Engenharia Organizacional

17,367 views
17,853 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
17,367
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8,226
Actions
Shares
0
Downloads
272
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Engenharia Organizacional

  1. 1. ENGENHARIAORGANIZACIONAL Leonardo Henrique Samuel Camilo Thiago Marques
  2. 2. Engenharia Organizacional Gestão de Projetos Gestão Estratégica e Organizacional Gestão do Desempenho Organizacional Redes de Empresas Gestão da Informação Gestão do Conhecimento Gestão da Tecnologia Gestão da Inovação
  3. 3. Engenharia OrganizacionalUma das grandes questões que asorganizações enfrentam a todomomento é a adequação de suaestrutura funcional ás necessidadesoperacionais, administrativas egerenciais. Organizações que não seatualizam ou funcionam de formadesregulada, com superposição ouindefinição de papéis eresponsabilidades certamentedesperdiçam recursos, são ineficientes,além de dificultar a responsabilização deseus agentes nos insucessos.
  4. 4. Engenharia OrganizacionalA obsolescência é uma ameaça semprepresente, principalmente neste mundoaltamente conectado e com velocidadesvertiginosas de trocas de informação. Estasituação traz a complexidade de identificar quaisprocessos, práticas, regulagens, tecnologias,ferramentas se ajustam à organização e em quemomento devem ser aplicadas ou são exigidas.As distâncias geográficas não podem serutilizadas como argumento explicativo paradesconhecimento ou ineficiências, pois,atualmente, se entende que as organizaçõessão responsáveis pela busca constante daprópria modernização.
  5. 5. Engenharia Organizacional Justificativa a inação: “Sempre funcionou assim.” “Não se mexe em time que tá ganhando” A Engenharia Organizacional é a ferramenta que permite aos executivos realizar a tarefa de modernização organizacional.
  6. 6. Gestão Estratégica eOrganizacionalGestão Estratégica de umaOrganização é a arte de alcançarresultados. Observe o ambiente e assuas variáveis. Enxergue os possíveisresultados e planeje tudo para alcançá-los. Acompanhe de perto as pessoas,sempre identificando o que pode darerrado, buscando a perfeiçãoestratégica absoluta a cada passo. Emanter sempre o foco no resultado. Edson Gil
  7. 7. Gestão Estratégica eOrganizacional Avaliaçãodo Mercado: Ao interpretar eventos que ocorrem no ambiente competitivo, o profissional exerce uma de suas principais funções: Gerar opções e recomendações para os tomadores de decisão.
  8. 8. Gestão Estratégica eOrganizacionalA análise do ambiente concorrencial permite a empresa definir estratégias para se destacar da concorrência, enxergar alternativas além do óbvio e achar caminhos criativos e idéias inovadoras para gerar um diferencial competitivo.
  9. 9. Gestão Estratégica eOrganizacionalO planejamento estratégico procura responder a questões básicas, como: Por que a organização existe? O que e como ela faz? Onde ela quer chegar?
  10. 10. Gestão Estratégica eOrganizacional Decisões do planejamento estratégico para o futuro da organização:• Objetivos organizacionais• As atividades escolhidas (bens e serviços)• O mercado visado (consumidores e clientes)• Os lucros esperados• Alternativas estratégicas• Novos investimentos em recursos
  11. 11. Gestão Estratégica eOrganizacional Decisões do planejamento estratégico para o futuro da organização:• Objetivos organizacionais• As atividades escolhidas• O mercado visado (consumidores e clientes)• Os lucros esperados• Alternativas estratégicas• Novos investimentos em recursos
  12. 12. Gestão Estratégica eOrganizacional
  13. 13. Gestão Estratégica eOrganizacional Influência do Consumidor nos Objetivos de Desempenho
  14. 14. Gestão Estratégica eOrganizacional Organização Industrial• Planificação• Divisão do trabalho• Segurança no trabalho• Produção: Execução das diferentes tarefas que constituem o trabalho• Controle de qualidade
  15. 15. Gestão de Projetos Um projeto é um empreendimento único, com início e fim definidos, que utiliza recursos limitados e é conduzido por pessoas, visando atingir metas e objetivos pré-definidos estabelecidos dentro de parâmetros de prazo, custo e qualidade PMI (2000) Para atingir o sucesso em projetos é preciso balancear as expectativas dos interessados aos recursos disponíveis, utilizando conceitos, ferramentas e técnicas para obter a excelência no gerenciamento de projetos.
