0
JUNIORISTAS REDENTORISTAS  DO BRASIL Um resgate histórico
INTRODUÇÃO <ul><li>Apresentar o primeiro encontro dos junioristas em 1982, no contexto da renovação da Congregação, propos...
FORMAÇÃO DAS PROVÍNCIAS   <ul><li>Cada Unidade (Províncias ou vice-Províncias) tem sua origem e uma história que marcam su...
RIO <ul><li>Em 5 de junho de 1893, os Redentoristas  holandeses Matias Tulkens e Francisco X. Lohmeyer, partiram de Amster...
BISPOS DE MARIANA   <ul><li>Foram os bispos de Mariana, Dom Antonio e Dom Silvério, que proporcionaram aos dois redentoris...
SÃO PAULO /  GOIÁS <ul><li>Durante o Capítulo Geral dos Redentoristas em 1894, foi decidido que a Congregação devia assumi...
PORTO ALEGRE <ul><li>Em 1920 é aceita por São Paulo, uma paróquia em Pelotas - RS. </li></ul><ul><li>CAMPO GRANDE </li></u...
<ul><li>MANAUS - AM </li></ul><ul><li>Os confrades de Saint Louis assumem a missão em Manaus em 1943.   </li></ul><ul><li>...
FORTALEZA <ul><li>Em abril de 1959, Dom Helder Câmara, secretário da CNBB, escreveu uma carta ao Superior Geral dos Redent...
<ul><li>BAHIA </li></ul><ul><li>Da Província de Varsóvia – Polônia – os confrades se estabelecem na Bahia em 1972. </li></...
PROCESSO FORMATIVO <ul><li>Já em 1898 é aberto um seminário em Aparecida - SP, pensando na formação de Redentoristas brasi...
SEMINÁRIO DE FLORESTA, inaugurado em 1945 <ul><li>Chegam ao novo “Seminário Maior Redentorista Nossa Senhora do Perpétuo S...
<ul><li>SEMINÁRIO SÃO GERALDO </li></ul><ul><li>Potim, fundado em 1956.  </li></ul><ul><li>CASA AFONSIANUM </li></ul><ul><...
SÃO CLEMENTE EM CAMPO GRANDE <ul><li>Até 1969 os professos Redentoristas eram enviados para Esopus – EUA, para os estudos ...
CONTEXTO DE RENOVAÇÃO DO VATICANO II E MEDELLÍN (1968)  <ul><li>Os Redentoristas atualizam o carisma buscando diálogo com ...
<ul><li>RESISTÊNCIA </li></ul><ul><li>Por que fazer? </li></ul><ul><li>Nunca foi realizado isto?  </li></ul><ul><li>Qual é...
<ul><li>1º ENCONTRO PONTA GROSSA 1982 </li></ul><ul><li>De 04 a 06 de julho  </li></ul><ul><li>Assessores: Alfeo Prandel e...
2º ENCONTRO – PASSO FUNDO  1983 <ul><li>Tema:  Carisma e opção da Igreja no Brasil .  </li></ul><ul><li>24 a 27 de julho  ...
3º ENCONTRO   BELO HORIZONTE -  1984 <ul><li>Tema:  Como se articulam em nossa vida e em nossa formação: estudo e trabalho...
4º ENCONTRO – SÃO PAULO  1985 <ul><li>Tema:  Comunidade inserida .  </li></ul><ul><li>Assessoria foi realizada pelos própr...
5º ENCONTRO – FORTALEZA  1986 <ul><li>Tema:  Comunidade formativa: relação formador e formando. </li></ul><ul><li>Assessor...
6º ENCONTRO – GOIÂNIA 1987 <ul><li>Tema:  Desafios para uma formação latino-americana. </li></ul><ul><li>Assessor: Marcelo...
7º ENCONTRO – APARECIDA 1988 <ul><li>Tema:  A questão do corpo: dimensão da formação humana. </li></ul><ul><li>Assessor: P...
