Ar
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Ar

on

  • 438 views

sdfsf

sdfsf

Statistics

Views

Total Views
438
Views on SlideShare
438
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Ar Ar Document Transcript

  • Informativo do InstitutoAR - Respirar é Preciso Você pode ficar muitas horas sem beber água. Pode também ficar até alguns dias sem comer nada. Mas não agüentará ficar por mais de algumas dezenas de segundos sem o precioso ar. O mesmo acontece com os bichos e com as plantas. De todas as poluições que convivemos nos tempos atuais, a pior é e será sempre a do ar. A água poluída e a comida contaminada podem ser rapidamente avaliadas e rejeitadas, mas não podemos recusar o ar que está ao nosso redor naquele exato momento em que o corpo exige uma nova ventilação pulmonar. Todos nós somos absolutament e dependentes do oxigênio contido no ar para respirar.
  • E, por incrível que pareça, durante a correria do dia-a-dia, não nos damos conta de que estamos constantemen te inspirando oxigênio e expirando gás carbônico. Com toda essa importância, o ar merece cuidados especiais para que o meio ambiente em que vivemos tenha e proporcione uma boa qualidade de vida.Ar poluído mata três milhões por ano Três milhões de pessoas morrem, anualmente, devido aos efeitos da poluição atmosférica no mundo. Isso representa o triplo dos óbitos por ano que decorrem de acidentes automobilísticos. A informação é proveniente da Organização Mundial de Saúde (OMS). Mas de onde vêm esses poluentes que contaminam o nosso ar? Gerados principalmente pela queima dos combustíveis fósseis (usinas elétricas a carvão e automóveis movidos à gasolina e à diesel), os poluentes e elementos tóxicos contaminam o ar que respiramos e ao longo do tempo acabam ocasionando problemas respiratórios e/ou circulatórios. Abaixo estão alguns deles:Monóxido de carbono (CO) - gás altamente tóxico produzido pelaqueima incompleta de hidrocarbonetos, como os combustíveis fósseis, oupela decomposição parcialmente anaeróbica de matéria orgânica.Ozônio (O3) - é um composto formado quando o gás de oxigênio éexposto à radiação ultravioleta. Na atmosfera externa (chamadaestratosfera), o ozônio protege a Terra contra a radiação excessiva. Naatmosfera inferior (troposfera), forma-se a partir de gases de combustãoe, em grandes concentrações, torna-se um poluente atmosférico.
  • Dióxido de enxofre (SO2) - é formado principalmente pela combustãodos derivados de petróleo e do carvão mineral. Provoca problemas nosistema respiratório e é causa de bronquites e distúrbios graves, como oenfisema pulmonar. No ar, o dióxido de enxofre pode ser transformadoem trióxido de enxofre, que, para as vias respiratórias, é ainda maisirritante que o primeiro. Os vegetais são muito sensíveis aos óxidos deenxofre: suas folhas amarelam e, sob altas concentrações de óxidos,chegam a morrer.Óxidos de nitrogênio - o dióxido de nitrogênio (NO2) é o poluenteproduzido pelas descargas dos motores de automóveis, especialmente osmovidos a óleo diesel e gasolina. Os óxido de nitrogênio constituem anévoa seca que se forma sobre grandes cidades, por ação das radiaçõessolares sobre os gases expelidos pelos veículos automotores. É tóxicopara as vias respiratórias, provocando enfisema pulmonar. Reduz afotossíntese nas plantas e danificada a pintura de carros e outros objetos.Clorofluorcarbono - é o famoso CFC, uma classe de compostosorgânicos que contém carbono, cloro e flúor. O Freon, nome comercial deum clorofluorcarbono, é usado como propelente em aerossóis,compressores de geladeiras, na fabricação de espumas e para a limpezade placas de circuito de computadores. Os CFCs não são tóxicos, masestão sendo abolidos porque se acumulam na atmosfera superior, onde aluz solar os transforma em agentes químicos que destroem a camada deozônio que protege a superfície da terra da radiação ultravioleta do Sol,muito prejudicial aos seres vivos.Particulados - partículas sólidas ou líquidas finamente divididas no ar ouem uma fonte de emissão. Eles incluem poeira, fumos, nevoeiro,aspersão