Your SlideShare is downloading. ×
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Contact novembro
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Contact novembro

953

Published on

Published in: Travel, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
953
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 8
  • 2. 8 INDICE Palavra do Provincial Tema do Sexênio motiva os confrades......................................04 Assembleia ajuda renovar os corações...............................................05 Eleições......................................................................................06 Celebrações................................................................................07 Reflexão-estudo..........................................................................08 Província estuda tema do Sexênio......................................................09 1. Disponibilidade.....................................................................10 2. Espírito de Comunidade.......................................................10 3. Atitude Decididamente Missionária.....................................11 4. Criatividade e Competência Pastoral...................................12 5. Testemunho Vocacional.......................................................13 6. Junto aos Pobres...................................................................13 7. Vida de Oração e Espiritualidade.........................................14 Padre Ademar escreve Livro Nossa Senhora do Rocio.............................................................15 Capítulo Provincial..............................................................................16 Redentoristas motivam festa do Rocio...............................................17 Congregação do Santíssimo Redentor................................................19 Bernard Haring 98 anos de seu nascimento..............................................20 Curiosidades.........................................................................................21 Edilei será Ordenado Presbítero.........................................................22 Aniversariantes.....................................................................................22
  • 3. 8 PALAVRA DO PROVINCIAL TEMA DO SEXÊNIO MOTIVA OS CONFRADES “Anunciar o Evangelho de modo sempre novo...” A Província de Campo Grande realizou a sua Assembleia 2010, com ênfase no estudo, na celebração e na eleição. Sendo eletiva, celebrativa e reflexiva, este encontro motivou os confrades a intensificarem a vida apostólica. O tema, “ANUNCIAR O EVANGELHO DE MODO SEMPRE NOVO (S. Clemente ) Renovada esperança, corações renovados, estruturas renovadas para a missão”, foi estudado pelos confrades na assembleia. Este tema está motivando os confrades a viverem a disponibilidade para servir nas mais diferentes frentes pastorais da Congregação. É de suma importância que as comunidades da Província continuem estudando e refletindo este tema. A celebração dos jubilares entusiasmou os confrades para o testemunho e para perseverança fiel na Vida Redentorista. Foi extremamente motivador a celebração jubilar, unindo fé e vida na perseverança missionária. Uma nova coordenação Provincial foi eleita, que terá a missão de conduzir a Província no caminho da reestruturação. Nisto, o Capítulo Provincial tem uma missão muito importante que é traçar linhas mestras para o quadriênio que se inicia em janeiro de 2011. Rogamos a Mãe do Perpétuo Socorro que abençoe a Província nesta busca de ‘Anunciar o Evangelho de modo sempre novo’ e ser sinal do Reino de Deus no mundo. Pe. Joaquim Parron, C.Ss.R. Superior Provincia
  • 4. 8 ASSEMBLEIA AJUDA A RENOVAR OS CORAÇÕES Eletiva, Celebrativa e Reflexiva O tema do sexênio da Congregação está na linha da reestruturação e renovação, renovando o ardor missionário. Nesta perspectiva os Redentoristas da Província de Campo Grande celebraram a Assembleia Geral 2010 nos dias 19 a 21 de outubro, com a participação da grande maioria dos confrades. Além das celebrações, realizou-se a eleição da nova coordenação provincial e também se aprofundou temas pertinentes à vida missionária. A Comissão Eleitoral (Francisco Lima, Marcos Vinicius, Sérgio Campos e Celso Cruz) realizou um excelente trabalho, muito bem organizado e dinâmico. Vários confrades externaram que esta Assembleia teve uma marca muito especial, pois foi verdadeiramente celebrativa, onde aconteceram reconciliações e retomadas na caminhada fraterna. As liturgias foram marcantes, as partilhas foram edificantes e uma atmosfera de fraternidade predominou durante todos os dias da Assembleia. "Confrades em momento de celebração"
