ajustadas; 3.03- Saturação: →Oferecer diferenciais logísticos para garantir a fidelidade; →Seletividade de clientes; →Comercialização cruzada (logística de múltiplos canais); →Readaptação logística (novos armazéns e flexibilidade). 4.04- Declínio: → Restrição da distribuição; → Fornecer somente o apoio necessário; → Encolhimen to da rede de Nível de serviço
  20. 20. Rapidez Pontualidade Disponibilidade de Produto Informação Apoio na entrega física Local de entrega • Tempo entre a colocação do pedido e sua efetiva entrega no cliente • Grau de rigor com que as datas estabelecidas na programação de entregas são cumpridas • Ter todos os itens requisitados disponíveis para atendimento, na quantidade certa e na especificação certa, em uma única remessa • Grau de correção e agilidade na resposta a solicitações de informação sobre o status dos pedidos dos clientes • Condições físicas nas quais os produtos são transportados e entregues (para evitar avarias, perdas e danos na movimentação) • Conveniência oferecida quanto ao local onde serão efetuadas as entregas Recuperação de falhas • Conveniência e agilidade oferecida para resolver anomalias Frequência de visitas e entregas • Intervalo de tempo entre duas visitas/ entregas sucessivas Atributos Descrição Serviços são avaliados por um “pacote” de atributos: medir a expectativa de Serviço é multi-dimensional! Serviços são avaliados por um “pacote” de atributos: medir a expectativa de Serviço é multi-dimensional! Atributos que definem o nível de serviço
  21. 21. O profissional em Logística A base de conhecimentos científicos e tecnológicos deverá capacitar o profissional em logística para: •dominar conhecimentos científicos e tecnológicos na área de Logística; •refletir sobre os fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando teoria e prática nas diversas áreas do saber; •desenvolver atividades de planejamento e coordenação nas atividades da logística, tais como: armazenagem, transporte, estoque, compras, dentre outras; •desenvolver e utilizar-se de técnicas de controle de estoque; •planejar e coordenar a movimentação física e de informações sobre as operações multimodais de transporte; •desenvolver e gerenciar sistemas logísticos de gestão de materiais de qualquer natureza; •estabelecer processos de compras, identificando fornecedores e fomentando a negociação; •resolver problemas de transporte e estar apto a escolha dos modais de transporte adequados às operações requisitadas;
  22. 22. O profissional em Logística • planejar, operacionalizar e ter domínio sobre as atividades de um almoxarifado; • gerenciar armazéns e operações de armazenagem e movimentações internas de materiais; • controlar os insumos, produtos em processo e produtos-acabados de forma técnica e trazendo segurança ao sistema; • gerenciar as operações de uma empresa de modo a diagnosticar e solucionar problemas relacionados à logística; • fazer estudos de viabilidade de cenários que envolvam as atividades da logística; • aplicar normas técnicas nas atividades específicas da área de Logística; • familiarizar-se com as práticas e procedimentos comuns em ambientes organizacionais; • empreender negócios em sua área de formação; • posicionar-se criticamente frente às inovações tecnológicas; • conhecer e aplicar normas de sustentabilidade ambiental, respeitando o meio ambiente e entendendo a sociedade como uma construção humana dotada de tempo, espaço e história;
  23. 23. Logística...
  24. 24. Atividades primárias Atividades secundárias Definições Atividades LogísticasAtividades Logísticas Logística Gestão da Informação Embalagem Processamento de pedidos Movimentação de materiais Armazenagem MP e componentes ComprasTransportes Controle de estoque/MP Programação do produto
  25. 25. PROCESSAMENTO DE PEDIDOS TRANSPORTE ESTOQUES PROGRAMAÇÃO DO PRODUTO INFORMAÇÃO MOVIMENTAÇÃO EMBALAGEM COMPRASARMAZENAGEM BALLOU (1993) RELAÇÃO ENTRE AS ATIVIDADES PRIMÁRIAS E SECUNDÁRIAS DA LOGÍSTICA Definição
  26. 26. “Essas atividades são consideradas primárias porque ou elas contribuem com a maior parcela do custo total da logística ou elas são essenciais para a coordenação e o cumprimento da tarefa logística”. (BALLOU, 1993) 1. TRANSPORTE a. È a atividade logística mais importante; b. Absorve em média de 30% a 65% dos custos logísticos; c. A escolha é determinante para o sucesso da operação; 1. GESTÃO DE ESTOQUES a. Os estoques agem como amortecedores entre a oferta e a demanda; b. Absorve em média de 30% a 65% dos custos logísticos; c. A localização dos estoques é de vital importância; Definições Atividades primáriasAtividades primárias
  27. 27. 3. PROCESSAMENTO DE PEDIDOS a. Custos bem menores com relação aos de transporte e estoque; b. Atividade inicial para movimentação de produtos e serviços; c. O tempo é o ponto crítico; CICLO CRÍTICO DE ATIVIDADE LOGÍSTICA BALLOU (1993, P.25) Definições Atividades primáriasAtividades primárias CLIENTE ESTOQUE Processamento de pedido dos clientes TRANSPORTE