e cerração. Em geral, são menores do que um mícron dediâmetro, de controle muito difícil, permanecendo no ar durante muitotempo e podendo penetrar profundamente no pulmão humano.Poluição e climaDesde a Revolução Industrial, ohomem já jogou 270 milhões detoneladas de gases naatmosfera. Hoje, eles formamum cobertor a 20 quilômetros dealtitude que impede o calor doSol refletido pela Terra deescapar. O resultado é o EfeitoEstufa.A queima de combustíveisfósseis (carvão, óleo e gás porexemplo) emite toneladas decarbono. A decomposição de lixoa céu aberto e o gado quandopasta liberam metano, o que éprejudicial para a atmosfera.Milhões de escapamentos decarros, conforme explicadoanteriormente, mandam dióxidode carbono e óxido nitroso parao ar. Os desmatamentos, asqueimadas, o gás CFC(clorofluorcarbono) usado emgeladeiras, espumas plásticas eaerossóis, tudo isso geraconseqüências que se refletemem mudanças severas no clima,derretimento da calota polar,aumento do nível dos oceanos eenchentes devastadoras.O Protocolo de Kyoto é um desdobramento da Convenção sobreMudanças Mudanças Climáticas da ONU assinada na Rio92. Ele prevê ocomprometimento até 2012 da redução de pelo menos 5,2 % dasemissões totais de gases que causam o Efeito Estufa por parte dos paísesdesenvolvidos, em relação aos índices de 1990. O documento levou esse View slide
  • nome porque foi assinado na cidade japonesa de Kyoto, em 11 dedezembro de 1997 e seu principal objetivo é estabilizar as concentraçõesdos gases tóxicos para evitar o aquecimento do planeta e todos seusefeitos no ciclo natural.Apesar do protocolo já contar com a adesão de mais de 55 países,número mínimo exigido para sua vigência, também é preciso que, entreos países signatários, estejam os responsáveis pela emissão de, nomínimo, 55% do dióxido de carbono (CO2) lançado em 1990 pelos paísesindustrializados. Até agora, a soma das emissões de todos os membrosque compõem o acordo atinge apenas 35,8% (veja nesta página o quadro"Emissões Mundiais de Dióxido de Carbono).Enquanto isso, a Terra vista pelo pioneiro do espaço, o astronauta russoYuri Gagarin, já não é mais a mesma. Em 1961, ao se tornar o primeirohomem a ver o planeta do espaço, Yuri proferiu a famosa frase: "A Terraé azul". Infelizmente, para a nova geração, como Frank Culbertson,comandante da Estação Espacial Internacional (ISS), o nosso planeta estáhoje mais para o cinza, devido à inexorável ação humana. Daqui de cima,vemos áreas desmatadas, sem nenhuma vegetação, nuvens de poluentesdo ar e poeiras em áreas antes limpas. Isso nos mostra que temos decuidar melhor da Terra daqui para a frente", diz Culbertson. Segundo oastronauta, as mudanças na natureza e na cor da Terra são analisadasdesde o início da década de 90, quando o projeto da Estação começou.Mas ele assegura que elas nunca foram tão impressionantes como nessaatual viagem e que são principalmente mais visíveis nos paísesdesenvolvidos.O problema americanoOs Estados Unidos, um dosmaiores poluidores do planeta,acusado por ambientalistas dese negar a assumir suaresponsabilidade históricaquanto ao problema, apresentouum plano alternativo já que nãoquis se comprometer com asmetas previstas em Kyoto. É oprograma "Iniciativa Céu Limpo"que promete medidasvoluntárias para a indústria dopaís. Na proposta encabeçadapor Bush, o crescimentoeconômico vem primeiro e adespoluição é uma eventualconsequência. As emissões degases-estufa passam a estarrelacionados com o crescimentodo PIB, passando de 183toneladas por milhão de dólaresem 2002 para 151 toneladas em2012.As críticas sobre a postura da potência falam de boicote, pois ao invés decortar o mal pela raiz, no caso o dióxido de carbono que é o principal gástóxico, Bush pretende diminuir até 2018 as emissões de três outros gasesque juntos não chegam a 15% do prejuízo global. Segundo o presidentenorte-americano, "nações em desenvolvimento como a China e a Índiatambém lançam na atmosfera uma imensa quantidade de gases do EfeitoEstufa e é irresponsabilidade não obrigá-las a se comprometer", alega,dividindo a culpa com os vizinhos.Entretanto, para Jeremy Rifkin, 57 anos, autor do livro "A Economia doHidrogênio - A Criação de uma Nova Fonte de Energia e a Redistribuiçãodo Poder na Terra" e professor da WhartonSchool, uma das maisrenomadas escolas de administração dos EUA, "O governo Bush se negoua assinar o Protocolo de Kyoto porque achou que as exigências erammuito grandes. O problema é o contrário. O protocolo é muito tímido.Precisamos é acabar com as emissões de carbono", rebate em entrevistaà revista Veja de 8 de Janeiro de 2003.O Instituto foi conferir View slide