  16. 16. Gestão de ProjetosO gerenciamento de projetos produz resultados expressivos para as organizações como:1-Redução no custo e prazo de desenvolvimento de novos produtos;2-Aumento no tempo de vida dos novos produtos;3-aumento de vendas e receita4-aumento do número de clientes5-aumento da chance de sucesso
  17. 17. Gestão de Projetos O sucesso na gestão de um projeto está relacionado ao alcance dos seguintes objetivos: entrega dentro do prazo previsto, dentro do custo orçado, com nível de desempenho adequado, aceitação pelo cliente, atendimento de forma controlada às mudanças de escopo e respeito à cultura da organização [PMI 2000]. Destacam-se como habilidades gerenciais: a liderança, a comunicação, a negociação, a resolução de problemas e a influência na organização.
  18. 18. Gestão de Projetos PMI O PMI é uma associação sem fins lucrativos, cujo principal objetivo é difundir a gestão de projetos no mundo, de forma a promover ética e profissionalismo no exercício desta atividade, visando promover e ampliar o conhecimento existente sobre gerenciamento de projetos, assim como melhorar o desempenho dos profissionais e organizações nesta área.[Martins 2003]. Ela ocupa uma posição de liderança global no desenvolvimento de padrões para a prática da profissão de
  19. 19. Gestão de Projetos
  20. 20. Gestão de Projetos
  21. 21. Gestão de Projetos
  22. 22. Gestão de Projetos
  23. 23. Gestão do DesempenhoOrganizacionalEstar ocupado não é gerar resultados McNamara (2002) Etapas:• Medição• Comparação• Ação corretiva
  24. 24. Gestão do DesempenhoOrganizacional Melhoria do desempenho organizacional• Balanced Scorecard• Benchmarking• ISO-9000• Learning Organization• Planejamento Estratégico
  25. 25. Gestão do DesempenhoOrganizacional Principais falhas nas avaliações:• Efeito Halo• Efeito Central• Efeito Complacência ou Rigor• Efeito Preconceito Pessoal• Efeito Recenticidade
  26. 26. Gestão do DesempenhoOrganizacional Professor Marcelo Edgard de Castro Fa
  27. 27. Gestão do DesempenhoOrganizacional Professor Marcelo Edgard de Castro Fa
  28. 28. Redes de empresasRede de empresas é um métodoorganizacional de atividadeseconômicas através de coordenaçãoe/ou cooperação inter-firmas. Amato(2000)
  29. 29. Redes de empresas Competitividade:• Início do século XIX• Hoje Globalização Parceria
  30. 30. Redes de empresas Estratégia empresarial Posições estratégicas• Liderança• Permanecer no mercado• Atitude defensiva
  31. 31. Redes de empresas Motivos:• Obter um meio de distribuição e de prevenção contra concorrentes;• Ganhar acesso a novas tecnologias e diversificação em novos negócios;• Obter economia de escala e atingir integração vertical;
  32. 32. Redes de empresas Motivos:• Superar barreiras alfandegárias/legais.• Aumento da competitividade• Fixação de marcas• Aumento na velocidade de entrada e criação de um produto novo
  33. 33. Redes de empresas Redes Topdown• Pequenas e médias empresas se tornam fornecedoras de uma empresa mãe• Alta dependência Redes Horizontais• Mesmo segmento• Competências complementares• Benefícios mútuos
  34. 34. Redes de empresas Vantagens:• Acessar ou adquirir informações críticas• Absorção de capacidades dos parceiros• Marketing coletivo• Redução de custos
  35. 35. Redes de empresas Fracasso 30 25 20 15 10 5 0 Fracasso PricewaterhouseCoope rs
  36. 36. Gestão da InformaçãoInformação é tudo o que reduz aincerteza. Zorrinho (1995)A informação é considerada como oingrediente básico do qual dependem osprocessos de decisão. Cautela e Polioni (1982)
  37. 37. Gestão da InformaçãoInformação é tudo o que reduz aincerteza. Zorrinho (1995)A informação é considerada como oingrediente básico do qual dependem osprocessos de decisão. Cautela e Polioni (1982)
  38. 38. Gestão da Informação Sucesso empresarial• Capital/trabalho
  39. 39. Gestão da Informação Sucesso empresarial• Capital/trabalho• Informação/conhecimento
  40. 40. Gestão da Informação Para que a informação seja eficaz, é necessário que ela:• Seja relevante e precisa• Tenha qualidade suficiente• Seja transmitida para o local certo e no tempo correto• Tenha custo apropriado e facilidades de acesso
  41. 41. Gestão da Informação Objetivos:• Detecta novas oportunidades• Criar vantagens competitivas• Defende de ameaças provenientes da concorrência• Auxiliar na tomada de decisões
  42. 42. Gestão da Informação Nível Estratégico Nível Táctico Nível Operacional
  43. 43. Gestão da Informação Classificação:• Informação sem interesse – lixo• Informação potencial – vantagem competitiva• Informação mínima – gestão da organização• Informação crítica – sobrevivencia da organização
  44. 44. Gestão de Conhecimento A Gestão do Conhecimento – Vem recebendo mais atenção nas últimas décadas. Conhecimento Tácito x Explícito Ela está ligada a várias outras áreas entre as quais, a gestão estratégica, a teoria das organizações, os sistemas de informação, a gestão da tecnologia e inovação, o marketing, a economia, a psicologia, a sociologia, e outras.