8º ENCONTRO – PORTO ALEGRE 1989 <ul><li>Tema:  A conjuntura e estrutura social. </li></ul><ul><li>Assessor: Pedrinho Quare...
9º ENCONTRO – CURITIBA 1990 <ul><li>Tema:  Inserção numa sociedade de conflito. </li></ul><ul><li>Assessor: Alfeo Prandel ...
10º ENCONTRO – GOIÂNIA 1991 <ul><li>Tema:  A mística da inserção na perspectiva do deixar-se evangelizar pelos empobrecido...
11º ENCONTRO –TIRADENTES – SP 1992 <ul><li>Tema:  Afetividade nas novas experiências da Vida Religiosa inserida. </li></ul...
12º ENCONTRO – BELO HORIZONTE 1993 <ul><li>Tema:  Instituição x Modernidade. </li></ul><ul><li>Assessor: Dalton de Barros ...
13º ENCONTRO –  RECIFE 1994 <ul><li>Tema:  Memória e razão de ser do encontro dos estudantes professos. </li></ul><ul><li>...
14º ENCONTRO – PORTO ALEGRE 1995 <ul><li>Tema:  Partilha das experiências pastorais. </li></ul><ul><li>Assessores: Edézio ...
15º ENCONTRO – SALVADOR 1996 <ul><li>Tema:  Pastoral urbana e Missão Redentorista. </li></ul><ul><li>Assessor: Humberto Pl...
16º ENCONTRO – TRINDADE 1997 <ul><li>Tema:  Missão Redentorista rumo ao novo milênio. </li></ul><ul><li>Assessor:  Luiz Ma...
17º ENCONTRO – CURITIBA 1998 <ul><li>Tema:  Espiritualidade e vida comunitária à luz do XXII Capítulo Geral. </li></ul><ul...
18º ENCONTRO – RECIFE 1999 <ul><li>Tema:  A partilha da prática missionária Redentorista e seus desafios à evangelização. ...
19º ENCONTRO – JUIZ DE FORA 2000  <ul><li>Tema:  A moral Afonsiana e a prática pastoral redentorista hoje. </li></ul><ul><...
<ul><li>20º ENCONTRO – FORTALEZA </li></ul><ul><li>2001   </li></ul><ul><li>21º ENCONTRO –SÃO PAULO </li></ul><ul><li>2002...
22º ENCONTRO – LAGES  2003  <ul><li>Tema:  Espiritualidade Redentorista na pós-modernidade. </li></ul><ul><li>Assessor: Ir...
23º ENCONTRO – GUARATUBA – PR 2004 <ul><li>Tema:  Dar a vida pela copiosa redenção. </li></ul><ul><li>Assessor: Luiz Carlo...
24º ENCONTRO – SALVADOR 2005 <ul><li>Tema:  Ser consagrado Redentorista na pessoa de São Geraldo. </li></ul><ul><li>Assess...