  • 5. 8 ELEIÇÕES Superior Provincial Após processo de discernimento foi re-eleito para o ministério de Provincial, Pe. Joaquim Parron, CSsR. Capítulo Provincial Foram eleitos: Pe. Henrique Lima, Pe. Celso Cruz, Pe. Sérgio Campos, Pe. Gelson Mikuszka, Pe. Wilson Marques, Ir. Helio Nunes, Pe. Primo Hipólito, Pe. Agenor Martins, Pe. Vicente Gomes, Pe. Dirson Gonçalves (ex-officio), Pe. Afonso Tremba (suplente), Ir. Adilson Schamne (suplente) e Pe. Marcos Vinicius (suplente). Conselho Extraordinário Provincial (CEP) Foram eleitos: Pe. Celso Cruz, Pe. Agenor Martins e Pe. Dirson Gonçalves. Suplentes do CEP: Pe. Henrique Lima, Pe. Vicente Gomes e Pe. Antônio Mello. (O COP e o Ecônomo serão eleitos no Capítulo, nos dias 3 a 5 de janeiro de 2011). Representante da Província na Assembleia da Conferência Redentorista da América Latina e Caribe: Pe. Agenor Martins C.Ss.R. - Suplente: Pe. Afonso Tremba C.Ss.R. "Confrades em momento de celebração"
  • 6. 8 CELEBRAÇÕES As liturgias contagiaram e motivaram os confrades na perspectiva Redentorista. No primeiro dia, os confrades da Comissão Eleitoral animaram a liturgia, fazendo todos recordarem o chamado à Vida Redentorista, tendo Cristo como centro. No segundo dia, a celebração dos jubilares, presidida pelo Pe. Lourenço Kearns, recordou que a Vida Fraterna é muito importante na perseverança [Os jubilares de 2010 da Província são: Pe. Guilherme Tracy e Pe. Geraldo Oberle (60 aos de Vida Religiosa), Pe. Lourenço Kearns e Pe. Clemente Krug (50 anos de Vida Religiosa), Pe. Vicente Gomes (25 anos de Vida Religiosa) e Pe. Helio de Oliveira (25 anos de Vida Sacerdotal). Pe. Jorge Rocha celebrou este ano, pois não pode participar da assembleia do ano passado (25 de vida sacerdotal).]. Também neste dia, a celebração da reconciliação, presidida pelo Pe. Wilton Moraes Lopes revitalizou o espírito de aceitação e perdão. Na missa de encerramento destacou-se a fidelidade e o início de uma nova caminhada, com a nova coordenação provincial eleita. "Confrades em momento de celebração"
  • 7. 8 REFLEXÃO-ESTUDO Além do relatório do Provincial e do Ecônomo, os confrades também estudaram o tema do sexênio (Anunciar o Evangelho de modo sempre novo...), autoridade na vida religiosa e a dimensão pastoral dos Redentoristas. Neste ambiente fraterno, percebeu-se uma vontade da maioria dos confrades de colocar-se à serviço, num espírito de disponibilidade, para ‘Anunciar o Evangelho de modo sempre novo’ nas várias frentes da Província, sem se apegar em títulos ou cargos. À exemplo de Santo Afonso, São Clemente, São Geraldo, São João Newman e tantos santos Redentoristas ‘não canonizados’ possamos nos encantar e viver o espírito missionário! Louvado seja Deus por isto! Pe. Joaquim Parron, C.Ss.R. Curitiba/PR DEPOIMENTOS SOBRE A ASSEMBLÉIA “Para mim foram dias muito marcantes. Percebi vários momentos de reconciliação, inclusive momentos muito emocionantes de perdão. Acho que por esses gestos valeu a assembléia. Estamos falando tanto ultimamente em vida fraterna e essa assembléia mostrou que, realmente, estamos crescendo nesse sentido.”Diác. Edilei R. Silva, CSsR “Foram dias de serenidade, seriedade, esperança, amizade. Havia um clima muito fraterno e acolhedor entre nós. Além de uma assembléia eletiva, celebrativa e reflexiva, parecia que estávamos em um retiro pois fortalecemos nossa espiritualidade também. De todas as assembléias que já participei, essa sem dúvida foi marcante”.Pe. Sérgio Sviental Campos, CSsR “Se posso dizer uma palavra para simbolizar essa assembléia, essa palavra é ressurreição. Era perceptível nos confrades o envolvimento, sintonia, desejo de conversão, olhar fixo no futuro cheio de esperança. Todos os confrades, de todas as idades e de todas as comunidades, realmente formando uma família unida e forte, chamada Província de Campo Grande.”Pe. Dirson Gonçalves, CSsR “Gostei muito dessa assembléia. Passaram rápidos os dias de encontro. Valeu a pena ter ido, encontrar e conversar com quase todos da província, perceber a união que nos torna irmãos e confrades.”Pe. Roberto Claudiano da Silva Filho, CSsR