  28. 28. 1. ARMAZENAGEM a. Localização: b. Dimensionamento, Layout; c. Administração de espaço para manutenção de estoques; 1. MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS a. Movimentação dos produtos no armazém; b. Escolha adequada de equipamentos; 1. COMPRAS a. Seleção de fornecedores: b. Disponibilidade de produtos; c. Prazos, preços e determinação das quantidades produzidas; Definições Atividades secundáriasAtividades secundárias
  29. 29. 4. GESTÃO DA INFORMAÇÃO a. Informação de custo e desempenho; b. Base de dados atualizada (clientes, fornecedores, vendas, etc); c. Interligação entre os setores da organização; 5. EMBALAGEM a. Qualidade na movimentação dos materiais: b. Armazenamento eficiente com dimensões adequadas; c. Materiais adequados para embalagem eficaz; 6. PROGRAMAÇÃO DO PRODUTO a. Planejamento de produção (quantidades que devem ser produzidas): b. Localidades onde devem ser produzidas; Atividades secundáriasAtividades secundárias Definições
  30. 30. 4. GESTÃO DA INFORMAÇÃO a. Informação de custo e desempenho; b. Base de dados atualizada (clientes, fornecedores, vendas, etc); c. Interligação entre os setores da organização; 5. EMBALAGEM a. Qualidade na movimentação dos materiais: b. Armazenamento eficiente com dimensões adequadas; c. Materiais adequados para embalagem eficaz; 6. PROGRAMAÇÃO DO PRODUTO a. Planejamento de produção (quantidades que devem ser produzidas): b. Localidades onde devem ser produzidas; Atividades secundáriasAtividades secundárias Definições
  31. 31. Atividades primárias Atividades secundárias Atividades Logística Gestão da Informação Embalagem Processamento de pedidos Movimentação de materiais Armazenagem MP e componentes ComprasTransportes Controle de estoque/MP Programação do produto
  32. 32. Atividades primárias Atividades secundárias Processamento de pedidos Logística Gestão da Informação Embalagem Processamento de pedidos Movimentação de materiais Armazenagem MP e componentes ComprasTransportes Controle de estoque/MP Programação do produto
  33. 33. Comunicações lentas e imprecisas podem... • Custar caro para a organização; • Gerar consumidores insatisfeitos e conseqüentemente, perda de vendas; • Os estoques tornam-se excessivos; • Transporte fica imprevisível; • Programação da produção pode gerar preparações desnecessárias e custosas. Processamento de pedido
  34. 34. Processamento rápido e exato dos pedidos • Diminuir custos; • Minimiza o tempo de resposta ao cliente; • Suaviza o comportamento do fluxo de mercadorias do sistema logístico Processamento de pedido
  35. 35. Ciclo do Pedido Processamento de pedido
  36. 36. Processamento de pedido
  37. 37. Processamento de pedido
  38. 38. Atividades primárias Atividades secundárias Atividades Logística Gestão da Informação Embalagem Processamento de pedidos Movimentação de materiais Armazenagem MP e componentes ComprasTransportes Controle de estoque/MP Programação do produto
  39. 39. Atividades primárias Atividades secundárias Estoques Logística Gestão da Informação Embalagem Processamento de pedidos Movimentação de materiais Armazenagem MP e componentes ComprasTransportes Controle de estoque/MP Programação do produto
  40. 40. 40 “Estoques são acumulações de matérias-primas, suprimentos, componentes, materiais em processo e produtos acabados que surgem em numerosos pontos do canal de produção e logística das empresas”. Ballou (2006) “Os estoques são criados para absorver problemas dos sistemas de produção”. Tubino (2000). O que é Estoque?
  41. 41. fornecedores consumidores ESTOQUESESTOQUES
  42. 42. 42 • Armazéns • Pátios • Chãos de fábrica • Equipamentos de transporte • Armazéns da rede de varejo Onde está o Estoque? • “O custo de manutenção desses estoques pode representar de 20 a 40% de seu valor por ano”. Ballou (2006)
  43. 43. 43 • Melhoram o nível de serviço; • Incentivam economias na produção; • Maior disponibilidade de produtos; • Agem como proteção contra aumentos de preços; • Protegem a empresa de incertezas na demanda e no tempo de ressuprimento; • Servem como segurança contra contingência; •Redução de compras mais caras Vantagens dos estoques
  44. 44. 44 • Ocupam grandes espaços, gerando gastos; • Estoques podem encobrir problemas de qualidade; • Isolamento entre os canais da cadeia; • Riscos de obsolecência e deterioração; Desvantagens dos estoques Funções do sistema
  45. 45. 45 • Guarda dos produtos; • Movimentação de materiais; Funções do sistema de estocagem A estocagem é simplesmente o acúmulo de produtos com o passar do tempo O manuseio engloba atividades de carga e descarga, movimentação dos produtos dentro do armazém e separação de pedidos.
  46. 46. 46 Funções do sistema de estocagem Quais políticas devemos adotar?