25º ENCONTRO – RECIFE 2006   <ul><li>Tema:  25 anos de história – desafios e conquistas. </li></ul><ul><li>Assessor: José ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Junioristas redentoristas do brasil

858

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
858
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Junioristas redentoristas do brasil"

  1. 1. JUNIORISTAS REDENTORISTAS DO BRASIL Um resgate histórico
  2. 2. INTRODUÇÃO <ul><li>Apresentar o primeiro encontro dos junioristas em 1982, no contexto da renovação da Congregação, proposta pelo Capítulo Geral de 1967. </li></ul><ul><li>A Congregação, a partir da intuições do Vaticano II, busca a renovação diante do mundo contemporâneo para melhor encarnar a proclamação da copiosa redenção. </li></ul><ul><li>Um pouco de história – vamos conversar sobre o processo histórico! </li></ul>
  3. 3. FORMAÇÃO DAS PROVÍNCIAS <ul><li>Cada Unidade (Províncias ou vice-Províncias) tem sua origem e uma história que marcam sua caminhada missionária. É importante conhecer este caminhar de cada um, para que o projeto da reestruturação tenha sua força no fortalecimento do anúncio da copiosa redenção. </li></ul>
  4. 4. RIO <ul><li>Em 5 de junho de 1893, os Redentoristas holandeses Matias Tulkens e Francisco X. Lohmeyer, partiram de Amsterdã para Hamburgo, a fim de tomar no porto o navio “Ceará” rumo ao Brasil. Iniciaram dia 8 de junho, aportando no Rio de Janeiro a 2 de julho. Foram hospedados na Santa Casa de Misericórdia pelo padre Lazarista Tadei, enviado pelo bispo Dom Silvério Gomes Pimenta para recebê-los. Dois dias depois, tomando o trem, seguiram para Juiz de Fora. Dia seguinte, novamente em uma viagem ferroviária, chegaram em Ouro Preto e no dia 6 de julho, a Mariana, onde foram recebidos pelo D. Antonio M. de Sá e Benevides, com seu auxiliar D. Silvério G. Pimenta. </li></ul>
  5. 5. BISPOS DE MARIANA <ul><li>Foram os bispos de Mariana, Dom Antonio e Dom Silvério, que proporcionaram aos dois redentoristas holandeses a possibilidade de instalar definitivamente a obra redentorista no Brasil, pedida pelo seu antecessor, já em setembro de 1843. </li></ul><ul><li>21 de outubro de 1894 - Missionários Redentoristas alemães da Província da Alemanha Superior (atualmente Munique), também chegavam ao Rio de Janeiro seguindo para Aparecida, chegando dia 28. </li></ul>
  6. 6. SÃO PAULO / GOIÁS <ul><li>Durante o Capítulo Geral dos Redentoristas em 1894, foi decidido que a Congregação devia assumir novas fundações em terras de missão. Em meados do mesmo ano, D. Eduardo da Silva - bispo de Goiás, e D. Joaquim Arcoverde - bispo auxiliar de São Paulo, solicitaram em Roma a vinda de redentoristas para suas dioceses. Em São Paulo os missionários assumiriam o atendimento do Santuário de Nossa Senhora Aparecida; em Goiás, além dos trabalhos em Campininhas e das missões, havia o Santuário do Divino Pai Eterno, na atual Trindade . </li></ul>
  7. 7. PORTO ALEGRE <ul><li>Em 1920 é aceita por São Paulo, uma paróquia em Pelotas - RS. </li></ul><ul><li>CAMPO GRANDE </li></ul><ul><li>Confrades de Baltimore se instalam em Aquidauana em janeiro de 1930. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>MANAUS - AM </li></ul><ul><li>Os confrades de Saint Louis assumem a missão em Manaus em 1943. </li></ul><ul><li>RECIFE </li></ul><ul><li>Foi criada a paróquia do Arraial, em Garanhuns em 1949. </li></ul>