  • 8. 8 PROVÍNCIA ESTUDA O TEMA DO SEXÊNIO Fortalecer a Vida Apostólica Os confrades da Província de Campo Grande estão estudando, nas reuniões e na assembleia, o tema do sexênio, ANUNCIAR O EVANGELHO DE MODO SEMPRE NOVO (S. Clemente): Renovada esperança, corações renovados, estruturas renovadas para a missão. Este tema, na perspectiva clementiana, está ajudando os confrades a reencantarem para missão, revitalizando o entusiasmo pastoral e fortalecendo a Comunidade Apostólica. Até alguns pensaram que o Capítulo iria falar apenas em mexer com as estruturas externas das Províncias e do Governo Geral (ex. fusões de províncias e outras dimensões estruturais). Mas na verdade o tema do sexênio quer mexer com as unidades ‘por dentro’, isto é, ‘tocar no coração das Províncias’, no sentido de conversão e retomada da missão na perspectiva de St. Afonso e S. Clemente e os outros grandes tentáculos da Congregação. É um chamado a cada um de nós à conversão. Diz a Mensagem do Capítulo Geral: “Quanto mais radical for a nossa conversão tanto mais radical e profética será nossa ‘Vita apostólica’” (Mensagem Final, n. 8). E ainda ressalta padre Brehl: “Esse convite à conversão radical e profética é obra do Espírito Santo, por meio do qual o Redentor continua a ‘cumprir a vontade do Pai, realizando a redenção por meio deles’. O tema do sexênio ressalta a natureza abrangente dessa conversão e dessa renovação – para a missão!” (Brehl, Prefácio ao Doc. Final, p. 5). Diante disto, o Capítulo Geral pediu aos confrades para ver o modelo de São Clemente Hofbauer, que tinha atitudes decididamente missionárias: “Anunciar o Evangelho de modo sempre novo”.1 O contexto de São Clemente não era muito diferente de hoje: tempo de mudanças, pluralidade religiosa, perseguição à fé católica por Napoleão e outros poderes estabelecidos, ataques dos iluministas... Embora já conhecemos o caminhar histórico de São Clemente, vamos descrever alguns elementos 1 “Num relato sobre Hofbauer, Johannes Emanuel Veith depôs oficialmente qual era o lema característico de sua pastoral: ‘O Evangelho deve ser pregado de maneira totalmente nova’. Considerando-se o cenário histórico de sua atuação pastoral, essa expressão significa primeiramente que, em face das limitações racionalistas e iluministas, o Evangelho devia ser apresentado numa linguagem nova, mas em sua total riqueza”. Fonte: Rolf Decot, in Hans Schermann, Clemente Maria Hofbauer: perfil de um santo, Aparecida, Santuário, 2007, p. 98.
  • 9. 8 destacados na obra “São Clemente Maria Hofbauer, Perfil de um santo”, de Hans Schermann2 e também de outras fontes relevantes. Tendo em vista aprofundar a temática do sexênio, ‘Anunciar o Evangelho de modo sempre novo’, vamos ressaltar alguns elementos apostólicos presentes na vida de São Clemente e que também são essenciais para fortalecer a nossa Vida Apostólica Redentorista. 1. DISPONIBILIDADE Os Redentoristas são também caracterizados “pela disponibilidade constante para as coisas mais difíceis, a fim de levar aos homens a copiosa redenção” (Const. 20). Não é possível compreender um Redentorista ‘fechado no seu mundo’, ou alguém que pensa ‘em seus planos’ em detrimento ao projeto da Congregação e da Província. Ou ainda alguém que recebeu um encargo ou uma nomeação, e acha que este serviço tornou-se um ‘posto’ que deve passar de triênio a triênio. A vida de São Clemente é uma aventura de disponibilidade, onde ele se coloca à caminho. Ele professa como Redentorista em 1785 e já é enviado, neste mesmo ano, pelo Geral, Pe. De Paola, a Viena e depois Varsóvia. Nós vamos vivenciar, nestes próximos meses, novas nomeações e envios, ie, as transferências. As mudanças de comunidades, com as transferências, podem ser um recomeçar com muita esperança e um tempo de graça. No espírito do sexênio espera-se que ninguém esteja ‘fechado em seu mundo’, e ache que o conselho tem que decidir não a partir da necessidade da Província, mas a partir da ‘necessidade deste confrade’. Pior ainda, quando a pessoa pensa em ‘títulos e cargos’ em detrimento ao serviço missionário Redentorista. Na Vida Redentorista a disponibilidade leva a uma liberdade interior, não se apegando ‘nas coisas’, mas se firmando no ‘Deus da vida’. Que a disponibilidade dos Santos e Beatos Redentoristas nos encante para disponibilidade missionária, onde possamos deixar o Redentor falar mais alto: “Vim não para fazer minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.” (Jo 6, 38). 2. ESPÍRITO DE COMUNIDADE São Clemente3 , junto com seu confrade Tadeu, procurou estabelecer, junto com a missão em Varsóvia, a Comunidade Redentorista. Quando a Comunidade de São Beno 2 Hans Schermann, Clemente Maria Hofbauer: perfil de um santo, Aparecida, Santuário, 2007. Esta obra foi enviada às comunidades da Província em 2009.