  • Para chegar como quem nãoquer nada, nossa jornalista deplantão aproveitou o período devistoria anual de veículos noposto do Detran na Alvorada(Barra da Tijuca), no Rio deJaneiro para averiguar ainspeção relativa à medição degases poluentes sem seidentificar, apenas como umamera cidadã curiosa.Segundo o vistoriador Felipe deOliveira, 23 anos, a aprovaçãono teste de emissão de gasespoluentes só é obrigatória paraveículos de placa vermelha(taxis, vans, ônibus ecaminhões). Quanto aos carrosconvencionais, a reprovação nãoimpede a circulação nemrestringe o novo documentoanual. Além disso, essa mediçãoé feita apenas no Rio de Janeiroentre todas as cidades do Brasil.Diante de novas dúvidas e muitos porquês sem resposta, nossa repórterfoi encaminhada para a técnica de auditoria Andréia Castro para maioresesclarecimentos. De acordo com a nova fonte, esse procedimento érelativamente novo, tendo sido implantado em 1997, em caráterexperimental, graças ao convênio Detran/FEEMA (Fundação Estadual deEngenharia do Meio Ambiente) que é parte do PROCONVE- Programa deControle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, instituído peloConselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA).Existe a intenção de que a avaliação se propague no país e que tenhacaráter obrigatório mesmo para os carros de passeio. Mas, segundoAndréia, ao ser perguntada sobre a previsão do serviço para São Paulo,que detém a maior frota do país, "ainda não há, de fato, uma previsãopara essas metas". Como se percebe, as leis nacionais voltadas para essaquestão particular dispõem de belas diretrizes. Entretanto, a distânciaentre o que diz a lei e o que acontece na prática realmente éincomensurável.]A seguir são citadas mais algumas informações interessantes constatadasnesta incursão ao posto do DETRAN.- A maior causa de reprovação no teste de emissões de gases poluentespor automóveis é pela má regulagem do motor. Portanto, procure oficinasde bom padrão, que disponham de equipamento adequado, preferindosempre a regulagem eletrônica.- Nove em cada dez kombis que circulam na cidade do Rio de Janeiro nãoestão rodando dentro dos padrões adequados para o motor, quanto àsemissões de poluentes perigosos.Segundo o Manual da Divisão de Qualidade do Ar (DIAR), setorresponsável da FEEMA, a combustão completa, que ocorre somentequando o seu carro está regulado, e que já é nocivo para o ar, gerabasicamente dióxido de carbono (CO2) vapor d água (H2O). No entanto,quando não há regulagem, a combustão completa não se efetiva,sobrando combustível não-queimado e gerando ainda mais toxinas para aatmosfera, como o material particulado (fuligem), aldeídos, dióxido deenxofre (SO2), óxido de nitrogênio (NOx) e hidrocarboneto (HCs).Saúde
  • Sabe-se que a exposição à poluição acelera oenvelhecimento por aumentar as substânciasoxidantes no organismo. Mas não é só isso. Omonóxido de carbono causa lentidão dosreflexos e sonolência. O dióxido de nitrogêniopode agravar a asma e reduzir as funções dopulmão. O ozônio também causa inflamaçãonos pulmões, diminuindo a sua capacidadeenquanto os particulados menores (commenos de 1/2.400 de uma polegada) podemse alojar nos alvéolos pulmonares e provocarenfermidades respiratórias ecardiovasculares. Além disso, a poeira podecriar alergias, irritação da vista e da garganta.O aumento dos gastos relacionados àsdoenças causadas pela poluição atmosféricaincluem desde os custos com medicamentos etratamentos até a ausência no trabalho. Naprovíncia