  9. 9. FORTALEZA <ul><li>Em abril de 1959, Dom Helder Câmara, secretário da CNBB, escreveu uma carta ao Superior Geral dos Redentoristas pedindo urgentemente missionários para o norte do Estado de Goiás, Diocese de Porto Nacional. A Província de Dublin, Irlanda, aceitou o convite e em 1960 enviou os quatro primeiros Redentoristas da Irlanda para Pedro Afonso: Pes. Jaime, Tiago, João e Miguel. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>BAHIA </li></ul><ul><li>Da Província de Varsóvia – Polônia – os confrades se estabelecem na Bahia em 1972. </li></ul><ul><li>Obs.: Os Redentoristas belgas vieram para Sergipe em 1963 e os canadenses para a Bahia em 1965. </li></ul>
  11. 11. PROCESSO FORMATIVO <ul><li>Já em 1898 é aberto um seminário em Aparecida - SP, pensando na formação de Redentoristas brasileiros. O primeiro noviciado é aberto em 1906, na casa da Penha - SP. Os professos de São Paulo - 1906, iam para Gars Am Inn, Alemanha e do Rio para Witten, Holanda. Em 1932 uma classe vai fazer o seminário maior na Argentina. Os junioristas de Campo Grande e Manaus estudavam nos EUA (Esopus) até 1970. </li></ul><ul><li>O Seminário Maior Sta. Terezinha, Tietê, é fundado em 1936. Os junioristas de São Paulo e Rio foram formados, entre 1937 - 45 em Tietê. </li></ul>
  12. 12. SEMINÁRIO DE FLORESTA, inaugurado em 1945 <ul><li>Chegam ao novo “Seminário Maior Redentorista Nossa Senhora do Perpétuo Socorro” os primeiros ocupantes. Estes podem ser considerados os pioneiros. Constituíam a comunidade inicial 14 fraters, Seminário Maior, 6 sacerdotes e 2 Irmãos Leigos, tendo como primeiro reitor o Pe. Alberto Pasdeloup. Funcionou até o início dos anos 70. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>SEMINÁRIO SÃO GERALDO </li></ul><ul><li>Potim, fundado em 1956. </li></ul><ul><li>CASA AFONSIANUM </li></ul><ul><li>Nos meados dos anos 60 é fundado o IRES (Instituto Redentorista de Estudos Superiores) e em 1972 é fundado o ITESP. </li></ul>
  14. 14. SÃO CLEMENTE EM CAMPO GRANDE <ul><li>Até 1969 os professos Redentoristas eram enviados para Esopus – EUA, para os estudos filosóficos e teológicos. Em 25 de fevereiro de 1970 chegaram os cinco primeiros estudantes. </li></ul>
  15. 15. CONTEXTO DE RENOVAÇÃO DO VATICANO II E MEDELLÍN (1968) <ul><li>Os Redentoristas atualizam o carisma buscando diálogo com a sociedade, com a cultura e trabalhando por uma Igreja da misericórdia. </li></ul><ul><li>250 ANOS DA FUNDAÇÃO DA CSSR </li></ul><ul><li>Padre Alfeo Prandel motivado pela celebração dos 250 anos da fundação da CSsR inicia os contatos com São Paulo e Rio para realizar um encontro nacional dos Estudantes Professos Redentoristas do Brasil. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>RESISTÊNCIA </li></ul><ul><li>Por que fazer? </li></ul><ul><li>Nunca foi realizado isto? </li></ul><ul><li>Qual é a finalidade ? </li></ul>
  17. 17. <ul><li>1º ENCONTRO PONTA GROSSA 1982 </li></ul><ul><li>De 04 a 06 de julho </li></ul><ul><li>Assessores: Alfeo Prandel e Domingos Sávio </li></ul>Brasil 2 x Itália 3 (3 gols de Rossi – 5 de julho Participantes: São Paulo, Rio, Campo Grande (total de 20 jovens).