  • 10. 8 foi dispersada pela polícia de Varsóvia, Clemente sentiu uma dor enorme. Busca, incansavelmente, formar comunidades em vários locais em vista da missão. Em uma das cartas ele diz: “Com meus confrades, não receio nenhum cansaço e nenhum esforço quando se trata de trabalhar pela glória de Deus, pelo crescimento da Igreja e pela salvação das almas...”.4 “Somos missionários que viemos de várias culturas e nos reunimos para formar comunidades baseadas na fé em Jesus Cristo.” (Doc. Final, n. 1.4). Não foi uma ideologia ou questões afetivas que nos trouxeram juntos, mas é uma pessoa, que é o Redentor com o seu projeto de salvação e vida nova. Por isto formamos comunidade ‘para continuar o exemplo de Jesus Cristo Salvador, pregando aos pobres a Palavra de Deus...’ (Const. 1). Para ‘anunciar o evangelho de modo sempre novo’ é necessário revitalizar o espírito e a vivência comunitária. 3. ATITUDES DECIDIDAMENTE MISSIONÁRIAS A Conferência de Aparecida está edificando um novo rosto pastoral da Igreja, mais voltada à dimensão missionária. Os Redentoristas, segundo as Constituições, ‘se caracterizam mais pelo dinamismo missionário, isto é, pela evangelização propriamente dita e pelo serviço aos homens e aos grupos mais abandonados e pobres, em relação à Igreja e às condições humanas, do que por certas formas de atividade.’ (C. 14). O dinamismo missionário, como atitude, é fundante para o Redentorista. Às vezes confundimos formas de atividades com dinamismo missionário, canonizando uma forma e demonizando outras. Para o Redentorista é fundamental um forte espírito de ‘comunidade apostólica’, atuando num espírito de comunhão com as linhas da Província e ao mesmo tempo sendo criativo na pastoral. A acomodação e ‘a pastoral da manutenção’ (cf. DAp. 370) é um perigo que pode corroer o dinamismo Redentorista. Por isto, destacou o XXIV Capítulo Geral: “A conversão missionária é um desafio para todos os Redentoristas, independentemente da idade. Este desafio deve ser explicitado nos diretórios e na prática da formação inicial e contínua”. (Doc. Final, n. 3 “Em seu tempo, S. Clemente, era necessário ser um tanto ousado para ingressar numa Ordem Religiosa. Era o tempo do Iluminismo, movimento estatal que tinha pouca compreensão pela vida religiosa.” Ibid, p. 19. 4 Carta ao Núncio Severoli, em 1803 in Klemens Maria Hofabauer, Brief und Berichte, p. 107.