  45. 45. Gestão de Conhecimento Vantagens:• Redução dos custos e tempo de produção e desenvolvimento de produtos• Processos de tomada de decisões mais eficientes e melhores resultados
  46. 46. Gestão de Conhecimento Objetivos:• Apoiar a geração de novos conhecimentos, propiciando o estabelecimento de vantagens competitivas.• Tornar acessíveis grandes quantidades de informação organizacional, compartilhando as melhores práticas e tecnologias.
  47. 47. Gestão de Conhecimento Aplicação: A diferenciação desse engenheiro será na tomada de decisão, quando surgir determinados problemas, através dos seus conhecimentos ele tomará decisões mais eficientes, conseguido o resultado desejado.
  48. 48. Gestão de Conhecimento Não existe gestão do conhecimento. É um mito. Artigo feito pelo Professor Carlos Nepomuceno1 - Só é possível fazer a gestão de algo concreto.2 - Não faz-se gestão de algo que pode vir a ser, nem do futuro, nem do que passou, como o passado. Não é possível assim administrar sonhos, ideias, e conhecimento.
  49. 49. Gestão de Tecnologia Tecnologia e sua importância : “Daqui a dez anos 70% da tecnologia que estaremos usando ainda não foi inventada” (Massachusetts Institute of Technology (MIT)) Pesquisa e Desenvolvimento – (P&D) Setor de pesquisa e criação de Novos produtos ou melhoria do produto existente.
  50. 50. Gestão de Tecnologia Tecnologia como uma grande ferramenta para a vida do engenheiro. Aplicação: A utilização de programas cada vez mais avançados para determinar a demanda de produtos para determinada região.
  51. 51. Gestão de Inovação Gestão da inovação Gestão do conhecimento Gestão da informação
  52. 52. Gestão de InovaçãoA competitividade e a inovação estão estritamente ligadas – Só os mais fortes sobrevivem Investigação e Desenvolvimento (I&D) – Melhoramento do Produto “Inovar ou Morrer” – É uma célebre frase muito aplicada ao mundo empresarial
  53. 53. Gestão de Inovação Para inovar e aumentar a sua competitividade a empresa deve:• Incentivar criatividade e experimentação – Desenvolver e partilhar ideias• Investir em novas tecnologias, I&D e melhorias – Desenvolvimento de novos produtos
  54. 54. Gestão de Inovação A inovação numa empresa só pode ser considerada um sucesso se o valor criado com ela for superior aos custos incorridos no seu desenvolvimento. A inovação está ligada principalmente a engenharia de qualidade, a gestão de conhecimento e tecnologia.
  55. 55. Gestão de Inovação A inovação é uma ferramenta fundamental para o engenheiro de produção, pois através dela ele conseguirá o êxito desejado.
  56. 56. Gestão de Inovação Aplicação: Uma aplicação bem simples de inovação de um engenheiro de produção é quando ele faz um modelo, através dos conhecimentos de modelagem para determinada empresa, esse modelo que é implantado na empresa é uma inovação.
  57. 57. Referências Bibliográficas: Amato Neto, J. Redes de cooperação produtiva e clusters regionais. São Paulo: Atlas. 2000. Bobeda, Alexandre. Tácito e explícito na gestão do conhecimento. Disponível em:. <http://webinsider.uol.com.br/2003/12/28/tacito-e- explicito-na-gestao-do-conhecimento/>. Acesso em: 28 setembro 2011. BRAGA, Ascenção. A Gestão da Informação. 1996. Dissertação (Mestrado em Gestão) – Universidade da Beira Interior. CAUTELA, A. L.; POLIONI, F. G. F. Sistemas de informação. São Paulo: Livros científicos e técnicos, 1982.
