Processos de tratamento do petroleo

5,242 views

Published on

Published in: Engineering
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,242
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
35
Actions
Shares
0
Downloads
139
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Processos de tratamento do petroleo

  1. 1. Processos de Tratamento.
  2. 2. Trabalho de Refino. Equipe técnica: Lidiane Reis,Luiz Henrique, Valnei, Mariana e Irineu.
  3. 3. Introdução • No Refino de petróleo, os tratamentos químicos são usados para eliminar ou modificar as propriedades indesejáveis associados à presença das diversas contaminações que o óleo bruto apresenta, especialmente aquelas oriundas de compostos que contém, enxofre, nitrogênio ou oxigênio em suas moléculas.
  4. 4. Principais Tratamentos. • Tratamento Bender. • Lavagem Cáustica. • Tratamento Merox. • Tratamento com DEA. • Hidrotratamento/hidroprocessamento.
  5. 5. Objetivos do Tratamento. Os seguintes objetivos podem ser alcançados: • a) melhoramento da coloração; • b) melhoramento do odor; • c) remoção de compostos de enxofre; • d) remoção de goma, resinas e materiais asfálticos; • e) melhoramento da estabilidade à luz e ao ar.
  6. 6. Tratamento Bender. • O Tratamento Bender é caracterizado como “ de adoçamento” , isto é, é um processo que tem por finalidade transformar compostos agressivos de enxofres em outros menos prejudiciais sem retirá- los dos produtos.A carga é aquecida e misturada com soda cáustica, formando uma emulsão com a a mesma, seguindo para um precipitador eletrostático onde é promovida sua quebra e separação. Um catalisador no reator bender promove as reações de adoçamentos desejados.
  7. 7. Imagem do processo Bender.
  8. 8. Lavagem Cáustica. • É usado para a remoção de mercaptans e H2S dos produtos, mas também elimina outros compostos ácidos que possam eventualmente estar presente no derivado que será tratado, utilizado em frações leves, cujas densidades sejam bem menores que a da solução cáustica, tais como GLP e a gasolina e devido a razões econômicas o tratamento de lavagem cáustica só será empregado quando o teor de enxofre não for muito elevado.
  9. 9. Imagem do processo de lavagem cáustica.
  10. 10. Tratamento Merox. • Processo mais moderno, aplicável a frações leves, tais como GLP e nafta, e intermediárias, tais como querosene e diesel.Baseia-se na extração cáustica que posteriormente são oxidados a dissulfetos, ao mesmo tempo em que a solução cáustica é regenerada. Inicialmente o derivado a ser tratado passa por uma etapa de lavagem cáustica, a fim de que sejam eliminados o gás sulfídrico e outros compostos ácidos indesejáveis, em seguida a carga segue para torre de extração para retirada dos mercaptans logo após segue para um vaso decantador onde fica retida a soda que tenha sido por ventura arrastada.
  11. 11. Tipos de catalisadores. • As reações são promovidas por um catalisador organometálico( ftalocianina de cobalto), que pode estar em leito fixo (quando a carga é mais pesada, consistindo basicamente de querosene e diesel) ou dissolvido na solução de soda cáustica (quando a carga é de frações leves)
  12. 12. Processo de tratamento Merox.
  13. 13. Tratamento com DEA. • Remove o ácido sulfídrico do gás combustível e do GLP, afim de que tais frações possam atender as especificações relacionada a corrosividade e ao teor de enxofre. Uma solução de dietanolamina (DEA) é injetada e devido as diferenças de densidades, estabelece um escoamento contracorrente dentro da torre. A torre possui um recheio que facilita o contato entre as correntes, o que permite a absorção do H2S pela DEA.
  14. 14. Imagem do Processo DEA.
  15. 15. Hidrotratamento/Hidroprocessamento. • O hidrotratamento ou hidroprocessamento são utilizados para retirar impurezas tais como enxofre,nitrogênio,oxigênio,haletos e traços de metais ,que podem desativar os catalisadores dos processos anteriormente descritos, envenenado-os O hidroprocessamento também craqueia as moléculas mais pesadas em moléculas mais leves e vendáveis.Aparentemente pelo fato de tratarem em menores volumes, a economicidade do processo se torna melhor.É necessário altas pressões e temperaturas para que ocorra reações entre carga e o gás.
  16. 16. Imagem do processo hidrotratamento.
  17. 17. FIM.

×