  • 11. 8 1.5). Esta conversão missionária deve permear a vida pastoral na Província e despertar um entusiasmo pastoral. “Sua atividade apostólica, de São Clemente, é extraordinariamente grande e eficiente. Inclusive seu ‘faro’ e competência pastoral e, abrangendo tudo, sua paixão pastoral (seu ‘eros’ pastoral).”5 A pesquisa atual sobre S. Clemente chama o seu entusiasmo pastoral de ‘eros pastoral’, pois aí residia toda sua paixão. Anunciar o Evangelho de modo sempre novo é vivenciar no apostolado esta paixão pela evangelização. 4. CRIATIVIDADE E COMPETÊNCIA PASTORAL São Clemente não ficava reclamando porque o povo não frequentava à igreja ou às reuniões, mas ele ia atrás do povo, com um espírito de diálogo. “Na cura espiritual Hofbauer tinha o dom e sabia dialogar com toda a diversidade de pessoas: o povo simples, os estudantes e professores da Universidade de Viena... os pequenos e os grandes.” Pregar o Evangelho de modo novo é saber situar neste ‘mundo urbano’, feito de ‘selvas de pedras’ nas grandes cidades e nas periferias das cidades (que possuem ‘cinturões de pobreza’). Temos que pastorear a partir das novas abordagens pastorais e dar o tom Redentorista na caminhada pastoral. “Até hoje se ouvem em Varsóvia muitos testemunhos da grande afluência diária para confessar e ouvir as instruções e também da cordialidade com que as pessoas eram acolhidas. Artistas, abastados, donos de fábricas, operários, empregados, todos se comprimiam nessa igreja”6 Anunciar o Evangelho de modo novo se revela nestas atitudes de S. Clemente: -cordialidade com as pessoas, -acolhimento dos mais vulneráveis, -ouvidos ‘abertos’ para escutar o sofrimento das pessoas.... A criatividade pastoral se faz a partir também das pequenas coisas, que são tão humanas: acolhida, cordialidade e bondade. 5 Hans Schermann, Clemente Maria Hofbauer: perfil de um santo, Aparecida, Santuário,a 2007, p. 14. 6 Adam Owczarski, “A missão perpétua na Igreja de São Beno em Varsóvia”, in Hans Schermann, p. 104.
  • 12. 8 5. TESTEMUNHO VOCACIONAL Por onde passava São Clemente novas vocações Redentoristas eram despertadas. Em poucos anos, em Varsóvia, a Congregação já contava com vários confrades. “É espantoso contatar como conquistou tantos jovens para a vida religiosa. Em Varsóvia conseguiu em poucos anos formar uma comunidade internacional.”7 Após a sua morte, vários de seus alunos entraram no noviciado.8 O seu testemunho e sua vivência pastoral geravam nos jovens entusiasmo para Vida Redentorista. O tema do sexênio, ‘Anunciar o Evangelho de modo sempre novo’, também nos motiva a trabalhar pelas vocações Redentoristas. A união do testemunho fraterno e de uma pastoral entusiasmada irá, com certeza, despertar novas vocações Redentoristas em nossas comunidades locais. 6. JUNTO AOS POBRES As nossas Constituições destacam a importância da nossa comunhão com os pobres. “Entre os grupos humanos mais necessitados de auxílio espiritual atenderão de modo especial os pobres, mais fracos e oprimidos, cuja evangelização é sinal da obra messiânica (Lc 4, 18), e com os quais Cristo mesmo quis, de certa maneira, identificar- se (Mt 25, 40).” (C. 4). São Clemente, anunciando o Evangelho de modo sempre novo se fez presente na vida dos pobres. “O pastoralista Hofbauer é aquele que leva a sério cada pessoa, que tem um coração imenso e solidário com os pobres, os doentes graves e agonizantes, com as pessoas que, desiludidas da Igreja, não querem mais saber de padres, com as pessoas que se desesperam na vida.”9 Nisto destacamos três importantes aspectos: 1. a necessidade de levarmos uma vida simples; 2. estar em comunhão com os pobres em nossa pastoral; 3. fortalecer as obras que acolhem e promovem os pobres. Assim, estaremos anunciando o Evangelho de modo sempre novo. 7 Hans Schermann, p. 27. 8 Josef Heinzmann, Preaching the Gospel anew: Saint Clement Maria Hofbauer, Missouri, Liguori, 1998, p. 187. 9 Alois Kraxner, “O eros pastoral de São Clemente”, in Hans Schermann, p. 168.