  18. 18. 2º ENCONTRO – PASSO FUNDO 1983 <ul><li>Tema: Carisma e opção da Igreja no Brasil . </li></ul><ul><li>24 a 27 de julho </li></ul><ul><li>15 junioristas de São Paulo, Rio e Campo Grande. </li></ul>
  19. 19. 3º ENCONTRO BELO HORIZONTE - 1984 <ul><li>Tema: Como se articulam em nossa vida e em nossa formação: estudo e trabalho pastoral . </li></ul><ul><li>26 a 29 de julho </li></ul><ul><li>Assessor: Pe. Dalton de Barros </li></ul><ul><li>15 junioristas de São Paulo, Rio, Campo Grande e Goiás. </li></ul>
  20. 20. 4º ENCONTRO – SÃO PAULO 1985 <ul><li>Tema: Comunidade inserida . </li></ul><ul><li>Assessoria foi realizada pelos próprios junioristas com partilhas das experiências. </li></ul><ul><li>21 a 25 de julho. </li></ul><ul><li>15 junioristas de Campo Grande, São Paulo, Rio, Bahia e Fortaleza </li></ul>
  21. 21. 5º ENCONTRO – FORTALEZA 1986 <ul><li>Tema: Comunidade formativa: relação formador e formando. </li></ul><ul><li>Assessor: Brandão de Fortaleza </li></ul><ul><li>22 a 24 de julho </li></ul><ul><li>21 junioristas de Campo Grande, Rio, São Paulo, Goiás, Fortaleza, Bahia e Recife. </li></ul>
  22. 22. 6º ENCONTRO – GOIÂNIA 1987 <ul><li>Tema: Desafios para uma formação latino-americana. </li></ul><ul><li>Assessor: Marcelo Sewe CSsR – Goiânia </li></ul><ul><li>21 a 24 de julho </li></ul><ul><li>23 junioristas de Recife, Fortaleza, Goiás, Campo Grande, Rio, São Paulo. </li></ul>
  23. 23. 7º ENCONTRO – APARECIDA 1988 <ul><li>Tema: A questão do corpo: dimensão da formação humana. </li></ul><ul><li>Assessor: Pe. José Luiz Cazaroto, SVD </li></ul><ul><li>24 a 28 de julho </li></ul><ul><li>29 junioristas de Goiás, Rio, São Paulo Campo Grande, Fortaleza e Recife. </li></ul>
  24. 24. 8º ENCONTRO – PORTO ALEGRE 1989 <ul><li>Tema: A conjuntura e estrutura social. </li></ul><ul><li>Assessor: Pedrinho Quareschi CSsR </li></ul><ul><li>24 a 28 de julho </li></ul><ul><li>24 junioristas de Recife, Fortaleza, Goiás, Campo Grande, São Paulo e Rio. </li></ul>
  25. 25. 9º ENCONTRO – CURITIBA 1990 <ul><li>Tema: Inserção numa sociedade de conflito. </li></ul><ul><li>Assessor: Alfeo Prandel CSsr </li></ul><ul><li>16 a 20 de julho </li></ul><ul><li>20 junioristas de São Paulo, Goiás, Campo Grande, Fortaleza, Bahia e dois do Paraguay </li></ul>
  26. 26. 10º ENCONTRO – GOIÂNIA 1991 <ul><li>Tema: A mística da inserção na perspectiva do deixar-se evangelizar pelos empobrecidos. </li></ul><ul><li>Assessor: Rubens de Morais Silva CSsR </li></ul><ul><li>08 a 12 de julho </li></ul><ul><li>21 junioristas de São Paulo, Campo Grande, Goiás, Campo Grande, Fortaleza, Bahia e Asunciõn. </li></ul>
  27. 27. 11º ENCONTRO –TIRADENTES – SP 1992 <ul><li>Tema: Afetividade nas novas experiências da Vida Religiosa inserida. </li></ul><ul><li>Assessor: Pe. Luiz Augusto (OSA) </li></ul><ul><li>20 a 24 de julho </li></ul><ul><li>20 junioristas de São Paulo, Rio, Campo Grande, Goiás, San Juan (P. Rico) </li></ul>
  28. 28. 12º ENCONTRO – BELO HORIZONTE 1993 <ul><li>Tema: Instituição x Modernidade. </li></ul><ul><li>Assessor: Dalton de Barros CSsR </li></ul><ul><li>19 a 22 de julho </li></ul><ul><li>Presentes junioristas de São Paulo, Rio, Recife, Fortaleza, Goiás, Campo Grande e Bahia. </li></ul>