canadense de Ontário, por exemplo,que tem uma população de 11,9 milhões dehabitantes, a poluição do ar custa cerca de 1bilhão de dólares por ano ao bolso doscontribuintes, somente com ashospitalizações.Qualidade de vidaVocê já sentiu aquela sensaçãoofegante ao praticar algumaatividade física? O motivo deuma simples falta de fôlego podeestar no ar. O local escolhidopara a malhação conta muito."Se o ambiente é poluído, orendimento cai", afirma ofisiologista Raul Santo, da Escolade Educação Física da PolíciaMilitar de São Paulo, que fezuma pesquisa sobre aperformance cardiorrespiratória,até então pouco aprofundada.O especialista analisou osbatimentos cardíacos, a pressãoarterial e o desempenho de umgrupo de 25 pessoas aopraticarem corrida em duascidades paulistas, a litorânea elimpa Bertioga e Cubatão,famosa pela sujeira naatmosfera. Para realizar omesmo trajeto, no mesmotempo, pulmões e coraçãotiveram que fazer muito maisesforço na cinzenta Cubatão. Enão pense que o problema éexclusivo de centros industriais.Mesmo regiões distantes dafumaça podem oferecer grandeconcentração de poluentes, poisos gases formadores de poluiçãosão facilmente empurrados paralonge."O nível de concentração de gases tóxicos está muito ligado à capacidadede dispersão dos poluentes", esclarece Carlos Eduardo Negrão, da Divisãode Qualidade do Ar da Companhia de Tecnologia de SaneamentoAmbiental de São Paulo (Cetesb). Saiba que metade da poluição urbanano Brasil vem dos carros. Portanto, se você vive em uma capital, é bomcorrer atrás de ar puro de verdade. Caso o contrário, vai perder o fôlegoantes do que imagina.Dicas para driblar a fumaça
  • - Fuja de locais com muitos carros, pois eles emitem muita poeira. Osparques, por possuírem pequenas quantidades dessas partículas, são oslugares mais indicados.- Evite praticar exrcícios ao ar livre em dias muito quentes e secos.Nessas condições, o corpo ainda é mais exigido.- Prefira malhar logo cedo. Além da quantidade de carros ser menor,durante a manhã há menos ozônio, pois seu pico costuma se dar à tarde.- Academias são uma boa saída. Estudos mostram que a concentração depoluentes em um ambiente fechado é bem menor.Atitudes para colaborar- Não queime lixo em hipótese alguma, principalmente plásticos,borrachas, estopas e vasilhames de produtos químicos como solventes,inseticidas, óleos e graxas. A fumaça gerada pela queima desse tipo delixo quando não realizada em incineradores adequados são extremamentedanosas ao meio ambiente.- Não fume se estiver grávida. Mesmo dentro da barriga da mãe, o filhopode sofrer os problemas causados pela fumaça tóxica do cigarro.- Evite fumar perto das crianças. Não prejudique a saúde delas ao obrigá-las a serem fumantes passivas. Seu desenvolvimento físico poderá serprejudicado.Alternativas: o que tem sido feitoEm resposta ao quadro alarmante geradopelos transportes, alguns governos adotarammedidas para tentar controlara a poluição.Bogotá, na Colômbia, por exemplo, reduziuem 40% o tráfego durante o horário de pico eaumentou o imposto sobre a gasolina. Cercade 120 quilômetros das principais vias sãobloqueados por sete horas aos domingos.Especialistas recomendam soluções simples, aserem adotadas pelos cidadãos comoincentivar o uso de bicicletas, transportes demassa ou simplismente andar mais.Privilegiar o metrô, como em Nova Iorque,ferrovias ou os ônibus expresso.O ordenamento do solo e outros instrumentosreguladores poderão ser utilizados paraencorajar empreendimentos de maiordensidade, condizentes com o transporte demassa. Subsídios governamentais eincentivos fiscais poderão deslocar-se para aprodução de várias formas de energia maislimpa.Novo conceito: gás natural veicularO Gás natural gasta menos e roda mais, aumenta a vida útil do motor,reduz os custos com manutenção enquanto o ar que você respirapermanece mais limpo.Considerada uma das mais importantes alternativas do mercado, o gásnatural é um combustível que custa, em média, 50% a menos que agasolina e ainda roda, em termos de quilometragem, 20% a mais.Somando os benefícios, o