  • 13. 8 7. VIDA DE ORAÇÃO: ESPIRITUALIDADE: Nós sabemos que Hofbauer era homem de penitência e oração constante10 e acima de tudo, a sua espiritualidade gerava fraternidade na comunidade e entusiasmo para o apostolado. “São Clemente atuava com o vigor de sua fé e a fusão convincente da fé com a vida. Cura espiritual ele era, porque não priorizava sua pessoa e nem suas convicções, mas colocava no centro as pessoas que lhe eram confiadas. Em sua situação pregou o evangelho de maneira nova”.11 Assim, procurava viver em si mesmo, com toda a sua força, o espírito de oração de Santo Afonso, que gera comunhão e fraternidade. Ao olhar para São Clemente percebemos um homem de esperança, homem de confiança inabalável em Deus, não obstante todas as desilusões e revezes. A confiança dele estava em Deus, que o chamou para Vida Redentorista. Mesmo sendo perseguido pela polícia, disperso pela força militar, despejado de várias missões, a confiança em Deus e na missão que o Redentor o chamou fez que fosse adiante como Redentorista. Semeou... e a gerações posteriores colheram em Viena, Varsóvia e depois na América do Norte. Propomos que este sete pontos expostos acima sejam elementos introdutórios para a nossa vida na perspectiva da temática do sexênio: ‘anunciar o Evangelho de modo sempre novo’. Pedimos que outros confrades também elaborem outras reflexões para iluminar a Província na caminhada da reestruturação, com esperança e com o coração renovado – convertido – tendo em vista a missão. Enfim, “devem os Redentoristas fazer convergir seus esforços a fim de se revestirem do homem novo feito à imagem do Cristo crucificado e ressuscitado dos mortos, de modo que se purifique todo o seu modo de agir” (Const. 41). Pe. Joaquim Parron, C.Ss.R. Curitiba/PR PADRE ADEMAR ESCREVE LIVRO 10 Annemarie Fenzl, “Atuação Pastoral de Hofbauer em Viena, in Hans Schermann, p. 140. 11 Rolf Decot, “Hofbauer no diálogo e no confronto com seu tempo”, in Hans Schermann, p. 98.
  • 14. 8 O livro foi lançado na assembleia 2010 O nosso confrade Ademar Ferreira Maia, C.Ss.R., escreveu o livro “Nossa Senhora do Rocio: devoção, fundamentação bíblica e história”, mostrando a ‘face’ da Padroeira do Paraná, pela edição Redentorista. Este livro foi lançado na Assembleia 2010 e já vendeu mais de mil cópias numa semana. Uma nova edição já está sendo preparada. “Padre Ademar, em seu carisma e espiritualidade, aborda neste livro a dimensão popular da devoção à Mãe do Rocio de forma profunda e envolvente, levando o leitor a uma viagem no tempo para entender a importância histórica e bíblica da Mãe de Jesus na vida do povo. Este é um livro que vai reavivar a fé do leitor”, destaca padre Sérgio Campos, reitor do Santuário do Rocio. É importante notar que o Paraná é o único estado brasileiro que tem uma Padroeira oficializada pelo Vaticano. O Papa Paulo VI a declarou para eternidade, em 30 de junho de 1977, Nossa Senhora do Rocio como Padroeira do Estado do Paraná. Esta declaração foi ratificada pelo, então governador da época, Canet Jr. “Padre Ademar trata este tema e outros com muita clareza e fundamentação”, disse padre Luiz Langer. Padre Ademar traz, nas entrelinhas, a devoção afonsiana à Maria Santíssima, e não deixa de citar Santo Afonso de Ligório na sua explicitação mariológica. Enfim, vale a pena ler este livro! CAPÍTULO PROVINCIAL "Capa do Livro"
  • 15. 8 Tempo de traçar linhas mestras para o quadriênio que se inicia O Pe. Joaquim Parron, superior provincial reeleito, em poucas palavras destacou a importância do Capítulo Provincial: “o Capítulo Provincial tem uma missão muito importante que é traçar linhas mestras para o quadriênio que se inicia em janeiro de 2011.” Nesse sentido, os capitulares eleitos, juntamente com o provincial, reuniram-se durante a assembléia para encaminhar alguns procedimentos importantes para os próximos meses. Foram eleitos os dois moderadores: Pe. Sérgio Campos e Pe. Dirson Gonçalves. Também foi oficializada a data da primeira sessão: de 03 a 05 de janeiro de 2011, em Curitiba/PR, iniciando na segunda-feira, dia 