  47. 47. 47 • Manutenção • Proporcionar proteção e manutenção ordenadas dos estoques. Funções de estocagem
  48. 48. 48 • Consolidação Funções de estocagem
  49. 49. 49 • Fracionamento de volumes Funções de estocagem
  50. 50. 50 • Combinação Funções de estocagem
  51. 51. 51 • Determinar “o quê” se estocar. Número de itens; • Determinar “quando” se devem reabastecer. Periodicidade; • Determinar “quanto” de estoque será necessário; • Acionar o Departamento de Compras para executar a aquisição; •Identificar e retirar do estoque itens obsoletos e danificados; • Manter inventários períódicos; • Controlar os estoques em termos de quantidade e valor. Controle de estoques Quais os tipos, como prever e quanto custa manter estoques?
  52. 52. Tipos de Estoque Matérias - primas Produtos acabados Produtos em processo Peças de Manutenção São os materiais básicos e necessários para a produção do PA.Todas as empresas tem algum tipo de estoque de matéria-prima São peças ou componentes utilizados para manter os equipamentos fabris. Itens que já foram produzidos, mas ainda não foram vendidos. Todos os materiais que estão sendo utilizados no processo fabril. São em geral produtos parcialmente acabados.
  53. 53. Por que manter Estoques?Tipos de Estoque • Consumo proporcional ao volume de produção; • Todos os materiais agregados ao Produto acabado; • Normalmente a matéria-prima é comprada de outras empresas; • O volume real de cada matéria-prima depende do tempo de reposição; Matérias - primas • Exemplo – Indústria de móveis Matéria-prima – Madeira, cola, parafusos, porcas, pegadores, etc.
  54. 54. Por que manter Estoques?Tipos de Estoque • Produtos em estágio intermediário de produção; • Material que já foi processado , mas que adquire outras características no fim do processo; • Os níveis de estoque em processo dependem em grande parte da extensão e complexidade do processo; • Um estoque maior de produtos em processo acarreta maiores custos, pois o capital da empresa está empatado Produtos em processo • Exemplo – Indústria de móveis Produtos em processo – Pernas de mesa, laterais de guarda-roupa, fundo de gavetas, etc.
  55. 55. Por que manter Estoques?Tipos de Estoque • Produtos sob encomenda tem baixos estoques de produtos acabados; • Nível de estoque determinado pela previsão de demanda; •Produto de saída do processo de transformação; Produtos Acabados • Exemplo – Indústria de móveis Produtos acabados – Guarda-roupa, cama, cadeira, estantes, etc. • Estoque em trânsito – Itens que estão em transporte; •Estoque em consignação – Produtos que são de propriedade do fornecedor até que sejam vendidos.
  56. 56. Como prever Consumo? 1. Variáveis Quantitativas • Evolução das vendas no passado; • Influência da propaganda; • Aumento de Renda ou População. 2. Variáveis Qualitativas • Opinião de gerentes; • Opinião dos vendedores; • Opinião de compradores; • Pesquisas de Mercado. Previsão para estoques Utilizaremos técnicas de previsão
  57. 57. Fonte: DIAS (2008) Previsão para estoques
  58. 58. Fonte: DIAS (2008) Previsão para estoques
  59. 59. Fonte: DIAS (2008) Previsão para estoques
  60. 60. Métodos Quantitativos para calcular a previsão de consumo: 1.Método do último período 2.Método da média móvel 3.Método da média móvel ponderada 4.Método da média com ponderação exponencial 5.Método dos mínimos quadrados Previsão para estoques
  61. 61. Métodos Quantitativos para calcular a previsão de consumo: 1.Método do último período – Este método mais simples e sem base matemática consiste em utilizar como previsão para o período seguinte o valor ocorrido no período anterior. 2.Método da média móvel – A previsão para o próximo período é obtida calculando-se a média dos valores de consumo nos últimos n períodos anteriores. CM = C1 + C2 + C3 + …+ Cn n 3.Método da média móvel ponderada – Este método é uma variação do método da média móvel em que os valores dos períodos mais próximos recebem peso maior que os valores correspondentes aos períodos mais distantes. X1 + X2 + X3 +…XnCM = C1X1 + C2X2 + C3X3 + …+ CnXn Previsão para estoques
  62. 62. Exercício Uma casa de shows teve nos últimos 6 meses o seguinte volume de vendas para seu produto “Bebida Tonner Beer” em unidades: Previsão para estoques Mês/Ano Quantidade consumida Janeiro/2010 4.600 Fevereiro/2010 4.200 Março/2010 4.800 Abril/2010 4.600 Maio/2010 4.800 Junho/2010 5.000 Com base nos dados, calcule a previsão de demanda para o próximo mês (Julho/2010) pelo método do último período (MUP) e pelo método da média móvel, com n=4.
  63. 63. PP = C x TR + EM Onde: PP = Ponto de pedido C = Consumo Médio Mensal TR = Tempo de reposição EM = Estoque mínimo Níveis de estoques Fonte: DIAS (2008) EstoqueMáximo Intervalo de ressuprimento 1. Emissão 2. Preparação 3. Transporte
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×