  58. 58. Referências Bibliográficas: DE ALMEIDA, Simone; MARÇAL, Rui; KOVALESKI, João. Metodologias para Avaliação de Desempenho Organizacional. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 14, 2004, Florianópolis. Anais... Florianópolis: ENEGEP, 2004. p. 1-3. FARIA, Marcelo Edgard. Gestão do Desempenho. UFRN. Disponível em:. < http://pt.scribd.com/doc/6089632/Apostila-Gestao- de-Desempenho>. Acesso em: 29 setembro 2011. Gestão do conhecimento. Disponível em:. <http://pt.wikipedia.org/wiki/Gest%C3%A3o_do_co nhecimento>. Acesso em: 29 setembro 2011.
  59. 59. Referências Bibliográficas: GODOY, Adelice. Indicadores de Desempenho Organizacional. Centro de Desenvolvimento Profissional e Tecnológico. Disponível em:. <www.cedet.com.br>. Acesso em: 02 Outubro 2011. Inovação. Disponível em:. <http://pt.wikipedia.org/wiki/Inova%C3%A7%C3%A3 o>. Acesso em: 29 setembro 2011. MCNAMARA, C. Performance management: what do we mean by performance"? In: Free Management Library. Disponível em: . Acesso em: 01 Outubro 2011. MEDEIROS, Rildeci. Gestão da informação e do conhecimento para a tomada de decisão. Recife: UFRN, 2007. 12 slides, color. Acompanha texto. MILAGRES, R.. Redes de empresas, a chave para
  60. 60. Referências Bibliográficas: Nepomuceno, Carlos. Não existe gestão do conhecimento. É um mito. Disponível em:. <http://www.pmkb.com.br/artigos-mainmenu- 25/244-nao-existe-gestao-do-conhecimento-e-um- mito.pdf>. Acesso em: 28 setembro 2011. RAUPP, Fabiana. Engenharia Organizacional. Entrevista concedida por e-mail a Samuel Camilo de Oliveira Pinto. Rebouças, Fernando. Pesquisa e Desenvolvimento. Disponível em:. <http://www.infoescola.com/administracao_/pesqui sa-e-desenvolvimento/>. Acesso em: 29 setembro 2011.
  61. 61. Referências Bibliográficas: SILVA, Terezinha Elisabeth; TOMAÉL, Maria Inês. A gestão da informação nas organizações. I n f . Inf.,Londrina,v.12,n.2,jul./dez.2 0 0 7. SLACK, N.; CHAMBERS, S.; HARRISON, A.; JHONSTON, R. Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 1987. WITTMANN, Milton L., NEGRINI, Fernando; VENTURINI, Tiago. Conceituação e importância das redes de empresas. Porto Alegre: CESAO, 2004. ZORRINHO, C. Gestão da Informação. Editorial Presença, 1991.
  62. 62. Entrevista Profa. Fabiana Raupp Coordenadora do Curso de Engenharia de Produção Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
  63. 63. Entrevista1- O que é eng. organizacional? Qual a relação dessa área com a eng. De produção? A Engenharia Organizacional é o conjunto de conhecimentos relacionados à gestão das organizações, englobando em seus tópicos o planejamento estratégico e operacional, as estratégias de produção, a gestão empreendedora, a propriedade intelectual, a avaliação de desempenho organizacional, os sistemas de informação e sua gestão e os arranjos produtivos. A relação da Engenharia Organizacional com a Engenharia de Produção é direta, pois sem esses conhecimentos fica difícil de você conseguir gerir
  64. 64. Entrevista2- Como um engenheiro de produção pode atuar na área de eng. organizacional? De varias formas, pois como já foi abordado é uma área ampla, que vai desde o planejamento estratégico de uma empresa, passando pelo desenvolvimento de um projeto, fazendo a gestão do conhecimento e os sistemas de informação sejam aplicados da melhor forma para auxiliar no gerenciamento.
  65. 65. Entrevista3- Qual a diferença ente gestão do conhecimento e gestão da informação? A área de gestão do conhecimento engloba a gestão da informação, pois para se gerar conhecimento é necessário que se tenha informação.
  66. 66. Entrevista4- O planejamento estratégico e organizacional é realmente um fator diferenciador do sucesso das organizações? Com toda a certeza, pois em primeiro lugar você precisa saber para onde quer ir para então começar a pensar em como fazer isso, e só sabendo onde se quer chegar que se sabe qual caminho tomar e quando se chega no destino.
  67. 67. Obrigado!

×