03, com o almoço. Os moderadores eleitos em breve encaminharão mais informações sobre os preparativos da primeira sessão. Também nesta mesma reunião foram criadas as comissões preparatórias para o capítulo, de acordo com as linhas pastorais da província. Veja: COMISSÃO SOBRE A VIDA APOSTÓLICA: Pe. Parron e Pe. Henrique; COMISSÃO SOBRE SANTUÁRIOS: Pe. Primo, Pe. Celso Cruz e Pe. Sérgio Campos; COMISSÃO SOBRE MISSÕES: Pe. Gelson, Pe. Wilson Marques e Ir. Hélio; COMISSÃO SOBRE PARÓQUIAS MISSIONÁRIAS: Pe. Agenor e Pe. Dirson; COMISSÃO SOBRE FORMAÇÃO: Pe. Vicente e Fr. Loacir; COMISSÃO SOBRE A LEI ELEITORAL: Pe. Afonso e Ir. Adilson. Enfim, tem muitas coisas para serem preparadas e encaminhadas. A primeira sessão será um tempo de estudo, aprofundamento, planejamento, sempre com o desejo e o objetivo de evangelizar de modo sempre novo. Colocamos todos esses trabalhos aos cuidados de Santo Afonso e Nossa Senhora, para que inspirados neles, que foram servidores do Reino, possamos nos colocar a serviço da Igreja, como redentoristas da província de Campo Grande. Pe. Dirson Gonçalves, C.Ss.R. Campo Grande/MS REDENTORISTAS MOTIVAM A FESTA DO ROCIO
  • 16. 8 A 197ª Festa do Rocio terá intensa programação religiosa, social e artística. Multidões são esperadas para a 197ª Festa de Nossa Senhora do Rocio, Padroeira do Paraná, edição 2010, que acontecerá em Paranaguá entre os dias 06 à 16 de novembro. Os Missionários Redentoristas desenvolverão uma extensa agenda religiosa e social a partir do tema central da festa: “Mãe do Rocio, Sacrário do Senhor”, tendo a evangelização como perspectiva principal. Além dos confrades do Rocio, Sérgio Campos, Luiz Langer e Ademar Maia, os confrades das missões itinerantes e alguns outros confrades vão atuar na novena e na festa do padroeira do Paraná. A programação litúrgica reserva momentos especiais de bênçãos e graças. Com novenas às 06h e 19h, pregada pelos Missionários Redentoristas. Realizaremos também a 4ª “Procissão Motorizada” pedindo Paz no Trânsito. E a 7ª “Procissão Marítima” pela Baía de Paranaguá que retoma o encontro da Imagem em 1648 e a intercessão da Mãe do Rocio na vida dos pescadores e marinheiros. Assim como a preservação do meio ambiente, de nossa mata atlântica, destacando o eco-turismo. Esperamos 100 mil fiéis para a gloriosa “Procissão da Festa de Nossa Senhora do Rocio” no dia 15 de novembro, às 16h”. Além da dimensão religiosa, haverá Shows com artistas regionais e nacionais. A organização da festa prevê para todos dos dias uma manifestação artístico-cultural no palco externo, montado na Praça da Fé, além do Parque de diversões, expositores, gastronomia, etc.
  • 17. 8 Atualmente o turismo religioso é a área que mais cresce no Brasil, e movimenta milhares de pessoas. Assim, o Santuário do Rocio está em expansão. Neste ano de 2010 o Santuário deu um grande salto na mídia. Conta com duas centenas de emissoras de Rádio e vários canais de TV no Paraná que transmitem todos os dias a Consagração à Mãe do Rocio, entre estes canais está a TV Paraná Educativa. Outras informações Fone (41) 3423-2020 - www.santuariodorocio.com.br CONGREGAÇÃO DO SANTÍSSIMO REDENTOR 278 anos anunciando o Evangelho de modo sempre novo
  • 18. 8 A Congregação do Santíssimo Redentor foi a resposta de Santo Afonso ao chamado que ele ouviu de Jesus. No ano de 1730, Afonso estava exausto por causa dos seus trabalhos missionários. Seus médicos mandaram-no fazer repouso e respirar o ar puro das montanhas. Naquelas montanhas viviam grupos de pastores que vieram ao encontro dos missionários, em busca do Evangelho, da Palavra da Vida. Afonso ficou surpreso com a fome da Palavra de Deus. Em Nápoles, depois de muita oração e aconselhamento ele chegou à conclusão de que devia voltar a Scala. Sim, havia pobreza em Nápoles também, mas lá havia muitos outros que poderiam ajudar os pobres a sair da sua marginalização dentro da sociedade. No dia 9 de novembro de 1732, na sua amada Scala, Santo Afonso fundou a Congregação do Santíssimo Redentor para seguir o exemplo do nosso Salvador Jesus Cristo