Prece de Francisco de Assis - adaptação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
  • Linda apresentação!
    Quero também agradecê-la por adicionar meu trabalho 'Isso é Brasil', como favorito.
    Abraços de Santos, boa sorte no SS!
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,309
On Slideshare
1,309
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
9
Comments
1
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Adaptação de uma apresentação de Luc Van Der Heyden Revista, sonorizada e animada por Florimage, traduzida por paulo.bouhid@globo.com, com complementos de Angela Schnoor (Dez/94) Oração com São Francisco
  • 2. PRECE DE São Francisco de Assis
  • 3. Senhor, faz de mim um instrumento de tua paz. * E que eu encontre primeiro, em mim, a harmoniosa aceitação de meus opostos.
  • 4. Onde houver ódio, fazei que eu leve o amor. * Aceitando o ódio que possa existir em mim e compreendendo todas as faces com que o amor pode se expressar.
  • 5. Onde houver ofensa, que eu leve o perdão. * e que eu me permita ofender para poder ser perdoado.
  • 6. Onde houver discórdia, que eu leve a união. * E que eu aceite a discórdia como geradora da união.
  • 7. Onde houver dúvidas, que eu leve a fé. * Podendo, humildemente, encarar minhas próprias dúvidas.
  • 8. Onde houver erros, que eu leve a verdade. * E que a “minha verdade” não seja a única, nem os erros sejam só os alheios.
  • 9. Onde houver desespero, que eu leve a esperança. * E possa, primeiro, conviver com o desânimo sem me desesperar.
  • 10. Onde houver tristeza, que eu leve alegria. * E possa suportar a tristeza, minha e dos outros, sendo alegre ainda assim.
  • 11. Onde houver trevas, que eu leve a luz. * Após ter passado pelas “minhas trevas” e ter aprendido a caminhar com elas.
  • 12. Oh, Divino Mestre...
  • 13. Faz que eu procure mais: consolar do que ser consolado, * E que eu saiba pedir e aceitar consolo quando precisar,
  • 14. Compreender, que ser compreendido, * E me conhecer antes, para ter melhor compreensão do outro,
  • 15. Amar que ser amado, * Podendo me amar, em princípio, para não cobrar o amor que dou,
  • 16. Pois: é dando que recebemos, * E sabendo receber é que se ensina a doar,
  • 17. E perdoando que se é perdoado, * E não se perdoa a outro enquanto não há perdão por si mesmo,
  • 18. E é morrendo que se nasce para a vida eterna. * E é bem vivendo e amando a vida que se perde o medo de morrer !
  • 19. Jules Massenet – « Méditation de Thaïs » Orquestra de André Rieu Fotos de Alberto Rot Complementos (*) : Angela Schnoor (Dez/94) Adaptação : PC
  • 20.