  29. 29. 13º ENCONTRO – RECIFE 1994 <ul><li>Tema: Memória e razão de ser do encontro dos estudantes professos. </li></ul><ul><li>Assessor: Edézio Borges CSsR, Pite McCarthy CssR </li></ul><ul><li>19 a 22 de julho </li></ul><ul><li>19 junioristas de São Paulo, Rio, Goiás, Campo Grande, Recife, Bahia e Fortaleza. </li></ul>
  30. 30. 14º ENCONTRO – PORTO ALEGRE 1995 <ul><li>Tema: Partilha das experiências pastorais. </li></ul><ul><li>Assessores: Edézio Borges CSsR e Frei Irineu Costella </li></ul><ul><li>17 a 21 de julho </li></ul><ul><li>23 junioristas de Fortaleza, Goiás, Recife, Bahia, Campo Grande, Rio e São Paulo. </li></ul>
  31. 31. 15º ENCONTRO – SALVADOR 1996 <ul><li>Tema: Pastoral urbana e Missão Redentorista. </li></ul><ul><li>Assessor: Humberto Plummer CSsR (Recife) </li></ul><ul><li>15 a 19 de julho </li></ul><ul><li>23 junioristas de Goiás, Fortaleza, Recife, Campo Grande, Rio, e São Paulo </li></ul>
  32. 32. 16º ENCONTRO – TRINDADE 1997 <ul><li>Tema: Missão Redentorista rumo ao novo milênio. </li></ul><ul><li>Assessor: Luiz Marque Macedo CSsR </li></ul><ul><li>14 a 19 de julho </li></ul><ul><li>23 junioristas de Recife, Bahia, Campo Grande, Fortaleza, Goiás, Rio e São Paulo. </li></ul>
  33. 33. 17º ENCONTRO – CURITIBA 1998 <ul><li>Tema: Espiritualidade e vida comunitária à luz do XXII Capítulo Geral. </li></ul><ul><li>Assessor: Lourenço Kearns CSsR </li></ul><ul><li>13 a 17 de julho </li></ul><ul><li>21 junioristas de Recife, Rio, São Paulo, Campo Grande, Goiás, Fortaleza, e Bahia. </li></ul>
  34. 34. 18º ENCONTRO – RECIFE 1999 <ul><li>Tema: A partilha da prática missionária Redentorista e seus desafios à evangelização. </li></ul><ul><li>Assessor: José Luiz F. Salles CSsr </li></ul><ul><li>12 a 17 de julho </li></ul><ul><li>17 junioristas de São Paulo, Rio, Campo Grande, Goiás, Bahia, Fortaleza, Recife. </li></ul>
  35. 35. 19º ENCONTRO – JUIZ DE FORA 2000 <ul><li>Tema: A moral Afonsiana e a prática pastoral redentorista hoje. </li></ul><ul><li>Assessor: Dorivaldo Pires de Camargo CSsR </li></ul>
  36. 36. <ul><li>20º ENCONTRO – FORTALEZA </li></ul><ul><li>2001 </li></ul><ul><li>21º ENCONTRO –SÃO PAULO </li></ul><ul><li>2002 </li></ul>
  37. 37. 22º ENCONTRO – LAGES 2003 <ul><li>Tema: Espiritualidade Redentorista na pós-modernidade. </li></ul><ul><li>Assessor: Ir. Maria Inês MAD </li></ul><ul><li>14 a 18 de julho </li></ul><ul><li>21 junioristas </li></ul>
  38. 38. 23º ENCONTRO – GUARATUBA – PR 2004 <ul><li>Tema: Dar a vida pela copiosa redenção. </li></ul><ul><li>Assessor: Luiz Carlos de Oliveira CSsR </li></ul><ul><li>12 a 16 de julho </li></ul><ul><li>16 junioristas de Porto Alegre, São Paulo, Campo Grande, Fortaleza, Recife, Goiás, Rio </li></ul>
  39. 39. 24º ENCONTRO – SALVADOR 2005 <ul><li>Tema: Ser consagrado Redentorista na pessoa de São Geraldo. </li></ul><ul><li>Assessor: Jose de Lima Torres CSsR </li></ul><ul><li>11 a 15 de julho </li></ul><ul><li>20 junioritas de Porto Alegre, Rio, Bahia, Campo Grande, Goiás, São Paulo e Recife. </li></ul>
  40. 40. 25º ENCONTRO – RECIFE 2006 <ul><li>Tema: 25 anos de história – desafios e conquistas. </li></ul><ul><li>Assessor: José Ulysses CSsR </li></ul><ul><li>10 a 14 de julho. </li></ul>
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×