uso dessa fonte de energia reduz em mais de60% as despesas do veículo, além da queda de nível de emissões degases poluentes na atmosfera. O lado interessante para o meio ambienteé que o gás natural proporciona uma combustão limpa, com baixíssimaemissão dos vilões do nosso ar, proporcionando uma melhor qualidade devida para as populações das grandes cidades.Para fazer a conversão do motor de um carro convencional para o gásnatural, são instalados alguns componentes que não inutilizam a opçãogasolina ou álcool do veículo, que pode ser acionada por meio de umachave instalada no painel. Para isso, há um cilindro que é colocado noporta-malas. Incluindo o kit de conversão mais a mão-de-obra, oconsumidor interessado vai desembolsar de 2 a 3 mil Reais e a instalaçãopode ser realizada por mais de 800 oficinas no Brasil autorizadas peloINMETRO.Serviço - Dicas Úteis
  • - Faça a conversão somente em oficinas homologadas pelo INMETRO. Exija da oficina nota fiscal e certificado de homologação emitido pelo INMETRO. Esse documento permitirá fazer o registro de conversão no Detran. - As reivindicações periódicas do kit e cilindros só devem ser realizadas nas convertedoras homologadas pelo INMETRO. - Recuse peças usadas, cilindro recondicionado ou de procedência desconhecida e tubos de cobre. - Na instalação exija tubos de aço - Saiba mais no atendimento ao cliente pelo site www.inmetro.gov.br Boa notícia: àgua do mar ajuda a despoluir o ar A evaporação natural de água do mar ajuda a combater a sujeira atmosférica ao provocar chuvas, mantendo o céu mais limpo. A descoberta feita por cientistas israelenses foi publicada na revista "Science" no fim do ano passado. Já havia sido comprovado que, sobre a terra, partículas de poluição do ar impedem a formação de chuvas porque as gotas de água em nuvens poluídas não conseguem crescer o suficiente para provocar uma precipitação. Sobre os oceanos, conforme demostrou o estudo, acontece justamente o oposto. Como as partículas de sal são muito maiores do que as de poluentes, elas atraem as gotículas de água, produzindo gotas pesadas o bastante para provocar chuvas. Tal processo, observado pela primeira vez, colobora muito na purificação do ar. A coordenação da pesquisa foi feita por Daniel Rosenfeld, da Universidade Hebraica de Jerusalém. Isso prova que não é só de denúncias sem solução ou tragédias sensacionalistas se sustentam as notícias sobre meio ambiente. É nesse eixo do aprimoramento, da transição e da evolução que o Informativo do Instituto Ecológico Aqualung procura atuar: mostrando as coisas que precisam ser melhoradas e, principalmente, divulgando propostas e soluções para os problemas ambientais. Afinal, apontar erros é fácil, difícil é reconhecer nos erros oportunidades de crescimento através de um contínuo processo de renovação baseado na melhoria contínua. * Cíntia Rygaard é jornalista especializada em Meio Ambiente.Se extraíssemos um pulmão e o abríssemos totalmente (estendendo-o) eleteria o mesmo tamanho que um campo de tênis.Os pulmões contêm quase 2400 quilômetros de vias aéreas e mais de 300milhões de alvéolos.As plantas são nossas parceiras na respiração. Nós inspiramos oxigênio eexpiramos dióxido de carbono. As plantas absorvem o dióxido de carbono elargam oxigênio.As pessoas têm tendência para apanhar mais constipações no Inverno porquepassam mais tempo dentro de casa e mais tempo perto de outras pessoas.Quando uma pessoa espirra, tosse ou até mesmo respira, os germes passampara o ar.É impossível lamber o seu próprio cotovelo.Se você espirrar com muita força pode partir uma costela.
  • Se você tentar impedir que um espirro seja expelido pode morrer ou causar aruptura duma veia no cérebro ou na nuca.Se você mantiver, à força, os olhos abertos durante um espirro, é possível queeles saiam das órbitas.Tal como as impressões digitais, a superfície da língua é diferente de pessoapara pessoa.O músculo mais potente do corpo humano é a língua.É impossível espirrar com os olhos abertos.A cada ano, 98% dos átomos do seu corpo são substituídos.