História da conservação dos alimentos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

História da conservação dos alimentos

on

  • 26,381 views

História da conservação dos alimentos...

História da conservação dos alimentos


A conservação dos alimentos surgiu com a civilização. O homem pré-histórico logo cedo compreendeu que deveria guardar as sobras de alimentos dos dias de fartura, para os tempos de escassez. Os primeiros métodos de conservação deveriam ser e foram extremamente simples. Tudo indica que os primeiros pedaços de mamute deveriam ter sido apenas secos ao sol; a secagem rápida da camada externa possibilita a conservação da parte interna.
Com a descoberta do fogo, surgiu a defumação, ainda hoje utilizada. Seguiu-se a descoberta da salga, um processo simples e muito prático. Homero e Hesíodo mostram que na Grécia antiga, a salga da carne e do peixe era utilizada em grande escala. Heródoto afirma que os egípcios faziam o mesmo. Os fenícios em suas longínquas viagens alimentavam-se com peixes e carnes salgados. Comiam também caças provenientes de distantes regiões conservadas no mel. Os gauleses da Armórica alimentavam-se com carne seca pulverizada, de fácil transporte. O mesmo hábito tinham alguns povos da Ásia Menor ao tempo dos imperadores Cômado e Pertinax , quando se conservavam carnes imersas na banha.
As principais causas da deterioração dos alimentos são: a respiração, a fermentação e a putrefação.
A respiração (mesmo que oxidação) causa alteração principalmente em frutas, verduras e legumes, que permanecem vivos algum tempo depois de colhidos. Nesse processo, o oxigênio do ar reage com os carboidratos neles presentes, causando desprendimento de dióxido de carbono, água e energia sob forma de calor. Como ocorre consumo de materiais, sem reposição, os alimentos se deterioram.
Sem contato com o ar, certos alimentos, como o leite e os sucos de frutas, podem sofrer outros tipos de reação química que, no conjunto, recebem o nome de fermentação. Nesse processo, os carboidratos dos alimentos, pela ação de certos fungos microscópicos, são trans-formados em produtos como álcool e ácido, com desprendimento de dióxido de carbono e energia sob forma de calor.
O terceiro tipo de alteração dos alimentos é a putrefação, que consiste na decomposição pela ação de bactérias. As carnes e os produtos delas derivados são os alimentos que passam por esse processo, quando em contato com ar, umidade e calor. Nessas condições, as bactérias proliferam e realizam a decomposição.
⋆ Pré- história
→ período que marca as atividades humanas desde sua origem até o aparecimento da escrita – 4000 a.C.
✓ Há 3,5 milhões de anos surgem os primeiros mamíferos semelhantes ao homem, e já caminhavam em dois pés;
✓ O homem pré-histórico tem suas mãos livres para ir à busca de alimento, retirar caracóis das conchas, pegarem frutos das árvores e lançar-se sobre outros animais mais velozes.
- Cria todo tipo de armas, arpões, lanças, redes de pesca, arcos, flechas, armadilhas.
- Muda sua alimentação que antes era apenas de vegetais e frutas para uma alimentação baseada na sua caça; passa então a comer carne.
- Essa passagem da alimentação vegetariana para carnívora traz sérias conseqüências na vida do homem. Ele passa a se organizar em grupos para melhor reunir esforços para atrais suas presas em emboscadas, esfolá-las, esquartejá-las, e depois levá-las até uma árvore, caverna ou gruta onde o grupo estava fixado; para então com os demais companheiros, devorar a presa.
- Viviam nesses locais enquanto houvesse frutas, raízes, legumes, peixe ou caça, colhiam grão de trigo e faziam farinha; mas quando a comida se tornava escassa, os grupos saiam em busca de novo local onde oferecesse mais alimento. O homem torna-se desta forma nômade.
✓ Com a dieta carnívora, o homem acostumou-se ao sal encontrado na carne e passa a depender dele. Quando abandona o consumo de carne ou reduz a quantidade ingerida, procura outra fonte de sal para compensar.
- Aparece então o canibalismo. Grupos inteiros tornavam-se canibai

Statistics

Views

Total Views
26,381
Views on SlideShare
26,064
Embed Views
317

Actions

Likes
3
Downloads
658
Comments
2

9 Embeds 317

http://cienciasecompanhia.blogspot.com.br 101
http://cienciasecompanhia.blogspot.com 79
http://cienciasecompanhia.blogspot.pt 43
http://claudinhamsilva.blogspot.com 36
http://www.cienciasecompanhia.blogspot.com 17
http://www.cienciasecompanhia.blogspot.com 17
http://www.cienciasecompanhia.blogspot.pt 10
http://claudinhamsilva.blogspot.com.br 9
http://blodagabinha.blogspot.com 5
More...

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

História da conservação dos alimentos História da conservação dos alimentos Presentation Transcript

  • História da conservação dos alimentos
  • Os métodos de conservação de alimentos ao longo da história da humanidade acompanharam e permitiram o desenvolvimento do homem.
  • Os homens paleolíticos ainda não produziam seus alimentos, não plantavam e nem criavam animais. Eles retiravam os alimentos da natureza. Coletavam frutos, grãos e raízes, pescavam e caçavam animais. 
  • A primeira necessidade do homem foi a de se alimentar e por isso procurou meios de prolongar a vida útil dos alimentos
  • Conservantes naturais
    Gelo
    Calor do Sol
    Fogo
  • Esses elementos ofereceram as pistas para o futuro da preservação. Na era moderna, a ultrapasteurização e a liofilização, métodos tecnologicamente avançados e supereficientes para a conservação de alimentos, são baseados nos mesmos princípios do uso do calor e do frio para a conservação.
  • Outros conservantes naturais
    Período neolítico
    mel,
    vinagre,
    óleos
    gordura animal.
  • Foi devido ao desenvolvimento da preservação dos alimentos ao longo da história que o homem atingiu o nível tecnológico de hoje.
  • As principais formas que o homem encontrou para garantir a integridade seus alimentos:
  • Fogo e fumaça
    A defumação pela exposição das carnes e peixes à fumaça resultante da queima de madeira e carvão faz a desidratação, formando uma capa protetora para durar mais.
  • Sal e Sol
    • Depois de acrescentar o sal coloca-se os alimentos em exposição ao sol
    A salga consistia em enterrar os produtos da caça na areia da praia, para que o sal do mar penetrasse nos alimentos
  • Gelo
    A utilização de baixas temperaturas para a conservação de alimentos também se perde na história.
  • Lata
    Descoberto pelo francês Nicolas Appert.
    Suas experiências duraram 15 anos e ele concluiu que deveria usar dois princípios o aquecimento e a ausência de ar.
  • Pasteurização
    Um dos processos mais utilizados hoje em dia para a conservação de alimentos se deve às descobertas de Louis Pasteur.
  • Liofilização
    Consiste em retirar a água de alimentos por meio de sublimação – congelamento sob vácuo. É um dos mais modernos métodos de conservação.
  • Nesse sentido, a preocupação com a saúde se tornou a tônica do século XXI. Estudos comprovaram a relação entre alimentação, saúde e doença
  • Referências Bibliográficas
    A História da Conservação dos Alimentos, de Izildinha Botelho – site: Sociedade Digital
    • A Pesquisa em Alimentos da Pré-história à Contemporaneidade - Julio Alberto Nitzke – site: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
    • História da Conservação dos Alimentos – site: Correio Gourmand
    • História das Conservas, de Virgínia Brandão- site: Correio Gourmand
  • Obrigada!