anunciando a Boa Nova aos pobres. Tinha 36 anos de idade. Sua vida tornou-se uma missão e um serviço aos mais abandonados. Os Missionários redentoristas dão continuidade ao carisma de Santo Afonso na Igreja e na sociedade. Vivem em comunidades missionárias, sempre acolhedoras e orantes, como Maria de Nazaré. Hoje os Redentoristas são aproximadamente 5.500; trabalham em 77 países de todos os 5 continentes, com o auxílio de homens e mulheres que colaboram na sua missão e formam com eles a Família redentorista. "Nossa Senhora do Perpétuo Socorro" é o ícone missionário da Congregação. Além de Santo Afonso, outros três Redentoristas foram canonizados: São Geraldo Majela, São Clemente Hofbauer e São João Nepomuceno Neumann. Nove Redentoristas foram beatificados: Gennaro Sarnelli, Pedro Donders, Gaspar Stanggassinger, Francisco Xavier Seelos, Domingos Metódio Trcka, Vasyl Velychkovskyi, Zynoviy Kovalyk, Mykolay Charnetskyi e Ivan Ziatyk. fonte: www.cssr.com Pe. Dirson Gonçalves, C.Ss.R. Campo Grande/MS BERNARD HARING 98 anos de seu nascimento
  • 19. 8 No dia 10 de Novembro de 1912, nascia um dos maiores redentoristas de todos os tempos: Bernard Haring. Agora em 2010 ele faria 98 anos se estivesse vivo. Mas ele morreu em 1998, com 86 anos de idade. Para comemorarmos o seu aniversário, vamos lembrar algo de seu pensamento: “Quando alguém me convida para falar da morte, sempre digo que a imagino como a hora da maior festa para a qual serei chamado a participar. Para mim e para todo que crê, ela representa a alegria do encontro com o Senhor da vida. Quem se lembra de santificar as festas não terá dificuldade de encarar a morte.” (HARING, Uma autobiografia à maneira de entrevista) “Para mim, a beleza numa pessoa está sempre ligada à gentileza, à inteligência, à afabilidade das maneiras” (HARING, Uma autobiografia à maneira de entrevista) CURIOSIDADES Padre Miguelito e Padre Donaldo ‘presos’ na serra
  • 20. 8 No dia do encerramento da Assembleia 2010, Miguelito e Donaldo desceram a serra indo para Guaratuba. Houve um acidente, após o primeiro pedágio. Já era 15h30. Os dois confrades ficaram neste caos por mais de 11 horas. Quem esperava chegar às 16h em Guaratuba, acabou chegando quase uma hora da madrugada. Haja paciência! Jantar animado Na noite de quarta-feira, dia 20/10, durante a assembléia provincial foi servido um delicioso jantar para celebrarmos os jubilares 2010. Após a janta houve uma “roda de viola”. Aliás, mais do que violão tinha bateria e muita animação dos vários confrades que ficaram cantando belas músicas e recordando sucessos do passado. Foi bonito de ver. Presença ilustre No jantar oferecido para celebrar os jubilares quem esteve presente, com toda a simpatia e carisma foi o Pe. Egidio Gardiner, CSsR. Do alto de seus 97 anos de experiência e sabedoria, ele cativa a todos com muita espontaneidade e bom humor. Obrigado, Pe. Egidio, pelo seu exemplo. Esperança Durante a assembléia provincial sentimos alegria pela celebração da fidelidade dos jubilares, mas também pelo entusiasmo de nossos jovens formandos. Podemos destacar a presença dos propedêutas; a importante participação dos junioristas. Sabemos que durante esse tempo, os postulantes e o noviço Thiago também estavam unidos ao corpo provincial através das orações. E não podemos esquecer o entusiasmo de nosso diácono Edilei, que se prepara para a ordenação sacerdotal, dia 04 de dezembro, em Curitiba. Tudo isso é sinal de esperança e alegria. Pe. Dirson Gonçalves, C.Ss.R. Campo Grande/MS EDILEI SERÁ ORDENADO PRESBÍTERO
  • 21. 8 O nosso confrade Edilei Rosa C.Ss.R. será ordenado Presbítero no dia 04 de dezembro de 2010, às 19h30, no Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Curitiba, PR. O arcebispo Dom Moacyr Vitti foi convidado para oficializar este importante momento na vida de Edilei C.Ss.R. A Primeira Missa será no dia 05 de dezembro, às 10h30 também no Santuário. A Congregação Redentorista se alegra com ordenação e a resposta fiel ao chamado do Senhor de Edilei. Rezemos pelas vocações Redentoristas! “Ordenação Diaconal”

×