Apresentação LEED - Anexo Conjunto Hospitalar

2,182 views
1,996 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,182
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
93
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação LEED - Anexo Conjunto Hospitalar

  1. 1. Reforma do Pavilhão Vicky e Joseph Safra A certificação internacional(Leadership in Energy and Environmental Design)
  2. 2. LEED - Leadership in Energy and Environmental DesignA sigla (LEED®) que em inglês significa “Leadershipin Energy and Environmental Design” é um sistemade pontuação para definir e certificar um GreenBuilding. Criado nos EUA pelo USGBC (UnitedStates Green Building Council). É uma forma determos a certeza que um prédio seguirá conceitossustentáveis, pois é necessário atingir um númeromínimo de pontos para obter-se a certificação.
  3. 3. Sustainable Sites (SS) A certificação LEED GOLD se baseia em umTerreno, implantação, entorno, número total de pontos relacionados ao seutransporte; projeto e construção, que impactam positivamente a comunidade e o próprioWater Efficiency (WE) edifício. Estes pontos incluem:Administração do consumo de água noedifício;Energy & Atmosphere (EA)Administração do consumo de energiano edifício;Materials & Resources (MR)Materiais renováveis, fornecimento;Indoor Environmental Quality (EQ)Qualidade do ar interno do edifício e naobra;Innovation & Design ProcessInovação de Projeto – Leed AccreditedProfessional.
  4. 4. Certificado do LEEDNo caso das novas construções, segue ainda uma categorização docertificado LEED pode ser obtida em quatro níveis: Certified, Silver, Gold ePlatinum. E Portanto o recém-inaugurado edifício do Hospital Israelita AlbertEinstein na Unidade Morumbi, recebeu a certificação LEED GOLD. 40-49 50-59 60-79 80+ PONTOS
  5. 5. O Pavilhão Vicky e Joseph Safra, o recém-inaugurado edifício do Hospital IsraelitaAlbert Einstein na Unidade Morumbi, acaba de receber a certificação LEED GOLD. - edifício com 10 andares e cerca de 70 mil metros; - fachadas em mosaico com vidro e cerâmica; -a fachada ventilada em peças cerâmicas diminui consideravelmente o ganho de carga térmica no interior do edifício pela insolação direta; -boa parte das esquadrias que absorvem iluminação natural é formada por vidros duplos de alto desempenho; - obra inteiramente calcada em um desafio estrutural;O edifício-passarela com seis pisos transpõe a via urbana.
  6. 6. -com destaque para o piso drenante nacalçada para absorção da água dachuva;-houve rígido controle de poluição, planode gerenciamento de erosão,assoreamento, poeira e ruídos, a fim deevitar problemas para moradores efreqüentadores da região;-reciclagem fez com que cerca de 75%do material fosse reutilizado, evitandoque o entulho fosse para aterrossanitários;- jardins presentes em toda a coberturado edifício gerarão uma redução deaproximadamente 30% do volume deágua da chuva enviado para a redepública;
  7. 7. -controle de poluição luminosa, a luz gerada no prédio seja suficiente para garantir a segurança e conforto dos pacientes, sem afetar a área ao redor do Hospital. -reduções no consumo de água e energia; -cuidados na utilização de materiais, em função do seu conteúdo e características de emissão de poluentes; -diminuição da carga sobre as redes de drenagem de águas pluviais daÀ implantação de grandes espaços verdesnas coberturas do edifício, esse sistema cidade;ajuda a evitar o desperdício de água eenchentes na região, passarelas sobre um -alta qualidade e controle do arvão de 45 m, possibilita o trajeto interno;funcionários e visitantes. Na passarela deum andar, a estrutura metálica é visível,inclusive externamente. - redução do efeito de ilha de calor na região.
  8. 8. Torre cilíndrica concentra a circulação vertical do novo edifício. Em formato curvorevestida por vidro permite o trânsito e amplia a visão dos pacientes quanto àdimensão do hospital já na saída dos elevadores.
  9. 9. DesafiosO programa hospitalar apresenta desafios adicionais para a certificação LEED, pois osrequisitos técnicos e de segurança são bastante restritivos e a demanda por água eenergia, superiores aos de outros programas, como escritórios e escolas. Tendo entre as prioridades do projeto o atendimento à agenda sustentável desde seus primeiros traços, tivemos a oportunidade de planejar a implantação e o volume do edifício, seus materiais e as sinergias entre sistemas eletromecânicos para oferecer ao hospital um projeto de edifício sustentável sem grandes alterações no custo da obra e, mais importante, de baixo custo de operação e manutenção. Só conseguimos tal feito com a integração da solução arquitetônica à estrutural, que incluíram ainda a localização das torres de circulação vertical e o posicionamento dos shafts de instalação.
  10. 10. O conjunto completo do Hospital IsraelitaAlbert Einstein. O novo bloco é mais baixo, Imagens Externasporém menos contido em termos delinguagem e variação cromática.
  11. 11. Imagens Externas A fachada do novo conjunto possui trechos compostos por retângulos e quadrados de várias dimensõesNa composição, faixas envidraçadas alternam-se com revestimento cerâmico fixado porgrampos. A ampliação do hospital inclui seispavimentos no subsolo, todos previstos parasuprir a demanda do estacionamento,aumentando em 1.200 o número de vagas docomplexo.
  12. 12. Imagens ExternasO edifício-passarela, com seis pavimentos, faz às vezes de portal de acesso ao complexo hospitalar
  13. 13. Imagens Externas Passarela com estrutura metálica aparente. Duas passarelas construídas sobre um vão de 45 m interligam os edifícios e permitem o trajeto de funcionários e visitantes aos centros de atendimento ambulatoriais recém- projetados.
  14. 14. Imagens InternasCirculação interna envidraçada
  15. 15. Imagens Internas Piso intermediário ligado ao térreo pelas escadas rolantes Escadas rolantes ligam os pisos térreo e intermediário
  16. 16. Imagens Internas Hall de elevadores do térreo Área de atendimento e triagem
  17. 17. CroquiCroqui do Hospital Albert Einstein
  18. 18. Maquete Física
  19. 19. Ficha Técnica
  20. 20. PROJETO – Kahn do Brasil
  21. 21. Bibliografia:http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/arquitetura-hospitalar-kahn-arquiteto-arthur-brito-23-10-2009.htmlhttp://www.kahndobrasil.com.br/port_casos_empreendimentos.htm
  22. 22. CEUNSP - Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio. FEA – Faculdade de Engenharia e Arquitetura Arquitetura e Urbanismo – 8º semestreDISCIPLINA: EAAAU - Estudos Ambientais Aplicados à Arquitetura e Urbanismo. PROFESSORA: Ana Cristina Bordini Prado. Trabalho realizado por: Erick Monteiro 08 Fábio Moisés Teodoro 49 Felipe Mattavelli 12 Lucimara Garcia 22

×